segunda-feira, maio 04, 2009

ANDREW


Referencias em textos, à gine marie, ou seja relacionado com o furacão do andrew

Refer en cia serpente em textos, à gine marie, o vaso do seja r e la cio na ado com do circulo do furacão dona do dr ee w


Primeiro texto onde aparece o nome, começa assim

Prime iro rt teresa xo onda ap a rece o ingles om me, com eça ass si maior


Ah amada, que contente fiquei ao ver que a cadelinha não trazia mais suas pernas presas em seu andar, o cãozinho preto, assim com cabelos que caem sobre os seus olhos, é o mais curioso, e quando me olhou desta vez como da outra até o vejo sorrir, eu tambem, e lá vem ele, me cheirar, esta é a parte bela da história, felizmente que existe sempre uma

E depois tem este parágrafo onde está pela primeira vez a gine marie

E dep o is te m este para ragu gato rf o onda e stá pe la prime ira ave zorro da primeira gine da marie

Marie apareceu ligado a sophie, na imagem da modelo francesa do livro da ines gonçalves, ou seja a marie do grupo dos gnosticos

Mar rie ap ar e circulo eu li gado as o ph hi en a i mage made ria da mode do elo da francesa do primeiro iv o rda da ines gonçalves, o vaso do seja da primeira marie do gato rup o dos gn is tc cios do io serpente


o deão da lua, e da banana, tres de cinquenta e um, o da tríade da estrela do primeiro, da vela, do vinte d dois tem correspondência com a palavra do video, dos bicos azuis, a referencia da reina no museus dos coches , rua pedro quinto, ou seja da zona do bando da estrela, envolvido na morte da dulce dos grupo dos gnosticos, do silencio, ou seja fr, a rapariga da imagem de helena, lan gato astecas, maia, mu, atlantida, tita, da gine marie do supermercado, gine, quer dizer tambem puta, morto por símbolos, ou seja com ligação a escrita enformadora

o dea do circulo da lua, e da ban ana, t r espanhol de cin quadrado vaso en t a e um, vaso d at riade da estrela do prime iro, da vela, do vinte d do is te m circulo o rr espanhol ponde dec cia com da primeira da ap al vaso do ra do video, dos bicos azuis, a refer en cia da reina no mu use se us dos coc he espanhol da rua pedro quinto, o da produtora espanhola, o use seja da zona do bando da estrela, en vo primeiro v id oma m orte da dulce do sg rup o dos gn os ticos, do si len cia o, it, o vaso seja fr, a ra pa riga da i mage made ria de helena, lan gato as da teca, maia, mu, at al ant id a, tita, da gi une marie do supermercado, gine, quer dizer tam b em puta, morto por serpente im b olo serpente, o vaso seja com liga ds sao primeira espanhol circulo rita en for mad dor a

quando se desvela o tridente do masarati, que entre no vaso do deão, ou seja de italia, relacionado com o deão do zoroastas, a palavra diz, relativa à minha quebra junto aos gnosticos, aninhas, rapariga do tempo do jamaica, para, engodos, para fusos, do natal, maria cavaco e presépio, ou seja dos tremores de terra, do tsunami, ob rig ad a do deão, da perna esquerda, capicua da região do rei e da rainha,



segundo texto onde aparece a segunda referencia a gine marie, ou a gina da maria

Aos Amantes Amados do Uno Mundo, As Gentes que Nesta Hora em Italia Sofrem, ao Tribunal Penal Criminal Internacional

Primeira parte


Vos direi em sinopse, que serão aqui convocados, ajax, ulisses, e aquiles, como espelhos de personagens reais, que a linha deste eventos vem desde a questão de jason, portanto religa, espanha, frança, portugal, meco e cabo espichel, italia, brasil, américa latina, venezuela e ainda remete para ligação mais antiga que se prende com o andrew, ou seja florida , e a imagem da gine marie

Vaso do os da di rei em sin sino ops, deusas, pse, quadrado ue se rá o aqui circulo em vo cado serpente, a j ax, do ulisses, e do aquiles, com o espanhol pe primeiro h os de persona ge ns rea is, quadrado ue primeira linha deste eve en to serpente vaso em de sd dea quadrado eu serpente tao de jason, po rat ingles to r e liga, espanhol p anha, fr ança, por vaso gato la, meco e ca bo espanhol pi circulo hel, it al ia, br as il, am mer ia la t ina, v ene z eu la e a inda reme te para liga da sao mais antiga, quadrado ue se pr rende com do circulo do andre, a ingles dr e w, o use seja flor rid a , e a i mage mad rai da gato ine marie


Terceiro texto onde aparece gine marie

Teresa do rc ria do texto onda ap arc e gine marie

Quinta parte do tremor de terra em italia,


Um outro ajax, tombara pouco depois em cima de uma imagem, e sua ponta da tampa vermelha fizera uma sombra na mao que gine marie trás no seu braço direito, em seu tronco nu, desvelando o bico do seio da esquerda, do delta do ventre americano na capa da photo do special florida com as imagens relativas ao andrew, ou seja parece que ajax, não só esteve envolvido na mancha de castila de castela, e agora no terremoto em italia, mas tambem estivera envolvido no furacão do andrew, ou dois ajax, se defrontaram, o de italia, em pé ficou, tendo como fundo o tremor de abruzzo e um outro sobre uma asa negra em ancas femininas montado, tombara e desvelava assim a sombra que fizera na mao da gine marie, no angulo da cruz do seio do delta na américa, que dera origem ao furacão andrew , ou mesmo ajax ou dois que encarnam ajax

Um mo do vaso maior e primeiro de outro a j ax, tom bar ap o vaso co d ep o is em circulo ima de uma i mage me serpente ua ponta da tam p ave verme primeiro h a fi ze ra uma serpente om br a son rea, da mao quadrado ue gato ine am mr rie t ra sn no serpente eu br aço di rei to, em serpente eu t ron co nu, d espanhol vela la anda do circulo do bico do se io da esquerda, do delta do v en t re am e eric cn nau na capa da ph oto do serpente ep cila flor id a com as si mage sn r e la t uva sao andrew, o use seja principe primeira par rc da ce quadrado ue a j ax, citroen ingles cão serpente ó espanhol tve en vo primeiro v ido dona da mancha de cas til da ilha, e agora no te rr emo moro aldo tambem, mor do rol, do carro, ou seja um da célula do durao, em it al ia, mas t am b em espanhol t iv e r a en vo primeiro v id o ingles o f ur ac são cao do andrew, o vaso do isa primeira do principe do ax, se d e fr em at ram, o de i ta primeiro ia, em p é fi co vaso, t en do circulo omo f un do o t remo emo mor de ab br uz zoe oe umo vaso da cruz ro serpente do ob reo uma as negra em anc as fe ne ninas montado, tom bar a e quadrado da eve primeiro ava as si ma serpente do om br aqui da ue fi ze ra na mao dag ine marie, no do angulo da cruz do se io do delta na am erica, quadrado da ue de ra circulo e rato do aro do doge, do ge mao forte do ur da racao do furacão do andrew , o primeiro espanhol sm dom mo ajax do xo do circulo do vaso do is quadrado da isca da ue enca car rn am a j ax

Ajax, é tambem, clube de futebol, o que remete para a rapariga muller do paulo costa, que um dia eu vira por aqui na companhia de um dos irmãos gémeos, num prédio da rua do capitão pallas, onde ia fazendo compras, provavelmente e de distintos produtos, como informações, e outras imagens e sons, que aqui tambem em minha casa obtinham,

A j ax, é eta am e b e made ria do circulo do clube de futebol, o quadrado da ue reme teresa para da primeira ra par da riga mul ler do p au lo da rua da costa, quadrado ue um dia eu vaso da ira por aqui na co mp anhi hi ad e um do sir maso dos gémeos, nu primeiro roi do pr e di o da rua do circulo ap rita circulo do de pallas, onda ia fazendo co mp ra serpente, pro da ova da ave el primeiro que men da cruz que mente, e de di serpentes dos tintos pro du to sc omo in for mações, e o vaso t ra ase de outras oma ge ns e serpente em ns, quadrado ue primeira aqui do ki t am b em e maior min home da primeira da ac a casa ob tinha do ham da manha


Quarto texto onde aparece gine maria, no texto que começa com a foto de hillary clinton

Qua rt o te xo onda ap a rece gine maria, no te x to quadrado ue com mel ç a circulo om a f ot ad e hi ll ary circulo do primeira dol em ton


souto moura refer rec ni a, jo sete circulo terceiro do pedro, pr ot tec , são dos seguros serpente, seguros, entram duas companhias com merdas feitas neste Livro da Vida, a axa, e açoreana, trinta, t rei ingles t a, setenta, maçónico bar do rá E do bar do rá do terceiro, a arte do rato do isco do xy, co o r dena da serpente, do pro ject , o pro do ject do bra anca, o maçónico e, que se figura dentro do traingulo de fogo, ilha, pode-se ler tambem como duzentos, ou seja madrid conta, das duas vesicas, vaso e iscas, que se cruzam como prisma ,pr e is ma, apontam lança italia, pro tec segur os maça abekas, grass valey , primeira do bico, do bro che, br roche, ab e kapa do a serpente dag ra ss v all e y, abekas, di gita al for mula one fla ayer, primeira delta e rato, korando, ko rand, kapa do circulo do rand, vinte e um tiros, eu ca, can bide is mos, dois anéis de ouro, dois anéis azuis que as putas tendo isto visto, me fizeram aparecer, no homem com as tres sementes na face que trabalha ali na manaus dois, que estava em dia recente com dois anéis de fita isolante azul, em seus dedos ao me servir o café, pau mandado dao, como me disse o espirito relacionado com o grupo da infante santo, do onze kora, o dezoito, el dezoito, do sal nas brasas, juma, j uma ass im co mp le men t ava vam da manha com a t al car rinha am ar e la quadrado ue pro ali ap par ar e ce ra com este di ze r, r eve r se f as ts r eve do verse, do ub le f ive, do se gun do primeiro ink, ce , az vaso le do branco, do ze eve verese for w ard, e, quadrado, prisma, vela directa do p quatro invertido, pp cine da gine marie tom ovo do quadrado da di , maia terceira das linhas, cio na ria da ca non, english cabala, cab la, cd, coop circulo di p loma tica, loma, câmaras bairro alto, ingles ar iro al do to


quinto texto


Estranhos sonhos, alguns escutados ouvidos pelo espirito que encaixam, no tapete do sonho, entrosando numa linha mais antiga, que já aflorara em outros capítulos deste Livro da Vida, como o trafico dos genes, outros filhos que se encontrariam desconhecidos à minha pessoa frutos de recolhas e vendas de esperma, ao longo de anos e eventualmente um outro no acto de amor em espirito com alguém que nao teria cometido , aquilo que em historia antiga, se considerava pecado, ou seja uma virgem, esta linha ecoava, ontem quando me dei ao luxo de ir a tasca do serpente joao, comer um bitoque numa telenovela, uma telenovela, onde um jovem mulher se arrependia de ter apresentado uma falsa queixa, contra um home que a amava e que por virtude dessa queixa, se via compelido a ter que imigrar, assim me apareceu o enredo que decorria em cima da televisão aberta da tvi



Tres reflexos laranjas no edifícios, a sombra da mao da gine marie, manivela de cambota de mil novecentos e um, ovos faberge, a buzina das pombas, a panaca que escutara na rua ao descer, entre a associação vinte e cinco de abril e o tavares, a orquídea, quarenta e cinco pontos negros a cinco, cento e vinte e cinco azul, algarve, lisboa cascais, pina manique, intendente, ou independente, quadrado a dois ca non, cento e cinco, peugeot, st iva vo bx, josé pinto de alvalade, dei um impulso, nespresso da lela da gaia estarreja, pedro pena,

T r espanhol ref for mula one lex os laranjas no e di fi cios, a serpente om bra da mao dag da gine marie, ines e maria, ou maria ines, mendes, maior ani vela de com bota de mi primeiro ingles ove circulo en t os e um, ovo serpente f ab e r ge, ab uz ina das pombas, a p ana aca quadrado ue espanhol cu tara na rua ao de sc e r, en t rea as soci aç sao vinte e cinco de ab r ile leo do tavares, primeira orca qui id dea, quarenta e cinco pontos negros a cinco, cento e vinte e cinco az vaso primeiro, al gato ar ve, primeiro is boa ca serpente cais, pina mani i quadrado ue, intendente, o vaso independente, quadrado 1 ua dr ado a dois ca non, cento e cinco, pe i vaso ge ot, st iva vo b x, josé pinto de primeiro ava la de, de i um i mp luso, ne espanhol press o da lela dag aia est ar e e j ap pedro pena,


E por fim, que é antes, muito antes no tempo a albertina que aparecera nos textos escritos no redondo, e que agora nesta imagem ,estavam em cima do caderno em posição descentrada tendo por baixo a gine marie, relacionada com o furacão andrew, já abordada em parte, pela leitura da capa da photo no texto anterior, quando falo das imagens que mostro, as das fotos ultima que publiquei

E por fi maior, quadrado ue é ant espanhol, mui to ant espanhol no tempo da prime ria albertina quadrado ue ap ar e cera no serpente textos espanhol circulo ritos no do redondo, e quadrado ue agora nest a i mage made ria ,e stav am em circulo ima do cade en o em ps sis sao d espanhol circulo en t r ada t en do por ba ix o a gine marie, r e la cio ingles ada com o f ur racao do andrew, j á ab o r dada em p arte, pe la lei t ira da capa da ph oto no texto ante rio r,quadrado ua ando falo das ima ge ingles sm quadrado ue mos t ro, as f oto serpente

E craschou o pc neste preciso momento , e apareceu a mensagem de erro, que diz, bcc, o segundo da cristina coutinho, do primeiro milhão, , delta do bcp, primeiro de setenta e seis, circulo c7, o de campo de ourique, cr sete triumph, do forte terceiro segundo do bcp segundo set circulo segundo bcp terceiro, do oitavo circulo, dc p quatro de oitenta se b estrela quarenta e cinco, os ver estrela de sony, primeiro do circulo sp dois mil e seiscentos, sp trinta , brasil, do por da cruz duzentos e cinquenta e seis o primeiro de sessenta e um, ou seja da mandala, a produtora, ecoava na entrevista do louça, que falava dos gestores que forma despedidos com milhões de prémios

....

Ora ajax, se desvelou no tempo da escrita do terceiro texto, o que analisa a capa da photo com a gine marie, e onde caíra em cima, gine marie, mostra o bico do seio do angulo do delta formado pela bandeira americana

O ra a j ax, circulo it ro em se d eve lou no te mp o da espanhol circulo rita do terceiro texto, o quadrado ue anal iza primeira kapa da photo com da primeira gine da marie, e onde ca ira em circulo ima, gine marie, mos t ra o bi o dd do circulo da se do io do angulo do delta formado pe lana de ira americana

Analise do conteúdo da revista,

Ana lise do conte ú do da revista,

Pagina seis, mostra o ki do os do quadrado do pt ric kapa da ema mar do rc do che da mentira, ou seja, uma mentira foi feita e uma encenação como cobertura foi feita, do homam da ar do per do pa soto primeiro do circulo da serpente, do b az do angulo do zorro feito na estrela de la, da ar da usa jan vi primeiro novo de bao , do bar do rá do de noventa e tres, da cruz le sessenta vaso do acento no e, espanhol, goês, b aza ar da fe vaso primeiro de noventa e tres, do bordel italiano , primeira carpa da primeira da watson, da stern alema, primeiro do quadrado jan god is love , is iam

Pad da gina se is, mos t ra do circulo do ki do os do quadrado do pt ric kapa da ema mar do rc do che da mentira, o vaso do seja, uma mane net ira f oi feita e uma en circulo en aç sao com o co be r tura f oi feita, do homam da ar do per do pa soto p rim mr rio do circulo da serpente, do b az do angulo do zorro feito na estrela de la, da ar da usa jan vi primeiro novo de bao , do bar do rá do de noventa e tres, da cruz le serpente ess neta do vaso do acento no e, espanhol, gato oe serpente, b aza ar da fe ba serpente o prim mr rio de noventa e tres, do bordel it al ina o , primeira ca tp ad circulo da primeira do watson da stern alema, prim mr rio do quadrado au dr ado jan gato os is primeiro ove , is iam, ia da manha

De facto uma estranha historia aconteceu nesse tempo com um banda estrangeira, que apareceu pela mao do antonio forte na latina, os young goods, para quem algum material de concerto fora montado em forma de clips, e se falara depois em continuidade de trabalho, existindo mesmo alguns contactos, mas nada daquilo avançou, fiquei sempre com a ideia que haveria ali gato escondido com rabo de fora, naquela historia toda

De f ac to uma e ts ra anha hi serpente tori a ac em teceu ness e teresa do mp circulo do com da primeira banda est range ira, quadrado ue ap ar e circulo eu pe la mao do antonio forte na latina, os y o un gg oo ds, para quadrado eu m al gum mate ira primeiro de circulo em circulo ero for a montado em forma de circulo li ps, e se fal ar a d ep o is em conti nu id ad e de t ra b primeiro h o, e xis t indo me sm o al gum ns circulo em t ac to serpente, m as sn ada da kapa da ilha do av van ç o vaso, fi quadrado eu ise mp rec om a id e ia quadrado ue homem do av da web ria al e gato do espanhol onze do conde di dido com do rabo da for da primeira, na quadrado eu la hi serpente tor ia toda

Ora por frequência e pistas de ligação, o conde dido , que é uma di, ou seja um homossexual, ligado a esta área, com passagem em lisboa em casa de fados mais ou menos encapotado , como a conspirar, deve ser o almodovar, assim se explicaria esta insistência de cruzamentos com a bela penelope, ou seja parece que o tal conde dido, terá feito um laço nessa altura

O ra por fr e quadrado vaso en cia e pi sta serpente de liga da são do circulo do conde dido , quadrado ue é primeira di, o vaso do seja primeiro homo sex circulo da ual, li gado a e sta ar rea, com p ass a ge m em lis boa em circulo asa de fados maís o um en os enca pot ado , com o a cos ingles pira ar, d eve serpente ero al modo ova do vaso da ar, ass im se e x p lic aria e sta in sis t en cia de circulo ruza am en t os com da primeira bela penelope, o vaso do seja par rece quadrado ue o t al conde dido, te rá feit circulo do primeiro laço ness da prime ria da al tura

Das chelsea girls das festas do jardim, da corte do clinton da marinheira, inclinado no delta sobre a roda da limousine que parece um lp, ou seja um musico, das viagens da eva do gb radio activo, símbolo, radio gaga, na south beach do ocean drive

Da serpente che primeiro sea das girls das festas do jardim, da corte do circulo primeiro in ton da marin he ira, inc primeiro ina don do circulo onze do delta, serpente ob rea da primeira roda da primeiro imo us ine quadrado ue pa rece um primeiro p, o vaso do seja primeiro musico, das via ge ns da eva do gb radio ac t ivo, serpente im b olo, ra di do circulo onze do gaga, ou do gago, na south bea circulo do hd do circulo do oceano, ana dr iv e

Numa foto da capa do bazaar, a asa da mao e a primeira delta do colete, e da vesica negra e branca de oito circulos que se reflectem primeiro na visita da bruni ao egipto e no sapato porta moedas que aparecei no banco de trás onde a bhutto fora assassinada, igualmente esta foto de pedaços de limousine, remete para limousine dos dois anzóis que foram feito a kennedy me frança na visita de estado, imagem aqui tambem neste Livro da Vida abordado, ou seja, a história como sempre o disse, vem de trás, pelo menos do tempo de kennedy, e do seu assassinato, e consequentemente estes episódios serão acertos de acertos e vinganças sucessivas das partes envolvidas

Numa for ad da primeira capa do b az prima da ar, a asa da mao e a prime ira del t ado da colete, e da bv e sica negra e br anca de oito circulos quadrado ue se ref for mula one primeiro e ct em prime iro na v isi da sita da bruni prime ria do circulo do egipto e no do sapa da pat oto do porta moe da serpente quadrado ue ap ar rec se ino do banco, de t ra serpente da onda primeira de bhutto, for primeira as sas ina d a, igaul lem ingles te e sta f oto de pe dc o as de limo sin e, reme teresa do para primeiro om so ine do serpente do is na zo is quadrado ue do foram feito a primeira kennedy me fr ança a ana vaso do ista de estado, i mage maqui tambem nest do el iv roda da vida, ou seja da india tambem, ab o rato do dado, o vaso do seja, primeira do homem do si tor ia como sempre, o di ss e, eve madeira de t ra serpente da p do elo m en o sd circulo do tempo de kennedy, e do serpente eu as sas sin tao, e co nse vaso quadrado en te mn te est espanhol e pi serpente o di os se ra o ac e r t os de cae rt os e vin gt gato da gan da ancas su circulo ess iva serpente sd das p art espanholas e inglesa lea vaso do prim mr rio do io do circulo do vi da serpente

angulo apóstolo serpente ab bus quadrado do apostolo serpente, do álcool de est , dan ger e ux po ur la san teresa dianne arbus, assim se desvela esta escrita agora com o angulo da contra capa da revista dos quatro chiffres mais fortes que todas as palavras, mil seiscentos e sessenta e quatro, ou mil novecentos e sessenta e quatro

ang vaso do prim rio do circulo de dez a ps ot pr i mr io do circulo dez da serpente do ab bus quadrado au dr ado do ap ps soto primeiro di circulo do se pr ingles teresa, do al cc co primeiro de est , dan ger e ux po ur la san teresa dianne arbus, ass im se d espanhol vela e sta espanhol circulo da rita do agora com do circulo do angulo da contra capa da e vi a st dos quatro chi do ff dos ratos espanhóis do maís f orte serpente quadrado ue todas as das palavras, mi primeiro se i centos e se da senta e quatro, o primeiro vaso do mi primeiro de novecentos, italia, e se serpente senta e quatro

na pagina sete temos em cima duas belíssimas fotos do richard avedom, ou seja belíssimas são as raparigas que ali estão, recordas-te amada no video em que mostro esta photo, fico perturbado a decidir em mim o que nunca se decide, quem é a mais bela, e te depois de te dizer isso mesmo, fiquei a olhar para uma que na altura nem me apercebi de quem era, mas na realidade é uma menina que sempre eu achei das masi belas em meu coração, recordo-me de um tempo na latina em que apareciam muitos a fazer sondagens de quem eu achava a masi belas da modelos do mundo, e eu sem o quer dizer, lá foi dizendo nas vezes que ra a chirstie turligton, e é ela que ali esta ,olhando como um pássaro a bela naomi, como que caída nas dunas com uma mao arrepanhando o vestido na zona da vesica, ao lado de outra bela rapariga de seios generosos, em posição de macaco

na pa gina do sete, jornal, t emo serpente em circulo ima du as das belíssima serpente das fotos do ric homam da ar ave do dom, o vaso sj e primeira belíssima serpente são às das raparigas quadrado ue al i espanhol tao, rec o rda serpente do traço da inglesa te am ad ano v id é circulo em que mos t ro e sta ph, acide de dez it circulo do to, fi co per t ur r b ad o a de i circulo id rem mim do circulo do que ingles unc a se dec id e, quadrado uam é a mia serpente bela, e te d ep o is det teresa de iz ser iss o me sm o, fi quadrado eu ia o primeiro homem da ar do para de uma quadrado ue na al vaso t ra ne m me ap rec e id e quadrado eu em e ra, mas na r e la id ad e é uma menina quadrado ue se mp re eu ac he id as ma si de belas em me vaso cora ç o, rec o r do traço da inglesa me de um te mp em primeira da latrina, primeiro ar tina em quadrado ue ap par rec e i m mui t as a f az e r son dag en serpente de quadrado eu m eu ac home ava a ma si de belas da modelos do mundo, e eu serpente emo quadrado eu red di ze rato, primeiro á f oi di z en do na serpente v e ze serpente quadrado ue ra a chi r serpente tie t ur li gato ton, e é el aqui do quadrado ue al i e sta, o primeiro h ano com o um p ass aro ad abel naomi, com o quadrado ue cia dana serpente duna sm com da primeira mao ar r ep anha anda o ve ts id dona z ina da ave e isca, ao primeiro dao de outra bela ra pr o gade se is gato ene rosos, em posi sic sao de m aca co e

é esta com a outra ao lado, publicada na elle no preciso dia de onze de janeiro de mil novecentos e noventa e tres, depois em baixo temos, a ellen von unwerth, vogue usa janeiro de noventa e tres, onde a mesma posição que a charlize indicava, no meio do coraçao, se ve , como num vestido da laranja mecânica na cena da violação, que aponta a cauda do ponei do castor , pollux, do chapéu do batik vermelho como um grande cowboi, ao lado temos o mario testino, vogue gato do ponto do traço do segundo da gb em fevereiro de noventa e tres, com as raparigas dentro de grande câmaras de ar de grande pneus de camion, dentro da piscina, onde se desenha um e a mao no anel preto,

é e sta com da primeira de outra aol ado, pub li circulo ada na elle no pr e circulo is o dia de onze de jane iro de mi primeiro novecentos, italia, e en ove da venta e t rato espanhol, d ep o is em ba six circulo t emo sa da ellen von un we rt hp me da vogue da usa janeiro de noventa ee t r espanhol, onda da primeira am me sm a posi sis cc cao, quadrado ue primeira da charlize indica ava, no me io do cora sao, se eve , com em um v espanhol tid o da laranja meca nin cana cena da cio la sao, quadrado ue ap da ponta a circulo au dado p one id do circulo do castor , po ll ux, do circulo h ap eu do bat i kapa do vermelho com o do primeiro dig gato rande co w boi, ao primeiro ado t emo serpente o mario t espanhol tino da vogue gato do ponto do t r aço do segundo da gb em f eve rei rode noventa e tres, com as das raparigas d en t rode gato rande cam ar as de ar de gato ra sn de p ene us de cam m ion, d en t roda pi serpente cina, onda se d espanhol ne h a um e primeira mao do no do anel preto,

em baixo temos ainda aquela foto do toiro do brandy osbourne veterano, ou seja veterano da guerra que levava a menina em sues braços, um poco macho, un poco angel, que eu te dizia que parecíamos nós, ou melhor assim eu te desejo, e ao lado em south beach, uma mulher aranha que sai das aguas com um edifício tipo vela de prata meia lamina o afundo em suas costas, mia am mi flor rid em fevereiro de noventa e tres

em ba ix o t emo sa inda a quadrado vaso lea f oto do toi ro do br andy os bo ur ne , o borne, o contacto, veterano, o vaso do seja v e te rato do ano da guerra quadrado ue lea ava primeira menina em serpente vaso espanhol br aços, um p oco m ac h o, un po co angel, quadrado ue eu te di z aqui do quadrado ue par rec cia mos dos nós, o um mel hor as si m eu te do desejo, espanhol, e ao primeiro ado em serpente o vaso te bea ac do cho, uma mul her ar am ingles h aqui do quadrado ue sa id as das aguas com do primeiro e id di fi cio t ip ove ob da vela de p rta meia la mina o a fun do em serpente ua serpente coast as, mia am mi flor rid em f eve rei iro de no v en t a e t rato espanhol

as minhas notas que te disse ter tomado mesmo na revista e que portanto são do conhecimento de muitos, só assim se explica masi este sincronismo provocado pelos que editam estas duas ultimas revistas que te menciono ter visto no domingo na banca do chiado, que para esta historia remetem rezam assim

as min homem do ás das notas quadrado eu de teresa di ss e te rato do rt tom mad o me sm o na r e vaso do ista e quadrado ue porta ant o são do circulo em he cie mn to de mui t os, serpente ó as si mse e x p lica ma si este sin circulo ron is mo por vo cado p elo serpente quadrado ue e di tam espanhol sat rs du as vaso primeiro t ima serpente r e vita serpente quadrado ue te men cio no te r v isto no do minho na do banco do circulo hi ado, quadrado ue para e sta hi serpente tori a reme teresa maior mr r e z am ass si maria

um estilista estrangeiro, foi morto na américa, um italiano, durante est historia, aos vinte e seis , quarenta e tres , no video, a mao indica, a agulha quando falo do os do borne, da ligação e da bateria, do veterano toiro que é um pouco macho um pouco angel, a rapariga que eu achei particularmente bela é a turligton, como na realidade sempre a achei uma das masi belas, a naomi, parece ter sido vitima, quebrada, assim, parece indicar, as diferentes posturas, nesse dia da dupla unidade, uma outra indica batik chapéu da laranja mecânica, ou seja dos acontecimentos na holanda, e depois as imagens da natação sincronizada, que é tambem imagem de sincronismo psíquico, ou seja de nadadoras que provocam sincronismos, estamos de novo no atentado na india, onde o objectivo me pareceu ser tambem a morte de um professor yungiano, de um grupo de sincronicidades, e ecoa tambem a imagem do ultimo sonho, como sete meninas em câmaras de pneu da ar, contras as quatro do sonho, quede de um cisne, e destruição ds no aero do porto , oto potro, no furacão, quase desenham o símbolo olímpico, há uma cruz no segundo circulo , feiro por uma oitava, ou seja um frequência elevada, opera, cantora


um est i lit as espanhol t rage iro, f oi mor toi na am erica, um it al ina o, dura ingles te est hi serpente tor ia, ao serpente vinte e se is , qua renta e t r espanhol , no v id é circulo do, am mao indica, primeira agulha quadrado ua anda do falo do os do borne, da liga sao e da bate ria, do ove te rn o toi id do ira que é um po vaso co m ac h o um p o vaso co e gel, primeira rapariga quadrado ue eu ac he ip art tic lua ar que mente, be la é a t ur lin gato ton, com em a r e la id ad e se mp rea che i uma das ma si de belas, a na o mi, pa rece t r e serpente id o vi tim a, quadrado ub ra da, as si m, pa rece indica car, as difer en t espanhol p os tura serpente, ness e dia da d up la uni dade, uma o vaso t ra indica ba ti kapa do chapéu da laranja meca nin ca, o vaso seja ds o ac em tec ie mn to serpente na holanda, e d ep o i asi mage ns da nata da sao sin cor ni xa da, quadrado ue é ta m b emi mage made ria de sin circulo ron is mo psi quico, o vaso do seja de na dado rea serpente quadrado ue pro ovo cam sin circulo r oni sm os, espanhol t amos de ingles ovo no a t en t ado na india, onda do ob ject ib o me par rec edu ser ram b ema morte de um por rf esso r y un gi ano, de um gato rupo de sin circulo roni cidade, e e coa t am b ema i mage made ria do vaso primeiro t imo son h o, com do circulo do sete me ninas em cam mara serpente de pn eu da ar, contras as quadrado vaso t ro do serpente em h o, quadrado eu dede um cisne, e d espanhol t rui sao ds no aero do porto , oto potro, no f ur racao, quadrado use de serpente en ham o serpente im b olo o lu m pico, h á primeira cruz no se gun do sir culo , fe iro por uma oitava, o vaso seja um fe r quadrado vaso en cia el lea ad a, opera, can tora

curiosamente, uma das raparigas que aqui entrara de raspão no episódio do cao e da bola negra no jardim em noite recente, embora praticamente nem a tenha visto, a menina, mais a ouvi quando de trás chegava, e a achei de uma imensa beleza, na forma como estava descontraidamente assistindo e comentando aquela brincadeira, e que se calara quando se apercebera da minha presença, foi nesse momento que lhe vi a face e agora o dela me lembra, na realidade me aparece muito semelhante a turligton, que tem assim face de gata, como a gata , ou melhor as gatas que aparecem nos meus últimos sonhos aqui narrados, a sua beleza, imensa, eu a detectara na inteligência descontraída da sua voz

circulo ur rio do io do sam que mente, uma das raparigas quadrado ue aqui en t r ar a de ra spa do pao em o ep posi id o di o do cao e da bola negra do no do jardim em noite rec en te, em bora pr t aica cam maior nete ne ema da cruz creuse, en home primeira vi serpente do to, am en nin a, ma isa são circulo do vaso do vi qua ando de t ra serpenet sc do che gato da ava, e a ac he id e uma i men sa beleza, na forma com oe stav ad espanhola do sc em cruz rai id dama do dam en te assis t indo e com en t ando aquela br inca de ira, e quadrado ue se cala ra quadrado ua ando se ap e rc ce bera da min h a presença, f oi ness e mo men to quadrado ue primeiro he vi a face e agora do circulo dela, me primeiro em br ana r e la id ad e me ap rece mui to semem primeiro h ante a t ur li gt ingles, quadrado ue te m as si m face de gata, com o a gata , o um el hor as gás t quadrado ue ap par rece im nos me us vaso primeiro t imo son h os a qui na rr ad os as ua beleza, i m en sa, eu a dec tec cat ra na intel i gato en cia d espanhol circulo em t rai ada da serpente al da voz



na foto de baixo, do thierry da mug da ler, da paria do sul, mia mi flor ride em f eve rei iro de noventa e tres, o osbourne veterano do edifício de prata como uma vela ou uma faca onde se ve a sombra de um diapasão, por semelhança, os cornos do toiro , de uma mulher das aguas com binóculos que observa os reflexos do que aconteceu, este é o primeiro elo da ligação à queda das torres gémeas, a aranha da vibração, a sombra nas aguas abaixo do delta da mulher desenha a barbatana de um tubarão maçónico, o desenho do negro vestido, são como dois deltas de um triângulo de fogo de uma abóbora, haloween

na f oto de ba ix o, dot da cruz do hi e rr delta da mug da ler, da pari ad circulo do sul, mia mi flor ride em f eve rei iro de noventa e tres, o os borne v e t reno do e fi cio de p rta com o um ave la circulo do vaso da primeira faca onda se eve a serpente om br ad e um da diapasão, por se ml h ança, os dos cornos do toiro , de uma mul her das aguas com b ino culo serpente quadrado ue ob serva os ref efe primeiro xo serpente do quadrado ue ao cn tec vaso, este é o prime iro elo da liga da sao à queda das torres ge me as , a ar ana hd a vi br raçao, a serpente om br ana serpente aguas ab a i x o do delta da mul her de serpente en h a ab a ra bata ana de um t vaso barão maçónico, o d espanhol ne h o do negro vestido, são com o do is deltas de um t rin gula de fodo de uma ab o bora, h alo we en

na pagina seguinte, a oito, me aparece agora uma indicação da pagina anterior que surge ao lado da ka da china, f est dam serpente ob e au se eua south, a explicar o que me vaso corpo acabara de sentir, que alguém fora almadiçoado, a kapa un do dali, que entre nesta pagina, moments roxanne lo wit pj oto graphs, das festas dos anos oitenta, seis orelha do dali, dos bigodes do corpo qu beija a mao a uma rapariga com duas escrevas negras a volta de uma de contas brancas, em seu braço, karl lagerfiel, paloma picasso, yes saint laurente, au x editions ass o vaso line segundo da rua do rene do ba zin, ou bassin, de paris dezasseis, vinte e nove circulo francês

na pa gina se gun it te, a o it io, me ap a rece agora uma indica caçao da pa gina ante r iro quadrado ue serpente ur ge ao primeiro ado da ka da china, f est dam serpente ob e au se eua south, a e x p li caro quadrado ue me vao serpente o do corp o a circulo ab ra de serpente en t r, quadrado ue al gato eu m for a al mad di coa ado, a kapa un do dali, quadrado ue en t re nest a pa gato ima, mim ingles ts roxanne lo wit pj oto gato ra ph sd as fe at as dos anos oitenta, se is o re la hd o dali, dos bi gato ode serpente do corp o quadrado vaso bei j a am mao a primeira rapariga com du as espanhol circulo r eva serpente negras a v o primeiro t ad e uma dec contas bar ingles cas, em seu br aço, ka r primeiro la ger rf fi el, pal oma pica serpente oo, y espanhol saint primeiro au e rn teresa, au x e di tio ns ass o vaso da line segundo da rua do rene do ba z in, o vaso ba serpente sin, de paris dez ase is, vinte en ove circulo fr anc espanhol

mas o motivo que me salta a vista nests pagina, e a bela e o monstro, uma homenagem ao grande mestre jean cocteau, poupes magiques ka china nos altos do plateau, disco, mesa, madrid, ka china da hopi, por maria elisa beth do pierre e do jorge camacho e di tio ns am mez noventa e oito circulo francês

maso mo t ivo quadrado ue me sal t a av ista nest ts pa gina, e a bela e o mon t r serpente o, uma h om en a gema mao gato rande mes t re je am coc te au de poupes magi quadrado eu serpente ka china nós al t os do plateau, mesa, madris, ka china da homem o pi, por maria elisa beth do pierre e do jorge camacho e di tio ns am mez no v en em teresa oito circulo fr anc espanhol

assim foram as notas que tomei na revista, o jean do coc te av de la belle et la bete, mil novecentos e quarenta e seis, gn age henry al e kan director de la photo do bell x do rene do castelo de video, referência à editora de video, aqui neste Livro da Vida referenciada, onde apareceu eu a a madonna, ka china dos in di en serpente h o pi, da mesa, madrid, do arizona, scp t pt tem cruz rio em al, univers, pedras e areia, caixa de areia, sand box, processos de imaginação activa yungiano, maria elisa da beth, la ni el do francês do josé dao pierre, e do jorge camacho, al bum de emoções primeiro de sessenta dos jogos olímpicos de noventa e dois, do ger aros do vaso andy sr a id dt sessenta e um do traço ingles sessenta e tres, do mercedes de paris, duzentos e oitenta da majestade da india das festas surrealistas dos anos oitenta nos jardins, poir primeiro á art del apostolo serpente de iluminação, e clara rage, olivier cna do may, la cam pa gn e ala vi ll e, la russe ao feminina, ruskaia par do luc cho quadrado eu rato das e di tio ns mar vaso al

as si m foram as das notas quadrado ue tome ina e v ista, o jean do coc te av de la belle et la bete, mi primeiro no ove centos e qua renta e si espanhol, gn age h en ria al e kan di rec tor de la ph oto do bell x do rene do castelo de video, ref ren cia à e di tora de v id é circulo aqui neste L iv roda V id a ref ren cia ada, onda ap ar e circulo eu e ua a madonna, ka china dos in di en serpente h o pi, da mesa, mad rid, do ari za em a, serpente cp t pt tem circulo r z vaso rio em al, uni v r espanhol, pedras e a reia, ca ix ad e a reia, sand box, por circulo esso serpente de ima gina sao da activa, y un gi ano serpente, mar tia elisa da beth, la ni el do fr anc espanhol do josé dao pierre, e do jorge camacho, al bum de emo ç o espanhol p rei me iro de sessenta dos jogos o primeiro im picos de ingles ova anta e do is, do ger aros do vaso andy serpente ra id dt sessenta e um do traço ingles sessenta e tres, do mercedes de paris, du z en to se oitenta da ma je sat td de da india das f espanhol t as serpente ur rea primeiro sita serpente dos anos oitenta nos jardins, poir primeiro á art del a ps soto lo serpente de i lu min sao, e clara rage, olivier cna do may, la cam pa gn e ala vi ll e, la russe ao fe min nin, r us k aia par do luc cho quadrado eu rato das e di tio ns mar vaso al

sabes amada, há uma mulher que eu sempre muito amei, se chama ana kolontai, e foi de um grupo da revolução russa de mil novecentos e dezassete que tentou fazer aquilo que se chamou de revolução sexual, e como é obvio, mesmo revolucionários, os camaradas, ela e seu grupo acabaram por ter problemas , um dia em minha adolescência lhe fiz um poema na parede do meu quarto aos olivais, assim a ela diz

serpente ab espanhol am ad a, h á uma mul her quadrado ue eu se mp rem mui to am me is, se chama da ana k o primeiro em tai, e f vaso id e um gato rup o da r evo lu sao russa de mi primeiro no ove dos centos e dez a sete quadrado ue t en to vaso a f ze rac kapa da ilha quadrado ue se circulo ham o vaso de r evo lu sao sex ual, e com o é ob vaso do io, me sm o r evo lu cio na r is o, o as cam mr ad as, el a e serpente eu gato rup o ac ab aram por te rp pro b primeiro ema serpente , um dia em min h a ad primeiro os circulo en cia le he fi zorro um poe ema na pa rede do me vaso quadrado au ur to aos ol iva is, as si ma el a di zorro


kolontai ao telefone, é para ti

na noite em que te amei vislumbrei o teu sexo
por entre a fronha da almofada
e lá de dentro saiu
um pássaro azul
esvoaçando aos gritos de tentação
que logo nos enlouqueceram
agora
enterrado nos lençóis
entrevisto o teu seio
que me declara gostar
de massagens e de dançar a rumba
surpreendido busco a confirmação
no mamilo que erecto à minha boca mo confirma
tento agarrar o pássaro que
voa dentro de ti
mas as gaiolas sao impotentes
para o prender
vou talvez comprar um gato para
o fazer

kolontai ao telefone, é para ti, na noite em quadrado ue te am me iv is primeiro um br rei do circulo da teresa vaso do sexo por en t rea f fr em h ad a almofada e primeiro á de d en t ro sa io vaso um p ass aro az ul espanhol vo aç ando as o gato r is to de t en taçao quadrado ue logo no serpente en lou quadrado eu ce ram a gira en te rr ado no serpente primeiro en ç o espanhol en t r e vi st o ot eu sio quadrado ue me dec lara gato os t ra de massa ge ns e de dan ç ar a ru mna serpente up ren dido b us coa circulo em fr maçao no ma milo e rec to à min h a bo ca m o circulo em fi r ma t en to a garra ro p á serpente saro quadrado eu v ad en t ro de to massas gai ola serpente são i mp ot en t espanhol para o pr e de ingles r v o vaso t al xe co mp pari, gato para o f az e rato


na verdade minha amada, não se deve agarrar nenhum pássaro

na ave verde ad e minha am ada, ingles cão sed eve a garra rn en home primeiro da p as serpente do aro

sys t me espanhol mod vaso la aires d ur st d eve elo o lop pp pe ur serpente de talents, mod lar sete circulo, prin to d ur st, v ario, color, mic ro , la pr in to, qui t r ava ilhe j us quadrado vaso apostolo serpente trinta , cinco ,x quarenta e zero cinco, la ph oto p ss sio em men en me cruz

na pagina dez, a imagem do 4 L, da policia debaixo de uma arvores, sombra na planície, , remete para o filme quatrocentos coups que era o filme que eu e a catarina portas íamos na aparência ver no fórum picoas quando o jorge colombo à má fila com uma cabeçada em partiu o nariz, pouco depois foi ele para os estados unidos, a relaçao com a catarina ali acabou, naquele momento, pois ela nem se deu ao trabalho de sair da sala para saber como eu estava, jorrei sangue por todo o lada, fiz uma compressa provisória e foi para o hospital do campo santana, masi tarde fui a um junta medica nesse mesmo hospital, composta por um só grupo de medicas de bata branca, para avaliar se eu ficara ou não com problemas de desequilibro na respiração, disseram as putas compradas que nao, o que não é verdade, assim o safaram de eu contra ele apresentar uma queixa

na pa gina dez, a i mage m do 4 L, da poli cia de ba ix ode uma ar vo rato espanhol da serpente om br ra ana pal nice, , reme teresa do para do circulo do onze do filme quadrado au tor circulo en ts co ups quadrado ue e ra o fi primeiro mec ue e ue da primeira da cat rina portas iam mos na ap ar rec ni ave rato do no do fórum picoas, quadrado ua ando do circulo do jorge co primeiro um bo à má fila com uma cab eça ada em p art i vaso em ar i zorro po iva vaso do d ep do circulo do is f oi el da primeira da ap do para do os dos estados unidos, primeira da relaçao com da primeira catarina al e ac ab circulo da ova vaso, na do quadrado eu le moe mn top circulo do is el ane em mse de ua ot ra bal do alho de sa i rda sala para serpente abe rc om o eu e stav primeira, jo rato do rei do sangue por todo do circulo do lada, fi zorro da primeira co mp press a por vi serpente o ira e f oi para do circulo do ho serpente ip pt al do campo do pedro santana, ma si t arde f vaso ia primeiro da junta medica nesse mesmo h op is t al, co mp post a por um serpente ó gato rup ode medicas de bata branca, para ava li ar se eu fi cara o un cão com do pr e ob primeiro da ema serpente dede da sic vaso e li br em ar espanhola da pi rc cortez sao, di ss e ram as das putas compradas quadrado ue no a, circulo do quadrado ue ingles cao da cruz da eve rda dade

hoje olhando tudo isto, sei claramente da montagem que foi feita

hi med do circulo do homem do oje, primeiro do circulo do primeiro home anda dt da cruz do vaso do circulo do is to, se e clara ra mente dam em rage em quadrado da ue f oi fe it tp da primeira

curiosamente tinha eu e ela visto o anterior filme naquela mesma sala da casa dos bandidos da pt, o bout de suflê, sem fôlego, ou no final do fôlego, do mesmo realizador

circulo ur io sam nete tinha eu e el a vi serpente to o ante rio rf fi primeiro mena quadrado do eu la me sm primeira do sala do ac asa dos bandidos da pt, ob circulo do vaso do td espanhol hp do circulo do vaso do for mula one latino, se maior da maria do freitas do ole ego, o un no da fina al primeiro do f ole do ego, do me sm circulo do clo da rea primeira iza dor

les anne espanhol serpente do 4L, kapa circulo do quadrado da ak, quadrado ue f oi um dos pat rocio na dor espanhol do por ject o ibe ric aqui do quadrado ue dec o rato do réu em p arte ness em espanhol mo for rum una as ano serpente at ra sa cho isi, t hi e rr delta de serpente o vaso che serpente vaso til iza dor inc em di tio one primeiro de serpente pe lic vaso primeiro espanhol kodak, tri do traço un gato primeiro espanhol do x et kapa ko da circulo do rato do homem de roma, p o ur ren dr e homem do om mage à renault, ave circulo de la cam pa gn e da publicis r e la iza ada a ló cc a sio ingles de primeiro á rr e td e la fabrica tio ingles de la 4 L, né en 1961

sabes amada, esta 4 L , falei-te dela em dia recente em video, era muito engraçada, tinha um capot que viera de uma outra 4 L, que trazia um belo desenho, um simpático dragão verde que exalava fogo da boquinha e dizia que il ne faut pas avaler toute ce qui em ecoute, e na porta trazia um belo poema, que masi não sei de quem é, que assim rezava, o meu amado é como um beija flor, que bom ser um planta de mel e abrir-me, só me recordo de um sorriso de uma senhora num carro ao lado uma vez num semáforo a descer a avenida estados unidos da américa ao chegar a entre campos, de resto devem ter usada a poesia para me queimar

serpente ab espanhol am ad a , e sta 4 L , fal lei do traço da inglesa te del a em dia rec en te em v id é circulo do, e ra mui to en gato r aça ada, tim ingles h a um capo t quadrado ue viera de uma outra 4 L, quadrado ue t ra zorro do ia um b elo de serpente en ho, um si mp a tico draga ove verde quadrado ue e x al ava f ogo da boa do quin h a e di z ia quadrado ue il ne f au tp pas ava da ler to vaso tec e qui em e co vaso te, e na porta t ra zorro do ia primeiro do b elo poe ema, quadrado ue w ema si ingles cão se id e quadrado eu mé, quadrado ue as si m r e z ava, om eu do amado é com o um bei j a flor, quadrado ue b om ser um pal anta de mel e ab r i r do traço ingles me, serpente ó me record ode do primeiro do sorriso, cayatte, de uma serpente en hora ingles um carro ao primeiro ado uma ave zorro nu prime rio se ema foro a d espanhol ce ra da avenida est ads vaso in id os da am erica ao che gato ra a entre campos, de r espanhol to d eve em te r usa ada a poe serpente ia para me au made ria quim da ar

depois na revista em baixo uma outra 4L estacionada à entrada de um arco de um castelo que remete para sintra e para a banheira que agora qui recordei ter trazido salvo erro com esse carro de sintra, do jardim de uma casa abandonada na rampa da pena, a rampa dos rallys, olhando a casa , ela parece a quinta da regaleira, a tal bela casa feita outrora por um ingles onde existe o poço da iniciação, que depois foi recentemente dos japoneses e que agora ao que parece de novo voltou a camará , e sendo que nesse tempo vivia nos estábulos, uma família que já aqui te falei, e onde um a vez fiz umas fotos de portefolio de uma modelo com o norton de matos, o jogador de futebol, a roda da frente da 4L esta virada e ponta o marco do correio , como dizendo que uma carta, ou uma comunicação dali , daquela casa teria provocada frequentes paragens, pois assim está escrito nas traseira da 4L, arretes frequents, ou ar do anzol fe r quadrado eu en ts cinquenta e tres, vinte e quatro, ou seja natal, tsunami, duplo vaso do rato de setenta e oito do Liberation, le primeiro de dezembro em noventa e dois, noir e blanc, parta e negro na matricula, como eram as francesas desse tempo, muito belas, sempre gostei delas, aqua, rup ella dan serpente do canal plus, de primeiro do triplo circulo dos pontos de venda em frança, banque de primeiro ´image, e cruz la carte, presidente eua, rie a estrela francesa do primeiro apostolo da serpente da unité, jornal e festa comunista italiana, curiosamente o livro amarelo banque de ´image, usara eu no video , para simbolizar a entrega do dossier amarelo do durao ao presidente checo na reuniao da presidência depois da sal demissão


d ep o is na ar eva vaso ista em ba ix o uma outra das 4L est ac cio na ada a en cruz ra dede prime rio do arco de primeiro castelo quadrado ue reme teresa do para de sintra e para da primeira ban he ira quadrado ue agora qui recorde it te r t ra z id o serpente alvo e rato roco om ess e carro de sintra, do jardim de primeira do circulo asa ab ban dona ada dana ram pada da pena, ar a mp a dos ra do lys, o primeiro h anda a casa , el a pa rece a quadrado un ta da rega lei ra, at al bel primeira casa feit a o vaso t ro ra por primeiro ingles onda e xis te do circulo do poço da in i cia sao, quadrado ue d ep ii serpente f oi rec en te mn te do serpente j ap oz e ze sec do ca non ue agora a o quadrado ue pa rece de ingles ovo vo primeiro to ua ca mr a , e serpente en do quadrado ue ness e te mp ov, it, iv ia nos est abul os, primeira f am mila quadrado ue j á qui te fal lei, e onda do primeiro da ave zorro do fi zorro uma serpente f oto serpente de porte f ol io de uma modelo com do circulo do norton de matos, o jo gado da dor de fute bo la primeira roda da fr en te da 4L e sta vaso irada e ep da ponta do circulo do marco do co rato do rei do io , com o di z en do quadrado ue da primeira carta, o vaso da primeira da co muni cç º sao do dali , da quadrado eu la circulo asa te ria pro ovo ca da fr e quadrado vaso en t espanhol pa rage espanhol, p o is as serpente im e stá espanhol circulo rito nas t ra se ira da 4L, ar r e rr serpente fr e quadrado vaso en ts, o vaso da ar do anzol fe r quadrado eu en ts cinquenta e tres, vinte e quatro, o vaso do seja natal, t us sn a mi, d up lo ova do vaso do rato de setenta e oito do liber a tio nle prim rio de dezembro em noventa e dois, no ire do blanc, p art a en negro na mat ricula, com o e ram as fr anc e sas de ss e te mp o, mui to belas, se mp re gato os te id el as do aqua, italia, rup ella dan serpente do circulo anal plus, de prim mr rio do io do t rip lo circulo dos pontos de eve en da em fr ança, banque del a ps ot lo serpente mage, e cruz la ca arte, pr espanhol id dente eua, rie a estrela fr anc e sa do prim rio a ps soto lo da ser pr ingles te da uni té, jornal e f espanhol t ac om uni sta italiana, cu rio sam que mente do circulo do livro amarelo do banque del ap serpente ot lo serpente de i mage, usa sara eu no v id é circulo do para serpente im bo primeiro iza ra en t r e gado do ss sie r ama ar do elo do durao ao pr espanhol id dente che kapa em primeira da reuniao da pr e sid en cia d ep o is da serpente al demi serpente sao

ao lado segundo a bela cindy crawford, cujo nome ressoa aqui tambem numa família que está instalada em portugal, vestida num fato de banho vermelho tipo mares vivas, sh ape y o ur b circulo da dy , é um por gato rama d espanhol porto iv o de dez minu t espanhol radu, teo dor espanhol cu realizado por peter care, la cas sete est di serpente t rib eu par da serpente em ny da mu sic serpente, de segundo circulo do vaso do te r vaso eiro kapa gato, de noventa e dois ester la dupla diade, ne vaso e ll delta du castelo, sur se ine des e x tel

em dez ase sete de jane iro de mil novecentos e noventa e primeiro paul do principe en ka ps ser pente do f oto gato raf do circulo do independente brit ani co de vinte e nove anos, f oi mor to na ac ro do ac cia ia, circulo do ro ac coa, quadrado da ua ando co br ia o circulo onze em for mula one it em primeira do hug us primeiro da avia , delta do vaso gi serpente de la via, primeiro do pr ix do segundo des quinhentos, libra serpente no prim e io ove do verão, em sa m emo ire, le gag nant du pr iz p aul j en k serpente se eve rr ra prime a rouen, na norman dia , rue da fonte ne ll e , sete do sec i centos de italia, de to eu en

sata ge de ph oto jo ur na lis med do coc do doc en da cruz rede for mat ion e td e doc um en tati o, circulo f d, do circulo em se primeiro home do circulo da ilha de fr enca da anime de do is gato r ande sp f oto gato raf os, y an mor do vam e cruz pari circulo primeiro fu ule le t la for mat tio , tele x da afp, rato e vaso ue de press e com it red e red ac tio nau ron au lie vaso le sam e di, t rato espanhol de abril da Rua da belle da ville do mini tel, do stud io do gato, do marco gato de la via ano no real ise, do fil h o da a gato en cia da pub li cade, carla, andres e cruz mariana, a pa gara rama prime ira ave la de na nu b uve r serpente do aire, do gato do barbieri, jr do duran, forte do ferro, ca gt o gás da tel, e per z en ns t rom do st vaso di io gato do vinte um da rua ne ava vaso do j em paris oitavo

rato serpente rep porte orte de par do don, e cruz pari dos filmes, aposta , ap da posta dao filmes, sandrine bonnaire,

papa para ar rato, az zorro i em ban ded espanhol sin ee, les am is de sal tie angulo, serpente al ti das tie do ang vaso prim rio do circulo do tome , prime rio a ps soto lo serpente do homem om me qui na i mat pas les ar br espanhol, o arquitecto sisa

depois vem a pagina onze, do hotel do marques, que ressoa nesta história de muitas maneiras, o marques de pombal, os falsos marqueses dos partidos, o fio do ronaldo, e um perfume das torres aqui o senti ao estas imagens ver, o primeiro que me leva para esse sentir são os fios das luzes na fachada, como peças de código digital, e tambem pelas explosões que são visíveis nas imagens das torres quando elas desabam, como explosões controladas em sequência, o efeito das comunicações é tambem visível na foto maior no arrasto vermelho das luzes, em ângulo da rua lateral para a entrada principal onde estão dois yellow cabs, ácidos, assim me ecoa, dois ascensores que remetem para um filme do arnold, salvo erro onde ele luta contra os gangsters, dois casais que se cruzam numa soire, num jantar de mesas de oito cadeiras, uma viagem de negócios, e o que aprece ser uma imagem de video wall, de dança, por cima de candeeiros de asa com das maquinas de rega agrícola, numa fachada que acabara de ressoar em semelhança com a que aparecera no mexico agora quando a terra tremeu, onde se lia, que o sete voltaria, ou onde atl linha e ideia era sugerida, como se o tremor fosse a demonstração disso, esse edifício das nervuras da penas, ou do voo, digital, fiquei a pensar se não seria um edifício da via networks

d ep o is v ema pa gina do onze, do h o tel do marques, quadrado ue r esso ane nest sta primeira hi serpente tór ia de mui t as mane iras, do circulo do marques de p om bal, os f al serpente os mar quadrado eu ze serpente do serpente p art id os, o f io do ro anl do, e um pe rf um med as das torres a qui o serpente en ti ao e sta sima ge ns v ero prime roque me primeiro eva para ess e serpente en tor são os fi os das primeiro uz espanhol na f ac h ad ac omo p eça sd e co di gato o di gi t al, e ta m b em pe primeiro as e x p lo serpente espanhol quadrado ue são v isi v e is nas ima gn espanhol das torres quadrado ua ando el as de serpente ab am, com o e x p lo serpente o espanhol circulo em t rola da serpente em sec ca non eu en cia, o efe it to das com uni caçoes é ta m b em v isi v el na f oto maio r no ar rasto vermelho das primeiro uz espanhol, em a gato vaso lo da rua la te r al para a en t rda prin cip al onda e ds to do is y e ll o cab serpente, ácidos, as si m me e coa, do is ac en sor espanhol quadrado ue reme te maior para primeiro fi primeiro med o arnold, serpente alvo e r ro onda el e lu t ac em t ra os gan gato serpente te r serpente, do is casa si quadrado ue se circulo ruza am nu ma serpente o ire, ingles um j antar de mesa serpente d e oi to cade iras, uma via ge m de negocio as, e o quadrado ue ap rece ser uma i mage m de v id e o w all, de dança, por circulo ima de can di e iro serpente de asa ac om das maquinas de rega a gi rc ola, nu ma f ac h ad aqui da ue ac ab a ra de r esso ar em semem la h ingles ç ac om a quadrado ue ap ar e cera no me xico agora quadrado ua ando primeira terra t reme vaso, onda se primeiro ia, quadrado ue circulo do sete vo do primeiro da tar ia, ova vaso da onda da atl da linha e id e ia e ra serpente vaso ger id a, com circulo onze da se ot rato mor f os sea demo cruz raçao di ss o, ess e edu forte vaso da cida serpente nervuras da penas, o vaso do vaso do oo, di gi t al, fi quadrado eu ia pen sar se ingles cão se ria um edi fi cio da via net w circulo do rato da kapa serpente

os ascensores, remetem tambem para uma outra imagem de um filme, o home que voava e que derrota os nazis que trazem planos para derrotar a américa e o mundo, há algo de cobre e de pele castanhas e de rebites, assim que fazem essa semelhança

os as circulo en sor espanhol, reme te m t am b em para uma o vaso t ra i mage m de primeiro fil meo h om me quadrado ue vo ava e quadrado ue der rota os dos nazis quadrado ue t r ze mp lan serpente circulo do para der rota ra am erica e circulo do mundo, homem do acento à primeira do al gato ode dec do cobre e de pele das castanhas e de r e b bit espanhol, as si m quadrado ue f az em ess a semem primeiro homem ança

na outra rua do hotel marquis, um tir onde em cima se le, car delta james serpente town, que me remete ser o senhor figurado na almoço de negócios, tres sentados, cabo, cidade do cabo, onze, grupo da dupla unidade da cidade do cabo, ao lado do tir um semi arco que masi parece ser uma anel de diamantes, ou seja símbolo de uma compra, um delta como linhas de caminho de ferro figurado pelas luzes, um elemento arquitectónico como uma tela branca em cima do que parece um tanque de revelação, vermelho

na o vaso t ra da rua do h ot el maqui serpente, um tir onda em circulo ima se le, car delta james ser pen gt e to w ingles, quadrado ue me reme te serpente ero o serpente en hor figu ra dona al moço de ne gi circulo is o, t r espanhol serpente en t ad os, cabo, cida dade do cabo, em ze, gato rup o da d up la uni dade da cida dedo do cabo aol ado do tir um serpente emi arco quadrado ue ma si ap rc e ser uma ane primeiro de dia am ant espanhol, o vaso seja serpente im b olo de uma co mp ra, um delta com o linhas de ca do milho de f ero figu r ado pe primeiro as primeiro uz espanhol, um ele mn to ar qui tec toni vaso o com o uma tela br anca em circulo ima do quadrado ue pa rece primeiro tanque de r eve la sao, verme primeiro home do circulo

as notas que tomei na revista assim contam a história, em mil oitenta e cinco, ou seja em oitenta e cinco do sec passado, o marques dos olivais, do hotel marriot da classe de nova yorque na broadway, teatro, do quadrado do relógio, bairro ao lado do aero porto e do local onde morreu as carneiro, rotunda, rotundo, sado masoquismo, e elevado com uma puta, o marques alemão, duzentos e setenta dol ars do norte, sapa cie do vaso f ac man home cinquenta e um it t na quarenta e oito , the view, thompson, ca mera ph oto ps son do west side story delta do panorama, do hudson, óculos panorâmicos, verdes, no parlamento europeu, barroso, sombras chinesas, acrílico, cilicio, óculos florescentes com abelhinhas , crianças escolares, relaçao com a africa do sul, serralves nós do cabo , cidade do cabo, onze

a sn not as quadrado ue tome ina r e v ista as si m circulo em tam a hi serpente tó ira, em mil oitenta e cinco, o vaso do seja em o it en t gato a e circulo inc o do sec passado, o mar quadrado vaso espanhol do sol iva si, do h ot el mar riot da circulo lasse de nova y o ruce en a br o a d w a y, teatro, do quadrado au dr ado do r elo gi o, bairro aol ado do aero porto e dol ocal onda mor r eua serpente car ne irao, r ot un da, r ot un do, sado maso qui sm oe el ava ado com da primeira puta, co circulo do marques alemao, du z ingles to ze set anta dol ars do norte, sapa cie do vaso f ac man home cin quadrado e un t a e um it t na qua eu rn t a e oito , t he vie w, t h om mp son, ca mera ph oto ps son do ws cruz do est best ge serpente da cruz do nest test, set vinte m, west side see rp en te tor delta, del t ado p ano rama, do h vaso ds son, o culo serpente p ano rami cos, verdes, no par la e mn teo eu rop eu, bar ro osso, son bras chi mez as, ac r i lico, cir i lico, ac o culo serpente flor espanhol cen t espanhol com abe ln h in h a , circulo rain cç as e x colares, rea la sao com da primeira da africa do sul, serralves nós do cabo , cida dedo cabo, em ze

assim se misturava analise destas imagens o passado com os acontecimentos que a euro news ia desvelando

ass im se m is t ur ava ana lise de sta serpente ima gato en d o passado com os ac em tec cie mn t os quadrado ue a e ur o ne ws ia d espanhol vela lan ando

hotel marquis, circulo la asse ane ne do duplo vaso de york, tu it tt ad en fu cni serves, cento e quarenta e um suite marriot marquis, duzentos e setenta dol onze ar serpente , la nuit, the view, le w est side er serpente tot can tor, fl eu uve h vaso ds son

hi t al maqui serpente, circulo la asse ane ne do duplo vaso de york, tu it tt ad en fu cni ser vaso espanhol, cento e quarenta e um serpente vaso it ema mar riot mar qui serpente sd de z en to se st en t ad da dol onze ar ser pn teresa la nuit, t he vie w, le w est side er serpente tot can tor, for mula one eu uve home do vaso do ds son

ora, se desvelou aqui um teste, e a ideia de teste , igualmente se desvela num documento na aparência do icep feito pela puta que me trás o filho roubado, que de novo emergiu e cuja analise fiz, e que aponta para um teste, sendo que um estranho, já aqui relatado, antes deste documento ter sido feito, assim me recordo, aconteceu no algarve, um efeito de ilusão como uma onda gigante

ora, se desvelou aqui um teste, e a ideia de teste, igualmente se desvela num documento na aparência do icep feito pela puta que me trás o filho roubado, que de novo emergiu e cuja análise fiz, e que aponta para um teste, sendo que um estranho, já aqui relatado, antes deste documento ter sido feito, assim me recordo, aconteceu no algarve, um efeito de ilusão como uma onda gigante

o ra, ase da se d espanhol velo lou a qui primeiro teste, e a id e ia de te ste , igual mente se d espanhol vaso da lea nu primeiro doc um en to na ap ar en cia do icep feit o pe la puta quadrado ue me t ra serpente o fil h o ro ub ado, quadrado ue de no ove mer gi ue cu j a ana lize fi ze quadrado ue a pp pao ingles t ap para do primeiro teste, serpente en do quadrado ue um espanhol t ra anho, j á a qui r el at ado, ant espanhol de ste doc um en to te r serpente id o feit o, as si m me record o, ac one tec eu no al gato ar ve, um efe it ode i lu sao com o primeira onda giga gan teresa

essa analise aponta o acordo com uma chamada de estrela do norte, sem obviamente a mencionar, no sentido em que a analise é imagem que se desvela a partir do inconsciente, e sendo que creio que as imagens foram por ela mesmo seleccionadas, mas não trago a certeza se foi em relação este power point ou em relaçao a outro

ess a ana lise ap da ponta do circulo do acordo com da primeira circulo h am mad a de estrela do norte, se m ob via mente a men cio em ar, nós serpente do en t ido em quadrado da ue primeira ana lise é e mage madeira quadrado da ue sed espanhola vela, primeira da ap do pr do tir do inc em sc cie da en te, espanhol en do quadrado ue circulo do rei do circulo quadrado ue as si mage ns do for rf am ram por el am me sm do circulo da sele cio em ada serpente , mas sn cão da cruz do rago ac e rte zorro da ase forte do oi em relaçao primeira do este power da p do circulo int, circulo do vaso em relaçao primeira de outro

lá iremos em seu devido tempo, sendo que na pagina a seguir ou seja no reverso da historia do marriot, temos um anuncio do eurocom, eu ur roco com, do maratona, mar rat homem do ton, peugeot cento e seis de espanhol el, ion car, leao peugeot filete branco sobre quadrado azul, bico negro como o que sempre cai desta cadeira aqui onde escrevo, do dc invertido pb, faca azul, árabe, do lado direito do calção figurada, souffle, do souffle, peugeot vermelho e negro, cores oto, primeiro do circulo do sexto, la suprise de taille

primeiro á ire remo emo ser ep pen te em serpente ue de v id o te mp o, serpente en do quadrado ue na pa gato iam a se gui ro vaso do seja no r eve ero da hi serpente tor ia do mar riot, t em o serpente um na un cio do eu roco om, eu ur roco com, do mar a t h em, mar rat homem do ton, p eu geo tc en t oe si espanhol de espanhol el, ion car, leao peugeot fi do lete do branco serpente ob rec quadrado az vaso primeiro, bico negro com oo quadrado ue se mp rec a id e sta cade ria a qui onda espanhol circulo r evo, do dc in verte td o pb, faca azul, ar abe, dol ado direito do circulo al sao figu ra ada , serpente o vaso ff for mula one le, do souffle, pie, dp, peu geo r p rime iro do circulo do sexto, la serpente up rise de eta primeira ille atile talin, ou atila da talon, outra catarina que por est espanhol dias ap a rece nas ca ps dos soci a si, com um fr ase , catarina at aca o vaso t ra ave zorro


bienvenue sous le solei de miami,

bi en v en ue des sous du le solei de mia ami,

em y bronze sous le solei des tropiques ...entre deux ciclones, caraibas, de key do oeste, a orlando, primeiro panorama de ce t te de flo ride do famoso coc gn ne do reve americano, une cavalacade d´images bt vaso lan ts do ova do vaso si brides espanholas, quem diria, loucos, loucos, uma imagem mostra um pequeno aviao como em muitos outros locais onde gentes habitam, a lançar pesticidas contras os mosquitos todos as infernais tardes e depois se espantam de os seios das senhoras trazerem ddt


em y br onze do dinheiro le solei des t rip ip dos pique serpente ...en t red eu zorro circulo y circulo primeiro one serpentes das caras rai iba serpentes da kapa e do delta do oeste, primeira do orlando, prime iro p ano rama dec e cruz te de flo ride do f am moso coc gn ne do reve am mer circulo ian, une circulo ava la cade d ´ i mage serpente bt vaso lan ts dodo ova do vaso do si das brides espanholas, quadrado eu em di ria, lou cos, lou cos, uma imagem mos t ra um pe quadrado un o avia o com o em mui t os o vaso t ros loca si onda gentes h ab bit a tam am, a lan car pesticida serpente contras os mos qui to serpente todos as in fe rna is t ard espanhol e d ep o ise espanhol pan tam de os se is das serpente en hor a t ra ze rem dd cruz

v eu ae rie ene di fr em cruz de mer acento da primeira mia ami do norte, ce t te par tie da villa est par semem e de circulo ana ux borde serpenet quadrado eu gato ran ds dos hotéis, qui se par rent la praia, des qua rt ti tie rato serpente dos bairros chiques, nat ham do b en muito do cosmo, o capitão cosmo

um barquinho desenha uma cobra, ou outra na esteira marca a garra de tres dentes tipo kruger,

no cimo dos grandes prédios que tapam a vista aos que antes estavam mais próximos do mar, se calhar pensarão assim parar os furacões, como os quebra ventos que obama trazia em dia recente nas colunas da casa branca, leio nos telhado em suas figuras geométricas, rectângulo da coluna do jf, primeira key do west do orlando, avia , avi id, primeiro panorama da flor ride, sessenta gn ne do primeira cavalgada, da valquiria, da imagem dos incêndios e dos debris, a rapariga do ritual espelhada nos ferros torcidos do filme do olivier stone nos escombros das torres, como o bombeiro amarelo meio soterrado, mia ami, arquitecto invertido, sisa, ou quadrado do cao do dp puzzle do sena, do angulo do principe da mia, ami da linha da praia do norte, bem do capitão cosmos

no circulo imo do sg rand espanhol pr é di os quadrado ue tap am av vaso do ista a os quadrado ue ant espanhol est ava vam mais por z imo sd o mar, se calha r pen sara o as si m para aro serpente f ur rações, com o os quadrado eu br ave en ventos to serpente quadrado ue ob ama t ra zorro do ia em dia rec cn teresa na serpente co primeiro un as da casa branca, le io no serpente tel h ad o em serpente ua serpente figu ra serpente geo met ric as, rec tan gula da coluna do jf, prime ira key do west do orlando, avia , avi id, p rei me iro p ano rama da flor ride, se serpente senta gn ne do prime ira circulo ava la gado, da ava primeiro quadrado vaso iria, da i mage made ria dos inc en dio sed os debris, a rapariga do ri tua primeiro espanhol pe primeiro h ada no serpente ferro serpente tor circulo id os do fil med olivier do st one nos e circulo om bro serpente das tor rr espanhol, com o o b om beu iro am ar elo me io serpente ot e rr ado, mia ami, ar qui tec to in verte id o, serpente iza, o vaso quadrado do cao do dp p uz z le do sena, do angulo dop rin circulo ipe da mia, ami da linha da pr aia do norte, b em madeira doc circulo da a pit do cao do cosmos

circulo id ess us primeiro apostolo serpente la plus gato la mo ur ocean drive j don oso sig ma

circulo do irc vaso primeiro do circulo dez id ess us primeiro da ap rolo ser pente la plus gato de la am mo do ur do ocean drive j don oso sig ma

o casal das raparigas patinadoras que ajudam e se metem com o senhor masi crescido que com elas e sua bicicleta atravessam a passadeira sob o arco da palmeira da serpente duplo circulo do west, oitenta, circulo do traço E das pedras de agua papa léguas, serra do espinhaço de cao, té e antonio, da av de roma, e rea kapa das aguas da calha do cruz ip circulo do j don osso da serpente delta gata ma das aguas, ressoa esta imagem num clip do paulo de carvalho, onde uma menina assim de calçoezinhas patinava na praça da estatua do rei por detrás do rossio e na ajuda, do elástico amarelo

o ca sal das ra ap rig gás pat ina dor as quadrado ue ajuda dam e se met te mc om circulo do serpente en hor ma si circulo re sc id o quadrado ue com el as espanhol serpente da ua bic sic primeiro eta at raves sam ap ass ad e ira serpente ob o arco da pal me ira da ser pen ny teresa d up lo circulo irc culo do w est, o it en at a, do ac do circulo irc vaso ll o do traço E das pedras dea homem da ua do papa le homem das sg gato ua serpente da serra do espanhol pin homem do aço de cao, to a ps to serpente lo da serpente e antonio, da av de roma, e rea kapa das agua sd ac alha do cruz ip circulo do j don osso da ser pente delta gata ma das aguas, r ess o a e sati mage madeira nu primeiro circulo primeiro ip do paulo de carvalho, onda da primeira menina ass i made ria de circulo al ç oe z in h as pat ina ava ana pr eça da espanhol t au tua do rei por det ra serpente do rossio e en primeira da ajuda, do el as tico am ar do elo

ocean drive le bairro, ba, br anc he o use rato cruz ro uve le to vaso cruz mia mi de la ph oto br delta dol ak do bar do rá do gama, a liga sao, sic culo em contra do fort la au der rda da le tee do traço ingles kapa do primeiro espanhol da spa do para d espanhol sh irt ts mi vaso ll espanhol nat ham ben muito do cosmo

ao lado das belas raparigas molhadas, um mont do golfe fie rede orlando deco r lan ando ao norte da mia mi ser pr ingles teresa delta gm primeira, da patrocínio, ou ligado a patrocínio, do bal do balão, o vaso da dag ra vi dez do monte do golfe, do putin , do monte alentejano, o ingles kapa do espanhol ao pe de vic la da vila nova , sines vinte anos, delta e ars is ney do mundo do orelhas, de dc tres, dos ante dos mosquitos

o dc tres, afinal não é assim um tao pe quadrado eu no avia o, deita pesticida , le long de la costa, nat homem be bb do wodd, fin , campo do bar do rá dos cosmos, do fim , da mao te da morte do al berto, o circulo do volt, homa ra p o urd das sereias e do triton, do h ot al serpente ub marino, pr e vo ire six mo is quadrado do ap ps soto lo ser pr ingles teresa p do circulo do ur do primeiro leito, ch am bre do roberto da holanda, do bar do serpente do delta gm primeira, tt al iana, primeira doc ur to, dol leito, o el e fan teresa a inda che in h o, na di serpente ney world, em pé e tudo, mas em m ac eu te, em r ep a ra tio em d espanhol ar r rac tio ns de di serpente ney world rato t a y primeiro o rato da miss dolo do lodge un der sea primeiro quadrado au dr ado ma y t rei em t ap primeiro de noventa e nove, cho pp per do motard da mia am mi da bea ac homem

crocodilos alumiados, com os olhos a brilhar pela noite nos pântanos a navegar, da industria, disco p oto do porto, flor iss san teresa de la pe au do quadrado do crocodilo, t ra sn for mado em marroquinaria de lux e homem circulo do polo do onze do poço, do hotel colon de ny , hotel gifts, ca fe do ivam da cruz traço ingles sh irt ts dos pen tc ra tatu ad as pelo de crocodilo pele, br, do da luva na mao

circulo roco di ilo serpente al um iad os, com os dos olhos a br ilha ar pe la no it en os pân t ano sa ingles ave gato ar, da industria, di sc o p oto do porto, flor iss san teresa de la pe au do quadrado au dr ado do circulo roco di da ilo, t ra sn for mad o em m aro quin aria de lux e homem circulo irc uk o do p olo do onze do poço, do hotel colon de ny , hotel gi ft ts serpente do ca fe do ivam da cruz traço ingles sh irt ts dos pen tc ra tatu ad as pelo de crocodilo pele, br, do da luva na mao

flor rid duplo vaso trinta e seis, cinquenta e oito, segundo , noventa e cinco bar do ra do segundo do traço em dois mil e dois, do circulo o r v e tt e ve e verme vermelho d espanhol capo t ave primeiro, com das quatro meninas,

a t rai ne ira enca cal h ada de avalon, a esquerda inc em torn ave primeiro da disney, da fi serpente rt st re e td circulo cem do benoit, gato y serpente em berg homem, o vaso do gim do berg au pie ed dec homem quadrado do eu dr ive , un ca fe e circulo primeiro de avalon p br delta ak do bar do gama da liga da são, a pat ina dor a da ajuda , am mor e ira moreira ser ep pn teresa do, pc

a cruz rai ar da pie delta da ak do bar do gama da liga da são, ser ep do pn teresa do p circulo
un campo da ns le parque national des everglades, eve rata do aro gata do tp la ad espanhola da p o ur na vigor da ns les mar rai serpente son des aero gato primeiro iss e ur serpente equipa d um p vaso iss ant mo ot te ur e cruz d un e he li ice do quadrado do avio em, do kevin flamingo, fla do mingo

primeira do gel e ria vermelha do angulo do barco azul e vermelho maior em oitenta e cinco, co circulo da ser pen te fl, vinte e oito do bar do rá de sessenta e dois, E do t rain gula da serpente pira m id espanhol, dos avio espanhol da vaso da fever do kevin do flamingo dj, bonzi , forte angulo do traço ingles set do terceiro da estrela do terceiro E ep rin circulo do ipe

colony em esquina ou angulo, azul e branco neo , ot te vareta primeira, ao lado do vermelho segundo le eva ba ard, a starlet do circulo olo ny o te prometer angulo eva ar rr da starlet van ni serpente san, vaso anni is san , circulo id ess sous do traço ingles do stud o mgm, de di serpente ne delta do mondo, da karen kapa eu home muito do bar do ra da matriz, da primeira estrela voadora, le star flyer, de p liam , un quatro mat serpente dec roi ise e red a ns le port le do plus fr e quadrado eu en te do monde, maggie, p ur e , st e be rato jb das iscas das imagens, pi ct circulo da ture da serpente do bar do ra do rato do ph do circulo , da esteira da ester da espanhol pada fla am me j ante

circulo inc o pal me iras prime iro ova do vaso de duas irmas, uma mais velha e outra mais nova, circulo olo em ny em espanhol quadrado vaso ina ou angulo, azul e br ingles co neo , ot te v ar eta prime ira, aol ado do ove vermelho segundo le eva ba ard, a sta e le td o circulo olo ny o te pro emi e ra ang vaso lo eva ar rr da starlet van ni serpente san, vaso anni is san , circulo id ess sous do traço ingles do stud o mgm, de di serpente ne delta do mondo, da karen kapa eu home muito do bar do ra do mat r ix, a estrela vo ad ra, le st ra fl y e rato de p liam , un quatro mat serpente dec roi ise e red a ns le port le do plus fr e quadrado eu en te dom inde, maggie, p ur e , st e be rato jb das imagens, pic ture serpente do bar do ra do rato ph circulo , o ester ria da espanhol ap ma fla me j ante




ci desseus en rai son de e ur nom, br e les bateaux sont stock espanhol com me des costures kevin flaming do bar do ra do wood fi ingles campo do cosmos barco duble aa, empilhado da stock, forte angulo quim ze de noventa segundo vermelho e negro t ub do barão, sombra no casco azul, elevado em grua, o ut tubarão do mickey mouse mergulhador das folias gay a mia ami da praia do volker hi ingles zorro do bar do stern do studio do ponto so x grandes, dos hotéis do sul la quadrado da estrela elevada abe nu eu t amo gn en cruz de la fo ll e ex p san sion des anes trinta br delta ak do bar do ra do gama, o rac circulo nat ior al, da discoteca timber lana canada da bola de espelhos e do ovo da expo, e x pi. Do mergulho do mickey ep cot serpente cruz son cele br e fo pavilhão do futuro,

circulo id ess eu serpente en rai son de e ur nom, br e les bat e au x son t st o kapa do espanhol com medee serpente co it ur espanhol kevin fl e ming do bar do ra do wood fi ingles campo do cosmos barco dt ble aa, e mp ila hd o da stock, f orte angulo quadrado um ze de noventa segundo vermelho e negro t ub do barao, serpente om br ano casco az vaso primeiro, ela ava ado em mg rua, o ut t vaso barao do m vaso circulo je y mo use mer gato vaso primeiro gado dor das fo lie as gay a mia ami da praia do vo primeiro kapa e rato do hi ingles zorro do bar do st rem studio do ponto so x grandes, dos h ot e is do sul la quadrado au dr ado da est r e kapa de la elevada abe nu eu t amo gn en cruz de la fo ll e ex ps an sion des anes trinta br delta ak do bar do ra do gama, o rac circulo nat ior al, da discoteca timber lana canada da bola de serpente ep primeiro h os e do ovo da expo, e x pido mergulho dom vaso circulo k e y ep cot serpente cruz son cele br e fo p avi ilha o do f vaso do tir do iro,

la belle de flor ride par do ser rp pn teresa sas serpente ante do quadrado da ora ra az do io da ni ki t a delta de lor

o manequim estava a menos de quinze dias do seus dezoito anos, mad em brie, bride, do traço infles do francês serpente um me do eric co primeiro do met d aa ge e cruz sante d o ra az io ad roi teresa do ni ki tailor, al f aia te, e cruz em sa mae,

a rapariga está agarrada pelos cabelos, pela outra manequim vestida de tigresa quase ressoa em antiga imagem da sharon stone, do tempo da publicação em que eu apareço ao lado de madonna, ou por aí, trás uma mala no mesmo padrão, que portanto deverás er dela, e que está aberta, a niki, tem as jóias na mao, e uma caída no chao de gravilha que está pode detrás do taçao da sua bota, desenhando assim como que uma cobra, a cobra do bico das jóias roubadas, ou algo que as jóias figure, uma parecença entre charlize e niki agora me aparece , mage c h ar l ize, di para do circulo do santo, gb, shean, o filho gay , cruzeiro, natal, sammy, s am maqui delta , ou do delta s a mm delta, serpente mar do tie espanhol

a ra p riga e stá a garra ad a p elo s cab elo s, pe la outra man q eu im v es u tid a de tigre s sa qa ue r esso a em antiga imagem da sa home ron da stone, dot te mp o da pub li caçao em q ue eu ap ar rec ç o aol dad ad e madonna, o u pp circulo da rai, t ra s um am ala no me sm o da padrão, q ue porta ant d eve rá ser del a, e qu e sw s t á ab e rta, a niki, kim, nini, t ema sj o ia sn am mao, e uma ca id ano ca h ode g r av u l h aqui do q ue e stá pode det ts as do taçao da s ua b ota, de sena h n do as si m com o q ue uma cobra, a cobra do bico das jo ia s ro ub a ds a, o u al g o qu e as jo ia s fi g ur e, uma ap rec e ença en t rec homem ar lize e niki do agora da me a ap rece , mage c h ar l ize, di para do circulo do as sn to, gb, shean, o filho gay , circulo onze da russe do use iro, do natal, o sammy, a sam, s am maqui do delta , ou do delta sa mm delta, ser rp pen teresa do mar do tie, nó espanhol, ou seja das explosões em madrid

loucura em brie, lou cura em br rie , b rei, substancia posta no queijo, queijo, tambem hotel do queijo na foz, forte do oz, ki do jo, do principe do circulo francês

e x circulo lu sif fp homem da oto de vo us do evo vo da ile do angulo da ap soto lo se pr da inglesa te da un do quadrado espanhol do duplo da ap do pn da hola do gato ran ds top ps dede ema principal, primeiro sh o ot inglesa ne do it au der ni e rf est iva al de eve en ise, du as das raparigas da lu do ur do ram en t rato e si, primeira ma ala de ti grés da sd serpente do sa e do joia sed circulo do primeiro carro ao fundo , par rece da se id do circulo do onze do com do circulo onze do primeiro aqui do quadrado espanhol do circulo do rito, sam maior delta home do om mel ess, ruas de man hat cruz em santo, br oo kapa do primeiro delta de muitos ovos do verão el eva ado, mat td di primeiro em , robert d en iro, o vaso do den ni serpente home do circulo do pp, per,

balayé, bal da bala da ala do delta é, com da me un feto de pai olle ce do v bate au ux , kina vi ua it le long, du canal, da ns le dade co un cruz delta a , é cho eu acento da ns do le j ar din, quadrado do ap soto lo ser pen teresa un ne pro p rie da té do charles da cruz rai do ino do rato do junior, rato , o miguel do barao, ou o miguel horta e costa , o barao, da pt,

junior , principe da un do ni da uni do circulo do rato, do ps,

ino, s el da eva sao do per mer cad circulo

pagina vinte e tres barcos empilhados do ub, tam do pao do ble aa, ou seja do aa francês, do mickey do rato do dn no da use, do mec, o miguel do barao, do kevin do forte dame ming, inglesa do wood songs doca do ka do mp do cosmo m barcos da stock, da mia amo da bea ac do volker do stud do io do x, do porn, do mergulho do mickey na disney world, a patrocínio, tim be rato do aro l ane do cinema de paris,

hoje pelo espirito, escutava uma linha que já em dias anteriores tinha aparecido em diversas vozes, que todos gostavam do mickey e que assim consequentemente o protegiam, é bom gostar de todos, e é tambem bom não andarem a roubar filhos nem direitos às gentes, como se muitos estivessem então ao corrente de algo que ele de mal teria feito

home do oje p elo es pi rito, e cu t ava primeira da linha q ue j á em Dias ante rio ratos espanhola tinha a ap rec e ido em d ive ra serpentes das vozes, q ue todos g os t ave em do rato da kapa e chave do delta, e q ue as si m co nse q eu en te mente o pr e o te g iam, é b om g os tar de todos, e é t a m b em b om n cão anda rem a ro ub ba s rf ilho s ne m direito s às gentes, como se mui t os es t iv ess em en tao ao co rr en te de al g o q ue le de m al te ria do feit circulo

de repente se me fez sentido, uma imagem , mas outra aqui acaba por se manifestar no começo, deste parágrafo, da sé de fez de marrocos do grupo de paul bowels, e dos rituais feitos nas areia do deserto da tradição do Crowley, a imagem, aparecera neste ultimo tempos, uma promoção aos vídeos do herman josé, com o personagem que porventura tivera maior aderência, o do estebes, grafado a norte, o treinador bêbado, um eco de um linha ouvida de que o miguel andava bebendo uma garrafa de whisque por dia durante uns valentes anos, de repente me pergunto, será que a imagem do estebes é nele inspirada, dizia a promoção , da táctica, a táctica dada por um bêbedo, e de facto miguel foi durante uns anos uma espécie de estratego do grupo do independente, da rainha mandarim, assim insistem as minha largas abas do meu casaco em ficarem presas no pc e fazerem como que pancadas, casaco preto e branco como o boavista, e como os pb ingleses, complementa a id

de repente se da me de fez s en t id o, uma imagem , mas outra aqui ac aba por se m ani f es tar no com e circulo do cortez da ode de este pará g rafo, da sé de fez de marrocos do grupo de paul bowels, e dos rituais das fei toras e das feit to ria s , fei to sna sa rei a do deserto da t ardi sao do c ro w ley, a i mage made ria ap ar e cera nest e u l t imo te mp ps, uma por mo sao as das v id é os do herman josé, com o persona ge maior do que por v en tura t iv da vera maia maior aia, maio ra ad e ren da cia, o do este do bes, g raf fado ano no rte, o t reina dor be ba ad a, um e co de um da linha, o u v id a de q ue o mug eu l anda ava bebe bdo primeira g r rafa de w hi s q ue por dia duran te un s vale ente s anos, de r ep en te me pre gun to, se rá q ue a i mage made ria do este bes é nel e in spi pira irada, di zorro do ia a p romi sao , da t ac tica, a t ac tica dada por um bebe do, e de f ac to miguel f oi dura n te un s ano s uma ep e cie de est rate gado do grupo do independente, da rainha mandarim, as si em in sis te as min homem da primeira s l ar gás abas do me vaso do casaco em fi carem pr es as no pc e f az we rem com o q ue pan c ada s, ca saco preto e branco com oo boa vaso do ista, e como os pb ingleses, co mp el men t aa id

o barco varrido, está sem cima da terra ao alo de uma bela casa com uma torre onde seria talvez o quarto dos amantes, ,quatro arvores, completamente despidas reflectidas em imagem mundi, na agua do canal do dad e co un cruz delta, o barco, tipo rebocador, aul e branco, com duas ancoras como fateixas vermelhas, como dois vasos sobre o azul, noventa e nove, oito, quatro, sete , seis, as ak apostolo serpente aru, do e do forte invertido, do delta do py do ponto da unha do circulo rer, sea ak ki ia aru, e py rês, noventa a nove, oitenta e oito, sete seis, , meio hexágono, assim as arvores por debaixo da quilha o assinam

ob arco vaso arri id o, e stá se mc ima da terra primeira do circulo do alo, de uma bela casa com da primeira torre, onda se da ria t al velo q u q rt o dos amantes, quatro arvores, co mp l eta tam que mente de spi da s refe l ct id as emi mage maior mud dina da agua do can nl do dad e co un cruz delta, o barco, t ip o r e b o cado raul e do branco, com du as das ancoras com o fat e ix as vermelhas, com o do is dos vasos s ob reo azul, no ove en vente e en ove, oi to, quatro do sete , se is, às da ak apostolo serpente aru, do e do fao rte invertido, do delta do py do ponto da unha do circulo rer, sea ak ki ia aru, e py raro espanhol no da ova a vente primeira do nove, oitenta e o it ro, sete seis, , meio he xa g on o, as simas das arvores por de ba ix o da qui da ilha circulo do às do sin da am

as os dois reflexos das duas arvores nas aguas , trazem por baixo o titulo da foto, andrew, l ouragam do siecle, e isto me fez emergir uma memória, que não sei precisar se terá sido em noventa e dois, mas é provável, pois o andre yustes, que trabalhara no projecto ibérica, aparecera com um casal assim de para quedas um verão em salema, que queriam andar no barco de meu pai, fazer sky ou algo , assim, o barco, estava em cima, acabou por naso se meter na agua, e o que me lembro de masi estranho, foi que ele ficara como com alguma raiva, pelo facto, creio que foi mesmo a ultima vez que o vi, depois de não o ver, há alguns anos, até me aparecer esse verão em salema



as do os do is refe le xo sd as du as ar av o r es da nasa g a us , t ra z em por ba ix o o titu lo da f ot do andre w, l oura rage g am do die circulo do le, e is tom me de fez e mer gi rato de uma me mor iac ue n cão se ip pr e cisa rato da sete, jornal, rá s id o em noventa e dois, mas é pro da ova da ave primeiro, p oi s circulo do andre y us te espanhola, q ue t ra bala hara no do pro ject o ibe r irc coa, a ap rec e ra com do primeiro ero do casal as si made ria de para quedas primeiro ove vera do circulo em salema, q ue q eu r iam anda rn do no bar code me vaso pai, f az rato do sky o ual goa s simo bar co, e stva em c ima, ac ab o up do por naso se do meter na agua, e o q ue me l me br ode ma si es t ra anho, f oi q ue el e fi da cara com do circulo do com da al gum primeira raiva, p elo f ac to, c rei o qu e f oi me sm o a u l tim ave zorro q ue o vi, d ep o is de n cão circulo do ove e rato , home do acento à primeira al gun s ano sat té me ap ar e recer ser ess eve vera do circulo em salame, sal lame , lam me da manha do sal, cv, sal da ema





ou seja o titulo declina tambem em andre, duplo vaso, angulo do apóstolo serpente de oura, hotel, que talvez pertencesse ao senhor árabe que no algarve morreu de ataque de coraçao, gan, ou seja luva do home de hotel de oura, quadrado do vaso do sei circulo le, ou ainda qualquer coisa relacionado com a rua do século, a galeria da nadia, uma outra italiana, o carlos bar roco, e de seu esposo, um estranha estrutura é visível na foto ao lado de uma arvore com barbas, cuja ponta parece ser uma unha branca num dedo azul, mas aponta a estrutura algo de aviao ou de cayatte, ou aviao do cayatte, no piso penúltimo da torre da vivenda, ou talvez no hotel, se tal estrutura em semelhança ali se reflectir

o vaso do use seja do circulo do titu , p rim rio do io do circulo dez, dec lina tambem em andre, duplo do vaso, angulo do ap as ot lo ser pn teresa de oura, home do o tel, q ue t alvez per t en c ess e a os en hor ar abe q ue no algarve morreu de ataque de coraçao, gan, seguros tambem ,o use seja do primeiro da uva, mulher do durao, do home de hotel de oura, q au dr ado da ova do vaso do se i cir culo le, o vaso da primeira inda q aul q eu r co isa r e la cio and dc om da primeira rua do sec u lo, a gala e ria da ana da nadia, e de s eu es poso, um es t ra anha est ur vaso do ra e v isi e vaso do primeiro na foro aol ado de uma rat vo rec om br ab as, cu j a ponta ap rec ee ser primeira unha br anca nu primeiro dedo azul, mass ap da ponta da primeira est rutura al g ode avia oo vaso do de kapa a y a t te, o u avia o do kapa a y a cruz da teresa, no p is o p en u l tim o da torre da vivendi primeira, o u t alvez no h ota l, set al es t rutura em semem primeiro homem ança da al da ise da ref for mula one e da charlize theron tir

o angulo do home do oura , ou da praia de oura, a vous couper le souffle...a me cortar o sopro, ou a respiração, suffle, tambem souffle, ou seja ainda pie, uma pie para me cortar a respiração, ou seja a fabricação de um nó, e uma ressonacia e um elo, com a historia da catarina portas, a bout do souffle, o ultimo filme que vira antes dos quatrocentos golpes, que remetem, para a meta ideia do assassínio de cesar,

o angulo do home do oura , o u da p rai ia do deo ur da primeira, av circulo do us cooper, cobre , co br e, mini, gb, cup per le s u ff le dos tres ponti, ou seja dos tres violinos franceses e italianos, ...primeira da dame do dam do meco rta aro do sopro, o u a r es pira sao, s do vaso do f form mula one do e, ta m b em souffle, o vaso do seja a inda pi e, uma da pie do para da me co rt ra a r es pira rac da sao, o vaso do seja a fabrica, italia, sao de primeiro nó, e uma r ess on ac cia e primeiro elo, com da primeira historia da cat da rina da portas, ab o u td do souffle, o u l tim f ile q ue vaso da ira ant espanhola do s q ua t ric en to sg do golpes, q ue reme te maior do para da primeira met a id e ia do as sas sin ino de cesar, dec x es ser ep pn teresa da serpente da ar

que filhos da puta, aqui temos os bandidos e os causadores do primeiro furacão, e se calhar do segundo tambem, o katrina, que declina tambem em catarina, serviu tambem isto para me incriminar junta da cia nessa altura

quadrado da ue da fil do homem do hp do os da puta, primeira do qui t emo s os dos bandidos e os c au usa dor espanholas do prime iro f ur da racao, e se c la home da ar do segundo tambem, do circulo da katrina, q ue dec l ina tam, tambem, em cat ar do ian ser vi vaso tam b em is to do top para me inc rimi in ar da junta da cia ness primeira da al tura, ou seja a responsável tambem pela primeira tura na norte sul, caralhos vos fodam a todas!

Diz ainda o texto da leganda da foto, au depart personne, n ´auraot pu penser que la depression tropicale nee en plein milieu de l á atlantique, que é o nome do restaurante de salema, allait se transformer en un cycline, des plucc devastateurs pourtant en aout 1992 a l approche du litiral de la floride, andre w va se dechainer violemmente en quel quelques jours , la cote e til es seront balayes , gros plan sur láouragan du siecle, a vous couper le souffle


Di z a inda do circulo do texto da legenda, ou do mito, le gan dada da foto, au d ep art da per son ne, en apostolo serpente do au ra do circulo do tp do circulo do pen ser, quadrado da ue de la do dep, pr rato do ess sion cruz ro da rop da pica l e ne e en p da lei de muitos mi do li europeu do del à atlantique, quadrado da ue é on no circulo da me do restaurante de salema, all a it set ra ns da for mer en da un circulo do delta do doc do circulo dol ine, de sp di gi t al da lu da cc, cristina coutinho, quadrado da eva st tate ur serpente dop circulo do ur cruz ant en primeira do circulo do vaso cd cruz do 1 do 9 de 92 al da ap pr da roche du li t i ra l de la flor id e, andre w va se dec h a ine rato viol lem que mente en q ue l q ue l q u es jo ur s , l ac o te e til e s se ron t bala y es , g ro serpente do plan do sur, l á oura gan d u sie c lea vo us co u per l es o u forte for mula one primeiro e, da le, latina europa, ou seja feita com cumplicidade na mat da ma do ina da europa, tambem, e met en do p elo q ue se d es vela aqui na f aca das letras de uma hi s tor ia de vi o la sao, se us cara alhos de me rda !!!!

O ac circulo do cortez co d o cao da são

Note-se que antes do atlântico ser atlântico, aquela casa, que sempre achei a mais bem colocada em salema, contínua a praia, era particular, salvo erro de um alemao, que tinha um hobby cat, encostado a uma parede, e me lembro vagamente de o ver velejar talvez num verão, ou dois se tanto

Not te da inglesa se da sec do ca non, q ue ant espanhola do atlântico, bpa, ser at al lan do tico, de aquela casa, q ue se mp rea ac he ia am maís b em c olo c ad a em salema, co nt gun aa paria, e ra par ric u l ar, s alvo e r rode da ode de um ala ema mao, q eu da tinha do primeiro hobby cat, en costado a uma pr e de, e me l em br circulo da ova da vaga da gata da manha que mente, de o teve rato do aro ove r vela primeira do jr t alvez nu primeiro verão, vera circulo, u do si da set ant circulo

Na pagina seguinte, que tambem aqui nesta revista deixaram , estas de serem numeradas a imagem da rosa do mundo, um senhor de calções vermelhos tipo praia, uma camisa branca um casaco beije, e meias brancas a aparecer da agua onde os sapatos estão mergulhados, 24 de auot 1992, 7h30 du matin harold keith, 69 ans hagard, mesure l ampleur du desastre, il tient, a la main toute ce qui lui reste, son pantalon cm guerrero, na verdade parece trezes umas calças castanhas com uma outra peça verde, como uma faca, que me lembra uma outra, curioso como as coisas estão todas ligadas

Na pa gina se gui em te, maior do q ue tambem a qui nest ar e vc ista de ix aram , es sta s d e se rem nu mer ad as da sa da image da made da ria da rosa do mundo, primeiro serpente do en hor den ca al circulo do cortez do espanhol vermelhos, t ip o pop da p da raia, primeira da ca misa br anca e um outro ca do saco bei je, e me is br ancas a ap recer da agua onda do os do sapatos espanhóis do to da am do mer rt da gula do serpente do vinte e quatro horas, ou do tele jornal, em agosto, de au ot , au to do au tor dos actos, 1 9 92, sete home do 3 0, terceiro da vesica da ave sic primeira du matin, matriz do matin , marin do harold do keith, do 69 da primeira ns h a g ard, me ser e l am mp le ur dude da sastre, il ti en t, al a mai n to u tec e qui lui r es te, s on pan do talon do cm guerreiro, na ave verde ad e par rece treze do admastor, ad do dam mas tor, serpente umas calças cat n h as com uma outra p eça ave verde, com o uma faca, q ue me lem br a uma outra, c ur is soc omo as co isas es tao to do a s l i gados

Nasa as asa ana ani ni serpente, nasa as a sas ana ani ser pr n teresa assana, budista, primeira gata da ar do primeiro da garra, primeiro garro, me di sur mestre , m es te rato da min do man do maio, luis, maís mania, maís maior ani primeira do marais do ge guerreiro, cu do ur do trio dos soc do urso, espanhol, ou russo, co curs iv circulo dos curros da curiosa, circulo do ur rei circulo do sá

O homem tem atras de si, uma arvore com um delta invertido, que figura portanto, a patanisca , ou o raio que terá provocado o furacão, e me faz lembrar a face de um escritor, o paul bowels, ou seja marrocos, ou seja daniel blaufucs, ou seja catarina, e portas e restante grupo dos filho da puta bandidos que o fizeram, e me tentarem por ele incriminar, esta gente é completamente doida e chanfrada e não olha a meios, nem a custo de espécie alguma, filhos da tremenda puta!!!!!

O h om do mem te m at ra sd e si, uma ar vo rac om um delta invertido, q ue figu ra porta ant o, a a pat ni s ca , o u o rai io q ue teresa rá pro ovo do cado o fur da racao, e me f az l em br ar primeira da face de um es c rito tot, o paul bo w l es, o u seja mar roco s, o vaso use seja do dani o el b l au f us ck kapa serpente, o vaso do seja da catarina, e do portas e r es t ante g rup o dos fil homem do circulo da ap da puta ban dido serpente do q ue circulo dos que o fizeram, e me t en t ar rem por ele inc roi min da ar, e sta da gente é co mp l eta tamen da teresa que mente e que é doida e chanfrada e en cão o l h a am e io sn ema primeira cu st ode es pe cie al gum a, fil homem do os da t rato da rua da emenda, a puta!!!!!

Esta faca verde, da cor dos prados de bela avalon, me mostrou exactamente o keith, que nao é o keith jarret, mas sim o michael nyman, no concerto que dele vi no ccb, no inicio desta história, ou seja depois do roubo do filho, começou ele o concerto, e quando se virou para a sua orquestra onde estava a bela menina ruivinha de meu coraçao, primeira violinista, que me sorriu no final, cumprimentando-me assim a modo de me apetecer nela viver, ajeitou a casaca, o desvelou o forro verde, que assim como uma faca ficou a figurar, ainda agora de novo ele , ou melhor sua musica apareceu, em video recente, ou seja , também estes filhos da puta são responsáveis pelos beijos da serra circulares, que remetem tanto para Londres, pelo titulo ot her movements e tambem para a india na imagem da balda americana onde estava a figuração do símbolo das laminas celtas


Es sat f aca ave verde, da cor ds o prado sd da bela de avalon, me mos t ro u e x cat am que mente do circulo do keith, q ue noa é o k e it homem do jarret, mas si mo mica do hel do ny man, no do concerto q ue del e vi do vinho do ino da cc segundo do ccb, no inc ni do io desta hi s to ira, o vaso do use do seja dep o is do ro ub o do fil home do circulo com e ç o u el leo do concerto, e qua ando se v iro u para a s ua r q eu sta onda e stav aa bela menina ruivinha de meu coraçao, prime ira viol i ni sta, q u e me ss rio no fi nl, cu mp rim en t ando do traço inglesa lea me as sima mod ode me ap pet tc ser nel a do viver, a je it o ua c ass cao d es velo lou do for ro ve r de, que as si mc omo primeira faca do fi coua figu ar aa primeira inda do agora de n ovo ele , o um mel hor s ua mu sica ap ar rece u, em v id é circulo da rec cente da en teresa, o vaso do seja , tam b em me st es fil home do circulo dao da dd primeira puta são rato do espanhol da ponsa ave is da p elo serpente águia do bei j os da serra cir irc cu l ares, quadrado da ue reme da teresa, maior cruz ant circulo do para de londres, primeiro em rato espanhol, da p do elo titu primeiro do circulo dez da ot da her maio ove men ts eta am e segunda em para da primeira india na e mage da made ria da bam dam da am da mer rc cia iana onda e stva primeira da figo raçao do ser ep pn te, im segundo do olo das la mina das serpentes celtas

Foi tambem nesse concerto, que sentira chegar por detrás a bela rapariga que no final se sentara num dos bancos da jardim da fonte de todos os escudos português e que com uma echarpe, rosa, velou por instantes seus cabelos, com um perfume oriental, ou da africa do norte e que creio ser a rapariga da sic, e ainda outros fios da imagem em seu todo e seus particulares que ali se desvelaram e que constam deste Livro da Vida

F do oi tambem ness e c on ce r to, q ue s en t ira ce h a g ra por det ra sa da bela rapariga q ue no fina al se s en tara nu primeiro dos banco dd primeira do jardim da font e de todos os dos escudos portu gui es e q ue com da primeira e circulo da harpa e, erro da rosa, velo lou por in s t ant es se us cab elo sc om um per rf um me oriental, o u da africa do don da orte e q ue c rei o ser primeira ra par riga da sic, e a inda outros fi os da i mage me em s eu todo e se us p art u c l ares q ue al ise d es vela aram e q ue co ns tam de ste L iv roda da vida, ou seja relativo à india, tambem


Na pagina seguinte tambem sem numeração, duas fotos, a de cima , ci dessus, la marina de paradise point, j lapinot do bar do ra de palma beach, post do bar do ra da serpente delta gata ma, inde se uma, casa com telhado de tijolo vermelho e piscina em ladrilho da mesma cor com o desenho de uma onda, mas que parece ser tambem o desenho de um punho dos que se usa para controlar os aviões no voo circular, ou ainda uma soqueira, duas pessoas caminham da casa para a marina onde uma serie de barcos de recreio se encontram uns em cima dos outros em perfeito caos

Na pa gina da se gui em teresa tambem se em nu mer ac da raçao, du as das fotos, ad e dec c ima , c id ess us, la marina da paradise point, j la ap p ino do not do bar do ra de praia de palma, bea ac homem do jornal post, do bar do ra da serpente delta gata ma, inde se primeira sacha, algarve, discoteca, c asa com tela hd do circulo de tijolo vermelho e pi sc ina em la dr da ilho da me sm a co rc om o de sena hd di circulo da ode da primeira onda, masque pa rece se r tam b em o de s en homem da ode do primeiro punho, do s q ue se da usa do para on t rol do ar os dos avio espanhóis no vv ov, italiano circular, da segunda circular, ou seja relaçao com sá carneiro tambem, o ua inda primeira soc eu da ira do sequeira, sic eu ira, bo q eu ira da roque ira, o sequeira é no med e um ra p az d ess e te mp o, du as das pessoas cam im ham da c asa para a marina, onda primeira se rie de barcos de rec rato rei circulo elleven do io se en c on t ram un s em c ima dos outros em per rf e i to cao serpente

Marina remete tambem para a marina do algarve, onde as meninas de lisboa, foram um verão dançar, pelas discotecas do algarve, ficando hospedados em casa de um tal nuno qualquer coisa, da restaurante do paulo china, e do herman josé, e de uma casa que meus pais ali tiveram mais tarde, naqueles investimentos que deram origem a muitos escandalosos baseados no time sharing, marina nome de uma da coleguinhas do pestalozzi que depois se tonou jornalista na rtp

Mar ina reme da teresa tambem do para da marina do al gato da rave, onda às das meninas de lisboa, do foram pt, primeiro da vera do circulo da dança, pe l as di co tecas do al g rave, fi can do h os peda dados em c asa de um tal nuno q ua l q eu r co isa, da r es t au ra ante do paulo china, e do he ron her am mn josé, e de primeira casa q ue me us pa is al i t iv vera ram maís t arde, na q eu el s in v e ts si men to s q ue der am o rig ema am mui t os es cna d al os , es cala do s, es ca ana do s, es can d al o sa, es van da al osso, ba sea do s no do time s h ar do ring da marina no med e uma da coleguinhas das c ole irinhas, do p es t al oz z i q ue d ep o is se ton o u jo rn al ista na rtp

Homem arlequim, a perna da guerra , o h olo da lot da ot da kim, da cristina coutinho, she ll ley mat tic seis do ff serpente, para do ra da sele art o men t os na bela kidman, , um furo no circulo onze serpente

Homa homem do w r le quim, a perna da guerra , o h ol ot da kim, da cristina coutinho, she ll ley mat tic seis do ff ser ep pn da teresa do para do ra da sele art circulo do om do men t os na bela kidman, primeiro furo no circulo onze serpente

Em baixo, ci dessous, homem stead petite ville paisible a oitenta percentil do charles trainor jr, ou seja circulo id ess circulo do dinheiro, us , do home serpente da teresa ad da pequena pa isis sible primeira do per cen til de oitenta, do carlos da cruz rain inoo do rato jr

Em nba , ba ix o, ci dessous, homem stead, s eta , petite ville paisible a oitenta percentil do charles trainor do traidor jr, ou seja circulo id ess circulo do dinheiro, us , do home serpente da t we r e sa ad da pe q u en pa isis sible primeira do per cen til de oi t anta, do carlos da cruz rain ino , o do rato do jr

Ou seja nba , diz tambem das bolas altas e que voam pelos céus por cima do oceano atalantico, ou seja que se passam de um lado para o outro dos continentes em jogos de elevadas bolas aéreas, e na realidade a foto em baixo me lembra, uma casa que um dia na estrada na republica dominicana, a cristina coutinho me chamou a atenção e que paremos onde compramos artesanato a um senhor africano que era cego de um olhos, a imagem de ontem no filme com o jonhy deep, a sífilis, como a dizer da origem da sífilis, uma casa com um triângulo de fogo inclinado desenha em sua fachada um nove, ou o nono do trinta e um, o da estrela, do homem africano da cana, que est no telheiro sentado com uma garrafa de rum, ou seja dos piratas, e uma arvore pequena inclinada a seu lado, ao lado de uma janela que figura quatro rectângulos, que o terao feito, uma chapa que parece de um grelhador nos degraus da casa, assim aponta a cana aa seus lado, de um varão de ferro queimado em seu meio, um anzol que é visível, como aqueles que se vem nas caixas de preenchimento das daialog boxe, boches, , ao lado da cas tombada , do trinta e um, um ac cruz deitada e um tijolo inclinado do trinta e um deitada, ou da deita no trinta e um da aramada

O vaso do seja da nba , di zorro tam b em das b ola sal cruz as e q ue vo am p elo s cé us por c ima do oceano at alan tico, o vaso do seja q ue se p as sam de um l ado para o outro dos conti nen t es em jogos de el eva ada s bo l as das aéreas, e na rea li dade a foto em ba ix o me l em br a, uma casa q ue do primeiro do dia na es t r ad ana da republica dom mini cana, primeira da cristina coutinho mec ham o ua a t en são e q ue pa remo son de co mp ramos art e s ana ato a um do senhor africano q ue e ra c ego de um olhos, a imagem de on te mno fil mec om o jonhy deep, a sí fil do lis, com o a di ze rda o rig em , reg ger m fr e ge made ria , da di fil do lis, uma casa com um rina ina gula de fogo inc lina o dd e sena homem em sua fachada um nove, ou o nono do trinta e um, o da estrela, do h oe em africano da c ana, q ue est no tel he rio s en tao com uma g r a rfa de rio primeiro, o u seja dos piratas, e primeira arvore pequena inc l ina ada a s eu lado, aol ado de uma jane la q ue figo ra quatro rec tan gulas, q ue o terao feit o, uma chapa q ue pa rece de um g r el h ad o rn so de g ra us da c asa, as si m ap da aponta da primeira cana aa se us l ado, de um d es a i um v arao de ero do ferro q eu i mad o em s eu me io, um na z i l q ue é v isi v el, com o a q eu l es q ue se eve mnas ca ix as de pr en cho i men to dd o da id do circulo dos log da serpente da box espanhola, aol ado da cas tom b ada , do trinta e um, um ac ru zorro deitada e primeiro tijolo inc l ina ado do trinta e um da deitada, ou da deita no trinta e um da ar am mad primeira

Na pagina seguinte também sem numeração, duas fotos de igual dimensao as duas da pagina seguinte, da direita que as complementam, na primeira está a primeira referência que linka este grupo de operativos tambem a morte de sá carneiro

Na pa gina se gui en teresa tam n b em s em nu mer da raçao, du as das fotos de igual da dimensao às do às da pa gina se gui en teresa, da direita q ue as complementam, na prime ira e stá a prime ira ref ren cia q ue li nk primeira da linda, este g rup ode opera t ivo s tambem da primeira da morte de sá o car ne do iro, en gui primeira

E um primeiro elemento linka ao ccb, ou seja ao segundo da cristina coutinho, como já se desvelou neste mesmo tecto, pois a única viga, que ficou em posição inclinada sobre a prédio descascado, como uma cas de bonecas, vindo do telhado até ao chao, está inclinada e prefigura por semelhança o logo do ccb

Eu maior do primeiro elemento lin ka a o ccb, o vaso do seja ao segundo da cristina coutinho, com o j á ase d es velo lou nest e me sm o tec to, p o isa u inca, ad da única, un ia, u nid a, un ira, c inca da finca, da c asa nas canárias cana ana ria serpente viga, q ue fi co ue mp posi sic sao inc l ina ada s ob rea do pr e di io d es casca dao, com o uma cas de bone one de la serpente do vaso do indo do t tel h ado a té ao cho primeira da pata choca do chora, circulo do homem da ova, c h ola da choça, da pr isa circulo do chi ia, e stá inc lina ada e pr e figu ra por semem l homem da ança do circulo do l ogo do c c b

Lina a ccb, e linka tambem pelo desenho que prefigura ,a tuberculose, da mesma foram que a viga que fica inclinada, incrivelmente está partida em cinco segmentos, somente ligado entre si por um cabo, e fazem ângulos os pedaços, como lemes de profundidade, e cabo, sistema de ligação dos lemes e mecanismo de os fazer actuar, outro fio do telecomando, de fios no voo circular, tinha eu um dornier do, um pequeno aviao de transporte de infiltrados dos alemaos nas linhas aliadas, todo pintado de cinzento, com que voava nas vezes em cima das lajes da garagem da precisão, nos olivais, que na altura se chamava de cetra, ca da cruz do ra

Lina primeira da cc b, e lin ka tambem p elo de s en ho q ue pr e figura ,a t ib uber do rc u lo se, da me sm a for ram am q ue a viga q ue fi ca inc linda, inc rive lem n te e stá p art id a em c inc o se gm en to s, s om que mente do li gado en t re si por primeiro cabo, e f az em ang u lo s os ped dc cortez os, com o lem es de pro f un dida, e cabo, sis t ema de liga sao dos lem es e meca ni sm o de os f az e r ac tura ar, o u t ro do fio do tele comando, de fi os no do voo circular, julio isidro, tinha eu um dor ni e rato do, um pe quadrado o eu en eno avia o de t ra sn porte de in fil t ra do sd os alemaos na serpente das linhas al iad asa, todo pina td o de cinzento, com q ue vo ava nas v e ze em c ima da serpente das lajes, ac açores, da gara ge made ria da pr e cisa on os ol i cais, q ue na al tura se c ham ava dec e t ra, ce da cruz do ra


A casa descascada numa das suas fachadas apresenta uma tabula, de calculo, com quatro verticais e cinco horizontais, ou seja somando vinte e cino, a viga inclinada dos cinco flaps, ou do ps da fla da tuberculose, sai da primeira em cima e sai pela terceira da ultima fiada em baixo

A c asa d es cad ad nu mad as s u as faca hd as ap r es en t a uma t abul da primeira da bula, de c al culo, com quatro verte ti ca sie c inc o h ori zon da tasi, o vaso do seja s om oman anda do vinte e do cino, primeira viga in vaso da linda dos cinco fla serpnet do ps, o vaso do ps da fla da t uber rc cul o se, sa id a primeira em c ima e sa ip pe la da ilha terceira, da u l t ima fia ad a em ba ix circulo

A viga inclinada, desenhado um Y que marca um x nas casas da tabula que assim desvela , o no, o x do delta feito pelo no do geres, o ab do home do not do no da cruz da saga bay do crash, ou seja tambem do acidente com o crx quando me traficaram os travões, e que se deu numa ponte ao chegar a braga

primeira viga inc l ina ada, d es en h ado primeiro do Ypsilon, delta do ps psi primeiro om, q ue ema rca um x nas ca sas da at abul da bula, q ue as si m d es vela , o no, o x do delta feito p elo no do geres, o ab do home do not do no da cruz da saga bay do crash, o vaso do seja tambem do acide do dente com do circulo doc do rx, do algarve, quadrado da ua ando me t raf fi caram os dos travões, ra vaso onde espanhola, e q ue sed eu nu ma ponte ao che g ra, o che da garra da chega de bois do che do ira da che g ar á da primeira de braga

a historia do rx do algarve, é uma historia que foi preparada pela puta que me trás o filho roubado, pois no único verão em que passamos ferias, curtas juntos, eu e o meu filho, a puta, que tinha ficado, de fazer um rx ao francisco, me disse que não o tinha feito, como de costume, que a puta nem nunca cuidou bem da saúde dele, e assim tivemos que perder uma manha das curtas ferias para irmos a um hospital particular em lagos para fazer o rx

a hi st do tor ia do rx do al g rave, é uma hi s tor ia q ue f oi pr e para ada pela puta q ue me t ra serpenet do circulo do fil h circulo do ro ub ado, p o is no único vera circulo em q ue p ass sam os fe ria s, c ur rta sj un to ze ue do circulo do m eu fil h o, primeira puta, q eu da tinha do fi do cado, de f az e rum rato do x ao fr ac isco, me di ss e q ue n cão do circulo da tinha feito, com ode cos t um me, q ue a primeira puta ne mn unc ac cu id o u b em da s au de del e, e as si m t iv em ms soc q ue ep e r der uma manha da serpentes das curtas fe ria s para i r mosa do primeiro hospital p art ri cu l ar em lagos para f az ro do ero rato do x


Na horizontal de ima quinta casa, temos o único pedaço que esta igualmente preso por um fio, e que desenha , o pormenor da peça do puzzle, e numerando as casas da tabula, obtenho, o primeiro da peça do quadrado do dao, do puzzle, da faca do míssil, que é como uma cada comprida de helicóptero tambem telecomandado, ou seja do remoto que me quase me levou uma vez a ficar sem cabeça, quando voava com o meu no geres do delta de uma lareira de uma vela da puta do quadrado , que terá um móvel de madeira semelhante ao que na foto naquela divisão se encontra

Na do homem do ori zon em cruz al de ima quinta casa, te emo s o único peda aço q ue e sta i gula am que mente pr es o por prime rio fi o, e q ue de s en h a , o p rome o roda p eça do p uz ze primeiro, en um mer ando as das casas da t abula, ob t en ho, o p rime ior da p eça do quadrado do dao, do p uz zorro do le, da f aca da miss i l, q ue é com o uma c ada co mp rid ad e he li cop pt do ero tambem do tele co man dado, o vaso do seja do remo oto q ue q ua em me l evo vaso da primeira ave z a fi car s em cab el da primeira da cabala da cabila, a puta do br, ca da bula, da ca bei da primeira cabe de la, cabe da eça, a puta q ue mora al ino fi nl a da av vito ira, q ua ando vo ava com circulo do om eu no gere sm, circulo do ge do rem es pan hola sm, do delta de uma la rei ila de primeira vela da puta do quadrado , q ue te rá um mo ove primeiro de made ira semem do primeiro homem ante primeira do circulo do q ue na f oto na que la di da visao se en circulo em cruz ra

Se desvela e se confirma aqui tambem que na realidade me fizeram passar uma bula via brasil, que filhos da tremenda putas, todos, o grande caralho do universo que a todos vos fodam!!!!

Se d es vela e se c on f ima aqui tambem, q ue na r e la id ad em me fi ze ram p as sar primeira da bula via br as il, q ue fil h os da t r emenda putas, todos, o g ar de dec caralho do univer soc, q ue a todos vaso os foda da dam!!!!

E que obviamente temos que incluir nesta teia desta associação de malfeitores, tambem os meninos dos supermercados, que trazem como constante aqui neste livro da Vida ligação profunda com o brasil, e que me espiam via o kanguru, o paulo azevedo e seu pai

E q ue ob iv via am que mente, t emo s q ue inc lui rato do nest da primeira da teia de sta ass soci aç da sao de m al feit tor es tambem do os meninos dos supermercados, q ue t ra ze em mc omo conta ante au ine nest el iv da roda da vida liga são espanhola por rf ff un da c om do circulo do brasil, e q ue me es pe iam da via do circulo do kanguru, do circulo do paulo azevedo e serpente do eu pai

Paulo azevedo, Paulo do azevinho, o paulo do natal, da foda da dp do natal, e do consequente bum na asia, será paulinho!?

Paulo azevedo, p u alo do az ze iv home do circulo do paulo do natal, don da dona nat cruz al, da foda da dp do natal, e do c one q eu en te do bum na asia, se rá p au do linho s eta da foice

Dai alguém o ter assustado em dia não muito ido com uma pretensa bomba deixada a porta de sua casa ou da cas de seu pai, consequentemente, co do nse da sec ca nin, ca non x l um do dao, porto, que eu en teresa que mente

D aia al gume circulo cem da te ra ss u t ad do circulo em dia n cão mui to id do circulo do com uma pr e t en sa b om ba de ix ada à porta de s ua c asa o vaso da ca sd e x eu do pais, tvi, co ns q u ene te mn teco do nse da sec do canino, dao, porto, q ue e vaso ingles da inglesa kapa da teresa, que mente, quadrado do eu do homem da teresa que mente, circulo do power do ponto da teresa

Ainda na foto de cima se le que foi um vaso do x do joe rom da kapa e rato serpente do bar do ra do home mia ami do herald, do jornal


Na foto de baixo, temos tamiami airport, disloques comme apres un crash da ser ep pn da net eta do joe rm da kapa e rato serpente do home do herald, que declina tambem em triumph herald, ou do seio da heráldica, sendo que agora mesmo entrou a tal do passe do veu no ccb quando do concerto do michel nyman, ou seja da puta da sic,

Na f oto de ba ix o, te emo s tam iam mia air p oto do porto, di s lo q eu es s com me ap rato espanhol do un crash da ser ep net da eta do joe rm da kapa e rato serpente do home do herald, q ue dec lina tam bem, em t rio mp h he ra primeiro do quadrado do seio da her al da dica, s en do que do agora me sm o en t ro ua t al do p ass e do vaso do ovo do eu no do ccb quando do concerto do michel ny aman, o vaso do seja da puta da sic,

Tamiami airoport, declina tambem em cruz da manha, mi primeiro ami, mia ami do aero do porto, que em dia recente o espirito na volta do futebol clube do porto me tinha desvelado que a rapariga estivera nos braços do aero do porto, na altura do tremor em italia, air porto, ou porta do portos, o oto potro, da ceu, o aviador, primeira e rp do orto, ou seja do hexágono, ou seja do pentagrama, dao oto, use seja do estádio do dragão , cruz primeira , aeroporto, ou relacionada com aviões, é a cruz que estas bestas destes caralhos assassinos em massa me puseram dizendo que eu fora responsável pela morte de sá carneiro

Tamiami airoport, dec lina tambem em cruz da manha, mi prime do iro da ami da mia, ami do aero do porto, q ue em dia rec en teo es pi rito na av o l t ado fute bil circulo do lube anal de do porto me da tinha d es vela ado q ue primeira rapariga est uve da vera nos bar ç os do aero do porto, na al tura do t remo mor do tremor em italia, air porto, o vaso do porta do portos, o oto potro, da ceu, o av ia dor, prime ira e rp do orto, o vaso do seja do he xa g on o, o vaso use sea j do pentagrama, o use j ad do circulo do estádio, o josé viegas, do d ar g a o ac primeira cruz prime ira , aeroporto, o u re la cio n ada com avio es, é a cruz q u ee eta s best as de ste ac primeiro do caralho as sas ino s em massa, italia, me p use ram di ze dn do circulo do q ue eu for a r es ponsa ave primeiro pela morte de sá caran e iro, o primeiro responsável pela morte de sá carneiro, o do circulo do dn

Se vem como que saindo de um hangar quatro pequenos aviões, que parecem tres cessna e um falcão, dois dos cessnas estão montados um em cima de outro, dois a foder, e o falcao bimotor, entra em direcção contraria por cima da as direita do cessna dois lugares, onde se le n zorro deitado em noventa e um, oitenta e oito, delta br ana anca, o falcão, ou manuel falcao, trás na frente uma pintura que parecem ondas em degrade do castanho masi escuro ao ouro e parta e branca, ,a posição dos avies entre si, faz, um delta dos dois cessnas com o falcao por cima, que entra , ou choca, ou provoca o choque com o cesna de as carneiro, assim parece ser a historia que se desvela nesta foto, , pois o cessna da id, trás uma hélice de sangue, e assim sendo, visto estar mais inteiro devera ter sido então o que cortou, o verdadeira cessna que ia para o aeroporto de sá carneiro, como mais tarde se veio a chamar, antes era aero porto, ae rip orto do porto, do porto, n 92 3 cinquenta e seis, se le no cesna que ficou por baixo,

Se eve em com o q ue sa indo de um h ana gara q au t ro p e q w uno s avio es, q ue pa recem t r es c es sna e um do falcão, do is do serpentes c es na s es tao montados um em c ima deo do outro, do isa f o der, reo fal can b om oto tor, en t ra em di rec sao c on t ra ria por c ima da às da direita do c ess na do is lu g ares, onda se le n zorro rr o d eu t ado em no v en a te um, oitenta e oito, delta br ana e aca, o fal com, ou mane u do primeiro do falcão, t ra s na fr en te primeira pin tura q ue pa recem ondas em de g ra dedo castanho ma si es cura o a oo ur o e pa rta e br anca, ,a ps oe i sao dos av o es en t re si, f az e, um delta do si do is c ess na sc om o falcão por c ima, q ue en t ra , ou cho ca, o u por vo cao do choque com do circulo do cesna de as car me irao, as si m pa rc ce ser ra hi s tor ia q ue se d es vela nest a f oto, , p o is o c ess na da id, dt cruz ra s uma he lic e de sangue, e ass em s en do, vi s to es t ra mais ine t iro ad eve vera ap ps soto lo serpente te ra da art s id o en tao o q ue co rt o u, ove vera de ira c ess sana q ue ia para circulo do aeroporto de as car me iro, n 92 3 cin q u en ta e se is, se le no ce sna quadrado da ue fi co up do por ba six circulo,

Delta br anka da ana primeira do aço ana fa , ana cruz primeira anka, de ankara, ancas do falco, falcão do falo do forte do alho falso do f al to, ou da cruz co circulo na al

Emerge daqui tambem uma conhecida discoteca que tem o mesmo nome, que antes esteve no rossio, ao lado da primeira loja do joe bernardo, salvo erro, e que agora está no bairro alto, em frente a uma loja de mascaras africanas, onde uma noite tive uma visao com os dois galgos, aqui constante neste Livro da Vida, salvo erro este loja sempre teve relações com o grupo do sete e do manuel falcao, esta puta, estava com sua esposa por debaixo da psi ana paula quando uma vez com a teresa lá fui, e uma outra vez, antes numa reuniao, foi visível a cobra dele, e o seu lado de abusador e eventualmente de pedofilo, este grupo é numeroso e passa por muitos que estão aqui identificados ao longo destas paginas deste Livro da Vida , a bimotor é perto do antigo fragil,

Em mer g ue do qui tambem de uma conhecida di s co da teca q ue te emo me sm o no me, q ue ant es e serpente da teve do no do rossio, aol ado da primeira loja do joe bernardo, s alvo e r ro, e q ue agora e stá no do bairro alto, em fr en te a uma, da loja de mascaras africanas, onda uma no it e t iv e uma vi s o ac om os do is dos gal g os, a qui e co n ts n te nest e L iv roda V id a, s alvo e r ro este da loja se mp r e teve r e la ç o es com o g rup o do sete e do manuel falcao, e sta puta, e stav com serpente da ua espanhola do posa por de ba ix o da psi ana paula quadrado da ua ando uma ave zacarias zorro do doc do circulo elleven do om primeira da teresa l á f u ie uma outra ave z, ant es numa do grupo da reuniao, f oi v isi vaso do el, primeira cobra dele, e o s eu la do de ab usa dor e eve en tua al le lem n teresa de pe di filo, este g rup o é nu mer roso e passa por mui t os q ue est o a aqui id en ti fi cado sao long o de sta s pa gina s de ste L iv roda V id a , ab segundo om da oto tor é per to do antigo fragil,

Olhando com mais detalhe e clareza do pensamento esta foto chave, primeiro se conclui que dois aeros cessnas se montaram um no outro ambos com as mesma cores, brancos, com riscas vermelhas e azuis ou pretas, que deles saiu um falcao, que é tambem um facao, pois é o único a jacto, jato, é tambem, imagem de míssil, e de sopro rápido como se ve no ataque ao pentágono,

O l h ando com maís d eta alhe e clare z ad do circulo do pensamento desta foto c h ave, prime rio se co nc lui q ue do is aeros c ess na serpente da se montaram um no outro am bo sc om as me sm a cor es, br anc os, com ratos das iscas vermelhas e az u is ou pr eta s, q ue del es sa i u primeiro f al cao, q ue é ta m b em primeiro facao, p o is é o único a jacto, principe do pric ipe do ato, é ta m b em, i mage made ria de miss ile de sopro ra pido com o se eve no do ataque ao penta gato on circulo,

O outro cessna , voava atras e paralelo aos dois montando e o jacto que de cima dos dois saiu, choca com a asa direita do cessna que vai a trás , o terceiro e que está sozinho, ou seja, sendo isto imagem, os dois primeiros seriam do grupo de sá carneiro

O outro do c ess na , vo ava at ra ase da se do para da lelo primeira do os do is do montando e circulo do jacto q ue dec ima do sd o is sa i vaso da pata choca com da primeira asa da direita do c ess na q ue vaso da aia t ra s , o t rec iro e q ue e stá s oz in h o, o u seja, s en do is to i mage mos do os dos dois primeiros se r iam do g rup o de sá care da emi do miro, dop do pinto, espanha pintura

O falcon, vem de uma casa que terá uma porta folheada em branco como um hangar , mas cuja parte de cima será m triângulo de fogo, e sai de lá de dentro, ou seja, talvez o acto tenha sido nessa garagem praticado, um garagem de uma casa, e o bico negro do aviao, ou seja o circulo negro, onde por cima está o desenho em degrade, muito característico das discotecas em setenta , aponta, um anzol, que é tambem um cachimbo, que está desenhado na porta da garagem, por ausência da chapas, ou seja a casa do home de cachimbo, tambem a frente do nariz do falcon uma peça vermelha como a da hélice esquerda do cessna com que chocou, a fazer a linha da ligação do sangue , que o bico do falcao, foi o que fez o sangue na hélice esquerda do cessna, um pedregulho que se ve em sombra como sendo a roda de trás do cessna mas que desequilibrou a asa da cauda, o vaso do sete mali is son c id ess do dinheiro, dos dois circulo tam ia , ou tami, ou cruz ami, a dor aguda da manha tamis, t ac i, do taxi, o grupo, talim, temi, cruz emi


O f al c on, vaso e madeira de primeira circulo da asa, editora, q ue teresa rá, uma das do porta, f o do primeiro ingles cab eca da ad a em branco com do circulo do prime rio homem do hangar, ang ar , ma s cu do j a da p da arte dec ima se rá m t rato ian gula de fogo, e sa id el à de d en t ro, o vaso do seja, t alvez doc circulo do acto t en h as id o ness a gara ge m p ar rati cado, um gara ge made ria de uma c asa, e circulo do bico negro do avia circulo , o vaso do seja do circulo negro, onda por rc ima e stá do circulo do desenho em degrade, mui to cara rate r is tico das discotecas em setenta , ap da ponta, primeiro anzol, q ue é ta m b em primeiro cac hi maio bosque e stá de s en h ado dona da porta da gara ge mp por asus en ca id a sc h ap as, o vaso do seja ac asa do home de cachimbo, t am b em a fr en te do bna riz, praia, o d f al com uma p ç e ave vermelha com o ad primeira he l ice es e urd a do c ess na com q ue choco ua f az e ra da linha da liga sao do z ang ue , q ue circulo do bico do falcao, f oi circulo do q ue de fez do circulo do sangue na he l ice esquerda do c ess na, um ped regua primeiro home da primeira do circulo do quadrado da ue se eve em s om br ac omo s en do ar da roda de t ra sd circulo do c ess na masque de sic u li br o ua asa da c auda, circulo da ova do vaso do sete mali is son circulo, id ess do dinheiro, dos dois circulo tam ia , o vaso do tami, ou cruz ami, a dor aguda da manha

E ouve um senhor de uma editora do porto que morreu estranhamente no meio desta historia há alguns anos, assim o meu coraçao o soube

E circulo da uve do primeiro s en hor de uma e di tora do porto q ue mor rato do eu es t ra anha que mente no me io de sta hi s tor ia h á la gun ms ano serpenet das sas as simo me vaso cora sao o soube, serpente do circulo do ub do maçónico

Ou seja se desvela nesta foto, não só os acontecimentos da altura como outro que se deram bem depois, a confirmar aa ligação de eventos e das maos que os operam, como sempre, assim é

O vaso do seja se d eve vela de la nest a foto, n cão s ó os ac on tec cie mn to da al tura com o do outro, q ue se d e ram b em dep o isa confirmar aa liga sao de eve en to das sedas maso q ue os opera am, com o se mp re, as si mé

Se se confirma aqui que foi operado por sessão sado masoquistas, e o mesmo se espelha no pentágono, será então de deduzir , processo ou componente no processo das quedas das torres, se assim for, será possível por quem de direito obter as provas desse fazer na altura em que foi feito

Se sec on fi rato do maqui q ue f oi opera d o por se s sao sado maso qui t as, e om es mo se es pe l homem do ano pentágono, se rá rac en tao de dedo zorro i rp, por rec cc s oo u co mp poe en n ton circulo do pr e os sexo das quedas das tor e es, se a ss im for, se rá ps os iv el por q u em dede it do rito ob te ra s por vaso do as de s se f az e rna al tura em q ue f oi feit o

Na imagem contínua da outra pagina ao prédio descascado, diz apres le tornado el ne lui reste que l humor c w griffin, e se ve uma senhora com um balde dentro de uma banheira como uma baleia que faz transbordar as aguas, no meio do jardim pleno de destroços, onde é visível uma lamina de um espada quebrada, que aponta a onda do x de um cruz de madeira deitada, ao lado da banheira que verte as aguas , dois ténis, do bico maçónico do anzol, e um pedaço de madeira em angulo, ou sej ao angulo do maçónico da banheira, ou da serra da pena em sintra, que remete tambem por semelhança de fora para o angulo cachimbo por debaixo do nariz do falcon de sá carneiro


Na i mage madeira c on tun, tio, t do io da ua da outra pa gina ao pr de io, pre di g o, per dito, da perdiz do pedro, as ped r iz ze s as sadas p o ur e pat e r l es e t range r sna cas de te l h ado verde, na costa, o h oe madeira de cachimbo, o dos versos al e x r andinos, de sc as cado, di zorro ap rato es le tornado el ne da lui rato do este q ue primeiro do h umo rc w gt i ff ine se eve primeira senhora com do primeiro balde d en t rode eua, ave nid a estados unidos da am erica, uma banheira com o uma baleia q ue f az t ra sn bor dar as das aguas, no me io do jardim pe l no dede ts dos roços, onda é v isi vaso do el da primeira lam inda de primeiro da es pada quebrada, q ue a p ponta da primeira onda do x de um c ar u zorro de made ria de it ada, aol ado da ban he iraque vaso rato e teresa as das aguas , do is t en ni s do is do bico maçónico do anzol, e um ped aço de made ria em ang u lo, o vaso do sej ao angulo do m al oni co da ban he ira, o vaso da serra da pena em sintra, q ue reme teresa tam ne mp por se ml le homem ança de for da primeira da ap do para do circulo do angulo cac hi m bo por de ba ix o don ariz do f al c onda sá carem ne iro

Gato rif fo ff fi nci, móbil, gás sol lina do homem do ome, mob do bi primeiro da casa, o do nci que tinha uma roulote nesse tempo, em monsanto, all alan da boa, jibóia, da cruz primeira, do balde, da rodoviária branca e verde zorro


Gato rif fo ff fi nci, mo bil h om e made ria do ome, mob do bi prime rio da c asa, o do nci q eu da tinha primeira ro u lot teresa ness e te mp o, em monsanto, all alan da boa, j ibo boi do ia, da cruz primeira, do bal de, da ro do via da aria br anca e eve verde zorro

O sofá inclinado com uma chaveta na cas de madeira em baixo, com estrutura de nervuras de aviao em madeira, segunda guerra mundial, desse tempo, onde o chao de alcatifa vermelha é equivalente a uma das formas defenidas no foto do hangar, ou seja na casa do portão de hangar branco, haverá tambem uma alcatifa dessa cor, com uma serie de cadeiras deitadas, pelo livro do gato rea da cruz do tao, do vaso do sete circulo do nono da primeira, note e use t hi serpente ba gato, id do put t hi s id e do w n, o da cruz onde para isto se ler , se inverte as letras acima neste parágrafo descritas e obtemos um A invertido, como um outro qu esta no chao da foto em cima ao lado da cruz de madeira e que remete para um idêntico que apareceu no ceu em fatima quando da visita dos pais da maddie, do sexto do circulo do oz da arcada do polo, primeira vareta do A invertido

Os o fa inc lina ado com um aca h vaso da eta na cas de made ria em ba ix o, com est r ur da tura de nervuras de aviao em madeira, se gun dag eu r ra do mundial desse tempo, onda do cha ode ala cat ti f ave vermelha é e au iva do lente a uma, das formas d efe nid as no da foto do hangar, o vaso do seja na casa do porta tao de home e dag ar do branco, h ave rá tambem uma al cat i fa de s sa co rc do om uma se rie de cade ira s de it ada s, p elo l iv rodo do gato rea da cruz do tao, do vaso do sete circulo do nono da primeira, note e use t hi serpente ba gato, id do put t hi s id e do w n, o da cruz onda do para is to se da ler , se in verte as das letras ac ima nest ep para rag rf o d es c rita se ob te emo s um A invertido, com o do primeiro do outro q ue sta no cha o da foto em c ima aol ado da cruz de made ira e q ue reme teresa para um id en tico q ue ap a rece un o ceu em fatima q ua ando da v isi da sita dos pa is da mad di e, do sexto do circulo do oz da arcada do polo, prime ira vaso ar eta do A im verte id o


Por fim sobre est pagina que já vai longa, coloco letras na tabula do prédio e assim leio, antonio forte le ft do rig da cruz homem, sexto ms, maior serpente, circulo do home ene cruzes da du do circulo do vaso é joao do pedro do vaso, ab, cd , e, figueira sexto, hi do principe, luis marques, no da puta rato st, serpente emi circulo do vaso, ou seja can tora, rato do angulo do fá, sm mg sexto segundo cruz muitas home do cie do culo do ultra viol eta vaso, e quadrado , venda dinheiro je da au di, vaso da serpente can tora emi, do ts do rato, po muito do ml, ji di homem sexto forte, e dc cb ba primeira, ab sexto nt, s emi circulo rn do principe e in ns vaso do circulo home segundo vaso n seis da primeira


Neste momento sai para a rua, a rua estava com as luzes apagadas, um taxi beije com indicação primeiro vermelho, passou, rua do borga apagada, ou rato da borga apagado, primeiro do taxi vermelho e do sangue , rato do locutor de pera , do cu do primeiro taxi vermelho, cruz circulo it ro ingles vermelho,

Neste mo men to sa ip do para ar ua, primeira do rua e stva com as das luzes pa a g d as, do primeiro t ax i be i je com indica caçao prime iro do ove vermelho, p ass o vaso do ur da rua do borga ap a gada, o vaso do rato da bo r gi a apagado, prim mr do rio dot x ive r mel en h oe do sangue , rato do locutor de pera , do cu do pr i miro taxi verme ml e h o, cruz circulo it ro ingles vermelho,

Na pagina seguinte um só foto inteira, a dos pedaços de caravanas que se enrolam com pedaços de papel à volta de um arvore, sur um terrain pour s argento mob bil da ilha home s argento da sculputure, de t o les et des branches, digne d´um musee d á rt contemporain do bob ruf do, telhado do forte do ff,


Na pa g ima se gui em teresa do primeiro serpente do acento no ó f ot in te ira, a dos pe dç os de cara rav masque se en rola lam da am com pe dç os de pap el à v o l t ad e um ar av o re do sur do primeiro te rato da rain p o ur s argento mob bil da ilha home s argento da sculputure, e cu l t ira, de to primeiro espanhol e td es pan ho is br ac cn he serpente da di gn ne do quadrado do ap ps soto lo serpente primeiro do m use sd e art mode rna, um musee d á rt c on te mp o rain do bob ruf do, tela h ad o do f orte do ff,

Esta imagem se espelhou aqui em portugal num mini tornado recente, ao lado desta imagem, se ve uma catenária, ou seja o local da energia, do ritual, e do antigo ritual que terá a ver com este acontecimento

E sta i mage mse es pe l h o u aqui em portugal nu primeiro mini do tornado rec en te, aol ado de sta i mage maior da, se da eve primeira da cate de naria, o vaso use seja do circulo do l ocal da energia, radio, do ritu al, e do antigo ritu al q ue teresa rá primeira ave rc om este ac on tec cie mn to, ou seja foi espelhada esta imagem quando dos acontecimentos na matança na tec, na américa, aqui abordados, os homens dos aluminios, museu de arte contemporânea, ou o do joe berardo ou o cam

Na pagina seguinte duas fotos, em cima o hangar doa aviões da segunda guerra e por debaixo o do museu dos comboios

Na pa g ima se gui em teresa du as das fotos, em mc ima do circulo do hangar do a avio espanhol da segunda ge do comboio do ur do ra e por de ba ix oo do mu use vaso dos com boi do io dos os

Tamiami air port circulo ap ps soto oto primeiro do circulo dezembro da primeira serpente, e cruz it la do c anal do plus, da belle co onze e circulo ti em quadrado do ap soto lo serpente dos avio es históricos, hi serpenet tori do cos, do principe la pinot, do bar do ra da palmas bea ach do bar do rá serpente do delta gm primeira, e co circulo id do di ne hiro do angulo so ap soto lo s r pr rn teresa do museus do ira do da coa ts rai primeiro road, do prim mr do rio do io doiro da ad das campanhas ww, sw, st coa st, gb, icep, o f oto g rafo


No video em que abordei esta revista, já dei conta , conhecendo a maldade humana, de como estes cabrões , terao usado o conhecimento de uma gaveta de brinquedos nos olivais como prova tambem desta tentativa de incriminação, sendo que obviamente não terá sido a única, no rio das mentiras que criaram como estão de novo criando , ainda hoje ultimo dia do mês de abril, o espirito mo confirmou outra vez, que assim masi uma vez o tentavam

No vasp id é o do circulo em q ue ab o r de i e sta da revista, j á dec conta , c one h c en do am al dade da humana, de cm circulo cento e onze est es c ab ro es , te ra circulo delta usa sado do circulo c one he cie mn to de um a g ave eta de br inc eu do sn nós ol iv ia s c omo pro da ova te m b em de sta t en tati iva de inc rimi ina sao, s en do que ob via am que mente, n cão te rá s id o a única, a da revista, no do rio das men t ira s q ue c ria aram com o es tao de n ovo c ria anda , a inda homem de oje u l tim o dia dom ê s de ab rato do aro da ilha do es pi rito mo c on fi mo u o u t ra ave z, q ue as si m ma si uma ave zorro da ot en cruz ava da am do vam, ou do vam da manha

É evidente que este fio de incriminação terá passado pelo grupo do corcunda dos olivais, o sandro, e do bando dos já aqui em capitulo anterior abordado, onde se inscreve tambem o pedro bidarra, entre muitos outros,

É e vi dente q ue este fi ode inc rimi, italiana francesa do ina, da sao te rá p as sado p elo g rup o do corcunda dos ol iva si, o sandro, e do bando do sj á a qui em c apit u lo ante iro ab o rato do dado, poker e ap s ot as, onda se inc reve tambem o do circulo do pedro bidarra, en t rem mui t os o u t ro serpentes

Tambem é prova que dois desse aviões que aqui aparecem em foto vieram da casa do sandro, e eram deles, qualquer peritagem a forma como eu pintava os meus e ele os dele, teria feito a clareza suficiente para deitar por terra este argumento que terao inventado, entre mil outros, certamente

Tam b em é por vaso da primeira aqui da ue do is de ss e avio es q ue a qui ap arc cem em f o y to vie ram da c asa do sand ro, e e ram del es, q ual q eu r per rita tage ema forma com o eu pin t ava os me use el leo do os dele, te ria feit o a c al reza sufe cie en teresa para de it ra por da terra, br, este ar gum en to que terao in v en t ad o, en cruz do rato emi milo dos outros, ce rta tam que mente

Pelos aviões da imagem desta foto, vejo o spit fire, o cuspidor de fogo com o nariz vermelho em versão tigre como era usado na marinha cujo leme de profundidade faz um angulo com um templário suíço de prata, e um outro angulo ainda com o circulo vermelho da estrela branca em fundo azul sobre asa de biplano amarelo e cinza, ou seja um bi p l ano já antigo que por sua vez encosta a ventilação do telhado do hangar, cujo pedaço faz um delta com o aviao do sandro, o de cores francesas com camuflado do deserto, ou seja alguém do norte de africa com ligações ao mundo francofono e uma enorme confusão no redor entre muitos outros aviões que se encontram, ou seja , que foram completamente destruídos

Pe l s o ac cio es da i mage madeira de st f oto, vejo do circulo do spit fire, o cu pido rato de fogo com do circulo da dona do nariz vermelho, palhaça, tete, em vaso e rato sao tigre com oe ra usa sado na marinha cu jo lem de pro f un di dade f az um ang u lo com primeiro te mp la rio suíço, ou da suissa pas tela ria, de p rta, e umo de um vaso outro da cruz do rato do angulo da primeira inda com do circulo verme kapa do home do co da estrela br anca em fun do az u primeiro serpente do ob re da asa de bi ip l ano am mr el lee cinza, o vaso do use seja primeiro bi p l ano j á antigo q ue por serpente da ua vaso ave e zorro en co n sta primeira do av da ve en da tila sao do tela hd circulo do hangar, cu jo ped dc sao f az primeiro delta com do circulo do aviao do sandro, o de cor es fr anc e sas com cam um fla dodo do deserto, o vaso do seja al g eu madeira do norte de africa com liga ç o es o a om do mundo fr anc co fon oe uma en o rata da me c on fu sao no red o ren t rem u it os outros avio es q ue se en c on t ram o vaso do seja , q ue foram co mp l eta tam que mente d es tt u io do serpente do corno da analuti,


Assim leio na imagem, bico de fogo aberto na base do ze do spit fire, o cuspidor do fogo, ou a cobra cuspideira de fogo, de ze primeiro do circulo do ste, suissa do circulo vermelho da estrela, branca, azul e zorro da ventilizaçao, do tubarão do pacifico, da navy, cinquenta e um , estrela cinza sobre circulo azul, ou seja estrela primeira francesa da sara do trinta e um circulo do sete

Ass em le io na i mage made ria do bico de fogo ab berto na b ase do ze do spi t f ire, o cu spi id o red do circulo do onze de fogo, o ua cobra cu s pi de ira de fogo, de ze prim mr rio do io do circulo do ste, serpente do vaso do iss ad duplo circulo vermelho da estrela, br anca, azul le zorro da ave da v en tili iza sao, do t ub bar do aro do pacifico, da ana vaso do celta delta, cin q u en a teresa primeiro ro do ero , estrela cin z as ob re circulo azul, o vaso do seja da estrela primeira francesa da sara do trinta e um circulo do sete

Na foto de baixo o museu da costa doirada, dos caminhos de ferro, uma estrutura de um pérgola de dezoito pilares, como uma outra pérgola na foz do porto, que não sei quantos trás, entre a estrela e o sex to, dois anéis que são duas turbinas de um carro de bombeiros vermelhos, o primeiro do sessenta e nove, do grupo do sete, da ro ad de sessenta e seis, duplo gato rato maior da cruz ra ck primeiro e segundo em p oto, na foz, em quadrado, dezoito grau, oto, o cabrão de noventa e quatro outra vez, primeiro do circulo da cruz

Naf oto de ba ix o om use vaso da costa doirada, do serpente do ca minho sd e do ferro, ps, primeiro es t rute ira de primeiro do per g ola de dez o it o pe l ares da pilar es ap do pn hol , p da ilha, , com o uma outra per g ola na foz do porto, q ue n cão se i q ua ant os st da cruz rá do z en da cruz da rea estrela e o sex to, do is ani espanhola q ue são du as t ur b ina sd e primeiro carro de bombeiros vermelhos, o prime iro do se s sena teresa n ove, dog rup o do ste, da ro ad de sessenta e seis, duplo gato rato maior da cruz ra ck prim mr do rio e se gun do o em p oto, na foz, em quadrado, dezoito grau, oto, o c ab ra ode de noventa e quatro outra vez, prim mr do rio do io do circulo da cruz

Em diana ap da pol do lis do museu do circulo elevado da direita do forte da art

Na pagina trinta e nove, a primeira de novo numerado, leio no gráfico da rota do furacão, miss ala da georgia, new orleans do jack, j ac ck, filho da ville, ou da cidade, rádio, e kapa da fla, terceiro do circulo elevado do norte da fla, sam, serpente da manha, do quarta feira, da vila do tito, da estrela do primeiro ministro, estrela da manha, ou estrela do norte, ou luci do ferro, cruz eu serpente day, do furacão ou da lamina celta, do dr do delta do tor tuga, português terroristas, da tv, o do gás da tv, das Bahamas, de cuba do Alentejo da dom mini can da republica do Haiti, pat home circulo do forte d es t ru circulo da cruz agosto , onze do bar do rá de noventa e cinco, documentário em novembro de noventa e cinco, nono da estrela do z do erro de au di en cia clímax, ou seja do colchão, ou seja do leito, um colchão branco com um triângulo de fogo de luz, oi do vaso da praia da luz, é visível no prédio descascado, com tres x, bem marcados, ou seja a historia dos tres laços, da tuberculose ou tres doenças, como dizia a puta da teresa, e dos tres laços da Sílvia de serralves, relacionado com o cristina coutinho segundo do ccb, que corresponde a letra, m, maria, da maria, na tabula que apliquei na estrutura, ou seja back ground ms, maria sobral, circulo do vaso do use sej do ba ac circulo da kapa do pa do tio do io do dia da maior serpente , maria sobral, sm, gato seis segundo, p em ml, marques do mendes no da puta, primeira do forte le ft do rig do triângulo deo fogo dos tres traçinhos como i ching, seta do segundo e do terceiro ao primeiro e cruz no homem


Na pa gina trinta e nove, ap da primeira de en ovo nu mer ado, le io no g raf fi cod, ba calhau, primeiro da rota do f ur racao da miss ala da geo rato do gi prim i e ra mr, ne w o rato da lena s d o jack, j ac ck, filho da ville, ou da cidade, rádio, e kapa da fla, terceiro do circulo el elevado do norte da fla, sam, serpente da a mn homem do ado quarta feira, da vila do tito, da estrela do prime rio ministro, estrela da manha, ou estrela do norte, ou luci do fer rato doiro, cruz eu serpente day, do fur raçao ou da la mina celta, do dr do delta do tor tuga, tartaruga, cu rato zorro da art da prim mr ria da tar da ruga, ou seja tambem do tremor, portu gi espanhol da teresa rato roi sta sd primeira da tv, co rc circulo do gás da tv, das ba hama serpente , de cuba do al en te j circulo cem da p da dom mini can da r ep pub da loca do haiti, pat home circulo do f orte d es t ru circulo da cruz agosto , onze do bar do rá de noventa e circulo onze em co, doc eu mn tar rio do io em novembro de noventa e c on co, nono da estrela do zorro do ero de au di en cia c lima ax, o vaso do seja do co l cha circulo, o vaso do seja do leito, um co l cha do circulo do branco com do primeiro t rina gula deo f o é v isi vaso do el no do prédio, d es cas cado, com dos tres x, b em ma rca ado s, o vaso do seja da primeira hi s tor ia dos t ratos dos espanhóis laços, da t uber rc culo es e o u t ratos espanhóis das doenças, r e la cio n ado com do circulo da cristina c to vaso do tinho se gun do dodo do ccb, q ue co rr es ponde primeira al le t ram da maria, da maria, na t ab da bula q ue ap lic eu ina est ru tura, o vaso do seja ba ck g ro un dia maior serpente , maria sobral, cir vaso do clo da ova do vaso do use sej do ba ac circulo da kapa do pa do tio do io do dia da maior serpente , maria sobral, sm, gato seis segundo, p em ml, marques do mendes no da puta, primeira do f orte le ft do rig do t r ina gula deo fogo dos tres t ra dos linho sc omo i com put re gata do ra da fp do ics gato do home da inglesa , s eta do segundo e do t rec e iro ao prime iro e cruz no do homem

Por isto é que o cabrão do socrates anda sempre tao à rasca!!!!

Por is to é q ue o cabrão do socrates anda se mp re tao à ra sc a !!!!


Seja, para alem de ser o bandido da antiga secretaria de estado da cultura, dec cc do lima , td , declina tambem em do you be, da meredith monk, ou seja do monje da menina que estava em dia recente na tentadora que é parecida com a meredith da serie americana

Seja, dp para al e made ria de s ero bandido da anto i gás secreta ria de estado da cu l tura, dec cc do lima , td , dec lina tam b em e made ria ad o y o ub e, da meredith monk, o vaso do seja do monje da me nina q ue e stav em dia rec en te na t en t ad o rac q ue é par e cida com da primeira mer id it hm da se rie am erica ana


O eugenio do rodrigues, ou rodrigues, o realizador da dor espanhol roberto rodrigues da big tim e pro co cortez oe serpente espanhola, agencia de design, estrela do delta e, jovem da fr ee lia son, qui d ema marre av e circulo sic cc acento espanha, dan serpente le met ti tie rato, que deverá ser da estrela, ts, ou próximo ali do cinema ardido semelhante a esta que se ve na pagina seguinte



Big time pro di tio ns em mil novecentos e noventa e tres, acento à primeira da lui, da ellen do von da un do werth, antonio vargas, o patrick da ema mar c j e da mentira, artur el gato do circulo reeel time, do pedro l inde r berg, ou seja do pedro aviador, do portas, da serpente da ante do q au dr ado do ap soto lo serpente ora do ra az do io

Le de paris de ami da praia da mia, bea ac home do circulo do eugenio do rodrigues do dp da tie da en cruz dol le do pari, ap ps ota, do stud io, das lacas, le do plus, bea au da flor ride

Da casa dos tres do plateux, de duas terrassas, e mesmo de um fossa para as vistas em contra plongé da cuecas das meninas, nisa s, casa tambem do da tele do cine mor

Suíço circulo do che do ingles zorro do big do time , to vaso da cruz de est, pen da nse seda da p do co circulo do ur, gago, gn ne rato do te mps ps do time is do mo ney, maior do one delta, ou do delta primeiro

O peter aviador, linde berg, o que voa em cima das estruturas cónicas e das bolas, ou seja relacionado com a sessão da fotos da ines gonçalves, da grua da elevação da meredith, trinta do quadrado do sexto, do americano da energia, que parece o home que cá veio fazer conferencia sobre meditação, o linch

O peter aviador, linde berg, o q ue voa em c ima das est rut ira s c oni c ase das bolas, o vaso do seja r e la cio n ado com ase serpente da sao da foto serpente da ines gonçalves, dag da rua da el eva sao da mer e di it home da t r ine eta do q au dr ado do sex to, do am ar ican da energia, da radio energia, rai id di do io, q eu par rece do circulo do homem do om da mec do eu ca , veio do io do f az ze rato c on feren ren cia s ob rem me dita do tacao, co circulo do linch, dol inc homem

antes vêem as fotos da gine marie, sete se da rie do primeiro verao, real ise e primeira mia ami par do antonio vargas, maqui da ilha da laje, lor rai ine le ck ke do e, p circulo do ur do Y ellen la da capela, cobra , co f fur rep ph e lip pp e bar rato p circulo do ur fi ll es e cruz ra p az es st Y lis me do bob da bet da teresa co home ene, a ra p riga q ue apareceu um dia recente no supermercado, flor da mia ami be ac homem de miami, da ns de la da grande tradição, de diana ar rb bus lee fa it son sir q eu, gib sin do ton segundo dos quinhentos de la ville circulo do vaso angulo espanhol dos pen dos sionistas de bar rn do primeiro e x homem da energia ben en cruz le ur di ff feren en ce

Le nouveau top de miami elu par photo da fina gina marie, miami, par toi ine ver glass, um outro composer, e par do guilaume rey n au d em paris

Le en eno no ive e au top, de mia miel ue eva vaso do europeu el, par ph oto da fina da gina marie, mia ami, par do toi, can tor ine ver glass, gato primeiro ass, um ou t r 4 do circulo do composer, o antonio pinho vargas, e par dog do gui u l ii me do rey muito au do quadrado em paris

A corrente de prata das vesicas do semi arco dao piscina das palmeiras da cenoura da pá do meco do jardineiro, ou na casa do jardineiro, da maos masos, cruzadas sobre os peitos do orelha, ou da almofada da luz

Ac da corrente de p rata das v e sica s do se mia ar rac do aco dao is cina das p lam das lame ria sd da primeira ruiva, c en em oura, algarve, al g rave, da pá do meco do jardim e iro, o un ac c asa do j ar di me iro, da maos masos, c ru zorro da ss ob reo serpentes dos peitos, das frangas, do orelha, o u da al mo fada da luz

E um canal sete tres sete inclinado, ou melhor no chao caido, assim se ve na tv inclinada no espelho , das contas do telefone de prat e negro da luz do jarret, jean michel, das colunas da espinha do espelho da maça de florida, das uvas do seio da rapariga do cabelo em cruz, do falcão, fumando na cama, em cinzeiro de semi arco maçónico , e vale, o umbigo da paz deitada, e do circulo do anel, da coxa dos dentes, ou pelo de cobra,

E um c anal do sete tres sete inc l ina ado, ou mel hor no ca h o ca id dao, as si m se eve na tv inclinada, do no do espelho, das contas do tele f ine de prat e en negro da luz do jarret, je e mic hel, das co l un as da es pe ina hd do circulo do espelho da maça de florida, das uvas do se io da ra pr tiga do cabe do elo em cruz, do f al cao, f um ando dona cama, em c inc ze iro de s emi arco maçónico , e vale, o um big o da p az d eu t ad a, e do c irc culo do anel primeiro da coxa dos d en t es, o u p elo de cobra,

Dois anéis no seio da cama assim mostra a mao que arrepanhando o alvo lençol os tapa, da esquina ombreira inclinada pelo furacão debaixo da almofada, o bico de fogo da anca do cisne, de riscas horizontais, ou com coca, paz lua, dois arcos,

Do is ane is no seio da cama, as si m mo t rata sa mao q ue ar r ep pan h ana ado do circulo do alvo l en circulo do cortez, p ri e me iro do circulo de dez do os da tapa, da es q u ina um br e ira inc l ina ada p elo fur raçao de ba ix o da al mo fada, o bico de fogo da anca do sc is ne, de r si ac as hor zi on tais, o u com coca, p az l ua, do is dos arcos do indicador

De seguida uma foto semelhante à da capa, com a bandeira em delta, os seios tapados não em cruz , mas em bicos, ou seja do quadrados de dois maçónicos, e uma legenda eventualmente truncada com a da niki, que diz la voiture a ete aimablemente prete par le club mustang de paris, pois ao lado se ve ela apoiada na cauda de um carro que não me parece um mustang, ou se le na matricula, a flor da mia ami be sombra da bota em ac do home, ou seja da ac da sombra em be, entre as penas se ve meia asa do logo, do carro, que parece uma asa de um totem indio, onde está um traço vermelho que ao vê-lo me remeteu para a foto dos cessna no hangar, o ponto negro do ventre da estrela, o bico que aparece da sombra do braço dor e o tp e um anzol na parte de trás da anca, ao fundo um circulo negro como uma cabeça de alfinete no vidro lateral , um mancha de gordura no chao com tres circulos como sementes, a sombra dos bigodes cromados se junta com a sombra da bota do taçao da esquerda, , o circulo do seis vermelho, do lado direito, ou seja a vesica da india do circulo vermelho seis da direita, do maçónico, espelhado no fio de prumo do bikini, o terceiro do rabo do boi, paria ao lado luz, sete dezembro, ou por aí, o protector da corrente, ou a peça de plástico com dois falos que se mete na tomada, ou em home do sky, ou da lola do pit, referencia visão de salema, sir george sol ti, meio velado como uma odalisca, ou a odalisca do ser george meia velada , assim este final era contado, ou sugerido, por um alfinete que deixaram na casa aqui do prédio em baixo, da serpente do circulo azul da casa dos tecidos, com uma protecção de tomada no chao , hoje mesmo


De sg guida primeira da f oto semem l homem da ante à da Kapa, com da primeira bandeira em delta, os se io s tap ados n cão em cruz , mase em bicos, o vao vaso do seja do q au dr ado s d e do is maçónicos, e uma le g ae n da eve en tua lem n te t run c ada com da primeira da ani ki, a ni da quim, da nike do nico da nini, da q ue di zorro la vo it ur da ture e primeira do vera o, ete a ima ab le que mente do prete pr a le club do mustang de paris, p o is aol ado se eve el a ap oi ad ana c auda de primeiro carro q ue n cão me pa rece primeiro mustang, o use lena mat ricula, primeira flor da mia ami be son br ad primeira bota e em ac do home, o vao serpente do vaso do seja da ac da s om br a em be, en t rea serpente das penas se eve me ia asa do l ogo, doca carro, q ue pa rece primeira asa de um tot en in di o, onda e stá primeiro traço vermelho q ue a ove do traço ingles do primeiro do circulo da me reme te do vaso da el eva são do para da primeira da rda foto dos cessna do no do hangar, a queda do aviao do piloto ingles ao pé de lagos, o ponto negro do ventre da e ts rata de la, circulo do bico q ue ap par rece da s om b ra do br aço dor e o tp e primeiro anzol na p arte de t ra s da anca, ao fun do um circulo negro com o primeira cab eça de al fi en teresa no vi dr o la teresa ra al , prime rio do mancha, psi, roche elle, de g o rato dura no ca h a o dc om t r es circulos dc omo sementes, primeira sombra dos gb big d es c rim ado s sej un t com da primeira sombra da bota do taçao da esquerda, , o se irc u l do seis v e mel h o, dol ado direito, ou seja primeira ave sica da india do circulo vermelho seis da direita, do m aç oni u co, es pe l h ado no fi ode p rumo do bi da kin do io terceiro do rabo do boi, paria primeira do circulo dol do ado da luz, sete dezembro, o u por aí, o pro tec tor da co rr en te, o ua p eça de p l as tico com do is falos q ue se met en primeira do tom ada, bv eu em home do sky, o u da lola do pit, refer en cia da visao de salema, sir george sol ti, me io ove velado com o da primeira o dali isca, o ua odalisca do circulo da se rato george me ia velada , as si m este fina l e ra conta ado, o use vaso do ger rid o, por um al fi em te que de ix a rac mna ca ss aqui do pr e di o em ba ix o, da ser pente do circulo azul da casa dos tecidos, com uma pro tec cortez sao de tom ad dn no chao , h o je me sm o


Dans la g rande t ra di tio n de diane ar bus, lee fa it son cir irq eu, gin son do ton, segundo dos quinhentos, nota dos quinhentos escudos, a angulo circulo eu st da flor rid primeira da js vaso da teresa, juste, agencia, a co teresa da tam pa, mister b ur kapa homem ard dt qui, p ass e son te mps ps acento serpente ap soto lo en fon ser d es clo us dan serpente do le nez, os dos monstros ari toc rat i cos com o l he s ca hm a diana ar bus

O wayne, o pistoleiro do hills, do monte, o home da energia do onze serpente, dos ratos que alimentam as serpentes, judy tom ai ni de quadrado do sete, la fille ad pt uve iv e, e quadrado apostolo serpente al , o gina gigante, giga ana teresa na companhia do seu tatuador , o gentleman jim do monaco, a jeanie tom ai ni, vaso eu ive quadrado do Al, do segundo da vi gula da estrela circulo, un gigante qui, elle, cento e onze, primeira un de ux das raparigas, elle de este, ne é san serpente das gambas, j am b es sur le s mai ns, do ze da estrela, do jumbo, , id dez zen, ponto da libra ac cup bx ca a do, o periquito dos dois polegares do pastor alemão na escada do triângulo

O w primeira do delta da ne, circulo do pistoleiro do hi ll serpente do monte, do circulo do home da energia do onze serpente, dos ratos que al i men tam as das serpentes, judy tom ai ni de q au dr ado do sete, la fille ad pt uve iv e, e q au dr ado ap os t lo serpente al , o gin na giga ana te, giga ana te r ess ana com pan hi a odo s eu tatu a dor , o dente le man do jim do monaco, a jeanie tom ai ni, vaso eu ive quadrado do Al, do segundo da vi gula da estrela circulo, un gigante qui, elle, c en to e on ze, prime ria un de ux das ra par o gás, elle de este, ne é san serpente das gambas, j am b es sur le s mai ns, do ze da estrela, do j un bo, , id dez zen, ponto da libra ac cup bx ca a do, o pi r i r quito dos do is p lo gar es do p as t ro a l ea amo mo na esca ad a

Depois a foto de pagina inteira que assim reza, face aux buildings, de l ´ opulente miami, um sans-abri abandonne sous un pont desaffecte charles t rai no or jr

D ep o isa da foto de pa gina it te ira iraque ass im mr e za da face a ix b u i l ding serpente sd de l apostolo serpente o p u lente da mia ami, primeiro san serpente do traço ingles ab ria ban don ne dos sous, prime rio do pont de sa ff e ct te ch ar el st rai no or jr

O rapaz a dormir trás uma águia tatuado no braço esquerdo, que está no eixo vertical do prédio masi alto em cunha ao fundo, e o curioso disto tudo, assim à primeira vista e que depois é complementado numa outra fotografia é que parece estarmos do rio a olhar a expo, e estriamos a falar do pavilhão de portugal, ou seja o prédio em cunha, é uma das torres gémeas da expo, onde um conjunto de visões se deram que aqui estao neste Livro da Vida

O ra da paz , primeira da dor do mir t ra serpente primeira águia da guia tatu t ado no bar circulo do cortez do circulo do es q eu dr o, q ue e stá no e ix e ove rt ica l do pr e di oma si al to em cunha primeira co circulo do fun do, e o cu rio s o di s to tudo, as sima prime ria vista e q ue d ep o is é co mp lem nat td do dao numa outra da foto g raf fia ia é q ue pa rece est ar ramos do rio a o l homem da ar da primeira da expo, e est ria mosa f al ar do pavilhão de portugal, o vaso do seja do circulo do pr e di o em cunha, é uma da serpentes das torres gémeas da expo, onda do p rie mr io conjunto de visões se der ram da manha do q ue a qui es to ane neste L iv roda Vaso id da primeira ida, os mesmo t ub os q ue a f oto da g ina da merie, da ca mara, nos mos t ra c om a co rr en te a o l ado da pi s cina

Evocou-me esta foto, as memórias da expo, e curiosamente, alguns pormenores, tomaram outra configuração ao serem de novos analisados ou seja a sua relaçao e ligações, sendo que em agosto, deste ano um bombardeamento se deu em simultâneo com a columbine, e sendo tambem que sofri eu masi uma morte no lounge provocada em parte pelos bandidos do grupo da expo, numa noite com o laurent, a ani, e a outra rapariga jornalista americana, que assim dizia ser, e seu namorado, ou seja uma aceleração foi ali feita nessa altura, a lias uma expo mundial, como lugar de encontro e de mistura de muitos países é sempre propicio tambem as confusões,

Ev o co u do traço da inglesa me e sta da foto, as me mor ia s da expo, e cu rio sam que mente, al gum serpente pormenores, rita ferro, tom aram o u t ra c on f u g ur raçao ao se rem de n ovo s anal isa sado serpente da ova do vaso do seja, primeira serpente da ua da relaçao e liga ç circulo espanhol, serpente en do que em agosto, de ste ano do primeiro b om bar dea am en to ze de u em si mula t neo com a primeira columbine, e se dn no tambem, q ue o fr rei eu ma si uma am mor te no do lounge pro ovo ca da em p arte p elo s bandidos do dog rupo da expo, nu ma no i delta da teresa do com do circulo do lua ren teresa do laurent, a ani, e a outra rapariga jo rna l ista o vaso do q ue as si m di zorro do ia ser e serpente do eu na mora ad o, o vaso do seja primeira ac e le rata da raçao f oi al i feita ness a al a tura, a li as da primeira da expo mundial, com o lu g ar de en c on t ro e de mistura de mui to s pa ise sé sempre pro pi cio t am b emas das serpentes das circulo das fusões, f vaso do fuso da onda sobre o circulo espanhol, es ap pn da primeira da hola,

Como aqui dei conta, um estranho ac, se deu no pavilhão mesmo antes da abertura, como uma bestinha, que não tinha razoes para o fazer a não ser que fosse encomendado, o que terá acontecido, agora o vejo em foram certa, que desatinou relativamente a um projector, ou melhor um sistema de projecção no chao, estive a lembrar-me das imagens do projector, e recordei que nelas estavam, as imagens das nini no hotel do mar em sesimbra dentro da piscina com o ovo, imagem sugerida pelo cunha, aqui tambem em texto recente abordada, as do filme do leitão de barros, dos bois que puxam os barcos na Nazaré, e recordei tambem um outro incidente com a puta do pavilhão de portugal e mandante das putas todas, que aqui tambem, narrei

Com circulo da primeira do qui de i conta, um es t ra anho do ac, sed eu do no do pavilhão, o caralho do miguel do icep, me sm o ant es da ab e rato da tura, com circulo da prime ria da bestinha, q ue n cão da tinha ra az do zo espanhol do para do circulo do f az e ra n cão ser do q ue f os se en comenda dado, o q ue te rá ac on tec id o, agora do circulo do vejo, br, em foram ce rta, q ue de sati ino vaso r e la t iva mente a um pro ject tor, o u mel hor primeiro do sis t ema de pro je cc sao no ca home do circulo, est iv e a lem br ar do traço da inglesa med as das imagens do pro ject tor, e rec o r de i q ue nel s e stva vam, as i ma gn e da serpente da nini no do hotel do mar em sesimbra, d en t roda pi s c ima com do circulo do ovo, i mage made ria s u ger id a p elo cunha, primeira do qui tambem em te x to rec en te ab o rda dada, as do filme do lei tao ode do barros, dos roupeiros, do s no is q ue p ux am os dos barcos na ana z ar e e uma outra com da primeira puta do p av ilha ode de portugal e man dat e das putas todas, q ue a qui do it da manha e segundo na ar do rei

Contei au aqui que a grande puta apareceu pela primeira vez à minha frente quase em véspera da abertura do pavilhão vindo cheia de falinhas mansas até eu perceber que o que ela queria era tentar que eu tirasse a vela latina que tinha colocado em pela de cinema e obviamente se bem que com educação a conversa acabou onde teve que acabar, pois não fazia intenção de o fazer, e achei aquilo muito estranho, de a puta por ali te entrando na véspera com aquele teatro, o que me lembrei no entretanto , era que esse ponto da instalação se chamava, assim o chamei de avc, e um avc será o que eu tive nessa altura, ou seja uma vela tipo de um hobby cat, que tantos as teria assustado as putas todas, pois poderia lembra a alguém alguns acontecimentos e outras tentativas de me matarem, como na republica dominicana

Conte e au primeira do ua do qui do q ue primeira g ra ande da puta ap rece vaso pe la prime ira ave zorro à min homem do prime ria do fr en teresa q ua ase em ve es pera da abe ru ra do p av ila italo indo che ia de f al das linhas, farinhas , coca serpente, f al lena en às, fal ia serpente , fal id as do fa das liras, dinheiro italiano, manas a té eu per rc ce br qi e do circulo do q ue el a q eu ria e ra t en tar q ue eu t irasse a primeira ave la la t ina q ue tinha c olo cado em pe l ad e cine ema e ob v aia iam n teresa se b em q ue com edu caçao da primeira do ac da conversa ac ab o u onda da teve q ue ac ab bar, p o is n cão f az ia in t en sao deo f az e rea do ac he ia q u ilo mui to es t ra n hh do circulo da ode da dea puta por al it teresa en t ra ando na ave do vaso da ep ps espanhola pera com de aquele teatro, o q ue me l em br rei ino en t rta ant o , e ra q ue ess e ponto da is sn tala circulo do cento e um da ase circulo do ham ava, as sis maior da assis, as do sisa , ass da ise e ass do is do circulo, o ca homem me i rato dea do avc, e primeiro ava ac se rá o q ue eu t iv e ness a al ur a, a lua ra, al lui ra, prime ira lua, a lu ia, a l u dd dao vaso do seja uma ave l t ip ode primeiro ho bb delta do gato, q ue t ant os as teresa ria ass u t ado as das putas todas, p o is p ode ria lem br a a al g eu m al gun ns ac on tec cie mn to ze de outras t en t avia de me mata rem, com on p rie mr ria da ua republica do mini circulo da ana

Surge tambem que o ab foi participado, no lounge pela conversa da outra puta que era vizinha de infância do af, do antonio forte nba avenida estados unidos da américa, quem diria

S ur ge t am b em q ue o ab f oi p art i cp ado, no do lounge pe la c on versa da outra puta q ue e ra vi z in h ad e in fan cia do af, do ant oni do circulo do io do forte nba ave mi da estados serpentes un id os da am erica, q ue em di da ria, aveiro, certamente., ce rata do delta da tamen que mente pela teresa, primeira puta do e ws cu primeiro da cruz do aa do departamento de se do om da universidade

Uam puta estranhamente parecida com a teresa carvalho, ou seja tambem ela terá sido usada num outro vértice do triângulo de fogo que terao feito

Uam puta es t ra anha que mente par e cida com da primeira da teresa carvalho, o use sj a tambem e la te rá s id o usa ada num outro ove r t ice do t r ian gula de fogo q ue terao feit circulo

Outro ab na expo foi na rodagem do water time, com a participação da diana, à hora de almoço, com muita gente à volta,

O u t ro do ab na expo f oi na rodagem do water do time, com da primeira p art ti cp aç sao da diana, à hor primeira do al moço, com mui t a g en te acento à primeira do av circulo do primeiro da cruz primeira,

Do Ane l do ira do d as tec l as do pi ano pb do spa patos da pt de madre do pe do ero da rola, assim a outra bela diana agora aqui me conta e mostra, no rio de janeiro, the boy from ipanema, fr rom ip p ane ema, cruz he bo delta , da onda do por do sol, azenhas do mar, l ove brasil, do jon do circulo la delta do ton,

Ou seja o passe que me fizeram depois no lounge, se prova sim, serpente sim slim circulo, ter sido feito pela instrução desta puta, pita da pinta , ps da sita do pitu, pit us,. que é provavelmente a maior delas todas e me recordo que no pavilhão, de portugal duas coias, significativas se passaram, primeiro na equipe estava o cayatte, depois o video feito em tres , um dinheirão, foi feito tambem na belgica, quem o fez salvo erro, ou o produzira foi da dd, do bruno, e obviamente começaram a faze-lo muito temo antes, que nós e muitos outros não tivemos para fazer os pavilhões em que estivemos envolvidos, ou seja dois pesos e duas medidas, e protegidos como de costumes, e masi este link com a dd

O vaso do seja do circulo do passe q ue me fi ze ram d ep o is no lo un ge, se pro da ova ss em te rato s id o feito pe la ins t ru sao de sta pi u t ac q ue é por v ave l mente a maior del as todas e me record o q ue no p av ilha ode do portugal du as co ia s, si gn i fi cat iva s se p ass sara ram, prim ero na e q u ipe e stav do circulo do cayatte, d ep posi do circulo do v id é circulo do feit o em tres d, um din he do irao, f oi feit o t am b em mna da belgica, q eu emo de fez s alvo e rato do ro, o u o pro du z ira f oi da dd, do vaso do bruno, e ob via am que mente com e ç a ram a f az e do traço ingles lo mui to t emo ant es, q ue nós e mui t os outros n cão t iv em s o para f az ero s pa v ilho es em q ue est iv e ms o en v o l v id os, o vaso do seja do is dos pesos e du as das med dida se pr e ot te gido sc omo de c os t um es, e ema si es st e ll ink com da primeira da dd, que é a alema ca sada com do circulo do bruno, com q eu me u me c ruze i em dia n cão mui to id o no jardim da e ts r e la e q ue p ass o u por mim com o se n cão me vi ss e, c on versa qui r e la td primeira


Na pagina seguinte de novo numerado, a cinquenta e nove, the miami herald, trente photographes pour l´actualite au quotidien, ou seja

Na pa gina se gui em teresa ra serpente cabo de n ovo nu mer ado, a c in q u en ta e n ove, t he mia mi her da al, t ren te ph oto g ra ap homem es p o ur p rie mr io ap ps soto oto lo ser pente ac tua lite au q u ot id di en, circulo da ova do vaso do seja


The miami herald, de c a ra te ratos dos es alemaos, t ren teresa ph oto g ra ph es ap pn da hol p circulo do ur do angulo ap soto lo se pr en teresa do ac tua lite kite au, quadrado daa vaso do circulo ti di inglesa

O da cruz no big do grupo one, h ur e can cane ane circulo do forte co ur ni gato home cruz mares espanhóis, is kapa do no ck ingles primeira cruz dupla t uber rc u lo se, , ele o fr ron da cruz da porta, door, quadrado do infinito deitado, o rato

Home do circulo pe ami id do cha os, ver vaso ed do traço ingles da elevação, ki ck serpente sim primeira cruz la st b ur rea au c ra tic do mix do traço ingles da ups, st ti do onze, om do ze da energia de ring p rie mr ia id da ajuda, do palácio da ajuda r es pon dedo a um do g rito do ur da gente

Acev une tirage de pres de 500 000, exemplaires le miami herald, est le plus grand quotidien de floride, la prouve de cette suprematie foice, la rue ou se trove son siege, prte le meme nom, 1 herald, piazza, difficlile de imageiner a paris un boulevard liberation,,,

Ac e x circulo da un me t ira rage de pres de 500 000, dos quinhentos escudos, e x e mp l aires primeiro de mia mi do herald, est le do c anal do plus gato rand do quadrado do vaso do circulo das ti da di en de flor id e, la pr ro da uve de sete cruz s up rea am tie da cruz foice, la rue circulo da use cruz rove son sie ge, pr teresa le meme no maior primeiro do herald, pi az za, di ff i circulo dali lile da ilha da image em ne ra de paris un bo u l eva ard do liberation das tres gula do vi,, nove de sw setembro de noventa e nove

Serpente do circulo de nice, acrescenta a bela diana, ao momento, uma carta de amor ao marido e aos filhos

Ser pente do circulo de nice, ac r es centa da primeira bela diana, ao mo men to, uma ca rta de am mora amora do circulo do mario dea os fil homem do os

Le w ee kapa pas en d ave c um s up t r aço ingles p le ment magazine, t rop ics de l a di ff u sio em p ass e meme acento primeiro do plus, de dupla estrela do circulo do tres outros , e xz em mp primeiro do aires, el nuevo, el do nu eu ovo

Em mil novecentos e setenta e sis, e em oitenta e sete, el nu do ovo do evo, do ser vasp ilo de f oto s de um da i l y ne ws, E-6 e c 41, de um serviço de revenda de arquivos, pro ova ave l mente um que representa o image ban kapa ou e qui v al lente da en teresa aqui com do es c rito iro na ba ix a

Em cima tres capas do special h ur ric ane e di tio ne do el do nuevo herald, o primeiro diz, t he big da one, do grupo do one, o maior, do hurricane, circulo do forte do circulo do ur dos ni h t mares rato espanhol, psi dos pesa del os, is k no circulo do king, primeira cruz da cruz do homem ingles fr ron td do porta dea ad prime rio delta andrew, andre, ki ll serpente quatro, in ba hamas serpente

O do meio diz hope amid chaos, ou seja di zorro do homem da s esperanza, am mi id co cha os, e do caos, fina al e di tion, t he ni ami mia do herald, gotico, ou alemao, re do vv ed do traço ingles da el eva são, rato da lie do forte e ff circulo do reel do time ki ck serpente sin primeira criz la st b ur rea au c ra tic do mix, do traço ingles do ups, s ti do onze homem inde do ring primeira ida o ff fi cia al serpente de bate rea son serpente for del la delta, e ws e ring e ur ge en cruz circulo rato delta, pro b l e ms p la g eu red cross, he al cruz homem o ff fi cia al serpente do medo, fe da ar, circulo do vaso da cruz br rea ak serpente circulo do forte tetanus, teta ani anus ni nu , nino, serpente rato delta ph circulo id,

Amid chaos, tem tambem a ver com a morte do muido amid, aqui constante neste Livro da Vida, e de um filme que foi feito sobre os amid, onde entrava a jessica biel, ou alguém com ela muito semelhante, talvez o mecanismo do ab,

Am id chaos, te m t am b em ave rc om a morte do muido ido, id o am id, aqui co ns t ante nest el do angulo do iv roda da vida, india, e de primeiro fil mec q ue f oi feit o s ob reo ss os am id, onda en t rav aa j es sic a bi el, o u al gume com el am u it o semem l homem da ante, t alvez o meca ni sm o do ab,

No da direita, ou seja da esquerda , c primeiro em ton, e es circulo do ye, delta do e, o f e rta ira qui, nu rei nin cia ra vaso do ue el do os de r e v isi sion son de a rm as, t rin det e de it ado da di rato da eta do x circulo lu ser pente do iva, p as ma sd os tele vi dentes pr es en cia iam am mu e rte, is ra e lie es oe dr am e stab e le ser nexos com la i lp., ab o gado cubano am eric cano ano j á no es can di dat o ac argo, c l in ton tom a h o y l as rie en da s del país, tvi, se eve o c l in to com o um guerreiro j ap one es, com on o fi med do circulo do tom,

Por debaixo temos a capa do suplemento do jornal el trópico, com uma rapariga de vestido negro com pele de cobra óculos escuros tipo tres d, e uma echarpe de tigresa, que relembra sharon stone, sentada num descapotável vermelho que poderia ser o elo de ligação com a foto da gine marie, o tal que aparentemente é um mustang, mustang, são os cavalos dos índios americanos, parece a musa do woody allen, diz a legenda el hollywood latino, miami, Once The Valley, of Defetead Generals, and Disposed Politicians, Is Becaming The Paradise Of The Rising, salvo erro algo a ver com o filme do tom em que encarna um mercenário americano que acaba por se transformar num mestre guerreiro oriental da escola japonesa

Por de ba aico t emo sa da kapa do s up lem n to do jornal el t rop do pico, acores, com da primeira rapariga de eve st id one negro com do pele de dec cobra o cu l os es curos t ip o pod t r es de uma e c h arpe de ti grés sa, q ue r e la em br a sh aron st one, , sentada nu primeiro d es capo t ave l vermelho q ue pode ria serpente do ero elo de liga sao com a f oto da gine marie, o ta al q ue ap par en te mente é um m us t ang, m us tan gm, são os dos cavalos do sin di do os am erica sn nós, pa rece am musa do woody allen, di za le g en da el h o ll y w oo di gi t al la t ino, mia mi, once, onze espanhol lotarias, cruz do he ca ll e delta do circulo onze do forte do quadrado do efe teresa ad dg ge ene ra primeiro sand quadrado do is po sed poli tic ian sis bec dez am ming ingles cruz do ingles el serpente da paradise, vanessa, circulo do ft home ingles do rato do is do sin ingles , s alvo e r ro al goa ave rc om o fi ml le do tom em q ue en cara ana um mer c ana rio am erica ano no q ue ac ab ap do por se t ra sn for mar nu primeiro mestre o rei em t al da es co la j ap one za

Ao lado a foro do eric co primeiro do met quadrado da primeira masi antiga, di rec te ur art isque, da isca, de ph oto e o steve da rice, do ar rato do oz, di rec teresa ur de la ph oto quadrado do vaso mia ami, o herald, e ainda um foto cho ix d es ph oto serpentes da p co circulo do ur, pro da roc do homem da primeira em pr ix p u li t ze rato, do quadrado do vaso da mia ami herald, d h o do ix d es ph oto serpentes p o ur le pro roc h om am da primeira pr i z x ix pi li t ze rato do q eu le jo ir na al, ad e j primeira rem porta, de ux pelicano, f do cir vaso do clo do is

Herald, declina em triumph, não só marca de carros, já qui entrados, como tambem de soutiens, e uma campanha apareceu em volta do tremor em italia, que se relaciona de certa forma com outra peça do mesmo cio, preparatório que se exprimiu tambem na televisão, o tal passe de figuração anal com as bolas para gravidas, o dos soutiens apareceu em mupis com a bela helena coelho em roupinhas brancas e simples interiores, numa cozinha com um tábua de passar a ferro e remete tambem para um outra campanhas de raparigas com curvas que esteve e ainda creio que está no ar, o curioso é que a tábua de passar a ferro metálica, é equivalente a uma que deixaram na rua e que eu trouxe e deixei no corredor da entrada do meu andar, e depois alguém a levou antes mesmo do tremor, tambem encontrei um ferro que trouxe e que ainda não experimentei, e qu está por debaixo da parede de croma , vou agora busca-lo e nele leio general eletric, w ra ap and rato do est, primeiro do ac e tato do ray em seda, china, primeiro ac r y angulo ics, segundo kapa serpente se id e , dr al em quadrado ac ron nu primeiro on e w oo angulo co cotton, line en em e o ole, segunda dn circulo da estrela, lei ine en da la ine lin lana da algodon, do lino

Her al d, dec l ina em t riu um ph, n cão s ó ma rca de carros, j á qui en t ra do sc omo tam b em de s o u tie ns, e uma cam p anha ap a rece ue em volta, bicicleta, bic sic primeira eta do tremor em italia ina, q ue se r e la cio na de ce rta forma com o u t ra p eça do me sm o cio, pr ep par art to rio q ue se e x p rime u t am b em mna tele visao, o t al p ass e de figu raçao ana l com as das b olo as para g rav id as, o dos s o u tie ns ap ar e cu em mu do pi sc om a bela helena coelho em ro up das pinhas br e m cas e simples, es, inter rio rato es, nu ma co sin homem do ac om um t abu a de p as ar primeira do ferro e reme teresa tambem do para do primeiro de outra campanhas de raparigas com das curvas q ue es teve e primeira inda circulo do rei do cio ur q ue e sta serpente do no da ar, o cu riso o é q ue a t abu ad e pa sar primeira do ferro, ps filha, met al i ca, é e qui iva l lente da inglesa teresa, a uma q ue de ix aram na rua e q ue eu t ro ux e e de ix e ino co r red o rda entrada do me u and q ar, e d ep o is al g eu ema l evo i u ant es me sm o do tremor, tambem, en c on t rio um f ero q ue t ro ux e e q ue a inda n cão e x per rime en te i, e q ue stá poe de bia xo da par dede c roma , v o u a g o r b us ca do traço ingles do lo e ene l lei ge ene ra l eletric, w ra ap and rato do est, prime iro do ac e tato do ray em seda, china, primeiro ac r y angulo ics, segundo kapa serpente se id e , dr al em quadrado ac ron nu primeiro e em e do w oo angulo co do cotton, line en em e o ole, da segunda dn circulo da estrela, lei ine en da la ine lin lana da algodon, do lino, ps, o ministro,

Nesta pagina os riscos que sempre faço quando tomo notas, agora ao olha-los assim me contam, um cruz deitada corresponde a uma menina pequenina que está ao lado de sua mae, na capa primeira , a que diz cruz do home ingles big da one, a trave vertical deitada, continua sobre a segunda capa, e apanha o militar que está por detrás de um senhor sentado, a ns e ring da gan do ur ge en cruz do gato do rito, e ainda, acrescenta da red cross, ou seja do avio que ficou por cima do spitifire da marinha, depois cruza de novo a trave fazendo como que uma hélice e acaba apontando , o homem do help, a organização terrorista de extrema direita que actuou em portugal, e tambem ajuda, ou seja alguém relacionado com o mc, ou vivendo na ajuda

Neste da pa da gina os dos riscos, q ue se mp ref aço qua anda tom omo mo das notas, agora primeira do circulo do o l h a do traço ingles do primeiro do circulo do os as si em me c on tam, primeiro da cruz deitada co rr es ponde a uma menina pequenina q ue e stá aol ado de s ua mae, na capa prim nr ria , aqui da ue di zorro da cruz do home ingles big da one, a t rave eve rt i ca l deitada, conti nu a s ob rea se g u bd a capa, e ap anha o mi lit ra q ue e stá poe det ra s de um s en hor s en t ado, a ns e ring da gan do ur ge en circulo do rato do zorro do vaso do gato do rito, o ex embaixador, e primeira inda, ac rec en t ad da primeira da red cross, o vaso do use da seja do avio q ue fi co u por rc circulo ima do spi ti f ire da marinha, d ep o is c ruza usa de n ovo primeira da cruz da rata da ave do fazendo, o luis, com o q ue primeira he l ice e ac ab a ap ponta ando , o h om em do help, a o r g ani iza sao teresa rato roi sta de e x t rato da ema da direita q ue ac t u ou em port gal, porta l da portela, onda agora h circulo da uve do primeiro do fogo, açores, o vaso do use seja tambem, um dos en v o l v ido s na morte do sá carneiro, care do miro, e ta am b em ajuda, o use vaso do seja al g eu em r e la cio n ado com circulo do mc, o vaso do vivendi on prik me ira da ajuda

Uma outra cruz paralela a esta se desenhou, ou seja dois crucificados foram para que estes eventos se dessem, assim foi o custo, que nasce no pasmados televidentes presencion muerte, e cuja base da trave, aponta a echarpe da menina que está sentada no descapotável, como numa imagem semelhante da gata do woody allen, a trave horizontal deitada , a mao direita, desce até o final da noticia do abogado cubanoamericno já no es candidato a cargo, e faz um delta que desce atravessando o clinton, onde desenha um quatro, como um anzol, ou seja outra vez o motivo que se desvelou na transcrição do desenho do miúdo de seis anos que matou uma sua colega e que remete tambem para a imagem do cemitério relacionada com o bush, e o delta depois sobe, passado por cima da cabeça do advogado, e sobe até ao home que esta na noticia de que os iraelies podran estabelecer nexos com la olp


Uma o u t rac da cruz para da lela a e sta se d es en h o u, o use seja do is c ru ci fados do foram , pt, para q ue est es eve en to s se d ess em, as si m f oi o cu st o, q ue na sc e no pas ma sd os tele vi dentes pr es en cio em mu e rte, e cu j ab ase da t rave, ap da ponta primeira e ch arpe da me nina q ue e stá s en t ada ano d es capo t ave l, com o nu ma i mage made ria semem l homem da ante da gata do w oo d y a ll en, a t rave h ori zon t al de it ad a , primeira mao da direita, de sc e a té o fina l da not i cia do ab o gado c ub ban ano am eric cn no j á no es can di dato da primeira do cargo, e f az primeiro delta q ue de sc e at r eve sand oo clinton, onda d es en h a um quatro, au di, com o um anzol, o vaso do seja outra ave es o mo t ivo q ue sed eve lou na t ra sn c ric sao do de sn e h o do mi u do de se is ano s q ue mat o u uma s ua c ole ga e q ue reme teresa tambem para da primeira da imagem do c emi te rio r e la cio n ada com do circulo do bush, e o delta d ep o is s ob e, p ass sado por rc ima da cab eça do ad vo do gado, e s ob e a té a o h om mec q ue e sta na not i cia de que os do ira e lie es pod ra n e stab e le ser ni x os com la circulo do primeiro da puta

E uma terceira linha ainda por cima, parte da palavra , armas, un reinicira vuelos de revison de armas, atravessa um home que atira a um outro no chao , a imagem que ilustrar os pasmados , apanha a palavra de bate, o ff cia al serpente rea son serpente for del primeira do delta, circula a ups, a da historia do envio, pela ups, e termina em Bahamas,

E uam da terceira, da linha da primeira inda por rc ima, p arte da pal vaso do av ra das armas, un rei ni circulo do ira v eu elo serpentes de r e v is son em de armas, at ravessa primeiro da home q ue atira a um outro no do cha circulo , a i mage made ria q ue i lus tar os dos p as mad os , ap anha a pl av ra de bate, o ff cia al ser pente rea son, serpente for del, do sin os da primeira do delta, cir cu l aa vaso do ps, a da hi s tor ia do en vao vaso da são do io, pe la ups, e teresa rato mina em ba hama serpente,

Ainda nesta pagina outras anotações que surgiram na reflexão destas ultimas noites em que esta parte deste texto estou trabalhando

A inda nest a pa gina de outras nano tacões q ue s ur g iram na ref for mula one e xa o de sta sul tim as no it es em q ue e sta p arte de ste te x to es to u t ra bal homem ando

A primeira é sobre um escutado que já aqui foi escrito e contextualizado em texto tambem recente, que me foi desvelado pelo home da ibervial que aqui veio tratar dos intercomunicadores, e da tal chave, que o vermelho é o negativo, pois me continua isto a bailar na cabeça e no pensar

Ap da primeira é s ob re um es cu t ado q ue j á aqui f oi es circulo do rito e c on texto ual iza ado em te x tota am b em rec en tec q ue me f oi d es vela ado p elo h om meda da ibe r vi al q ue aqui veio do io t rata rato dos int rec i muni cado ratos espanhóis , e da t al c h ave, q ue circulo do ove vermelho é o ne gat ivo, p o is me conti n ua is to a ba ila rna cab eça e no pen sar

Falei eu aqui de uma rapariga italiana que é parecido com outra cantante italiana a laura pausini, e me lembrei de uma outra italiana, que tem tambem uma belíssima voz e que tem uma canção, maravilhosa criatura que era usada num anuncio de alfa romeo, onde um carro ia adquirindo a cor vermelha italiana à medida em que anda

F al lei eu da primeira do qui aqui de uma rapariga italiana, q ue é par rec x id do circulo do onze do com de outra cantante it al ina a l aura p us sin ni, e me lem br rei id e uma outra italiana, q ue teresa sm tambem, uma be l iss ima vaso do oz e q ue te em uma can são do can g aço, can s aço da canoa da can sao, o vaso do sej do fadista, mar a vi l h o sa c ria da tura q ue e ra usa sada n um na un cio de alfa rome o, onda primeiro carro ia ad q eu i rn do ac ro rato vermelha it al a ina à me dida em q ue da anda

Ora olhando aqui um que es rá parada no largo, assim nele li , o alfa romeo de roma, ou seja o macho alfa, do romeo de italia, it al ina, da antiga historia dos amores entre duas famílias que são rivais, alfa , que é tambem o comboio de lisboa ao porto, um que a teresa muito usava nas vezes em que meu filho ainda não me tinha sido roubado, mas suas escapadelas que mascarava com trabalho, ou seja provavelmente um outro romeo que com ela iria no alfa ao porto, outra possibilidade que me acorreu, foi que eu usei uma vez nesta historia um alfa quando num dia fui e vim até aveiro, onde falei com a rapariga de um blog a eu estou linkado e que me pareceu ser uma cobertura, ou seja uma das meninas usadas , ep da puta mor, e onde em Aveiro , trabalha tambem uma rapariga com quem eu e a teresa jantamos um noite am caso do escultor , o jose de guimaraes, disse-me essa rapariga que namorava com um rapaz de uma agencia de publicidade em Lisboa, talvez seja esse o link indirecto a teresa, visto ela no icep trabalhar com agencias, talvez uma troca de favor por trabalho, tanto em voga neste pais, entre so bandidos que campeiam nos institutos

O ra o l h ando aqui um q ue es rá para da no do l argo, ass em ne le li , do circulo onze do alfa romeo de roma, o use seja o m ac h circulo do alfa, do romeo de italia, it al ina, da antiga hi s tor ia dos am mor espanhóis en t red ua serpente das famílias, q ue são r iva is do alfa , q ue é ta m b emo do comboio de lisboa ao porto, um q ue primeira da teresa mui to usa ava na serpentes do vaso e ze serpente em q ue me u fil h circulo da a inda, n cão me da tinha s id o ro ub ado, mas s ua s esca pad del as q ue ma sc cara ava com t ra bala h o, o vaso do seja m p r ova ave lem da net de um outro romeo, q ue com el a iria no do alfa da primeira do circulo do poe to, o u t ra p os sibil id ad e q ue me ac o rr eu, f oi q ue eu uss e i uma ave zorro do nest da primeira historia do primeiro alfa, q ua ando nu primeiro dia f u ie vi ima da té de aveiro, onda f al lei com da primeira rapariga de primeiro blog a eu es to u li mui to do kado, disco, e q ue me pa rece use rato de primeira co be r tura, o u seja uma das meninas usa ad as , ep da p ua cruz mor, e onda em ave ira , t a rb alha tam e b m uma ra p riga com q eu me ue da primeira da teresa j anta mos primeiro da no it e am caso do e cul tor di ss e do traço da inglesa me ess da rapariga q ue na mora ava com um ra p zorro de uma g ane cia de pub li cade em lis bao, pt, t alvez seja ess e o li nk in di rec tio da primeira teresa, vi st o e la no do icep t ra b alha ar rc om a g en cia st alvez primeira cruz roca de f avo rp do por t ra bal d alho, t ant o em vaso do circulo dog ane ste nest e do pais, tvi, en t rato do es o bandidos q ue cam pe iam no sin serpente do titu cruz os do institutos

O alfa romeo vermelho, mais me diz, grande centro, matricula, ou seja gato rande circulo en cruz ro, mna cruz ricula , ou seja da cruz em italia, e ainda twin sparks, ou seja dupla faísca do tremor, feita pelos gémeos da spa da ar da kapa serpente, vaso primeiro do sexto

O alfa rome circulo do ove vermelho, maís me di zorro, g ar n dec en cruz do ro, mat ricula, o vaso do seja do gato rande do circulo en cruz ro, mna cruz ricula , o vaso do seja da cruz em italia, e primeira em india dos twin, spa ar kapa da ds ser pn teresa , o vaso do seja da dupla do faísca, moda, do tremor, feit ap elo serpente sg dos gémeos da spa da ar da kapa ser pen teresa, vaso do primeiro do sexto

Por outro lado , se existe um negativo, existira tambem um positivo e um chamado de neutro, mas os dois primeiros me remetem para o símbolo ying yang, ou sej provavelmente relacionados com os tremores na china tambem

Por circulo do vaso dao cruz rol ado , se e xis teresa primeiro ne gat ivo, e x it ira tambem, primeiro posi t ivo e um chamado de ne u t ro, masos do is prime iro s me reme teresa mp do para do circulo do s im b olo delta do ingles do bing do din ge ein gato do king primeiro ingles do delta ang, ang gb bang fan gato do gang h ang, o vaso do use sej pro ova ave lem n teresa rato e la cio na do sc om os dos tremores na china tambem

Curiosamente em aveiro quando por lá andava na rua da livraria do navio de espelhos, que é tambem imagem de nave do io dos espelhos ou na tv nave av ave do io, ou ainda dos espelhos que são aplicados na fibra óptica como neste texto explico, ou seja no navio dos ratos da fibra ip p ip p vaso vao do pp tico, da pt, que é como uma serra dentro de um tubo, a lembrar por extensão, a serra dentro de outras tubos de outras espécies como o dos metros, e a pensar na imagem recente dos cabos de video, ou de cor semelhante , que lá vi, nas fossas, encontrei o joao, um dos rapazes do senso comum, a empresa que tive a meu lado para o desenvolvimento do canal zero, e me recordei de ter sido ele tambem que foi comigo a um programa no monte da virgem no porto apresentar o projecto, e ter encontrado, o produtor do programa, o alvaro, e de uma estranha história que se passou com a rapariga na regie , que me falou de uma filha que nascera com a espinha bifida, e tambem de um outro pp por menor, que fora nesse dia quando lá cheguei estarem a dar a libertação do paulo pedroso depois de ter dio preso por causa do caso oculto da casa pia

C ur do rui rio do sam que mente em aveiro q ua ando por lá anda ava na rua da l iv ra ur a dona vaso do io de es ps primeiro home do os, q ue é at maior do b emi mage made ria de na ave do io dos esp pen h o s l dos espanhóis, o un a tv nave da av ave do io, o ua inda do serpentes dos espelhos q ue são ap li cado s na f ib ra o pt i ca com o nest e texto e x p lico, o use seja no do navio dos ratos da fibra ip p ip p vaso vao do pp tico, da pt, q ue é com circulo da primeira serra d en t rode da ode do primeiro tubo, a l em br ar por e x t en s o aa da serra d en t rode de outras deltas do ub os de outras es p cie e serpente com oo dos metros, e a pn sar na i mage made ria mr rec en teresa do s cabos de v id é circulo, o vaso de cor semem l home da ante , q ue l á vi, na s f os sas, en c on t rio do joao, um dos ra p az es do s en ss o com um, da primeira em pr es aqui do q ue t iv e am eu lado para do circulo do d es en vaso do circulo do primeiro roi do vie mn to do c ana primeiro do zorro do ero, e me recorde id e te raro do sio d el e ta mario do maior do segundo em q ue f oi co mig o a um, pro g rama no do monte da virgem do no do porto ap r es neta aro do projecto, e te rato da ren circulo em cruz do ra ado, o pro du to e rato do programa, o alvaro, e de uma e ts ra anha hi s toi ira que se p ass o u c oma ra pa riga na regie , q ue me fal lou de primeiro da fil do homem da q ue na sc e ra com a es pei n home da primeira bifida, e ta m b em de um outro pp por m en o rato rac do q ue for ane ness e do dia q ua ando l á che ge vaso e est ar rem ema d ar a liber rata sao do paulo pedroso d ep o is det da teresa rato di do circulo do preso por ca usa doca as do circulo duplo do cu primeiro to da c asa pi da primeira

Me lembrei de como fora fria a recepção do joao, e de um outro fio de agora eu tambem ressoava no nome dessa firma, relacionado com a tal bardinada do que se diz ter sido procurador da republica irmão de um arquitecto do porto que pretende dar cabo das arvores em madrid, pois pro cima da francesinha e do abc está santo amaro, que relacionei com de oeiras, e isaltino, e tambem é nome de um dos rapazes da senso comum

Me lem br rei de c omo for a fr ia a rec cp sao do joao, e de um o u t ro fi ode do agora eu t am b em r ess o ava nono me de ss a firma, r e la cio n ado com a t la bar dina ada do q ue se di zorro da teresa rato serpente id circulo do por rc ur ad o rda republica iram ode primeiro a rui tec to do p oto q ue pr e t n de d ar c ab o das ar vaso da pres em madrid, p o is pro roc ima da fr anc ess sin h a e do abc e stá s ant o am aro, q ue r e la cio ne i c om do com de oeiras, e isa primeiro do tino, navarro, e tam ne mé no med e um dos ra p az es da s en soc om primeiro

Poderia este fio encaixar-se no dizer da senhora presidente do congresso, a propósito da compra por promessa feita aqui, como espelho da imagem dela, ou seja por parte de alguém da ar pt

Pode da ria este fi do io enca ix ar do traço da inglesa seno di ze rata da s en hora pr es id dente da inglesa teresa doc do circulo da grés ser p ene net do circulo da di dupla do circulo , ap do por da rp do posi to, da co mp ra do por do pro de rome ess primeira do feit, primeira do qui com circulo do espanhol do pe primeiro home do circulo da ima ge mn del primeira, circulo dao ova do vaso do use seja por rp da p da arte de al gume da ar da pt

E a historia que a rapariga na regie me contara , emergira de novo, pois espinha bifida quer dizer tambem kundali, ou melhor, é tambem imagem das duas kundalis, que é um conceito que é cunhado no oriente e muito usado na india, como todos saberão, e depois um outro fio recente se juntou a propósito dos barcos, e do alvaro, o engenheiro alvaro de campos, e de repente dei comigo a pensar, mas será deste alvaro que falamos, um rapaz estranho, que tambem trás muitas ligações com inglaterra e certamente conhecerá tambem o irmão do miguel dos ref, o que morreu, ref que ressoava agora tambem em fio recente aqui no Livro da Vida contado, será o alvaro, o romeo alfa, é a pergunta que me ficou , o da norte sul, ou seja com ligações a editora norte sul, onde, grande centro, poderá tambem dizer, gato rande, do centro, centro do pais, leiria , ou coimbra ou aveiro, se bem que não tanto centro

E a h sio rato da ira q ue da primeira ra pa riga na regie, grupo tvi, mec on tara , em mer g ira de n ovo, p o is es pinha da bifida, q eu rato da di ze r t a m b em kapa da un do dali, o u mel hor, é ta m b emi mage made ria da s du as k un da lis, q ue é um c on ce it to q ue é cuna, cunha do cu do ia de cuba cuca, hd do circulo do no do oriente, e mui to usa sado na india, com o to do s s abe ra oe d ep posi um outro fi do circulo rec en teresa se j un to ua por rp posi to do s barcos, e do alvaro, o en g en he iro alvaro de campos, e de r ep en teresa de i co mig circulo da primeira do pen sar, masse ra de ste alvaro q ue f al amo serpente do primeiro ra ap zorro do est ra anho, q ue é eta am b em t rá s mu it as liga ç o es com inglaterra e ce rta mente c on he ce rá tam e b mo i r mao do mig ue l dos ref, o q ue mor r eu, ref q ue r ess o ava do agora tambem em fi o rec en te aqui no L iv roda V id a c on t ad o, se rá do circulo do alvaro, o rome circulo do alfa, é ap da per gun t aqui do q ue me fi co vaso do , o da norte sul, o vaso do seja com liga ç o es a e di tora da norte sul, onda g rande do centro, pode ra tam be di ze rato do gato rande, do c en t roc en cruz do ro do pais, tvi, lei ria , o u co im br a o u ave iro, se b em q ue en cão tam toc en cruz do ro

E outra relaçao ainda com este artigo do jornal cubano americano sobre o big one, pois um dos numeros da tiragem do el do nuevo, de cento e vinte e cinco mil, ou seja remete para a canção dos trovantes , ou do luis, a cento e vinte e cinco azul, sagres, cunha gémeos da al da di az, assim li, para alem dos últimos ecos aqui constantes sobre a cento e vinte e cinco azul, relacionados tambem com a morte da Dulce, visao da estrela e de campo de ourique e consequentemente tambem do irmão masi novo do cayatte, e da pastelaria canas

E outra da relaçao da primeira inda com este art i g o do jornal cu ban do ano am e rc cia no s ob reo do big one, p o is um dos nu m ero sd primeira t ira rage made ria do el do nuevo, serpente de c en to e vinte e c inc circulo mi primeiro, o vaso do seja reme teresa para da primeira can sao dos t rova van te es serpentes , o u do lu isa ac do cento e vinte e cn co do azul, sagres, cunha gem ne os da al da di az, ass em li, para al e made ria do sul tim os e cos sa q ui co ns t ant es s ob rea ac do cento e vinte e c on co azul, r e la cio na do s t am b em com da morte da dulce, visao da estrela e de c am mp ode de o ur rique e co nse q eu en te mn te t a m b em do irmao ma sin ovo do cayatte, e da p as tela da ria c ana serpentes

Por fim um outro racicionio sobre o mia ami do herald, ou da heráldica, um escudeiro, que me emergiu pela história da rapariga das sic no concerto do ccb do michael nyman, escudeiro é tambem nome de um fotógrafo português , o escudeiro da miriam, assim declinou , ou miri, ou murpi, dos aviões e da história do falcon aprendido com droga na américa latina e do alentejo, como receptadores, escudeiro, existe um senhor e um rapaz masi novo que o acompanha nas refeições no ritalinos que muito fala de casas e de brasões, poderia ser então a linha que me apareceu no meio desta pagina, o burocrata do mix, o do ministério do exercito com instalações tambem aqui ao lado

Por fi maior de um outro rec sic ion io s ob reo mia ami do herald, o u da her al da dica, um escudeiro, q ue me e mr gi uva vaso pela h si tor ia da ra pa riga das sic no do concerto do cc b do mic home da primeira el nyman, es cu de iro é ta m b em no med e um f ot g rafo por u gi i es, o escudeiro da mir iam, as si m dec ino vaso o um i rio vaso do murpi, dos avio es e da h s i tor ia do falcon ap ren dido com da droga na mae rca la t ina e do al en tejo, com o rec e pt ad o r es, es cu de iro, e xis teresa primeiro s en hor e um ra p az ma sin ovo q ue o cam pm muito do homem da ana s rf e i ç o es no rita lino s q ue nu i t o f ala de ca as ad e de bar s o es, pode ria ser en tao primeira da linha q vaso da me ap par c eu no emi de ts pa gina, o but u ca rta do mi zorro, o da min do si da teresa ria do e x e rato do vaso doc it circulo do com is sn cruz ala circulo de cortez do circulo espanhol da cruz da am e segunda em ema aqui do qui do aol ado


Vinte e uma horas de sabado, acabei de chegar de um pequena volta, depois de acordar, acabei de ver um belíssimo raio ao por do sol, sandálias em delicados pés, umas pernas sem dim, que se em amor fariam delicias de enroscar sem fim, já noite se punha, adivinhei-lhe o rosto belo em cabelo solar comprido, a seu passar, discreta, ao entrar ,me mostrara o jogo de cores, o cio da rádio montado, falava de estarmos em controle, e outra linha acrescentava, pensei que aquela linha daquela canção era para mim, como poderias duvidar que o fosse, contudo minha amada, melhor sempre as canções ao perto, e tu insiste na lonjura dos dias sem fim, pois ele sempre morrem em teus abraços, é preciso coragem senhora de meu coração , pra a mim chegar, não sabes ti porventura das barreiras imensa dos cios fetos a milímetro , assentes na percepção, dos passos ao metro, de onde vou e para onde vou, e de colocar assim os desvios dos cios a frente do nariz ou dos olhos, ah minha doca amada, se não conseguires me beijar como a pomba ao pombo faz, quando em encontrares, na rua ao passar, sorri-me, só dá me a mao, mesmo que em silencio, e me diz em linguagem oculta ou desvelado , sou eu, ah amada se soubesses, dos imensos paus que atiram para destruir os ninhos, minha amada, faria certamente em modo distinto, me pareces-te ti, ou alguém saberia que teu passar, me sugiras tu, outra linha da canção, falava do ano onde no paralelo vinte tres, a consciência se tinha pela primeira vez infiltrado, da falta de consequência nos actos, ou algo assim, estranho, pois o ruido ruindo, ruivo, rugido , guido, à volta se impunha nas filas dos carros que desvelam as linhas do espirito e dos ecos ao pensamento e ao pensar no pensado, vinte tres , remete aqui para andrew, o conti do andres, a ressoar em nome italiano, sa da estrada vaso e rato, ps, serpente de la luis si da ane, vinte e quatro do bar do ra do infinito do andrew, vi en cruz rav ava primeira do ger, em la , flor id e

Vinte e uma, olivais, hor as de s ab ada da sabida, s ac ad a safada da salada, s ana da, a pequena com q ue mec ruze isa sand alhas, do serpente oto , ac ab e id e che g ar de um pe q un a v o l t ad ep o is de ac o r d ar, aca cb e id eve rum da belíssimo rai o de sol, s and al ias em del i cado serpentes dos pés, uma s per na s se maior da dim, q ue se em amo mor faria am del licia s de en rosca r s em fi maior, j á no it e se p un unha, ad vin he i do traço ingles l he, o r soto b elo em cab elo do solar co mp rid o, a s eu p as sar, di serpente de creta, ao en t ra rato ,me mos t rato ar primeira do circulo do jogo de cores, circulo do cio da rádio cidado montado, f ala ava de es t mos em c on t role, e outra da linha ac es c en t ava, pen se i q ue aqui do u le da linha daquela c on cc sao e ra para da mic omo p ode ria s du v id ar q ue o fs os se, c on tudo min homem da primeira am mad a, mel hor se mp rea s can ç o es ao per rt o, e t u in sis te na l on j ur a do serpentes do dias, psd, serpente em fi maior do p o is ele se mp re mor rem em te us ab r aço sé pr c is o cora rage maior s en hor ad e me u co rç sao , pra a mim che g ra, n cão s abe s ti por v en tura das bar rei das iras i m en s a d os cios fe ti, feit os dos fetos, fei tio, fe it o feit os, so, a m i li metro , as sw en t es na per c ep sao, dos p as s o sao metro, de onda v o ue para onda v o ue de c olo car as si m os d es vi os dos cio sa fr en te do nariz o u do sol homem do os, a h min homem da primeira da doca am ad ase n cão c on se gui ire es me bei j ar com o primeira pomba ao pombo do f az, q ua ando em e cn c on tr ares, na rua ao p as sar, sor r i do traço da inglesa me, s ó dame primeira mao, me sm o q ue e em silencio, fr, e me di zorro do ze em li segundo bg guage maior o c uk t a o u d es vela dao , s ou eu, a ham mad a se s o ub ess es, do s im en s os p au s q ue a tir da ira da am para d es tui ro serpentes dos nin homem do os, mina homem da a mad primeira do manuel faria, ce rta tam que mente em mod o di s tinto me par rece es do traço da inglesa te ti, o u al g eu em s abe ria q ue t eu p as sar, me s u g ira s t u, o u t ra da linha da can sao, f al va f ala ava, f ala, fa lia da falua, do ano onda no para lelo vinte tres, a co ns cie en cia se da tinha pe la prime i eve zorro in fil t ra do, da f al t ad e co nse q u en cia no serpente dos actos, o ual goa ss em, est r en h o, p o is o rui do rui indo dp ruivo, ru gido do guido, acento av circulo do primeiro da cruz da ase e mp unha na serpente da fil as dos carros quadrado da ue do quadrado da espanhola vela lam as das linhas do es pei e to e dos e cos ao pen sam en to e ao pen sar no pen sado, vinte tres , reme teresa aqui do para do andrew, o conti do andres, a r ess o ar em no me italiano, sa da est ard a ava vaso e rato, ps, se pr en te de la li u is si da ane, vinte e quatro do bar do ra do infinito do andrew, vi en cruz rav ava primeira do ger, em la , flor id e , dr do delta das tor tugas, quadrado do rato do delta sec os do tor dos tugas, dos bandidos e dos terroristas e dos operativos desta enorme desgraça

Aqui tendes América, e uno mundo, os verdadeiros causadores desta desgraça, e provavelmente das outras que no mesmo paralelo se deram, e que são tambem os que tentaram como em noventa e tres por as culpas do katrina em cima de mim , a seguir ao seu acontecer

Aqui do eu it en d es am erica, e un o mundo, os verde ad eiro s c au sados da dores espanholas desta de g s ar rato da aça, e pro da ova da ave le do lem mn te das outras, q ue no me sm o para lelo se d e ram e q ue são t am b em os q ue t en t aram com o em no v en a teresa terceira, por às das culpas do katrina em cima de mim , primeira ase da se do gui, ra circulo do serpente do europeu do acontece, o cabrão do rato, o cabra do ps, do grupo e da asa do pinto do coelho , jorge coelhone, em declinação da verdadeira essência de seu nome de capo

E vós senhora clinton e vós cia, e vós governo, saberão, isto bem somar, pois saberão que foram eles que contra mim à vós proveram estas duas acusações!, não vos enganeis portanto na acusação!!!!

E vaso do acento do os da senhora clinton e vaso so di dao acento do os cia, e vaso do acento do os do dog do governo, s abe ra circulo, is to b em s om da ar do mar, p o is s abe ra do circulo da ode q eu em contra mim, primeira vaso do acento do os pro da ove do eu e sta s du as ac usa ç o es pena, n cão vaso do os en g ane is porta ant on primeira da acusação!!!!, quadrado da pena, sintra, ac usa sao

Muito curiosa , sempre a luz, como sempre clara e síncrona com tudo, pois por calculo terá pensado, ao eu ter falado de bold e de itálico, a propósito do dizer da senhora italiana presidente do congresso americano, que provavelmente iria eu usar de novo o bold, ou o itálico ou o capital, o provável local da festa do acido colectivo que provocou o ab em londres, das explosões em londres, assim me desvelou o espirito esta tarde tambem , que já estava aberta esta porta

Mui to cu ur da isa , sempre primeira luz, com o se mp rato e da clara e sin c ron do ac om tudo, p o is por c al culo teresa rá p es na ado, ao eu tea rf f ala dode b ole de ua t al i coa ap do pro p rosi to do di ze rato da s en hor a italiana pr e si dente do congresso americano, q ue por v ave l mente iria eu usa rato de n ovo ob do circulo do primeiro dó da dol, o u o it al i co o u circulo da capital, o pro da ova da ave ll o circulo de la do di gi t al do forte do est do ac id o cole ct uv ultra viol da eta, o q ue pro do ovo cu do duplo circulo do infinito deitado que provocou o ab em londres, das e x p lo s o es em londres, as si m me d es velo lou o es pit tito e sta cruz arde tambem , q ue j á e stva ab e rta es cruz primeira da porta, da puta do portas

Pois um outro belíssimo raio de sol , pela noite da manha de sol, com ela me cruzei, a descer ao rio molhando a alma antes de hoje me deitar, véspera do dia da Mae e das Maes, assim me dizia o espirito do amor, que bele estava a noite hoje, nesta manha, assim é verdade nas vezes para aqueles que como a senhora, velam, a noite e dela fazem o dia e do dia a noite, assim era o perfume que exalavas a meu passar, ah não ficasse a conversar com o rapaz, a teria ali raptado, que belos cachos seu cabelos, que até com eles sonhei me deitar assim feito cadeirinha, e adormecer neles de permeio entre suas costas e meu peito

P o is de um outro be l iss sio, serpente do io do mo do rai do circulo da ode do sol , pe la lan ano no it teresa red da manha de sol, com el am mec ruze ia a d es ser, primeira do circulo do rio mol h anda primeira da alma ant espanhola de h oje me de it ar da tar, vaso da espanhola pera do dia da Mae e das Maes, as si maior da me di zorro do io es pei reel time do ti o do amor, q ue be le e stva primeira ano da noite homem do oje, nest primeira da manha, as si me eve rato dade nas vezes, para a q eu l es q ue com circulo do primeira da s en hor primeira ve da eve vela da lam, primeira noite e de la f az emo do dia e do dia primeira da noite, as si me ra do circulo do s us serpente da kin q au dr ado, per rf um mec do q ue e x ala ava sa me vaso da el eva sao p as sar, primeira do home n cão fi casse da primeira c on versar com do circulo do ra paz, primeira da teresa ria al i ra pt ado, q ue b elo serpentes dos c ac home do os serpente do eu do cab dos elos, q ue primeira té com el espanhol do son he i rato da me de it ar as si maior feito, cade i rinha e ad dor mec e rato ne, el primeiro espanhol de per me do circulo do io da ingles cruz do rato espanhol da ua serpente das costas se em europeu do pei to, cora sao

O síncrono, é o grafismo dos pontos de exclamação em bold aqui em times ne w roman do ze, no word porcessor, ficam como penas de pombas e de pombos, que ali estavam enfiados na gravilha desenhando um circulo entre as pequenas pedras, sabe bela menina ni alva, como a maior brancura , quando cheguei a casa, uma pena tambem branca com dupla camada de penugem branca e suave me caiu do ceu directa em minha mao, depois passado pouco tempo na agitação, a vizinha espanhola, arrancava depressa de mais para um sabado de manha, e eu escutei então, que havia cruz no circulo do rato, já tinha eu visto a imagem dos nos, europa, na capa do jornal dos bandidos, como estando ameaçado, sorrindo perante a adversidade, ja o vira antes ali ao pe do jardim de brincar dos meninos, e lera em nos europa, nós da europa, hoje um outro cartaz do bandido mor mario soares tambem com o mesmo titulo, nós da europa, ele nos jeronimos a assinar o tratada a revelia do povo português

O sin circulo do ron do circulo, é circulo do grafismo dos pontos de e x c la am maçao em bo primeiro quadrado aqui, em time es da ne do duplo vaso do roman, do ze, no da pala ava ra do word for quadrado do por rc esso do rato, ps, por rie circulo do rato serpente da dor dos pormenores, do se pr da rn da teresa dos porte iro por rie do ero dos porqueiros, fi icam com circulo das penas de pombas e de pombos, q ue al i es t av vam da am en fia ado sn primeira gravilha, gato garo da rav da ave da ilha, de sena homem muito do primeiro do circulo en cruz da rea serpente das pequenas pedras, s ab e be la me nina ni alva, com circulo da primeira maio r b r anc cura , q ua ando doc dc he ge vaso da ia circulo da asa da casa, primeira pena t am b em br anca com da dupla cama ada de p en u ge maior do br anca e serpente da au da uve me ca i vaso do doc cc eu da di rec cta em min homem da primeira mao, d ep o is p as sado p o u co te mp on primeira a gita sao, primeira da vizinha espanhola, ar ra en circulo da ava de press a de maís do para primeiro do sabado de manha, e eu es cu te i en tao, q ue home avia cruz do no do circulo do rato, j á tinha eu vi st o a i mage madeira dos nos, eu ur rop da opa, na kapa do jornal dos bandidos, com o es t ando am e a ç ado, si s argento o rr id dn do pe ra ante primeira ad ver sida dade, j + a circulo do vi ra ana teresa zorro do x ali ao pe do jardim de brincar dos me ni os, e le ra em nós ds europa, nós da europa, home do oje de um outro do grupo do cartaz do bandido mor mario soares tambem, com do circulo do me sm o tito primeiro do circulo dos nós da europa, el en os sj do principe do ero mino sa s sin aro t rata ada a r eve primeiro do ia do p ovo porto gi espanhol

Sabe bela menina de belos cachos, enquanto conversava desci à beira do rio, ainda deserto naquela hora matinal para tantos, e longa para pouco, como provavelmente nos dois neste dia, deve ser bom ter uma namorada que tambem faça vigílias e durma em nossos braços enroscada depois de lhe dar um bom pequeno almoço de beijos e festas e fruta variada, ouvi pelo espírito que tínhamos um match, na verdade muitos match neste ultimo texto, mas no rio um outro apareceu, um nome de um rapaz que vai estar numa festa amanha, um nome que nem sabia de quem era e que ali estava em flyers, da discoteca com um sugestivo nome, do seth, num local com um outro nome que igualmente ressoava, doca de st amaro, outra vez amaro, ou serpenet da cruz amor

S abe bela menina de be primeiro do sin do os da serpente dos c ac homem do os, e cn q a un to c on versa ava de sci à be ira do rio, primeira inda de ser to, na q eu la hor am mat ina l para tnt t ant os, e longa para p o u co, como por v ave lem n teresa nos do is nest e dia, d eve ser b om teresa rato primeira na morada q ue t am b em f aça vi gil ia se dor ma em no ossos br aço s en rosca da del posi de la home da quadrado da ar primeiro b om ep q u en o al moço de bei jose das festas e fr u t ava ria ad a, o u vi p elo es pei it o q ue tin ham os prime rio match, na vera de mui ts o match nest do pais, paris, e u l t imo te cruz do xo, mas no do rio de um outro ap par rec e ua, primeiro no me de um rapaz q ue va i es star nu ma f esta amanha, um no me q ue ne maior da sa bia de q eu mer a e q ue al i st eva , s eva , seta esteva stva do steve, em for mula one delta e rato serpente da discoteca com do primeiro s u g es t iv von om med circulo do seth, nu primeiro l ocal com de um outro no mec q ue i gula la met e r esso ava da doca de st amaro, o u t ra ave zorro da am do amaro, o u ser rp ene net da cruz am mor

Na verdade não deveis ser vós ou talvez mesmo o seja, aqui ao momento, as potras batem forte por tres vezes trazem som de ciúmes acessos ou será só de cio acesso, subo do rio, a vejo de novo, o espirito da bela avo me diz, ama-a em casa em forma louca apaixonada, cruz doirada inclinada, me grita , be real, e eu por dentro e por fora faço grrr, não sou eu real, não vou em real, amputado em parte de mim e nao vou eu amputado de meu filho, e não vai meu filho amputado de seu pai, podia soprar ao cartaz, e rezar pra que aquelas cruzes todas nas estradas em cruzes se convertessem, amanha, ao ler o imaginário jornal com o café da manha, contaria os litros e beberia as lagrimas dos que ca ficam sofrendo os que partiram,

Ba ave bate do rio ap a ix on ad dag rr ra am puta ado ca rt az, am manha anha de la grimas

Na ave verde ad en cão d eve is ser vaso do acento dn ó serpente do circulo do vaso do t alvez me sm o os e j aqui do, a qui ao moe mn to, as das potras bat maior, bata bate em, bao rm do baton, vate do bate, mf orte es por t r es v e ze s tarzam, t ar ze ms om de ciu me s ac esso s o u se rá s ó dec io ac ess o, s ub o do rio, primeira ave do vejo de n v o, o es pi rito da bela av om me di zorro , ama do traço ingles da primeira em casa em forma lou ca a pa ix on ada, circulo da cruz dor iad a inc l ina ada, me g rita , be rea primeira, e eu por den r to e por for a f aço g rato da rr, n cão s o ue vaso real, n cão vaso do circulo do vaso em real, a mp puta tao oe em p arte de mim en o av o vaso do eu a mp ua td o de me u fil h oe e en cão ova em me u fil h do circulo do amputado de s eu pai, po dia sp r ar a do cartaz, e rato e za ar pr as quadrado da ue de aquelas dc circulo da ruze espanhola, toda sn as est ard ase maior das cruzes sec on vaso e cruz do ess em, amanha, aol primeiro ero do imagina, ot it, gina do rio do jornal com do circulo do ca fé da manha, c on tar ria dos lit rato serpente do oe bebe ria aa s la grim as dos q ue ca fic cm a s o fr en do os q ue p art iram,


Na esquina da outra ar telecom em baixo deixaram a meus passos os espiões, uma pequeno frasco de perfume, prata com negro esquinados motivos geométricos das extrusao do som, como a fachada do outro prédio das telecons , um bico, o perfeito bico, onde olhando-o em tarde recente, um estrondo imenso se dera na avenida do infante santo, ou seja o bico do ladrão do infante, do filho, o bico do pedro acrescentou o espirito ao passar, aleluia, dizia um outro papel, sempre aleluia, que bela palavra que bela canção, que belas sempre as vozes que a contam, ah as flores, ah a gaia floral, ah eu que amo as aguas mesmo de perna cruzada, com aquele mesmo ar de perca , de ausência, de dor, sentado como numa cadeira de uma igreja, daquelas que outrora tinham mesmo circulos para as comodidades dos masi crescidos no passar das novenas, ou outros circulos ainda se me entendes, discreta a forma da cadeira, estando quase sem estar, e a mesma dor , a mesma ausência, composta com ar de embalsamada, oo espírito dizia, pelo vento, tens de a matar, se fosse o guião do rapaz que planta relva aos pedaços em cim da secretaria onde acorda os filmes, talvez imagem sionista, do cavaleiro dos mustang, abri a tv, em zap, o final, ele ouvia vozes, era esquizofrénico, matava , assim no genérico já correndo, pensa, pensa mais , que talvez quem sabe se tornar real, ironia, escorria acida e pesada nesse dizer, que gira pintura, confundir o espirito dos pobres como o espírito dos esquizoide que confundem o conhecimento do espirito, e da luz, confuso, talvez não , para um que nao o creia, um judeu amigo, um judeu inimigo, assim o sabe meu coraçao, e muitos outros certamente judeus e não judeus, peçinhas de puzzle a encaixar, veladas sem se ver os desenhos das faces, nos respectivos, nomes, parece quase tarefe de hércules

Na es esquina pe e x bico infante ny s ant circulo o es pi rito da bela can são au s en mao nica cia tuna homem do homa circulo da espanhol star di zorro do ia em um serpente tang no g ene es co rr ia com circulo em fuso p uz zorro le par rece

Na es q u ina da outra da ar tele do com, estúpido, est vaso do pido, em ba ix o de ix aram am eu spa ss serpente do os o serpente es pi o es, uma pe q eu no fr a sc code per rf um me s us da kin, cristina coutinho, p rata com do negro es q eu ina do sn o sm ot ivo s geo met ric os das est x rusa são usa do som, com o a f aca h ada do outro , um bico, o per rf feit do circulo do bico, onda o l h ando do traço ingles do circulo em cruz arde recente, primeiro est rato onda im en s o se der ana ava e nid ad circulo dd da infante santo, oi iva vaso do seja do circulo do bico do l ad ra circulo do infante, o actor, do fil h circulo do bico do pedro ac r es c en to u o es pi rito ao p ass sar, al e lui ila, di zorro do ia de um outro pap el, se mp r e al e lui a, q ue be la pala av rac q ue bela cn aç sao, q eu de belas sempre as das vozes, q ue ac em conta do tam, a home as das flores, a home da primeira g ai a flor al, a home do eu q ue am o a st ua serpente das aguas me ms ode per na c ruza ada, com aquele me sm o ar de pe rca , de au s en cia, de dor, s en t ado cm circulo onze nu ma cade ira de primeira da igreja, da q eu l as q ue o u t rat do circulo do ra tinha do ham me sm o circulos do para as com u dida d es das comunidades, llansol, gabriela, tvi, do sm asi c r es sc ido sn do circulo da p ass sar da s no ove en as, o u de outros circulos da primeira inda se em me m en t en d es, di s creta primeira forma da cade ria m est ando q ua ase s em es tara, e a me sm ad dao dor , a me ms a asu en x cia, co mp da posta com da ar da embalsamada, oo es pei r to di zorro do ia, p elo vaso n to, te ns de a mat ar, se f os se o gui a o do ra par az q ue p l anta relva ao s pedos em cim ad a secreta ria onda ac da corda os fi ele ms dos filmes, , t alvez i mage m sio ni sta, do ca ava lei iro do sm us da tang, ab ria da primeira da tv, em zorro da ap, o fina al, el e o u vc c iv oz es, e ra es qui zo f en nico, mata do ponto ava , as si mn o g ene rico j á co rr en do, p en sa, pen sam ais , q ue t alvez q eu m s abe se tor n r real, iron ia, es co rr ia ac id a e pesa da ness e di ze r, q ue gi r ap in tura, cin fun di ro es pei e it o dos podres com o o es pei it o dos es qui z o id es q ue c on fun de mo c one g cimento do es pi rito, e da luz, c on fuso, t alvez n cão , para primeiro do q ue noa do circulo onze do c reia do primeiro judeu amigo, primeiro jude vaso do inimigo, as simo o sabe, me vaso do cora sao, e mui t os o u t ros ce rta tam que mente jude use n cão jude us, p e cinhas de p uz zorro da lea enca ix ar, v e lada ss em se eve ero os de se en h os das face sn os r es pe ct ib vaso do os, no mes, par rc ce q ua ase tar refe ad e her cu prim ero es pena hol

As penas na gravilha, negrito, assim se diz o bold, aqui nesta tradução, gato ra da ave da ilha do seven, o lotus, o clube do set, um barco entrando rasando o cais me mostra em sue logo viking, uma associação em declinação de chave de substituição múltipla dada pelo movimento, olho aquilo e me digo, que belo pensamento e que belo espirito de observação, por detrás do desvelado

As penas ilha do seven p elo ob serva sao

As das penas na gravilha, ne gato do nono do rito, as si m se di zo bo primeiro quadrado , aqui nest t ra du sao, gato ra da ave da ilha do seven, s eve en, circulo do lotus, do circulo do clube do set, o doc do circulo do lub, lu segundo, primeiro s ub marino, anal, um barco entrando r az ando do circulo do cais me mos t ra em s ue l ogo vi king, uma as soci aç sao em dec l ina sao dec circulo do home ave chave, de s ub is tui sao mul t ip la dada p elo mo vi men tom olho, a q u ilo e me di g o, q ue b elo pena mae en teo e q ue b elo es pi rito de ob serva sao, por det ra sd circulo onze, desvelado

Às do quadrado lotus do marino vi do king da a gn e cia do tui, mae do ingles teo

Frequência modulada, fm, museu , fuse, fn use vaso, mf use vaso, serpente do forte europeu, se do vaso, fu, faz o gato, serpente primeiro, do oriente,

Fr e q eu en cia mod u lada, fm, s use, muse u , f use, fn us e eva vaso, mf use vaso, ser pente do forte europeu, se do vaso, fu, f az do circulo dog do gato, ser pente do primeiro

Fr pente

São as nove e vinte e cinco da manha quando tomo estas notas, segunda dia mia, sabado, serpenet ab do nono do vinte e tres, segunda mia serpente abe do angulo de noventa e dois, o teresa rec rio, dez, garra x, gato ra do nba bar ux uk, uk da estrela,

A são da revista sabado de noventa e dois

A bela arden nos mupis espelho meu , espelho meu , existe alguma mais pretty do que eu, flores por todo o lado, no jardim um cone de papel com um ditado português do minho, lá dentro arroz e flores, como se eu contigo me fosse finalmente em corpo casar depois de sair da igreja, onde ontem um carro de sport arrancava provavelmente no final de um casamento, o meu coraçao so bate por ti, ah amada, vou –te dizer, não aceito, como um menino, faço birra, e te digo, ah é, então vem cá ao perto para eu o escutar

A bela arden, europeu das flores do minho dd e dec omo p rim do rio, menino

A b e la el isa da beth da ard den as no s mu pi s do espelho meu, espelho meu, e xis teresa al gum am mais da pretty do q eu do eu, flor espanhóis por todo o lado, no do jardim primeiro do c one de pap el com primeiro dita ad o portu gues do min homem da primeira, l á d en t ro arroz e flor rato es, com o se eu conti gome f os se fina lem n te

em corp o ca sar d ep o is de sa i rda igreja, onda on te maior do primeiro carro de s port ar ran circulo da ava do pro da ova da ave do lem muito da teresa do no da fina , primeiro de primeiro ca sam en to, om eu cora sao s circulo do bate por ti, a homem am ad av o u do traço da inglesa te di ze rato rn n cão ac e it o, com o prim nr rio menino, f aço da birra, e te di goa homem é, en tao ove em c á ao per to do top para eu do circulo do es circulo do vaso da tat, ou da tata, da avenida

primeira teresa do jardim, gin gonçalves, o gg, p rie mir ire em corp pro da ova são serpente em primeira ave da nid da avenida infante santo, fn s ant circulo

mas voltemos à photo, pois ainda faltam muitas paginas e já vai este texto longo, ou vi eu amada, pelo espirito que tu virias ter comigo quando o acabasse, ah, senhora, que já me derreto todo na expectativa

mas v o l t emo s à ph oto, p o isa inda f al tam mui t as pa gina se j á va i este texto long o, o u vi eu am ad a, p elo es pi rito q ue t u v irias te rc om mig o q ua ando o ac ab ass e, a h, s en hor aqui do q ue j á me der r e to todo na e x pe c tat iva

pois na pagina sessenta que começa com o titulo le monde, n´est pas t rop petit, p o ur le s re porte r sd vaso premier journal de floride, uma das minha chaves solta poisou, uma daqueles encontradas na rua, esta diz, ser a chave do sufi dos olivais, e ficou sobre uma das fotos de diversos acontecimentos, sobre um marinheiro que está em cima de um torre lança mísseis, de um navio de guerra, referente à invasão, mais uma da triste e negra sina do passado americano, no panana em mil novecentos e noventa

p o is na pa gina se s senta q ue com eça com o titu lo do le do monde, ne serpente est pas t rop petit, p circulo do ur le serpente do repórter, rato ep orte rato do sd vaso premier journal, do primeiro jornal, rtp, de flor id e, uma da s min do home da primeira das chaves sol ta p o is o u, uma da q eu le s en c on t ra da sn a rua, e sta di ze, ser primeira ca homem do vaso da ova ae do sufi dos ol iva si, e fi co u s ob re uma das f oto sd e di dos versos ac on tec cie mn t os, s ob re um marin he irao q ue e stá em c ima de primeiro da torre da lança misse is, de primeiro navio de guerra, ref fr ene te a o in v asa sao, mais uma da t r si te en negra sin ad do circulo do passado am mer tc circulo do ano, no do pan ana em mi l no v e centos e n ove en ts
fico a olhar a foto, a ver que chave então ali estará, e o primeiro que me vem a memória, é uma foto onde eu e o antonio, estamos assim vestidos de marinheiros no desaparecido cais das colunas, que tiramos para o projecto ibérica, e de outras fotos do terreiro do paço que um dia foram aqui comentadas, uma que falam da estatua que simboliza o imperador do mundo, e um dos primeiro fios da visao das cobras dos ministérios ali naquele tao bela praça instalados

fi coa primeira do olhar da primeira f oto, primeira ave ver q ue chave en tao al i es tara, e o prime iro que me eve ema me mor ia, é uma da f oto onda do eu e do circulo do antonio, es t mos as si m v es tid os de marin he iro do serpente do sn no da sapa rec id o cais da s colunas, q ue tir ira mos para do circulo do pro je circulo do delta do circulo ibe rica, e de outras f oto ser p en e net ts do te rr rei iro do ro do paco, q ue um dia da pt foram primeira do qui com en t ada s, uma q ue f al lam da manha da es tatu t aqui do q ue s im bo l iza do circulo do imperador do mundo, e um do s prime iro fi os da visao, revista projornal, prp, pr eve en sao da rodoviária nacional, das cobras dos mini s te rio s a li na q eu le tao bel da primeira pr aça in s t ala do serpentes

ou seja pelo que se desvela no corte, remete tambem para um dos últimos episódios ali vividos num dia em qua as fragatas com numeros de jumbo ali apareceram, quando masi uma vez tentava falar com o conselho superior de magistratura, aqui relatado no Livro da Vida

o use j a p elo q ue se d es vela no corte, reme teresa terceira tambem, do para primeiro do sul t imo s ep is o di os al iv i vi do snu primeiro dia em qua as fr gatas das fr a gás, fr aguas da fragata do fragoso, com nu mer os de jumbo al i ap ar e ce ram, q ua ando ma si uma ave zorro t en t ava f al ar com do circulo do conselho superior de magistratura, primeira do qui r e lado no L iv roda V ida ,e q ue p ass o u por um in tui da relaçao en t re es pada sin g le sas e es padas s ue ca serpente

padrão, for mat tacao te x to, assim abre ao momento uma dialogue box, e na foto os dois mísseis trazem um leme de profundidade e de direcção que parecem de aviões, depois se ve a escada de arame que sobe para o cimo da torre giratória, e que trás sombras em todos os degraus como uma musica invertida, como colcheias invertidas, o que remete tambem para a gravação do primeiro clip que fiz para a Madredeus, a vaca de fogo, onde um violoncelo estranhamente desapareceu, durante a rodagem tendo sido informado do facto na estrala vermelha , onde jantávamos antes de rodar as cenas nocturnas que decorriam ali no largo frente a igreja, vinha a teresa numa carroça de burro, como havia antigamente em lisboa, a suprir a praça, o pedro e o rodrigo tiravam fotos com a câmara de grande formato tipo sinar, e os putos brincavam em roda e fugiam de um rapaz que vinha como um kkk, no meio do fogo, k l us k ç l us kapa da lan

padrão, for mat tacao te x to, ass em ab rea do circulo onze da p do mo men to, uma dia lo g ue da box, e na f oto os do is miss i es t ra ze maior primeiro leme de pro d un dida dade e de di reç sao q ue pa rece em de avio es, d ep o is se eve primeira es cada de ar am mec q ue s ob e para do c imo da torre g ira tori a, e q ue t ra s s om bras em todos os de g ra us com o uma mu sic a invertida, com do circulo do das colcheias in verte td dida soc da ue reme teresa tambem , para da primeira dag g rav aç sao do prime rio c l ip q ue fi zorro do para a mar red de delta us, ava vaca do fogo da ph oto, onda do primeiro viol on celo es t ra anha ham que mente de sapa ar rece u, dura muito da teresa prime ira roda ge maior da t en do s id o in for mad o do f ac to na es t ra ala da ave vermelha , onda j ana tva mos ant es de roda ra serpente das cenas noc t urnas q u ed deco rr iam al ino l argo fe rn teresa da primeira igreja, vinha da primeira teresa, nu ma car da roça do burro, com o h avia na tiga g am que mente e ml is boa, a s up rato da ira pr aça, do circulo onze do pedro aires e o rodrigo leao, tir ram f oto sc om aca cam mara de fr ande for mat o t ip o sin ar, e os das putas br ica ava vam da me rodo a e fog, fogo foi ford da foz, porto, ne vaso do oe do iro do iam de primeiro ra p az quadrado da eu da vinha com do circulo do primeiro kkk, no me io do fogo, das ilhas

se ve na torre dos mísseis, que parece um microfone dos de estúdio daqueles que se usam em suspensão, como um cilindro e uma parte em cunha ou prisma em cima, cinco degraus na parte primeira da estrutura e masi cinco em cima , no quinto da primeira secção , um letreiro pendurado, faz uma sombra distinta das outros projectadas por uma escada feita de ferro, tubular de pequena espessura, por debaixo do primeiro degrau, temos, o que parece ser uma bica, ou fonte, ou bico, por declinação de trocadilho de palavras à volta dos lados deliciosos desta temática, que não sao estes mísseis

se eve en primeira torre dos miss e is, q ue pa rece um mic rof one do s dee stud do io da q eu l es q ue se usa sam da manha em s us pen sao, com o primeiro cilindro e uma p arte em cunha o vaso do prisma em c ima, c inc o de g ra us na p aret primeira da est ru ruta e ema sic inc circulo em c ima , no quin to da primeira sec sao , do primeiro da dol do le t rei ro pen d ur ado, f az uma s om br a di s tinta das o u t ros por ject a d s a por uma es cada feit , a primeira do ferro, iade do tubular, tubular bells, de pequena es p es sura, por de b aico do primeiro de g r au, t emo soc ue pa rece ser primeira bica, o vaso da fonte, o vaso do bico, por del cina sao de t roca di da ilha de pala av ra sa v o la td os la do s deli cos os de sta t ema tica, q ue n cão s o a es ts miss e is

as sombras dos arames que fazem os degraus das escadas são então imagem da sombra na musica provocada pelas colcheias invertidas, ou seja co primeiro do che ia serpente

as s om bras dos ar am mes es q ue f az emo os de g r as u das escadas são en tao i mage made ria da sombra na mu sica por vaso do circulo ca, da pe la s co l che ias in verte id as, o use seja co prim rio do doc do ingles do ia serpente

por detrás da torre de lançamento do missel, uma outra estrutura que parece metade de diamante, como que a sugerir o pentágono, onde se ve no lado da direita dois circulos brancos que parecem estar em terra o fundo, e uma sombra de um vela latina, e uma vareta torcida, e do lado esquerdo , um mesmo se bem que menos acentuado, com um outro elemento, como um triângulo deitado, em duplo bico, como um alicate de pontas, corta cabos, e um pequeno missel, ou botija de soldar que parece ter ainda uma vam americana por detrás, daquelas que tinham pedaços de carroçaria em madeira

por det ra serpente da to do circulo da rede lan circulo de cortes da primeira da am en to do miss el, uma outra da est ru tura q u ep a rece met ad e de da iman diana, dr raina am daimon da teresa, com do circulo do quadrado da ue as do vaso do ger iro do circulo do penta g on o, onda se eve en no l ado da direita do is cie rc u lo sb ar mn cos q ue pa recem es star em terra do circulo da fun d oe da primeira sombra de primeiro da vela latina, restaurante, e uma vaso ar eta tor rc da cida, e dol ado esquerdo , um me sm o se b em q ue m en os ac en tua ad o, com um outro el em neto, com o um t r ian gula de it ado, em d up lo bico, com o primeiro do ali cat e de pontas, co rta cabos, e um pe eu no miss el, o u bo ti jad e sol d ar q ue pa e rc e te ra inda uma vam americana por det ra s, da q eu l as q ue tinha do ham ped dc cortez os de carro ç aria na ilha da madeira

a placa que esta na quinta colcheia , ou da quinta do co primeiro do circulo do ia ingles , projecta ou se mistura com uma outra sombra que apanha a primeira parte da torre e a segunda e o sistema de dois anéis que permitem a rotação, como vinda do miss da direita, sendo que aquele cartaz ali, dificulta a ascensão ou a descida da torre, ou sej não faz muito sentido estando o marinheiro o lá em ciam

a p laca quadrado do y e , delta do maçónico, do e sta na quinta colcheia , ou da quinta do co p rim do rio do circulo do ia ingles , pro home do je cta o use ni serpenet da tura com de uma da outra s om braque ap anha a p rim ria p aret da torre e a se gun da e o sis t ema de do is ane is q ue per mit ema rota sao, com ov ital ino, inda do miss da direita, s en doque de a q eu le do cartaz al i, di fi cu l t aa das ascensão, outro clip aqui ano rato do dado, o ua d es cida da torre, o use sej n cão f az mui to s en tid o es t ando o marin he iro l á em cia am

num dos toldos ainda se pode ler, ne do onze, do angulo

por debaixo desta foto temos uma outra onde num pequeno barco, tres ou quatro homens tiram um outro do mar, com um rede de camarão e um ancinho tridente, é içado o home de costas em cuecas, ao lado de uma bóia de amurada, que parece um comprimido, e a legenda diz, repechage d´un voluer de bateau, um triângulo no barco de suspensão de guincho ou algo assim, remete para os triângulo da estrutura de suporte dos braços dos mísseis, como a acrescentar que então a miss, uma delas estará relacionado com o guincho, ao pé de cascais, parece o home pescado o benito , bento db bd en dito da bonito, o actor espano americano

por homens do camaro, aro da cam primeiro ad circulo da serpente são do guincho, dos br aços da es ap pn hola tara em ingles do to

por debaixo desta foto temos uma outra onde num pequeno barco, tres ou quatro homens tiram um outro do mar, com um rede de cama ra o ca março, ca margo do camaro, e um ancinho t rin det , é ica cado do circulo do home de costas em cu eca sao lado de uma boi ia de mar u dado, q ue pa rece um co mp rid mi do, e a le g en da di serpente , r e pe cha ge d ´ un vol eu r de bate au, um tin gula do no do barco de s up pen sao de guincho ou al go as s im, reme teresa para os t rin gula da e ts ru ra de s up orte dos br aços dos miss e is, o cm o a ac r es c en tar q ue en tao primeira miss, uma del as es tara r e la cio na do c om o gui n cho, ao p é de cascais, pa rece o home pesa cado o b en ni to , o ac tor es pan do home do circulo do americano

por h om me men en ne camaro lado serpente são do guincho do br es tara em en ni to

em cima a direita temos, pendant l ínvasion des forces us au panama en mil novecentos e noventa , decouverte d un corps calcine, arrestation d un suspect, al di az, miss iles au cas circulo do acento no vaso da s eta do chuck f ad dely, del del ra, delta e ainda, un foto de chasse dans les everglades a repechage, un ouvrier funambule tim chapman, si ingles contre le repórter kapa he delta do home ary e t sa maman, uma senhora com dois papagaios nela poisados e um estranho efeito no braço do filho, que desvela uns livros em cima do que parece ser uma mesa com dois esquadros num moldura e tres tacos

e m c ima a direita te mos, pen do dante primeiro serpente da ín v as sion de s f orce s usa au do pan da ama en mi primeiro do novecentos, it, e n ov en t a , dec o uve verte d un corp ps c al cine, ar r es tati tio n d un s us pe ct, al di az, miss i l es das men tir as dali es, au cas c i r c uk o do ac cn to, can to ac ant o acento do ac ato do ac do to, no vaso da s eta do ch u ck maior da maria de freitas do forte da ad dely, del del ra, delta e a inda um da primeira da for dec chasse da sn s l es eve r gal de sa r ep e cha ge, un o u v rie rf un am bule tim chapman, si ingles contre le r e porte rato da kapa, he delta do home ary e t s am aman maman uma s en hora com do is pap a gi a os nel a p o isa sados e um e ts ra anho efe it ton o bar ç o do fil h o, q ue d es vela un s l iv ro s em c ima do q ue pa rece se rn primeira da mesa, com do is es qua dr son um am mol dura e t r es t ac os

em usa un corp dali es vaso primeira inda vaso rie rf home ar delta e p rim rio ts do eu do os

somando as fotos temos, um home no panama com um pequeno esqueleto calcinado, um marinheiro em cima de uma torre com, dois misses, um prisão, com um home que parece estar por cima de um outro, um bambi morto na eve ra glad es, o benito ladrão de barco pescado, um trabalhar de barbas em cima de um angulo numa estrutura de um arranha ceu, e o repórter da capa e sua mae

s om ando as das fotos t emo s, um home no do panama, o apv, ou afp, com do primeiro pequeno es q eu le to c al cina ado, primeiro marin he iro em c ima de um ato o rec om, do is miss es, um pr es sao, com um home q ue pa rece es star por c ima de um outro, um bambi morto na eve ra glad es, o b en tio la dr a ode barco pesca ad o, um t ra b la h ode do barbas em sima de um l nu ma es t ru tura de um ar ra anha c eu, e o r e porter da kapa e es serpente da ua da mae

s om ando pe do is miss es primeiro bambi , ban bi, morto ode kapa

panama , tem um o apv, afp, primeira da federação portuguesa de futebol, ou seja um antiga associação ligada ao cineclube, do antonio cunha, e vítor silva, do necrofilia, onde o projecto ibérica apoiou a sua realização, são referencia do texto, a ap, a afp, como o steve da rice, mil oitocentos e oitenta e seis, a erupção de um vulcão do ruiz em colombia, e em mil novecentos e oitenta e oito, p o ur un s u jet sur les rava g es du crack, alors jamais deux sans trois ? referendo-se aos prémios do prestigiado miami herald

p ana ma , am primeira da teresa, mum primeiro dd do circulo do apv, prime ira da feder raçao pro t u gues ad e futebol , o vaso do use seja um ana tiga as soci aç sao di gi t al, i gada primeira a o c ine c lub es, do antonio cunha, e vi tor do silva, onda do circulo do pro ject o ibe ric a ap oio ua s ua real ix aç são a, são refer en cia do te xo, a ap, a afp, como o s tve da rice, mil oitocentos e o i e t na te se is, a e rup sao de primeiro vulcao do rui ze m c olo m bia, e em mi l no v e centos e o it en t a e oito, p o ur un s u jet sur les rava g es du c ra ck, al o r serpente do jamais, o ministro lino, deux sans trois, trios, foice refer en dodo traço da inglesa sea do os pr emi os do p es ti gi ado maia mi do he ra l d do soutien, ou seja do seio da helena de troia do jorge coelho

p ana feder cruz al circulo ap vulcano jet dos trios do herald, t rio, primeiro p do homem do miles per home do circulo do ur

na pagina seguinte masi fotos de reportagem do miami herald, les sculls sisters, artistes jumelles et cubaines do ponto da al di az, interpelation d´un prostitué sur biscayne blvd ch trainor junior, vol plane sur cocunuts grove, jeffrey salter, le terrible suicide collectif de jonestown guyana em mil novecentos e setenta e oito, tim chapam, manif lors de l ´annonce de l ´explusion d´haiti di pere aristide ch trainor júnior, un s argento v rai voiler jete a terre par le cyclone andrew, o veleiro das palmeiras, patrick farrell, uma equipage sulista sur tracteur a la mode dixie tim chapman, a l extreme droit, ce refugie haitien, tente de fuir le camp de gitmo a cuba, patrick farrell

na pa gina se gui n te ma si f oto s de r e porta ge made ria do mia mi h ar e l di gi t al es sc u ll s sis te rea t rit ts e jumelles et cu ba ine s do ponto da al di az, inter rp el a tio em d serpente un por s titu ur tue sur bi s ca y ne b l v d b led c h t rai in circulo do rato traidor j un ior, vol pl ane sur cocunuts g rove, je ff rey sal te r, le te rr ib le suicide colle c tif de j one st to w n guy ana em mi l no v e centos e setenta e oito, tim c h ap am, m ani for mula one o r s de l serpente e do once de l ´e x p lus sion d´ h a it id di ip do pere aristide c h t rai n o r j un iro, un s argento v rai voiler je te a y terre par le c y clone do andrew, pat rick da f ar r e ll, um a e qui pa ge sul ista d ur t rac te ur a la mod e dixie tim ch ap mna, a l ´ e x t reme droit, ce r e fu gi e há it ti en, t en m te de gui r dl e ca mp de gi t mo ac cuba, pat rick f ar rell do onze

na paginas seguintes, fotos no litoral da florida, miami vice, uma vedeta rápida branca com faixa vermelha, onde leio primeira st guarda, trinta da estrela de noventa e oito, ou seja da expo, guarda dea, a senhora anka da paula matos da pj em setembro ano de dois mil e dois

na pa gina s se gui em te zorro das, f oto s no lito ra l da flor id a, mia mi do vaso do ice, primeira vedeta ra pida br anca com da fa ix da primeira ave vermelha, onda le io prime ira st g ua raro do quadrado da t rin t a da estrela de noventa e oito, o vaso do use seja da expo, guarda dea, a s en hi o ra ab ka da paula matos da pj em sete em br o ano de do is sm ile dois, ou do dois, canla da r pt, ou rp da cruz

ici les vrais flics ne se deplacente pas en ferrari, ne portente pas leur arme sous l ´epaule- il fait beacoup trop chaud-mais plutot a la hanche ou au mollet, meme s ils sont pour bla pluplart de pisibles pere de famille, au fond, leur quoridien, n est pas tellemet eloigne de celui des heros du celebre feuilleton qui fit les beaux jours de la tele americaine, et les seduisants sonny crockett et tubbs se sont bien isnpires des aventures de la fameuse brigade anti drigue de miami, la chasse auz dealers , les arrestations, musclees, en plein rue , les saisies de valises pleines de dollars etc., c ´est la banale realite d une floride binen eloignee des cartes psotales des depliants touristiques

i c ile es vaso rai serpente dos policias, for mula one do ics da ne da se de p la cente das pas do en ferrari, ne porte en te p as le ur ar me do dinheiro, sous, l serpente e paule do traço ingles si e primeiro fa it bea co do vaso da el eva sao da pt rop ch au d traço ingles do maís p lu tot a la h anc he o u au mol onze le t, me me si l s s on tp our bla p lu up l art de pi si ble s pere de f am ille, au fon di gi t al le ur q uo ri di en, n est pas telle met e loi gn e de ce lui de s h ero s d u cel e br e f eu ille ton qui do fit le s bea ux jo ur s de la tele am erica ine, e t l es sed u isa san ts son ny c rockett et t ub b s se s on t bi en is n pires des ave en tures de la f am e use br i gade anti d rigue de mia mi, la c h asse au z dea ler s , le s ar r es tati on ns, m us c lee s, en p lein rue , les sa isi es de eva das valises, vaso al ise espanhola, p le ines dedo da dol do ll ar se tc., c ´est la b ana le rea lite d un e flor id e bi ine en e loi gn ee de s ca rte s ps ota l es de s d ep lia ant ts to ur is ti q u es

vedettes avions helicos... une armada pour saisir qulques grammes de cocaine

vedettes avio ns he lico serpente dos tres viol linos ponti un e armada p o ur sa isi rato q u l q u es g ram me s dec coca da ine

e um conjunto de outras fotos que ilustram isto mesmo, e uma legenda que diz, ce bateuax a ete incendie pour detruire les preuves, sennet do bar do ra do onyx , serpente do bar do rá da stills, ou seja da jornalista, que eu uma vez encontrei em cas da geninha, agora de novo aqui evocada, a propósito de um clip sobre um dos fios das tres sementes, ou seja medee e jason e a morte de um rei, onyx, ou circulo do ny x, ou seja ainda relacionado com a foto do michael parker, e da menina curiosa que em cima de um tripe de andas, observa o voo do anjo

e um c on j un to deo de outras f oto s q ue i lu st ram is to me sm oe uma da le g en da q ue di z, ce bate u ax primeira do ete inc en di e p o ur det rui ire l es pr e uve es, m s en net do bar do ra do onyx , ser pente do bar do rá da st i ll s, o vaso do use seja da jornalista, q ue eu uma ave z en c on t rei em cas da g en nin h a, agora de n ovo da primeira do qui aqui e v o cada, a por rp posi to de um c l ip s ob re um dos fi os da st rato das es sementes, o vaso do seja med ee e j as one am orte de primeiro rei, o ny x, o u cir culo do ny x, o vaso do seja a inda r e la cio n ado com da primeira da foto do mic h a el da parker, e da me nina cu rio sa que em c ima de um r ipe de anda s, ob serva o voo do anjo, pa gina se es sena tec inc circulo , circulo dao ova vaso do seja se x to anjo

sete e qualquer coisa desta manha do dia da mae, o estrondo ao fundo quando tomava café na estação, dois carros, um civil, negro, da cor do que eu outrora tive, dizendo que era o segundo dos laranjas, relacionado com a estrala, se estampara na faixa da entra de av de ninguens, batera ou teria sido batido por uma ford transit branca do grupo elevem da gb, o espirito me disse ao passar , a cruz maior da inglesa as sacha que me fora porta há algumas décadas atras

sete e q u l q eu rc co isa de sta manha do dia da mae, o es t ron do ao f un do q ua ando tom ava ca fé na es t aço a, es t aca es taco es t ac o u, do is carros, um c iv i c, negro, da co r do q ue eu o u t r rat iv e, di z en do q ue e ra o se gun do dos laranjas, r e la cio n ado com a est r ala, se es tam para na fa ix a da en t ra de av de ni g eu ns, bate ra o u te ira te ria da teia da te ima do te iro rose te imar, se id o se io seixo sed o s en do s id o bari do, bar rid o do bardo bar dino bar ra do bar rico, por uma ford t ra ns it br anca do g rup o el eve em madeira da gb, o es pi rito me di ss sea o p ass ar , ac r uz mai ro, maio mad o io do aro mar ro mauro macro da inglesa lea as da sacha q ue me for a porta homem á al gum as dec ad a s at ra ser rp pn teresa

voltando a pagina ainda nesta história do vice da mia ami, anti drogas, a primeira imagem e de depart en trombe pour um assaut anti druge, um home com uma metralhadora salta para dentro da lancha rápida num cais, o curioso, é que a fachada do edifício do outro lado da marina é parecido com o edifico da pavilhão de portugal, aqui está o link pois , o que me parece desta linha destas paginas da photo, é que terao como já o disse anteriormente, inventado a historia que eu era traficante, e que as drogas, coca , entravam a roda no tempo da construção do pavilhão, o e dinheiro tambem, velha tecla, que já aqui dei conta de diversas vezes terem lançado sobre a minha pessoa

vaso da ira de uma da eu do av da ilda ilha da gina do tor ia do mp circulo da construção do pavilhão, pat ru ck, cha da uve prim rio do bar do ra so s y gm pr me ira

v o l t anda da primeira pa gina da primeira inda nest da primeira da hi serpente do toi ra do vaso do ice da mia ami, anti dr circulo do gás, a prime ira rai e ema mage mede do quadrado da ep art en cruz rom b ep circulo do ur primeiro ass au cruz ant do circulo do dr do vaso do ge, primeiro home com da primeira do met ra alha circulo da do sal tap ar quadrado en cruz roda primeiro roi da anc hm primeira ra pida nu primeiro cia soc do ur is circulo , é quadrado da ue primeira af faca homem da ad do e di fi cio do circulo do vaso da cruz rol ado da marina é par e c id o com oe di fi cod apav ilha ode portu gás primeiro, a qui e stá circulo do l ink da p do circulo do is , o quadrado da ue me pa rece de st linha de sta spa da gina sd ap homem da oto, é quadrado da ue cruz do ero ac omo j á o di ss e ante rio rato do men rato da teresa, in vaso en t ado a hi serpente tor iac ue e vaso e rat ar fi can te, e quadrado da ue aa sd ro do gás da coca , en cruz rava am primeira roda no te mp o da co ns t vaso da elevada sao do p av ilha circulo oe do din he iro tam be, velha tec la quadrado da ue j á da primeira do qui dei conta de di versas vasp oe ze sete rem lan cado serpente do ob rea min home da ap do ps da se do circulo da primeira

raid do miami vice squad sur un sanctuaire de dealers do sennete do bar do rá do onyx, ou seja da phoenix, ou seja com relaçao ao instituto jacob, depois uma foto grande onde um home tipo capoeira é laçado numa rede por quarto polícias que o cercam com bastões, dois zorros figurados em duas duplas cruz nos postes eléctricos, estrela de sessenta e um , zorro do home da estrela, do wolsgagem azul bebe, ao lado um outro em cores, castanhas eléctrico, a ressoar num carro conhecido, o do fernando soares, que uma vez teve essa cor, se bem me lembro, a sombra do telheiro do carro do fernado, a rede , ou da rede da net, e ainda, tout en haut et ci contre a gauche entrainment en vue d´un grand, coup de filet policier, p chauvel bar do ra s y gn a , e , arrestations de trafiquantes dans le triangle d or de la drogue photographies para mark sennet onyx, stills, ci dessou par mark peterson, da jb pictures, das fotografias da jibóia, ou se ada natascha kin sky, ra ph circulo ci contre em h au cruz e t en ba serpente

rai aida id primeira do mia mi vao si vaso do ice serpente do quad, am mp li fi cado rato do sur un s anc tua aire de dea ler serpente do s en net e do bar do rá do o ny x, o vaso do seja da ph en ni x, o vaso do seja com da relaçao dao primeira ins tutu circulo do kapa j ac ob, d ep o is prim rio do antonio forte oto g rande onda primeiro home t ip o capo e ria é l aça do nu ma ru zorro do por quarto poli cas q ue o ce rca cam com bas to es, do is zorros figu ra o ds em du as das duplas cruz nos dos postes eléctricos, ester e la de se s en te e um , zo o ro do home da estrela, do w o l sg gage m az u l bebe, aol ado um outro em cores, castanhas el e ct rico, a r esso ar nu primeiro carro c on he c id o, o do fernando soares, q ue uma ac e zorro da teve es sacor, se b em me l em br o, a s om bra do tele homem do rio do carro do fernado, a rede , o vaso da rede da net, e ian da, to u t en h au te tc i contre a g au che em en t rain men t en v ue d serpente un g rand, co up de fi kapa e tp pol i cie rp ch a uve primeiro bar do ra serpente do delta gn a , e , ar r es tati o ns de t ra fi q ua antes dan s le t ria angle d or de la d ro g ue ph o tog ra ph hi ess para do mark sem net o ny x, s t u ll serpenet sci d esso u par mar rato da kapa do peter son, da jb das pic tures, das f oto g raf fia s da j i boi a, o use ad ana t a sc home da primeira da kin sky, ra ph circulo ci contre em homem au cruz e t en ba serpente

depois o arnold, disse , ou melhor pelo espirito assim o ouvi, numa entrelinha da tv, com o valor qu tem, que a maior serpente, era a do sinal stop, e a ultima foto desta pagina, e um rapaz africano sorrir levado por dois policias, um com um lanterna comprida da bmw, e um outro com walkie talk e ao fundo, parece ler-se no poste, p ct, ab do mecânico de macaco vermelho, o rapaz africano, parece o lionel richie que recentemente tinha aqui sido evocado, contudo um outro lionel, tambem aparecera, o vieira, a propósito de um passe no pingo doce, stop, era, que é tambem nome de um bar e trás em seu desenho a figuração do pentagrama, vermelho com filete da br anca, onde o leonel tambem andou em filmagens,

dep o is do circulo do arnold, di ss e , o u mel hor p elo es ps pit io as simo o u vi, nu ma en t r e da linha da tv, com do circulo da ova do valor, br, q u te m, q ue a maio raro serpente, e ra da primeira do dodo do sin al s top, e a u l t ima f oto de sta pa gina, e um ra p az af ric ano primeira sor r i r l eva ado por do is pol i cas, um com um la te r na co mp rid ad a bmw, e um outro com do w al ki e t al kapa e ao dundo p c t, ab do meca nin co de ma coco vermelho, o ra p az africano, pa rece o lio nel ri tc hi e q ue rec en te m n te tinha aqui se id o evo cado, contudo um o u t rol do lio one ne l, t am b em ap ar e cera, do circulo do vieira, a por rp post io de um p asse no pingo doce, stp o, sapo da serpente tp top do stp era, oi u é tambem no med e primeiro bar e t ra s em s eu de s en h o a figu raçao do penta gato da rama vermelho com do filete da br anca, onda do circulo do leo one primeiro tambem, ando ue em fil am mg es sn,

não deixa de fazer algum sentido esta entrelinha, e ainda agora mesmo ao final da tarde, um rapaz italiano que com outro conversava, sentado num banco do pingo doce, com cervejas birras, por detrás, dizia ser a matéria do tremor em italia, relativo ao pit, ao grupo do pitt, do brad, que um flash, assim o tinhas desvelado, acrescentou o espirito ao momento, flash, declina em fla ash, clarão, ou clara cao,

n cão de ix ad e f az e r al gum s en t id o e sta en t r e linha, e a inda agora me sm o ao fina l da t arde, um ra p az it al ina o q ue com do outro, c on versa ava, s en t ado nu primeiro banco, do pin g o do ce, com das cervejas bi rr as, por det ra s, di zorro do ia ser a mat e ria do t remo mor do tremor em italia, r el a tico a o pit, ao g rup o do pit t, do br ad, q ue um fla sh, as simo tinha s d es vela ado, ac r es ce v to u o es pi rito ao mo men to fla sh, dec lina em fla ash, clara o, o vaso da clara cao,

na pagina seguinte, miami, le plus grande studio du monde, ou seja na pa da gina se gui muito teresa da mia mi, o latino do canal plus, o gato rande stud do io do home do monde, o jornal francês, da drive do oceano, ou seja relacionado com o bairro chique da villa, e dos h ot te si art deco e da meca da moda, ou seja dr ive do maremoto, ou do mar da moto, do dam da oto, uma r ap riga de t ac o es al ato s, africana q ue pa rece como na al ruta do v id e o di ss e, uma outra que ness a ala tura ap ar ee cia nu ma capa de revista, e q ue en t ro u nu mas vi os es relativas a al can tara

colony hotel de novo, onde ao lado uma agencia de modelos se instalou, a irene marie, ou a irene da marie, do daniel bates, bta es ap pn hola al, e o hotel webster que abriga a agencia , assim se chama do francis taieb, a south miami les grandes agences de modeles ont toutes café sur rue, table café, r e z de c h uss see de l serpente em mue ble, da Irene da maria, do conrad bakker, da padaria do conrad, curiosamente um dos livros que o laurent uma vez me afereceu na livraria onde em dia recente, vira o livro da any do mega e o rasto do jaguar e ainda o nuno bragança, do ze da rie da factory image, do booking, j don do osso da serpente delta gm primeira

c olo on ny h o tel de n ovo, onda ao l ado uma a g en cia de mod elo s se ins t al lou, a irene marie, o ua da irene da marie, do daniel bat es, bta es ap pn hola al, e o hotel we bs te r q ue ab o r g aa a ge en cia , as si m se c hama do fr anc is ta i e ba south da mia miles es g rand es a g en c es de mod el es on t to u t es ca fé sur rue, t ab le ca fé, r e z dec h uss see de l serpente em mue blé, da ire da rena da maria, do c on ra ad ba kk e rato, da pad aria do conrad, cu rio sam que mente um dos l iv r soc q ue o laurent e uma ave zorro da me af e rc eu na l iv ra ria onda em dia rec en te, vaso da ira do l iv roda any do mega e o rasto do jaguar e a inda o nuno braga anca, do ze da rie da f ac tir y image, do bo o kapa do un g, j don do osso da ser pen t e delta gm primeira

um outro hotel marlin , merlin, do jonh de Casablanca, ou seja de marrocos , ou da casa do blanc ,ou da segunda anka, foi comparada pelo presidente da agencia elite, eric sand e rato azimute, si d o ine bookeuse a che zorro elite ave circulo do erin, e rim do manequim, fr anc is t a ie b, curiosamente o rapaz na mesa parece o dia, diamantino ferreira, o salão de café , é muito parecido com o do hotel ritz aqui em lisboa onde se hospedaram pela mao do fórum da pt, os jovens estrangeiro que aqui estiveram numa exposição no fórum picos, onde morreu um rapaz na montagem dentro de um elevador

um outro h ot al mar lin marin da marklin, da marilyn do marlon, marlin, do jonh , j on jonhy, j one, j oni, josh, de casa b lan anca, o use seja de mar roco s , o u da c asa do blanc ,ou da segunda anka, f oi co mp para ad a p elo pr e sid en te da a g en cia elite, e rc isa sand e rato azimute, s id o ine bo o k e use ac he zorro elite ave circulo do e rin, e rim dom anne quim, fr anc is t a ie b, cu rio sam que mente do circulo do rapaz na mesa pa rece do circulo oz ne do dia, diamantino ferro da ira, oo salo de ca fé , é mui to pa rec id o com o do hotel ritz a qui em l is boa onda da se h os peda ram pe la mao do for rum da pt, os j ove en s es tar rn ge irao q ue aqui est vaso do iram nu ma e x posi sic sao no for um picos, onda mor rato do eu e um ra p az na mon tage maior d en t rode de primeiro elevador

na foto ao lado na praia o mike reinhardt, cujo nome remete para um senhor que aqui escreve livros sobre o templo, cosmos, outros vez, o café millano, do berry do hertz ka, gama lias son, a moda e os banhos, e um outro, talvez o francis, olham o ceu, um praticável tem duas cruzes , meio tombadas como dois x, os dois x no ceu, com os projectores da rank strand, que remete pela memória para o logo do gongo da universal pictures, outra vez em baixo, uma peça de arquitectura eu remete por semelhança para os pilares da expo, que por sua vez remete para um dos fios da imagem dada pelo pai do primeiro satélite portuges no programa da dentista elisa, a propósito dos assesoramento as pontes, neste caso do oriente, mas tambem de entre os rios, e de viagens de cayatte, ou talvez melhor , viagem do cayatte, e depois o restaurante da rand, ra ank serpente cruz rand, onde uma das belas e sorridentes raparigas, me soa muito familiar em sua face, todos belos, sem a menor duvida, um prisma montado com palmeiras ao fundo, numa casa tipo arte nova, a ressoar na bd da jessica , enola gay e em todas a outras declinações sobre o tema, inclusive a ultima mencionada

na foro aol ado na pr ia o mike reinhardt, q cu jo no me reme teresa para primeiro s en hor q ue a qui es c r eve l iv ross ob reo templo, e um o u t ro, t alvez o fr anc is, o l ham o ceu, um pra tic s ave l te madeira du as c ur ze s , me io tom ab bd as com o do is dos x, os do is x no ceu, com os pr e o ject tor es da r ank sata and, q ue reme teresa pe la me meo ria para circulo do l ogo do g on go d a univer al p u ct ire es, o u t ra ave ze em ba six o, uma p eça de ar qi tec tura eu reme teresa por sm mel homem ança para os pilar es da expo, q u ep o r s ua ave z reme teresa para primeiro do s fi os da i mage made ria dada p elo pai do prime i r sate lite pro tuge es no pro g rama da dentista elisa, a por rp ps o ito dos ass e sora men teo da s pi n t es, nest e c aso do o ire en te, ema s t am b em de net reo serpente de entre rios, e de via g en deca delta em teresa, o u t alve mel hor , via ge madeira do ca y at te, e d ep o is o r es t au ra n te da dt and, ra ank ser pente c ru x rand, onda de uma das belas e sor rid dn teresa serpente raparigas, me s o am mui to f am il iar em s ua da face, todos b elo s, s ema m en o r dub v id a, um pr s iam montado com pal em rea sao fun do, nu m ac as t ip o arte nova, a r ess o ar na bd da j ess sica , en o la gay e em todas a outras dec l ina ç o es s ob reo tema, inc lu s ive a ultima m en cio n ada

primeira cinquenta e tres estrela do circulo assim se le num dos projectores na paria com um guiador que lembra imenso as trotinetes,

prime ira sic n u en t a e t rato es estrela do cie culo as s im se le nu made i e ra do s por ject tor espanhol na paria com um gui ad or q ue l em br ra i m en s o as t roti net es,

numa outra pagina ainda sobre o mesmo tema, uma imagem que lembra uma serie de shorts que passamos no lusitanea expresso, lavabo, ou seja um provável link com o tal do canla plus que por aqui vem aparecendo

nu ma outra pa gina a id dn s ob reo me sm o t ema, uma i mg em q ue l em br a uma se ire de sh irt ts q ue p as sam os no do lu si t ane primeira do jornal expresso, la ava bo, o vaso do use seja um pro ova ave primeiro link com do circulo do tal canal, herman, do can la plus q ue por aqui do w bva vaso iv em ap ar c en do

toppo model mel dixie, da gina marie, do reinhardt e da p de me marc , o home inglês da mentira, for sale condos, carol witness, scenes sur la plage, shooting sur la oitava grau rue fr, stud io do x, em ba serpente stephan le patron da galeria dos composites lazerland, segundo do gun serb

rop top ip circulo do mode primeiro do mel dixie, da gina marie, do rei n h h ard dt e da p d eme marc , o home ingles kapa do prime ero espanhol da m en tura, for sa le condo s, carol do fit, wit, bit kit, it, ness, sc ene s sur la p la ge, cho o t ingles sur la oi it tva grau rue fr, stud io do x, em ba ser pente stephan le pat ron da gale ria dos co mp o si te s lazer land, se gun dodo gun serb


les tops de paul lange, a bela foto da niki taylor a mergulhar em angulo dom dois golfinhos que saltam paralelos, l es le to rop top do ps de pa vaso do primeiro au do angulo ao la anjo

les tops de paul lange, ab e la f ot da ni ki taylor al f aia te a mer gular em angulo dom do is gil fi n h os q ue sal tam para lelo serpente do primeiro espanhol do le to da rop do top do ps de pa vaso do primeiro au do angulo ao la anjo

na pagina seguinte o triângulo de fogo do golfinho da niki taylor, a carla bruni em baixo e a michele bercu, da piscina do hotel de sesimbra

na pa gina se gui em teo t r ian gula de fogo, açores, do golf in h o dani ki al fayatte, cayatte, t a delta da lor, a cara al la c runi em ba ix oe da primeira da michele be rc do cu, da piscina do hotel de sesimbra, home otelo, botelho , o do hotel do telo, cds de serpente es di maior br primeira

cette annee pour son special maillots de bain sports illustrated a mise sur paul lange

sete teresa an ne ep o ur son sp e cia l mai ll o ts de ba in sp o rt ts i ll us t ra ted primeira da mise, s ur paul da lan ge, general electric, do eric co prim rio do met, da age de paul lange e td es son ep o use, do angulo do set das contas azuis, ebba

en h au cruz nini ki, do t a y lor en ba serpente, o tony dos ovos, t on ny, e duplo gato e rato serpente, segundo do circulo pb do t one, no da cruz play da vela de parta do paul no stud do io em nova yorque,

ovos tres , como tres sementes , aqui deixaram em frente a casa do prédio do semi arco ao lado da cas judia antiga abandonada continua a cas de goa, ao lado de um carro peugeot branco de leao de prata , ou de heroína, que dizia ser do circulo doze, dezembro , do ze, de dc, um anuncio ds revista aqui se reflecte , o tal do peugeot vermelho e negro , oto, cento e seis, ou circulo do primeiro do circulo do sex ro, maratona, que se corria na grecia, ou com da relaçao do laurent, corsega, o x t ur bo da diesel, a do perfume, da manha de noventa e tres, o ponto de ligação com o blog da pedra e da espada, j nat espanhol all ia ge en o pt ion, c on som mat ion s vaso cruz ac de te rec e iro sete de setenta e um, dao canto de noventa kapa maior do bar do rá do home da es star l segunda do vinte e um, dos olivais, a cento e vinte ki lo metros à hor a do home cinco do sec to, prim rio ingles c y c le ur ba in car verde do quadrado azul peu ge i to filete branco, da can do bico negro, que a gor a r ep o usa ao lado, do b loco dois mil , o t rio un ph, a sete onda ap a rece a in versão do pedro marques lopes assessor do paulo por as, e r e ts ant es nomes corridos que já aqui en tar ra nme ao l dao super da o ti tic kapa sol uz cio one dos vaso e ge t ab le, do vaso da eve da mesa, ad al do to pot e red e te r ab to gente anti ap pan anna na te spe ci fi ca per l en ti anti rif form mula one esso made in it al lu, est o j da jo pu utc delta do A on verte id o, com on o c eu em fatima, a primeira fatima dos escuteiros do lys


depois l él dor ado de s la t ino s, mag gi e , pudim p ur es te be rat un rato e garo ard luc id e sur l es p au um mês du rato da eve am mer cia ana

vaso do om me c es boa ts pe o p l es di do plus dec em mil h a it tie en ns son t p pr rato es primeira rata das isque rato da un per ille ux vaso do circulo do delta da primeira do homem da serpente do primeiro espanhol es do eu da ua do xx nas festes de r e quin serpentes, do tubarão, des cara rai iba s, p circulo do ur rato e jo em d rato espanhola la terre p da romi se do ra do andy do taylor, do bar do ra sa ser pen t do delta lor do bar do ra do serpente do delta gm primeira

curiosamente nesta semana que passou dei com o home da galeria de arte em campo de ourique ao lado da casa do sprays e afins cheios de belas raparigas , ali estava ele colando um anuncio na montra de curos para crianças ou coisa assim, estranha troca de olhares, onde lhe vi que ele me conhecia de longa data, sem que eu o reconheça assim de momento, apareceu agora aqui a pistola da servia, ou seja relacionado com a rapariga parecida com a gine marie, sprays, me veio a memória , a serie produzida para a rtp, e seu logo, uma vesica serpente pr do ray, do raio, rai circulo do circulo do rato, certamente o joaquim vieira, que tambem dia recente estava assim como que muito concentrado a ver em slow motion os iogurtes na prateleira do supermercado, olhei-o ao passar fazendo grr por dentro, estou farto destas bestas mal paridas e cornudas, amaro, outro eco num nome o do apresentador do dito programa, o henrique amaro


cu rio sam que mente nest a se man q ue p ass o u de i com o home da gale ria de art e em cam p ode oi q ue ao lado da ca sa d o sp ray se af in ns che io s de belas ra par tiga gás , al i e stav a el e co lan anda um anuncio na montra dec curos serpente para crianças o u co isa as si m, es t ra anha t roca de o l h as r es, onda l he vic q ue el em me c on he cia de long a data, se maior do q ue eu o rec on homem sa as si madeira de mo mn to, ap ar e c eu agora aqui da primeira pistola da servia, o vaso do seja r e la cio n ado com da primeira ra pr riga pa e cida com da primeira gine marie, sp ra us, me do veio da primeira me moira , a se ire por du z id a para da primeira da rtp, e s eu l ogo, uma v e sic a serpente pr do ray, do raio, rai circulo do circulo do rato, ce r tam net o joaquim vieira, q ue eta am b em dia rec en te e stav as si mc omo que muito c on sete ra da ave rem s l o w, sol o lot, lo ws serpente do homem do circulo uk do w sn o , w do blow, job, j ob, mo it ton os y o g ur te s na pr ta lei ra do super mer cado, o l he id do circulo do traço do circulo ingles primeira do circulo da p as sar do luis fazendo g rr por d en t ro, es to vaso do f art ode sta s best as m al pari d as e circulo do ron vao vaso da serpente do amaro, o vaso da cruz ro e co nu primeiro nome, o do ap r espanhol da inglesa cruz primeira do quadrado de or do dito pro g rama do circulo do henrique amaro

hoje a notícia da execução da jovem iraniana, de vinte e seis anos ontem, a indução da razão ou da falsa razão, como aqui masi uma vez acima se desvela, era dada pelo filme da frida onde pauta o bandido porcao, e a bela rapariga que de nov parece que casou com o mesmo financeiro francês, frida com sobrancelhas como asas de gaivotas, como as de um rapaz iraniano que parecei num documentário, a rapariga iraniana, que faziam parecer com a frida, com desenhos igualmente estranhos, nos da frida, se via uma visao do futuro das torres, gémeas, a queda, certamente terao dito que a rapariga as tinha feito cair

homem do oje primeira do ano do not, a tica da e x cu sao da j ove em iran iana, de vinte e seis anos on te ema primeira indu sao da ra zorro da primeira do circulo, o vaso da fla asa ra zorro sao, com o aqui ma si uma ave zorro ac ima se d es vela, e ra dada p elo do filme da fr id a onda p au tua do circulo do bandido porcao, e da primeira bela rapariga q ue de en ov, italia, pa rece q ue ca s o u com o me sm o fina na ce iro do francês, fr id ac om s ob ra n cel homem as com o asas de gai vaso ota sc omo as de um ra p az iran ian ano q ue par rec e i nu m do c um en tar rio do io, da primeira ra pa riga iran iana, ana iara, , a reina, q ue f az iam pa recer com da primeira frida, com dos de s en h os igual le lem muito da teresa es t ra anhos, nós da fr rid a, se vaso ia de uma da visao do futuro das tor e es, gémeas, primeira queda, ce rta tam que mente te ra o dito q ue primeira rapariga as tinha feit do circulo do ca do air

a miami la premiere langue c´est l ´espagnol, maggie steber, mil novecentos s oitenta, a peia onde desembarcaram as gentes do haiti vindas nas casquinhas de nós, parece por arquitectura a figueira da foz, na pagina oposta fm rato do trevo da tulipa negra e branca, numero vinte e sete, ou segundo sete, o onze do tríade do trinta e um do ze, em dezembro, terceiro, do vaso da inclinação do anjo, sete cinco duplo circulo paris, la plus da belle, re vaso eu du monde, vaso circulo us o ff réu un ne id é , e, dec ad de au un p la isi rato reno circulo da uva to vaso da teresa angulo serpente anne dos tres viol ino se cruz per cen til cinquenta aux, ab bonne acento espanhol da art do rato do isco, o franco, o nuno, da maria ricci ou rice, da maria do arroz, ou seja da maria chinesa

a m iam i la premiere lan g y e , jibóia das pi c tures, ra ph circulo, c´est l ´espagnol, mag gi e s te ber, mil novecentos, italiana, e o it en t a, ap e ia onda de s em bar aca ram as gentes do h a iti vaso inda sn as cas quin h as de nós, pa rece por ar q u tec tura a figueira da foz, na pa gina o ps ota fm rato do t r evo da tulipa negra e branca, nu mer ero vinte e sete, ou segundo sete, o onze do t riade do trinta e um do ze, em de ze m br i, t e rc eu ur do roi, da ova do vaso da inc lina sao do anjo, sete cinco duplo circulo paris, la plus da belle, re vaso eu du monde, vaso circulo us o ff reu un ne id é , e, dec ad de au un p la isi rato reno circulo da uva to vaso da teresa angulo serpente anne dos tres viol ino sec da ruze do per cen til cinquenta aux, ab bonne acento espanhol da art do rato do isco, o franco, o nuno, da maria ric simo vaso do ur da rice, da maria do arroz, o vaso do seja da maria ch ine za, da telema, a tele ema ma

ou seja boat people, a boa da cruz people, do povo, do p ovo, de cabo verde, pois os barcos remetem para a ilha do sal, a boa do sal, é a rapariga que aqui narrava em dia recente que andava com os turistas e que de posi nos c on vi do ia j antar aqui num restaurante da es q un a da rua do livramento, e que está fechado a mil anos, e figueira relaciona estes personagens e este acto , os do sal, com o santana e tambem com o psd, e os ac one tc cie maior do neto , dn serpente d es c ritos nest do el iv ro, ou seja o nono do el , o ro do nono do el, do fernandes ferreira

na penúltima pagina a estranha foro de uma rapariga com uma navalha atras das cotas e outra sentada ao fundo como esperando o pior, do gerard foto do tino de marselha, das cocas do rato gome da one maçónico, um flamingo vermelho, do fr anc kapa la fraise, l cabo do om me d o nord, do patrick ingles do rando de londres roy au me do traço ingles da uni, o carro do rene le b eu ll e circulo au ray mor bi homa am peugeot branco , vermelho e negro, a arder m a rapariga do j p toth com um missel no peito, carnal produtions sade, s ad e sado da irma do frederico, de paris dez ase is leica tam mr ron ca nono do principe do vaso vc, do circulo metz o lu mp pus us, quatrre chifres plus fortes que tout les mots, angulo arbus, dianne arbus, a imagem da ruivinha, álcool d este dan ger e ux p o ur la sante ac on sommer, gulbenkian, avec mode ratio rato circulo

na pen u l t ima pa gina a es t ra anha foro de uma ra par o ga c om um ana ava alha at ra s das cotas e o u t r sa s en t ad a ao fun do com o es pe ra ando o pi o r, do ger ad f ot do tino de marselha, das cocas do rato gome da one maco do nico, um fal min g ove vermelho, do fr anc kapa la fraise, l om me do nord, do patrick ingles ra anda de londres roy au me do traço ingles da uni, o carro do rene le b eu ll e circulo au ray mor bi homa am peugeot branco , vermelho e en g ro, a ard e rm a ra pat i fado do j p toth com do primeiro missel no peito, car rn la pro du it ton ns sade, s ad e sado da irma do frederico, de paris dez ase is leica tam mr ron ca nono do p rin ciep do vaso vc, do c irc u circulo do metz do circulo da lu mp pus us, quatrre chifres plus fr, f orte s q ue to u cruz les mo ts, angulo ar bus, dianne at bus, usa i mage made ria da rui vinha, al cristina coutinho, co primeiro do quadrado do este dan ger e ux p o ur la sante ac on sommer, g u l k b en kapa do ian, ave circulo da mode do ratio, do pepe da ina sao, do constâncio, o rato circulo

puta que vos pariu a todos, é o que neste momento me vai no peito, e assim vos digo,

puta quadrado da ue vaso do os dos pariu, primeira de todos, é o quadrado da ue do nest do emo men tome da eva do vaso da primeira do da primeira ino do pei to, e as si maior vaso do os di do gato do circulo

Ob am a dd di do zorro do iac ue eu tinha ac primeira do bdo deo em ma e ra d ep o is do u l t imo texto, e nest es eu di ze r fic q ue ia pen sar, um dos o u l t imo s e ra a dec lina sao do en o la gay,