terça-feira, fevereiro 17, 2009

Doce Senhora de Meu Coraçao, como eu vos amo
Como eu vos amo tanto
Como tanto vos trago em amor
Que vossa ausência assim ao pertinho tanto nas vezes dói

DC , Circulo do Quadrado

Do ce s en hora de me u cora sao, cm o eu v os amo com o eu v oo sam otan to com otan to avo as t rato gato d tp primeira do oe em amo rato quadrado da ue vaso do os sa au serpente da en cia as simao pet tinho t ant ove ze sd oe

E depois Senhora minha sempre me vens visitar nos pássaros
Sabes Amada, que pena eu trago que as cidades se tenham tornados tao ruidosas
Pois assim sempre menos oiço e me deleito em Teu Cantar

E S S P

E d ep o is sn h oe ra min h ase mp reme v en ns v isi t r ano spa ss aro s s ab es am ad a, q ue pena eu t rago q ue ac cida d es se t en ham tornados tao rui do sas p o ira ss em se mp r e m en os oiço e me de lei to em cruz eu can tar

E Q M MP

Hoje de manha cedinho, a cidade acordou com o Teu Sol
Dia luminoso e Belo, assim com umas resteas de nevoeiro que vinha pelo vale de alcantara assim baixinho até ao rio

H AI CAN TAR A

H oje de manha ce dinha, primeira cidade ac o r do u c om o T eu sol dia lu mino oso e B elo, as si em com uma s r es te as de n e vo iroque vinha p elo val de al can t ra as si em ba ix in h o a té ao rio a h as co r es da manha es tv am tao be l as

HOMEM MR OM O JE B ELO BA

Deu-me vontade de sumol de laranja, que é uma estranha bebida que me acompanha desde infância e que eu muito gosto, sempre de beber, digo, que é estranha porque não mata a sede, a como o meu amor a Ti

DD M

D eu do t r alo da inglesa me vontade de sumo l de laranja, q ue é uma te r sn a h be bid aqui da q ue me ac om mp anha de sd e in f ac cia e q ue eu mui to g os to, ze mp red e bebe r, di g o, q ue é es t r anha por q ue en cão mata a sed e, ac omo om eu amora ti

D AB

No café duas pombinhas, as paginas tantas, entraram a debicar as migalhas do chao, ninguém as importunou, depois entrou um senhora, elas esvoaçaram, saindo, fizeram um arco, entre ela e o toldo e o chao da rua onde de novo poisaram

NN U

No ca g é du as p om bi mn h asas pa gina s t antas, en t r art tam am ad e bi caras mig alha sd o chao, nin g eu ema s i mp port un o u, d ep o is en t ro u um s en hora, el as es vo aç aram, sa inda, fi ze ram primeiro arco, en t re el a e o to l do e o chao da rua onda de n ovo p o isa sara aram

NAVD, na alha av vo d en

Alguém comentava, tambem elas precisam de comer, era tudo belo, e doce, só me faltas Tu

Al CRUZ

Al gume co men t ava, t am b em el as pr e cisa sam de co ma e r, e ra tudo b elo, e do ce, s ó me f al t as T u

Al CE

No jardim, um belo passarinho, poisou num ramo, assim redondinho, com um bic muito comprido, que me fez lembrar as ponta do anjo que a menina das andas observa em seu voar, fiquei na maravilha maravilhado, a Te Olhar

NO CV COM NINA I AR

No do jardim, primeiro b elo p as sa rin ho, p o is o un um ramo, as si em red o dinho, com primeiro bic mui to co mp rid o, q ue me fez l em br ar as ponta do anjo q ue a me nina das andas ob s r eva em s eu vo ar, fi q eu ina mar av ilha mara vila hd o, a Te O primeiro do homem da ar

NO CNP

Que bonita é aquela rapariga, está dentro de um anel ,uma arco doirado, que se reparares bem levita ele mesmo, sua mao parece à primeira vista o agarrar, mas não , sua mao só o acompanha,

Q BO

Q ue bonita é a q eu la ra pa riga, e stá d en t ro de primeiro anel ,uma arco do irado, q ue se r epa ra r es b em levi t a ele me s mo, s ua mao p arc e do traço do ingles dp circulo a prime ira vi sta o a garra rm as n cão , s ua mao s ó o ac om pam n homem da primeira,

Q U CP

Depois uma das andas tem um triângulo como se fosse um apoio, ontem pela noite ficar a olhar pela enésima vez aquele belo quadro que me acompanha desde há muitas , muitas luas,

DAM
D ep o is uma das andas te m um t rian gula com o sef os da se do primeiro da ap oio, on te mp el a no ite fi cara o l h ar pela ene sima ave za q eu le b elo q ua d roque me ac om p anha de sd e h á mui t as , mu it a s l ua s,

D T P

Trago uma seta espetada na parede, nos paines dos furinhos, quando com a mao a lancei, ficou espetada spa ps es, dentro de um dos buraquinhos, que coisa curiosa,
acertar num deles, não me lembro de antes assim ter alguma vez acontecido,

T AlA

T rago uma s eta es pet ad dana ana par deno s pa ine sd os f ur tinho s, q ua ando com a mao a lan ce i, fi co u es pt ada spa ps es, d en t rode um dos br u caqui in h os, q ue co isa cu rio sa, ac e rta rn um del es, n cão me le br ode ant es as si em t rea al gum ave z ac on tec id o,

T MIA

Olhava o quadro , pois a sombra da penas desenhava uma vesica depois da esquina na parede onde está o quadro, o copo da flecha ´é como uma linha descendente, depois, dobra a sombra na esquina e aí as penas fazem, como que uma vulva deitada,


O DR ROLO RN

O l h ava o qua dr ao , p o isa s om br ad a p en as de sena h v a uma v e sica d ep o is da es quina na par de onda e stá circulo do quadro, o cop o da for mula one e cha ap o rolo serpente é com o da primeira da linha de sc en dente, d ep o is, do br a a s om br a na esu q u ina e aí as p en as f az em, com o q ue primeira vulva deitada,

Trazia em mim, as pirâmides em meu pensar, o visto tambem o ajudara, a assim pensar

T ra z ia em mim, as pi ram id es em me up en sar, o vi s to t am b emo a ju da ra, a as si em p en sar

T T E

E de repente tudo aquilo me parecia uma escada que desce para a câmara onde está geralmente o sarcófago do faraó, depois de outros caminhas que serviam entre outras coias para fazer perder os bandidos que tentassem profanar o túmulo, a morada do corpo, vazio, assim embalsamado,

T G CC

E de r ep en te tudo aquilo me par ceia uma esca da que de sc e para a cm ar a onda e stá ger al mente o a arco fag o do f arao, d ep o is de outros ca min h as q ue ser v iam en t reo u t ra s co ia s para f az e r pee d ero s bandidos q ue t en tasse em pro f ana aro t primeiro mul o, am mor mora ad a do corp o, v az i o, as si em e maio bal sa mad o,

E G RP, E GER RP

Ontem no pingo doce ao comprar pao, ia irritado e masi fiquei, pois um rapaz se atravessara ao caminho com um telefone na mao, como se tivesse a tirar uma senha, quando eu a ela ia a chegar, e ali ficou, barrando-me literalmente a passagem, foi aí que me dei conta de como ia irritado, e como aquilo me irritou, aquela falta de respeito, que era mais do que isso, a frente uma bela senhora africana de barriguinha, que bela estava e ia, trazia assim uma chapéu tipo boina que lhe desenhava uma cabeça de cleopatra, como que com uma nuca mais desenvolvida, e assim a apontava para o ceu

O A Q ME E C

On te mno pin g o do ce ao co mp r ar pao, ia e rato rita ado e ema si fic eu ip o is prime rio ra p az seat r v as sara ao ca minho com um tele f one na mao, com o set iv ess e a tir ar primeira s en h a, q ua ando eu a el aia ac he g ra, e al i fi co u, bar rando do traço da inglesa me lite ra l que mente a p ass a ge m, f o ia í q ue me de i conta de com o ia i r rita do, e com o a q ui l o mei r rito u, a q eu la f al t ad e r es pei to, q ue e ra mais do q ue iss o, a fr en te uma b el a s en hora af ric ana de bar rig u inha, q ue bela e stva e ia, t ra z ia as si em uma c h ap u t ip o bo ina q ue l he de s en h ava uma cab eça de cleo pat ra, com o q ue com uma nuca mai sd de s en vo l v id a, e as sima ap on t ra para o c eu

AM MEI O SW ING MO


Agora olhava a sombra da seta e parecia aquilo as escadas e o a sala do túmulo, assim meio inclinada, como um vesica em relação ao plano do quadro, apontando o corpo da menina, vindo de trás, ou uma colher, ou ainda um taco de golfe, em movimento, em swing, se não tivesse o varão, poderia ser mesmo uma barata, ou uma outra imagem do mosquito, barata que me aparecera no video

Agora o l h ava as om br ad a s eta e par ac ceia aquilo as esca da se o as sala do t umu mul o, as si em mei o inc linda, com o um v e isca e mr el aç º sao ao p l ano do quadro, a pao n t ando o cop ro da me nina, v indo de t rá s, o u uma col her, o ua inda primeiro taco de gol fe, em mo vi em en to, em sw ingles, se n cão t iv ess e ova arao, p ode ria ser me s mo primeira bar rata, o u uma o ut rai mage made ria do mosquito, ba rata q ue me ap ar e cera no v id e o

JED A Q M

Já na caixa, a menina dizia a outra menina que a atendia, que alguém a tinha empurrado, eu lhe perguntei, aquele rapaz que ali estava, como pensando que a bruteza aparente dele, ou melhor de seu acto, se encaixasse no que ela contava, já com ânsias de voltar atras para apanha-lo se ainda por lá estivesse, que não, que fora, um senhor crescido, que a empurrara, ela acrescentava no meu estado, fiz grr, por dento, a me dizer , à gente muito besta, pelas ruas à solta

J acento da ana caixa, a m en nin ma di z ia a outra menina q ue a a t en dia, q ue la gume primeira tinha e mp ur r ado, eu l he pr gun te ia q u le ra p az q ue al i e stav a, com o p en sn do q ue a br t eu za ap ar en te del e, o um el hor de s eu cat o, se enca ix ass en o q ue el a c on tva, j á com an si as de vo l t ra at ra s para a p anha do traço do primeiro do circulo da sea inda por lá est iv es se, q ue n cão, q ue for a, um s en hor c re sci doque a e mp ur r ar a, el a ac rec en t ava no me u estado, fi z g rr, por dente, am me di ze r , à gente mui ot besta, pe l as rua sa acento sol cruz primeira

OM MR ES KAPA

Olho a furacão, que é tambem linha vertical de furinhos que desce até ao barco de madeira que um dia trouxe de londres da loja que um dia aqui em frames de video mostrei, quando da análise de londres, sigo a linha como o olhar e chego a uma precisa referência, oito, do trinta e um , ee, dezoito de cinquenta e nove, ou estrela do nono, se estender um pouco a leitura, obtenho um dizer masi completo, estrela do seth principe, do infinito terceiro do circulo & trinta e um, o financeiro do trinta e um, knee, joe alho, kapa ne do e, north star hull primeiro nono de cinquenta e nove

Olho primeira furacão, q ue é ta am b em linha ave rt ucal de f ur in h os q ue de sc cea té ao bar co de madeira q ue um dia t ro ux e de l on dr es da loja q ue um dia aqui em fr am es de v id e omo st rei, q ua ando da ana lize sin os on dr es, sig o primeira linha com oo olhar e che goa uma pr e cisa refer e c nia, o i to, dot rin t a e um , ee, de x o it ode cin q un a te en ove, o u es t r e lado nono, se es t en de r um p o u co a lei t ursa, ob t en ho um di ze rm as si co mp l e to, estrela do set h p rin cip e, do in fi ny e ot rec e iro do circulo & trinta e um, o fina ce iro dot rina te um, k ne e, joe alho, kapa ne do e, da norte star h u ll kapa do prime iro nono dec in q eu en t a en ove

CN P DO E C LI PSE C

Continuo a descer pela linha vertical e vou dar ao angulo das almofadas de pele italiana negras, onde repousam no eixo, um bloco notas de dois mil, e por debaixo a revista do paris match, com o guillame, como um tapa o outro, se le , gui angulo dep un vermelha do b loco angulo zacarias, zorro do circulo em dois mil, ou triumph, dois mil overdrive, o bloco dois mil é um semi circulo como se fosse meio sol, m ceu negro como num eclipse, a seth, cem folhas pautado ref elevada cinquenta e um, A, cinquenta e seis circulo trinta treze, cento e um treze seis

Conti nu o ad es ser pe l a linha ave verte i ca l e vo u d ar ao angu lo das al mo fadas de pele it al l iana negras, onda r ep o u sam no e ix o, um b l oco not os de do is m ile por de ba ix o ar e vi sta do paris mat ch, com o gui ll am e, c omo primeira tapa circulo do outro, se le , gui angulo dep un vermelha do b loco angulo z ac aria s, zorro do circulo em do is milo u t rio vaso do mp ph, do is mil ove r dr ive, o b loco do is mi l é um s emi c irc u lo com o se f os se mei o sol, mc eu negro com on um e c li pse, a seth, cem f o l h as p au t ado ref el ava ada c in q u e n t a e um, A, cin q u en t a e si es c irc u lo t rin t a treze, c en t o e um t r e ze se is

Um outro papel ali está como fazendo um angulo, um bilhete de metro, assim rezam as notas que nele tomei, os quadros dos mosaicos , o tapete do metro, os circulo do metro, o cd roche ch es ter ge n vine sty le dezassete setenta e oito, pirates, raio duplo lb polo, pb m tres bar do ra em noventa e sete, sin ac ala rato me um sic a az lara santana, ol aia se vinte de dois do ponto da ts te estrela circulo do homem ama re lo do r es cruz tuberculose cem, ciza por fr na ce s bi l he te c ad ducado, o alfinete da dama clara pi co o sol le

UMO MO PS TO

Umo u t ro pap el al i e stá com o fazendo primeiro angulo, primeiro bil he te de metro, ass si em r e z am as n ota s q ue nel e tome e, os quadros dos mo s aico s , o tap pet e do metro, os circulo do metro, o cd roche ch es ter g en v ine sty le dez a sete setenta e oito, pirates, raio duplo l b polo, pb m tres bar do ra e, mn ove en venta e sete, sin ac ala rato me um sic a az lara santana, ol aia se vinte de dois do ponto da ts te ester la cir u lo do ho em ama re lo do r es c r z u z t ub e rc u lo se cem, x iza por fr na ce s bi l he te c ad ducado, o al fi n te dad ama clara pi co o sol le


NN NACIONAl MF FR AA AD U FR V MS


No caderno as notas zé barreto, majong, acesso ao espolio do pessoa, biblioteca nacional santuário electrónico blogspot, com ze do ponto do barreto do sessenta e seus mail do ponto do com, pedro marques lopes assessor de paul portas, pedro mexia, francisco jose viegas, pedro lomba dn, jorge bara da ribeiro, rodrigo moita flores, angulo eu vi circulo do pai dramaturgo, bernardo pire de lima, quadrado do traço de dezembro, quadrado do nono m treze, vinte e quatro, ponto quadrado, treze, vinte e sete, um desenho de um nariz odo diabo em vermelho como duplo vaso, farol design hotel a fr ad isi a, vila do conde, opses, agencia de segurança nas torres gémeas, sol adulto, vms nilo, segurança chefe, budista, le chatelier´s principle,

No cade r no as not as zé bar r e to, ma j ong, ac ess o ao es poli o do pessoa, b ib lio teca anc cio na al san tua rio el e ct ron nico b lo g sp ot, com ze do ponto do bar r teo do se s senta e se us mail do ponto do com, pedro ma q eu s lopes ass esso r de paul do portas, pedro mexia, fr anc isco jo serpenet do viegas, pedro lomba dn, jorge bar a da ribeiro, rodrigo moita flo form mula es, angulo eu vi circulo do pai dr am at ur g o, bernardo p ire de lima, quadrado do traço de dezembro, quadrado do nono m t r es e, vinte e quatro, ponto quadrado, te r ze, vinte e sete, um de sn h ode primeiro nariz odo diabo em vermelho como duplo vaso, f ar rol de si gn h ot e l a f ra di s ia, vila do conde, o ps es, a g en cia de segur ança nas torres ge me as, si l ad u l to, v m serpente do nilo, segur ança che ge bud ista, le chate da lie do rato do as p oto lo ser rp en te p rin cip primeiro e,

Ontem o pequeno pássaro feito como colibri me acrescentou a imagem , um outro pormenor, ainda relativo ao tritao, me mostrou a cornucópia como se estivesse dentro das orelhas, cornucópia, como imagem de parafuso, que ecoara do video nas maos da marta, cornucópia como furacão ou tromba de agua, ou tromba do elefante das aguas, uma outra linha se fazia pelo espirito ouvir, fui eu que apertei , ou torci o pescoço a galinha, galinha falara eu delas, a propósito das imagens deformadas que as crianças de hoje tem sobre o mundo e sobre a natureza, e relacionada tambem com a imagem da republica dominicana, estranho este dizer, que remetia, para outro tipo de galinhas, associados a imagens de crianças, me deu arrepios, só de pensar, como se insinuasse, ter arrancado, decepado a cabeça a uma criança

On t emo pequeno p ass aro f e i to com o co li br e me ac r es c en to ua ema mage made ria , umo u t ro por m en o ra inda r e l at ivo ao t rita tao, me mos t ro ua co rn u cop ia com o se es t iv ess e d en t rodas orelhas, co rn u co pi ac omo e mage madeira de para fuso, q ue e co ar ad o v id e on as mao sd am a rta, co rn u co p ia com o f ur racao o u t r ob ad e agua, o u t rom b ad o elefante das aguas, uma outra linha se f az ia p elo es pei rito o u vi rf ue e u q ue a per te e , o u tor cio p es cç o a gal linha, g al in h a fala ra eu de l as, a pro p rosi to da si mage ns deformadas q ue as c rina sç ad e h oje te ms ob reo mundo e s ob rea na t ur e z a, e r e la cio n ada tam e b mc om a e mage madeira da republica dominicana, es t n h a este di ze r, q ue reme t ia, para o u t ro t ip o de gal on h as, as soci ad os a e mage ns de cir ian sç as, me d eu ar r ep pi os, s ó de p en sar com o se in sin ua serpente da set e rato da ar ra em cado, dec ep ado a cabe la a uma c rian ç a

OO F U D AB O D AD DT T U, em onda filho primeiro do leito arrepio boneco olho direito ana luti dao triângulo primeira de mira

Ontem estava deitado na minha cama de infância, aquela idêntica a de um video clip onde a madona aparece, olhei em frente e ao lado do pequeno roupão azul bebe de meu filho, vi feita pelas linhas da mesa, um cruz, um pequena cruz como de uma campa de um criança, até gelei, ao momento, olho agora a etiqueta do roupão, que está em cima do leito, desde quase que ele aqui não mais ainda dormiu, e assim leio, e ao ler masi me arrepio, oito, infinito, uma lua co, face humana em quarto crescente, com uma criança boneco em cima dela cuja mao agora uma estrela amarela de cinco pontas inclinada, olho sua face à lupa, e é estranha, pois parece ter uma lagrima que escorre de seu olho direito, e um estranho elemento na bochecha esquerda, como um corno para baixo, analuti, ana primeiro vaso it, ou anal vaso ti, , no reverso, sessenta e sete per cen til al go dao, trinta e tres, per cen til, poli ester, vaso quadrado do circulo elevado do x no triângulo do fogo, do ferro do circulo do P do x no circulo dentro do quadrado , como uma mira, como uma maquina de lavar fabricado em portugal

On te me stav ad e it ado na min homem do ac ama de in fan cia, aquela id en tica ad e primeiro ero v id e duplo circulo do prime rio ip da onda primeira madona ap ar rece, circulo do prime rio do he e em fr en te e aol ado do pe quadrado da eu no ro vaso do pao az vaso do p rie mr rio do primeiro bebe de me vaso do fi do primeiro ho, vi f e it tap el primeiro as das linhas da mesa, primeira cruz, um pe q vaso en ac ru z c omo de uma cam pad e primeiro cir ança, a té gee lie ia o mo en n to, olho agora a etiq u eta do ro u pao, q ue e stá em c ima do lei to, de sd e q au use q ue ele a qui n cão maís a inda dor mi ue ass em lei oe ao ler ma si me ar rato e pi circulo, circulo do it to, em fi em tio, primeira lua co, da face humana em quarto circulo do rato espanhol cente, com uma do circulo da rina aça segundo do ab do one co em circulo ima del ac vaso do principe da am mao do agora da primeira estrela amarela de cn co das pontas inclinada, olho s ua face à lupa, e é es t r anha, p o is par ce te rum a la grim aqui da ue es co rato red es eu olho direito, e um es t r anho lee mn ton a b o checa esquerda, com o primeiro corno para ba ix o, ana l u ti, ana prime rio vaso it, ou anal vaso ti, , no rato da eve do verso, s es senta e sete per cen til al gato do circulo do dao, trinat e tres, ned dc cio, per cen til, poli ester, vaso quadrado do circulo elevado do x no t rin gula do f ogo, do ferro do circulo do P do x no circulo d en t ro do quadrado , com o uma mira, como uma ma quina de lava rm fabri cado em portu gal
Querido Obama,

Fiquei a pensar se a linha recente escutada no espirito, que se, a testemunha morresse não haveria julgamento, não seria a senhora que morreu no acidente de aviao, este ultimo na américa, que minhas ultimas palavras mencionaram, como referência tambem no video, ao chassi, que declina em outra coisa tambem,

Fi quadrado da europeu do ia d o pen sar sea primeira linha rc ingles te espanhola cut ada ano espanhol do pi rito quadrado ue sea, primeira, cruz est em unha mor rato esse, che se, ingles cão homem ave rai j vaso do primeiro game do ingles ton cão da se da ria do as da ingles hor aqui do que do mor ru, moreia, no ac e di n te de avia o, est e vaso primeiro cruz imo na am erica, quadrado ue min homem as vaso primeiro cruz ima serpente pala av ra serpente men cio na aram, como rato e fr ingles cia cruz am b em no vaso id e o, ao ch ass ee, quadrado ue dec primeiro ina em o vaso cruz ra co isa cruz am b em,

Mais estranho, foi saber ao que parece que o aviao ia em piloto automático, masi ainda porque a palavra ter desvelado antes, a ultima das peças dos acontecimentos relativos ao onze de setembro, sobre aviões nos casos de os ter havido, ou seja naqueles casos em que realmente, os aviões chocaram ou poderiam tre chocado , através de informação na condução automática, transmitida em forma propositadamente errónea, a queda assim o parece provar

Maís est rato anho, f o isa be ra o quadrado ue par ce quadrado ue o avia o ua em pi loto au tom a tico, ma si da primeira inda por te rato de espanhola vela ado a vaso primeiro cruz ima das p eça sd os ac on tec e em ny os rato e primeiro a tv sao do onze de set em br o, serpente ob rato e av o i espanhola nos dos casos, loucos, de o serpente te rato homem avi ido, o use seja na quadrado europeu primeiro espanhola casos em que rato e la mente, os avio espanhola cho caram, at rav espanhola de in for m z aç sao na condo º sao au tom a tica ac, cruz rena sm it ida em forma pr ep posi cruz ad a sm n te e rato rato one a, a queda as simo pa rac e por vaso da ar

Sendo que a senhora falou consigo antes de morrer, certamente que o senhor e sos seus saberão, então o que ela tinha descoberto sobre o assunto, e se calhar mesmo, por rotina até um depoimento gravado dela haverá, portanto poderá bem o processo a andar para a frente, quer-me isto explicar?

S ingles do que a serpente ingles hora f al falo o vaso circulo on sig o ant espanhola de mor rato e rato, ce rta e mn tec ue o serpente ingles hor espanhola os se us serpente abe ra o, ingles tao o quadrado ue el a tinha dec deco o berto serpente ob reo as sun to, e se cala homem dog rato do mesmo, por ro cruz ina a té um d ep o ie men tog rav ado de la homem ave rá, porta anto p ode rá b emo por rc esso ana da ar para da primeira fr ingles te, quadrado europeu rato do traço da inglesa me is to e x p primeiro e car da foice

Se isto assim se tiver passado, assim parece confirmar que o tal polícia de noventa e nove, portanto um que por ca deverá ter passado no tempo da expo, com ligação ao grupo seis, seis, e masi um seis, para fazer uma tríade, na aparência una, deverão trazer ligação com o acontecido que se reflectia no cartaz do linic,

Se is to ass em set iv e rato p ass sado, ass em pa rc e circulo on fi mar quadrado ue o cruz al pol cia de n ove ingles cruz a ingles ove, porta anto um quadrado ue por ca d eve rá ter p ass sado no te mp o da expo, com li gato ac sao ao gato rup o se is, se ise ma si um se is, para f az e rato uma cruz riade, na ap ar e circulo ni a una, d eve ra o cruz ra ze rato li gato ac sao com o ac on tec ido quadrado ue se rato efe primeiro ct tica no do cartaz dol primeiro em ni circulo,


Depois fiquei a pensar se um outro escutado, se encaixava em seu dizer, que tínhamos assumido as nossas responsabilidades, pressuponho europeu então que falais dos dois tridentes que se encontravam por detrás do senhor, quando falou antes da bill, curiosos, pois me parecem assim de memória, duplos, ou seja daqueles que fazem a ligação entre a o ceu e aterra e a terra e ceu, em forma de tríade, ou de cordão entrançado, falamos de quais, a que neptuno soltados , nos estamos referindo , então, ? aos dois últimos, china e austrália, ou mesmo o primeiros de dois mil e cinco, e talvez new orleans

D ep o is fi quadrado europeu ia p ingles sar quadrado se um outro espanhola cut ado, se enca ix ava em serpente europeu di ze rato, quadrado ue tinha ham os as serpente um ido as no serpente sas rato espanhola ponsa ab bil i li dad espanhola, pr ess vaso p on ho europeu ingles tao quadrado ue f ala is dos do is tridentes quadrado ue se ingles circulo on cruz rato av m por det ra serpente do serpente ingles hor, quadrado ua ando f al lou ant espanhola da bi ll, cu riso serpente os, p lis me pa rc cem ass em de meo ria az rai, duplos, o use seja da quadrado europeu primeiro espanhola quadrado ue f az ema li gato ac sao net rea do circulo europeu e a terra e a te rr a e circulo europeu, e m for ram da am de cruz riad o, o vaso de co rato dao ingles cruz rato ança ado, fa ala mos de quais, aqui da ue ne pt un os sol cruz ado sn os espanhola cruz am os rato efe rato indo , em cruz za o, foc cie aos do is vaso primeiro cruz imo sc homem ina e a us cruz ra primeiro coa, ou me serpente mo o p rim eros de do is m ile circulo on co

Sabe, curiosamente, os rabiscos que fizera por detrás da gravura da national gallery, me ecoaram a posterior, num rápido diagrama que aqui numa qualquer tv passou de um tal choque entre dois satélites, parece que o desenho simbolizado pelos dois triângulos, assim o espelha, provavelmente alguém entrou nos computadores e alterou as rotas, não

E verdade, como agora de novo aconteceu com o aviao onde se foram salvo erro masi de cinquenta almas, ou será que um perfume que aqui emerge destas letras, que estão porventura automatizar os voos, o que seria uma coisa muito perigosa de se fazer

S abe, cu risa mente, os ra bi sc os quadrado ue fi ze ra por det ra sd a gravura dana tio n al ga ll e rato delta me e coa aram a p os teri o rn do um ra pido dia gato rama quadrado ue aqui numa quadrado ual quadrado vaso we rato tv p ass o vaso de um cruz al cho quadrado ue ingles cruz red o si sat e lite espanhola, pa arc e quadrado ue o de serpente ingles ho serpente im b primeiro o iza ado p elo sd o is cruz rian gulas, as simo espanhola pe primeiro homem ap rova ova vaso ele mn te al gato ue em ingles cruz ro un os computadores e al te ero ua serpente rato ota serpente, n cão Eve rc cd dade, com do circulo do agora de ingles voo ac on tec europeu com do circulo do aviao onde se for am serpente alvo e rato roma si de circulo in quadrado vaso ingles cruz a al maso us e rá quadrado ue um pe rf vaso me quadrado ue aqui e mer gato ue de st as letras, quadrado ue espanhola tao por vaso ingles tura au tom a cruz iza ros voos, o quadrado ue se ria uma co isa mui to per i gato do circulo do sade da se f az e do rato, circulo serpente ab ro espanhola socialistas, mais uma vez

Sabe, querido senhor, dizia o senhor raul no outro dia, que não acreditava em sua palavra ou pelo menos que dela duvidava, saíra europeu a terreiro a defender, a sua margem de manobra, e depois o espirito me desvelou e confirmou ao certo que o passe em serpente vicente em cabo verde, com o wind surf, fora feito por encomenda dos cubanos, ou seja, que mesmo fidel, me terá mandado matar, provavelmente porque foi emprenhado pelos sues fieis camaradas bandidos aqui, talvez quem sabe das bandas do rapazinhos so trovantes, ou de algum outro, daqueles que passam ferias em cuba, paraíso socialista a caminho da terna revolução, europeu gostei sempre de cuba, muito masi do che, que como se sabe acabou morto, ao contrario de fidel que ali se tem perpetuado, agora geneticamente ao passar o governo ao irmão, genocracia , de qualquer forma, sabe o que europeu aconselho, porque sempre o aconselhei e mesmo um dia aqui detalhe em particular, porque não deveria existir, esse de tal embargo, portanto seria uma boa lição para todos no mundo, retirar esse tal embargo, e acabar tambem assim com esse pretexto, de cisão entre muitos no mundo

S abe , do p do querido serpente ingles hor, di z ia o serpente ingles homem ro raul no o vaso cruz ro dia, quadrado ue n cão ac red di cruz ava em serpente ua pala av ra o up elo men os quadrado ue de la du vi d ava, sa ira europeu a te rato rei iro a defender, a serpente ua mar ge madeira de mano bg ra, e d ep o is o espanhola pei rito me d espanhola vaso e o ue circulo on fi mo ua o cae rt to quadrado ue o p asse em serpente vi vc ingles te em ca bo verde, com o w ind serpente vaso rf, f o rta f e i to por ingles comenda dos cu ban os, o use seja, quadrado ue me serpente mo fi del, me te rá man dado mat ar, pro ova ave le mn te por quadrado ue f o i em pr ingles a hd o p elo ss vaso espanhola fi e is cam ar ad as bandidos aqui, cruz alvez quadrado europeu em serpente abe das ban da sd o ra p az in homem o ds o cruz rova van cruz espanhola, ou de al gum outro, da quadrado vaso eels quadrado ue p ass sam f e ria se em cuba, pa rai serpente o socialista a ca minho da te rna rato evo lu sao, europeu gato os te ise mp red e cuba, mui it tom tomasi doc he, quadrado ue com o se serpente abe ac ab o um orto, az circulo on cruz ra rio de fi del quadrado ue al ise te m per rp pet ua do , agora gato ene tica m nete ao p ass ar o gato ove rato no ao i rato mazo, gato eno circulo rac cia , de quadrado ua primeiro quadrado europeu rato forma, serpente abe o quadrado ue europeu ac on serpente e primeiro homem o, por quadrado ue se mp reo ac on se primeiro homem e i em espanhola mo um d ia aqui det talha i em me p art tic ua primeiro rato, por quadrado ue n cão d eve ria e xis tir, ess e de cruz al em bar gato o, porta anto se ria uma boa li sao para todos no mundo, rato e tir ar ess e ta primeiro em bar goe ac aba rato cruz am b em ass em com ess e pr e texto, de cisa a o ingles cruz rem vaso it os no do mundo

Me desvelou agora ao isto escrever que não foi das bandas do trovantes, mas sim do porcao, o tal filho da puta de pseudo actor, com ligações a América tambem, um com que me cruzei em dia recente aqui, e sobre o qual trago já notas de algumas desgraças em que tem participado, um bandido

Me d espanhola velo lou do agora ao is to espanhola circulo vaso rato eve rato quadrado ue n cão f o id as das bandas do cruz rova sn cruz espanhola, massi em do por cao, o ta primeiro fi primeiro homem o da puta de p espanhola europeu do ac tor, com lia gato aç o espanhola a am a e rc cia tambem, primeiro com quadrado ue me circulo ruze e em dia rec ene net au ee serpente ob reo quadrado ual cruz rago j á not as de al gum as de espanhola cabo ess sg rato aças em quadrado ue te em p art i circulo pad o, primeiro bandido


isto de recuperar a credibilidade, tem muito que se lhe diga com um historial por assim tao carregado de desgraças em terra alheia, quanto isto da terra, pedaços, se poderem dizer alheios ser, mas enfim, sendo senhora, ela tem que ser sempre respeitada em todas as divisões da casa que Ela trás,

Si to da ode da rec da up pera ra circulo red e bil id ad e, te m mui to quadrado ue se primeiro he di gato ac om um hi o sir cruz ira primeiro por ass em tao car rato gado dede sg rato aça serpente em terra al he ia, quadrado vaso ingles to is to da te rato ra, ped dç caos, se p ode rem di ze rato al he is os ser, mas ingles fi m, serpente ingles do serpente ingles hora, el a te m quadrado ue ser se mp rato e rato espanhola pieta da em todas as di vi serpente o espanhola da circulo asa quadrado ue El a cruz rá serpente,

Por exemplo, aqui no tal dito parlamento da tal dita europa, em dia recente, ao falarem de como ajudar a América a resolver o problema de guantanamo o que pela sua localização, demonstra como em parte é masi aparente do que real, as tais costas voltadas de um pais ao outro, e tambem levará tambem à questão, que estranha revolução, é esta que permite ter em seu território, uma prisão que viola todas as convenções e o direito internacional, dizia, a senhora, que o próprio pentágono, dizia, que a maior parte dos que já voltaram aos seus países de origem, se dedicavam de novo a actividades terroristas, e europeu me pus assim a pensar, se até mesmo a questão do que em verdade aconteceu no pentágono não se encontra esclarecido, pois ali efectivamente nenhum aviao contra a estrela chocou, como é que para alem da duvida que muitos americanos trarão em sua própria casa relativa aos que conduzem os assuntos militares e de segurança, que credito será de dar a esta informação, e consequentemente se este argumento deverá ser valido ou ter alguma validade

Por e x em mp lo, aqui not al dito do parlamento da tal dita da europa, em dia rec ingles te, ao f a al rem dec omo ajuda ra am erica a rato espanhola solver o por rb primeiro ema de gun na mo, o quadrado ue pe primeiro serpente aus primeiro oca liza sao, demo sn cruz ra circulo omo em p arte é masi ap ar e cn te do quadrado ue real, as ta si costa serpente vo primeiro a td as de um pa isa o outro, e ta m b em primeiro eva rá a quadrado europeu serpente tao, quadrado europeu espanhola cruz rato anha rato evo lu sao, é e sta qi ue per m mit e te rem se vaso terri tor ia, uma por sao quadrado ue viola todas as circulo on vaso ingles circulo de cortez o espanhola e o di reto in te rna cio n al, di z a, a serpente ingles hor aqui do ue o pro pe rio pena cruz gato ano, di z ia, quadrado ue a m mai ro p arte do serpente quadrado ue j á vo primeiro cruz aram aos se us pa ise sd e o rige m, se dd e dica ava vam de nova a ct iv dad espanhola terri st ista se europeu me p us assi sima p ingles sar, seat té m espanhola mo a quadrado vaso espanhola tao do quadrado ue em verde dd e ac on tec un o pena cruz gato a on cão se e circulo non cruz rato az espanhola clare circulo ido, p o is al o efe ct iva mente n ingles homem um avia o circulo on cruz ra a espanhola cruz rato e la choco vaso, circulo omo é quadrado ue para al em da du vaso id aqui do que mui to as am e rato cia sn o a cruz rato arao em serpente ua pro pria circulo asa rato e primeiro at iva aos quadrado ue circulo on du ze emo serpente as sun to serpente mi primeiro itar espanhola e de segur ança, quadrado ue circulo red ito se rá ded ar a e sta in for maçao, e co nse quadrado vaso ingles te mente se este e ar gum ingles to d eve rá ser vaso al i dao o vaso te rato al gato vaso am vaso a primeiro id ad e

Portanto essa senhora que se diz ser eurodeputada, se na verdade o fosse, pedira era como sempre se deve fazer na divisão da cas onde estamos, para quem de direito, averiguasse da verdade de tais afirmações em vez de dar credito a informações de quem infelizmente tem dados provas de não respeitar o direito internacional em vigor no sitio onde perversamente parlamenta, ou diz parlamentar, palavra para alem de tudo e mesmo antes , já muito estranha, sobre a qual muito se perguntam da utilidade a atender a inteligência do pensado e do dito

Porta anto ess a serpente ingles hora quadrado ue se di z ser euro d e puta ada, sena vera deo f os se, ped e ria e ra com o se mp rese d eve f az e rna di vaso is º ao da cas onde est mo as, para quadrado vaso em de di reto, ave rig ua serpente seda verde dade de cruz asi a fi rna aço espanhola em vaso e z de d ar circulo red it o a in fom maço espanhola de quadrado europeu em in fe primeiro i z mente te m dados por vaso as de n cão rato espanhola p web it aro di rato e ot in te rna cio n al em vigor no si tio onde pr e cruz ingles as e m net paela ment a o vaso di z p ar la men tar, pala av ra para al em de cruz ido e me serpente mo ant espanhola , j á mui to espanhola cruz ra nn homem a, serpente ob rea quadrado ual mui to see per gun tam da vaso tili dade a a cruz ingles der a intel i gato ingles cia do pen sado e do dito

A solução já vos foi apresentada, há muitas luas atras, devolver os que podem ser devolvidos a seus locais de pertença, com a excepção definida, aqueles que em suas casa seriam presos ou mesmo mortos, e os outros por quem os acolher, certamente que cada pais velará nao só pela sua normal integração como tambem pela sua segurança, nada de menos se espera de um estado de direito relativamente aos que nele habitam, não é verdade?!

A sol vaso sao j á vaso os f o i ap rato espanhola neta ada, homem á m vaso it as primeiro ua at ra serpente, d evo primeiro vaso ero serpente quadrado ue p ode em ser d evo primeiro vaso id serpente ase us primeiro oca si de per cruz ingles ça, com a e x cep sao d efe nid a, a quadrado vaso eels quadrado ue em serpente ua serpente circulo asa se rato iam pr espanhola o serpente o um espanhola mo mor to ze os o vaso cruz ros por quadrado europeu em mos ac o primeiro her, ce rta em n te quadrado ue circulo ada pa is veal rá na p serpente o pe la serpente ua norma primeiro in te gato raçao com o cruz am b em pe la serpente ua segur ança, n ada de m ingles os se espanhola pera de um est ado de direito rato e la cruz iva mente ao serpente quadrado ue nel e homem abit bita am, n cão é verde ad e foice e serpente eta co rc culo da ra vaso do ad as

Actos de terror e quem os protagoniza, alguns com constância e na aparência sem qualquer constrangimento nem consequência, mesmo nas sociedade ditas democráticas, são masi de que muitos, sabe o senhor, que eu trago aqui neste pais, se tal se pudesse chamar, por parte de todas as autoridades sem excepao, até ao momento, actos de completo e permanente terror, e nas vezes me pergunto, como ainda por cima são todos putas cobardes, nenhum dá a cara nem a nada responde, o que nas vezes me apetece, na ausência do conhecimento do seu rosto certo em relaçao a certa responsabilidade, é mandar bombas de fragmentação, coisa muito feia, mesmo de se fazer, pois geralmente muitos inocentes caem no redor, crianças e tudo

Ac to sd e te rr o rec europeu mos pro ota gato oni iza, al gum sc om co ns tan cia e na ap ren cia serpente em quadrado ual quadrado europeu rato co ns cruz ragi men to ne m co nse quadrado un cia, me serpente mo nas soci e dade das ditas demo circulo rat tica serpente, são ma serpente id e quadrado ue mui to ss abe o serpente ingles hor, quadrado da ue e vaso da cruz do rago aqui nest e pa is , set al se p vaso de serpente sec homem am mar, por p arte de todas as au o rie dad espanhola se m e x ce pao, a té ao mo men to, ac to sd e co mp primeiro e to e per man ingles tete rr o renas vaso e ze me per gun to, com o a inda por circulo ima são todos putas co bar d espanhola, n in ingles gato do primeiro espanhol homem um d á ac ar a nema do man da ada ra espanhola pa hola do ponde, o quadrado ue nas vaso e ze me ap a e tc ingles a au serpente ingles cia do circulo one homem cie mn to d os europeu rosto ce rt o em relaçao ac e rta rato espanhola ponsa bil id ad e, é man d ar b om ba sd e de fr gato am ingles taçao, co isa mui to fe ia, me serpente mode se f az e rp o is ger la mente maior comboio ino cent espanhola ca em no red o rato, circulo ria sn circulo de cortez as e tudo

Sabe, querido senhor, passou aqui agora em dia recente dois filmes que ainda não tinha visto, muito bons sobre a América real, de um belo rapaz que deveriam aí muito louvar, mais que não fosse porque conseguiu com dois rapazes dos que sobreviveram ao massacre de columbine, levar o supermercado, a retirar de venda as munições de nove milímetros, que é coisas que um supermercado nunca deve ter, mais a mais quando tanta comida e ferramentas úteis falta no mundo

S abe, querido serpente en hor, p ass o ua da primeira do qui do agora em dia rec en te do is dos filmes, quadrado ue a inda n cão tinha vi serpente to, mu it o bo ns serpente ob rea am erica rea primeiro, de um b elo ra p az quadrado ue d eve rato iam a ó mu i to lo uva ar, mais quadrado ue n cão f os se por quadrado ue circulo on se gi u com do is ra p az espanhol do serpente quadrado ue serpente ob rato eve v iram ao massa ac red e co primeiro um b ine, primeiro eva aro serpente up e rato mercado, ar e tir ar de v en da as muni ç o espanhol de n ove mi li metro serpente, quadrado ue é co isas quadrado ue um super mer cado n unc ad eve ter, ma isa maís quadrado u ando cruz anta co mida efe rato do ra que mente vaso da it primeiro da f al da falta da cruz do ano mundo

Agora falo-lhe numa só imagem pois agora finalmente de novo a vi, com outra definição, uma do senhor bush, na escola a ler para as crianças, enquanto lá fora se espetavam os aviões contras as torres e elas caiam, e toda aquela enorme matança decorria, ali estava o senhor, com ar de anjinho a ler para as criancinhas

Agora falo do traço ingles do prime rio he nu maso acento da ema mage mp o is do agora fina le mn te d en ovo a vi, com o u cruz ra de fi ni sao, uma do serpente en hor b us h, na espanhol circulo ola , escola, al e rp do para as circulo rato ina sç, en quadrado un to primeiro á for ase espanhol peta ava am os avio espanhol contras as tor rato e we el as ca iam, e toda a quadrado u le en o rato ma mata ança dec o rato ria, al i e stav a os en hor, com ar dena jin home do circulo dao al e rp do para da primeira do sc rina serpentes das cinhas circulo de cortez

Pois fiquei espantado, pois na net quando a vi em pequenina e com pouca definição, vira ao lado direito dele na imagem, uma estrela inclinada que apontava uma precisa assinatura, de uma ordem, e de uma determinada postura , como na altura dela falei, e agora vi que era uma bicicleta inclinada, que como todos sabem o presidente bush, muito gosta de andar, do lado esquerdo da imagem um quadro com um dizer, que como ele se ia mexendo em sua cadeirinhas, assim li, ria ding, ma aco vaso wtc vaso do delta , gato rea cruz tres , tres, tres, como árabes, ou seja como os tres missing fathers, livro das correspondências, marca de pegadas de gato vermelho na moldura real amarela, rem co un, o curioso tambem é que o desenho da bicicleta quando aqui o fiz em meu caderno, não saiu propriamente uma, mas uma cruz inclinada sobre dois circulos tambem inclinados, como a balança do arcanjo Miguel na imagem recente na igreja, texto anterior, e ao lado li ainda postes stamp.,

P o is fic europeu ei espanhol pan cruz ado, p o is na net quadrado ua ando a vi em pe quadrado europeu nina e com p o u ca de fi ni sao, v ira aol ado direito de elena ema mage m, uma e ts rato e la inc primeiro ina sad a quadrado ue ap on cruz ava uma pr e 4 cisa as sin a tura, de uma ordem, e de uma det rato emi mina ada p os tura , com on a al tura de la f al lei, e agora vic do delta e e ra primeira bic i circulo primeiro eta inc primeiro ina ada, quadrado ue com o to do ss ab emo pr espanhol id dente bush, mui tog o sta de ana d ar, dol do primeiro ado esquerdo da ema mage mum a quadrado u dr a o com um di ze rato, quadrado ue com o el espanhol e ia m e x en do em serpente da ua cade e rinha sas si em li, ria ding, gm aa co vaso wtc, w delta , gato rea cruz dupla rato espanhol , cruz rato e st rato espanhol, com o ar abe serpente, o us e j ac omo serpente ot rato espanhol miss sin g fat her serpente, primeiro iv ro das co rr espanhol pond en cia serpente, maraca de pega sd as de gato vermelho na mol dura rea primeiro am ar e la, rem co un, o cu rio serpente cruz am b em é quadrado ue o d espanhol en h o da bic lic primeiro eta quadrado ua ando aqui o fi ze maior do m europeu cade rato no, n cão sa ip o rp ria mente uma, mas uma circulo ru z inc primeiro ina ada serpente ob red o is sic ru primeiro os cruz am b em inc primeiro ina do sc omo a bala ança do ar can jo mig vaso da lena ema mage mr e cente na igreja, te x to ana te iro, e aol ado li a inda ps os cruz espanhol st primeira do mp.,

coisa estranha, pois se assim for, uma das imagens terá sido manipulada, provavelmente a da altura, mas nao deixa de fazer sentido comulativo de leitura

co isa es r anha p o is se ass si em for, uam da si mage ns te rá s id dom ani ip vaso lada, por v vaso lem n te que men nete que mente ad a al tura curx ira ma sn cao de ix ad e f az e rato s en tito co mula t iv o de lei tura


Depois se via o rick martin, com um cao nas cores maçónicas, a se dirigir a uma balcão de aviões, com um sinal que parecia dizer, no acess to gates, mas isto é já outra linha da mesma historia a ver com o rapto e eventual troca de meu filho quando nasceu, assim me parece, na realidade, vi outra vez o chavez a votar com um rapazinho ao seu lado, como já vira antes, me começo a perguntar se nao será a ele que tenho que atribuir o terrível dizer que me diz, tenho o teu filho, que cada vez que o ouço, como agora neste dias masi uma vez o ouvi, até me arrepio todo, quando o descobrir, logo vereis quem se arrepia em definitivo, seus filhos da puta bandidos e cobridores de raptos de crianças, deste pais de merda, e cobardes, todos, nenhum homem, nenhuma mulher, para responder cara a cara

D ep o is se via, networks, o rato da ck do martin, com do primeiro cao na sc co ratas espanholas maçónicas, a se di rig ira uma bal cao de avio es, com dop primeiro sin al quadrado da ue par e ceia di ze rn no ac ess to g at espanhol, ma sis to é j á circulo do vaso do delta da cruz do ra linha da me s ep en te ma hi do circulo do toi ra ave rc com do circulo do rat tp oe e cruz do rc coa de me vaso eu fi do primeiro ho quadrado da ua ando na sc eu, ass em me ap rece, na rata e la id ad e, vi circulo do vaso da cruz ra ave zorro da oca do homem do vaso e za vaso sd ota rc om primeiro ra p az inho ao serpente do eu primeiro ado, com co circulo do j à vaso da ira ant espanhola, me com e ço ap do per da gun da cruz do ra se en º sao se rá a e leque cruz en ho quadrado da ue eat rib vaso do iro terri iv el di ze rato do q ue me di zorro, cruz en ho ot eu fi primeiro do homem , quadrado da uec ad a ave zorro do q ue oo vaso do cic omo agora nest e ds do cabrão do mentiroso do dias ma si uma ave zo da ova do vaso da via té me ar rato da ep pi do circulo todo, qua ando ode sc em br e rato, primeiro ogo vere is quadrado do eu em sea ar rato e pi a em de fi ni cruz ivo, se us fi primeiro do homem da os da puta bandidos e co br id dor es de rat pt os dec rina sç as, de ste pa is de me rda, e co br ad espanhola, todos, sn en home do prime rio om em, ne en homem da uma mul her, para rata espanhola de pond e rc ar aa cara

Não deixa de ser clara , infelizmente clara, a imagem da senhora eu morre de aviao , o mesmo processo que contribuiu para morte de seu esposo, quando ela andava averiguando estas matérias

N cão de ix a de ser clara , im f eli ze mn te da cala do ra, a ema mage made ria da serpente da en hora do eu mor red e avia circulo , om me serpente do mo pro circulo co do ess, circulo do q ue circulo em cruz rin u i u do up da ap do para m orte de serpente do eu espanhol do poso, qua ando el primeira ana dv a ave rig vaso ando e sta serpente mat e ria serpentes

Ny y a h oo, no yahoo, nas entrelinhas da vitoria do chavez na Venezuela assim li, via s k y ne ws

http://uk.news.yahoo.com/5/20090216/twl-venezuela-s-chavez-wins-vote-on-righ-3fd0ae9.html

Ny y a h oo, no yahoo, nas en t r e linhas da vitor ia doc h ave z na v ene z eu la ass si ml e,

No y a h oo, nas not i cias s ob rea avi tor ia doc home da ave zorro do ass si mnas net rato e linhas li


Vaso do ene zorro da ue l a ap os t lo da se da ep do pr rn da cruz espanhola te do sc home da ave zorro w i em ns vaso do vo da ot do eon da rig hd tor to da ru primeira latina europa , da regra e vaso rato le primeiro maçónico

he vic tory inana tio em al rato efe ren quadrado um al serpente do circulo do bo primeiro st e rato ss el eva são do pp o rt for energia serpente soci al e stan dant i traço ingles US poli cie espanhola.

Mr circulo do homem ave zorro do homem asa al da rea da ad delta be en inp circulo do web rf circulo raro dez y e ars e dt he wi em homem el ps circulo do le art he w primeira do delta da for hi maior do to forte vaso do primeiro da fil hi serpente sd dec la red goa dez fr vaso do primeiro ingles for dec ad espanhola.

But da cruz do homem ingles gato da loba vaso ar eta
e co on circulo do mic circulo rato isis do w vaso do onze da v ina td oto, li mit hi serpente do ab bil it delta do to sp en do e vaso ar eta do ca serpente do homem em e tio na li sin gata das industries and e x cruz en ding hi sin da co ns t ip a sao ove rato sea serpente.

Serpente do kapa do delta do ap s ot l o serpente do roberto ni serpente da bet inc da cara ca serpente sa id: as ps maior rato az do circulo do homem da ave zorro da sa id do ft, he rea son , he w as cruz rato do delta ingles to ch ange cruz, he co ns titu tio n w as cruz do ob e ab le to ad van ce hi serpente socialista rato do evo lu tio nin si de vasp dp ene zorro da ue la.

Spa do duplo vaso do hat he ar gato da ue quadrado do w as to use cruz he em one delta do fr om cruz he serpente da al e circulo do forte do oil in vaso ene zorro do vaso ela to home do el pt he p oo rato ponto da spa serpente

El e ct o ra l au t h o rit tie es sa id 54 per cen til o f v ot e r s a pp rove d a co ns titu tio nal am en d ment to r emo ove li mi ts on re-ele c tio n and a ll o w Mr C h ave z to st a y in o ff ice un til he is d efe a ted at t he ba ll ot da box. Hi s c ur rent te rm en ds in 20 1 3.

Spa serpente do angulo da ong primeiro pelicano, cruz do he rato do evo lu ti o em, spa serpente home do circulo do vaso do ted m rc homem da ave zorro, as do he st oo don da hi serpente pala ace do bal co ny em fr on to ft homem do circulo do vaso dao sand ds serpente do forte do fla gato do traço ingles wave inglesa ser p ene td do circulo do vaso el eva são do pp orte ra serpente.

Fi rato e w o rato kapa sex da p dez ded ac ross cara ca sand cars and m oto rb ike espanhola sp e dt homem do ro vaso dog home da cruz he city as c homem ave zorro serpente do vaso u pp o rte r serpente da cele br ra primeira do ted.

O pp circulo do si tio em lea der serpente ss da sa do delta do mr circulo do homem ave zorro is san au toc rat b en ton sc vaso do primeiro da pt inglesa do vaso do ene zorro da ue la em cruz do circulo da primeira replica do circulo do forte do com m uni st dec da cuba, do mar.

Spa da serpente prime rio forte do delta do circulo do vaso w ant to see set da cruz hat, cruz he gato da ove rn men cruz homem do as sd quadrado do one, do just primeiro ook ove rt her e, spa sa id dor do circulo do teo do Y do jose, p circulo do internacional ingles da primeira do tim p da ove rato is she ds homem do ac kapa do sc do ram ped on tot he hi ll side o ft do he da capital.

But mr circulo do homem da ave zorro do homem as sur vaso do iv e dt w on primeira da ti em al serpente ted da cruz rato ike sa gain st hi serpente da rule and co maior man ds cruz he lo y al e primeiro da cruz delta do circulo do fm a ny p oo rato do vaso do ene zorro da ue lan serpente.

He cruz da mol h ad da primeira ook do circulo do ff ice in 1999 a san un der dog vo do w ingles gt to en dc circulo do rr do vaso do el eva são da pt el it espanhola, and is do pop vaso do primeira dol da ar for serpente do pen ding on he al t h c primeiro in ics, sc home do oo do primeiro da sand forte do oo quadrado homem ts do traço no metro ingles.

He homem as st ren gt homem ene dt ti espanhola w e cruz home
Russia and Iran, and le ft do traço da inglesa lea ning a ll e espanhol sin E circulo do ua dor and bo primeiro iv ia homem da ave do dj jo ine quadrado da energia da min rato e w rit inglesa laws to e x cruz en dt he e rr vaso do le in the na meo forte do br rin do gin gato do we da al cruz home do to one gato do le circulo da te dp oo rata majo riti espanhola.

cruz he vic tory a ll o ws mr circulo do homem da ave zorro da, e ts r e lado quadrado , to put be home ind homem ima dama gin gato delta vaso da ot e primeiro do os sin segundo de duplo circulo do sete, w homem en hi serpente do fi rato serpente tat te mp pt cruz tor emo ove co ns titu tio em al ra espanhol da cruz rai da chuva ts em hi sex cruz en ded ru le w as sd quadrado do efe primeira ted.

parece que existe aqui uma mentira, a ser espero que seja , essa dos sistemas automaticos aplicados aos avioes

par rc ce q ue e xis te aui, primeira mentira, ase ser es p ero q ue do seja, a dos sistemas, sist c eme s au ot to mat ticos ap li cado sa os avio es