sábado, janeiro 31, 2009

Ah rosinha, que bela menina trazeis em foto em vosso blog, uma beleza delicada e fina , de perfume oriental, tao misteriosamente doce como todo o oriente o é, eu que amo as borboletas e as flores, e os tons vermelhos e brancos e de todas as cores, e das amendoeira em flor, e as folhas das arvores que desabrocham mais cedo nas primavera em que em meu coraçao mora a paixão, sempre foi assim desde que me recordo

A h ro sin h aqui da ue da bela menina t ra ze is em f oto em v osso b l o g, uma beleza deli c ad a e fina , de p rf um me oriental, tao mis teri o sam que mente do ce com o todo o oriente o é, eu q ue am o as bo r b o l eta sea s f l o r es, e os ti ns vermelhos e brancos e de t o da sas co r es, e das am en do e ira em f l o red e lo l h as das ar vo r es q ue de s ab roca h m maís cedo nas pp r ima vera em q ue em me u cora sao mora a pa ix ao, se mp r e f o i as si we em de sd e q ue me rec o rf dó

Fiquei a olhar para ela como se a conhecesse, depois foi a trás do link, e dei com o filme, e aí me recordei, recordei de ter visto aquele belíssimo filme projectado numa parede no majong, uma noite que lá cheguei e fiquei assim ao balcão, todo feito menino, apaixonado a apaixonar-me por aquela beleza, aquele voar, e as folhas e as pétalas, a arte dos ventos como alguém outro lhe chama aí nas letras que reproduzes, ah, senhora amada, como é bom esse entendimento entre os conjugues tao distante do que aqui no ocidente nas vezes se vive, um profundo respeito, uma profunda ligação, um fazer parte, como duas metades, mesmo que pelo ciúme ela a ele o mate, não deixa ele de sorrir seu amor a ela enquanto se esvai, ah amada , belo o amor assim

F qi q eu ia o l h ar para el a com o sea c on he c ess e, d ep o is f o ia t rá sd o l ink, e de i com o fi l me, e aí me rec o r de i, rec o r de id e te r vi s to aqui do u l e belíssimo fi l me pro j at ado numa par de no ma j ing, uma noite q ue lá che g eu ie fi q eu ia s simao bal cao ,todo f e i to me nino, ap a ix on ado a a pa ix on ar do traço da inglesa me pela au q eu le beleza, aqui da u es v ossos, aqui eu l a vo ar, e as f o l h as e as pet as la, a art e do s o v en to s al gume o u t ro l he ca hama ai nas letras, q ue r ep ro du ze sa h, s en hora am ad ac omo é b om ess e en t en di men to en t reo s c on ju g u es tao di s tante do que aqui no do ocidente nas v e ze s se v iv e, um pro f un do r es pei to, uma pro f un da li g ac sao, um f az e r p arte, com o du as met ad es, me s mo q ue p elo cio e me el a a e leo mate, n cão de ix a el e de s o rr i r s eu am o ra el a en q u ant o se es v aia h am ada , b el o mao ra s si m

Depois me lembrei então da beleza de uma outra rapariga assim de cabelos compridos tambem que encontrei nas danças, com quem falei e olhei por um breve instante, agora, percebo que reconhecia a outra bela menina naquela, que estranho é o amor, ou nem mesmo isto se calhar o poderei dizer ao certo certinho, mas uma imagem forte de amor que se trás, que se reconhecesse e nesse espraiar,

D ep o is me lebre rei en tao ad beleza de uma o u tra ra pa riga ass em de cab e lo s co mp rid os t am b em q ue en c on t r ina s danças, com q u em f al lei e ol hei r por um br eve i ns t ante, agora, pe rc e bo q ue rec on he cia a o u t ra bela me nina na q eu la, q ue es t r anho é o am o ro un em me s mo is to se cala h ro p ode rei di ze ra o ce r to ce r tinho, mas u mai mage m f orte de am o r q ue se t ra s, q ue se rec on he c esse e ess e es par aia,

Oiço-te esta noite falares comigo na distancia que manténs entre nosso corpos, me recordo de noite recente ter visto assim como que lanternas vermelhas que não o eram numa casa, e ter ficado a pensar se lá estarias dentro, ou se era mais ou qualquer cio, ah amada , sabes que vives eterna em mim, porque me fazes assim buscar-te sabendo tao bem como eu, que muitos são os que obstam a nosso encontro, poupa-me os passos em vao, se mesmo houvesse passos em vao, dá-me a palma da tua mao, deixa- olhar repousando meus olhos em tua face ao perto pertinho, e assim ficar, a contemplar tua beleza, tua força, ah amada como tanto te amo

O i ç o do traço da inglesa te e sta no it e fla r es co mig on a di s t an cia q ue man te ns en t re no osso cop ros, me recordo ode no ite rec en tete r vi s to ass em com o q ue lanternas vermelhas q ue n cão oe ram n uma c asa, e t r e fi cado a p en sar se l á e tsa rr ia s d en t ro, o use e ra maís o u q u l a q eu r cio, a hama d a , s ab es q ue v iv es etar na em mim, por q ue me f z s es as si em b us car do traço da inglesa te s ab en do tao b em com o eu, q ue mui to s são os q ue ob s tam ano no do osso en c on t ro, poupa do traço da inglesa me os passos em vao, se me ms o h o uve s se p as s os em vao, d a traço d inglesa me a pal nma da t ua mao, de ix a do traço da inglesa olhra r e p o usa sand o me us olhos em t ua face ao per to per tinho, e as si em fi cara c on te mp l ar t ua beleza, t ua f o rça, a h ama da com o ta n to t e amo

Agora me lembrei do senhor li, e meu coraçao se entristeceu e se preocupou, e depois se pôs a chover no ceu, pois me lembrei do que me contaram ter sido a sua morte e de ter logo sentido em meu coraçao que aquilo que narravam não batia com a realidade do que acontecera, me subiu a memória do joao, da margarida , dos dois filhos deles, tao belos em sua estranha mistura

A gira me l em br rei do s en hor li, e me u co raçao se en t r sti c eu e se pr e cup o u, e dp o is se p os ac h ove r no c eu p o is me l em br rei do que me c on tara am te r s id o as ua m orte e de te r l ogo s en tio d e em me u co raçao q ue a q u i lo q ue na rr ava am n cão bat tia ia com a real id ad e doque eu ac on tec ra, me s ub i ua me mor ia do joao, da mar g a rid ados do is fi l h os del es, tao b elo se em s ua es t r anha mis tura

De novo vi os clips do filme jet li hero, e me lembrei da imensa comoção que o filme me fez sentir com sua imensa beleza das formas, das cores, do universo, no redor de agora leio c do delta di duplo circulo ou infinito deitado, do principe, do traço ingles homem do ero, do duelo com o da sky, o jet li hero, z delta duplo circulo ou infinito deitado de principe xion, ou do chi da ong, da lua do vaso da serpente, na me do primeiro ess hero forte do vaso do onze e x ten quadrado ed, sc ene year dois mil e dois, i circulo one dc ana primeiro, hi gato quality, de quatro rectângulos e um triângulo de fogo da the bride wi w n quadrado do homem ste white hair,

De n ovo vi os c l ip ps do fi l me jet li h ero, he ron, ne roi, e ron, h ero theron, e me l em br rei da im ns ac omo sao q ue o fi l meme fez s en tir com s ua em ns a beleza das for ma sd as co r es, do uni v ero sn o red or de agora lei o c do delta di d up l o circulo ou in fn i t o de it ado, do p rin c ipe, do t r aço ingles homem do ero, do de u l o com do circulo da sky, o jet li h ero, z delta duplo circulo ou in fi n tio d eu t ado de p rin c ipe xi on, ou do chi da ong, da l ua do vaso da serpente, na me do primeiro ess h ero f orte do vaso do onze e x ten q au dr ado ed, sc ene year do is sm ile dois, i circulo one dc ana prime iro, hi gato q ua l i t y, de quatro rec tan h gulas e um t rina gula de f ogo da t he br id e wi w n q au dr ado do homem s te w hi t a h air,

Como sempre , um sincronismo se manifestara esta tarde quando vinha do rio, cruzei-me ali na rua do hospital, eu subindo, uma mae que gritava a um menino loiro vestido a colégio ingles, e que vinha descendo em seu entender rápido de mais, um outro irmão masi devagar, e a mae bela, de cabelos pretos com belas madeixas brancas, me subiu a imagem ao agora ler este titulo de um outro filme, com uma estranha imagem da rapariga de cabelos brancos disfarçada, que como que atrai um homem para um espada cravada que está mesmo no caminho de seus genitais, imagem simbólica de teia , teia de castração

Com o se mp r e , um sic n ron is mose man f es to u e sta t arde q u ando vinha do rio, c ruze e do traço da inglesa me al ina rua do h o pita l, eu s ub indo, uma mae q ue g rita ava a um menino loi ro v es tid o a cole gi o inglesa lea a, e q ue v ina hd e sc en do em s eu en t en der rá pido de ma si, um outro i ramos ma si d eva g ar, e a mae be l ad e cab elo s pretos com das be l as mad e ix as brancas, me s ub i ua i mage mao agora l e r este titu lo de um o u t ro fi l me, com uma e ts r anha i mage madeira da ra pa riga de cab el so br na m c os di s f ar ç ada, q ue com k at rai um h om em para primeiro espada cravada q ue e stá me s mo no ca minho de se us geni tais, i mage m si m bo lica de teia , te ia dec as t raçao

Nesta navegação fui dar a uma estranha noticia, sobretudo pelos adds que a ela estavam associada, que diziam que tinha sido o preço do ensinamento a china, a morte de um bambi, já há dias ouvira pelo espirito a mesma linha em variação mais abstracta, que tinha dado muito dinheiro aos chineses, fiz grrr, pois primeiro não sou banco e a luz é de todos, e as feridas de todas as partes, que todas as trazem, e alguns muito grandes, no meio desta perturbações todas que temos vindo a viver, tem que see resolvida por todos, com base no principio que ao que parece até ao momento que ninguém levantou ainda os idos e portanto mais morte , só agrava, mas tal não desdita que a justiça se faça, e que a porcaria imensa e múltiplo, insisto, acabe, entre todos acabe!

Ne sta n ave g ac sao f u id ar a uma es t ranha not i cia, s ob r e tudo p elo s ad ds q ue a el a e stva am as soci ad a, q ue di z iam q ue tinha s id o o pr e ç o do en sima neto ac h ina, am orte de um bambi, já h á dias o u v ira p elo es pi rito am es ma linha em v aria sao mais ab st rac tac ue tinha dad o mui to din he iro aos ch ine ze s, g fi z g rr rp o is prime iro n cão s o u ban co e a l u zé de todos, e as fe rid as de todas as p art es, q ue todas as t ra ze me al gun mui to g r ab bd es, no mei o de sta per t u rba ç o es todas q ue t emo s v indo a vv iv e r, te m q ue se r es sol v id a por todos, com base no p rin c ip pi o q ue ao q ue pa rc e a té ao mon to nin g ue l eva van to u a indo os id os e porta n to maís m orte , só g ar v am as t al n cão d es dita q ue a ju s tiça se f aça, e q ue a por rc aria i men sa e mul t ip lo, in si to, ac abe, en t re todos ac be!

Me lembrei de um outro bambi, ainda mais pequenino do que a menina russa de nova Iorque, agora em dia recente, um pai no meio de uma discussão familiar ao que parece em cima de uma ponte, semelhante a daqui e de outras muitas na américa, que largara a sua filha de quatro anos que se foi na queda, o pormenor, que estabelecia a ponte, era o nome friedman, como acabara de escrever num texto recente

Me l en br rei de um o u t ro bam bi, a inda maís pe q eu nino do que a menina t us sade n ova y o r q ue, agora em dia rc en te, um pa ino mei ode uma di sc us sao f am i l air ao q ue pa rc e em c ima de uma ponte, semem la h n te a daqui e de o u t ra s mui t as na am erica, q ue l ar gara a s ua fi l h ad e quatro anos q ue se f o ina queda, o por m en o r, q ue e stab e le cia a ponte, e ra o no me f rie d man, com o ac ab bar ad e es c r v e r n um texto rec en te

Como já disse em texto de ontem, no rio mais um fio e um passo de uma imagem que vem de trás, se formou, ou melhor em parte fora formada, porque alguns sabendo que eu dera com seu inicio, assim mais a montaram, e passa pela senhor manuela ferreira leite e tambem pela zeta zones, mas como é complexa, será desvelado em seu contexto, pois estou farto das vossas insinuações diagonais, e não quero eu contribuir para as vossas fogueiras onde porventura assam inocentes, para safar alguns dos vosso rabinhos, se os senhores fossem claros em vosso ser e falar, traria eu maior confiança em vós, pois vós se portam com bandidos e eu e meu filho trazemos isso muito bem sabido em nosso corpo, assim tenho razão em assim proceder, e se pagam inocentes, vos garanto eu em Deus que a conta será feita na proporção!

Com o j á di s se em texto de on te mn o rio mais primeiro fi oe primeiro passo de uma i mage madeira q ue eve em det ra s, se for mo u, o u me l hor em p arte for a for mada, por q ue al gun ms s ab en do que eu de ra c om s eu i ni cio, ass em mais a mi on at ram, e passa p e la s en hor am nu el ferreira leite e t a m b em p ela z eta z one es, mas com o é co mp lex a, se rá de s vela do em s eu c on texto, p o is es to u f art o da s v os sas in sin ua ç o es dia g on a ise n cão q u ero eu c on t rib u i r para as v os sas fo g eu iras onda po rb en t u rea as sam ino c en t es, para s af a r al gun s d os v osso ra bin h os, se os s en hor es f os se m c l aro s em v osso ser e f ala r, t ra ria eu maio r c on fia n ç a em vó s, p o is vó s se pro tam com ban dido se eu em eu filho t ra z emo s iss o mui to b em s ab id on a no s so corp o, ass em t en ho ra z ao em ass em por rc e de rese pa g am ino c en t e s, v os gara n to eu em De us q ue a c on t a se rá f e i t ana pro procao!

Segundo dizia hoje a américa o dinheiro viera via city bank

Se gun do di z ia h oje a am erica o din he rio viera v ia ct y ban kapa

O problema a ser problema, entenda-se rela, passa e é assinatura do mesmo, que sem controlo , estamos todos sempre na iminência de serem muitos fritos em massa, como tem vindo acontecer, por isso digo , e redigo, é urgente acordar e implementar métodos de controlo dos fluxos que alimentam os senhores da guerra e acabar com as plataformas que de mao beijada lhes temos vindo a oferecer pelo sistema financeiro na forma como o trazemos desenhado, o desemprego aumenta, a miséria, tambem, enquanto não se inverter a tendência, é aconselhável não por masi fósforos desta natureza nas maos de todos os que incendeiam os campos e a vida

O pro b l ema a se r p ro b l ema, en t anda da inglesa se re la, p ass a e é as sin a tura do me s mo, q ue se m c on t r 4 l o , es t amos todos se mp rena i min ne cia de ser e mr mui to s fr ritos em massa, com o te m v indo a c on te ce ser r, por iss o di goe red i go, é ur gen te ac o rda r e i mp l em neta met o dos de c on t rolo dos flu xos q ue al i men tam os s en hor es da guerra e ac aba rc om as plataformas q ue de mao bei jad a l he s t emo s v indo a o fr e ser p elo sis t ema fina n ce iro na forma com o o t ra z emo s de s en h ado, o de s em mp rego au men ta, a m ise ria, t am b em, en q uza n to n cão se in verter a t en den cia, é ac on selha ave l n cão por ma si f os foros de sta nat ur e z a na s mao s de todos os q ue inc en de iam os cam pose a v id a

Plataformas, trás uma equivalência muito especifica no uso, e é como todos sabemos, um dos principais problemas que temos no mundo, ou sej parece existir uma relação plausível de causa, necessidade e eventual consequência!!!!

P la t a forma s, t rá s uma e qui v al en cia mui to es pe ci fic ano us oe é com o todos s abe emo s, um dos p rin cip a is pro b l ema s q ue t emo s n o mundo, o u sej pa rece e x us t ur uma r e la capo p l au s iv el de ca usa, necessidade e eve en t ua l co nse q eu en dn cia!!!!

Doce amada, verde , são os campos onde pelos nossos olhos de amor amado nos deitamos, chega que eu te mostro o prado infinito em meu pedaço, tu o teu juntos o pariso, como sempre ele O É

Do ce am ad ave verde , são os cam ps o onda p elo s n ossos olhos de am o ra mad o nós de it am os, chega q ue eu te mos t ro o prado in fn i to em me u peda aço, t u ot eu j un to s o pa riso, com o se mp r e el e O É


que bonita sois, senhora de rubro e bela e fina seda vestida, sabei que se quiser vir aqui a casa comer torradinhas ou chá beber, minha porta de meu coraçao a si, sempre aberta


descia eu agora pela noite a rua, a talvez nem vinte metros seria , a patrícia e seu marido a entrar para a casa das janelas lá para a lapa ou para onde é, meu coração é doce, ainda é doce e ainda doce o quero manter, nao será ainda hoje que rezo pelos filhos deles, não paga o amor em dano que o dano ao amor faz, ou pelo menos não tenta, até se esgotar de vez a minha paciência oriental, o problema é que quando se esgotará, se esgotará ainda em maior, são crianças que se tratam, não posso orar a sua morte, nem de seus pais, mais certo será orar pelo dos avos,

d ea sc ia eu do agora do pe do primeiro ano it te primeira rua, a cruz alve zorro ne maior do vinte met ros se ria , a pat ric ia espanhola do eu mar id o a ant ra ran te ra, ant rata az, en t rata da ar, ant ar an t ra x, para ac asa das jane l as primeiro à para da primeira lapa o u para onda é, me u cora capo é do ce, a inda é do ce e a inda do ce o q u ero man te rn cao se rá a inda h oje q ue r e z o p elo s fi l h os del es, n cão paga o am o r em d ano q ue o d ano ao amo r f az, o u p elo m en os n cão t en ta, a té se es g ot ra de eve z a min h a pa cie en cia o rei n t al, o por r b l ema é q ue q u ando se es g ot ra, se es g ota rá a inda em maio r, são c r ian ç as q ue se t rata am, n cão p osso o ra r as uam orte, ne madeira de se us pa is, maís ce rt o se rá o ra rp elo do serpente dos avos,

ou seja parecem tambem estar implicados na morte da monica lapa e dos avos, ou seja de diversos avos, certamente, que idos não tem faltado, seus cabrões!

O use seja par e c em t am b em es t ra i mp l ki cado s na m orte dam oni ca da lapa e do s avos, o use seja de di versos av os, ce rta mente, q ue id os n cão te m f al t ado, se us c ab ro es!

respondei, ou perco de vez a paciência!!!! Com antrax , o que quer dizer com um qualquer veneno que sempre usam para envenenar as gentes, como a história do polónio, seus filhos da puta!

R es pon de i, o u pe rc o de eve s z a p ac cie en cia!!!! Com an t r ax , o q ue q u e r di ze rc om um q ual q eu r v ene en no q ue se mp r e usa sam am para en v ene na ra s g en te sc omo a hi s tó ria do p olo ni o, se us f i l h os da puta!

E a besta que se diz ir nas vestes de presidente que é um bandido, o que tem a dizer sobre o sonho que aqui desvelei sobre a sua implicação na morte de sá carneiro, ou a resposta foi mostrarem como fizeram na tv de seguida um encontro entre o santana lopes e paulo portas a almoçar numa cottage, como sugerindo, que estaríamos então presente o presidente e o seu ajudante de campo, que sendo o primeiro presidente, sem o ser, no passado, do segundo, o que terá então feito correr o amok, terá sido o paulo, ou vice versa, em que ficamos, meus filhos da puta, pela lógica , talvez a inveja seja mais lógica da parte de santana, contudo o paulo é bem capaz de ser masi torcido

E a best aqui da ue se di z i rn as das vestes de pr e is dente q ue é primeiro bandido, o q ue t ema di ze r s ob reo son ho q ue aqui de s v e li s ob rea s ua inp li caçao na m o rte de sá carneiro, o ua r es posta f o imo st ra rem com o fi ze ram na tv de se guida um en c on t ro en t reo san t an lopes e p au lo portas a al molar nu ma c ot tage, com o su ger indo, q ue es t aria mo s en tao pr es en teo pr e s id dente e o s eu a j u dn a te de cam po, q ue s en do o prime iro pr es id dente, s emo ser, no do passado, do se gun do, o q ue te rá en tao f e it o co rr ero amok, te rá s id oo paulo, o u v ice versa, em q ue fi cam os, me s u fi l h o dada puta, p e la lo gi ca , t alve z a in veja seja mais lo gi ca da p arte de santana, contudo o p ua lo é b em ca p az de ser ma si tor c id o

Aguardo os vossos esclarecimentos , em vez de andarem a inventar fumos para distrair a atenção, bem viram todos, depois de escrever o sonho sobre o tira linhas do algarve, o bandido que se diz ir como presidente, andou afastado da comunicação publica até ontem, como a fazer prova, de resguardo, do vento, não é verdade senhor bandido, escusa mesmo de responder, pois não se espera que um bandido responda, mas toda gente se deu conta, certamente da sua propositada se sem preposito ausência!

A g u ard o so v ss os es clare cie mn to s , em v e z de anda rem a in v en t ra f um os para di s t rai ira ra a t en sao, b em v iram todos, d ep o is de es c r e v ro son ho s ob reo tira linhas do al g ar ve, o ban di o do que se di z irc omo presidente, anda o u a f as t ado da com única caçao da publica a té on te mc omo a f az e rp pr ova, de r es g u ard o, do v en to, n cão é verde s en hor bandido, es c usa me s mo de r ep son de rp o is n cão se es pera q ue um bandido r es pon dama s toda a gn te se d eu conta, ce rta m net da s ua pr ep posi it d ase se m p r ep posi to au s en cia!

Antrax, ou similar, é po pó que aqui puseram nas escadas, então vos pergunto, foram os senhores, que assim o instruíram!

Antrax, ou si ml ar, é po pó q ue aqui ip us rem nas e cada s, e sn to av os per gun to, do foram, foram é grupo forum e pt, os s en hor es, q ue as simo i ns t u iram!

sexta-feira, janeiro 30, 2009

Nm

curiosa foto no jornal de hoje do publico

cu rio sa f oto no jornal de h oje do p ub lico

desde já vos confirmo que deixei mesmo de ler jornais

de sd e j á v os c on fi r mo q ue de ix e i me s mo del e r jo rna is

na maior parte dos dias nem vejo as capas

na maio rp arte do serpente dos dias ne em maria do vejo as das capas

hoje vi

h oje vi

lá estava o belo rapaz a reverbar na imagem recente das vaquinhas da praça de espanha e dos leitinhos dos sinais, do para arranca, acelera, movimentos que se aplicam aos transportes

lá e stva o b elo do rapaz a r eve rba rna i mage m rec en te das va quin h as da pr aça de espanha e dos lei tinho s dos sin a is, do para do ar rac am acelera, mo vi e mn to s q ue se a p l icam aos t ra ns portes es

em atocha pararam mesmo de outra forma se trazem ainda aqui e em todo os lugares do mundo, a recordação, que certamente as famílias dos que se foram na grande matança, essas nunca o esquecerão!

em atocha para ram me s mo de o u t ra da forma se t ra ze ema inda aqui e em todo os lu gar es do mundo, a rec o rda sao, q ue ce rta mente as f am i l ia sd os q ue se do foram, grupo, na g rande mat ança, es sas n unc a o es q eu ce ra o!

como actor do filme milk, é um espelho, que hoje na foto espelhava, onze, apostolo da serpente, doc chi , das divisões, as que estão mencionadas na Palavra deste video


com o ac tor do fi l me mi l kapa, é primeiro espelho, q ue h oje na f oto es pe l h ava, on ze, a ps soto lo da serpente, doc chi , das di das visoes, as q ue es tao men cio n ada sn a Pala vaso dora de ste v id e o


com a clara assinatura, em seu final para além da vareta sg ,azul e branco, sempre nela presente e as referencias aos tabus sexuais e a loucura que trazeis nos cornos sobre estas matérias, e dobre a forma como nao tratais do assunto no espaço comum, que agrava a doença

com primeira clara as sin a tura, em s eu fi n al para al é madeira da v ar eta sg ,az u le branco, se mp r e ne la pr es en te e as refer en cia sao s tabus sex ua ise a lou cura q ue t ra ze is nos co rn no s s ob r ee sta s mat é rias, e do br rea forma com on cao t rata is do as sun to no es paço com um, q ue g ar va ado r ren ç a


uma espécie de ninza negro meio dark vader, exactamente com a mesma respiração característica do personagem das trevas, no video, assim se escuta, um video que está na net, e que portanto qualquer um pode ver

uma es pe cie de nin z ane g ro mei o d ark v ad e r, ex ac tamen te com a me s ma r es pira sao car rc teri s tica do per son a ge m ds sas das t r eva sn o video, ass em se es cut a , um v id e o q ue e stá na net, e q ue porta n to q ual q eu rum p ode eve rato


tinha já eu mencionado aqui esta figura em texto nao muito antigo, o que acrescento agora foi o sincronismo que logo se manifestou, num filme de dungeon de brincar, ali estava uma rapariga solar com um rapaz vestido com dark vader, com uma mascara de gás da primeira guerra mundial, ou seja parecida com aquelas que apareceram na primeira guerra mundial e que agora me lembro de ver num documentário em israel, na altura da guerra do golfo se nao me falha a memória, perguntai ao sic, miguel ziberman, que foi quem o fez, onde se mostrava as famílias hebraicas a se preparar para a eventualidade de um guerra química, enganadas pela publicidade manhosa que estrutura sempre as guerras, como se fez prova que nao existiam

tinha j á eu men cio n ado aqui e sta figo ra em te x ton cao mu tio ant i g o, o q ue ac r es c en to agora f oio sin c ron is mo q ue l ogo se m ani f es to un primeiro filme de d un ge on de br inca ra ali est ava uma ra pa riga solar com primeiro ra p az v es tid o com do dark vader, com up da primeira mas sc da cara de gás da prime ira guerra m un dia l, o use seja par e cida com a q eu l as q ue ap ar e ce ram na primei ra guerra mi un dia le q ue agora me l em br ode eve rn um doc um en tar rio em is ra el, na al tura da guerra do golfo se n cao me falha a m emo ria, per gun t a ia o sic, mug eu l q ue foi q eu emo do circulo de fez, onda dea da se mos t rava as f ami l as he br aica sa se pre para rp do para da prime ria ave en tua li dade de um gi e rr a quim mica, enganadas pela pub l i da cidade manhosa, q ue es t ru t ur ra se mp rea s g eu rr as, com o se f e x z p rova q ue n cao e xis t iam

trás um falo na ponta de uma espécie de black and deker
e penetra a rapariga, que pelos visto tem algum prazer, sem parecer ter muito


t ra s um primeiro falo na ponta de uma es pe cie de b la ck and deker
e p ene t ra a ra pa riga, q ue p elo s vi st to t em al gum pr az s r, se m pa arc e rt e rato da mui to

depois está ela numa outra cena, assim presa a um cruz em x, presa com correias e é penetrada por uma maquina tipo embolo de comboio

d ep o is e stá el a nu mao u t ra c en a en, ass im pr es a, a um cruz em x, pr e sa c om co r rei a se é p ene t r ada por uma ma quina t ip o em bo ll de com boi o

quando aquilo acelera, parace ter um pouco masi de prazer, se bem que não seja a rapariga que mias , que masi vi ter prazer a se masturbar daquela forma, são todas maiores e vacinadas na aparência, geralmente até fazem uma pequena declaração, tipo entrevista no final, onde cada um pode averiguar do verdadeiro prazer, ou da parte encenada

q ua anda aquilo ac e lara, pa race te rum p o u co ma si de pr az e r, s e b em q ue n cão seja primeira rapariga q ue mia s , q ue ma si vi te rp pr az e ra ase mas t u r b bar da q eu la forma, são to do as maio r es e v a cina da sn a ap ar rec ni a, ger la mente a té f az em uma pe q u en a dec lara raçao, t ip o en t rr e vi sta no fi na al, onda c ada um p ode ave rig ua r do verde ad e iro pa ar ze erro ro u da p arte en cena en ad a

é uma rapariga solar, cabelo loiro, pele branca, e grande com um corpo bem proporcionado, que me fez lembrar o arquétipo de uma outra bela mulher que um dia não muito ido aparecia aqui no dn, com as suas pernas longas à mostra,

é uma ra pa rig a solar, cab elo loi iro, pele br anca, e g rande com do primeiro corp o be m pro por cio n ado, q ue me fez l em br aro arque t ip pod ode uma o u t ra be l am mul her q ue um d ia n cão mui to id o ap ar e cia primeira do ki no dn, com as s ua s per na s l on g as à mo st ra,

remete a figura feminina para tranças, sem o ser, e para alemanha, ou seja para uma mulher alema e se calhar o vader , alemão

reme te a figo ra f em en ina para das tranças, s emo ser, e para al em manha, o use j a para da prim e ra mulher al ema e sec da calha do ro dp aro v ad e r , al ema mao

como vocês todos me espiam, não so nas navegações como nos meus passos, nas ruas, desde partidos, até serviços secretos de todos os lados do mundo, não trarão dificuldade em chegar a quem são as imagens que este video espelha!

Com o vo c es todos me es spi am, n cão s on as na vega ç o es com on os me us p ass os, na s ruas, de sd e p art id os, a té ser vi ç os sec r e to sd e todos os do lados do mundo, n cão t r arao di fi cu l dade em che gara q eu em são asi mage ns q ue este v id e o es pe l h a!

Podem começar, se trouxerem alguma dificuldade por perguntar ao sempre em pé, visto que uma rapariga que aqui mora no prédio trabalho no gemini onde é o consultoria da falsa psi envolvida no rapto de meu filho com a mentira de que eu era psicociclico , ou coisa assim, visto que a espionagem do ps, o saberá, não é sua besta, demita-se de todos os cargos públicos da cidade até ao fim de seus curtos dias, seus bandido, pedofilo!!!!

P ode em com eça r, se t ro ux e rem al gum ad da di fic u l dade por per gun t ra ao se mp r e em p é, vi st o q ue uma ra par riga q ue aqui ki mora no do pr é di o t r aba do alho onze no do gemini onde é o c on sul tor ia da f al s a ps i en vo l v id ano ra pt ode me u fi l h o com a men t ira de q ue eu e ra ps i coc i c l i co , o u co isa ass em, vi s to q ue a es pei on a ge da madeira do ps, o saberá, n cão é s ua be sta, de emi t a do traço da inglesa sé d e todos os c argo s p ub lico s da cidade, rádio, a té ao fi maior da madeira de se us dos curto serpentes do dias, se us ban dido, pedo fi primeiro do circulo da quatro setas cravadas no chao, ou seja de quatro tremores!!!!

No video se ve um mao com quatro dedos, que em continuidade com o anterior , falta portanto o que digo de se cortar, ou seja o quarta feira, robin, cruise

No v id e o se eve prik mei o mao com dos quatro dedos, q ue em conti nu id ad e do com do circulo da ante rio rf al t a porta n to o q ue di g ode se co rta aro do ro do vaso do seja do circulo do quarta feira, o robin, cruise

No final ainda se vê, a luva negra , ou seja a referencia explicita a organização da mao negra, , a vesica da dupla interpenetração de dois circulos de um conjunto maior de circulos, referenciado no texto, relacionado com angelo l it do rico do cem do algodão, do cotton, serpente do quadrado ge nu ine q qual li t y sw rt sh irt com fort da for, américa, eve rata do delta quadrado do primeiro delta nba use


No fi n ak la inda se evê, al primeira luva meg ra , o use seja a ref ren cia e x p l i cta a or g am niza sao da mao negra, primeira ave sic a da d up la in ter rp p ene t da raçao de do si di c ru c l os de primeiro c on j un to maio rato de circulos, ref ren cia ado no te c x to, r el s ac vi on ado com do angelo l it do rico do cem do al g o dao, do c o t ton, serpente do quadrado ge nu ine q qual li t y sw rt sh irt com fort da for, am eric sa, eve rata do delta quadrado do primeiro delta nba use



Um pato a voar na doca esta tarde o indico me mostrou, ficará para outras núpcias, se as houver


primeiro pato a v o ar na doca e sta t arde do circulo do indico me mos t ro u, fi cara ra do para das outras n up cias, sea s h o uve rato



Sabes bela menina amada, katie, que ainda hoje ouvia o belo amado que consigo contracena a falar sobre a revolucionary road, cuja palavra a primeira , pouco ou nada mesmo me agrada, prefiro po-la na sua verdadeira acepção, evolução, antes éramos todos nómadas, depois pela agricultura, não te esqueças, que foi esta a razão pela qual nos tornamos sedentários, mas se reparares bem , continuamos sentados num mundo redondinho, que se pode sempre andar a sua volta sem nunca cair e quase nenhum de nós faz agricultura, daquela que dá frutos e tubérculos e alfaces e cenouras e tomates e couves coisas belas e saborosas assim, que alias como sabemos , faltam em muitos lados, depressa no aproximamos de metade da população na miséria, óptimas condições para o estoiro final, não será verdade.

S ab es be lam am en ina am ad a, ka tie, q ue a inda h oje o u v ia ob elo do amado, q ue c on sig o c on t ra cena a f ala r s ob rea r evo luc cio na r y ro ad, c u ja pala vaso do ra a p rim e ira , p o u co ou n adam es mo me a g r ad a, pr e f iro p o dot traço da inglesa lana s ua verdadeira ac ep sao, evo lu sao, ant es e ramos to ds os no mad as, d ep o is pe l aa g rico l tura, n cão te es q eu eça s, q eu f o i e sta a ra z ao, no s tor na mos sed en tá rios, masse r epa ra r es b em , conti nu am os s en tao ds n um mundo red o dn din h o, q ue se p ode se mp r e na d ar a s ua v l ota se mn un caca ire q u ase n en h um de nó s f az a gi c u l tura, da q eu la q ue d á fr u to se t uber cu lo se alface se en ouras e tom at es e co ia serpentes de belas ass em, q ue al ia sc omo s abe emo s , f al tam em mui to s l ado s, d ep press s ano ap roxi mam os de met ad e da pop u la sao na mi se ria, optimas condi ç o es para do circulo do estoiro final, n cão se rá verde dade.

Ah se me dissesses , larga o emprego e partamos, pois te diria que sim, pois até os filhos os podemos educar e ensinar, bem melhor do que uma escola qualquer que seja tradicional, não é isto verdade, e não se tornou isto ainda mais verdadeiro ao ter-mos acesso continuo a um conjunto de informação que antes não tínhamos a partir de muitos pontos da una casa!

A h se me di ss es do ponto do traço da inglesa s es , l arga o e mp rego e p art amos, p o is te di ria q ue si em, p o isa té os fi l h os o s p ode demos edu car e en sin ar, b em mel h rod o q ue uma es c ola q ual w eu r q ue sej a t ra dio vaso do cio n al, n cão é is to verde dade, en cão se tor no u is to a inda maís verde ad e iro ao te r do traço da inglesa mo s ac ess o conti nu o a um c on j un to de in for maçao q ue ant es n cão tinha am mosa p art do tir de mui to s pontos da una c asa!

Nos deitamos nos prados e fazemos pelo amor os filhos e depois os pomos as cavalitas e lá vamos nos com eles a conhecer o mundo, que é belo, grande e infinito como o amor!

Nos de itam tam os nos do prado se f az emo s p elo amo ros fi l ho se d ep o is os p omo sas c ava li t ase l á v amos nós com el es a c on he ser do mundo, q ue é b elo, g rande e in fi ni toco mo o amo rato

Ah que te escuto dizer, e no inverno, o frio, não te preocupes, que eu invento uma casa que nasça num bolso quando for preciso com todas as comodidades, que precisares, enfim se fores modesta como eu

A h q ue te es cut o di ze reno inverno, o fr rio, n cão te pro cup es, q ue eu in vento en to primeira c asa q ue na sç ani primeiro bi o l s o q ua ando for pr e c is o com todas as c omo dida d es, q ue pre sica ar es, en fi madeira da se for es mode sta com o eu

E depois, e antes e sempre, tens o meu amor , e meus beijos para te aquecer , sempre a todas as horas, sem ponteiros, mas com ponta e alegria de partilhar a vida a teu lado, a única condição do querer estar, ser feliz, como Deus a todos nos fez e faz

E d ep o ise nat es e se mp re, t en s om au r amo rem e us bei j os para te a q eu ser , se mp rea todas as hor as, se em ponte iro s, m as com da ponta e al e g ria de p art ilha ra v id a ee t u l ado, a única condi sao do que r e r e es star, se rf e liz, com ode us a todos nos de fez e f az

no outro dia, ouvia eu a minha amada assim pelo espirito do amor, me dizia, ah se tu soubesses como eu mais queria era largar a vida daquelas estrelas todas e cair em teus braços, ah amada, vem, entao vem, faz assim como te dita teu coraçao que meus braços sempre te esperam

no o u t ro dia, o u v ia eu am min h a am ad a ass em p elo es pi rito do amo r, me di z ia, a h se t u s o ub ess es com o eu maís q ue ria e ra l ar gara v id a da q ue l as es t r e l as todas e ca i rem te us br aço sa h am ad ave em, en tao v em, f az as si em com o te dita te u cora sao q ue me us br aço s se mp r e te es pe ram
De alguns dos juizes, acrescente-se ao texto anterior sobre a manha desta tarde, onde uma das aparentes senhoras, que deve ser masi dum, que encabeçava um abaixo assinado pela segurança dos juizes e da justiça, era nem de propósito do tribunal de menores de lisboa, local, onde a corrupção campeia, pois trago eu o meu filho roubado a tres anos em processo que nem lembra os piores do tempo do fascismo, e a lei me tem sido negado por todos, inclusive juizes, mesmo no supremo tribunal, e no conselho superior de magistratura onde se apresenta por lei queixa contra os corruptos juizes, se querem meus respeito, mereçam-no primeiro, deixem de ser bandidos de vez, deixem de ser putas ladras e cobridores de ladroes de crianças e de sangue alheio, meus filhos da puta!!! Cobardes, ladroes, bandidos, corruptos e vermes!

De a l gun sd os ju is ze s, ac r es cente do traço na inglesa se sea o do texto ante r iro s ob rea primeira manha de sta t arde, onda primeira de uma das aparentes senhoras, q ue d eve ser ma si do dum, q ue enca beça ava um ab a ix o as sin ado pe l a segur ança dos juizes e da justiça, e ra ne madeira de pr ep do posi to do tribunal de menores de lisboa, l oca l, onda a c oo rup sao cam pe ia, p o is t rago eu o me u fi l h o ro ub ado a t r es ano se em pre c see s o q ue ne m l en ra os piro es do te mp o do fascismo, e a lei me te ms s id o ne gado por todos, inc l u s iv e juizes, me s mo no s up r emo do tribunal, e no conselho s up e riot de magi s t rat u ra onda se ap re sn eta por lei pata ix a c on t ra os co rr u pt os juizes, se q eu rem me us re s pei to, mer e cam do traço do ingles no prime iro, de ix em de ser ban di s ode eve zorro de ix em de s rp das putas l ad ra se c ob br id dor es de l ad ro es dec r ian ç as e de san g ue al he iro, me us fi l h os da puta!!! C ab bar de s, l ad rp es, ban di s o, co rr u p ot ts e eve rm es!


Depois ao passar o espirito me acrescentou que a tal dita senhora, que nem o nome fixei, mas é pouco comum em portugal, mais parece afrancesado, fora a puta que me marcara em setenta e quatro, imagine-se com quatorze anos e já me faziam esta continua merda, que alias começou desde que eu nasci, vao se todos foder, que paciência para bandidos não trago nenhuma!!!!

D ep o is ao p ass ar o es pei rito me ac r es cento vaso, q ue aa t al da dita s en h ro ra, q ue ne mo no me fi z x e ima s é p o u co com um em portu gal, maís par re ce a fr anc es ado, for a ap da puta q ue me mar a cara em sete na te quatro, ima gine do traço da inglesa se do com do pato t tor ze ano sej á me a f z iam e sta conti n ua mer ad aqui da ue al ia s com e ç o id es de q ue eu na sci, do vao se, do cabrão do bandido mor soares, todos f ode do Rato., ps de merda, , q ue p ac cie en c cabo ia do para dos bandidos n cão t r alo n en home da uma!!!!

Depois uma outra relaçao , se pode estabelecer eventualmente pelo nome, e pelo aparecimento do senhor mitchell, que poderia ser então o tal que fora responsável por me por uma cruz em cima em setenta e quatro, é isto verdade?

D ep o is uma o u t ra da relaçao , se da p ode de e stab e l ser eve en tua primeiro que mente, a p elo no me, e p elo ap ar rec cn iam en to do s en hor mit che ll, q ue p ode ria ser en tao o t a l q ue for a r es pons ave l por me por primeira cruz em c ima, em sete n ta e quatro, é s u to ove rda dade foice

Porra que ninguém fala claro nesta terra! Caim todos os que merecem na tumba, deve haver algum de vós ainda home inteiro, ou meio, capaz de falar a verdade em modo claro, ou não, é isto a imagem então que em nenhum de vós se pode confiar em qualquer julgamento que seja!?

Po r ra q ue nin b gui em fala, es, c l aro nest a terra! Caim todos os q ue mer rc ema na tumba, d eve h ave ra al gum de vó sa inda home in te iro, o u mei ero, c ap z de f ala ra verde dade em mod o c l aro, o un cão, é is to a i mage m en tao q ue em n en h um de vó s se p ode c on fia ar em qui al q eu r ju l game en to q ue seja!?


Caim, apareceu agora nas entrelinhas, então qual de vós é responsável pela morte dele!?

Caim, ap ar rec eu do agora nas en t g r e das linhas, en tao q ual de vó s é r es ponsa cel p el am orte del e!?

Não se descosem com a verdade, preferem as meias tintas como de costume, fazendo de conta que elas trazem sempre um preço em dor e nas vezes morte de alguns À conta das mentiras, pêndulo para vocês todos sobre vossos corações a ver o que sai amanha!?!

N cão se de sc os em com primeira verde dade, pr efe rem as meia s tintas com da ode cos t u em me fazendo dec conta q ue el as t ra ze em se mp r e um pr e ç o em dor en as v e ze s m orte de al gun sá conta da s das mentiras, pen dulo para vo c es todos s ob re v ossos cora ç o es ave ero q ue sa ia manha!

Por outro lado ainda, no meu video apareceu uma imagem, ou melhor um dos desenhos que nele aparece, apareceu de seguida por cima da cabeça do senhor mitchell em israel a falar num púlpito, onde se ve um escudo redondo, cortado na imagem e a segunda palavra em hebreu, estava reflectida no meu video, ou seja parece então a conclusão ser que o senhor mitchell, do grupo onze como agora se desvelou, ter algo a ver com a morte de um judeu, de nome caim, me dirá israel e ele mesmo se não é isto verdade!?

Por o u t ro l ado a inda, no me u v id e o ap ar e c eu uma i mage mo u me l hor um dos de s en h os q ue nel e ap ar rece, ap ar e c eu de se guida por c ima da cab eça do s en hor mit che ll em is ra el a f al rn um pulp pito, onda se eve um es c u do redondo cortado na i mage me a se gun da ap pal al vaso do ra em he br eu, e stav a r efe le tid a no m eu v id e o, o use seja pa rece en tao a c on c lu sao ser, q ue o s en hor mi tc hell, do g rup o on ze com o agora se d es velo u, te ra al goa ave rc om am morte da orte de primeiro judeu, me di rá is era l e el e me s mo se n cão é is to verde dade!?

Por volta do minuto trinta e sete, trinta e sete , duplo estrala do circulo maçónico, temos uma referência ao sorriso, o clip sobre musica do luis represas trovante com desenhos do cayatte, onde aparece o delta primeiro do circulo elevado do risco sobre o cabalista judeu, fala a palavra de isso mesmo, das aritméticas e das somas e das parcelas, ou seja ds da sabedoria dos numeros ou seja dos passes feitos digitalmente na rede


Por vo l t ado minu to t rin t a e sete, trinta e sete , d up lo est rale do circu l o m aç oni co, t emo s uma ref fr en cia ao s o rr is o, o c l ip s ob rem mu sica do luis represas, rata da ep es sas, t rib ban te nante com dos desenhos do ca y a tt e, onda ap arc e do circulo do delta primeiro doc irc culo el eva o dd o risco s ob reo cabal ista jude vaso do fala primeira pala vaso do ra de iss om me s mo, das ari t met tica sedas s oma seda s par cela s, o use seja ds da s abe do ria dos numeros, o use seja dos passes feito di g it al e mn te na red e

Depois aos trinta e oito minutos e vinte e cinco, ou seja a estrela do vinte, maçónico, terceiro do infinito em oitenta e tres , maio, se ve o vaso do ny serpente trinta e oito vinte cinco, se começarem a raciocinar o passo lógico, o louco, da lógica, ou seja o louco por detrás da lógica da aplicação, do software que fez as quedas das torres, pois diz a palavra passo, e não passos, como é a regra gramatical no caso da frase, ou seja aponta e desvela especificamente que estamos perante um, e o identifica, pela lus e pela sombra reflectida na minha palavra, recordando aos mal intencionados, que palavra é carne, ou seja expressa-se sempre no que chamamos de redor

D ep do posi ao s trinta e oito minu to ze vinte e cinco, o use seja a estrela do vinte, ma c oni co, te rc iro do infinito em oitenta e tres , mai s o, se eve o vaso do ny serpente trinta e oito vinte cinco, se com eça rem a rec i cio na aro do ro passo lo gi c vo, o louco, d al o gi ca, o use seja o louco por det ra sd a lógica da ap li caçao, do s o ft da ware q ue fez as das quedas das torres, p o is di za pala vaso do ra passo, en cão pa ss os, com o é ar e g ra g r ana tica al no do caso da fr ase, o use seja ap da ponta e de s vela es pe cif fi cam que mente, q ue es t amo s pe ra n te um, e o id en tif fi ca, p el a l use p el a s om br a ref for mula one l e t id ana min h a pala vaso do ra, rec o r dando ao s ma sl in t en cio n ada s, q ue pala vaso do ra é car ne, o use seja e x press as do traço da inglesa se s e mp reno q ue ch ma mao s d e red circulo do rato

A palavra depois diz, cotar a semana ao meio, ou seja quarta feira, que remete para o robin de robinson crusoe, portanto um ajudante do batman, os cinco dedos da mao , imagem da mao negra, a organização,

A p ala vaso do ra d ep o is di zorro, da c ot ar a se mana ao mei o, o use seja q u art a fe ira, q ue reme te para circulo do robin de tobi son mc russo oe, p ot rta n to um a ju dante do bat man, os cinco dedos da mao , i mage madeira da mao negra, a o r g ani iza sao,


O sinal que é semelhante a frase hebraica que estava a esquerda cima do senhor mitchell a falar no púlpito em Israel, logo a seguir , vista na tv portuguesa, uma palavra que está desenhada em semi arco a subir, ou seja tambem referencia a outro semi arco que a palavra no video menciona, a tal invenção negra do eixo do mal como chamara bush, no video está espelhada verticalmente, temos assim um semi arco, que é um arco de uma flecha, virada para a terra, e aqui no espelho, se ve a seta com duas penas um horizonte e um triângulo de agua cravada na terra, bem dentro, ou seja tambem relacionado com um dos tremores de terra, e antes aqui em espelho é visível um z de sorro, da serpenet eta, seta, e ki li bra ria , gaivota, au curo e bam, facadas, dedo indicador, ou seja tambem o dedo da indica dor, e uma cruz suástica, que antes de o ser é símbolo tambem de origem oriental, dormitórios, nazi, ou seja tambem com relaçao aos bebes mortos agora na belgica.

O sin al q ue é semem l h ante a fr ase he br aica q ue e stv a a esu q eu rda c ima do s en hor mi tc hell, seis, seis, a f ala rn o pulp u it o em us ra el, l ogo a se gui r , v ista na tv portu guesa, uma pala vaso do ra q ue e stá de s en h ad a em s emi arco a s ub iro ro do vaso do seja t am b em refer en cia a i u t ro s emi arco q ue a pala av ra no v id e o men cio na, a t al in v en sao negra do e ix o dom al com o ch am ar a b us h, no vi de o e stá es pe l h ada v erica que mente, t emo sas si em um s emi arco, q ue é um arco de uma fl e c h av irada para da primeira da terra, br, e aqui no es pe l h o, se eve a s eta com do du as das penas primeiro do horizonte, h o rio zenao te e um t r ian gula de gas u c rav ada na terra, b em d en t ro, o use seja t am b em r e la cio n da com um do s t r emo mor es de terra, e ant es aqui em es pe l h o é v isi v el um z de sorro, da ser pe net eta, seta, e ki li bra ria , gai v ota, au curo e bam, f ac ada s, dedo indica dor, o use seja t am b emo dedo da indica dor, e uma cruz s ua s tica, q ue ant es de o ser é s im b olo t am b em de o rig e min diana, dor mit ó rias, nazi, o use seja t am b em com da relaçao ao s dos bebes mortos agora na be l gi ca.

Ainda pelas duas imagens , a vinda dos rabis em israel, e o espelho aqui, temos uma semelhança, e uma cruz, ou seja , o arco que dispara a seta, está em israel, e corresponde a id a palavra que está no escudo atras do senhor mitchell quando está a falar no púlpito, e aqui se ve a seta cravada no meu leito, bem debaixo da linha da terra, ou seja terá a ver com o tsunami, pois o tsunami, está relacionado com o leito desfeito da minha família, ou seja o senhor mitchell, estará envolvido ou saberá quem o fez, não é verdade senhor, aguardo resposta!

A inda pe l as du as si mage ns , a v inda dos r ab is em israel, e o es pe l ho aqui, t emo s uma se ml circulo de corte do homem ança, e primeira cruz, o use seja , o arco q ue di spa para primeira seta, s eta, e stá em israel, e co rr ep onda primeira id a pala vaso do ra q ue e stá no e ws cu do at ra sd o s en hor mi tc hell q u ando e stá a f ala rn no pulp it o, e au ise eve primeira s eta c rav ada no meu leito, b em de ba is o da linha da terra, br, o use seja te rá a ave rc om o ts un ami, p o is o ts un am mi, e stá r e la cio onda com do circulo do lei to de s fe i to da min h a f am i l ia, o use seja o s en hor mi tc hell, es star tará en vo l v id o o u s abe rá q u emo de fez, n cão é verde dade s en hor, a g ua r do r es p oto sa!

Não deixo de sublinhar um outro sincronismo, que é o facto de o senhor ao que parece ter feito a paz na guerra dos Balcãs, que como sabe tenho eu aqui muito invocado em dois sentidos, um primeiro da relação do durão com estes factos no âmbito do trafico das armas que tambem por aqui passaram e que deram inclusive mortos, e igualmente sobre o facto de em Haia não ter visto ninguém relacionado com o dinheiro que alimenta sempre as guerras, e que prova como tem provado a necessidade urgente de se apanhar esta gente, controlar os movimentos bancários, acabar com os off shores, se quisermos a imensa grande maioria dos seres viver no mundo em paz, portanto tambem saberá o senhor certamente do envolvimento de durao e de portugal nesta matéria e agradecia portanto esclarecimentos

Não de ix ode s ub k lina h r um o u t ro sin c ron is mo, q ue é o f ac to de o s en h ro ao q ue pa rece te rf e it o a p az na guerra dos bal ca s, q ue com o s abe t en ho eu prim a ira do ki mui to in vo cado em do si s en t ido s, um prime iro da r el sao do d ur º sao com est es f ac to sn no am bi to do t raf i co das armas q ue t am b em por aqui p ass sara am e q ue de ram inc l u s iv e mor to se igaul e mn te s ob reo f ac to de em h aia n cão t r e vi s to nin g eu em r e la cio n d f do com do circulo cu lo onze do dinheiro q ue a l i men ta se mr pe as das guerras, e q ue p rova com o te m por v ado primeira da necessidade, mne, ur g en te de se ap anha r e sta g en te, c on t ola ros m vo i men to sb ban ca rio s, ac ab br com os o ff s h o r es, se qui ise r mosa i m en sa g rande maio ria dos seres do viver do no do mundo em p as z, porta n tot am b em s abe rá o s en hor ce rta que mente do en vo l vi men to de durao e de portu gal nest a mat é ria e a g ra dec ia porta n to es clare cimentos

outra relaçao de semelhança, entre seu nome, é com a joni mitchell, que remete ou pode estabelecer uma relaçao com o canada, e poderia ser tambem uma possibilidade que estes bandidos juizes daqui, de tentar incriminar, dizendo que a joni mitchell fora responsável por uma cruz em mim em noventa e quatro, estranho, porque muito a aprecio, mas me recordo de estranha sensação recente ao ler suas palavras num cd , blue,

o ur rea da relaçao de semem l h ança, en t rese u no me, é com primeira da j oni mi tc hell, q ue reme te o u p ode e stab e le ser primeira da relaçao do com do circulo do c anan da, e p ode ria ser t am b em uma p os sibil bil dade q ue est es bandidos juizes da u id e t en t ra inc rim ina rato da di zen do que primeira da joni mitchell for a r es ponsa ave l por da primeira cruz em mim em noventa e quatro, es t r anho, por q ue mui to a ap rec cio, mas me record ode es t r anha s en sa sao rec nete ao ler, do cm, s u as pala vaso do ra sn do primeiro dc , b l ue,

ah, parece que se esclarece o assunto no parágrafo anterior!

A hp arc e q ue se es clare ce o as sun to n o para g rafo ante rio rato!


Continua, pois trago eu muito visto na luz, sobre assuntos do médio oriente, inclusive sobre os acontecimentos com relaçao ao Líbano


Conti nu ap o is t r alo eu mui to vi s to na luz, s ob re as sun to sd o me di o oriente, inc l u s ive 3 s ob br reo s ac on tec i e mn to s com da relaçao ao l ib do ban do ano

O espirito me disse, que os quarenta e tres serão todos julgados na cas da nações, a ver até onde a lista se estenderá!!!!

O es pi rito me di s se, q ue os quarenta e tres, os ali baba e os quarenta ladroes, se ra o todos ju l gados na cas da n aç o es, ave ra té onda dea primeira l ista se es t en de rá!!!!

quinta-feira, janeiro 29, 2009

Noticia de ultima hora , imagem gravíssima de como vai o tremendo pântano da corrupção nos poderes públicos todos deste podre país, sem justiça!

Not ti da cia de u l t ima hor a , i mage m g rav iss ima de c omo v aio pont ano da co o rup sao no s p ode r es publico s todos de ste p o dr epa is, s em justiça!

Diziam na radio, os juizes, que o sistema informático que fora criado pelo, mai, presumo, permite a entrado nos processos dos procuradores e dos juizes, alterando inclusive a analise dos factos e das decisões, curioso eco ao que aqui dissera em dia recente na carta em ingles, sobre o acto de censura do video de que foi alvo

Di z iam na ra di o, os juizes, q ue o sis t ema in for mat tico q ue for a c rai do p elo, mai, pr ess umo, per mit e a en t r ado nos por rc esso s dos pro cura dor es e do sj u ize s, al te r ando inc l us iv e a ana lise dos f ac to sedas dec is o es, cu rio sec co ao q ue aqui di ss e ra em dia rec en te na ca rta em ingles, s ob reo ac to de c en sura do v id e o de q ue f o i alvo


Noticia de ultima hora , imagem gravíssima de como vai o tremendo pântano da corrupção nos poderes públicos todos deste podre país, sem justiça!

Not ti da cia de u l t ima hor a , i mage m g rav iss ima de c omo v aio pont ano da co o rup sao no s p ode r es publico s todos de ste p o dr epa is, s em justiça!

Diziam na radio, os juizes, que o sistema informático que fora criado pelo, mai, presumo, permite a entrado nos processos dos procuradores e dos juizes, alterando inclusive a analise dos factos e das decisões, curioso eco ao que aqui dissera em dia recente na carta em ingles, sobre o acto de censura do video de que foi alvo

Di z iam na ra di o, os juizes, q ue o sis t ema in for mat tico q ue for a c rai do p elo, mai, pr ess umo, per mit e a en t r ado nos por rc esso s dos pro cura dor es e do sj u ize s, al te r ando inc l us iv e a ana lise dos f ac to sedas dec is o es, cu rio sec co ao q ue aqui di ss e ra em dia rec en te na ca rta em ingles, s ob reo ac to de c en sura do v id e o de q ue f o i alvo

O pormenor, que desvelava que não se referiam só à aplicação da justiça, erra que permitia a alteração em reeel time, ou sej, confirmam, assim que existe um cache em reel time em cima desta aplicação, na aparência do blogger, que permite a quem está num outro servidor alterar em reeel time, o que se escreve e assim abrir a porta a diversas alterações,

O por m en o r, q ue d es vela ava q ue n cão se refer iam só à pali caçao da justiça, e r ra q ue per mi tia a al te raçao e mr ee el time, o use sej, c on fi r m am, as si m q ue e xis te um c ac he em reel do time em c ima de sta ap lica caçao, na ap ar rec ni a do nl o g ger, q ue per mit e aqui da eu em e stá num o u t ro ser v id o r a l te ra rem r ee el time, o q ue se es c r ve e ass em ab r ira porta a di versas alterações,

Esta afirmação é gravíssima, e deverá ser investigada de imediato e provada, pois a afirmação, pressupõem desde já que existam provas de que assim aconteceu, se não nem poderia ter sido feita, e assim sendo a verdade deduzida pela lógica da declaração, o que esperam então pata o fazer,

E sta a fi r mna sao é g rav iss ima, e d eve rá ser iv e t tiga gado do imediato e pro ova ada, p o isa a fi r maçao, pr ess up poe o e n em de sd e j á q ue e xis tam pro ova sd e q ue ass em ac on teceu, se n cão ne m p ode ria t r e s id o f e i ta, e ass em s en do a v e rda de ded u z id a pe l alo gi ca da dec lara raçao, o q ue es pe ram en tao pata o f az e r,

Me dirão, o que todos sabemos, mas como , se a própria justiça é corrupta neste país, e está ao alcance de todos os corruptos, como pela própria voz dos juizes masi uma vez agora se confirma

Med di irao, o q ue todos s abe emo s, m as c omo , se a pro p ria justiça é co o ru pt a nest e pá ise e stá ao al can c ed de todos os co rr up oto s, c omo pe l a pro pr ia voz dos ju ize s ma si uma ave z do agora se c on fi rato ma

Por agora neste assunto, aqui fico...

Por agora nest a as sun to, aqui fi co tres ponti tinho se rp ene ts



Freeport, notas de introdução

Fr ee port, m ota sd e in t rod vaso da sao

Elementos da imagem do complexo e das imagens gráficas com que o caso tem aparecido nas tvs.

E l em inglesas to sd a i mage madeira doc co mp lex oe da sima ge ns g raf fi cas do com quadrado ue do caso, louco it, te em ap ar e c id o na s tv serpentes das grafias, ou gráficas

O edifício de longe visto, e uma fiada de dentes, como uma maxila, ou melhor, os dentes da maxila, e tambem parecido com os geis que se usam para branquear os dentes, a tal casa dos dentistas brasileiros nas arcadas do estoril, onde a teresa me levou em noventa e nove, ou seja, me deu o contacto para ir tratar de meus dentes.

O ed di do fi cio do longe vi s to, e uma fia ada de dentes, com o da primeira max ila, o do primeiro erro da dop me l hor, os dos dentes da ma ax ila, e ta m b em pa rec id o com do os dos ge is quadrado ue se usa sam am para br anque ar os dos dentes, a t al c asa dos dentistas br as i lei iro sn as arcadas do est ro ria al, onda dea primeira teresa me l evo u em n ove inglesas ta inglesas ove, mo vaso do seja, me de u o c on t ac to do top para i rt rata ar de me us d inglesas te s

Pirâmide, arco sobre pirâmide, da gaivota, fr eléctrico, das pirâmides, ou seja ligada a ordens de tipo egípcio, louvre relaçao, gaivota, muitas sempre no ar, fernao capelo gaivota, ou o fernao da capelo, a cobra , do gai vaso da ota.

Pria am mi de id dea arco s ob re pira mi ded a gai vaso ota, fr el e ct rico, das pira m id espanholas, o use sej al i gado primeira das ordens de tito e g i p i cio louvre relaçao, gai vaso ota, mui t as se mp reno ar, f e rna do circulo do capelo gai vaso ota. Mo u o f e rna o da cap do elo, primeira cobra , do gai vaso da ota.

A porta electrica de fr , ee p orto, ee do porto, a perna do fr no logo continua como uma espécie de gatilho, , o gatinho da p, quatro pontos verticais masi quatro horizontais e dois por cima dos horizontais, carta rogatória, manuel pedro, a primeira estranha referencias a este caso, o próprio nome da sociedade dos tais advogados que estará por detrás das manhas, smith e pedro sendo que nos primeiros dias, nem referencia clara aparecia a esse tal pedro, nome de família, ou algo assim que melhor o identificasse, manuel pedro, smith perro, ou manuel pedro, a smith pero, ou p do erro, um ovo em branco como o recentemente aqui entrado, com referencia em negro, ou sej a cor complementar em cima de um tripé, como dizendo o tripé, os maçónico do ovo branco dos dentes, ou seja de um qualquer passe que me terá sido feito no tal consultório do brasil, infecção? Via o gel de aplicação? O ovo referencia smith, o soldado e o corcunda, ub tmn nokia, tile, azulejos por detrás da zara, pirâmide, aberta e inclinada na base para o lado esquerdo, como a tumba do faraó, ou a maldição do faraó, assim se ouvia de novo pelo espirito , a referência à maldição do faraó, como estando associada ao ovo, ou seja por intermédio pratico, de acto pratico, de tmn, do s do ub do marin, ligação tvi, velas, tres velas, da farmácia blind, dos gifts, que ainda esta tarde apareciam na rádio, numa entrevista com uma beatriz, sobre manegment, depois apanhei exactamente um dos blind, a falar pelo telefone, a rapariga, mudou o tom de voz, algo emocionalmente a afectara com aquela entrada.

primeira porta el e ct ric ad e fr , ee p orto, ee do porto, a pe rna do fr no logo conti n ua com o uma espanholas pe cie de gat da ilho, , o gat tinho da p, quadrado au t ro pontos vaso e rt ti do cais ma sic ua t ro h ori zon tais se do is por c ima dos h or rio vaso do zon da tais, ca rta ro g art o ria, ma eu l pedro, a prime ira espanholas t r anha refer inglesas cisa a este caso, o pro p rio no da meda da sociedade dos tais advogados quadrado ue est tará por det ra sd as das manhas, sm it h e pedro s inglesas do que no s pr rim e rio s dias, ne m refer inglesas cia cala ra ap ar e cia a ess e t al pedro, no me de f am i l ia, o ual goa ss em quadrado ue mel hor o di id inglesas tif casse, n anu el pedro, sm it hp do ero, o u manuel pedro, a sm it h p ero, ou p do erro, um ovo em branco com omo circulo da rec inglesas te mn te aqui inglesas t r ado, com ar efe r inglesas sis em negro, o use sej a cor co mp e l mane t ra em c ima de um t rip o, com o di z inglesas do o t r ip e, os m a c oni co do ovo branco dos den t espanholas, o use seja de um qua quadrado l quadrado eu r p ass e quadrado ue me t e ra s id o f e it on o t al co ns sul tor rio do br as i l, in fec são foice V ia o gel de ap lica caçao da foice O vovo refer inglesas cia sm it h, o sol dad o e o co rc un d a, ub tmn no k ia, tile, az u l e jo s por det ra s da zara, pira mide, ab e rta e inc lina ada na b ase do para o l ado esu eu r do, com o da primeira tumba do f arao, ou am al di sao do f ara o, as si em se o u vaso ia de n ovo p elo espanholas pi rito , a ref ren cia a m al di sao do f ara o, com o espanholas t ando as soci ad aa o ovo, o use seja por inter me di o p art tico, de ac ti p ra t i co, de tmn, do s do ub do marin, li g ac sao tv ive l as, t r espanholas velas, da fr am ac cia b l ind, dos gi ft ts, quadrado ue a inda e sta t arde ap ar e cia am na rá di o, nu ma inglesas t r e vaso ista com primeira beatriz, s ob r e m ana gm inglesas t, d ep o is ap anhe i e x cat am que mente, um dos blind, a f al r p elo tele f one, a ra pa riga, mu do u o tom de vaso oz, al g o emo cia l mente a af e ct tara com a qu la inglesas t r ad a.

Gifts, fui uma vez ter com eles a leiria, num fim de semana com a teresa e o francisco, por causa do canal zero de forma a estabelecer uma parceira com vista à difusão dos seus conteúdo de imagem no canal, a teresa voltou na aparência doente, com febre, agora na distancia algo então se terá passado, falei com um dos rapazes que viveu ou vive pelos eua, ao balcão do bar deles, na tarde, estava a vocalista, nem nos falamos, ela e masi umas raparigas, assim me lembro, de uma certa tensão, que não recordo em exacto sua explicação.

Gi f ts, f u i uma ave z te rc om el espanholas a lei iria, nu m fi m de se mana com primeira da teresa e circulo do francisco, por ca usa do c ana l z ero de forma a este b le ser, uma par ce ira com vaso ista à di f usa sao dos se us c on te u do de i mage mno c anal, a teresa vo l to un a ap ar inglesas cia do inglesas te, com da febre, agora na di s tan cia a l g o inglesas tao set te rá p ass ado do passado, f al lei com de um dos rapazes quadrado ue vaso iv eu ou vaso iv e pe l s o eua, ao bal cao do bar del espanholas, na t arde, e stav aa vo calista, ne mn os f al am os, el a ema si umas raparigas, ass em me l em b r o, de uma ce rta t inglesas sao, quadrado ue n cão record circulo em e x ac to s ua e x p l i caçao.

Curiosamente voltei eu a leiria, fazendo um video de um concerto dos delfins, logo após a separação, foi o primeiro trabalho que fiz depois de separado, lembro-me de ter achado uma benção, pois estava a muito tempo sem rendimento, meia dúzia de tostões por um video e uma reportagem

Cu rio sam n te vo l te i eu a lei iria, do fazendo, primeiro vaso id e o de um c on ce rt o dos del fi ns, l ogo ap os a s epa raçao, f oio prim e iro t ra ab l alho quadrado ue fi z d ep o is de s epa r ado, l em br o do traço da inglesa mede te r ac h ado uma ben sao, p o is e stva a mui to te m p o se m ren di men to, meia ded u i jad e t os to espanholas por um vaso id e o e uma ar e porta ge m


No telejornal, caso da moda, jessica b e p, j ess sica na ep do bip bip, ou bip bip, do rabbit, Islândia ao fundo, f un o, desu pe angulo set, pose u t, patrícia, o galo da patrícia, a escritora do blody mary, com notas que me apareceram na fnac no domingo passado, ainda não transcritas,

No do tele do jornal, o caso da moda, j ess sic a b e p, j ess sica na ep do bip b ip, o ub do ip b i p, do r ab bit, is lan dia ao fundo, f un o, desu pe anu g olo set, pose u t, pat ric cia, circulo do galo da patrícia, a espanholas c rit ra, com n ota s quadrado ue me ap ar rece ram na fn ac no do mingo p assado, a inda n cão t ra sn ce it as,

Gifts, pedras, um anuncio recordo, a rapariga com uma bandeja numa floresta com esquilos, vestida de verde irlandês, uma bela imagem e uma beleza estranha, rua atras da farmácia, parece ser de novo uma referencia a campo de ourique , masi um cio ou uma continuidade montada pelo jornal dois, ouvi eu pelo espirito depois da ida pela noite a perfumaria ao lado da farmácia, que a rapariga tinha sido obrigada, ou seja que aquelas referencias tinham sido mais uma venda e troca de almas, mini, outlet, alcochete, seis di dn alema bmw, estrelas do totoloto, caso de topo da actualidade, o livro pequeno, bpp, buscas medico, lusa, símbolo templário, como o que existe num belo prédio ali na esquina nas varandas, um rapariga estava à janela fumando na noite que lá fui, e que provavelmente controlaria os meus movimentos, assim o senti, segundo andar?, varanda de esquina, símbolo no banco tambem, na casa do banco, lapa jardim, oliveira costa, o arguido, antonio da marta do bp, da gasolina inglesa, asma serpente vareta às mat e ca, bpp/ bpn, assim a rapariga no telejornal fazia a confusão entre os casos, ou pretendia, pois fora encenado o engano e a pausa, assim o creio, oliveira e costa azeite, az é costa?, circulo da it do antonio costa?, a ILO, cujo símbolo são tres semi arcos com dentes, como uma roda de engrenagem quebrada, prevê, um ponto quatro bilhões de gentes na miséria, quarenta e cinco por cento da população mundial, como a confirmar o que acabara de falar masi uma vez no video, e x c cha ge dos market , do supermarket, que é tambem uma compilação de bandas independentes, de um cd que foi editado em noventa e que a latina apoiou, me pergunto se nao teria sido uma iniciativa do centro do pais, leiria incluída, do supermarket da blanchet, adelaide, fmi alemanha e espanha, dois triângulos vermelhos com fast forward para o chao, como cravados na terra, ou sej com tremores, Islândia estrela do stor, do professor? Neve, do mundo dos tir, gaivota, o dedo da gaivota, hor d ur is lan dia, dos patos, migalhas desse esplendor, gondomar, relatório dentro de um vaso deitado e aberto para a esquerda, ciúmes e invejas, seis, masi um, sete de set, major, escolas, circulo vareta ocde, não é o da cde, em monsanto , uma estranha imagem no julgamento, a casa do guarda com um arvore em cima tudo mergulhado no nevoeiro, casa pia do nevoeiro, pátio da pinoca, cais do sodre, zorro das palavras, um do mentiroso, a outra ruiva, o bandido pai, aparecia na tarde na radio, muito aflitinho a tentar sacudir a agua do capote, o mai, so admistra, nada tem a ver com os processos, isto depois de eu o ter com os outro todos bandidos do governo acusado em termos do processo para o tpi,


Gi ft rt ts das pedras, primeiro anuncio record o, primeira rapariga com da uma da band e kapa j ano uma floresta com dos esquilos, vaso e ts sida de verde i r lan dez, uma bela i mage me uma da beleza est r anha, rua at ra sd a f ar ma cia, pa rece ser de n ovo uma ref r inglesas cia a cam po de o u t rique , ma si primeiro cio ou uma conti nu id ad e montada p elo do jornal do is, o u vi eu p elo espanholas pei rito d ep o is da ia ida pela no it e a pe f u maria ao l ado da f am ac cia, quadrado ue a rapariga tinha s id o ob rig ada, o use seja quadrado ue a quadrado eu l as refer inglesas cia s tinha do ham s id o maís primeira venda e t roca de alma s , mini, o u t l e t, al coc he te, se is di dn alema b m w, est r e la s do toto do loto, banda, caso de top o da a c tua li dade, o l iv ro pe quadrado eu inglesas o, b pp, b us cas med di co da lusa, s im b ol te mp l a rio, com oo quadrado ue e xis te n um b elo pr e di o al ina espanholas suina nas varandas, lapa, um r ap a riga e stav a aja jane la f um man dona no it e quadrado ue l á f u i, e quadrado ue pro ova ave l que mente c on t rola ria os me us mo vi em n to sas s imo s inglesas ti, se g un do anda ar foc cie, varanda de espanholas quadrado eu ina, s im b olo no do banco tambem, na c asa do ban co i, lapa do jardim, oliveira costa, o ar guido, anto no da na rta do bp, da gás sol ina inglesa, asma serpente vareta às mat e ca, bpp/ bpn, as sima ra pa riga no tele j i anl f az ia a c on fu sao inglesas t reo s casos, o u p re ten dia, p o is for a inglesas cena inglesas ado o inglesas g ano e a p au usa, ass si m o c rei o do ol iv e ria e costa az e it e, az é cos ts da focie, circulo da it do antonio costa foc i e, a ILO, cu jo s im b olo são t r espanholas s emi arcos com dos dentes, com o primeira roda de inglesas g rna ge maior quebrada, pre cv ia, pr eve, um ponto quadrado u t ro bil h o espanholas de g inglesas e ts na mise ria, quadrado ua r inglesas ta e c inc o por cento da pop u la sao m un dia l, com o ac on fi r mar o quadrado ue ac ab a ra de f al rm asi uma ave z no vaso de i oe x c cha ge dos m ak e ts , do super mar k e t, quadrado ue é ta m b em uma co mp lia sao de bandas independentes, de um cd que f o i edi cta ado em noventa e quadrado ue a latina ap oio u, me per gun to se na i te ria s id o uma in i cia t ova do c inglesas t ro d o pa is, lei iria inc lui da, do super market da b lan da cheta , fm mi al e manha e espanholas p anha, do is t rian ba ac k g ro un d u l so vermelhos com g fast for w a r dp para do chao, com o c r av do sn a terra, o u sej com t r emo r espanholas, is lan dia est r ala do sat r s tor, do pr e o f ess o r foc e inglesas eve, do mundo dos tir, gai vaso ota, o dedo da gai vaso ota, hor d ur is lan dia, dos patos, meg alha s de s se espanholas p len dp r, gondomar, r e la to rio d inglesas t rode um vaso de it ado e ab e rto para a esquerda, cio mese in veja s, se is, ma si um, sete de set, major, espanholas c ola s, cir cu lo vaso ar eta o cde, n cão é o da cde, em mos nan to , uma e ts r anha i mage mno ju l game inglesas to, ac asa do guarda com um r av o re e mc ima tudo mer gula hd o no n evo i ero, c asa p ia do n evo e irao, a pt ti o da p ino i ca do cais do sodre, zorro das pal vaso aso do ra ss, um do mentiroso, a o u t rat u iva, o bandido pai, ap ar e cia na t arde na ra di o, mui to a for mula do one da it do tinho at inglesas cruzes ra s ac vaso do cu da di ra da agua do cap a orte, o mai, so ad mis n rr aaa da te ema ave r com os dos processos, is to d ep o is de eu ot rec om os outro todos bandidos do governo ac usa ado em te rm os do pr e c ess s o oara o t pi,






quarta-feira, janeiro 28, 2009

quatro dias depois, nao sei quantas horas a escrever nao exactamnete o que queria ou mais grave o que deveria, com o consequente sacrificio da liberdade de meu filho, aqui está o video

o quarto , ou o quarto do dias, d ep o is n cao se e q vas das antas, pp pt p oto hor as a ec c rato eve rato do cao e x ac tam nete, o que q ue ria o u maís g rave o q ue d eve ria com, circulo nse eu q nete sw s ac tif fi cio da liber dade de emu, me eu fi l ho aqui e sta o v id e o

sabes minha amada, antes mesmo de publicar o ultimo post dos dois relativo a este acto de censura, fui buscar uma linha e uma agulha e fiz assim um tipo de operaçao ao burrinho, o cozi, agora já está bem, sai bem da sala de operaçoes a zurrar, oink, oink, faz ele , como eu, perguntando quando chegas

beijos mil mais mil, com reserva infinita dentro do colchao, ou será em cima, ou por cima, ou ao lado... enfim sem fim, navegar é sempre bom...

agora vou ver se o video já apareceu...
Second part of this piece of accusation to the international penal court, about the stolen of my video with a spechee , and also the crime against my liberty and my freedom, and my right to defend my soon

Second a p art o ft hi s pe ie ce o f ac c usa tio n to, t he in t rena tio nla p en al co ur t, ab o ut t he s ot e ln o f may v id e o with a sp e che e o f m ine, and al s ot he c rie em a gain t m y liberty, insurances, and am y fr ee do m an d m y s oo n k id u dn a ping


they speak in the short sentence this video has ben removed due the terms of use violation, them one confession

t he y sp e a k in t he short sene tn ce, is rat hi s v id e o h as b en r emo ove d d ue t he te rm s o f use viol at ti on, the m one c on f ess sion

because neither, blogger ou you tube explain the facts ot arguments, that they based the stollen of my video with my speech, wich is also a crime of impechment of free speak,
wich is also a crime against fredom expression wich is a crime against human liberty and rigths itself

bec a use ne it her blogger o u y o u t ub e e x p la in t he f ac ts ot ar gum en ts, t hat t he y ba sed t he st o ll en o fm y v id e o wi t h m y sp ee ch wich isa a l s o a c rime o f im e pce h men t o f fr ee sp e ak, w u ch is al s o ac rime a gain st fredo m e x press sion w u c h isa ac c rime a gais n t human from liberty anda rig t homem do sis elf

and a lost more then ten hours, in all the week end , trying to upload the video, and many say that time is converted in money, that also must be the reason, that thinsg are not wotking in this fild, as we all know the time even not exist, and also by commun law this fulfill the obligation of money compensation, perharps is for this reason, some call me hebreu

and a l o st mor e t he en ten h o ur sin all t he we e ken dt r ying to up l o ad, and m any sa y t hat time is c on v e r ted in m one y, t ha t al s om us t be the rea son, t hat r h ing ar en not w ot kin hi in t hi s fil d, as we all k no w t he time eve en not e x is t, anda al s o b y com m un la w y s r hi s ful fi ll t he ob liga tio no fm one y co mp en sat ti on, pere h ar ps is for t hi s rea son, s om e ca ll me he br eu

t hat i t rie da all t he we e k en dt o up l o ad, andy l o sea lot o f hp ur h o ur s t rai ni g to do it, at l ess mor e d « t ham ten

then in the impossiblity of knowing the truth regarding this act from whom have it done, as asked my self, my body, who, and he gives me a awnser, saying, bilis, wich means in portuguese language, bill clinton circle of is, of course, that stollen, is also a cover for a demand of help concerning other subjects, then knowing also that, a ask my self, and i herbey aske mr cliton, if you have it done or ordered, or, and also if you are asking my to help you, or or help your group , the portuguese part , i presume,

t he en in t he i mp os s ib bil it y o f k no wi n h t he t ruth r e g ar ding t hi s ac t for m w h om h ave it td one, as as k ed m y se l fm y body who, and he g iv es me aa w n ser, sa ying, bil is wich me ns in portu guese lan guage, bi ll circle of the linton, china, c irc le o fi is, o f course, t hat st o ll en is al s o ac ove rf for a d ema and o f he elp l p c on ce r ning ot her s ub js tc s, t ham k no w ing al s ot hat, a as k m y se l f, and i her b y as k e mr c li ton, i f y o u h ave d one oe or de red, or an al s o i f y o u ar e as kin h m y t y o h elp y o u, o ro r gt to up , t he portuguese p art , ip pr es first me,

the fascists had a lack of mesures, because first the upload, in your tube, or my tube better saying, the confirmation of that, that the upload was done and in proper way, arrived, than, came this false messeage wich i already comment

t he f as c is ts h ad a la ac k o fm es ur es, bec a use fi r st t he up l o ad, im y o ur t ub emo r m y t ube in bet te r sa ying, t he c on fi r mation o ft hat t he up l o ad w a sd one and din pro per w a y, arri iv ed, t h ant hi is f al se messe a ge wc wich chi angle first al rea ad y com men t

once upon a time, certanily in the oest i yeard a saying, that you do campaign in rime, but you govern on prose, let´s see it again, if further prove was need in this subject

on ce up on a time, ce rta ni l u in t he oest i her aa sa ying t hat y o u do cam father gn in rim e, but y o u g ove rn on pr rose, let ap ot s le serpent s see it a gain, and ff ur rt her p rove as ne e din t hi s s ub k e jet


Y

in my speech
i m sure that
notingh in form
and substance
is against any law

the carrot, the car of the mouse of the it rabbit, the bb ra of the ab of it bit falling in this moment on the ground, eich also remeber me , the wtc case. The french painter of nine eleven, mo met , mo of met, mone, impressionism, mo one ne jessica the flamsih girl, jessica fro,m the morning plot, jessica of the rabbit, the time lady ? , bug serpent bunny, bug serpent of weaster, bug serpent of the eggs, the egg of six six, road, la, the serpent egg

why amerIca allows
terrorism, why america
alow stealing, liby,
why america allows
impechement of civil
rigths and individual
fredom, this is the
old and dead and
deadly way that
conducted to disgrace
and heavy pain, this
is the road that you
must definitly abandon,
america, home of the
brave? America home
of fredom?
America home of true
democracy? America home
of rhe rigth and the righeteus
America home of Love
America home of Peace
America home of Help
Or Home of Suffer
And Bad of suffering

Y in m y s p ee chi in sure cross zz hat not ing man in for man ds ub stance isa gain st any l a w, cross he car r ot, cross he car o ft he mouse, o ft he it ra ab bit, cruz he bb ra circle ft he ab circle f it bit f al firts ing in cross hi serpent mo men ton cross he ground, e e ch al s o rem e be rm me , cross he wtc case. T he fr en ch pai n te rof nine el eve en, mo met , mo o f met, mo one, nei and mp rat es sio ni sm, mo one ne jessica cat he fla am si man girl, jessica fr om cross he mor ning p lot, jessica o ft her ab bit, cross he time l ad y ? , b u g serpent b un ny, bug ser pent o f we as te r e b u g serpent o ft he e gg s, t he egg o f s ix si x, ro ad, l at he serpent e gg w h y am e rca cc a ll o ws te rr o r is m, w h y am e rca a ll o ws st e a l ing, liby, w h y a mr cia a ll o ws i mp e che men to f c iv i l rig t h sand in di vi dual fr e dom, t h isis t he o l dand de ad an d dea dl y w a y t hat c on duc ted to di sg race and he av y pain, t u hi sis t he ro ad t hat y o u mu st de fi ni t l y ab ban don, am e r cia , h ome o ft he br v e? Am mr i ca home o f fr e dom? Am e r cia h om e o ft rue demo c rac y? A me rc ia man om e o ft it man and dt cross he rig e o u t he us Am ar i ca h ome o f L ove Merca man ome o f P e ace Am e r cia man om meo f he l p ot man om e o fortress serpenet of the vase ff e rand b ad o f s vase ff e ring

Primeiro angulo do duplo vaso da onda kapa do anzol do maçónico ceifado

In the exercise of fredom
and my rigths
i hope reciving the proper awnser

In t he e x e r c ise o f fr e dom am d m y rig t h si h o pe rec iv english t he p rop e ra w n ser

but a remenber that until now, i din not received, any kind of awnser neither to the letter i send to the white house or even the one i send to the congress, recent news, say that new white house as a difrente policy and behaivior on this sensitive mater to establish confidance between representants and representatives, perhaps is the time to take the pulse on this subject

but a r em en be r t hat un til no w, i din not rec e iv ed, a ny k indo f a w mn ser ne it her to t he ç e tt eri s en do t o t he white house o r eve en t he one i se dn to t he congress, rec cn t ne ws, sa y t hat ne w w hit e house asa di fr en te poli v y and be h a iv vi o ron t hi s s en si ti ve mat t re to stanil is h on f om mation, stab lis in h c on fi dance b e bt we en r ep r es en tn at ts and r ep r es en tati v es, per h a ps is t he time to t aki t he p u l se on t hi s s ub ject

the world is seeing
t he world is see inglish

have not realize definitly america that a judgement on the world is going?

H ave not rea l ize de fi ni t l y am ar cic a t h ar a j us ge men ton t he world is g o ing?

It
Ws
Not
Justice
The
Key
Of
The
Speech
Of
New
Elected
President
Obama

I W N T K O T S O N E P O
TS TE E Y F M D T A


Or
Again
words
And actions
Still
Be
Different
And
Opposite
Things

O AA S B D A O T

Did
Not
America
Underestand
What
Division
Is

DN A A W DI
DT AA W DI


Did
Not
America
Understand
The price
And
The income

DN AU T AR
DT AD E D E

Word
And
Action
Are
The
Same
In
Flesh

W AA AT SIN
DD NE E EN H


Yes We Can


Y es w e, can; Wes We Can ; W es, W e circul can cam , am circle


Yes We Can

Yes, vaso me w e, a ll, can,

Yes We Can
Or
Not

Y es Q W E Can, circle ar rie es two not


(

( 8 with two he was flying. uyqr Raquia Firmament, 9,

10 { And one cried to the other and said: Holy, holy, holy, Lord of Hosts, the whole earth is full of his glory. \ymc }wlyw lbt Tebel Vilon Shamaim Veil of the vault of

( 8 w it h t w o he w as fl ying. U y q r Ra quia Fi r m a m en t, 9,

10 { An d one c rie d t o t he ot her and sa id: H o l y, ho l y, ho l y, Lord o f H o s ts, t he w h ole e art h is f u ll o f hi sg l o r y. \y mc }w l y w l bt Te be l Vilon S hama im V e i l o ft he v au l to f

he ave en toronto c ana ad a s o u l mu sic



dezasseis , quatrocentos, vase english equivalente ox o f co ll Ll, nume ero ra tio no fortress co ang l e ll

dez ase is , qua t roc en to s, v ase english e qui v al en t ox o f co ll L l, nume ero ra tio no for rt r ess co ang l e ll

li the cop tuc al ph abet


LVX, Li, magical powers ( western mysticism)
Li, Six, the Visions Of The Harmony Of Thuings , Also The Mysteries Of The Cruxification, Betatic vision
Li, power of adquiring political and other ascen en c y twenty one, orange tree and orange fruit


a T he Lord o f Dom mini on, in dT he Lord o f L ove 3 h y w j y h y j h l ! a Est stab ab lish e d S t ren gt h [Vi rt ue tue] car dina al d Ab un dance, abondanza
4 h y q w h l ad dn m do ll ars a Per rf e c ted W o r k [Co mp le tio en c h ave eta e gula


t ab able le e first V ase ,CXXXVII. Si gn s o ft, he Zodiac, paulo teixeira da cruz, is book r efe ren ce

15 a , ! h w h y dg G ad

CLXXIV.
T he Man sio ns o ft he Moon.
[Hi n d u, Na k s h at ra] Ar ab, M ana az i pont italiano

15 a Sharatan (Ram’s head), Butayn (Ram’s belly), and 0°-10° Suraya (the Pleiads)
16 b 10°-30° Suraya. Dabaran (Alldeboran), and 0°-20° Hak’ah (three stars in head of Orion)


C LX X I V.T he Man sio ns o ft he Moon [Hi n d u, Na k s h at ra] Ar ab, M ana az e ep p on t italiano

15 a S h ar a tan (Ram’s he ad), But a y n (Ram’s be ll y), and 0°-10° Soraya (t he P lei ad ds)
16 b 10°-30° Suraya. D ab baran (All debora n), an d 0°-20° H ak’a h (t h r ee stars in he ad o f O rio n)



table VI
15 h 5 a lady klm Mel chi ad e l 4

a Pa ll as (Minerva)

a Matthias

am at t hi ia a s

In The Heart of the Master, section Aves (‘Birds’), nine magical formula are given as
the voices of various symbolic birds, apparently referred to the Sephiroth 1-9, thus:
1 (the Swan): AUMGN (one version has AUM) 2 (the Phoenix): AL 3 (the Raven): AMEN 4 (the Eagle): SU 5 (the Hawk): AGLA 6 (the Pelican): IAO 7 (the Dove): HRILIU 8 (the Ibis): ABRAHADABRA, 9 (the Vulture): MU

In T he He art o ft he Master, sec tio n Ave es (‘Birds’), nine magic al for mula ar e g iv en as t he vo ice es o f v ario us s y m bo l i c birds, ap par en t l y r efer red to t he Se ph iro t h 1-9, t h us: 1 (the Swan): A UM GN (one eve r sion h as A UM) 2 (the Phoenix): A L 3 (t he Raven): AM EN 4 (the Eagle): S U 5 (t he Hawk): A G LA 6 (the Pelican): IAO 7 (t he Dove): H R I LI U 8 (t he Ibis): A B R A H AD AB RA, 9 (the Vulture): MU


)

the pendelum
continuos

cut
or
peace
?

TC COP P
MS T R E


the pen del um cont tino ino os cut o rp e ac e
?
Jessica lange
Katie
Adelaide
All
Reflectes
reference
all
image
of
the
same
image

Mother
Image

J K A A R RAI O T O M I
EE E ASA l EFE E R E



J es sic a l a n ge ka t eu ad e la id e a ll r efe l cete s refer en cia a ll i mage o ft he s am e i mage M ot her I mage Ad e la id e Al s o AC city O f Am erica A Pal ce T he Pal ce


The
Last
One
Bring
Connection
With
A
American
By
Mariage vows

Sacred
Vows


T he La st One Br ring ing C on ne c tio on W it h A A mer ican B y Maria ge vo ws
S av red Vo ws


Perhaps they are not so sacred, perhaps then as commun sense often say, the last are the firts, wich bring to my conscience another possibility of mariage


Is a fact that jessica, a portuguese one , appears on the magazine fhm, just before the strange race north south, south north, in the day of presidential election, here in portugal, that the main feeling projected and perceived in heart, was a princess and a queen that was in danger, and also, she was sourrund by defenders, armed defenders, in a kind of secrete metting that i must attempted, and a secret that i carry in my self, that pass to this union, wich did not occured in material field, as way of speaking, is a fact that young lady on a bed, a small figure, was leading with others a major cio that day, or trougth her had pass

Isa f ac t t hat j es sic a, a portu guese one , pap pea ars on t he maga z ine f h m, from just agence, be for e t he st range rac e n o rt h s o u t h, south north, in t he day o fp r es id en t ila el e c tio on, her e in portu gal, t hat t he ma in f ee l ing pro ject ted and per ce iv ed in he art, w asa prin c ess and a q ue en m t hat whore in dan ger,and al s o t h eu w her e sor r un d b y defenders, ar med defen de rin ina k indo f sec rt e me tt ing t hat i mu st at te mp ted, and a sec r e t y t h ari carry in m y se l ft hat p ass to t hi s jo in t, wich di id dn not o cc u red in mate ria l fi e l d, as w a y o f sp e ak ing, is t ham a f ac t t hat y o un g l ad y on b ad, a s m a ll figo r e, w a lea ding w it h ot her sa major cio t hat d a y t ro u gt h her h ad p ass, fuck you major!!!!


W he en I s tart euro ed d
S tate
V A O
Kapa

Vase A triangle fortress for mig a from kapa

I
Ask
My
Self
This
Question

I A s k M y Se l f T hi s Q ue s tio n Who Made T hi s M y Bo d y A w n ser Me

O
F
13
bill
clinton
18

13, bi ll c linton, tea, asia, chuna, 18


and you know, that in this act, the stolen of this particular speech in my video, who provides me the possiblity of all this ligth about this world facts, brings another question together, a demand of help, in the spirit i hear, the bullet miss him very close, and i supoose that i can see the signature information, and all that have already say ond this subject before, it happens

and uk no wt hat in t hi s ac t, t he st o l en o ft hi s p art i cu l ar sp ee ch in m y v id e o, w h o por vide s me t he p os s ib bil it y o f a ll t hi s li gt h ab o u t t hi s world f ac ts, br ring ing s an ot her q ue s tio in to ge t her, a d ema n d o f h elp, in the spi rit i y e ad r, t he bul l e t miss hi m v eru c l o se, and a i s up oo se t hat i can see t he si gn a ture in fn o r mation, and a all t hat h ave al rea d y sa y ond t hi s s ub k l e c t be for e, it h ap pen ns

then I ask you, mister clinton, wich act or both are you relationed with this?
T h en i as k e y o um is t r e c l in ton, wich ac tor bo t h ar e y o u r e la tio ned w it h t hi s?

Is this possible mistre clinton
i remenber that francisco
The brother of Sao
Who is married with
The one who
Calls himself guru
And
have
a
u
Before, as saying, vase of the guru

Or the vase of the grou

I U T W T CA H AU BO
NO O H O U D E A U UU


Wich brings connection
With the group of cascais
With the finantial from cascais
With the reunion group
And spain

Wich br rings c on ne ct ion e it j, W it h t he g ro up o f cas cais W u t h t he finantial fr om cas cais W it h t he r eu i non g ro up And t h ru spain

WWW W A JS SP N
JS SP N



Meets one day
Your lady
In
A party
In
A
American
Vassel
Here
At
Tejo

Me e ts one d a yy o ur l ad y ina a p art y ina am erican vassel Her e at Tejo

MY IAN IA I AV HE T
YY N Y A CAN l E TO



I
Did
Not
See
Here
Any
Guru
But
I
Know
You
Made
Millions
Of
Dollars
Qith
Yours
Speech
And
Things
Like
So

I Did Not See Here Any Guru But, I K no w Y o u m ad e Mi ll lio ns O f Do ll ars Q it h Y o ur sS pee ch And T hi n g s L ike S o

ID DN NOT H EA BUT I K Y MM O D Y S A T L S
ID DT EE Y U T I W U E S F S H S H D S E O


Angle eleven and anzol set vase cross, in a smal boy ms ne


i D id No t See Here A ny Guru But, I K no w Y o u M ad e Mi l lions O f D o ll ars Q it h Y o ur sS pee ch And T hi ings L ike S o

Wich br ing rings circle on nec tio ne it j, W it man t he g ro up o f ca serpent cais W u t man t he fina n ti al fr om ca serpent cais W it man t he rat eu in non g ro up and t man ru spa in Meet serpent one d a y Y o ur l ad y ina a p art y ina a Am erican Vassel Her e at Tejo id id dn not see Here Any Guru But, l k no w Y o u mad emi l lions O f do ll ars square it man Y o ur serpent sp ee cha and T man ing serpent l ike serpent o


Or
Is more
Corret
To say
That
You do it
With me
My ideias

Or
Even
That
This
All
Is

Just
Love
Sincronicity
?

Or is mor e co rr e t to sa y T hat Y o u do it W it h me M y id deia s o r Eve en T hat T hi s os A ll Just, models agence , L ove Sin c ron i city

O I CT T Y W M
OE T TO A J L S


te ll me mis t rec lin ton o f c ross me i ft hi s water don T Com e In

tell
me
mister
clinton
if
is
true

T M MC I IT
LE lN FSE


if
whom
is
called
the
guru
and
appears
to
have
a vase

i f w h om mis is c all e dt he guru abd ap pe ars to h ave a va ase

I F W I CT G AA H A
FM SD EU DS OE E


collets
water
from
me
to
you
in
a
vase

that
in
america
is
fulffild

co ll e ts water fr om me t o y o u ina v ase t hat in am erica is f u l f fi l d

C W FM T Y I A V T IA I F
S R ME O UN A E T N C SD


tell
me
if
this
water
dont
came
in
FR V
AND
REA LU LI T Y

from
me

te ll mei ft hi s water don t c am me in FR VAN and in D REA LU LI T Y fr om me

T MIT W DC I F AR FM
L E F S RT E V D Y FM


tell
me
how
much
many
hace
all
they
done
with
the
thougth
T HO U G T J
with
the
word
?

te ll me ho w mu ch m any h ac e a ll t he y d one w it h t he t ho u gt h T HO U G T J w it h t he w o r d ?

TM HM M H A T D W TT R WTW
LE W H Y EL Y E HE H J H ED


tell
me
how
many
votes
elections
have
all
win
?
te ll me ho w m any v ot es el c ti o ns h ave a ll wi un
?

TM HM V E H AW
LE W Y SE LW



tell
me
mister
clinton
how
many
bypass
have
already
your
heart

te ll me mis te rc l in ton ho w m any ny p ass h ave al rea ad y y o ur he art

T M M C H M N H A Y H
I E RN W SE Y RT



it
still
is
flesh
or
half
cyborg

i suppose four
it still is for mula one es man o rat man al f c y borg is u pp o sef o ur

I S I F l O H C
T l S H R F G


_

Y
-

shall
I
Ask
On
My
Prayer
To
God
That
Him
Verify
If
The
Account
Is
In
Balance
?

s h a ll l As k On M yPr ayer To G o dT hat Hi mV eri f y I f T he Ac co un t IsI n Bal lance
?

S l A O M P T G T H V l T A I I B
Ll K NY ROD DT TM Y F T S NE


i
have
seen
in
recent
day
you
and
your
wife
with
other
couple
on
teh
church

i h ave see inr rec en t d a y y o u and y o ur wi f e w it h ot her co up le on te man church


l A Sl RC DD Y A Y WW O V CO TC
E RT Y U D R E H R EN NE HH


it
was
the
day
after
of
the
Obama
Vows
As
President

It w as t he day after o ft he Ob ama Vo w a As Pr e s id dent
O do grupo visabeira

I W T D A O T O V A P
TS E Y RF F E AA ST



Angle rigth up, of the moon, in decrescent quarter, ne fortress anka, it seems on the graphic design

T
Hat
I FI
CN

If
I
Can
Make
A
Suggestion

I fI Can M ak e ASu g g est tio on

II CM A S
FI IN CAN E A N


Perhaps
Is
Better
That
You
Put
The
Question
Directly
To
Him

Per h a ps Is Bet te rT hat Y o u Put T he Q ue s tio n Di rec t l y To Him


PI B T Y PT Q DT HIM
S RT U T EN Y O HIM


I
Suppose
That
You
Believe
In
Him

IS up pose ISA T hat Y o u Be lie Eve In Him

ST Y BI HIM
ST UE NH


Even
Knowing
How
Far
Away
Some
Times
Church
Is
Far
Way
From
Him
And
The
Same
Occurs
With
Man
That
Came
To
The
Church

eve En K no wing Ho w F ar A w a y S om e Times C h ur ch A F ar W a y Fr om Him And T he Sam e O cc ur s W it h Man T hat Cam e To T he m


E K H F A S T C A F W F H AT S O W MT CTT
N G W R Y ES H AR Y MM DE ES H N TED M



S O M E
TOME
TIME STIME ES


The
Last
Battle
That
Occured
Here
This
Week
On
This
Pass
Sunday

T he La st Bat t l e t hat O cc u red Her es T hi s W ee k En d T hi s P ass S au un d y

TL BT O H T WE TP SE TE TD SS K D SS Y

P ASS SUNDAY; BLODDY


Had
As
All
Battles
A
Cost

H ad As A ll Bat t l es A C o st

H AA AB BAC
DS ONE S A C

Who
Pay
The
Damages
?

Who Pay T r he Dam a g es

W PT DAMA AM MAGE ES S

O Y OE E ES


the wind
wich
is
not
wind
blow
strong
homes
have
lost
they
ceilings
angels
have
fallen
that
show
me
rhe
spirit
and
the
year
and
the
eye

t he w ind wich is not wind b lo w st ron g h om es h ave lo st t he y ce i lin g s an gel s h ave f allen t hat s ho w me r he spi rit and t he y e ar and t he eye


T W IN W B S HH l TCA H FT S M R SA T Y AT E EYE
D H S T D W G S E T Y SS S EN T W EE TD Y A T E


acts
that
america
knows
very
weel

ac ts t hat am a erica k no ws v ery we el

AT AK V W
ST AS Y l


who
made
T H Jj
the
signs
on
the
sky
here
Sunday
?

who mad e T H Jj t he si gn s on t he sky here Sun d a y

W M TT S OT H S OE Jj E NS NEY E Y

who
is
y
the
link
here
?
who is y t he l on k her e

WI Y T l HOS Y E K E

in
communoications
who know
the tecnique
whom from amaerfcia
uder the umbrella
of
the
so call
america experience
have provided to him
or to them
?

IC W T W U O F S A H O
NS WE AA FEl E MM

They
Even
Came
To
Hipocrisy
To
Pre
Annunced
On
Tv

Politics
Speak
If
A
Crise
Came
We
Must
Get
All
Together

TEC T H TOP O T PS I F A CC E R MU GE All T

T he y Eve en Cam e To Hipo cris y To P r e An n un ced On Tv Poli t ics S pe ak I f A c rise Came We Mu st Ge t A ll Tog e t her


it s
clear
the
connection here
with the socialis party
but
the
little
and
swett
donkey
has
born
even
before
before
me

it s c lear t he connection here, w it h the soci al lis is ps party but, t he lit t le and sw e tt don key h as bo rn eve en be for e bef o r em e

ICT C W B T l A S D H B E BB M

S R EE Y TE E DT Y SN NE EE



he
have
now
perhaps
one month
more
tham
my
own
age

he h ave now per h a ps one mon t h mor e t ham m y o w na ge

HH N P OM T M O A
EE WS HE EM Y NE

we have
two
hole
in
his
body

we h ave t wo w a ll sin hi s b o d y

WTW HI H B
E O ES N S Y


in the
rigth
leg
near
his
sex

in t he rig t h l e g ne ar hi s se x

I RlN H S
E H G R S X

pe greek tree x na le g, para c ur ck e circle ar, u ps id do w n top psy, s lap d ash way ander co l to put, one ove rat on aguia, t roca rat wave serpent co l to stagger, ww wooden leg, de p au, wave, meca nica artificiakm leg, wave serpent tortas, bo w legs

and
also
under
the
arm
in
chest
joint

and al s o un der t h aa rm in chest jo in t

AA U T A I C J R
D O R A M N T T A


rigth axila
a x ila c rea se, ak c i l ka, sila f arm pit


is
also
very
clear
thta
portugues
socialist
party
is
one
of
the majir
responsables
for
trthe stolen
of
my
soon
and
my
rigths

isa al s ove r y c lea le ar rt h tap o rt u g u es socialist p art y is one o ft he maje rr es ponsa bel es for t rt he st o l en o fm y s o on and m y rig t h s


IA VC T P S I O O T RF T OM S A M R
S O Y RA ST Y SEF R S R Y NN D Y S



all
a
book
of
facts
prouve
it
behind
any
doubt

a ll a b ook o ff ac to s pr o uve it behind a ny do ub bt, tourism

A A B O FP PI B AD


all
others

have
done
until
now
the
same

a ll ot her st o t h eu h ave d on e un til now t he sam me

AOTTHDUNTSlS O UE E l W EE

gratefull
shame
gartefful
harm
to
child
and
father

g rate f u ll s ham me g arte ff u l harm to child and f at her

G SG H CA Fl E LM DD R


wich
tell
me
and
all
that
all
are
not
mans
or
womans

wi ch te ll me and a ll t hat a ll ar en not ot man s o r w oman s

WTMAAFAANMHl E Dl ID E TS NS


they
curbe
to
others
powers
they
act
together
as
association
of
criminals
all
out
of
all
the
law

t he y c urbe to ot her sp o we r st he y ac t to g e t her as as soci a tio no fc rim ina l s a ll o u to f a ll t he la w
TC TOP AT AA O CAO O A TI
Y E OS S Y TR SN F S I T F O E W


all
against
portuguese
law
even
the
ones
who
say
the
law
care
all
against
portuguese
law
even
the
ones
who
say
the
law
care

AAP OETOWSTIC
OT E W NE S O Y E WE

!

and
we
also
rebember
the simbolic
battle
beetween
your
wife
and
me
or
is more better
or
truthfull
say
not
so
and
only
symbolic

A W AR RT BB Y W ANO U O R DN SAO
DEO RC EN RED E RR RIT Y TO SY

and we al s o r eb em be rt he s um bo l i cb bat t l e beet we en y o ur wife and meo r is mor e bet te r o rt rut h f u ll day not s o and on l y s y m bo l i c foice




mister
clinton
supposing
that
you
still
have
a
heart
and
knowing
your s
children

MC ST SH A H A K Y C
RN GT U I E A T D G SN


Mis t rc l in ton s up p o sin gt hat y o u st i ll h ave a he art and k no wing y o ur s chi l dr en



what
you
would
have
done
if
subject
to
the
same
situation

w a h t y o u w o u l d h ave don e i f s ub ject to t he s om me s ot ia tio o foice

W Y W H DI ST TS S
T U DE E FT OE EN


Está neste preciso momento o dias loureiro na tv na comissão da ar, a falar de uma viagem a um pais sul americano
?

if
many
put
for
instance
chelsea

apart
for
tree
years
when
she
was
a
little
baby


INP FI CA FT Y WS W A L B
F Y T REA T R ES SN NE ES SA E Y


i fm any put for in s tan ce che l sea ap art for rt r ee y e ars w he en she w asa lit t l e b ab y
?


is
also
very
very
clear
that
my
son
is
stolen
from
me
3
years

isa l s ove r y v ery c lear ar t hat m y s on is st i l en fr tomme 3 y e ra s


IA VV CT M SIS FM 3 Y
S O YY RT Y NS SN ME 3 S


is
also
very
very
very
clear
that
the
All
justice
is
denied

isa l s ove r y v ery v e r y c lea ar t hat t he All justice is de ni e d

IA VVV CT T A J IDS O YYY RT TE IS SD

and
also
clear
that
portuguese
goverment
held
by
the
socialist
party
where
corruput
mens
are
covering
this
act
if
not
worst

and a l s o c lea ar t h t p portu guese g ove r men t he l k d b y t he soci ak ist p art y w her e ar e co r rp put men is c ove ring t r hi s ac ti fn not w o r st

A AC TP G H T S P W AC MIC TAINW
DOR TE TD Y E T Y EE T N S G S TF TT


have
america
any
accusation
against
me
?
H AA A ANE A Y N TE

h ave am erica a ny a cc usa tio n a gain st me foice


No
Because
I
Did
Not
Received
Any
As
I
Have
Already
Explain

N V ID DN REI H A E OE ID TD S EU Y N

NO BEC AU USE I D ID DN NOT OT R EVE IV E D ANY I H AVE AI REA D Y E X P LA IN

No ove e ca use I D i dN not R eve iv e dUn t m ot iv es H ave Al rea d y E x p la in pen del firts



Is
Against
All
Laws

is
againts
all
love
all
lovers
stilling
childs
from
the
fathers

Is
Against
All
Laws

Isa sa sin ts a ll l ove a ll l o v we r ss ti ll ing chi l ds fr om t he fat her s

ISA A G AU N STA I ILA WS IA AL Al Al SC F T F
ST I SS Sl E l V S G SM ES


is
also
a
act
if
torture

isa l s o a ac ti ft tor ture

IA AA IT
S O AT T


ahat
you
will
amnser
to
me

a hat y o u will am ns e r tome ?

A Y W A T M TOMET U l R O E

K no w
A b y


Di id dn not ot rec e red un til k no w any A ny

Tell
Me
Then
Mister
Clinton

T e ll Me T he en Mis te r C l in ton

T M MC
L N R N


Is
All
This
Or
Part
Of
Rhis
The
Cover
Of
the

IA T O P O R T C O Y T

we
a ll

Isa ll t hi s o rP art o fr hi st he c ove ro f t he IA T O P O R T C O Y T we
a ll

I
Bring
In
My
Heart
A
Image
From
You
One
Of
The
Times
That
You
Came
To
Portugal
To
A
Conference
Of
Tecnology
Or
Something
Like
Taht
In
Centrl
Tejo
Of
I
Well
Remenber

I Br ring in M y He art A Image Fr om Y o u One O f T he Times T hat Y o u Cam e To Portugal To A Conference Of Tecnology Or Something L ike T a h t In C en t r l Tejo O fI We ll R e men be r I B ring In M y He art A I mage Fr om Y o u One O fT he Times T hat Y o u Cam e To Portugal W as On Ne ws pap e r Y o u H ave A Beat ti f uk ll L ook C on fi id ant E n d L ove l ing Ar e He Not Fr rien en ds Ar e He Not Br ot her s Mr C lis sn t os foice


I
Remenber
Your
Loving
Face
Your
Beatifull
Smile

I R Y L F AC E Y B SRR G HE RIE

I Remenber Your Loving Face Your Beatifull Smile


Are
We
Not
Lovers
Are
We
Not
Friends
Are
We
Not
Brothers

A W NL A W F R A W N B
EE T S EE T S D SEE TS

Ar e We Not L ove r s Ar e We Not F rie n ds Ar e We Not Brit her s


America
Must not done
Any warm
To
All
That
Have
Help
America
Bringing
The
Ligth
And
The
True

A M A T A T HH AB E T LA TT
A E MO OE P AG E HD EE

Am e rc cia mu s not dom one ne a ny war m to all t hat h ave he l p am ric a b in g ing t he li gt h and t he t rue

AM NOT D A WARM TO AII T H H ABTL


This
Id
Ruled
By
The
Law
Of
Truth
It
Self

T I R B T LOT ISSD D Y E W F H T F

This Id Ruled By The Law Of Truht It Self

TI R B T L OTIS
SD DY E FT T F

A
Very
Heavy
Sword
Is
And
Still
Over
America
And
T
All
The
World
If
You
Not
Do
So

AV H SI AS O AA TAT W I Y N DS
AV Y DS D O R A D TIE U T OS

AV e r y he av y sw o r dl sand s ti ll ove ram erica And dt t a ll t he world I f y o u n o t D os o m a y g o d s ave Y o ur ´s s o u l And A ll S au l´ s


Yes
We
Can

Or
Can
We
Not
?

Yes
Can
We
Live
IN
Justice
Peace
Prosperity

Or
Are
THIS
Just
Beatifull
Words

W W C OC W N YC W LI J PP O AT JB W
S EN RN E T SN E EN EE Y R ES J OS



May
God
Save
Your
Soul

May
God
Save
All
Souls

May
God
Save
Our
Soul

M G S Y S
M G S A S
M G S O S
Y D R E I
Y D E I S
Y D E R I

M MY YYGG GD DDS S SR EEY A OE I R
SS SI ISI

YY Y MM M
DD DG GG
EE RS SSRIE SS SISI IRE D Y

MG SE I
SA SAS D Y
MG R IIS EE D