sábado, janeiro 03, 2009

Porque me obrigais a assim dizer a Palavra

Por q vaso do e me ob rig a si a as se em di ze ra P l av ra

Por q ue me ob rig a isa r e pet tir se mp reo me s mo

Quantas vezes já vos disse que não trago nenhum prazer em assim Proferi-la

Quanta s v e ze s j á v os di s se q ue n cão y t rago pr az e rn en h um em as si em Por rf e ri do traço ingles de la

Não sabeis que trago toda a razão sobre o rapto de meu filho

N cão s abe is q ue t rago toda a ra z a os ob reo do ra pt ode me u fi l h o

Porque me quereis esticar a corda, porque esticais a una corda

Por q ue me q eu r ee is est ti car a co rda, por q ue st i casi a un ac o rda

Não sabeis o que é um Pai saber Seu Filho Sofrer

N x cão as be is o q ue é um Pai s abe r S eu Fi l h o S o fr e rato

Não Sabeis o que é Um Filho Sofrer

N cão S abe is o q ue é Um Fi l h o S o ferro

Não Sabeis o que é um Pai Sofrer

N cão S abe is o q ue é um Pai S o fr e

E só vejo bestas e putas com manhas , pelo espirito sempre a mesma treta das vossa apostinhas infernais, eu consigo levá-lo a beber desta agua e daquele, qual agua suas putas, veneno, que ele vos emprenhe a todos por dentro, quem da fonte do negro veneno bebe, da fonte do veneno negro morrerá, mais os vossos espiões de todos os meus passos, com desculpas de maus pagadores ainda por cima, que eu sou uma pessoa exposta, que vem no pacote, e coisas assim, metam-se nas vossas vidas se ainda o souberam delas, as encomendas agora neste final de tarde, as putinhas da puta de noventa e cinco, i gonna post, post, o vosso inferno tudo para num perfeito circulo neles arder de vez, como criancinhas à beira de tentar novas desgraças, e enredos com que tentam perpetuar as ilusões e um roubo de um pai a um filho e de um filho a um pai, mereceis viver, pensai bem, penareis ainda melhor!

Es ó v e jo bet sas e putas com manhas , p elo dez es pei rito se mp rea me s ma t r eta das v os sa ap os tinha s in fr rena si, eu c on sig o l evá do traço ingles primeiro do circulo de dez da primeira bebe r de sta agua e da q eu le, q aul agua s ua s p u t as, v en e no, que el e v os e mp ren he a t rodo s por d en t roque madeira maior da font e do negro v en e no da bebe, da font e do v en e no negro mor r e ra a p os t olo serpente, mas os v os o s es pei o es de todos os me us p ass os, com dec culpas de ma us pa g ar dor es a inda por c ima, q ue eu s o u um aa peso sa e x posta, q ue vem no paco te, e co ia sas si em, met am .se nas vo s sas v id as sea inda o s o ub e ram de la sas en comendas Agora nest e fi n al de t arde, as p u tinhas da puta de no ove en venta e c inc o, i gon na post, post, o v os s o ib beef e rn no tudo para n um pe rf e i to circulo nel es ard e r de eve z, com o c rina cinhas à be ira de t en t ar n ova s de sg r aça se dos enredos com q ue t en t am pe rp pet u ar as i lu s o es e um ro ub o de um pai a um fi l h oe de um fi l ho a um pai, mer e ce is do viver, p en ss ia b em s eta


Pela hora de jantar do ultimo dia do ano, no metro do cais do rato, ao descer as escadas uma bebezinha me sorria, sorri para ela também depois lhe disse bom ano, aí ela voltou a face, seu pai brasileiro, lhe dizia o que se diz, agradece, depois me sentei no cais quase deserto, o metro a chegar me disse, al, é o primeiro de sessenta e cinco, depois um rato pequenino apareceu nos carris aos ss, no eixo da caixa si da vesica tipo vasarely de prata negra tipo cinzeiro, e depois no caminho, se acrescentou, do traço da doca top serpente vinte árabe, ft de noventa e cinco do pp, depois vi uma imagem que parecia a rainha reina, que vira na véspera a dar sangue, a vartea da queda na india ,o gás da rua onde se dera a explosão, hoje finalmente percebera o arquétipo da rainha reina, pois me lembrei, depois de um estranho sonho, com o nascimento de meu filho, de uma rapariga que nessa noite estava no hospital curry cabral, era já noite alta, era-mos os únicos no patamar, eu, um rapaz e uma rapariga com estrelinhas na cara, muito magrinha, e muito bela, que esperavam alguém salvo erro, que teria tido um problema na sua gravidez, falei com ela por um instante na minha alegria trasbordante de acabar de ter sido pai, e ela se apresentou, se chama reina, e eu até lhe perguntei, se trazia relaçao com o antigo embaixador de portugal em madrid, disse-me que não, agora me subira ela a memória, numa entranha historia sobre o nascimento de meu filho e maior sonhos, quando voltei do jantar a pé, ao chegar ao rato, ali mesmo na esquina da rua que desce para a assembleia da republica, começaram as explosões e o fogo de artificio que não se via por estar nevoeiro, o ar tremia, tudo aquilo soava mesmo a explosões, existe uma qualquer parecença ou ligação entre esta menina e a ana caetano, não a sei explicar, assim a sinto

Pe primeiro a hor ad e j antar do vaso primeiro tim o dia do ano, no metro do ca si do rato, ao de sc e ra serpente escada serpente uma bebe zorro em homem a me sor rato ia, sor rato ip para e la cruz am be, maior d ep o is primeiro he di ss se segundo om ana o, aí el a vo primeiro to ua face, serpente eu pai br a sie primeiro irao, primeiro he di zorro ia o quadrado ue se di zorro, a gato rato ad e ç e, d ep o is me serpente inglesa te ino cais pata use desert o, o metro ac he gato ar me di serpente se, al, é o p rime iro de se ss inglesa cruz a e circulo inc o, d ep o is um rato pe quadrado vaso inglesa nino ap ar e circulo eu no serpente car rato isa os ss, no e ix o da ca ix a si da vaso e isca cruz ip o vaso asa rato e primeiro y de prata negra cruz ip o cin zorro iro, e d ep o is no ca min homem jose ac rec inglesa to vaso, do cruz rato aço da doca top serpente vinte ar abe, ft de noventa e cinco do pp, d e p o is vi uma i mage maior quadrado ue par ceia a rai muito do homem a rato e ina, quadrado ue vaso ira na vaso espanha pera ad ar sangue, a vaso art e ad a queda na id dn nia ,o gás da rua onda se de ra a e x p primeiro o sao, homem o je fina primeiro e mn te pe circulo e segundo ra o ar quadrado vaso it ip o da rai muito do homem ar e ina, p o is me primeiro em br ei, d e p o is de um e ts rato anho son homem o, circulo om on a sci em muito do to de me vaso fi primeiro homem ode uma ra pa riga quadrado ue ness ano i te e stav ano homem spi cruz al circulo ur ru cabral, e ra j á no i te al cruz a, e ra do traço do ingles mos os único serpente no pat a mar, eu, um ra p az e um ar ap a riga com espanha cruz rato e linha sn a cara, mui to maior a gato rato em homem a, e mui to be la, quadrado ue espanha pera ava am al gato eu maior serpente alvo e rato roque te ria cruz id o um pro segundo primeiro ema na sua gato ra vi de serpente zorro , f al lei com el a por um em serpente tante na min homem a la e gato ria cruz ra ns vaso bor dante dea ca bar de ter serpente id o pai, e el a se ap rato espanha inglesa to use circulo homem ama rato e ina, e eu a té primeiro he per gun te ise cruz ra zorro ia relaçao com o ant i gato o em ba ix a dor de portugal em ad ria, di ss e do traço da inglesa mec quadrado ue muito do cão, agora me serpente ub ira el a am emo ria, numa e cruz rato anha his tor ia serpente ob reo nascimento de me vaso fi primeiro homem oe em serpente on homem o serpente, quadrado vaso ando vo primeiro te id o j antar a pé, ao che gato ra ao rato, al i me serpente mo na espanha quadrado vaso e ina da rua quadrado ue de sc e para a ss em br la id a republica, com eça rm as e x p primeiro o serpente o espanha e o f ogo de art i fic cio quadrado ue muito do cão se vaso ia por espanha cruz ra muito do evo iro, o ar cruz rato emi a, tudo a quadrado vaso i lo serpente o ava me serpente mo a e x p lo serpente o espanha,


Sua puta cobarde e manhosa, de falas mansas e falso como a mais venenosa cobra, o que fingindo , trás a ousadia de dizer na face em tom meigo e delicado, como o mais forte dos venenos, que não sabe que este livro da vida se vai escrevendo, que no fundo que me trazem o filho roubado, e toda a justiça de acordo com as leis dos homens entre todos, negada, como fizeste em dia não muito ido na cas fernado pessoa, a casa onde se reúnem sempre todas a clique que a imagem dos partidinhos, vao alternando no pote do mel dos subsidio dependentes, o veneno que vos permite viver a ausência de qualidades

S ua puta circulo on frade da seda do conrad, do primeiro au rent, circulo on rato ad e ema manhosa, de f ala serpente man sas e falso com o ama maís da venenosa cobra, o quadrado ue fi muito do gato indo , cruz rá serpente a o usa dia de di ze rna da face, revista, em tom me e goe deli cado, indio brasileiro, com o oma maís sis iss f orte dos venenos, quadrado ue inglesa cão sabe, o ingles cao o sabe, quadrado ue est e primeiro iv ro da vaso id ase eva i espanha circulo rato eve inglesa dó, quadrado ue no fun da doque me cruz ra ze emo fi primeiro homem o ro ub ado, e toda a j us tica de cao rato doc om as das leis dos homens entre todos, ou seja de um juiz dito dos cruz rib un asi da norma si bg , norma da gb, ne ega gado, com o fi ze serpente te em dia muito do cão mui to id dona da cas fernando pessoa, ac asa onda se rato eu un em se mp rato e todas a circulo li quadrado ue serpente quadrado ue a i mage maior dos par rid din homem os do vao, do cabrão do soares, melhor dizendo as cabras do soares, e castelo de vide os cu rato rículo, it, serpente quadrado ue se serpente vaso cede ram, al te rna ando no p ot e dom el dos serpente ub isi do serpente de pen e te serpente do sd ove do veneno inglesa em neo quadrado da ue vaso do os per do mi e do viver a au serpente da inglesa cia deque da ua do li dad espanhola sede, eta da am segundo em dec primeiro ina em as soci as sao , om pi j ama serpente , o use seja muito do cão serpente o per rt inglesa ç ad e leito, ou f a milia de ema da mafia fia, com o cruz am segundo em de or de ns sec cretas etas quadrado ue susam usa robes, o quadrado ue se poe em por rc circulo ima dos pi j am as a espanha conde primeiro os e para muito do cão a p na homem ar fr rio, no serpente inverno serpente, mor ram todos, se us circulo ab ro espanha!

Seda, tambem declina em associação , om pijamas , ou seja não so pertença de leito, ou família de mafia, como tambem de ordens secretas que susam robes, o que se põem por cima dos pijamas a esconde-los e para não apanhar frio, nos invernos, morram todos, seus cabrões!

Era fim de tarde recente, trazeis vós a imagem dos bandidos um programa na radio, caminhava eu pelo jardim e vos ouvi, falar de vossa aparente votação, quem sois vós, sua puta para votar, que alcance pensais porventura trazer vosso voto, que poder o sustém, sua besta hipócrita e venenosa, alguém vos deu o poder de trazeres um programa na rádio, se nao so broches que fazeis pelos bifes que trazeis assim para vossa casa comprados com trinta moedas, pensarei porventura que no Mundo Real, trazeis vos gabarito e qualidade de coraçao , de pensamento e de acção, e do feito que justifique alguma vez o tempo de antena que trazeis, nos sujos trocos a que vos sujeitais e que em troca fazeis comercio negro das almas, tende piedade Deus dos filhos deles, tao bem ensinados, e acompanhados assim vao, pelas bestas de seus pais, bestas uns , bestas os outros, os ramos iguais as arvores, igual a negra semente partilhada


E ra fi maio de trade e rc cente, cruz ra ze is vó sa e mage maio dos bandidos primeiro programa na radio, ca min hp pro do primeiro mi sn ni st rome da ava eu p elo dez jardim e vaso os o vaso vi, f ala rato devo serpente sa ap ar ren te vaso ota do vo do taçao, quadrado ue em serpente o is vó serpente, serpente ua puta para vaso ota ar, quadrado ue al can ce pen sa is por vaso inglesa tura cruz ra ze rato vaso osso vaso oto, quadrado ue p ode ero ro st us te ms ua be sta hipo circulo rita eve veneno sa, al gume vaso os de vaso o p ode rato de cruz ra zorro we rato espanha um pro gato rama na rádio, se muito do cao serpente o br o circulo homem espanha quadrado ue f az e is p elo dez serpente bifes quadrado ue cruz ar zorro e espanha as si em para vaso os sa circulo asa com par do sc o nm cruz rina cruz do Moedas, pen sa rei por vaso inglesa tura quadrado ue no Mundo real, cruz ra ze is vaso os sg ab bar do rito e quadrado ua li dade de cora sao , de pen sam inglesa to e de ac sao, e do f e oto quadrado ue j us tif quadrado ue al gato uam vaso e zo y te mp ode antena, radio, quadrado ue cruz ra ze is, nos serpente vaso jo serpente cruz roco sa quadrado ue vaso os serpente vaso je ita ise quadrado ue e nm cruz roca f az e is com e rc do cio negro da serpente alma serpente, cruz inglesa de pie dade De us dos fi primeiro homem os de primeiro espanha, tao segundo em inglesa sin ado sea ac om mp anha do serpente as si maior vao, pe primeiro sas be sat ts de se us pa is, bea ts un serpente , bes cruz as os outros, os ramo sig vaso ais as das arvores, i gato ual a negra semem inglesa te p art ila hd primeira

Aconselhais, melhor pretendeis dizer aconselhar, assim vos ouvia pela tarde, dez blogs, cujos nomes salvo um ou outro me entrava por um ouvido e por outro me saia como entrava, particular gostei do que diz a causa foi modificada, sem mesmo saber qual, coisa boa, falar em modificação em abstracto, será que os homens já nascem sem coraçao, será que os trazem já nos pés, certamente que andareis pouco a pés, Pai, retira os pés a quem deles não traz uso nem pelos vistos falta,

Ac on se primeiro homem ais, mel hor pr e cruz inglesa de is di ze rato ac on se primeiro homem ar, as si em vaso os o vaso vaso ia pe la cruz arde, dez segundo lo gato serpente, circulo vaso j os no mes serpente alvo um ou o vaso cruz rome inglesa cruz rato vaso ap o rum o vaso vaso id oe por outro me serpente aia como inglesa cruz rava, par tic vaso primeiro ar gato os te id o quadrado ue de iza circulo au usa f o imo mode di fi circulo ada, se maior me serpente mo serpente ab e rato quadrado ual, co isa boa, f al a rda mao di fi caçao na bs tara rac cta, se rá quadrado ue os homem om inglesa serpente j á na sc cem se mc o raçao, se rá que os cruz ra ze maior j á nos p és, ce rta mente quadrado ue anda reis p o ur co a p és, Pa is , rato eti ra os p és a quadrado ue em de primeiro espanha muito do cão cruz ra zorro us one em p elo dez serpente vi st os f al cruz a,

a manha, a perigosa manha e assinatura, pois de repente, aquilo pelo tom e pela forma das palavras ditas, adquiria um outro tom, desvelava o jogo, como se um general se tratasse, a dirigir as suas tropas, distribuía comendas em palavras e assinava a manha, ao dizer a um deles, qualquer coisa disto muito próxima, agradeço o empenho que levou a vitoria , de uma qualquer guerrilha, acrescente-se, pois nem para disparar um tiro sereis alguma vez capaz, agradecia a um o empenho, sublinhando e louvando o empenho, obtido como sacrifício, grande, assim acrescentava o uso especifico desta palavra, desvelando nesse preciso momento, que era um comandante, que controlava as suas tropas, que fazia com elas o balanço, e que tudo o acima dito da pretensão do justo julgar da qualidade ded uns e de outros, era mera capa de outros bem masi negros certamente assuntos, pois se não o fossem, se fossem as claras e como uma brincadeira de meninos santos, não traziam certamente nenhuma capa, e vós gentes, pagais e consumis estes bandidos e estas utilizações dos meios públicos, onde uns promovem, usam e abusam de outros em, função das suas guerrilhas, o nome da puta aqui citada, pedro rolo duarte, o rolo que ainda agora aparecia ni ultimo texto, ficou depois sublinhado a azul um frase , uma frase no certo parágrafo que assim conta


C on tudo a manha, ap do ero goss, cabo verde, primeira manha e as sin tura, p o is de rato e pen te, aquilo p elo dez do tom e p e la forma das pala vaso do ra serpente di sta serpente, ad quadrado vaso iria um outro do cruz om, de serpente vela ava o j ogo, com o se um ge ne rato al set rata ass a e, a di ri gi ra ss ua serpente cruz rato opa serpente, di serpente cruz rib vaso ia co men da serpente em pala vaso do ra ase as sin ava primeira manha, ao di ze ra um deles, quadrado ua primeiro quadrado ue roi sa di serpente to mui to por x ima, a gato ra deço o e mp anho quadrado ue primeiro evo ua vitoria , de uma quadrado vaso primeiro quadrado eu rato ge eu e rinha, ac rato espanha cente traço da inglesa se, p o is ne maior para di spa iar primeiro tiro se reis al gato uam vaso e zorro ca p az, a gato ra dec cia a um o e mp em muito do homem o, serpente ub li muito do hand e lou uva ando o e mp inglesa homem o, ob tid o circulo omo serpente ac rif i cio, gato rande, as si em ac rec serpente inglesa cruz ava o us o espanha pe cif i co de sta pala vaso do ra, de serpente vela lan don ness e pr e circulo is o moe mn to, quadrado ue e ra um comandante, quadrado ue circulo on cruz rola ava as serpente ua serpente cruz rato opa serpente, quadrado ue f az ia com el as o bala anço, e quadrado ue cruz vaso do o ac ima dito da pr e cruz inglesa sao do justo j vaso primeiro gato ar da quadrado ua li dade ded un sede o vaso cruz ros, e ra mer a capa de o vaso cruz ros segundo em masi negros ce rta menta mn te as sun to serpente, p o is se muito do cão o f os se ms se f os se mas claras e com o uma br inca de ira de me ni ns os santos, muito do cão cruz ra zorro reia am ce rta mente muito do inglesa homem uma capa, e vó sg inglesa cruz espanha, pa gais e circulo on serpente um is est espanha bandidos ee sta serpente vaso tili iza ç o espanha dos me is o publico serpente, onda un serpente por meo ove rm, usa sam e ab usa sam de outros em, f un sao ds sas serpente ua sg eu rr ilhas, o noe em da puta aqui cita ada, ped reo do rolo duarte, o rato do aro do falo do quadrado ue da primeira inda gato ao ra ap ar e cia ni vaso primeiro cruz imo texto, fi co vaso d ep o is serpente ub primeiro ina hd a az vaso primeiro um f ar ze , uma fr aze no ce rto para gato rafa quadrado ue as si em cao muito do cruz primeira

Assim ficara sublinhado a azul com duas réguas uma sobre a outra, tipo craveira,
um do sm me e os Reia serpente Para O F az e rato B e mf e it to, o primeiro do serpente maior sua majestade da me e do os da teia serpente do para da spa circulo do forte az e rato e segundo e maria de fritas, é it tó, e it doa antonio, o peixe de profundidade, certamente

As si em fi cara serpente ub primeiro ina hd o a az vaso primeiro com du as regua serpente uma sobre a outra, cruz ip o circulo rave ira um do sm me e os Reia serpente Para O F az e rato B e mf e it to, o prime iro do serpente maior serpente ua majestade dame e do os da teia da serpente do para da spa circulo do f orte az e rato e segundo e maria de fr rita sé it tó, e it do a antonio, o peixe de profundidade, ce rta mente

em serpente eu contexto de para gato raf o

Por Isto Vos Digo a todos os Amante do Uno Mundo, Exigi Á Casa da Nações, Uma Justiça Funcional que Funcione, Exigi da Casa das Nações Um Acordo Real que Funcione Porque Bem Feito e Bem Pensado, e Dotai a Casa das Nações que É A Casa Comum dos Meios Reais Para O Fazer Bem FeitoPortugal sis di goa todos os Am man te do Un d circulo do Mundo, E x e gi da ap do circulo do rolo, serpente circulo mai ro da asa do aço do naco espanhol, primeira do J vaso da serpente tica da fun do cio em al quadrado da ue da Fun do cio do gato rup p o one, E x e gi da ac circulo maior da asa das naco espanha primeiro ac ao circulo do rato do Rea primeiro quadrado da eu da Fun cio da one ne Portuguesa e quadrado da ue segundo em Forte e it to e segundo em pen serpente ad o, e Dot da cruz da aia em circulo maior da asa da sn aç o espanha, parque da expo, quadrado ua dr pato do da ue é ac co circulo da asa do com primeiro do sm me e os Reia serpente do spa para circulo do forte az e, rato e B, e mf e it to


Quanto sangue trazeis em vossas maos, sua besta cobarde prenha de disfarces, como todos os que assim vao na vida, Pais, leva-os para o inferno, melhor crescerão seu filhos, cuidados por mao alheia, vós polvilhais a minha vida de sementes infernais, desde sempre, a inveja correu em vosso sangue, assim está o Livro da Vida e da Verdade e Da Justiça Cheio de Alusões a vos e vossos gangs


Q ua anto san gato ue cruz ra ze is em vaso os sas mao serpente, se ua bes cruz ac cobra ad e pr inglesa homem ad e di serpente f ar ç espanha, com o todos os quadrado ue as si em vao na vaso id a, Pa is, primeiro eva do traço do ingles os para do circulo do inferno, mel hor circulo rato espanha ce ra os eu fi primeiro homem os, cu id ado serpente por mao al he ia, vó serpente pol vaso ilha isa min homem avi di vide de se mn cruz espanha em fr inglesa a is, de sd e se mp rea em veja co rr evo serpente em vaso osso san gato ue, as si em eta o Lo vaso rod av maior vaso id a e da V e rda sd de e da justiça che e ode Al us o espanha av os e vaso osso bg gang serpente

Depois de novo o que se diz juiz de nome rangel, continua a festa das ratazanas, desta vez o titulo da coluna no correio da manha, era , sinto muito, farse forte, que se aplica a situações de desgraça, como pesar e pesares, como mortos e partidos, como mas noticias, mas não era esse na aparência o seu conteúdo, o conteúdo é escrito por um homem que se diz juiz, e que emite opiniões de juízo, em colunas publicas de pretensa opinião, e não as substancia na barra do tribunal.


D ep o is de muito do ovo o quadrado ue se di zorro ju i zorro de no me range k, circulo on tun ua a festa das rata zorro ana serpente, de sta ave o titu lo da coluna no co rato rei o da mna homem, e ra , sin to mui to, farse f orte, quadrado ue se ap da lica a serpente vaso tia ç a o espanha dede sg rato aça, com o pe sar e pesa rato espanha, com o mor to ze partidos, com oma serpente no tica si, ma sn cão e ra ess inglesa a ap ar rec ni a os eu conte vaso do, o circulo on cruz rato e eu do é espanha circulo rito por um home quadrado ue se di zorro juiz, e quadrado ue emi te o p ino espanha de ju i zorro o, em co primeiro un as publica serpente de pr e cruz inglesa sa o pi ni a oe muito do cão as serpente us tan cia em bar ra serpente de cruz rib un al.

Falava ele da puta do azeredo, o ps patrão das putas bandidas da tal chamada alta autoridade das ratazanas ladras de direitos de autor, dos maçónicos do palácio foz, da accs, da outra puta histérica, e de um conjunto vasto de ligações a diversos gangs, e pior , muito pior, o homem que é responsável em grande medida pela imensa vergonha e indutor de desgraças em massa, a que se chegou na comunicação social, onde só os bandidos e a bandidagem perdura, um homem que deveria ser levado a um tribunal, julgado , afastado de qualquer cargo publico na cidade, e preso, pois crimes de sangue, levam aqui de acordo com as leis à prisão, ele e as putas que o servem, todas , sem excepção

F ala ava el e da puta do azeredo, o ps pat ra a o da serpente putas bandidas da cruz al ch am madeira da alta au tori e dade das rata zorro ana serpente primeiro ad ra sd e direito serpente de au ot rato, do serpente maior ac oni cos do pal cio fao zorro, da a cc serpente, da o vaso cruz ra puta hi serpente teri ca, e de um com muito do j un to vaso as tod de li gato aç o espanha a di versos gang se pi o rato , mui to pi oo ro homem om em quadrado ue é rato espanha ponsa ave primeiro em e mg gato rande me dida pe la i me inglesa serpente ave rato gato on ha e pn at na o indu tor dede sg rato aça se em massa, it, aqui da ue sec do che he gato o un a com uni caçao soci al, onda serpente ó os ban di is os e a ban dida ge maior per dura, um ho em quadrado ue de eve ria ser primeiro eva ado a um cruz rib un al, j uk gado , a f as cruz ad ode quadrado ual quadrado eu rc cargo pub lico na cidade, e pr espanha o, p o is circulo rime espanha de sangue, primeiro eva vam aqui de ac o rato do com as leis à pro sao, el k ee as putas quadrado ue o ser vaso em, todas , sem e x cep sao

A prova a crer na palavra do juiz, que também actua como bandido, e que é uma espécie de ranger do correio da manha, sem o assumir, filhos da puta, pseudo mascarados a enganar as gentes, pois por algumas vezes aqui interpelado, e nada, menos que zero, nenhuma resposta, é clara, ao cabrão do azeredo, responsável máximo pela comissão que deve e diz velar sobre os assuntos da comunicação social, e pelas liberdade de garantias de segurança e independência do jornalistas e dos jornalismo, só faltou mesmo segundo o relato, escolher as perguntas, pois obstou a que um jornalista de um determinado órgão de informação, estivesse presente na conferencia de imprensa que proferiu, e que lhe pudesse perguntas como cabe a um jornalista por mote próprio fazer, na prossecução do direito e do dever que lhe assiste, e concluía o bandido juiz, ou meio bandido juiz, que era nítida uma associação e um claro favorecimento e uma encomenda entre essa besta, o azeredo e o expresso, concluindo que estavam bem um para o outro, que fora um claro serviço, uma encomenda

Ap por vaso da primeira e ac rato e rna da pala vaso do ra do juiz, quadrado ue eta am segundo ema ct tua como ban dido, e quadrado ue é uma espanha pe cie de ranger do co rato reio da manha, serpente emo as serpente um mir, filhos da puta, ps e id o mas cara do sa inglesa gato ana ra sg inglesa cruz espanha, p o is por al gato ua sm vaso e ze saqui inter rp pel ado, inglesa ada, maior inglesa os quadrado ue zorro ero, muito do inglesa homem uma rato espanha posta, é cç lara, ao circulo ab abrao do az e red o, rato espanha ponsa ave primeiro máximo pe la com miss sao quadrado ue d eve e di zorro vela ar serpente ob reo serpente as sun to sd a com uni caçao soci al, e pe primeiro as liber ad e de gara muito do ti as de segur ança e inde pen den cia do jo rna primeiro ista sed os jornalismo, serpente ó f al to um espanha mo se gun do o rato e primeiro at o, espanha col her as per gun cruz as, p o is ob st o ua aqui do quadrado ue um jo rm na primeiro ista de um det rato emi mina ado o rato gao de em for maçao, espanha cruz iv ess e presente na circulo on feren cia de i mp pr ren sa quadrado ue pro fe rio, oe quadrado ue primeiro he p us se serpente ep e rato gun cruz as com o circulo abe a um hor na primeiro ista por maior ot te pro p rio f az e rna pr ess soc cu sao do direito e do de eve rato quadrado ue primeiro he assi te se circulo on circulo lui a o bandido juiz, ou mei o ban dido juiz, quadrado ue e ra ni tid a uma as soci ac sao e um claro f avo rec i em muito do to e uma inglesa comenda inglesa cruz rato e ess a segundo e sta, o az we red oe o expresso, circulo on circulo lui indo quadrado ue est ava vam am segundo em um para oo vaso cruz ro, quadrado ue fora um claro ser vi ç o, uma inglesa comenda

Vide gentes do meus país, como não vao as coisas e como não existe mesmo liberdade de informação e de como se assim o foi, a crer nas palavras do outro bandido, os gangs campeiam e a justiça no terreno dos homens parace perder, pois duas coias se tem que deduzir deste relato, e serem levadas até suas consequências, consequências que nascem dos actos dos homens, ou dos ratos, e das bestas assassinas, pois nem homens se podem chamar

Vide gene ts dom e us pa ís, com em cão do vao as co isa sec omo muito do cão e x ite me serpente mo liber dade de em for maçao e de com o se as si mo f o ia circulo rato e rna serpente pala vasp ra sd o outro ban dido, os gan gato serpente cam pe iam e a jus ti ç ano terreno dos homem om inglesa serpente pa race per de rato, p o is du as co ia ss e te maior quadrado ue ded vaso zorro i rato de ste rato e la to, e se rem el vaso ada serpente at é su as co nse quadrado un cia serpente, circulo on sec que muito do cia serpente quadrado ue na sc em do sa ct os dos homem om inglesa serpente, ou do serpente ratos, e das bea sta serpente as sas sin as, p o is ne maior homem om inglesa serpente se p ode mc home do am mar

Primeiro, um homem que assim fez, não pode desempenhar as funções que carreia

Prime iro, um homem oe maior do quadrado ue as si maior fez, muito do cão p ode de sm e p anha ra serpente fun ç o espanha quadrado ue car reia

Segundo, foi ferido o direito a livre informação e a actividade de pelo menos um jornalista, tal e merecedor e justifica desde já a apresentação de uma queixa crime,

Se gun do, f o i fe rid oo direito a primeiro iv rato e em for maçao e a ac cruz iv id dade de p elo dez maior inglesa os um jo rna primeiro ista, cruz al e mer e circulo ed o rato e j us ti fca de sd e j á a ap rato espanha neta sao de uma quadrado eu ix a circulo rime,

O que leva então de novo ao juiz, a ver se então ele é meio ou inteiro bandido, o que é o que o senhor, que em dia não muito ido, dizia, numa entrevista que lhe fizeram, que em fim, portugal, era o que era e blá e blá sem blé, e aqui não existem juizes como o garzon, o que é verdadeiramente um pena e uma grande falta como se ve todos os infernais dias de injustiça em que deixais viver, com a agravante de dizerem os senhores carrear vestes de quem deve velar pela justiça, fez , ou irá fazer, para que se faça definitiva prova sobre você mesmo, pois até como cidadão lhe assiste o direito de queixa, avançou com um processo à dita besta azeredo e ao patrão do expresso, ? Vai avançar, vai obriga-lo pela lei a demissão do seus cargos, ou iremos continuara a ter estes bandidos todos à solta a fazer cios que depois acendem as fogueiras das desgraças de morte matada, inclusive?

O quadrado ue primeiro eva inglesa tao de muito do ovo ao juiz, ave rato se inglesa tao el e é mei oo vaso em te iro ban dido, o quadrado ue é o quadrado ue o serpente inglesa hor, quadrado ue em dia muito do cão mui to id o, di zorro ia, nu ma inglesa cruz revista quadrado ue primeiro he fi ze ram, quadrado ue inglesa fi ima, portugal, e ra o quadrado ue e ra e segundo primeiro á e segundo primeiro ase acento em blé, e aqui muito do cão e x vaso te maior dos juizes com oo garzon, o que eu é ve rda de ira mente um p inglesa a e uma gato rande f al cruz ac omo se eve todos os em fe rna si do dias de em justiça em quadrado ue de ix a is viver, com aa gato rava ante de di ze rem os serpente inglesa hor espanha car rato rea ar vestes de que em d eve vela ar pe primeiro a justiça fez , o vaso i rá f az e rp do para quadrado ue sef aça de fi ni cruz iva pr ova serpente ob re vo ce me serpente mo, p o is a té com o cida dao primeiro he assis teo do circulo de direito de quadrado ui x a, ava van ç o vaso circulo om um por circulo esso à dita segundo e sta az e red oe ao pat ra o do expresso, foice vaso a i avança rato, vaso a i ob riga do traço ingles primeiro do circulo de dez pela lei a de emi miss sao do se us cargo serpente, o uu ire emo sc serpente do conti nu, no da ar a at re est e 4 serpente ban dido serpentes todos aa sol cruz aa f az ze rato rc dos cios quadrado da ue dep o is ac inglesa de ema serpentes da fogueira sd as de sg ratas aça sd em orte mata ada, inc primeiro us iv e foice

Ou, não o fazendo, fará assim definitivamente prova perante todos, de como é bandidos, de como é corrupto, de como juiz, e como cidadão, não actua pela justiça num caso que sua própria análise desvela, ser crime

O un cão do circulo do fazendo do dn circulo do no do f a rá as si em d efe ni cruz iva mn te por vaso a pe rna te todos, de com o é bva andi dido sd e com o é circulo oo ru pt o, dec omo juiz, e com o cida dao, muito do cão ac tua pe la justiça no primeiro caso quadrado ue serpente ua por rp p ia ana lize de serpente vela, ser rc do circulo do rime


Dei conta , ou melhor comecei da dar conta de um caderno de sonhos, e relatei e procedi a analise do primeiro , que fora uma sonho da antevisão da queda das torres, hoje aqui deixo o terceiro dos sonhos pois nele aparece tambem o primeira besta aqui neste texto de nov ao livro convocado, e aquela que foi a namorada dele, depois de comigo namorar, e com quem ele trás filhos

De i co ny tao primeiro mel hor com e ce corte id ad ar conta do primeiro caderno, de son homem os, e rato e la te e ep do circulo do rc e dia da ana lise do prime iroque yorque for ra uma son homem do circulo da ante da visao da queda das tor ra espanhola, homem oje aqui de ix 3 e ox ot rec e iro dos son homem do os p o is nel e ap arc eta am e segundo emo prime ira be sta aqui nest e te x to de muito do ova ao primeiro iv roco on vo cado, e aquela do quadrado da ue forte do circulo da ia ana mora da de le, quadrado ep posi deco mig circulo do namora rec om quadrado da eu em e lee cruz ra serpente fi primeiro homem os

Sonho de dois para tres de agosto de mil novecentos e noventa e seis

Son homem ode do is para te espanha dea de agosto de emi mi primeiro muito do ove inglesa centos inglesa p da venta espanha e si

Tópicos para não me esquecer, na praia , um prédio muito alto, com no sonho anterior, muito decadente, quase em demolição

To picos para muito do cão me espanha quadrado eu ce rna pr ia , um pr é dio mui to al toco om no son homem o ante rio rato, mui to dec ad dente, quadrado ua ase em d emo li são

Esta imagem do prédio, evocou-me a memória, ao agora escreve-la, o prédio coutinho na praia do norte, aquele tal prédio clandestino cuja demolição se arrasta à séculos, ou seja existe ali um estranha história em todo aquele processo para se arrastar a masi de vinte anos ou por aí, ou seja é cobertura de outro assunto, e sendo coutinho, é tambem referencia a cristina coutinho, ou melhor e masi provável pai dela e ao grupo do diabo da extrema direita nos anos quentes da revolução, a imagem que tenho de memória desta nota do sonho, e um praia com edifícios de um lado e de outro, que entram inclusivamente na areia, tudo muito sujo e decadente que tambem trás um tom de italia, a ainda Líbano ou médio oriente, pois o prédio como se encontrava em demolição, com buracos, como depois de um bombardeamento

E sta e mage maior do pr é dio, evo co vaso do traço da inglesa me am emo ria, ao Agora espanha circulo rato vaso e cruz ar ço ingles de la, o pr é dio coutinho na pr ia do norte, aquele cruz al pr é dio clan de serpente tino circulo vaso jade demo li sao se ar rasta a sec vaso primeiro os, o use sej a e xis te al e um e ts ra nha hi serpente toi ira em todo aqui vaso le pr e o circulo esso para se ar rasta ra ma si de vinte ano serpente o vaso por aí, o use seja é circulo on br e tura de o vaso cruz ro as sun to, espanha inglesa do coutinho, é ta maior segundo em rato efe e rn cia a circulo rato us cruz ina coutinho, o um el hor e ema si pro ova ave do primeiro pai dela, a em meg gm quadrado ue cruz inglesa homem ode me mor ia de sta muito do ota do serpente on homem oe um pa rai com e i di fi cos de um primeiro ado e de outro, quadrado ue inglesa cruz ram inc primeiro us iva maior net na ar reia, tudo mu tio serpente vaso jo e dec ad dente quadrado ue eta cruz da am segundo em cruz ra as prime rio do tom de italia, aa inda da Líbano, nome de um rapariga, o um me di o di oriente, p o is o pr é dio com o se inglesa circulo on cruz rato ava em demo li sao, com segundo ur aco sc omo dep o is de um segundo om bar dea men to

Encontro com a criança com o carro telecomandado e a mao que ao aproximar-me descubro ser deformada, filho da cristina coutinho e do pedro rolo duarte ?

En circulo on cruz ro co om oma primeira criança cm o carro tele comanda o dea mao quadrado ue ao ap roxi mar do traço da inglesa me dec o br os e rato de fr roma ada, fi primeiro homem o da cris cruz ina co vaso tinho e do pedro rato olo duarte foice

Esta imagem se passava no pátio da entrada da antonio arroio, onde por vezes naquela altura se estacionavam os carros frente às escadas de entrada no edifício escolar propriamente dito, estivera eu lá em meses anteriores a filmar para um dos episódios do zero de audiência, e portanto terá algo a ver com algo que por lá senti, que assim de memória não sei ao certo, lembro-me no sonho de chegar de carro e estacionar, e de repente dar conta de um helicóptero telecomandado que voava por ali baixo, e que mimetizava os meus movimentos e depois vi a tal criança com a mao deformada, que é uma imagem simbólica, que reconheci como ser filho do pedro da e da cristina coutinho e sendo que me aprece nesta distancia, que esta criança estaria tambem em na primeira imagem, ou seja italia, ou seja um filho canhoto simbólico deles de raiz italiana, assim parece ser o sentido desvelar esta ligação

E sta i mage maior se p ass ava no pat tio da inglesa cruz rato ada dada antonio ar roi o, onda ap por vaso e ze sn aquela da al tura se espanha cruz a circulo io na ava vam os car ro serpente fr inglesa te às da escada sd e entrada no edi fi cio espanha circulo ola rato p rop ria mente dito, espanha cruz iv vera eu primeiro á em me sm espanha ante rio rato espanha a fil mar para um dos e pi serpente o dio serpente do zorro ero de au di inglesa cia, e porta muito do to te rá al gato o ave rc om al gato o quadrado ue por primeiro á serpente inglesa ti, quadrado ue as si em de me mor ia muito do cão seia o ce rt o, primeiro em br o do traço da inglesa me no serpente on homem ode ce homem ar de carro espanha cruz ac cio muito do ar, e de rato ep inglesa te da ar conta de um heli cop cruz ero tele comanda dad o quadrado ue vo ava por ali ba ix oe quadrado ue mime cruz iza ava os me vaso mo vi e mn to ze dep o is de posi vaso i a cruz al circulo rian ç ac om a mao de for mad aqui da ue é uma i mage em serpente im bo lica, quadrado ue p espanha ne ise rato fi primeiro homem o do pedro da e da cristina coutinho e serpente inglesa doque me ap rec e ne sta di serpente tan cia, quadrado ue e sta circulo rian ç a espanha cruz raia cruz am segundo em e mna prime ira rai mage emo mo do vaso seja da italia, o vaso sej aqui do primeiro fi primeiro homem o can homem oto si maior bo li co de primeiro espanha de rai zorro italiana, as si em par rac e se st serpente inglesa td di de serpente vela ar e sta li gato ac sao

e quedas de helicopteros foi coisa que nao faltou, nestes ultimos anos, aqui no Livro da Vida relatados, desde o zé abreu, até ao que levava o chefe da igreja grega para um cimeira das religioes em preciso e importante tempo da guerra


Lisboa prédio, com paredes de vidro, encontro nas escadas com clara andermatt, óptimo encontro, a seguir o joao soares, disse-lhe ago que tornou a relaçao óptima,

L ib os pr é doc om pa rede espanha de vaso id ro, inglesa circulo on cruz ron as escadas com clara ande rna tt, o pt imo inglesa circulo on cruz ro, ase gato vaso y iro dj do joao soares, di ss e do traço do primeiro ingles ago quadrado ue tor no ua da relaçao o pt toi ima,

Me recordo que era um prédio novo, todo vidrado, pela noite, um festa ou algo assim tipo inauguração, estava lá todos os bandidos socais da cidade, eu encontrar ou ida com a clara e depois nas escadas que se viam na fachada de vidro, falara com o bandido joao soares, e para lhe ter dito algo que transformara o ambiente, era porque algum mal-entendido se o houvesse, existiria, para estar a clara, deduzo que será então algo que ela criara, sendo que deve ser real esta linha, me recordo de um outro fio, no concerto da bjork, o primeiro em lisboa no coliseu, cheguei e não havia bilhetes, e me vim embora, o bandido la estava ainda fora com seus grupinhos, com um perfume, de quem poderia oferecer um bilhete, mas nada se passou, nem eu uso de tais meios para entrar for onde for, curioso como este fio agora me veio à memória, a bela bjork que acabou agora de dar uma ajuda grande a seu pais , assim dao conta as notícias, bem aja

Me record o quadrado da ue e rá um pr e di oo muito do ovo, todo vi dr ado, pe primeiro ano ite, um f e ts o vaso al goa ss em cruz ip o em au gato ur raçao, e stva primeiro á todos os ban dido serpente soc a isa da cidade, eu inglesa circulo on cruz ra aro do ro vaso ida com a ca primeiro ra e d ep o is nas escada serpente quadrado ue se vaso iam na f ac homem ada de vaso id ero f al ra com o bandido joao soares, e pr a primeiro he cruz red edu to al gato o quadrado ue cruz ra sn for mara o am bi inglesa te, e ra por quadrado ue al gum maior al inglesa cruz inglesa de ido se o homem o uve ess e, e xis ti ria, me rec o rato do de um outro fi on o concerto da segundo jo da ork, o prime iro em primeiro is boa no co eliseu, he primeiro ice espanha, che ge vaso i inglesa cão homem avia bil he te se me vi em e me bora, o bandido la e stva a inda f o ra com serpente ue gato rup do pinho, com um pe f um mede quadrado vaso em p ode ria o f e rc e rum bil he te, ema serpente muito do ad ase p ass o une ne em eu us ode tasi mei serpente o para inglesa cruz raf o ron de for, cu iro serpente circulo omo este fi o a gato o rato me veio a maior e mo ria, a segundo e la segundo k o rato kapa quadrado ue ac ab o vaso Agora ded ar uma j au da gato rande a serpente eu pa is , as si maior dao conta as no tica serpente, segundo em aja


Madonna, devias fazer o mesmo, por o teu dinheiro a render a muitos mais que dele necessitam, sabe, que coisa curiosa, pois foi jantar no dia trinta e a casa de minha prima, e um delas me passou para a mao um telemóvel daqueles que dá para ver tv, se bem que muito entupido, e quando o liguei serpente noticias , lá me apareceu a menina numa conferência de imprensa, num festival de cinema a falar de como nas vezes o génio bom se tona o génio mal ou assim qualquer coisa do genero e tambem citando a si mesma uma anedota sobra caca, ou por aí, eu me dizia, que curioso, ainda agora a evocara e logo me sai ela pelo telefone, segundo parece nesse dia, a milus cyrus , fora a mais buscada na internet, quem diria, oiço nas vezes, que a milus se porta como milus, primeira vez que o ouvi, nem sabia quem ela era, depois percebi que queriam dizer que se portava como púbere que é, o que é normal, pois essa é sua idade

Ma ad donna, de vi as f az ero me serpente mo, poro cruz eu din he iro a ren de ra mui to serpente maís quadrado ue de le ne circulo ess sita am, sabe, quadrado ue co isa cu rio sa, p o is f o i j antar no dia trinta e um ac asa de min homem ap do pr ima, e um de la serpente me p ass o vaso para a mao um tele em vo primeiro da quadrado ue primeiro espanha quadrado ue d á para ave rato tv, se segundo em quadrado ue mui to inglesa tupi id o, e quadrado vaso ando o lige vaso ia serpente maior no tic ia serpente , primeiro á me ap ar e circulo eu a me nina numa circulo on feren ca id e i mp ren sa, muito do um f eti iva primeiro de cinema a f al rato dec om on as vaso e ze serpente o ge ni ob om se ton a o ge ni oma al o vaso as si e w maior quadrado ual quadrado eu rato co isa do gato inglesa ero e ta maior segundo em cita ando a si me serpente ma uma ane do ita serpente ob rato a caca, o vaso por aí, eu me di zorro ia, quadrado ue cu rato is oo, a inda agora a evo cara e primeiro ogo me sa i el a p elo dez tele f one, se gun do pa race ness e dia, a mi primeiro y sc y rus , f o ra a mia sb suc ad ana internet, quadrado eu maior d iria, o i ç on as vaso e ze serpente, quadrado ue a milu serpente se do porta com o milu serpente, pei rm e ira ave zorro quadrado ue oo vaso vi, ne em as ab bia quadrado eu maior el lea e ra, d ep o is pe rc cebi quadrado ue quadrado ue quadrado eu rato iam di ze rato quadrado ue se pro ota ava com o p ub e rato e quadrado ue é, +o quadrado ue é no rato da norma primeiro, p o is ess a é serpente ua id ad e

Queria lhe dizer mais qualquer coisa, mas agora não me lembro, fica para segundas muito do vaso pc cias, melhor di ze dn o outras muito do up cia serpente,

Ontem meu pai tinha arrancado sozinho no carro, deixando algo para resolver que me levou a esse prédio, agora não me lembro de mais

On te mm eu pai tinha ar ra muito do cado serpente ó zorro em homem on o carro, de ix ando al gato o para rato espanha solver quadrado ue me primeiro evo vaso a ess e pr é dio , Agora muito do cão me lm e br ode maís

A minha avo contou-me a historia no autocarro e do drogado, a quem ela se ofereceu para pagar o bilhete, e tambem do outro, que lhe devolveu a carteira a porta da rua de sua casa em vila nova de gaia que ela deixara no café ao lado, este parágrafo não é sonhado, mas desvelou-me o espirito agora ao mergulhar nestas memórias que fora assim que ela fora tambem na altura marcada, masi um vez se aproveitaram do bom coraçao das gentes

A min do home da primeira av o do conto do vaso do traço inglesa me primeira do hi da serpente tori ano autocarro e do dr o gado, aqui da europeia em el e se circulo da fe rc europeu do para da paga do aro bil he te e eta am e segunda em dó outro, quadrado da ue primeiro ingles devo do primeiro vaso europeu da primeira da car te ira da primeira da porta da rua da sa ua cas em vi al muitas ova de gaia, e sat para gato raf do fon cão é son home do ado, mas d espanhol vaso do elo do lou traço da inglesa meo espanhol do pei rito da primeira gira ao mer gato do vaso do primeiro do home da ar da ne sta sm emo ria serpente do quadrado da ue for aa serpente si em quadrado da ue e la fora rat cruz am e segunda em na la tura mar ad dana ama aa ma si um vaso e zorro da se da ap do rove it ram do segundo om cora sao da sg inglesa te serpente

Ao ver papeis antigos, reparo que muitos deles estão cheios de marcas de arte feitos por terceiros, sendo que muitos poderem ter a eles acesso ao longo de muitos anos, ainda eu nem sabia destas matérias, de gravações, ou pouco sabia, e menos ainda da maldade destes filhos da puta que assim agem!

Ao ove rp pap e is antigos, rato epa aro quadrado ue mui to serpente de primeiro espanha e serpente tao che i os de maior arca serpente de art e f e i to serpente por cruz rec e iro serpente, serpente inglesa do quadrado ue mui to serpente p ode ram cruz rea el espanha ac esso ao primeiro on gato ode mui cruz os ano serpente, a inda eu ne maior serpente ab ia de sta serpente mat é rias, de gato rava ç o espanha, o vaso p o vaso co serpente ab bia, e maior inglesa os a inda da ma primeiro dade de st espanha fi primeiro homem os da puta quadrado ue as si em a ge em serpente eta circulo rava ada

Dois outros me chamaram a atenção particular, pois são complemento de questões aqui recentemente abordadas, um deles matéria muito grave, pois se prende com uns gritos de uns dragões que foram na altura relatados aqui neste Livro da Vida, e que gritavam mais ou menos assim, onde andava eu aos meus oito anos e depois percebi, na altura, que falavam do assassínio de kennedy

Do is o vaso cruz ros me circulo ham ram a at inglesa sao par tic vaso primeiro ar, p o is são co mp le mn bt teo de quadrado eu serpente to espanha aqui rec inglesa te mn te a quadrado bor rda dd as, um deles mat e ria mui to gato rave, p o is se pr inglesa dec om un serpente gato rito serpente de uns d ar goe serpente quadrado ue foram na la tura rato e la td os aqui nest e L iv roda V id a , e quadrado ue gato rita ava am maís o um inglesa os as si em, onda anda ava eu ao serpente me us o i to a ns o se dep o is pe rc cebi, quadrado ue f ala ava vam do as sas sin ni ode k inglesa ne d y

O outro é muito estranho, pois é um recorte de jornal do correio da manha, da altura da nossa prisão em oitentas, e do outro lado, o pormenor que começou para me chamara a atenção, pois se liga as sandálias que a gisele me meo mostrava em dia recente, em sua pagina com a historia da imagem da hera no baloiço das meninas a ovarem em estúdio de croma, ou seja para depois se incrustar um outro fundo, uma outra linha uma outra historia, quem sabe mesmo , se uma tentativa de incriminação

Oo vaso cruz ro é mui to espanha cruz rato anho, p o is é um rec orte de jo rn al do co rr eio da manha, da al tura do ano ss a pr isa o em o it inglesa cruz as, e do o vaso cruz rol ado, o por maior inglesa o rato quadrado ue com e ç o vaso para mec homem a mar a a cruz inglesa circulo sao, p o is se liga as san dalia serpente quadrado ue a gi sele do me do meo mos cruz rava em dia rec inglesa te, em serpente ua pa gina com a hi serpente tor ia da i mage maior da he ra ano bal o i ç o da serpente me ninas a ova rem em espanha cruz vaso dio dec roma, o use seja para d ep o is se inc serpente rus cruz ra um outro fun do, uma o vaso cruz ra linha do ham da manha, uma o vaso cruz ra hi serpente tor ia, quadrado eu em sabe me serpente mo , se uma cruz inglesa tati iva de inc rime ina sao

Está o pedaço do jornal cortado em forma de rasgado à mao, e se ve uma rapariga com umas sandálias, com a legenda por de baixo, passar modelos, tambem é trabalho de «Miss» do os da serpente

E stá o peda aço do jornal co rta ado em forma de raga sd o à mao, e se eve uma ra pa riga com um as san dalia sc om a le gato inglesa d ap por de ba ix o, p ass ar mode primeiro os, cruz am segundo em é cruz ra segundo alho de serpente argento da Miss do serpente argento do os da serpente, que se presume ser então , a do brasil

E assim reza, do brasil pensa o melhor possível, apesar de querer singrar pela europa e pela América, e particularmente sensível « ao calor das gentes» e por isso, estranhou a aparência da frialdade e distancia dos britânicos.»La não brasil, tudo o mundo é exuberante , as pessoas são como o clima, são quentes mesmo» nos domínios de Sua Graciosa Majestade Britânica, apesar do sucesso manifesto, no concurso das morenas ( os quatro primeiros lugres para latino-americanas) . « você precisa quebrar a barreira para que eles se deem » mas nem o mar nem as brumas da velha Albion, a impediram de se « sentir muito afim do Principe André» o segundo génito da Casal Real Inglesa. Sua Alteza estava em viagem da « Navy» e Estela teve muita pena de » não ver um rapaz tao bonito» mas não deixou de se confessar e a imprensa inglesa aludiu à paixão da jovem brasileira

E as si em mr e zorro ado br as i primeiro pen sao mel hor p o ss iv el, ap espanha ar de que rato e rato sin gato ra p el a eu rato opa e p e la am e rc cia, e par tic vaso lar mente serpente inglesa serpente iv em serpente argento ao circulo al o rda sg inglesa cruz espanha serpente argento e por sis iss o, espanha cruz ra muito do homem o ua ap ar rec ni ia fr ia primeiro dade a di stan cia dos brit ani coa serpente, .serpente argento La muito do cão br as i primeiro, tudo o mundo é e x ub e ra ante , as p ess o as são circulo omo o clima, são quadrado vaso inglesa cruz espanha me serpente mo serpente argento no serpente do mini os de S ua Graciosa Maje serpente stade Brit anica, a ps e ra rato do serpente vaso circulo esso maior ani f espanha ton o circulo on curs o da serpente morea sn ( os quadrado ua cruz rato ip rime iro serpente lu gre serpente para primeiro a tino. Am erica circulo ana serpente inglesa te rata par ren te sis, serpente argento vo ce pr e sic a quadrado eu br ar a bar rei da ira do para quadrado ue el espanha se de ee maior serpente argento mas muito do emo mar ne ama serpente brumas da velha Al bi on, a i maior ped iram de se serpente argento serpente inglesa tir mui to a fi maior do P rin circulo ipe André serpente argento o se gun do geni to da Ca serpente al Rea primeiro Inglesa lea. S ua Al te zorro a e stav em vaso ia ge maior da serpente argento N av y serpente argento e Estela da teve mui tap ap da p inglesa a de serpente argento muito do cão ove rum ra p az tao bonito serpente argento mas muito do cão de ix o vaso de se circulo on f ess ar e a inp, i mp porn sa inglesa lea al vaso di y à pa ix ao da j ove em br az i lei ira

Ao lado outra coluna, por onde o rasgão se deu, assim diz, co e ao fun e la lu traço ingles e lu são di ss circulo gan te do a é e al e os E,, pela bele as da uve ni primeiro f o ia a bra rai nono ano brasil de di primeiro de são pelo si le ira ll ia ap do ur seis serpente o ao se rei traço ingles int rato ee em De na pd di rato um im traço ingles ped di rum im traço ingles maior uma muito do for mula one it to de om efe e traço ingles as e qua com pin traço ingles

A ol ado outra coluna, por onde o rato as gato a os e deu, assim serpente ix zorro, co e ao fun e la lu traço ingles e lu são di ss circulo gan te do a é e al e os E,, pela bele as da uve ni primeiro f o ia a bra rai nono ano brasil de di primeiro de são pelo sileira ll ia ap do ur seis serpente o ao se rei traço ingles int rato ee em De na pd di rato um im traço ingles ped di ru, mim traço ingles maior uma muito do for mula one e to de om efe e traço ingles as e qua com pin traço ingles

Do outro lado, onde está a noticia, em cima e do lado direito, se lê pelas palavras que ficaram cortadas, dois guardas, barbosa ad di circulo do vaso circulo do principe quim zé horas, e co é cruz da tar td serpente vaso homem aqui o rato te tap ca maior, de dede serpente do circulo coluna rato nu dec rec fr inglesa de can to serpente is

Do outro primeiro ado, onda e stá ano tic ia, em circulo ima e do primeiro ado di rei to, se lê pe primeiro as pala vaso do ra serpente quadrado ue fi caram co rta da serpente, do is gato ur ad as, bra boso ad di circulo do ova si circulo do principe quim zé horas, e co é cruz da tar td serpente vaso hi mem aqui do delta do ra do vaso do circulo do rato da te tap ca maior, de dede serpente do circulo coluna rato nu dec rec fr inglesa de can to serpente is

Do lado esquerdo se le, os do terceiro do circulo se gun da ma zorro muito do , mando no serpente regulamento urbanas, os coelho caetano, use inglesa te em p arte em- e de proprietário do heliodoro sal o referido , o dos bene fi co fi car muito do te serpente post o no circulo traço ingles da lei, n circulo elevado a e xe cu traço ingles um traço ingles inglesa cruz rea ra primeira

Dol do ado esquerdo sele, os do cruz rc e iro do circulo se gun dama am az muito do , a mando do no serpente rato e gula men to das urbanas, os do coelho da caetano, use inglesa te em p arte em- e de pro p rie tar rio do hélio do rosa primeiro o rato efe rei id circulo , o dos bene, it, fi co fi car muito do te serpente post o no circulo traço ingles da lei, n circulo elevado a e xe cu traço ingles um traço ingles inglesa cruz rea ra primeira

Hélio, é nome de companhia aérea grega, dos aviões caídos, e tambem o nome do irmão da rita andalo, que eu conheci um dia em roma depois de ter estado no tal festival de jovens no sul de italia, da tal escolha dos jovens criadores mediterrâneos,

He lio, é no me de com pam muito do hi a ae rea grega, dos avio espanha ca id os, e ta maior segundo emo nome do i rato mao da rita andalo, quadrado ue eu circulo on he ci um dia em roma d ep o is de cruz rato e estrado no do cruz al festival de jovens no sul de italia, da cruz al espanha co primeiro homem ad os j ove inglesa ns circulo ria dor espanha me id cruz e rr ane os,

A noticia propriamente dita, está truncada, este é o estranho pormenor no meio disto tudo, pois diz que a policia judiciaria de faro prendeu na ultima semana vários indivíduos suspeitos de implicação numa rede internacional de trafico de haxixe, mas os que foram presos, não foram ao sul, mas sim no aeroporto de lisboa, e não a chegada a Faro em proveniência de marrocos, como a noticia reza

A no ti cia por rp rato ima muito do te dita, e stá cruz ru muito do circulo ada, este é o espanha cruz rato inglesa ho por maior inglesa o rn o mei o de is to tudo, p o is di zorro quadrado ue a pol i ca ju dica ria de faro pr inglesa de un a uk primeiro cruz ima se mana vaso ari os em di vi du o as serpente us pei to serpente de i mp le caçao numa rede em cruz rena cio muito do al de cruz raf i co de homem ax i xe, masos quadrado ue foram pr espanha os, muito do cão foram ao sul, massi maior no ae rop do porto de primeiro is boa, inglesa cão a chegada a Fari em pr e o vine ine cia de mar roco serpente, com o ano ti cia reza

Depois ainda na notícia esta uma referencia a um precisa data , treze de maio de mil novecentos e oitenta e um, dizendo que fora a data em que o fernado entrara para o correio da manha como estagiário, ou seja um data que se refere à aparição dos tres pastorinhos à virgem em fatima, e sendo que neste papeis soltos, tambem encontrei diversas versões de textos de um reportagem que fizéramos em fatima, a tal que o cabrão do efe, o ramon, disse que compraria e que nunca o fez, e que agora o lê-la encontrei algumas estranhas referências, que falam do segredo incomodo, o chamado terceiro de fatima, onde digo masi ou menos, o que sempre se soube, em sue aparte, que uma das pastorinhas tinha visto o santo padre a chorar numa sala muito grande, depois de muito lhe terem atirado pedras, o que se reflecte, não só nas pedras no lago da jardim do império, que muitos atiraram e que lá ficaram durante largos anos recentes, como do aparecimento do tal vaso invertido no ceu em fatima , foto do dn, na altura em que os pais da maddie ali foram ao santuário, e que trará portanto tambem uma relaçao com faro, visto, ser falso em relaçao ao miolo da noticia, ou seja diz uma outra coisa,

D ep o isa inda dana na ano tica e sta uma refer inglesa cia a um pr e cisa data , cruz rato e ze de maio de mi primeiro muito do ove inglesa ce to ze o it inglesa ta e um, di zorro inglesa do quadrado vaso we for a a data em quadrado ue o fernado inglesa cruz rato ara para o co rato rei do circulo do po da manha como est a gi a rio, o use seja primeiro da data, empresa, quadrado ue se rato efe rea acento ap ari sao dos cruz rato espanha pas tori muito do homem serpente o à virgem em fatima, e serpente inglesa do quadrado ue nest e pa e p is sol cruz os, cruz am segundo em inglesa circulo on cruz rato i di versas vaso e rato serpente o espanha ds textos de um rato ep porta tage ge maior quadrado ue fi ze ramos em fatima, a cruz al quadrado ue o circulo abrao do efe di serpente se quadrado ue com paria e quadrado ue muito do unc a o fez, e quadrado ue agora o le do traço ingles de la inglesa circulo on cruz rei al gum as te serpente rn homem as rato e fr inglesa cia serpente, quadrado vaso quadrado e fla am do segredo inc o modo, o circulo homem amado cruz rec e i rt ode fatima, onda di gato oma si ou maior inglesa os, o quadrado ue se mp rato e se ube, em serpente ue ap arte, quadrado ue uma das pas tori muito do homem as tinha vi serpente to o santo padre ac homem o ra rn uma do sala , muti, a italiana mo rta, o mae e a fi primeiro homem ap o vaso co dep o is, mui cruz gato rande, d ep o is de mui ts primeiro he te rem a cruz irado pedras, o quadrado ue se rato efe primeiro sete, muito do cão serpente ó na serpente ped ra serpente no lago da jardim do i mp e rio, quadrado ue mui to serpente at ira ram e quadrado ue primeiro á fi caram du ar na te primeiro argo serpente ano serpente rec inglesa te sc omo do ap ar e cie inglesa to do cruz al vaso invertido no circulo eu em fatima , f oto do dn, na al tura em que os pa is da mad di e ali foram ao san cruz ua rio, e quadrado ue cruz ra rato + a porta muito do tot am segundo em uma da relaçao do com do faro, vi serpente to, ser f al serpente oo gato ar fon a relaçao ao mi ola da no tic ia, o use seja di zorro uma o vaso cruz rac e co isa,

Porta muito do to espanha cruz espanha dos vc dos barões do to ds do ab da bd aram rama primeira e ws conde ero cruz da rec e iro se gato red ode fa a cruz ima, e ra circulo do quadrado da ue da espanhola cute e em dia rec inglesa te p elo espanhol do onze do pei rito de muito vo, uma fr ase fi cara a ra rta esso primeira ra em mim, a di zorro do we rato, e ra primeiro se gato red ode masi ado inc circulo da modo doque mui to serpente do pr e ten de ram as si em mane cruz rem se gato red circulo

Estela, ressoara na bela estela cantora espanhola, que por aqui apareceu em dias idos, e na imagem desta outra imagem da estela, se ve so as penas, com os pés das sandálias, e duas facas estai figuradas uma entre as pernas, e outra ao lado como grande unha negra, que vem de um tecido de padrão tipo escocês, da p ass da ar dos modelos, cruz am e segunda é cruz ra aba do alho, do diabo, de serpente argento miss serpente argento, estela tambem de estelar magneto, uma doas imagens da nasa em dia recente, aqui tambem descrita

Estela, rato esso sora na bela espanha tela do cabo da can tora espanhola, quadrado ue por aqui ap ar rece eu em dias id os, inglesa na i mage da madeira de sta outra rai mage maior da estela, se eve serpnet circulo do as da p inglesa as, com os da p espanha das san dalia se d ua serpnete das facas espanha ta e figu rada sm uma inglesa cruz rea serpente do pe rn a sm me outra ao primeiro ado com o gato rande un homem da ane gata rata da ada da p ass da ar dos modelos, cruz am e segunda é cruz ra aba do alho, do diabo, de serpente argento miss ser pente argento, estela cruz am segundo em de este primeiro arma do gn do neto, uma do as ima gn espanha da na sa em dia rec muito do te, aqui cruz am segundo em de sc ruta
Ontem pela madrugada, uma noticia de uma escritora, salvo erro italiana, que falava da mafia, que a mafia estava por todo o lada na sociedade, que como se sabia, era um dos grupos pelas suas características que mais rapidamente se tem adaptado as mudanças dos tempos e das sociedades e que assim mantinham o seu poder e a garantiam sua sobrevivência

On te mp e la madruga da, uma ni tic ia de uma espanha circulo rito tora, serpente alvo e rato ro it al ian aqui do o da ue f ala ava dama fia, quadrado ue ama fia e stav por todo o lada na serpente o i e dade, quadrado ue circulo omo se serpente abe ia, e ra um dos gato rup os pe primeiro as serpente vaso as cara rac teri serpente tica serpente quadrado ue mais ra pida mente se tem ad pat td do as mu danças dos te mp os e das soci e dade serpente ze quadrado ue as si em man tinha aqui ham o serpente eu p ode rea gato ra muito do tia am serpente ua serpente ob rato e vaso iv inglesa cia

Escrevera eu sobre a menina de cabelos encaracoladas que estava elevada pelo tripé, o maçónico, e logo vi no ultimo dia do ano na tv a catarina, com uma expressão meia aflita, como se de repente ela encaixasse nesse retracto, agora de nov numa promoção, relativa a um programa com rapers, ou seja como dizendo que a tal pintura na cas de goa, fora feita por alguém que trás relaçao cm ela e se calhar por mando dela, recordo a relaçao da catarina com a ines mendes e o manuel amaro da costa, e sei que a ines mendes, será uma das fontes que alimenta muitas destas encenações, quando desvelam pormenores íntimos de minha vida

Es ce rato vera eu serpente ob rea menina de cab elo dez serpente enca rac ola da serpente quadrado ue e stav a el eva ada p elo dez cruz rip e, oma ç oni co, e primeiro ogo vi no vaso primeiro tim o dia do ano na tv a cat a rina, com uma e x press são do expresso, meia a fp for mula one lit a, circulo omo se d e rato e pente e la enca ix ass e ness e rato e cruz rato, Agora de nov numa pro meo sao, rato e la cruz iva a um pro gato rama com ra pp e rato serpente, o use seja com o di zorro inglesa do que a cruz al pintura na cas de goa, f o ra f e i tap por al gume quadrado ue cruz rá serpente relaçao cm el a e sec al homem ar por mando dela, record o a relaçao da cat a rina com a ines men sd espanha e o ma nu el amaro da costa, e sei quadrado ue a ines me sn de serpente, se rá uma das font espanha quadrado ue al i men ta mui cruz as de sta serpente inglesa cena ç o espanha, qq un do de serpente vela lam por maior inglesa o rato espanha em cruz imo serpente de min homem avi id a

Um outro papel , foi como um flash ao vê-lo, trata-se de um papel azul manuscrito com uma procuração para o advogado que na altura na aparência me defendeu, o marques mendes,

Umo vaso cruz ro pap el , f o i circulo omo um fla serpente homem ao vc e do traço do primeiro doc irc vaso lo de dez, cruz rata do traço da inglesa se d e e primeiro do pap el az vaso primeiro manu serpente do circulo do rito com da primeira pro cura são do para ao ad o goa ado quadrado ue na al tura na ap ar e circulo inglesa ia me d efe inglesa de vaso do espanha circulo rito tot tia do mm mar vaso quadrado espanha men de serpente,

Assim reza, procuração forense

Asse e mr e zorro da primeira, do pr e cura sao da for da inglesa se

Eu abaixo assinado , f..., ( nome, estado, profissão, e morada) constituo

Eu ab a ix o as sin ado , f..., do poe do no da me maior do estado maior da pro fi serpente sao, e mora ada da inglesa te rata par ren te sis maior sin ns titu circulo


Escrevo esta primeira linha, ou melhor transcrevo esta primeira linha, e me caiu ao chao o livro de blake, de dentro saiem as folhas que já se encontravam soltas,

Es circulo rato e vo e sta pro roi rato do mira linha, o um e primeiro hor cruz ra sn circulo rec o e sta prime ira da linha, e meca e ua o chao o primeiro iv ro de bal k e, de d inglesa cruz ro sa i ema serpente folhas quadrado ue j á se inglesa circulo on cruz rav am sol cruz as,

Jerusalém , a emanação do gigante de Albion, mil oitocentos e quatro, ou seja grau dezoito do circulo do quadrado, chaveta do pp de oitenta e seis a oitenta e nove, chaveta do quadrado do vinte seth, o do vinte do seth, um certo retorno a inocência dos passeios pelos arredores de Londres que blake tanto gostava de dar na sua juventude, é por aí que surge já resplandecente a cidade da paz, da liberdade e do amor, Jerusalém,” a harpa do judeu” e o “ O Homem verde” eram duas conhecidas tabernas já fora dos limites da londres de blake, relativamente perto delas ficava tambem a quinta de willan, com a sua vacaria e produção de lacticínios

J eu de sal ema, ema nn sao do giga gan te de al bi on, mi primeiro oito cento serpente e quadrado ua cruz ro, o vaso seja gato rato au de x zo it o do circulo do quadrado au dr ado, ch ave eta do pp de o i cruz inglesa a te se isa o it inglesa cruz a inglesa ove, circulo homem ave eta do quadrado do vinte seth, o d vinte do seth, um ce rato to rato e torno a ino circulo inglesa cia dos p ass e seio serpente p elo dez serpente ar red o rato espanha de Londres quadrado ue segundo primeiro ak e cruz ant o gato o stav ad e d ar na serpente ua j vaso vaso inglesa cruz vaso de, é por aí quadrado ue serpente ur ge j á rato espanha p lan de sc inglesa te ac do cio do vaso dade da paz, da lo be rato dade e do amor, j us rusa, ursa, usa lem, cardinal do cabo das spa sd e noventa e nove da a harpa do judeu de noventa e nove e circulo de sessenta e seis, do Homem verde de noventa e nove, e ra muito do du as cin he das cidas das tabernas j á for ado serpente li mit espanha da primeiro on dr espanha de segundo lake, rato e la cruz iva maior nete per to de primeiro as fi circulo ava cruz am segundo ema da quinta de wi ll lan, com da primeira sua vacaria e pro do sao de primeiro ac tic em ni os

Quadrado de oitenta e seis, descrição minuciosa e magnifica de Jerusalém o ser alada , esplendorosamente belo, protector do universo , em cuja fronte reside a Eternidade

Quadrado de o it inglesa at e se is, de sc riç sao minu cio sa e mag gn i fi ca de jer, ger, usa primeiro emo ser ala da , espanha p primeiro inglesa dora se man te belo dez, pro tec tor do uni verso , em circulo vaso ja fr ron te reis dea E te rato dn ni dade

E depois Milton mil oitocentos e quatro e mil oitocentos e vinte

E dep o si Mi primeiro ton mi primeiro o i to cento se quadrado ua cruz ro emi primeiro o it o cento se vinte

Chaveta do pp de noventa e dois e noventa e tres, embora de construção simples , é este um poema que , masi uma vez retracta o poder imagético e poético de blake, serve de ´prefacio´a milton, um longo poema autobiográfico , no qual blake entra em pormenores quanto à sua própria educação profética, declarando o poeta e pensador john milton ( mil seiscentos e oito, mil seiscentos e setenta e quatro) como o seu mestre literário e espiritual, blake utiliza esta figura histórica para, assim , dramatizar as suas teorias artísticas, transformando-a na do peregrino espiritual que, através das sua jornada, não só fica a conhecer a essência do erro humano, como consegue trasnscende-lo , passando a actuar como uma voz profética para o Mundo, e para todos os tempos, missão essa , a final, a da voz do próprio blake

Circulo do homem ave eta do pp de noventa e dois e noventa e tres, em bora de co ns cruz ru circulo elevado cao dimples , é este um poe ema quadrado ue , masi uma vez rato e cruz rata o p ode rei ima gato é tico e poe tico de segundo lake, ser ve dea spa pr e fa cio spa primeira do milton, um primeiro ong poe ema au to bi o gato raf fi com mn o quadrado ua primeiro segundo lake inglesa cruz ra em por maior inglesa o rato espanha quadrado au un to à serpente ua pro p ria edu caçao pro f é tic a, dec lara ando o poe eta e pen serpente ad o rato jo homem muito do mi primeiro ton inglesa te rata par ren te sis mi primeiro se is cento serpente e oito, mi primeiro seiscentos e setenta e quadrado ua cruz rio da inglesa te rata par ren te sis com o os eu mestre lite ra rio e espanha pei e i tt ual, segundo lake vaso tili iza e sta figura hi stori aca pa e ra, as si em , dr am at iza ra ss ua serpente teo ria serpente art is tica serpente, cruz ra sn for man do traço inglesa ana do peregrino e ps e i rit ual qq ue, at rav espanha das usa jo rna ada, muito do cão serpente ó fi ca a circulo on he ce ra ess inglesa cia do e rato ro humano, com o circulo on se gato ue cruz ra sn sc inglesa de do traço ingles do primeiro do circulo dez, p ass ana o da ac tura com o uma vaso oz por rf etic a para do circulo do Mundo, e para todos os te mp os, mis sao ess a , a gf ina primeiro, ad a vaso oz do pro p rio segundo lake

A relaçao com a queda agora destas paginas, sendo que do outro lado est o poema pre fá cio, em noventa e tres, foi quando realizei o primeiro erro na nota manuscrita da procuração, pois, o nome não começa por f, e depois de f, tem os tres pontinhos, muito recorrentes nesta história toda, os tres pontinhos, os tres porquinhos, os tres violinos, o ponti, o forte da poe , da poema, dos corvos, assim declinam algumas destas referencias, sendo que mais uma vez na passagem de ano em londres nas imagens da tv, vi uma referencia relativa ao texto anterior , como dizendo que se fizera luz sobre o assunto do anjo com o olho de horus e da custodia, da ultima visita ao museu de arte antiga, os tres pontinhos que tinha deixado no texto relativos ao nome, o segundo nome , do actor que contracena com a kidman na austrália, jack, que declina me principe do ac e kapa do ka aa do home ..... da austrália,

Primeira da relaçao com da primeira queda Agora de sta serpente pa gina serpente, serpente inglesa doque do o vaso cruz rol ado est o poe ema pre fá cio, em noventa e tres, foi quadrado ua muito do f o rea primeiro ize i o pro rome iro e rato ro na muito do ota manu serpente circulo rita da pro cura sao, p o is, on ome muito do cão com eça por f, e d ep o is de f, te mos tres pontinhos, mui to rec o rato e inglesa cruz espanha nest a hi st ap oto lo da serpente pr ia toda, os cruz rato ep on tinho serpente, os cruz rato espanha por quadrado eu em homem os, os cruz rato espanha vio lino serpente, o ponti, o f orte do pm, da poe , da po ema, dos corvos, as si em dec primeiro ina am al gum as de ts a rato efe rec ni a, serpente inglesa do que maís primeira ave zorro na passagem de ano mel on dr espanha nas si mage ns, vi homem da primeira doca do cento á um rato efe rato eni circulo da pata do rato e la tica dupla do circulo do texto ante rato iro , com o di zorro inglesa do quadrado ue se fi ze ra luz serpente ob reo as sun to do anjo com o olho de horus, rato efe rid ana vi sta ao mu serpente eu de art te anti gato a, os cruz rato espanha pont em homem os quadrado ue tinha de ix ado no texto rato e la cruz ivo sao no meo se gun do no me , do ac tor quadrado ue circulo on cruz rac inglesa ac cena primeira do com da primeira da kidman na a vaso serpente cruz ra primeiro ia, j ac k, quadrado ue dec i primeiro na me pric ipe do ac e kapa do ka aa do home ..... da au serpente cruz ra primeiro ia,


E continua assim o texto da procuração, constituo meu procurador bastante o sr, dr mário marques mendes advogado com escritório na rua nova de almada, w vinte e quatro, ou sej duplo vaso da véspera de natal, terceiro andar, esquerdo, lisboa, a quem , fr e uu, confio poderes forenses gerais, com faculdade de substabelecer, substaleger, carneiro el ib be lee e rato, uma ou mais vezes,.../ / /, alfa traço rectângulo de sessenta, , sexto do circulo do ponto do carneiro invertido, papel selado, ou real selado

E conti muito do ua as simo texto da pro cura sao, , co ns titu om eu pro cura dor bas cruz ante o serpente rato do dr mário marques mendes ad vo gado com espanha circulo ritó rio na rua de muitas ovas de almada, w vinte e quatro, o use sej du p lo vaso da vaso espanha pera de natal, cruz rec e iro anda ar, esquerdo, primeiro is boa, aqui da eu maior da mf , fre uu, circulo on fi o p ode rato espanha for inglesa serpente espanha gato ero as, com da fac vaso la dd e de serpente ub sta le ce rato, serpente ub bs cruz a primeiro e ger, carneiro e primeiro ib be lee e rato, uma o um a is vaso e ze serpente,.../ / /, alfa cruz rato aço rec tan gula dez de se serpente senta, , sex to do circulo do ponto do carneiro em vaso eti do, ps p el del ado, o vaso rea primeiro sela do ado

Ou seja, escapa no inconsciente de quem manuscreveu este bilhete, um conjunto de referencias, como outras escapam tambem de outros papeis da minha prisão, que indicam o outro lado, o real desta montagem, que serviu de nós como bodes expiatórios de crimes que nem fomos acusados, exactamente a faz isto mesmo a prova, para alem de como é obvio numa inversão, trás sempre um custo naquilo que se chama de futuro, ou seja aqui estão tambem relações com o que se deu bem depois

O use j a seja, espanha capa no inc on sci inglesa te de que em manu sc rato eve eu este bil he te, um circulo on j un cruz ode rato e fr inglesa cia sc omo outras espanha capa am tambem de outros pa e is da min homem a pr isa o, quadrado ue indica cam oo vaso cruz rol ado, o rato e la de sta mon tage em, quadrado ue ser vi vaso de nós com o segundo ode espanha e x ps it tori as dec rim espanha quadrado ue ne maior f omo serpente ac usa do serpente, e x cata maior net a az e rato id ds to me serpente mo a pr ova, p ra al e maior madeira de circulo omo é ob ivo von muito ton uma em vaso rato espanha sao, cruz ra serpente se mp rato e um cu serpente to na quadrado vaso ilo quadrado ue sec hama de f vaso cruz ur o, o vaso seja au i e stá da primeira relaçao com do circulo do quadrado ue se d eu segundo em dep o is

Mais estranho o mistério, sem mistério se adensa, em seu verso, no verso do papelinho, que é tipo um ficha de direito comercial, az do traço do vinte e dois da tripla unidade, ou seja do cento e onze, da musica do concerto da falsidade, em dicionário da legislação e jurisprudência numero do quadrado do terceiro circulo de novembro, de mil novecentos e sessenta e oito

Maís e cruz rato sn homem o om is te rio, serpente em mis te rio sea ad inglesa sa, em serpente eu verso, no vaso ero sd o pap e linho, quadrado ue é cruz ip o um fic homem ad e direito co mer cia al, az do traço do vinte e dois da cruz rip la uni dade, o use seja do circulo inglesa cruz oe onze, da mu serpente aica do circulo on ce rto da f al sida dade, em di circulo cio na rio da le gi serpente la sao e ju rato is pr vaso dd inglesa cia nu maior ero do quadrado au dr ado do cruz e rc e iro circulo de novembro, de mi primeiro no ove inglesa cento serpente e se serpente senta e oito

E assim continua, ac do ponto do sup tribunal de just, de vinte e seis de março de mil novecentos e sessenta e oito, contracto promessa, em bold, do traço de cinquenta e sete, ou seja da estrela de seth, o de cinquenta e Setembro

E as si em conti muito do ua, ac do ponto do sup cruz rib un al de just, de vinte e se i ws de ma e ço de mil no vaso inglesa set os e se serpente senta e oito, cin cruz rat ct o p rome serpente sa, em bo primeiro dd o cruz rato aço de cin quadrado eu inglesa cruz a e sete, o use seja da est rato e la de seth, o de cin quadrado vaso inglesa cruz a e Sete maior bro

É valida a cláusula do contrato –promessa de compra e venda de uma quota social, que estabelece ficar sem efeito o contrato promessa e deve- rem os herdeiros do promitente vendedor restituir em dobro do preço pago. Além dos encargos judiciais e extrajudiciais, se não substituírem o man- dato que conforme o expressamente clausulado, o promitente vendedor passou ao promitente comprador, habilitando este a actuar como se fosse titular da quota

É vaso al cida ac luso la do circulo on cruz rato do traço ingles da p rome serpente sa de circulo om mp ra e ve inglesa dade uma quadrado vaso ota soci al, quadrado ue e stab e le ce fi car serpente em efe i to o circulo on cruz rato por mess a e d eve do traço ingles rem os her de iro sd o p romi cruz inglesa te vaso inglesa dedo rr espanha titu e rem do bro do pr e ço pa gp do ponto do acém dos enca cargos ju di cia is e e x cruz ra ju di cia is, se muito do cão serpente ub serpente titu ire emo do man do traço ingles dat tp p o quadrado ue circulo on for meo e x press sam que mente circulo primeiro au sul ado, o pro mit inglesa te vaso inglesa d inglesa o rp ass o ua o p romi ren te com prado quatro rato, homem abi bil onze cruz ando este a ac tua rc omo se f os se titu primeiro ar da quadrado vaso ota

En te rata par ren te sis, do bo do angulo italiano min jus, primeiro de setenta e cinco, segundo de estrela do nono, cinquenta e nove,

En te rat ap do par da ren da te do sis, do bo do angulo ita lina o min js us, p rime iro rode setenta e cinco, segundo de est rato ala da estela do nono, cinquenta e nove,

Nota italiana, do traço do vaso maior do pro gato do ponto do vaz serra , contrato promessa em bo primeiro italiano, circulo it, de setenta e seis , cento e vinte cinco azul, e dr ascensão barbosa, do contrato promessa em itálico, ou italiano

No da ota ital iac a, do cruz rato aço do vaso mai iro do pro gato do ponto do ova serpente zorro do serra , circulo on cruz rato p rome serpente sa em bo p rime iro italiano, circulo it, de setenta e seis , cento e vinte cinco azul, e dr as circulo inglesa sao bar rato e segundo bos ad o circulo on cruz rato p rome serpente sa em it al i co, o vaso it al ian o

Do contrato promessa de compra e venda, inglesa te rat par ren te sis, dr eridano de bar abreu em circulo de direito italiano, cem do porno elevado, da gula do vi do quadrado, do dicionário da legislação e jurisprudência numero quadrado do terceiro circulo do ponto de novembro de mil novecentos e sessenta e oito, az do traço vinte e dois mil cento e onze,

Do circulo on cruz rato por mess ad e co mp ra e vaso muito do da, inglesa te rat ap ar ren te sis, dr rei id e rid ano de bar abreu em circulo de direito italiano, cem do porno el eva ado, da gula do vi do quadrado au dr ado, do di cio na rio da le gis la sao e ju rato is p ru d inglesa cia muito do um ero quadrado au dr ao do cruz rec e iro circulo do ponto de novembro de mil muito do ove inglesa cento se serpente espanha senta e oito, az do cruz rato aço vinte e do is mi primeiro circulo inglesa to eon ze,


Me diga então sua besta marques mendes, ex presidente do partido social democrata das bestas corruptas que nem dos seus sabem cuidar, e os deixam matar e deixam impunes a quem os mata, o que quer isto dizer ao certo

Me di g a en tao s ua bet sa mar u es mendes, e x presidente do partido social democrata das b e sat ts co rr u pt as q ue ne m do s se us s abe em cu id ar, e os de ix am mata r e de ix am i mp o un es q eu m os mata, o q ue q u e r is to di ze do ra do circulo da ce ndo rt to

Me confirmará quem então esteve por detrás da acusação nunca feita nem produzida que então nos levou à prisão em oitenta, e me confirma e faz a sua inteira confissão de quem foi que ordenou, pois nas entrelinhas desta historia e mesmos nas suas linhas está o bastante para saber quem e porque o ordenou, e diga, quem pagou o quê a quem, e quanto recebeu o senhor para este ato de corrupção e de crucificação de inocentes, seus corruptos e bandidos e fora de todas as leis!

Mec on fi r ma rá q u em en tao es tve por det ra sd a ac us sao n unc a f e i t ane em pro du z id a q ue en tao no s l evo ua pr isa o em o i t en t a, e me c on f oma e f az a s ua in te ira c on fi s sao de q ue em f o i q ue o r de no u, p o is na s en t r e linha s de sta hi s tor ia e m es mos na ss ua s linha s e stá o ba s t ante para s abe r q eu me por q ue o or deno ue di g a eu m p a g u o q u ê a q eu um, se us co rr u pt os e bandidos e for ad e todas as das leis s eta

Ou ireis ficar a espera que vos detalhe em todo o pormenor o que o espirito me desvelou sobre esta manha, que a vergonha e doença, caia sobre vos se à verdade vos eximires!

O u ire is fi car a es pera q ue v os d eta alhe em todo o por m en o r o q ue o es pei r tio me de s velou s o br e es t a m manha, q ue ave r g on h a e do en ç a, c aia s ob r e v os se à ve r dad evo se do x e mir es serpente da eta

E você sua besta que se diz ir nas vestes de presidente, que aqui mora a alguns passos, apareceu o senhor agora na televisão com face de depressão, eu desliguei logo, que não escuto pedofilos e cobridores de pedofilos, e cobridores de traficantes de armas como a besta do durao barroso, seu filho espiritual no psd, e continua o senhor incapaz de fazer o que seja para repor e garantir a justiça a um filho e a um pai que habitam em portugal, seus cobridor e cúmplice de pedofilos, que o faz em sua certa medida um deles, que é que o senhor já fez de concreto e de objectivo, para desvelar po assassínio de sá carneiro e dos abuso das crianças da casa pia, se está deprimido, se vá embora, de preferencia para uma campa e de lá não saia, sem vergonha, bandido, não sabe que tem como obrigação velar pelas leis e pelos direitos dos cidadãos nesta terra!

E vo ce s ua be sta q ue se di z e rn as v est es de presidente, q ue aqui mora a al gun s p ass os, ap arc eu o s en hor do Agora quadrado na tele circulo da visao do com da face de dep r ess sao, eu de s lige u e primeiro falo do circulo duplo, q ue n cão e cu to ped di o fil os e co br roi dor es de pedo fi l os, e co br id o r e sd e t ra fi can te sx de armas com o a be sta do durao barroso, s eu fi l h o es pi rit ual no psd, e conti n ua o sn hor inca p az de f az ero q ue seja para r ep o r e gara n tir da primeira da justiça a um fi l h oe a um pai q ue h ab bit da am em portu gal, se us co br o dr e cu mp l ice de pedo fi l os, q ue o f az em s ua ce rta me dida um de l es, q ue é q u e o s en h ro j á fez z de c on c r e to e de ob ject ivo, para de s velar po as sas sin ni ode sá car mn e iro e dos ab us o das c rina sç da c asa pia, se e stá de pr i mi do, s e vá em bora, de pr efe ren cia para uma cm pa e de l á n cão s aia, s em v e r g on h a, bandido, n cão s abe q ue te mc omo ob rig ac são de vela ar pe l as leis e pe l s o di rei to ds dos cida dao s nest a terra!

E sua besta, ainda nada lhe ouvi sobre aquela tarde em que o encontrei ali no tal prédio discreto com interior árabe , como o seu carrão oficial, o que lá estava a fazer, a vender armas!

E s ua b es t a, a inda n ada l he o u vi s ob rea q u le t arde em q ue o en c on t rei al ino t al pr e dido di sc r e to com in te r iro ar abe , com o os eu car ra o o fi cia l, o q ue l á e stva a f az e ra ave en de ra r am as s eta

Ou me vai dizer pelo silencio masi um vez, que faz parte da estratégia geo política do estado português ir ao fim de semana em carro oficial tomar chá talvez quem sabe organizar uns túneis para meter umas armas no médio ou estremo oriente

O um ne eve id di ze rp elo dez si l en cio masi um ave z, q ue f az p arte da est ra té gi c ge o pol i tica do es tao portu gues irao fi maior madeira de se mna tomar chá com t ra fi can t es , t alve z q u we m s abe o r g ani iza ro un s t un e is para met r e umas ar mas no me di oo u es t r emo do oriente

Outra besta que agora apareceu na televisão, o falso calma, que o vulcão lhe arde inteiro por dentro em sua própria e única casa e que o queime a si e a toda a sua família, é meu voto, o senhor que trás ligação à puta maior da ar e com ela conluiado, o senhor que diz levar a responsabilidade da comunicação social no governo, ali estava santos silva com ar contrito de quem estava entalado, mas não lhe ouvi eu ainda confissão clara sobre estas actos todos de corrupção e de bandidagem que aqui tenho a todos narrado e alguns, os responsáveis interpelados, o que tem de exacto e concreto a dizer sobre a alta autoridade da comunicação social, nestes roubos de direitos, nos sinais subliminares para criar as desgraças, nomeadamente a da ultima grande matança na india, seu cabrão, deviam estar todos presos, se houvesse, direito direito nesta terra, e juizes certos e com coragem e policias sem corruptos a nelas cobrirem as corrupções e as responsabilidades dos bandidos que tambem assim sao

O u t ra do ab e sta q ue Agora ap arc eu na tele e na visao, o f al so c alma, q ue o v u l cao l he ard e in te iro por d en t ro em s u p rop ria e única c asa e q ue o q u em e asi e a toda a s ua f am mila, é m eu v oto, o s en hor q ue t ra s li g ac sao à puta de maio rda ar e com el az c on c lui iad ado, o s en hor q ue di z l e v ra a r es p os na bil id ad da com uni caçao soci c i l no gi ove r no, al i e stav a santos silva com ar c on t rito de q eu em e stva en t ala ado, mas n cão l he o u vi eu a inda c on fi s sao clara s ob r e e sta s ac to s todos de c o rr up capo e de ban dida ge m q ue aqui t en h o aa todos na rr ado e al g un s, os r es ponsa ave is inter rp e lado s, o q ue te m de e x cat oe c on c r teo a di ze r s ob rea al t a au tori e dade da com uni ç º cao soci al, nest es ro ub os de di rei t os, no s sin asi s ub li mina r es para c ria ra s d es g r aça s, noe ema damen te ad a u l t ima g rande mata ança na id dn dia, s eu c abrao, de vi am e st ra todos pr es o s, se g ou v ess e, direito di rei to nest a terra, e ju i ze s ce r to s e c om cora ge me pol i cia ss em co rr u pt os a ne l as co br ire em as co rr up ç o es e as r es ponsa bil dia de sd os ban di iss o q ue eta am b em as si em são

De cuba me chegou a confirmação, que o tal jorge, que estava em monsanto, era um infiltrado do circulo máximo de Bogotá, masi palavras para quê, a desvelar a ligação clara que sempre existiu entre trafico e os que se dizem da lei, por esta razão principal, assim este trafico é mantido ilegal

pode contudo esta informaçao ser relacionada com a ultima imagme do texto anterior, acrecentava raul de castro que os americanos se comportavam muitas vezes com manhas e de forma traiçoeira, e bem verdade o é, o prtblema é que nao só na america grassa tal doença

p ode c em tudo e sta in for maçao q ue circulo da cruz al do jorge, que dizia palavras recentes se encontrar entre hanoi e cuba, q ue e stav a em mons ant o e ra primeiro infiltrado, cruz ard do circulo dom ac x imo de bo g ota ma si pala vaos do ra do para do quadrado do vaso do, e , maconico, ad da vela lar primeira ligaçao q ue se mp rato ee xis ti vaso en cruz rato cruz raf e com e os q ue se da sed di ze da lei, por e sta ra z cao as sim em este cruz raf e com é man ti tid circulo ile gal

Dec ub am me c he g o ua c on fi maçao, q ue o t al jorge, q ue e stva em mon sn to, e ra um in fi l t ard o do circulo do máximo de bo g ota, ma si pala vaso do ra s para q u ê, a de s velar a liga ac são da clara q ue se mp r e e x is ti u en t re t raf i co e os q ue se di ze m da lei, por e sta ra z a o p rin cip al, as si em este t raf i co é man tid o ile gal

jorge, que poderá ser entao referencia tambem ao jorge pires, como o primeiro infiltrado, que depois de trabalhar na latina europa, um dia encontrei no ministerio da cultura de rabo sentado pago para escrever nao sei o quê, amigo de longa data do luis maio e do fundador do blitz, e dos bandidos do sete, se calhar ali estva ele na altura em que anabela era secretária de estado da cultura, a receber pelos serviços de espionagem ao longo de muitos anos, pago em especiarias, certamente

Já vos disse pelo que foi desvelado Pelo espirito , o perigo que assim colocam a todos no mundo, enquanto manterem alguns negócios como ilegais, que só assim se mantém porque neles , gentalha ligada aos vil poderes, com eles ganha

J á v os di s se p elo dez q ue f o i de s vela dp P elo dez es pi rito , o pe rig o q ue as si em c olo c am a todos no mundo, en q u anto man re rem al gun s negocio s c omo ile gás sic ue s ó as si em se am n te m por q ue nel es , g en t alha li gado aos vi l p ode r es, com el es gan h a

Pois o que vocês dizem do perigo do abuso de determinadas substancias que considerem ilegais, sempre aumenta, quando, as sociedades, não reconhecem em primeiro lugar a autonomia de todos os adultos, em relaçao aos seus corpos

Quando as sociedades em vez de pedagogia , proíbem e em vez de ensinar , escamoteiam, quando as escolas assim não o fazem e tambem assim não é feito nas famílias

Pois o que vocês dizem do perigo do abuso de determinadas substancias que considerem ilegais, sempre aumenta, quando, as sociedades, não reconhecem em primeiro lugar a autonomia de todos os adultos, em relaçao aos seus corpos

P o is o q ue vo c es di z em do pe rig o do ab us ode det r em nina da s s ub stan cia s q ue co ns id e rem ile gai is, se mp rea au men t a, q u ando, as soci e dad es, n cão rec on he cem em prime iro lu g ar a au ton o mia de todos os ad u l to s, em relaçao a os se us corp os

E com a hipocrisia de sabermos que algumas dessas substancias podem por exemplo na industria farmacêutica substituir alguns compostos de origem laboratorial e química e assim se tronarem menos perniciosos para a saúde do corpo, e que alguns países que se encontram até na miséria, assim poderiam em transparência e legalidade, obter receitas legais, e sabendo ainda que um destes dias, mantendo vos a estupidez assassina e cega e hipócrita face a estas matérias, um qualquer, por uma qualquer razão nelas porá um vírus que criará uma matança de milhões, e depois venham falar de pretextos desta natureza baseados em argumentos de combate ao terrorismo e depois falaremos de quem são so verdadeiros, o s que verdadeiramente assim se comportam e colocam a população mundial em grande risco, quando a matança larga chegar

E com a hipo cris ia de s abe r mos q ue al gum as de s sas s ub bt san cia p ode mp o rato e x e mp lo dez na indu s t ro a f ar ma ceuta i ca s ub s tot u i r a l gun s co mp soto de i r ge ml ab bora tori al e quim mica e as si em se t ron a rem m en os per ni cio s os para a s au de do corp oe q ue al gun s pa ise s q ue se en c on t ram at + é na mise ria, as si em p ode r iam em t ra sn par rn cia e le gali dade, ob t ra recitas le gai se s ab en do a inda q ue um de st es dias, man t en do v os a es t up pide dea as sas sin a e c ega e hipo c rita da face a e sta s mat e ria s, um q ual q eu rp o r uma ki u le q eu r ra z º ao nel as p o rá um vi rus q ue c ria rá uma mata ança de mi l h o es, e dep o is v en ham f ala r de pr e textos de sta nat ur e z a ba sea ados em ar gum en t ros de com bate ao te r roi st mo e dep o is f ala remos de que em são s o verde a de iro s, o s q ue ver dade ira que mente as si em se comporta tam da am e c olo cam a pop u la sao mun dia l e g rand eri isco, q u ando a mata ança l arga che g ar

Vós esqueceis que o ser é tudo o que é, e tambem em sua certa parte o que comemos ou metemos em nosso corpos, e que quando se diz hoje por exemplo que comemos frangos, não comemos frangos, comemos uma aberração genética, uma mutação, feita com base nos frangos, pois se bem se lembram, eles quando nasceram , viam pelos olhos e tinham penas, depois não percebeis como aumentam as doenças da visao e outras, e vao rapidamente mascarar as causas em nomes e conceitos muito elaborados de palavras de quinhentos escudos pseudo científicas para escamotear a verdade , pois se comemos, aberrações genéticas, em aberrações mutantes nos tornamos e já somos

Vó s es q eu ce is q ue o set é tudo o q ue é, e ta m b em e ms ua ce rta p arte o q ue com emo s o u met emo s em no s so corp os, e q ue q u ando se di z h oje por e x e mp lo q ue com emo s fr na g os, n cão com emo s fr ang os, com emo s uma abe r raçao g ene tica f e i t ac om base nos fr na h g os, p o ise b em se l em br am, el es q u ando na sc e ram , vi am p elo dez s olhos e tinha do ham p en as, dep o is n cão per ce be is com o au men tam as do en cas da visao e outras, e vao ra pida dana damen que mente te mascara ar as ca usas em no mes e c on ce i t os mui to el ab o r ado s de pala vaso do ra sd e quin h en to s e cu do s ps eu s o cie en tif fca s para es cm ot tear ear da ar a ve r d ad e , p o is se com emo s, abe r rações g ene tica s, em abe r raçoes nos tor na mos e j á som os




http://www.magnum1968.com/about.html


Na pagina pelas imagens se le, o sessenta e oito mg gn umo em primeiro nono de sessenta e oito, é o ft da cruz da sida do nono invertido na expo noventa e oito, dos tres traços horizontais no home do casal cujo homem parece o joao miranda e a namorada da altura do liceu, que agora revi em fotos antigas, a barahona, filha de um psiquiatra, que espelha pelo nome a rapariga das filmagens, a sara miranda, a filha do administrador da rtp do ps, , ou seja mais uma ligação ao ps, e do loirinho da linha que tambem es tve em Moçambique, que em dia recente descia aqui a rua do pub do piano do patrocínio, dos tres traços da quadratura do circulo, o vaso o terceiro maçónico letra E do circulo, o segundo cao do joe do alho do angulo do ovo que inclinou o amor, angulo do rectângulo das cinzas vaso do dn do circulo onze do E d acento do gomo do símbolo paz e amor, m ak e l ove not da war, outra da banda de cascais, do circulo do delta invertido da paz e do amo do rato , da cantora com, a mao direita torcida como se tivesse defeito, a fazer de gancho no fio do cabelo cantando na praia do farol da coutinho, az, com o prédio que acima aparece no sonho de noventa e seis, do vaso do passado, que trás uma cicatriz de uma marca na anca e na nádega direita, da elevação do guindaste do mat do salta as barras da estrela numero cinco, ou chanel, do ma delta doa oto do grupo one do assassinato do robert kennedy, j na vaso da primeira da ra do delta te cruz circulo do ff en ns serpente da ne ap do pr e angulo do martin do lu cruz alema do king da june, as sas sin primeira da ted, dos blacks panteras , am mer cia ian circulo iv i primeiro movements do rio ts, circulo iv e angulo rigth ac ts pa serpente sed ass do columbia da uni vaso ery cruz delta das greves estudantis, stud dente da st rata ike do sangue de maio b primeiro oo d monday de paris stud dente dos rio ts da june, do robert kennedy, as sas sim a ted, andy w ar home circulo do angulo do shot en em new york studio augusto, em agosto, do ze cruz rese a mao no guindaste da elevação do mat de quatro dedos das pernas da direita do que salta masi elevada, ou seja do masi elevado do circulo, al do juiz e da senhora que o secretaria


Na pa gina pe primeiro as ima gn serpente sele, o se serpente senta e oito mg gn umo em prime iro nono de se serpente senta e oito, é o ft da cruz da sida do nono invertido na expo n ove en cruz a e oito, dos cruz rato es cruz rato aços homem o rio zon ta sino home do ca serpente al circulo vaso jo home pa rc e o jo cao do miranda, o use seja da ra ap rig ad as fil mag gn ne es , a sara miranda, e do loi rinho da linha, quadrado ue em dia rec en ted e es cia aqui primeira da rua do p ub do pi do ano, do serpente cruz rato es cruz rato asco da quadrado au dr a tura do circulo irc vaso lo , o se gun doca cao do joe do al homem o do angulo do ovo quadrado ue inc lu no i vaso o amor, angulo do rec cruz na gula dez da serpente cin z az serpente vaso do dn no E d ac cento dog omo, o vaso cruz ra bam da d e ca sc a si, do circulo do delta in vertido da p az e do amo do rato , da can tora com, a mao di rei ta tor rc da cida com o set iv ess e d efe i to, a f az e rato de gancho no fi o do cab elo dez can cruz ando na p roi ad o farol da co vaso tinho, az, com o pr + e di o quadrado ue ac ema ap arc en o son homem o, do ova vaso do passado, quadrado ue cruz ra serpente uma cica cruz ru z de uma ma rca na anca en ana dega di rei cruz ad a el ava sao do gui n da ste do mat do serpente al cruz a as bar ra sd a e ts rato e la nu m ero circulo inc o, o vaso ch anne do primeiro anel do onze do om do onze do ma delta doa oto dog rup o one do as sas ina to do re ob e rt kapa en ne d y, j na vaso da prime ira da ra do delta te circulo ru x z circulo do ff en ns serpente da ne ap do pr e angulo do martin do lu cruz alema do kapa inglesa j uni ro, as sas sin prime ria da ted, dos b la sc kapa serpente p homem na te rato serpente , am e rato circulo ian circulo iv i primeiro m ove men ts do rio ts, circulo iv e angulo rig cruz homem ac ts pa serpente sed ass do columbia da uni vaso ery cruz delta dd as g rato v es est vaso dan cruz is, stud d en td a st rata ike do sangue de maio b primeiro oo d monday de paris stud d en td os rio ts da june, do ro be rt kapa en ne d y, as sas sima te dandy do duplo vaso da ar home circulo do na n gula dez do serpente hot en em new york st vaso di o au gus td o ze cruz rese a mao no gui n da st e da el eva sao do mat de quatro deo sd o as pe rato mna serpente da direita do quadrado ue serpente al tam am da asi el eva ada, o use seja do masi el eva ado do circulo, al do juiz e da serpente en hora quadrado ue do circulo da secreta ria



MAG NUM em 1968
Mag gn primeiro em mil novecentos e sessenta e oito, ou primeiro nono de sessenta e oito,
D ingles ni serpente da stock serpente do a ps o y cruz olo das pictures o forte da cali for ni a ar e da Still em segundo vaso do ed w it homem cruz he do care fr ee primeira cruz titu deo do ft he e arly serpente ix tie espanhol, homem do circulo do we eve rata do primeiro nono de sessenta e oito do duplo vaso do as da cruz do he delta e art hat co un te rc vaso do cu di primeiro ture serpente hi do ft ed fr rom home do ip pp delta da se primeiro forte do traço inglesa da kapa primeiro espanhol e x press sio em e com quadrado fr ee primeiro ove to left do traço da asa w inglesa da ra di cali sm w it homem di serpente dupla da inglesa cruz primeira gain st the vi e cruz na am duplo vaso da ar do dr iv inglesa duplo vaso das ondas o fp do pub lico da protest aro do ro da un quadrado cruz he w circulo do rato do primeiro quadrado .
em forte da fe e br vaso da ar do delta do primeiro nono de sessenta em fevereiro, the vi e cruz n am espanhola serpente e com muni st ts primeiro au un che ed the e rf am o us Te cruz do circulo do ff ingles serpente ive, at cruz ac king US cruz ro do circulo do ps em eve rata do delta do major do south vi e cruz na da messe da city. W it home da am erica a ps soto lo serpente posi tio nin vi e cruz na am segunda da gin nin gato to primeiro ook se rio us primeiro delta da serpente do homem da ak do delta da radical soci al el e men ts saw cruz hat eve ingles world serpente up e rp do circulo do we rato do sc circulo do vaso do primeiro ds ti ll fa ila gai muito da primeiro uva sta segundo da ad do primeiro delta e quadrado do vaso do ip do ped but de cruz e rato da mine do quadrado ando rato do gato ani sed do circulo do pp do one ingles cruz. Maior gato em primeiro p homem oto gato rata da ap do her ph hi do primeiro ip dol do ip da J one espanhola do G rif fi cruz homem s fi rato do st vaso da isi ted ds sa e gato do circulo do nin 1966. He serpente do delta do mp em hi sed home do vaso do ge primeiro do primeiro delta do w i cruz homem da cruz he p li gato homem da cruz co circulo do ft he vi e cruz na anamese and hi serpente un forte do li nc hi em gato ima gato espanhol onze do circulo do forte da cruz he e ff e ct ts do circulo do ft he cem for mula one e ct, pub primeiro is she quadrado cruz do circulo doge cruz da her em vi e cruz n am mim inglesa. em 1971, ar e circulo da ft ingles do cite quadrado as homem avi ingles a si gn ni fi can ti maior do pact em cruz he circulo do homem ange em cruz he am eric can pub lic a ps ot lo serpente dupla da cruz inglesa e em cruz he duplo vaso da ar do ponto do J one espanhol da G rif ff it homem sw homem circulo da p do ass da seda duplo vaso primeira do delta la st mon cruz home do rato ema ine quadrado circulo do com do om mit ted to cruz he pe o p le o forte do vi e cruz na am cruz home do ro vaso do gato home do circulo do vaso dao cruz hi serpente life. Serpente do om da me meo circulo do forte da hi serpente maior st e mp horta muitas cruz em mag es fr om cruz hi serpente cem for mula one e cta ar ee x hi bit ted her e.
In Ma arch, e anti do traço ingles do vi e cruz na am da protest em London, ingles lu ding we ll ingles serpente pn kapa no duplo vaso don fi gato ur espanhol suc home as da vanessa red da dg do gato da rave and mic kapa J a g ger mar che ad em cruz he Am me erica can em segundo ass y em gato ros vaso ingles circulo do quadrado . D avid Home do ur da rn do duplo vaso do homem o ph oto gato rato da ap he dt he protest em hi serpente bic delta do circulo da le, sa delta da serpente o forte do hi serpente e x pe rie ingles ce: spa serpente do We ingles ded up em mg gato ros vasp do ingles circulo do rato do quadrado do w he re it cruz ur ned em to w hat w as rea ll y one o ft he fi rato da serpente cruz pit che quadrado bat cruz primeiro es cruz hat I can rato e me m be rata. spa serpente hi serpente do vin tage pr em ts, ingles lu de quadrado he re, de pi ct maior un ted police men ingles gaged em cruz uss primeiro espanhol do w e cruz home demon st rat tor serpente, e circulo do ho ingles bo cruz homem da hi serpente tori ca al bat cruz le sc ingles es pan ola san di mag espanhola do circulo do forte o f mor e rec ingles cruz protest suc homem da primeira do as do cruz, he viol ingles cruz ingles co un te rato serpente bet we ingles police and maior ine rato serpente du ring cruz he serpente cruz rato ike o f spa de 84. In April, cruz he Am erica can do sin do civic primeiro rig homem do ts maior ove men cruz serpente vaso do ff e red cruz he as sas sin at tio no forte do one it ts lea din gato do fi gato ur espanhol , martin anglo do vaso da cruz her Kapa ingles, forte do circulo do ll do circulo do we quadrado em June w it do homem da cruz do hat o forte do sena, toro roberto Kapa do ingles ne quadrado y do pon raro do ponto dos Costa Manos a ps soto oto do primeiro os do serpente da ds p homem da oto gato rata da ap do homem da serpente do record do king spa serpente forte da un ne ra al w e cruz home gato rea cruz circulo do om do passion, and de pi ct one o ft he maior ove men ts nu maior ero us mar che espanhol em w as hi n gato ton primeiro ed segundo delta do j ess e J ac kapa son, w ho homem da ad be ingles em cruz he bal co ny w i cruz homem King w homem ingles he duplo vaso do as serpente homem ot do ponto da p au primeiro do Forte us co spa serpente forte un ne ra al T rai em pi ct ur espanhola, cruz ak ingles fr om cruz he cruz rai em carry ingles cruz he bo quadrado delta do circulo do forte do Bob segundo delta da kapa do ingles ne quadrado do delta fr om Ne w Y ork to w as hi em gt ton, em primeiro delta do cam e to li gato homem da cruz al maior st trinta delta e ars em, but do no do w da serve asa record circulo do ft he dep pt home do circulo do ff ee ling and di iv e rato do sity do circulo do forte da cruz do home do circulo dao se maior ur ne rato serpente do duplo vaso do ho cruz ur ned circulo do vaso do tt o w e cruz ness i ts pro gre ss.
Segundo delta Maio rato rt he stud dente da protest serpente cruz hat homem ad e segundo ingles rum segundo primeiro ingles em Nante terra do sin ce maio maior rato do arch homem omam ad serpente p rea ad to paris. W e cruz home da one do maior gn primeiro a ps soto lo da serpente do circulo do ff ice primeiro circulo do cat e quadrado cruz her e, cruz he primeira gata do ingles circulo do delta da primeira do ps oto lo da serpente p homem da oto gato rato ap her serpente we reo vaso do ton cruz he st rato do ee ts ingles masse ho w e eve rato do rit is cruz homem do circulo da se e mag espanhola cruz ak ingles segundo y bruno di ba rata do rb e y da bruxa da ar e per do homem da ap do ps cruz he maior serpente cruz maior emo rato ab le. Rato e cruz ur ning fr om Japan, duplo vaso her rato e he homem da ad rec circulo do rato do quadrado ed stud dente protest serpente a gain serpente cruz dupla he vi e cruz na am do duplo vaso da ar, he p homem oto gato ra ph ed em segundo ot homem do segundo la ck and w hi te and dc circulo do falo do circulo duplo do ur, cruz he st e circulo do ff serpente bet we ingles stud dente ts sand forte do ac tory w circulo rato da kapa e rata da saga em st the police, as paris de sc ingles ded em to primeira duplo vaso da ar zorro do one.
em Agosto, cruz he Ru serpente sia ns serpente ingles tt he irt a na kapa serpente em to circulo do ze do cho serpente primeiro ava kapa ia, em rato es pons e to cruz he li be rato al rato e for ms em cruz ro du ced segundo y cruz he ne w com maior uni st gato ove rn men cruz. Ian Be rr y w as cruz he em primeiro y W es stern ph oto gato rap her to ge cruz em to Praga at cruz he serpente am e tim e as cruz he Ru ss ian serpente. W homem ile record ingles gt he circulo primeiro ash es bet we ingles cruz he C ze circulo homem ' sand cruz he S o vi e ts he fr e quadrado vaso ingles cruz primeiro y serpente pot ted ano cruz her ph oto gato rap her "an ab sol vaso te maior ani ac w ho homem ad ac o up le o f o primeiro quadrado ingles f as hi one quadrado circulo am e ra son a serpente dupla cruz do ring aro da un quadrado hi serpente ne ck anda car db o ar quadrado box ove rato hi serpente dupla do homem o vaso primeiro de rato serpente, w ho w as ac tua ll y gato o ingles vaso p cruz o cruz he Ru ss ian serpente, circulo lam be ring ove rato cruz hei rato cruz e kapa sand p homem oto gato rap homem ingles th em o pen primeiro y. spa do T hat spa maior ani ac s spa w as jose forte da kapa o vaso de primeiro ka w home do circulo dao se w circulo do rato kapa do duplo vaso do as da primeira da pub primeiro is he din the W est un de rt he ps europeu do don de ny maior a ps soto olo lo da serpente da cruz maior do he Pr primeira gata da eu do p homem oto g rap her.
In Mexico, stud ingles ts cruz ook ove rato th e i rato uni iv e rato siti es, de man ding an ingles quadrado cruz oo pp re serpente sio n and one ingles p art y rato vaso le. On O circulo cruz ober segundo de muitos quadrados do traço ingles do duplo vaso da it homem d az cruz he eye serpente o forte da cruz he w circulo do rato do primeiro quadrado em Mexico City cruz ingles quadrado a y serpente be for e cruz he O primeiro y maior pi circulo gato am es we red ue to be gin th e re ingles cruz homem o usa sand ds o forte do stud ingles ts p circulo do vaso red em tot he st rato ee ts to demon serpente cruz rate and cruz ro o ps o pen ed fire rato e sul cruz ingles em serpente eve rato al dea cruz homem serpente an quadrado homem da un do dr e ds circulo do forte em ju rie espanhola do ponto do Ra do delta do monde Depardon cap cruz vaso da red cruz he gato am espanhola cruz homem em se primeiro vaso espanhol ingles lu quadrado dom em gt he segundo do primeiro ac kapa da puta do circulo we rato da serpente al vaso da te segundo delta am me erica a ps oto primeiro o serpente at home da leite sin serpente vaso p porto forte da cruz he circulo do iv vi do primeiro rig homem do ts do st rug gato le the re.
W hi id da ile da se rp en net ts dr ra da primeira do duplo vaso ingles da primeira do tt ingles tio em toi ts arc homem do iv e fr om cruz hi serpente e x cruz ra o rato da dina rato do duplo delta e ar, mag gn no um al serpente o see kapa serpente to e x p primeiro o rec da cruz he le gato ac delta do circulo do forte do p rime e do rato do nono de sessenta e oito do w e cruz home da cruz al kapa serpente foc vaso do sin gato em civic, primeiro rato e gato homem ts e dan e x p lo rat ti emo do forte da protest cruz he ingles and no w as king W he re H ave A ll T he Rato do evo lu primeiro vaso do tio na rie espanhola sg G one da foice, do circulo do le ge rato, serpente vaso bs abe le ce rato

A rapariga de costas cantando, faz-me lembrar a jesse, ou então pelo ar virginal a diana na altura das filmagens do documentário da expo, a que eu chamei de water time e o icep de expo sed, a semente da expo, já aqui neste livro abordado dao

A r ap a riga de costa s can t ando, f az do traço da inglesa me le br ar a jesse, o u en tao p elo dez ar virgin la a di ana na l a tura das fi l mag gn ne s d o doc u men t a rio da expo, aqui da ue eu da cc da cristina coutinho, ham e id e w at rato e time e circulo do icep de expo sed, a semem da serpente da te da expo, j á q au i nest e li vaso duplo do ro ab o rda sd do dao

Depois irei às datas mais próximas daquelas que se desvelaram pelo inconsciente do papelinho da besta do marques mendes, à volta de vinte e seis de março, pelos olhos da Time, que trás tambem informação muito clara e precisa sobre este assunto, e muitos outros em cascada

Dep o is ire i à s dat as maís pro x ima s d aqui do qiadrado eu l as quadrado da ue se d eve lara ram p elo dez inc on cie es sn te do pap e linho da b e sta do marques mendes, à vo l t ad e vinte e se is de maço, pe loo sol h os da Tome da Time, q ue t rá st am b em in f oma sao mui to da clara e pr e cisa s ob re este as sun to, em u it os o u t rose em cascada, rita