quinta-feira, fevereiro 12, 2009

A teia

Este capitulo, está no caderno que me roubaram, portanto pensai bem que o tom de histeria que nomeadamente se tem assistido entre os dois partidos ,se alimentou na data em que dei conta do desaparecimento do livro, ou seja, percebei e entendei bem o que na realidade se discute, pois esta percepção, ao contrario do que o outro pretendia dizer, é muito clara na sua afirmação, e ainda a procissão não saiu da igreja nesta matérias,

Este capitulo, de direcção espacial, e stá no do cade rato no q ue me ro ub do bar aram, porta ant o pen sari b em q ue do circulo do tom de hi s teri primeira do q ue no do meada dam que mente se te em assis tid o en cruz reo s do is p art ido serpente da ,se al em en to un da primeira da data em q ue de e conta do de spa rec cie mn to dol iv ro, o use seja, per rc e bei e en t en de ibe emo q ue na r e la id ad e se di sc cute, p o ie e sta per rc ep sao, a do circulo da conta rio do que do circulo do outro, que pretendia dizer, é mui tc lara na s ua a fi r maça º ao, e a inda a por c iss sao n cão sa e do vaso da igreja ne sta maté ria serpente,

Todos estes cabrões do governo, das autoridades e das policias, e dos tribunais, falam para mim como se eu não existisse, e sobre o roubo de meu filhos e das tremendas suspeitas que trago face ao que se terá passado no hospital curry cabral, zero, fazem de conta que nada sabem, assim se ve com os filhos da puta dos corruptos, estão a rabiar com baratinhas, a maior parte deles irá morrer, assim já me desvelou e confirmou o espírito, e menos possibilidades terao, se assim continuarem

Todos est es c ab ro es dog ove r no, das au o rie dade sa e das p lica se d os it rn b un asi, f al lam para mim com o se eu n cão e xis ti s se, e s ob reo ro ub ode me u fi l h os e da s t r emenda ss u sp e ota s q ue t rago da face ao q ue se terá passado no homem serpente do ip ot la curry cabral, zorro do ero, f az em dec conta q ue n ada s abe em, ass em se eve com do os dos filhos da puta do s co rr putos, es tao ar ab bi da ar do com das bar a tinhas, am mao rp da arte del es si rá mor e r, as si em j á me d es velo lou e c on fi r mo u o es p rito, em en os p os s ob li dad es terao, se as si em conti nu ar rem

Cumpram a leis seus bandidos, quero meu filho de volta já!

Cu mp ram a le is se us ban dido serpente do, quadrado do eu ero me di vaso do fi primeiro do homem da ode vo primeiro tam do principe á s eta cravada no chao

Primeira da teia, ane st, desvelado no livro quarto

Prime ira da rata da teia, ane st,


Primeira rapariga da branca, do bac, do liceu, ac da puta cristina coutinho, segundo delta , do home do circulo de pan, par kapa zorro ina primeiro, wi ns , circulo do lance, e tc

P rim eiro a rapariga da br anca, do bac, do lie c eu, ac da puta c rus t ina do coutinho, segundo delta , o home do circulo de pan, par kapa da pa zorro ina primeiro, wi ns , circulo do lance, e tc

The first, fist, pro circulo ess é cruz em d y na mic t rac king , a perna no vaso, o falo no vaso,--- cos da tura tio e tia do parto, ane serpenet da te sis cruz primeira do fi em din gm da secreta do Rato, ro da ot circulo do forte ine espanhol , el ft do circulo da ep do pi, v ar e cta lic circulo, o f oto garo rafo, ene, o da lapa

O ene, o cabrão que trazia um blog, mil e um nem mais sei o quê, das tais empresas, de brindes publicitários, para o icep inclusive e publicidade manhosa, notas das visoes em pormenor descritas neste Livro da vida

O ene, o c abrao quadrado da ue da cruz do ra zorro do ia um do segundo do p rie mr rio circulo em dez da gm da gata, mi le um ne m maís see o q u ê, das tais em pr es sas, de br inde s pub lic t ar rios, para do circulo do icep inc l u s iv e ep ub li cia ad e ma n h o sa, n ota sd as vi s o es em pro m en o r d es c rita s neste L iv roda da vida

Pelos visto com ligação à secreta do rato, a espanha e a frança, espanha com o financeiro espanhol do circulo do pi da di da visao

P el os vi s to cm li g ac sao à se creta do rato, a es pan h a e a fr ança, espanha com o financeiro es pan da hol do circulo do pi da di da vi são

virgin who, cu, é ma al k vaso cruz homem , malkuth, cu do feitiço em forte di vaso do onze do co do quadrado da estrela co do Júpiter, a serpente sg das cinzas, ash, do hash, o home duplo do às

Virgin m w h o, cu, é ma al k vaso cruz homem , m al k u t h, cu do feitiço em f orte di vaso do onze do co do quadrado da e ts r e la co do ju pite ra serpente sg das cinzas, ash, do hash, o homem duplo, do às

Cruz hi serpente do delta do circulo do din, o da spa da virgin, circulo ex pan ds, o to , o segundo da rapariga do ovo, ub, tmn, serpente ub do marino, da tmn, o invertido do penta tag ram , o príncipe do falo do duplo circulo cravado na terra, o jogo da majo ra ferreiro do major, o souza tavares, ff, Fernanda fragateiro, ob ba ap da acidez, ac id dez do acido de dezembro, do circulo do home do met, do museu, o paulo fernandes do mna

Cruz hi serpente do delta do circulo do din, o da serpenet da spa da virgin, circulo ex pan ds, o to , o segundo da rapariga do ovo, ub, tmn, serpente ub do marino, da tmn, o invertido do penta tag ram , circulo da p do vaso do rin do ciep do falo do duplo circulo car av dona da terra, o j ogo da majo ra ferreiro do major, o souza tavares, ff, fe rna da fragateiro, ob ba ap da acidez, ac id dez do acido de dez em bro, do circulo do home do met, do museu, o paulo fe rna de sd circulo mna

Circulo do home da ema , hermafrodita, fr ro da dita, o her alemão, o rato maior da ad da acidez de dezembro, do ro da dite do forte do vaso do onze delta gato da lupa do input output, do row, ou seja do ro da coluna do cos tura, terceiro da cruz do art o alo s , tr3, da be do ge do ts da masturbação, ou seja, o do porche, às do vaso da primeira gain, da luva, not luva, das colunas sis kapa da ne do duplo vaso erro li, one da seda do x , en te rata par ren te sis, quinhentos e quinze, ecce homo, do mna, o tal cabrão paulo fernandes, e do dó no circulo siris, o casal do duplo vaso os do x espanhol do circulo do pp, do circulo da semente al, o da for mula one, o corredor espanhol, que agora faz treinos em Portimão, alonso, afonso, is do no do duplo vaso da ove em a 11 ca da serpente espanhola, o acidente entre o ferrari e o porche em espanha, e circulo da dina do mic da cruz na rac do king, mo escoses, do urbano, do ur do bus, na montanha, hi gato da her p primeiro da ane

Circu lol do home do home da ema , he ma f ro da dita, fr ro da dita, o her al ema mao, o rato maior da ad da acidez de dez em br id o ro da dite do fi rte do vaso do onze delta gato da lupa do input output, do ro w, o use seja da coluna do cos tura, t rec e iro da cruz do art o alo st r3, da be do ge do ts da mas t ur rba ac sao, o use seja, o do porche, às do vaso da primeira do si da primeira gain, da l uva, not l uva, das co l una s sis kapa da ne do duplo vaso erro li, one da seda do x , en te rata par ren te sissi do quinhentos e quinze, e cc e home do omo, do mna, o tal cabrão paulo fe rna de sed do circulo do dó no circulo siris, o ca sal do duplo vaso os do x espanhol do circulo do pp, do circulo da semente al, o da for mula one, o corredor espanhol, q ue agora f az t reinos em port ima o, al on s o, afonso, is do no do duplo vaso da ove em a 11 ca da serpente es pea e hola, o acidente en t reo ferrari e o porche em espanha, e circulo da dina do mic da cruz na rac do king , mo es coses , do u rba ban no, do ur do bus, na montanha, hi gato da her p primeiro da ane

O italiano é do is da for med do fr om, o do vaso do segundo delta do rato emo do vaso inglês it do ts tail, o do circulo auda, lauda, o ex corredor da ferrari, circulo do ab do vaso do delta do bal law circulo inglês quatro, delta do circulo ds, o home do O, da emmanuele, a actriz francesa que aparecia na photo, segundo delta ma king de um triângulo invertido do delta do circulo do ts, d y igaul tambem a y psi l on da bruxa serpente do vaso do gato duplo espanhol ts da for mula do forte da noite, nu it do cos do home da ad da di da it do cas do ra do home do circulo duplo do rato kapa do oitavo do vaso it

O italiano +, e, do is da for med do fr om, o do vaso do segundo delta do rac do to emo do vaso ingles da kapa do espanhol da it do ts tail, o do circulo au ca do lauda, o ex corredor da ferrari, circulo do ab do vaso dd circulo do delta do bal law circulo ingles kapa espanhol quatro, delta do circulo ds, o home do O, da emmanuele, a actriz francesa q ue ap ar e cia na ph oto, se gun do, do delta ma king de um t r ina gula in vert id o do delta do circulo do ts, d y, igaul t am b ema do delta do psi do prime rio em da br u c h a ser pente do vaso do gato duplo espanhol ts da for mula do forte da noite, nu it do cos do home da ad da di da it do cas do ra do home do circulo duplo do rato kapa do o u t av o do ova do vaso da it

A primeira ira le cruz do ra da ele em homem ingles ts dos furacões, asa da primeira serpente do vaso do às da tika do cás da creative , o rato, da energia, ingles , equídeo da libra do br rate ted ac tio mi it circulo

A primeira ira le cruz do ra da ele em home ingles ts dos fur rações espanholas, asa da primeira serpente do vaso do às da tika do cás da creative emo do circulo do rato, da energia, ingles , do qui id di circulo da libra do br rate ted ac tio mi it circulo

No circulo do olho da visao mao, a mao da visao , da chaveta virgin, para gato rafo, inc do angulo da ini ball da vesica do olho, big brother da micro, um locutor, water proff, o disco lp, dos the who, forte da ad , e, ub cento e cinquenta red, mit serpente do ub bi do shi, do pen ci primeiro co da inversão no japao, na ap a da pa j , da inversão na paz, ou seja da guerra, da segunda guerra, circulo do segundo do set de setenta e oito, noventa e um, terceiro set de oitenta e nove

No do sir do circo do c irc do culo do olho da visao mao, a mao da vi sao , da ch av eta virgin, para do gato rafo, inc do angulo da ini ball da vesica do olho, big br ot her da mic ro, um lo cu tor, w at r ep ro ff, circulo do disco primeiro da p, do st he w ho, f orte da ad , e, ub cento e cin q u en t ar red, mit serpente do ub bi do shi, do pen ci primeiro co da in versa sao no j a pap, na ap a da p a j , da in versa sao na p az, o use seja da g eu rr ad a segunda g eu rr a, circulo do segundo do set de setenta e oito, noventa e um, terceiro set de o it en at e en ove

Ser o homem neófito, o neo da pt zon, o mei do ph do delta tec, e rato morey do equinócio, primeiro do grupo do onze, e quim do ox do primeiro do grupo do onze, o que fez a ser do circulo do irc da mae da bula do tio do templo, do mystic river, do templo da foz, pelas razoes descritas no cha da ap da pr rt , te do ron na sapa gato espanhola turra, a ft da re da rf ur da cruz ane serpente te sis , irma da teresa, me do tio do rá da sec, circulo is isa a ll do circulo do we, quadrado for one do mo do home da inglesa cruz, to do see, o falo do circulo duplo ra o ft he west, o financeiro, e luva dos seguros, do co do ur da rage , da raiva, f da ear do is da fonte de todas as falsas percepções

Ser o serpente do ero do circulo do home do neo fit o, o neo da pt zon, o mei do ph do delta tec, e rato morey do e quino cio, prime iro dog rupo do onze, e quim do ox do prime iro dog rup o do onze, o q ue de fez ase se ser do circulo do irc da mae da bula do tio do templo, do mystic river, do te mp primeiro do circulo da foz, pelas ra zo es de sc rita sn do no do cha da ap da pr rt , te do ron na sapa gato espanhola turra, a ft da re da rf ur da cruz ane serpente te sis , irma da teresa, me do tio do rá da sec, circulo is isa a ll do circulo do we, quadrado for one do mo do home da inglesa kapa da es da sa da primeira cruz, to do see, o falo do circulo duplo ra o f the west, o financeiro dos funis, e l da uva dos seguros, do co do ur da rage , da raiva, f da ear do is da f oo n te de todas as f al sas per rc ep do circulo onze de corte do circulo espanhol

O fonte e fonte do fa do onze da se do per ce pt tio en eve inglesa em mp da ar do freud home ad, a gara li mo ps se do circulo do ft, hi serpente da st, o top, per sk da cruz, o persa, o persa der te rato reg dente da gat inglesa lea kapa e sat te

Do circulo do home da ap da pt da teresa do rato so seth, o responsável pelo ab do ra do home da ad , do ab ao ra do br , responsável pelo ab circulo do home for mula so santo graal, holy g ra al dos dois circulos

Do circulo do home da ap da pt da teresa do rato so seth, o r es ponsa ave l pelo ab do ra do home da ad , do ab ao ra do br , r es ponsa ave l p do elo ab circulo do home for mula so santo graal, holy g ra al da di sci do sir do irc dos cu do primeiro os

Na altura da escrita original deste capitulo, entrou aqui no prédio pelas cinco e quase meia alguém, uma porta bateu, uma das velas que me acompanha, se terminou, fez um desenho que parecia assim um boneco espalmado da michelin, michel lin primeiro one da gula do vi,

Na al tura da es c rita o rig gina al de ste c apit u lo, en t ro ua qui no pr e di o pe l as c inc oe q u ase mei a al h eu em, uma porta bat rato do eu de uma das velas q ue me ac om mp anha, se te r mino u, fez primeiro de s en ho que par e cia ss em primeiro b one co es pal mad o da mic he lin, mic hel e prime iro one da dag ual do vi,

Continua, a teia,
Retalhos ao domingo

Um texto da decada de oitenta , quando andava eu muito apaixonado pela sofia lopes que tinha voltado de londres a quem deixava poemas pregados na porta da casa de seu pai à lapa, pelas noites, e de um domingo que fui ter com ela para passear, pelos vistos não gostei, nada mesmo, andava com este texto na cabeça, porque o que está entre parêntesis, ( ...) que tinha um carro, um mg branco salvo erro, me anda na cabeça desde as ultimas imagens na estrela, e tenho pensado que nesse dia , salvo erro, fomos até a casa dele, e tenho-me tentado recordar onde seria, na realidade acho, que ó prédio onde ele morava ou mora, será o da esquina da rua do possolo, um prédio redondo, com uma casa comercial por debaixo, com um nome que ressoa no cds, o guedes

Vaso maior do texto da dec ad e de o it neta , q u en cao anda ava eu mui to ap a ix on ado pe l as o fia do lopes, deve ser então o santana, q ue tinha v o la td o de londres a q eu em de ix ava poe ema s pr ega do sn primeira da porta da c asa de s eu pa ia do acento à lapa, pe l as no it es, e de um domingo q ue f u iv te rc om ela para p as se ra, pe l so vi s to sn cão g os te ina ada me s mo, anda ava com este texto na cab eça., por q ue o q ue e stá en t re par en te sis, ( ...) q ue da tinha do primeiro carro, um mg br anco s alvo e r rome anda na cab eça de sd e as u l t ima sima ge ns na est r e l az, e t en ho p en sado q ue ness e dia , s alvo e r ro, f omo a té ac asa dele, e t en h o do traço da inglesa me t ene t ado rec o r dar onda da se ria, na r e la id ad e ac ho, q eu ó p rei do onda el e mora ava o u mora, se rá o da e quadrado da suína da rua do p osso lo, um pr ap ps ot lo serpente é dio rec on do dc om uma cas co mer cia l por de ba ix o, com primeiro no mec ue rato do ess circulo do ano cd ds, circulo do guedes

É um poema visual tambem, que não creio que o o processador do blogger mantenha de acordo com o que poderia escrever no word, donde, introduzirei por explicação da palavra as formas que as linhas desenham

É um poe ema vi s ual t am b em, q ue n cão c rei do circulo do q ue o o pro c ess ad for dor do b lo ger manta ten h ad e ac o r do c om o q ue p ode ria es c r eve r no w o r dd onda, in t rod u z ire o por es p li caçao da pala av ra as das formas q ue as l in h az sed ds do en ham

Olhando este texto agora, parece ser este provavelmente um dos primeiros fios da antevisão dos atentados nas cidades como se passaram talvez vinte anos depois,

O l h ando este texto do agora, pa rece ser este por v ave le mn te um dos prime iro s fi os da ante visao dos at en a td os nas cida sd s es com o se p ass saram aram t alvez vinte ano sd ep circulo do is,

Em noite recente, como expliquei me parte no video, em frente a igreja do olho de horus, no espirito a pergunta, de quando seriam os novos carris eléctricos no ceu, na realidade a pergunta se afirma no próprio acto de perguntar, ou seja, de repente dou pelos fios eléctricos suspensos a abanar, no ceu da noite, e a imagem logo falou, da cama eléctrica feita no ceu, mas tambem relacionada obviamente com transportes que funcionam sobre carris e que são alimentados por electricidade, ou seja, metros e tambem comboios, data aparecida, do novo ponte zenital, ou genital, como a palavra troca em seu ser inconsciente, dia vinte e oito, que remete tambem para o maestro da estrela, no seguimento da imagem da serpente do tritao do jardim da estrela, ou seja tambem da cama electrica, suspensa no ceu, ou seja a cma da ligação da terra e do ceu, o acto de cama, daí aquilo abanar para cima e para baixo

Em no ite rec en te, c omo e x p lic quadrado vaso ie me pat rt te do no video, em fr en te a igreja do olho de hor us, no es pei it o a per gun t ad e q ua ando se r iam os n ovo s car rato do is ele ct ricos noc eu, na r e la id ad e a per gun a t se a fi r ma no pro p rio ac to de per gun t ra, o use seja, de repente do u p elo s fi os ele t ricos s us pen s os a ab ana r, no c eu da no it e, e a i mage ml ogo f al o u, da cam a ele t rica f e i t ano c eu, mas t am b em r e la cio n ada ob via mente com t r a sn port es q ue fun cio na am s ob r ec ar rise q ue são eli men t ado s por ele t rei cade, o use sej metros e t ram b em com boi os, data ap ar e cida, do n ovo p on te z eni t al, dia vinte e oito, q ue r e met e t am b em para do circulo do maestro da estrela, no se gui en n t da i mage made ria da serpente do t rita o do jardim da e ts rata el a, o use seja t am b em da cam a ele ct rica, s us pen sa no c eu, o use seja a cm ad a li g ac sao da terra e doc eu, o ac to dec ama, da í a q ui l o ab ana r para c ima e para ba ix o

Apodrece- se ao domingo na infante santo
Eu recuso a decomposição
Crava-se cinco paus, um cigarro, pede-se mesmo de joelhos

Ap o dr rec es do traço ingles do, e, ao do min g on a infante santo Eu rec uso a dec om mp o siç são da Cara vaso da inglesa se c inc o pa is, um cigar ro, pede do traço da inglesa se me s mo de joe l h os, ou seja, um broche, cara , ressoa em caras, revista de soci a ise soci al it es

Um druff, um druff , ...
-olha , ele ontem, perdeu o carro; não sabe onde o deixou...
se calhar roubaram-no?

vaso maior do d ru ff, primeiro roi dr vaso do ff , dos tres circulos ponti, violinos do traço ingles o l home da primeira , ele on te, per de u o car ro do ponto da gula do vi n cão sabe onda o de ix o u... do traço da inglesa se calha r ro ub bar aram do traço ingles no foice, ff, aqui ressoa em Fernandes ferreira, dos bandidos do dn

Sobe-se ao terceiro andar pra mijar. Dois caes e uma confusão ainda maior... “ estes mataram os pais”- não , não os tem desde que nasceram..., desce-se

S ob e do delta do t r aço da inglesa se ao t rec iro anda rp ra mi j da ar. Do is dos caes e da primeira c on f u sao a inda maio rato tres violinos a spa ser pene nete do estes mata aram os pa is a spa s traço ingles n cão , n cão os te m de sd e q ue na sc e ram..., de sc e do traço da inglesa se

Aqui as palavras sobe-se e desce-se, fazem dois semi arcos, que são pela leitura gráfica o seguinte sentido, primeiro serpente ou quarta cave, do circulo do segundo, o be do terceiro do traço inglesa se do primeiro , sea circulo do terceiro andar, o para do mijo do da ar E o semi arco que desce, quadrado do segundo e, espanhol sc do terceiro para o quarto, ou quarto, ce do traço da inglesa se as pessoas param, da primeira navalha espanhola



Aqui as pala v ra s s ob e do traço da inglesa lea se e de sc e do traço inglesa se, f az em do is s emi a roc s, q ue são pe l a lei tora gr af fi cao se gun it e s en tio dp rum e rio ser pente o u q ua rta c ave, doc irc do culo do segundo, o be do t rec e iro do traço inglesa se d o prime iro , sea circulo do terceiro ana da aro do para do mi j ar E o s emi arco q ue de sc e, quadrado do segundo e, espanhol sc do t rec iro para o quarto, ou pato do ua rr o, ce do traço da inglesa se as ps esso as pa ram, da primeira n ava alha es pan da hola

as pessoas param, o meu corpo requer movimento, cada músculo é agora uma mola retesada pronta a saltar como uma navalha espanhola

S z as pessoas pa ram, om eu corp o r e q ue r emo vi men to, c ada m us culo é o agora primeira mol a r e tesa sad a porn t aa s al tar com o uma n ava alha es pan da hola, r e vi sta i d ên tica , p rima ou mar id o, ou fi l h ad a caras,

... “vente –te sentar”... aqui não”...lá em cima. Faz frio aqui... olha ali no outro prédio. Por cima do cabeleireiro, uma pessoa deitada observa-nos,... é uma clinica. Ah...

... “e v n tete ingles traço s en t ra”... aqui em cão”...l á em c ima. F az f rio aqui... o l h a al ino do outro pr é di o. Por rc ima do cabe lei rato iro, uma pessoa de it ada ob serva do traço da inglesa sede dos nós,... é primeira da clinica. A do homem dos tres violinos, pon ti.

O piloto do helicóptero deixou um cigarro para ti e perguntou-me / serpente ser se da cruz do vaso das unhas, br, se tinhas al gun rec ado do para ele, .. na da primeiro do homem ingles p do vaso de di ze do rato, ps, como sempre, .. e stv a s o cup da pada.

O pi do loto, primeiro circulo dez oto, do he li cop t ero de ix o u um ci garro para ti e pr guto u do traço da inglesa me do bv da ar do rá da serpente ser e se, cruz vaso das unhas das tinhas al gun rec ado do para ele, .. na da primeiro do homem ingles p do vaso de di ze do rato, ps, com o se mp r e, .. es tv as o cup da pada.

... vamos descer... ? e desce mesmo a palavra descer, ou seja vam am serpente circulo do quadrado es sc ser, tres violinos da foice

vam s o de sc e r... foc cie e de sc em es mo a pala v ra de sc erro u seja vam am ser pente do circulo do quadrado es sc ser, t r es viol ino sd primeira f o ice

...já te cravei dinheiro?... desculpa lá... dá-me vinte paus para um, um druff.........., dez pontos, um druff......., masi sete pontos ,ou seja dez set,
... é um charro?... que pena
...é pá, não tenho

...j á te c rav e id in he iro da foice... de sc u l pal á... dá traço ingles me vinte p au spa do para primeiro, vaso maior do dr u ff.........., dez pontos, um d ru ff......., ma si sete p on to s ,o use seja dez set, ... é um c h ar ro foice... q ue p en a ...é p á, n cão t en ho

O QUE É QUE SE FAZ? Espera-se que vem ai (...) com um carro e vais-se dar uma volta...vamos embora que ele já não vem. Por aí não que ele pode vir do outro lado...não há carro. Encontro social embasbacado. Ninguém fala. Faço um ponto de exclamação numa arvore

O QQ W É Q UE SE F AZ do ice Es pera do traço da inglesa seque v ema mai (...) com do primeiro carro eva sid ot cruz do arco da inglesa se da rum a vo l t a...v amo s em bora q ue ele j á n cão vaso em. Por a em cão q ue ele pp pede, de vi r do o u t rol ado...n cão h da primeira do carro. En c on t ro soci al em ba sb aca do. Nin g u é mf ala. F aço do primeiro ponto de e x c lama cap nu uam da arvore

14 horas...telefone, - é para ti
levanto-me precipitado e precipitado , precipito-me para o telefone...- está... quem é?... ah... sr ª druffina alves..._ recebi o teu rolo...não queres cá vir ter?...
sim 4h30m, de acordo no café da infante santo
... as já está aviado sai da frente....
-
14 hor as...tele f one, - é para ti l eva van to- me pr e cip it ado e pr e cip pita ado , pr e ci pito me para o tele f one...- e stá... q eu em mé foc cie... a h... s ra elevado dr u ff ina al vaso es..._ rec e bi o t eu do rolo...n cão q eu r es cá vi rt te rato da foice... si em 4 h 3 om da ave sica de ac rod on o café da infante santo ... as j á e stá avia ado sis da fr en te....

corro, corro...
para a solidão das origens
salto um caixote de lixo afirmando a mim próprio a minha vitalidade

corro, corro, tchau, amo-te muito...
não fujo de ti...não
apanho o bus
esqueci-me da paragem, merda vou ter que palmilhar o resto a pé...
talvez o piloto do helicóptero me de uma boleia

na in gan te s ant o ao do mingo, ap o dr rec e do traço da inglesa se ... as p ess o as fi icam a dor mir l en tamen da te que mente do c omo o en tar dec e r sol ar en tomas j á com fr rio. ...à es pera ...à es pera q ue bom bas na ave nid a as a x corde mad e us , do min g o co rr oco rr o.. para a sol id dao das o rig en ns s al to um ca ix o te deli ix o a fi r man do am mim pro p rio a min h a vita li dade co rr o, co rr o, tc homem au, ano do traço da inglesa te mui to... n cão f u j ode ti...n cão a pan h oo bus es q eu ci do traço da inglesa me da par e 4 ge em, me rda vo u te r q ue pal mi l h ilha ar o r es to a p é. T al v e x zo pi loto do heli cop t ero me de uma bo lei ra

na infante santo ao domingo, apodrece-se ... as pessoas ficam a dormir lentamente como o entardecer solarengo mas já com frio...
...à espera ...à espera
que bombas
na
avenida
as
acordem
adeus , domingo

na in gant te s ant o ao do min g o, ap o dr e ce do traço s inglesa se ... a s p esso as f icam a dor mir l en tamen mente te com o o en tar dec e r solar en to ma sj á com f rio...
...à es pera ...à es pera q ue bombas na avenida as ax co r de mad e us , do min g o
Sobre a tentativa de alterações on line, autores e links

Ou seja os para do gato fat do os do al gume stva ana na ap da li caçao, on line a alterar o meo texto, te terceira x to, desta vez o apanhei, pois a ap li caçao do blogger, o disse, que outrem estava em linha e que portanto pubslising, o pub l si home, não se podia fazer, e foi a primeira vez que os apanhei in line, agora vo vaso d en ovo co primeiro rata e pt rato do aço ingles de la, a eve rata se pr pro roce dr am a al delta te rações, espanholas

be ms se em eu s c ab ro es, q ue o q ue vo c es pr e t en de mc om isto, é c ria ra mar a ge madeira duvida, s ob reo que aqui d es vela, j á v os da tinha do dito, mp o is j á tinha vi s to as vo s sa in t en co es, as si em t en tam am de sac red it aro q ue aqui d eve velo dez em verde dade, se us fi l h os da puta in fe rn o com vó s, e ra ess a al ina homem do que e ra rato do efe le t id a no s medias, nas vasos os sa p aa t rna homem sd e todas as coberturas, q ue iram pro ced e ra au di tori as, se us fi l h os da o puta men tiro ss , fi ca ice h g os, seur do se mud os!!!! Home do circulo da policia judiciaria.

Hoje de manha, de novo os pequenos pássaros me deram a mesma imagem na fonte, como um colibri, ou seja dizendo falo da onda, e quilha da onda do tritao, acabei de olhar o yahoo, agora e um tremor de terra se dera, na indonésia, responsabilidade do não aviso , a ser assacada a quem anda a fazer estas brincadeiras com as minhas informações, tinha acabado de vos dizer, que se assim era, me calaria !!!!

Homem do oje de manha da manhã de ontem, vi st o q ue publico j á dia do ze, , de n ovo os pe q u en ki spa s sar os mede ram, a mesma mai mage madeira na do fonte, com o prime rio do co libri, o use seja di z en do falo da onda, e quadrado do vaso dao ilha da onda do tritao, ac ab e id e o l h ar o y a homem do duplo circulo do in fi em tio deitado, agora e primeiro tremor de terra sed e ra, na indo ne serpente ia, r es p os na bil iade dn don cão av is o , as ser, as s ac ada a quem anda a f az e r e sta s br inca de iras x c om as min h as in for mações, tinha c ab ado de v id vo d di ze serpente, q ue se as si me mer primeira, am me da cala ria !!!!

E obviamente quem está por detrás que aqui se desvela

E ob bi v ia mente quadrado da eu em me stá por det ra serpente do quadrado da ue aqui sed espanhola vela