domingo, maio 24, 2009

Prova ao tribunal penal internacional

Pr da pro da ova ao t rib delta da un al, p en al inter na cio na al


Mesmo antes de publicar onde a semente da nêspera, rolando pela terceira vez, como seria obvio de ter acontecido pela simples razão de que falamos de tres sementes, e portanto seria expectante que , a semente, em seu movimento, desvelasse, os tres pontos, e tres links e tres fios do enorme novelo que é estas imensa história do mundo, nesta ultima confusão mundial deste últimos anos, analiso em pormenor, a primeira parte do ultimo vídeo publicado

Me sm o ant es de pub li car onda dea primeira semem inglesa te da n es pera, to la anda pe la te rc e ira ave z, c omo se ria ob vaso do io det teresa ac on tec id o pe la simples, es, ra z a ode q ue f al lam am os das tres e em net es, e pp rta anta se ria e x pe c t ante q ue , primeira do semem da te, em s eu m ov, it, vie mn to, d es vela ass e, os t ratos das es p on to ze t ratos es pan ho is dos links e tres fi os do en o r men vaso do circulo do elo q ue é e sta s im en sa hi st serpente da ria do mundo, nest da primeira da ultima confusão mundial deste últimos anos, c on fuso usa são do mundial, anal i zo em pro rome en o r, a prime ira p arte do vao serpente prime rio do vaso da c ur zorro do imo v id e o p un li do cado

Não seis se terás os settings do teu pc semelhantes ao meu, mas se fizeres jog no cursor do embebed player, para trás e para a frente na primeira parte, verás que o jogging, se faz não em continuo, ou seja imagem a imagem, mas aos saltos de imagens e obténs assim um efeito de animação que melhor permite em forma sincrética mostrar a linha mais importante do que a imagem conta, que é o movimento da faca, visto, que , tambem calhou , estarem tres maças em cima da mesa, duas dentro de um fruteira cor de rosa, e uma terceira a seu lado em cima do tampo da mesa de madeira, tres maças , são tambem, imagem da queda de tres prédios em nova Yorque, as torres gémeas, e um outro edifício ao lado que depois caiu

N cão se is sete rá serpente do os set t ingles s dot eu pc semem lan he te sao me vao serpente vaso europeu, masse fi ze rato es jo gg, jo g a , j ogo dojo g d o j ob do joe, berardo, no do cir sor do em be bed p l ayer, para t ra se do para da primeira fe rn bt ema primeira para teresa rate, vera acento serpente do q ue do circulo do jogging, se f az n cão em conti nu o, o use seja i mage ema da imagem, produtora, masa são ss primeiro ato de i mage nse ob te ns as si m um efe it o de ani maçao q ue mel hor per mm it e em forma sic r e tica mos t ra rata da primeira da linha maís u m p orta n te d o q ue a i mage madeira conta, q ue é o mo do ov , vi men to da faca, vi s to, q ue , tambem c alho u , est ra em t r es maças em c ima da mesa, madrid, du as d en t ro da ode um f art u te ria, fr a gat te da ira, fr ac t u rai, fr ac t u rei, fr ac t u reis teia, cor de rosa, e uma te rc e ira as eu lado em c ima do t am mp o da mesa de made ira, tres ma acs de cortez , são tambem, i mage made ria da queda de tres prédios em nova y o rique, as das tor e r serpente das gémeas, e um outro e di fi cio aol ado q ue d ep o is ca eu vaso

Verás então, que a faca está numa mao , que depois a atira sobre a mesa, ficando em sua queda livre, a apontar seu gume, o prato, como a dizer, atenção , ao que ali se figura, pois uma faca foi apontada, , depois é arrumado no lado direito do quadrado negro do circulo branco, com a lamina para fora, como a dizer, de onde ela veio, a lamina, ou seja circulo do quadrado, maçónico, e depois em jog verás que ela se move, sem mao, até apontar as tres maças, e que quando se move, a faca tambem o prato se move, saído do centro do quadrado negro sobre madeira, pela acção das maos e do que nele , no prato é produzido


Vera saudade e silva, assento, serpente en do tao, q ue aa primeira faca, é stá nu ma mao , q ue d ep o isa a t ira s ob rea da mesa, fi vc anda em s ua q eu da l iv rea da ap da ponta da ar, seu gume, circulo da p do rato, com o a di ze ra at en sao , primeira do circulo do q ue al ise figo ra, p o is da primeira da faca, f oi ap dao ponta ad primeira, , d ep o is é ar rum do mad do circulo do no l ad do circulo de direito, da faculdade da puta e das putas ladras de meu filho, do quadrado negro do circulo branco, ou seja do cabrão do programa da sic, com da primeira lamina do para for da primeira, ou seja do com do circulo da primeira mina que veio de la , do para de la, , com o da primeira di ze rato, de onda dela, e veio, vaso e io da primeira lamina, o use seja, do circulo do quadrado, m ac oni co, e d ep o is em jo gato verá serpente q ue e l a se mo do maior ov e, se maior da mao, primeira té ap on tar as das tres maças, ás de nova yorque, e quadrado da ue da pata anda da se emo do ove, primeira faca tambem do circulo da p do rato da se emo da maior ove, sa id do circulo do cento, c en to, do quadrado negro s ob re ema madeira, pe la ac sao do caçao das maos e do q ue ne le , no p rato é pro do z id o

Falei-te eu de uma imagem que pela agua se manifestou na casa de banho ao lado do quatro de lua da pedra de barcelona, que é a referência final da intervenção do vídeo, em seu final, onde digo que a imagem remete para diversas pontas de um mesmo fio que liga diversos e traduz uma sequência, ou um encadeado de acções de diversos

F al lei da inglesa te do eu de primeira imagem, q ue pe la agua se m ani f es t o u n a c asa de ban h o ao l ado do q au t ro da ode lua da pedra de barcelona, q ue é a ref fr en cia fina al da inter vaso da en sao do v id é circulo, em serpente eu fina al, onda di g o q ue a i mage made ria reme teresa do para da di vaso do eros sas das pontas de um me sm o fi do io q ue da liga di versos e set ra ad qia circulo da uz, de uma sec, ca non un cia, o uu maior enca de iad o de ac ç co circulo espanhol do di dos versos

E te disse que essa imagem, que é figura de dois personagens que interagem, sexualmente, o segundo, o que é enrabado, é figura múltipla, ou seja apareceu como simbolizando o cordeiro, a ovelha, o cordeiro de Deus, uma criança, e tambem um cao, que me remeteu pelo espirito logo ao vê-lo para a relaçao com a queda das torres, e ainda uma terceira figura

E ted di ss sec do q ue ess primeira i mage maior do q eu, é figo ra de do is persona ge en da ns q ue inter rage em, se x ual em n te do teo do circulo do segundo, o q ue é en ra b ad o, é fi gira mul t ip la, o use seja ap ar e rece vaso do c omo s im bo l iza anda do circulo do cordeiro, primeira ove l h a, o co r de io rato de Deus, primeira criança, e tambem primeiro cao, q ue me reme te vaso da el eva são, p elo es pi rito l ogo primeira do ove do traço ingles primeiro do circulo de dez do para da primeira da relaçao, tribunal, com da primeira da queda das torres, e primeira inda da gravação da primeira cruz e ira figo ra

Se reparares com atenção, no filme em jog, um frame da acção da mao que descasca a batata, e que a corta em tres, ou seja que corta, cortou, uma trindade, ou seja , um pai, um filho, e o espírito santo, ou seja ainda, que cortou um triângulo formado, quando a casca , começa a aparecer, em fio, existe um frame que figura então, um cao com duas orelhas compridas pontiaguda, quebradas por cima da sua cabeça, e a casca , nesse preciso, ponto figura a lingua de fora,

Se r ep par ares espanhol com at en são cortez, no do filme em jo gato, um fr ane da ac ça id primeira mao q ue d es ca sc a a b a tata, e q ue da primeira do ac rta , creta, em t r es, o use seja q ue co rta, co r to u, uma t rin dade, o use seja , primeiro pai e primeiro filho, e circulo do es pi r tio do santo, o use j aa inda q ue co r to u um t rina gula for mad o , q ua anda da primeira ca sc a , com eça a ap par recer, em fi do circulo do io, e xis teresa primeiro fr am e q ue figo ra en tao, primeiro cao com do às do orelhas co mp rid às ponti ia aguda, q eu br ad as por c ima da s ua cab eça, e a ca sc a , ness e pr e c is o, ponto fi gira primeira l in g ua de for primeira,

Ou seja , em síntese, narrativa, a imagem neste ponto conta, duas maos, ou seja , um homem, que é um cao, uma batata , uma faca que descasca , despe a batata, que vem da terra, ou seja do brasil, portal, por cima, de um circulo , um prato, um vaso, de um quadrado maçónico, que sobre dois amantes , que ali se amam, poderás vê-los, amada, em alguns frames na posição do seu amor, projectou uma sombra, um cao de lingua de fora, é um home cao cheio de desejos, e para fazer por ritual uma sombra sobre um casal que se ama, é um filho da puta no mínimo,

O use seja , em s sin te da sena ra di do io da renascença, rat iva, a i mage made ria aqui do quadrado do nest e p on to conta, du as das maos, o use seja , primeiro homem, q ue é primeiro cao, uma bata ba at prime ria tata , primeira faca q ue d es ca sc a , d es pe primeira batata, q ue vem da terra, ou seja, vem do brasil, porta al, por c ima, de um circulo, primeiro da p do rato do primeiro vaso, de primeiro quadrado am mc oni coq da eu, sobre dois amantes, serpente ob red circulo do is dos am man teresa sas serpentes, q ue al ise a mam, pode ode rá serpente vaso e do traço ingles do primeiro do circulo dd dezembro do Amado, em al gun serpente fr am es, na posi sic cc sao do se vaso am mor por ject o vaso da primeira son br aa ad do primeiro cao de lin g ua de for a, é um home cao che io de desejo se do para f az e rp do por do ritual da primeira sombra, s om br ra , é primeiro filho da puta, di do io do no mini mo,

Outra possibilidade narrativa que decorre do que esta imagem manifesta, é que so dois amantes que se amam num circulo, não sejam, necessariamente verdadeiros amantes, isto, é que um deles, a mulher, estaria conluiada com o que por cima , ou seja , provavelmente num andar de cima, criou a sombra pelo processo em parte já descrito acima, pois outro componentes se desvelam, pela palavra, a tónica fala de químicos, no ciclo alimentar, ou seja , foram usadas drogas na comida ou bebidas, e fala de porcos, da quinta dos porcos, ou seja , ajunta o perfil dos filhos da puta e remete para inglaterra,

O u t ra ps s ob bil id ad e na rat iva q ue deco o red circulo do q ue e sta i mage made ria m ani festa, é q ue s do circulo do is a am net do ts q ue se am a m n um circulo, n cão do sej am, ne c ess e ria am amante da teresa vera de iro sam am ant espanholas, is to, é q ue um del es, a mul her, est ar ira c on c lui do quadrado do ac do om o q ue por cima , o use seja , por v ave le lem muito te, nu ma anda rato dec ima, c rio ua prime ria s om b r a p elo pro roc ess do circulo em p arte, j á d es c rito a c ima, p o is outro co mp one en teresa serpente pn da teresa se d es vela lam, pe la p al av ra, a ti nica do fala de quim micos, no do cic primeiro de dezembro, alimentar, o use seja , foram usa ada s dr o gás na comida o u be bid às, e fala de porcos, da quin t ad os porcos, o use seja , a j un tao per rf fil dos filhos da puta e reme teresa do para ong la da terra,

Sendo esta segunda interpretação, a existência de um conluio, provavelmente , esta armadilha terá sido feita a teresa, ou com ela, em londres, mandado por uma terceira mulher, que encarregou um terceiro homem de o fazer, com ou sem ligação, com os que os que, p art ila h ram, o leito

S en do e sta se gun da inter rp pr eta sao, a e xis t en cia de um c on c lui io, por v ave primeiro que mente , e sta arma da di da ilha, teresa rá s id o feit aa teresa, em londres, man do dado por de uma terceira mulher, q ue enca rr ego vaso primeiro do terceiro home deo do circulo do grupo onze, f az e rc do om do circulo, serpente em liga sao, com do q ue com e la te ria p art ilha ado do circulo do leito

Quatro ingredientes estão no prato, simbolizados em presença, cascas de batatas , cascas de cenoura, sementes de nêsperas, e carne, e no momento em que o circulo se desequilibra, como um excêntrico, se desvela um curioso pormenor por duas cascas da cenoura, uma cruz, ou seja , um ruivo, ou uma ruiva, um coelho, que remete para fio recente do peugeot duzentos e cinco, num anuncio de uma zoom, fez assim uma marca no circulo, cenouras e batatas e carne e fruta, nêspera, remete para refeição, talvez a droga na sopa de cenoura, cenoura simboliza tambem pela sua forma, falo

Qua t ro in g red di en te serpente do espanhol to do ano da p do rato, serpente si em bo primeiro iza do s em pr es en ç a, ca sc as de ba tatas , ca sc as de c emo moura, semem en te s de n es pera se da sec da car ne, e no moe mn to em q ue o c irc culo se de sic u libra, com o um e x c en t rico, se d es vela um cu rio s por m en o rp por do as das cascas da cenoura, prime ria da cruz, o use seja , primeiro ru ivo, ou uma ru iva, primeiro coelho, q ue reme teresa do para do f io rec en te do p eu g ot du z en to ze, c inc o, nu primeiro ano un cio de uma z o om de fez as si em primeira ma rca do no do circulo, c en o ur as e bata ra se car ne e fr u t a, bne espanhola pera, reme teresa do para da refe i sao, t alvez a dr o g ana sopa de c en o ur a, c en o ur a s im bo l iza tambem, pe la s ua for ma, do forte do alo

Imagem da minha infância, na casa da minha avo no campo, ou seja remete para ermesinde, ou seja para o porto, numa casa de campo, o balde da comida dos porcos, da quinta dos animais, ou seja referencia, com o rebentamento em londres, por associação com orson wells, assim diz a palavra quando mostra marca do x na cenoura, do coelho que terá comido uma cenoura, ou uma ruiva, ou seja, abre-se aqui nesta imagem por seus símbolos, um mesmo ou semelhante ritual que terá sido usado em diversas ocasiões com diversos fins, operando desgraças de natureza distinta em locais distintos, tanto no porto, com o em londres, e , ou ainda, feito, com um outro ingrediente, a inversão de um texto meu sobre a minha infância

Ima mage mader ria da min home da primeira in fan cia, na cas da min h a avo no ca mp o, o use seja reme te para e r misi sin deo do vaso do seja do para do circulo do porto, numa casa de campo, o bal de da comida dos porcos, da quinta dos ani mia s, o vaso do seja refer en cia, com o r e b en a t m net ti em londres, por às soci ia da sao com do orson we ll serpente, as si maior di z a palavra, para ua anda da m os t ra am marca da ce moura, do coelho, jorge , q ue te rá com id o uma c en oura, o u uma ruiva, o use j a, ab re do traço da inglesa se a da primeira do ki aqui, nest da primeira da imagem por s u es s im b olo s, um me sm o o use semem l h ante do ritual, q ue te rá s id o usa sado em di vera soc as si o es com di versos fi ns, o pera anda das d es sg r aça s de na ture za di s tinta em lo cia s di s tinto s, t anta nbo poro, com o em l on c r es, e , o ua inda fei t o, com de um outro in g r di en te, primeira do don do verão, vera circulo, de vaso do mn texto me vaso do is ob da rea min home da primeira em fan cia

Ao isto escrever, o telejornal, dava conta de uma conta de uma feira adiada, na zona da regua, com a presença dos pp

A o is to es c r eve ero do ro do telejornal, d ava conta, de primeira conta de um da fe ira ad di ad ana da zon, primeira da regua, com a por es ença do ser pere ren te es da di serpente do ps

Nós, os piores dos animais, assim diz a palavra , referenciando que se dá as casas e os restos aos porquinhos, ou seja piores animais, ou porcos, das desgraças, sem problemas de linha, ou seja dos problemas nas linhas, ou seja do rebentamento do metro

Nós do os dos pi o ratos es do s ani dos mais, as si m di iza pal vaso do ra , ref fr en cia ian ad do t arco de cortez ingles do q ue se dá as das casas e do os dos restos, primeira do os dos porquinhos, o use seja pi o r es ani mais, o u porcos, das de sg r aça s, se m por rb l ema serpentes da linha, o use seja dos por rb l ema sn às das linhas, o u seja do r e b en tam neto do met ro

Natal, é o tempo deste ritual, ou seja tambem relacionado com o tsunami, posi uma arvore de natal ali está figurada, ao lado do fogo dos químicos, do laboratório, ou da roche, da roca, da pedra, uma arvore de natal que é uma embalagem de salada, de diversas cores, ou seja , uma pie, a pie feita no natal

Natal, é o te mp o det e rita ual, o vaso seja tambem, r e la cio n ado com do circulo do tsunami, tz un na ami, posi primeira arvore de nata al al i e stá fi g ira da, ao l a dodo f ogo dos quim micos, do l ab bora obra tiro, o u da ric he, da roca, da pedra, uma ar v o red e nata al q ue é uma em bala ge made ria de sala ad a, dede iv vera s co r es, o use seja , primeira pie, a pi e feit ano do na cruz ceu al

Ruiva , me faz lembrar a jessica, da revista fhm, no cio do dias das eleições, ou melhor dizendo da manipulação que assim foi tambem operada no dia das eleições, á imagem do que já acontecera em outros países, nomeadamente na américa, sendo que esta ruiva, será certamente capa de uma outra, ou melhor dizendo veiculo de um cio operado por outra através desta figura

Ru rui iva , me f az z len br ar a jessica, quadrado do circulo dao da revista fhm, no do cio do dias das al lei ç o es, ou mel hor di zen do da m ani ip u la sao q ue as si m f oi tambem opra prada no dia das el e i ç o es, á i mage madeira do q ue j á c on te da cera em outros pa ise s, no me ad dam am que mente na am e fi ca, s en do q ue e sta rui iva, se rá ce rta tam nete capa de uma outra, mo u mel hor di z d en do veiculo de primeiro cio o per do por deo de outra, at rav es de sta figo ra

A cenoura, num momento abana como umas asas, um seja um pássaro, um pássaro, ou melhor uma pomba, esta figurada olhando a primeira maça, a que está fora do vaso cor de rosa, aquela onde o gume fica a apontar, e que deve ter funcionado com carreto do vaso , roda cor de rosa onde estão as duas outras juntinhas, ou seja duas maças que andam juntas, e que terao rodado, como um carrossel, na realidade a faca, o gume aponta um das maças do casal cor de rosa , ou seja dentro do vaso cor de rosa

A c en oura, num mo mn to a ab bna com o uma s asas, do p rie miro seja primeiro p ass aro, primeiro p ass aro, o u mel hor uma p om bam, est + a fi gi irada o l h anda a primeira maça, a q ue e stá for ad circulo da ova do vaso daquela, da onda do circulo do gume fi ca a ap on tar, e q ue quadrado de eve t r e rf u c nina ado com do carreto, mascara do diabo, da ova do vaso , roda cor de rosa onda es tao as do as outras j un tinhas, o use seja do às das maças q ue anda dam da am j un ta ase q ue t rea do circulo do rodado, com o um car rosse l, n ar e la id ad é a primeira faca, o gume ap da ponta do primeiro das maças da doca serpente do primeiro cor de rosa, ps, circulo do vaso use seja d en t ro do ova às cor de rosa, ps, meninas,

O cao aparece outro vez na campbell, e os carrinhos eléctricos, referência masos, golfe, de outro genero e do mesmo,

O cao ap par rece de outro ova e zorro na cam p be ll, sin os, e os dos carrinhos el e t ru ci, ref ren cia masos, g ol ge, de outro g ene ero e do me sm circulo

Pois o espírito me desvelou que o grupo que aqui entrou, em ida recente, onde identifiquei no comando as operações, dos bandidos, o to ze brito, pertencem ao grupo da sa do borges, e me recordei da sofia, que aparecera em minha vida, vestida de vermelho num baile no local dos bandidos da cultura, o s luiz

P o is o es pr i r tome d es velo lou q ue o g rupo q ue aqui en t ro u, em id a rec en te, onda id en ti fi q eu ino do comando às das operações dos bandidos, do circulo do to ze brito, pere t n cem ao g rupo da sa do borges, e me rec o r de id primeira sofia, q ue ap ar e cera em min homem da primeira v id a, v es tid ad eve vermelho, nu primeiro baile da ile do no l ocal dos bandidos da cultura, do circulo da serpente do s l ue zorro

Para quem anda esquecido , o cabrão do to ze brito, era quem estava frente da universal, portanto representa a universal e a vivendi, aqui, e está certamente envolvido na s argento, do roubo das minhas obras, com tentáculos estendidos a instituições do estado português e da spa, como aqui já fiz amplamente prova

Para q eu em anda es q eu c id o , o c abrao do to ze brito, e rac di eu em e stav a fr ante da universal, porta anto r ep r es en t a a univer s al e a primeira da v iv en di, aqui, e e stá ce rta tam am que mente, en v o l v id dona s argento, do ro ub o das min home do às o bras, com t en t ac t u lo s este d en dido sa in s titu i ç o es do estado, o do porto gues e da spa, com o a qui j á fi z am mp la am lam que mente, por vaso da primeira

Por razoes ainda não aqui publicadas, o sitio preciso onde o vi, na sequência do que o espirito me desvelara, é muito provável, que esse grupo esteja tambem envolvida na queda do satélite que trazia as poeiras das estrelas, acto que foi operado por uma sociedade anónima, por assim escrever

Por rato az o es a inda n cão a qui pub lica d as o si tio pr e c is o onda do circulo do vicente, na sec eu en cia do q ue o es pe i rt io me d es vela lara, é mui to pp o r vaso da ave l, q ue ess e g rup o este j a t am b em en v o l v id dana queda do sate lite q ue t ra z ia as poe ira sd às das estrelas, ac to q ue f oi opera ad o por uma soci e ad e ano nim pata, por as si m es circulo do rato da eve rato



Ora no cio do bandido macaco do ps, a propósito da compra, da tal colecção de arte a um tal comendador, se via a relaçao com o grupo de nova yorque via peças do andy wharlol, ou home do harlot, as sopas campbell, que declina em sopa, que declina em francisco rocha, e em muitos outros, desde o manuel reis, lux, withkins, e me recordei de um estranhíssimo passe dessa menina , sofia borges

O ra ano , no do cio do bandido macaco do ps, a por rp posi to da co mp ra, ad a t al cole sao de arte a um t al co men dad o dor, se da via da primeira da relaçao, com do circulo do g rup o de nova yorque, via p eça s do andy w home da ar da cento e um, o vaso do home do harlot, as s o spa s cam p be ll, q ue dec l ina em sopa, q ue dec l ina em fr anc isco da rocha, e em mui to s o u t ros, de sd e o manuel reis, l ux, w u t h kin serpente, cristina coutinho, , e me recorde id e um est ran hi ss imo p ass e de ss a me nina da sofia borges

Antes o espirito me dissera que esse tal comendador, é do grupo do vicente borges, o que um dia esse grupo me fizera comigo cruzar no inicio da latina europa, aqui já relatado com pormenores

Ant es do circulo do es pi rito me di ss e ra c di q ue do ess e ta al comendador, é do g rupo do vicente borges, o q ue um dia ess e g rupo me fi ze ra co mig o c ruza ar no in ni cio da latina e ur oe pa, a qui j á r el at ado com por m en o rato espanhol

Ou seja do grupo dos porcos,

O use sej quadrado do dog rupo do serpentes dos porcos, e co nse q eu en te mn te tambem do t p, o use seja do b um em londres

A menina aparecera aqui em casa um dia com uma estranha carta dactilografada, que me apresentou como ajuda, e que parecia ser escrita por mim, onde eu apresentava o meu trabalho em prol da cultura, propunha a venda de grande parte do meu arquivo de imagem ao senhor atl comendador, e trazia em cima escrito a feltro o contacto de um a tal barbara, que aparecia de novo, na peça do cio do cabrão do ps, macaco mor do antonio costa, e trazia ainda uma outra estranha linha, em que dizia que eu queira ir viver para inglaterra

A m en ina ap ar e cera a qui em cas um dia com uma e ts ra anha da carta dactilografada, q ue me ap r es en to u com do circulo da Ajuda, mc, e q ue par e ceia ser es circulo da rita do por da mim, onda eu ap r 4 es en t ava om eu t ra bal do alho em pr do rol da cultura, por rp da unha da primeira ave inglesa, v en da de g rande p arte do me u ar q u ivo de i mage mao s en hor atl do comendador, e t ra zorro do ia em c ima es c rito primeira do feltro, o circulo do contacto de um da at al da barbara, q ue ap ar 4 e cia de n ovo, na p eça do doc io do cabrão do ps, macaco mor do antonio costa e t ar zorro do ia da primeira inda de uma outra est ra anha da linha, em q ue di zorro do ia q ue e vaso do que da ira ir vaso e iv e rp do para da inglaterra

Escusado será dizer, que não apreciei nem um bocadinho, aquela carta e me cheirou a uma imensa manha, pois parecia ser uma tentativa de compra, com um condição, que eu abandonasse o pais, ou assim sugerida, e fiquei muito aborrecido com a menina,

Es cu sado se rá di ze rato, q ue n cão ap rec cie i ne m um bo ca dinho, a q eu la da carta e me che iro ua uma i m en sa da manha, p o is par rc da ceia ser uma t en t a iva de c om pr a, com do primeiro condi sa io, q ue eu ab ban dona ass e do circulo do cabrão do pais, tvi, o ua ass em s u ger id a, e fic q eu i mui to ab o rr e c id o com da primeira da me nina

Evidentemente a menina sofia, fez o habitual ar de virgem inocente ainda por cima ofendida, eu que só vos queria ajudar, blá e blá e irao todos acusados e quem sabe presos

E vi dente, d en te que mente, primeira menina sofia, fez circulo do h abi u t al da ar de virg en ino dos cente, a inda por cima o f en dida, eu q ue s ó vaso do os q eu ria ajuda rato rb la acento e b l á e irao todos ac usa sado sec q u em s abe do pr espanhol do os

Curiosamente nesse tempo, a menina sofia aparecera tambem dizendo que ia ficar rica, pois o seu pai tinha feito uma sociedade para vender equipamentos de produção energética com base nas ondas, salvo erro licenças provenientes da inglaterra, e que lhe dera uma quota e que quando aquilo desse dinheiro, ela ficaria rica, eu franzi meu coração, pois nem há muito tempo meus escritos tinham falado do futuro nessa matéria, e recordo tambem que depois um actor do grupo ou ligado a outros actores que se relacionam com a menina foi morto por indução, atirou-se na aparência de uma janela abaixo num hospital, ou seja foi acelerado para isso, a curiosidade, e que esse rapaz era salvo erro das olivais, portanto quer-me parecer que eles terao percebido que teriam deixado escapar informação, eventualmente comprometera para eles, e tiveram assim que o matar

Cu r is o sam am que mente ness e teresa mp circulo da primeira da menina sofia, ap ar rec ra tambem di ze dn circulo, q ue ia fi car ric primeira, p o is o s eu pai tinha feit circulo uma soci e dad e para vaso do en der dos equipamentos de pro du sao ene r g etic ac om base, heroina, nas ondas, s alvo e rato ro lic en circulo cortez da cristina coutinho, as pro rov in ni en te serpente da inglaterra, e q ue l he de ra uma q u tot e q ue q ua anda a q u ilo de ss e din he rio, el a fi ca ria rato e aca, eu fr anz i me vaso co rc sao, p o is ne made ria home da primeira do acento à muito tempo, me u is es c ru to s tinha do ham da manha fala ado do futuro, pav, ness a mat té ria, e rec o r do tambem q ue d ep o is uma ct tor do g rup o o u liga do circulo da primeira de outros actores, q ue se r e la cio n am com da primeira menina f oi mor to por indu sao, a t iro u do traço inglesa sena ap ar c en ia de uma jane la ab a ix o nu primeiro h o spi t al, o use seja f oi ac e la lara ra do para iss circulo, a cu r is o sida dade, e q ue ess e r ap az e ra s alvo e r roda serpentes dos ol iv ia s, porta anta, q eu r do traço da inglesa me pa recer q ue el es teresa ero primeira per rc cebi bid o q ue te rato do iam di ix ada es c ap ar in for maçao, ev en tua lem n teresa co mp rome tora para el es e ti vera ram as si m q ue o matar

Sua puta incompetente ou se calhar mesmo assassino, senhor antonio costa, ontem estavam todos muitos excitados com o tratamento ao nível que vos todos sem excepção digna até ao momento tem sistematicamente merecido, pois todos os dias vos recusais a ser homens, a capa do cio, era o palco da ordem dos corruptos, a dos advogados, apareceu outra vez aqui, a expressão, o macaco mar da rua do costa, pergunto-lhe, como se deve entender este dizer, que o tal comendador é o macaco mor da sua rua, ou que o esta historia passa pelo macaco mor da rua qui em alcantara que trás seu nome, seu pai, que é de origem indiana, se bem se recorda foi tambem um dos primeiros que cai nesta enorme confusão, que como sempre a todos relembro, assim se passa por em grande medida, vocês, os que trazem cargos políticos na cidade, vergarem a policia e a justiça no âmbito das suas normais leis e funções, e assim perpetuam este estado de continuo far oeste, aguardo seus esclarecimentos, e relaçao tambem com o sangue que apareceu aqui em dia recente na cas de goa, e tambem se a primeira premissa , é a correcta, o facto de esse tal comendador ser seu macaco mor, então, se estamos com a compra que faz com o dinheiro de todos, perante mais um caso de corrupção e relembro-lhe que passados masi de dois anos, continuo sem resposta a inquirição justa que fiz sobre o acidente com o carro da minha mae e cuja responsabilidade é da câmara, que ainda nem corrigiu a situação no local , como deve ser, o senhor é acusado de homicídio em forma tentada e continuada, suas bestas corruptas e assassinas

Serpente da ua da puta inc o pete en teresa o use calha alha da ar do mesmo as sas sin ino, s en hor do antonio costa, on teresa maior est av maior de todos, mui to s e x cita o ds com do circulo do t rata am men to ao n iv el q ue vaso os todos sem e x ce pa são, di gn aa teresa acento , primeira do circulo do mo men to te m sis t ema tica cam am que mente mer e c id o, p o is todos os do cabrão puta dos dias, vaso os rec usa isa ser h om en sm, primeira capa do cio, e ra do circulo do palco da ordem dos corruptos, a dos advogados, ap par rece vaso outra vez aqui, a e x press sao, o m ac caco do mar da rua do costa, per gun to do traço ingles do l he, com o sed eve en e t n der este di ze rato , q ue circulo da cruz al do comendador, é o macaco mor da s ua rua, o vaso do q ue do circulo est primeira hi s tor ia passa p elo ma coco mor da rua qui em alcantara, q ue t ra ss eu no me, s eu pai, q ue é de oi r ge min da diana, se b em se record a f oi tambem um dos prime iro serpente do quadrado da ue ca i nest a en o r me c on fusão, usa são, q ue com o se mp rea todos relembro, ass im se p ass ap por em g rande me dida, bv o c es, os q ue t ra ze m c argo s poli ticos na cia de, eve r gare ema da policia e primeira da justiça, no am bit o das s ua s norma mna si leis e f un ç o es, e as si m per rp pet tua ua am e w teresa estado de conti nu o f ar oeste, a g ua r do se us es clare cie mn to ze da relaçao tambem, tribunal, com do circulo do sangue q ue ap par rece u a q 2 u i em dia rec en te na cas de goa, e ta m b em sea da primeira per miss a , é a co rr e cta, o f ac to de ess e ta l comendador ser s eu m ac aco mor, en tao, se est amos co mna primeira co mp rac ue f az com do circulo do dinheiro de todos, pe ra ante maís primeiro caso de co rato rena rup sao e r e lem br o do traço ingles l he q au q 2 pa s sado sm a si de do is ano serpente do conti nu o se m r es posta a in q u ira sao ju tata q ue fi zorro s ob reo ac do acide id dente da ingles a teresa, do com do circulo do carro da min home da primeira mae e cu j a r es ponsa ab bil id ad e é da ca mna ra, q ue a inda ne m c o r ru gi ua si tua sao no l ocal , com o da ode d eve ser, o se rn hor é ac usa sado de h om i c id io em for ma t en t ada e conti nu ad a, sa us betas corruptas e as sas sin as

Ainda na primeira parte do vídeo, é figurado, um x no traço vertical, ao lado da coluna esquerda do templo, que corresponde a uma estrutura que será abordada ainda em outro texto, mas que se reflectiu tambem na visita do papa ao médio oriente, na Jordânia, ao lado de uma estrutura que representa o triplo cordão que une o ceu a e terra no local onde se crê que outrora no rio Jordão, foi O Cristo baptizado, a kundali, e as asas por cima abertas, assim é a imagem do monumento em que o papa ao lado agora esteve

A inda na prime ira p arte do vi de , é id circulo , é figo ra ad o, do primeiro x no traço verte ti c al, ao l ado da co l un a es q eu rda do t e mp lo, q ue co rr es ponde a uma te rata da tura, q ue se rá ab bora da sa inda em o u t ro texto, masque se refe l ct ti vaso tambem na v isi da sita do papa ao me di do io do oriente, na jo r dani a, ao l ado de uma e ts ru tura q ue r e p red ds senta do circulo do t rip lo co rato dao q ue un e o c eu a e terra no l ocal onda sec rec do q ue o u t ro ra no do rio do jo r dao, f oi O Cristo b ap pt iza ado a k un dali, e as asas por rc ima ab e rta s, as si mé primeira i mage made ria do mono men to em q ue circulo irc culo cabo do papa ao l ado do agora da est teve eve

Aqui é um candeeiro italiano, com tres cordões e um central, com uma particularidade que o faz diferente da imagem do rio Jordão, pois as pontas superiores são com ganchos, e esteve este candeeiro muito tempo com o reosteter de pe intermitente, e agora recentemente peguei nas moedinhas todas que aqui tinha e fui comprar um outro interruptor ali a campo de ourique, e assim no primeiro li

Primeira do ki aqui, é primeiro can di e irao italiano, com dos tres cordões, e um c en t ra al, com uma p art ti cu la rie dade q ue o f az difer en te da i mage made ria do rio do jordao, p o is às das pontas s up per ti io o rato espanhola são com dos ganchos, piratas e est eve este can de i e iro mui to te mp o com do circulo do reo s tete rato de pe inter mit en te, e agora rec en te mn te pe q g eu ina s moe dinhas todas, q ue a qui tinha e f u i co mp r ar um outro inter e rup pt tor al ia ca mp o de o ur tic ue, e as si mno prime iro do li, ou do cordeiro, da ovelhinha, o que lhe vai ao cu, de acordo com a imagem recente

Kundali dos tres ganchos, ou seja a kundali dos tres piratas, sete circulos, ou sete circulos do grupo dos bandidos do sete, pro jornal e por aí fora, nessa enorme teia, sendo que na imagem do vídeo, se refere a maça, ou seja relacionado com o fio das tres sementes, mito de medee, e a queda das torres ,as tres

Kapa da un do dali dos tres ganchos, o use seja primeira kundali dos tres piratas, sete circulos, o vaso do set e c irc cu lo s do g rupo dos bandidos do sete, por jornal e po r aí for a, ness da primeira da enorme teia, en circulo rato da me da teia, s en do que na i mage made ria do vaso id, é circulo da se refe rea da maça, o use seja r e la cio em ad com do circulo do fio das tres em en te serpente da mitó da medee, e primeira da queda das torres , as tres

A descrição dos circulo da direita para a esquerda assim rezou, castanho , a ficha do kill, ki onze, azul both side, kill, massas br, italiano do brasil, kill brown, anjos e demónios, ou seja do código da aplicação que levou a queda das torres, can di do ero, do circulo do sessenta e nove, ou seja da teia da inversão, que me tentou tambem culpabilizar por tal vil acto

A d es c riç sao dos c irc u lo da direita para da primeira da esquerda as si mr e zo vaso do castanho , primeira ficha do ki ll, ki onze, az vaso primeiro b ot home da bota do bote do boto da segunda ot da beth, blog, s id e, kill, m ass sas br, italiano do brasil, ki ll br oe em brown do anjos e demon emo em io serpente , circulo do vaso do use seja do co di g o da ap li caçao q ue l evo ua primeira queda das torres, fr o w n can di do ero, do c irc culo do sessenta e en ove, o vaso do use seja da te ia da in vaso e ra sao, q ue me t en to u t am b em cu l p ab bil iza rp do por da cruz na al, vil ac tt do io

Di da dim mer reel time de oitenta e um, re angulo co circulo segundo cruz primeira, t1, t2, segunda da estrela, do bar do rá dos quinhentos, a nora dos quinhentos escudos, vaso da cruz prim mr rio do io dez ase do is do cabo dos trezentos do brasil, a historia da guerra e do filme, gregos e troianos, furacão lam da pada pa sessenta e seis, o grupo do antonio costa tambem, massas br n duzentos e sessenta e seis, se ss en ra e seis de muitas ondas n cinquenta e um, estrela primeira, furacão, pa duzentos e sessenta e seis, la ro ad he ll, l os angeles, ph do bar do ra angulo primeiro, p rim rio s eta da onda, primeiro seth do circulo duplo do sessenta e nove, ou seja do que elevou dessa mani e ra, conta and o a hi s ot ira em mod o inverso, a cruz,

Re angulo, ang gil ilha do co i g ua l rato terceiro angulo lc circulo, lentes de contacto,

Milano italy, art rt dezoito primeira do triângulo da cruz rai, t rina g y lo de fogo, sessenta , do vaso do quinhentos, em m 9, anti, quadrado da di do is t ur bi ra di io

Porque a faca na primeira parte do vídeo aponta uma semelhança com as imagens que se manifestaram na casa de banho na sequência do uma leitura mutíssimo vasta que fará seus sentido completo, se completa, e que passa como já disse pela pista da bomba em londres e das quedas e ainda de um conjunto muito mais vasto de desgraças, as publico desde já reservando comentários masi extensos para outras núpcias

Poe q ue primeira faca na prime ira da p da arte do v id é circulo da ap dao a ponta uma semem l h ança com as das si mage en ns q ue se m ani f es t ram na cas de ban h on a sec un cia do uma lei tua muti ss imo v as t aqui do q ue fará se us en tid o co mp le to sec om mp p l eta, e q ue p ass ac omo j á di ss ep e la pi sta da bomba em londres e da s quadrado do eu da ase da sea da primeira inda, de um circulo on j un to mui to maís vaso do às cruz da ode de sg r aça sas do jornal do publico de sd e j á r es e rato do van da anda do co men cruz primeira dos rios, entre os rios, ma si e x t en serpente do os do para do circulo do onze do vaso da cruz di ra snu da p da cia serpentes

Este ultimo dado, da id de milano, certamente que os bandidos já e ele terao tido acesso, quando aqui da ultima vez entraram, no vídeo , ainda na outra parte outros fios da mesma historia se desenrolam

Este u l t imo dado, da id de mi lan do ano, ce rta em n te q ue os dos bandidos j á e e le terao ti u do ac ess o, q ua ando a qui dao vaso l t ima ave z en t r aram, no v id é circulo , a inda na outra p arte de outros fi os da me sm a hi s o t ira se d es en rola la lam da manha, a da dança de la




dois vasos com um terceiro, do is dos vasos do com da teresa do rc do euro, que era o p rato do cao antonio, a qui na f oto, se eve com o meia da lua do irada, em quarto decrescente, e uma bicha, cobra que sai da lua do antonio e at ravessa os do is bal d es q ue es tao no pol y ban da casa de banho for ra da a contra p lacado, pato, de maritimo, do maritimo, o do circulo do lube, vizinho de cima, de f u te bo l, o p l y ban, é da marca roca, e e stá r e la cio na ad o com barcelona, e uma onda de vinte metros que por lá um dia ap ar e receu, a r e lem br aro do circulo do tsunami, no sudoeste asiatico
dentro de um dos baldes, vasos, semelhantes ao que estao no vau entre este predio e as casas do bairro operario ao lado, recentemnte entradas com a banana e a retrete, e outras mais antigas, as larvas das barastas, ba nar do ray da cruz do x as

no ralo , circulo de prata composto por outros circulos, apareceu uma unha, este é o lonk com a imagem do video, da faca apontada a uma das maças que está dentro do vaso cor de rosa, ps, e uma outra por fora, encostada,

no do rato alo, gb, cir culo de p rata co mp ps post circulo pro por de outros circulos, ap par rece vaso primeirqa unha de este, é o circullo do onze deze on nk , kapa com ad da primeira mage made ira do v id é o circulo onze da faca ap da ponta à uma das primeiras maças, q ue e sta acento d en cruz ro d ova vaso co rato da rosa do ps e uam outra por for primeira en co st ad a, enconsta, restaurante,













no eixo vertcal da imagem do diabo que vai ao cu ao cordeiro, ou a aovelinhas, abrindo o armario encontra seguinte id, dele, pelos objectos que nas duas parteleiras se encontram, na vertcal dos cornos, em baixo, pi ass ab aba do ba , champo para o antonio, rolos de papel,
no do e ix circulo vert rc al da magem madeira do diabo, q ue eva ia circulo do cu ao cordeiro, o ua primeira ove das linhas ab rato indo do circulo da ar do mario, en c on tra para, se gui muito teresa , ed del el le, dos pelos, p dos elo serpente ob ject os q ue en as do as das p art tele iras se en c on t ram , na vert tc al dos cornos, em ba ix circulo do pi do ass do av da aba do ba do champo, o cabeleireito, paar do circulo do antonio, rolo serpente do olo, falo duplo circulo para o ceu de pap , el
na segunda prtaeleira,
na ase segunda da gun da pr da p rta el da eira
brufen, br ruf en , br vaso forte ingles
burufen e benuron, e comprimidos diversos , ou seja com drogas diversas, sendo que ben hur on, b ur ru f en, remete tambem para o filme do ben hur que recentemnte passou na rtp, com o actor que dá a carra pela associaçao das ramas na amercia, que aparecia tambem no filme docuemntatiorio do michael , um angulo do esgoto , em cima do burufem , ainda as maracas das ovas da praga das baratas, que aqui um dia fizeram, bem à imagem da praga do egipto, ou seja tambem id das degraças no egipto
...
segundo ur ruf forte ingles e ben, b en ur do ron e si mp rimi id os di dos versos, circulo do vaso use seja, com dr riga gás di vera saudade e silva sá, s en quadrado b en home ur em segundo ur do ru f en reme da teresa tambem, para do circulo do filme do ben hur, q ue rec en te mn teresa p ass circulo do vaso da rata do tp, da rtp, com do circulo do actor, ac tor, q ue d primeira acento ac car ra pe la as soci ac sao das ram as na am mer da cia , q ue ap per rec cia tambem, no do filme doc ue em n tati tio circulo do rio do mic homem el, do primeiro angulo do es gato da oto, em c ima do b ur rege em primeira inda , às das maradas das maracas, das ovas da pr gata primeira da serpentes das ba ratas, ba rat ts , q ue a ki primeiro dia fi ze ram b ema e magem maderia da praga do egipto, e gi pt to, circulo do vaso seja usa tambem, od d as de g rata ac as cio rato cortes no e gi pt circulo




a imagem do diabo, mascara africana, relaçao com do circulo do ramirez, e o n orte de portu gal, o u seja com outro diabo, p o is é mascara de car r e to, do norte de portugal, se c alha r do durao do bar rosso




e a imagem que no telemovel está antes, desta, ou seja do circulo do maximo de sevilha, ou de espanha, relacionado com a igreja
e a primeira mage made ria q ue en no do telemovel, tele emo da ove do el, e sta acento de sta, circulo do vaso do seja do sir culo dez prim ero do circulo do maximo de se vaso da ilha, circulo do vaso de espanha, re la cio na ad primeira com da primeira da igreja, e garo re j primeira