domingo, junho 07, 2009

curiosamente, quando saí da casa da família em janeiro de dois mil e cinco, veio conjuntamente com os meus cds, este, que é da teresa, uma apresentação que ela esteve fazendo para o icep, eu me recordo de a ver trabalhar nesta apresentação da qual penso que as imagens na forma por ela elaboradas, sim , por ela direccionadas, e o texto será dela, tem data de doze de junho de dois mil e quatro e referencia no sumario, uma especifica agencia de comunicação e publicidade que deveria estar envolvida na, criação deste conceito, a wolff olins, veio no cd imation, cujo símbolo significativamente, é de uma mao que segura uma vareta de magico que aponta um circulo espelhado em prata pela uma hora num conjunto de circulos , tres dispostos entre quatro cruzes, em se mi circulo em lua decrescente, sendo que pelas onze e pela meia noite, sao duas as cruzes, cd r de sete duplo circulo do mb do bar do ra da min de oitenta do compact disk reco o rda ab le, assim masi diz

cu rio sam en da teresa que mente, qua anda sa id primeira do circulo da casa da família em janeiro de dois mil e cinco, veio do c om j un tamen teresa que mente, com do os dos meus cds musicais, este, q ue é da teresa, uma ap r es en taçao q ue el a es teve f az en do para do circulo do icep, eu me record do circulo dea ave rato t ra bal home da ar nest primeira aa do quadrado da ap r 4 s en taçao da q u quadrado do primeiro p en soc q ue as si mag ne s noa forma por el a e la bora da s, si em , por ela di rec cio n ada se do circulo do texto, se rá del , sin la, te maior data dedo do ze de junho, flamingo june, de do is mi da ilhe do quatro e refer en cia no serpente do vaso do mario , uma es pe ci fi ca a g en cia de com única caçao e pub li da ra di circulo da radio da cidade, q ue d eve ria est ra en v ol v id ana, ne c ria sao d este c on ce it o, primeira do wolff o ll in sol in serpente do veio do no do cd ima tio em cu jo s im b olo si gn i fi cat iva que mente, é de primeira mao q ue segur a uma, v ar eta de magico q ue ap da ponta do primeiro circulo es pe l h ado em p rata pe la uma hor a nu primeiro do c on j un to de circulos , t ratos es di sp post os en t re q ua t roc ru uz zorro espanhol, em serpente emi, can tor, circulo em lua dec r es c en te, s en do que pe l as on ze e pe la me ia no it e, sao du a sas do circulo das ruzes, ar da mad da ilha, espanhola, cd rato do sete, do duplo circulo do m segundo do bar do ra da min de oitenta do doc do om do mp ac t di serpente kapa do reco do circulo da rda ab le, as si em ma si di zorro

o símbolo da mao e da vareta fora o primeiro que agora em dia recente de novo me surgira na consciência, quando das ultimas imagens do restaurante sal das brasas, quando do cio com o mazarati azul antes do tremor de terra em abruzzo, pois a mao é semelhante a deste logo deste cd, como a dizer que uma relaçao se estabelece, uma relaçao, dupla, pois sal nas brasas, é imagem de ferida no fogo, u pelo fogo, sal se põem tambem no óleo para avaliar da sua quentura, sal, como imagem religiosa de vida e de ferida tambem, sal no bacalhau, ou bacalhaus salgados, ou de molho,

o s im b olo da mao e da ava ar eta for a o prime iro q ue do agora em dia rec en te d en ovo me s ur gira na co ns cie en cia, qua anda da sul cruz ima sima ima ge en ns do r es t au ra n te s la das br asa s, qua anda do c do cio do io do com do circulo da massa rati az vaso do primeiro da lan ted do t rato do remo , o emo mor de terra, br, em ab r uz zo, p do circulo da isa, primeira mao é se ml le homa ante ad este do logo do quadrado do este cd, corpo dim p loma tico, com do circulo da primeira di ze rato do q ue uma da relaçao see stab el e ce, uma relaçao, do quadrado da up de la, p o is s al nas br asa sé e ema mage da made ira de fe rid ano do fogo, up do elo f ogo, s al se do poe em tambem no circulo do leo do para da ava lia ar da serpente da ua quadrado do vaso eu dao da en tura, s al, com circulo do vaso ima ge mr e li gi serpente do circulo ad e vaso id da primeira e de fe rid at cruz da am e segunda em, s al no do bacalhau , o ub aca al homem da ua ser p ene net do salgado serpente , circulo da ova do vaso de mol do m da ilha do home da demo mol, da produtora, pi rato da tora holandesa

o segundo link deste cdr, se faz pelas duas cruzes, pois trago eu um desenho de meu filho, feito talvez em dois mil e seis, onde essas duas cruzes se repetem, e o desenho de novo aparecera agora ao arrumar a casa, e seu quarto,

o se gun do li nk de s ts cd rato da se f az pe l a sd vaso do as c ruze ze zorro, p o is t rago eu primeiro de dez en home da ode me vaso fi l h o, feito t alvez em do is m ile se is, onda es sas do às c r uz espanholas se r e pet te meo de s en home da ode n vaso do circulo ap par rec ra do agora ao ar rumar primeira do circulo da casa, e serpente do eu qua art circulo do quarto, ou do leito, e da cama , certamente

desenhou ele um FF com um x por debaixo do segundo, como um cruz violeta, ao lado de uma semente verde , o x esta entre a semente e um coraçao em outline verde, ao lado de balão medusa cabeça azul e corpo afunilado e curvo verde ao lado do que parece ser um flor violeta em caule comprido , que nasce ao lado de dois óculos, de uma aranha vista de cima azul com um rectângulo castanho em seu centro com uma outra figura geométrica torcida , uma espécie de losango negro em seu interior, como um interruptor ou um comando da aranha, que se encontra a direita de dois seres dentro de uma nave de dois olhos laranja azul, com cabelo por metade, de todas as cores , tipo arco iris, , uma mulher está sentada numa chaise longue com a posição da foto nua da heidi que recentemente comentei em palavra orada, , a semente verde, está por debaixo dela , a mulher sentada , e um euro com dois traços invertido, ou seja em posição da lua em quarto crescente, a mulher sentada como que é projectada por uma forma indefinida de cor rabiscada que parece sair de uma trompa, ou seja imagem da gravidez, a figura da face com dois seres azuis lá dentro como se estivessem dentro da boca, remete para a família dos incríveis, bem como a violeta que é uma das personagens, violeta ou a amiga da violeta que faz os fatos especiais de super poderes, uma estilista francesa,

quadrado di ix ad semem da bala co rp da eu aranha em cida rato aranha, es cab do elo do arco iris da ava da te alema dos traços da sic, a que é da mp da revista face, em quadrado da boca, ou seja do metro , primeira do per do pêro do us espanhol

d es en h o ue le primeiro do FF com do primeiro x por de ba ix do circulo do segundo, c omo primeiro da cruz vi o l eta, aol ad ode uma semem da inglesa te verde , o x e sta en t rea semem en te e um cora sao em o u t l ine verde, ao l ado de bal da bala do circulo da primeira da medusa cab da beça az u le co rp do circulo af u n i lado e c ur vaso do ove verde ao l ado do q ue pa rece s rum da flor vi o l eta em c au le co mp rid o, q ue na sc e a o l ado do dedo is dos o cu l o s, de primeira aranha vi sta dec ima az u l com um red dc tan gula cas t na ho em s eu c en t roc om de uma outra fi g ur a goe met ric a tor cida , uma es socie de lo san da gula ne fr o em s eu inter rio rato do rc omo um inter rup o t o vaso do primeiro comando da aranha, q ue se e cn non t ra primeira da direita dedo is se r es d en t ro de uma ana nave de do is o l h os laranja az u l, com cab elo por met ad e, de todas as cor es , t ip do circulo do arco iris, psi teresa maia, primeira mul her e stá s en t ada nu ma ch a ize do longue com da primeira posi sic sao da f oto nua, a da hi e di q ue re en te maior net com da en te e em pal av ra circulo do ra ad primeira, primeira do semem da inglesa te verde, espanhola rá por de ba ix a de l a , primeira da mul her serpente da en t ad a , e primeiro euro com do is dos dois traços in v e rid circulo , circulo do vaso do use seja em posi sic sao da lua em qua art o crescente, a mul her s en t ada com o q ue é pro h ject ad ap do por da primeira forma in de efe nid ad e co rato ra bisca ada q ue pa rece sa i rato de uma t ro mp a, o use seja i mage made ria da g ar vi dez, primeira fi gira da face com do is ser es az u is l á d en t roco mo se est iv ess em d en t roda da boca, reme teresa para a f am ila id os inc r iv e is, b em com o primeira vi ol eta q ue é uma da serpentes pêro sn a ge ns, vi circulo da primeira eta do circulo da ua da primeira amiga da violeta, q ue f az os f ato s es pe cia is de s us per pode rato espanhol, uma est i li sta francesa,

primeira aranha da outra falsa psi al garo da ode br aços de metal no dia do atentado em londres

a aranha, é símbolo das bombas em londres, pois fora na rua da outra falsa psi do bando que eu em véspera sentira que algo de muito mal estaria para se passar, era uma aranha com braços de metal, que era anuncio de uma estreia que ocorria no dia do atentado em londres ou na sua véspera

primeira aranha for , espanhola do tom al com do aqui , do circulo asu vaso

primeira aranha, é s im b olo das bombas em londres, p o is for na rua da outra f al sa psi do bando q ue eu em vaso da espanhol pêra serpente da en cruz iraque al gato da ode mui tom al da est aria para se da p do ass ar, e ra primeira aranha com dos br aço s de met al, q ue e ra do anuncio de uma est rei aqui do q ue o co rr ia no do dia do atentado em londres circulo da un asu vaso da espanhola perâ

o vaso da rapariga do arco iris, do grupo da violeta da aranha que tem dois meninos ou meninas na lua ara cima virada, como boca barco, sobre cor de rosa, meninos azuis, meninos indigo, trás as cores verde e amarela, ou seja cores brasileiras, os que aprecem ser aqueles de onde parte o comando da aranha, sendo que aranha entrou recentemente a propósito de aplicações, ou seja uma aranha gravadora, ou seja data recolhida, dois da boca, ou seja dois que falam pr ela,

circulo dog do rup aqui meninas na lua da bia meninos am mar el la eu aranha das aplicações ad circulo do ra do circulo da sic

circulo da ova, ob da primeira do vaso da rapariga do arco iris, dog rup do circulo da violeta da ar ana homem da primeira aqui do q ue te made ria do is dos meninos o vaso das meninas na lua ar ac ima vaso da irada, com o b ova do bao da boa boba da boca da boda, barco, s ob rec o rato da rosa, dos meninos azuis, me nino s in di g ot ra sas cores verde e amarela, o use seja co r es br as il e ira s, os q ue ap rec em ser aqueles de onda p arte do co do comando da aranha, s en do q ue aranha en t ro u r ec en te mn te a por rp posi to das aplicações, ap li dos caçoes, o use seja primeira aranha g rav ad o ra, o use seja data rec o l h id a, do is da b ova, o use seja do sic da ue f al lam am da pr ella,

o do euro ive r td o, do fute bo ,onze da primeira p eça dos pigs, pi sg

euro invertido, remete para dinheiro e para um jogador de futebol, invertido, dos óculos negros, ou seja a imagem de uma peça de madeira das fotos extraídas do vídeo em londres, dos pigs, a flor violeta nasce da aranha

eu ro i n verte id o , reme teresa para do dinheiro e para de um jogador de futebol, in verte id o, dos óculos ne g r s o, o use seja primeira rai mage madre ia de uma p e ç a de madeira da s f oto s es t rai id a s d ov, francesa italiana, id é circulo em londres, dos pigs, primeira for mula one flor vi o l eta nasce da aranha

si s en de sol f az circulo x verde e negra, da visão invertida fr da inglesa ka o a espanhola primeira teresa serpente

simboliza ainda este desenho duas das sementes das tres, sendo a primeira a da cruz a frente do ff a descer, do chapéu de sol , na praia tipo espermatozoide que sobe da flor violeta e faz o x, verde a primeira, a debaixo da mulher sentada no psi, verde e negra, e a terceira dupla negra , a da visão, ou seja dos óculos, a capa da visão, ou seja ainda, a mulher do euro invertida sentada como a heidi, põem um ovo verde e negro, da visão da flor violeta que lança um furacão que faz um x a frente do ff, lhe pôs um ponto, uma semente verde à frente


se das sementes da ira do circulo duplo primeiro eta ps psi circulo do vi use primeira heidi eta for mula do maio

si em bo l iza a inda e ts e de s en homem do circulo do as das sementes das tres , serpente do en quadrado circulo da prime ira, a da cruz a fr en te do f for ground, a de sc ser, do ova ala circulo, na praia t ip o es per mat oz o id e q ue s ob e da flor vi o l eta e f az o x, verde a prime ira, a de ba ix o da mul her no psi, verde e negra, e a terceira d up la negra , ad primeira do vi s o a, o use seja dos o cu l os, primeira capa da v isa são o use seja a inda, ma mul her do euro in vertida s en t ada com o a heidi, poe em um ovo verde e ene g ro da vi sao da flor vi o l eta q ue lan la primeiro f ur racao q ue f az um x a fr en te do f for mula one do he ep do os do primeiro ponto, uma da se do maio net verde à fr en te

efectivamente um psi, ps esta no grupo dos bandidos da nossa selecção como lhes chama os do dn, onde apareciam as belas raparigas, ou seja uma relaçao lógica se estabelece, o daniel sampaio, irmão de jorge sampaio, um dos homens ligados a aliança das civilizações, que recentemente confirmava o primeiro x

efe bad dido s argento do dn, uma da relaçao do sampaio gado do fi rm ava do circulo primeira do circulo da rai, o do x

efe c t iva que mente do primeiro psi, ps e sta no g rup o dos bandidos da nossa sele cc sao com o le he es da chama do os do dn, onda ap par rec iam as das belas raparigas, o use seja uma da relaçao cortez o gi ca se e stab e le ceo d ani da ile sampaio, ira mao de jorge sam pa do io, um dos h om ne s li gado sa al ina aça das c iv i l iza ç o es q ue rec en te mn te c on fi r m ava o prime e r x, rai, o do x, em italia,

este cd me apareceu de novo ao olhar, numa altura em que se manifestou um sincronismo que a ele me remeteu, um capa da visão, onde estavam um grupo salvo erro de seis financeiros, dispostos assim em estrela de seis pontas, sendo esta que é visível no primeiro dos slides que corresponde na apresentação ao ultimo, é de cinco pontos , mas inclinada, ou seja remete para a ilustração dos pontos cardeais, tortos, ou seja dos que se opõem aos correctos princípios que devem levar os homens em seus corações, na perspectiva correcta que ensina a tradição, e sendo que a estrela é pegada por duas pontas , que de alguma forma torcem os pontos e os ângulos , por dois dedos, ou seja por duas personagens , seis pontos, é como sabemos a imagem da estrela de david, ou seja a estrela torta ou entortada por acção de dois dedos, ou seja parece indicar por sobreposição dos pontos da duas estrelas com relaçao à capa da revista visão, o que se encontra no segundo e no quatro ponto, dos seis, considerado o sentido normal da rotação do tempo, ou seja da esquerda para a direita, sendo o vértice do triângulo de fogo, o primeiro, ponto,


este cd me ap par rece vaso d e n ovo ao o l homem da ar, nu ma al tura em q ue se m ani f es to vaso do um sin c rin is mo quadrado da ue da p rie me ira mr el lee me reme te vaso do primeiro da capa da vaso si sao, onda e stva am um g rup o s alvo do ero e rr ode se is fina ce iro s, di s post os as si me em estrela de se is pontas, dança, s en do e sta q ue é v isi vaso do el no u l t mod os s lid es q ue co rr es pn dena ap r es en taçao ao prime iro, é dec inc circulo do ponto da serpente , ma sin c l ina ada, o use seja reme teresa para a i lu s t raçao do serpentes do ponto ds dos cardeais, to rt os, o use seja do serpente do que se o pe mao s co rr e c to s p rin cip io s q ue d eve em l eva aro ss os homem do om en ns em se us cora ç o es, na per rp ps ct iva co rr e tc t aqui da ue en sin da primeira at ra di sao, e serpente da en do que da primeira estrela é pe gado por du as das pontas , q ue de al gum primeira da forma tor rc cem os ponto se os ang gulas , por do is dedos, o use seja por do as pêro sn a ge ns , se is do ponto da sé c omo serpente do ab emo sa e ema mage da made ria da estrela de david, circulo use do seja da primeira estrela da torta, pie, circulo da ue en tor rta ad primeira da ap do por ac sao de do is dedos, o use duplo vaso do seja pa rece indica car por serpente do ob re posi sic sao dos ponto sd primeira do às das estrelas com da relaçao à capa da r e vi sta da visão, o q ue se en c on t ra ano segundo e no do quatro ponto, do serpente da se is, circulo em sid e ra do os en tid, id do circulo da norma ton da al da rota sao do te mp o, circulo da use seja da espanhola do quadrado da eu rda para primeira da direita, serpente do en do ove rt ice dot rat ian gula de fogo, circulo do prime iro ponto, dot , square, net

o que me chamou à atenção ao ver esta apresentação, para além do que está detalhado no texto, pela faca das letras, foi a imagem inicial da apresentação, e ultima na ordem da publicação, da onda, e do pequeno texto em que diz, em foram enigmática, que be, sem acrescentar maiores explicação que a experiência feita a seis meses atras, terá sido bem sucedida, ora a a imagem é de uma onda, uma onda que pode simbolizara um tsunami, e ao vê-la recordei do estranho fenómeno que ocorrera no algarve e que muitos pensara na altura que poderia se um tsunami, que aqui já abordei em outro antigo texto, como o que parece ter sido uma certa experiência, seis meses antes da data deste power point, corresponde à passagem do ano de dois mil e um para dois mil e dois, ou inicio de dois mil e dois, ou seja, uma outra experiência aí se deve ter dado tambem

o q ue mec ham o ua at en sao a ove re sta ap r es en taçao, para al é made ria do que e stá d eta la hd on circulo do texto, pe la f aca das letras, f oi primeira i mage mini c al da ap r es en taçao, e u l t ima na ordem da pub li caçao, da onda, e do pe q eu en no da texto em q ue di ze maior do foram pt, eni g am a tica, q ue be, se m ac r es c en tar maio r es e x p li caçao q ue a e x pe rie en cia feita a se is me s es at ra s, te rá s id o b em suc e dida, o ra aa i mage mé de uma onda, uma onda q ue pode s im bo l iza zara primeiro ts un ami, e a ove traço ingles de la rec o r de id do circulo do est ra anho f en om eno q ue oco rr e ra no al g rave e q ue mui ts pen sara na al tura q ue pode ria se um ts un mai, q ue a qui j á ab o r de i em outro ant ti g o texto, com o o q ue pa rece teresa s id o uma ce rta e x pe rie en cia, se is me s es ant es da data d este power do p o int, co rr es sp pn de à p ass a ge made ria do ano de do is dam da ile do primeiro para do is mi ile do is, o u inc sic io de do is m il e do is, o use seja, uma outra e x pe rie en vaso da cia a í se d eve teresa dad o t am b em

me pergunto se a tal campanha do lançamento do filme que corresponde a data de sete , o dia do rebentamento das bombas em londres, terá sido feita pela wolff olins

me per gun to ze primeira da cruz ak primeira da campanha do lan ç am en to do fil me q ue co rr es ponde a data de sete , do circulo do dia do r e b en tam que mente das bombas em londres, te rá serpente id do circulo feita, pe la do wolff do circulo do l cabo da min da serpente ns








porto gal, o do romance, ontem ouvi pelo espirito que o da pergola que me remeteu para a foz se encontrava detido, roma ti kapa, do roma anc t rip primeiro c irc uk do circulo de dezembro, tres, pie, em quadrado , do farol, vermelho e branco, por fun dam men teresa





o do porto gal do cayatte da ponte da miza re la, ou seja da ponte do diabo, do veleiro no tejo,






o porto gal do homem ar moni primeira, homem ar mi ni e, ar m oni primeira ds praia dos pinheiros, onda









o porto galo do s joao, dos alhos dos porros, das sementes sm, p art y ing, f este f e maçonico da te , do fiesta , da ford, di est primeira, ouvi eu ontem pelo espirito que o da pergola, que me remeteu para a foz, o dos jaguares, estava preso






porto gal da amalia can tora do museu dos coches, fio da visita da reina , a ultima, do dream, y dream, cruz ra a um, s on ho, rato maconico da eve en s ie en onda do circulo do pro fun dam men teresa





porto gal to cruz delta p do tp, imagination, ph anta si e, ima gina ac sao, ima g ina tio em ima gina cio muito acento do m s ot e iro dos j ero nimo s, s fr anc l im, no te mp o dos he xa gon os e dos cop os, na e x p o











Os 3 temas assinalados a branco são os já produzidos embora não em todos os idiomas:
Genérica – 16 (falta o polaco, soube hoje pela UPT)
Cultural – inglês, castelhano, francês e alemão
Inverno – inglês e castelhano


os dos tres cruzes ema ses sin al lados a branco sao, os j acento da primeira pro do z id os em bora n cao em todos os id di oma serpente, ge ene ric primeira do traço ingles dez ase is da en te rata par ren te sis f al cruz primeira do circulo do polaco, pol aco, serpente do circulo do vaso ub e do home do circulo do oje pe la up pt, el ava sao do pt, br, cu primeira do tura al do traço ingles , castelhano , farnces e alemao, no inverno do traço ingles em gb e caste el homem do ano



Esta possibilidade de acesso (neste momento a 220 imagens mas em contínuo carregamento até às 1000 até Julho) vai colmatar uma grande lacuna e agilizar uma logística até aqui complicada de cedência de imagens de Portugal a jornalistas ou profissionais de turismo que em todo o mundo nos querem promover como destino turístico.


es sta p os sibil bil li dade de ac ess o en t re par ren teresa sis neste mo men to a duzentos e vonte, alema, e mage en ns mase em conti nu circulo car re gam men to a té às do mil , imagens, a té de ju primrio homem d circulo da girafa, vaso primeira i rai co primeiro mat ar de uma g rande lac un a e a gil liza ar rato uma da logistica, , primeira teresa aqui co mp li c ad primeir dec engles quadrado maconino da cia de ima mage en ns de portu gal , primeira dos jornalistas, circulo do vaso do pro fi ss sion na is de t ur is mo q ue em todo o mundo, nós q ue rem pro romo ove rato rc omo d es tino t ur is tico





Os cartazes falam de palavras (em 5 línguas) que exprimem directa ou indirectamente estes temas (os benefícios da oferta para o turista) e reafirmam o headline go deeper (mantendo sempre a leitura em 5 idiomas)


os do cart az es f al lam de pal av ra serpente da en te rata par ren te sis em estrela das linbguas, q ue ex prime em di rec cruz tao vaso indi rec tamen da en te que mente estes serpentes do os bene , it, ene fi dos cios da o fe rata para do circulo dot ur ista e rea fi rato mam do circulo he ad l ine go deeper, mer g u l ho , man ten do se mr rea primeria al lei tira em c inco , duplo s argento, id di omas estrela das linguas,





Aqui nada há a acrescentar uma vez que já houve a demonstração


primeira do ki aqui n ad a homem do acento da primeira ac r es c en tar uam ave zorro q ue j acento primeira homem do circulo da uve primeira da ad do demo on serpente dacruz da raçao do to da pt







Quais as frentes e suportes de comunicação que vamos percorrer de forma breve neste encontro.

quais, fr, as fr en t es e s ip porte sd e dec br, com uni caçao q ue eva vasos amo serpente per co rr e rato de forma br eve nest do en c on cruz ro






Um balanço – em 6 meses como avançou o sistema, qual o plano e as frentes de comunicação. Nesta apresentação, veremos todas excepto 2, a comunicação nas feiras e a publicidade (interna e internacional)

primeiro balanço, ou seja, primeira onda tsunami, do traço ingles em se is me s es com do circulo a v anc circulo da sis cruz ema , q ual do circulo do plano, p primeira ano e as da fr en cruz espanhola de c br com unica caçao , nest primeira ap pr es s en taçao da sao, vaso e remos do emos serpentes todas e x ce pt circulo do segundo, primeira da ac da com unica caçao nas feiras e primeira da publicidade, in ter na e inter na cion na al



Depois de publicar o ultimo vídeo, logo de seguida , um estranho eco, provável fogo posto, mas que trazia em si diversos ecos a ultima palavra publicada, o primeiro deles era que os bombeiros tiveram que fazer buracos nas paredes para retirarem as crianças do centro diário de acolhimento, a ressoar na imagem que dera em palavra relativa, ao filho da história da serie, que falava de crianças usadas em programas experimentais pela américa, e de uma que fora encontrada no fosso antes de uma demolição de um prédio, que remetia para a ligação entre estes dois eventos, ou seja, para a sugestão, teoria ou dizer, que se contava nessa história do abuso das crianças estar ligado com a queda das torres

D ep o is de pub li c aro u l t imo v id e o, logo de sg guida , um est ra anho e co, pro ova ave l fogo posto, masque t ra z ia em si di vaso eros e cos a u l t ima pal av ra pub li cada, o prime iro deles, e rac ue, arque rachel, ra s q ue, q ue rac hel, os bombeiros t iv vera ram am q ue f az e r b ur aco s nas par red es para r e tir e ram às crianças do c en t ro di ar io de aco l hi men to, a r esso ar na i mage made ria q ue der a em pal av ra r e la t iva, ao filho da hi s to ira da se rie, q ue f ala ava de c rin ç as usa sada se em pro g rama s e x pe rie mn tais pe la am erica, e de uma q ue for a en c on t r ada no fosso ant es de uma demo li sao dd e um pr é di o, q ue reme tia para a liga sao en t re estes do is eve en ts, o use seja, ap ra a sg eu s tao at teo ria o u di ze r, q ue s ub t ren di am que mente se c on t ava ness a h os tor ia do ab us o da s c rin ç as es star li gado com da primeira da queda das torres

http://news.yahoo.com/s/ap/lt_mexico_children_killed

Mexico day care fire kills 31 children, assim era o titulo da notícia no yahoo, assinada pela olga rodriguez, cujo nome ressoa num outro aqui, ligado à dança, onde uma outra rapariga coreógrafa, cuja irma aqui na rua mora, acabara de ser invocada, mais uma vez

Me xico quadrado da primeira do delta do care do fire ki ll s 31 chi l dr es sm, as si m er a o titu lo da not tica no y a h oo, as sin ad ap el a olga rodriguez, cu jo no me r ess o anu primeiro, de outro aqui, li gado à dança, onda uma outra rp ar o g ac o reo g raf a, cu j a irma aqui na rua mor a, ac ab ar ad e ser in v o c ad dam am mais uma ave zorro



Abc day care in the city de hermosillo, her mo sillo, cadeira, e silo, do josé da rina primeira dupla gata, da state de sonora, with borders arizona, se cv via um menina com uma ts hirt do home aranha na primeira foto do slide show, Filipe calderon, presidente, a desde logo pedira uma investigação, assim assinava a julie watson, e uma outra linha ficar a ressoar, na palavra como estas, que as gentes tiveram que abrir buracos na parede para chegar às crinas, como no fio da serie da demolição da torre

Abc , a primeira do day do care in the city de her mo sol do onze do prim i e o do c irc uk lo em dezembro do her mo do sillo, c ila, cade ira, e silo, si do onze circulo, do josé da rina pro r mer da primeira da dupla gata, da state . s eta tate sat te s tat es da statue, a da f ota u l t ima dos avio es e da es tatu ad a liber dade, de son o ra, w it h bo r der s ari zon primeira, ase cv da via do primeiro da menina com da uma ts h irt do home ar ana do homem da aranha, na primeira f oto do s lide show do felipe do calderon, presidente, ad e sd e logo ped ira uma in v es tiga sao, as si m as sin ava a julie do watson, e uma outra da linha do fi da cara r esso ar, na pal av ra com o e sta s, q ue a s g en t es t iv vera am q ue ab r i r b ur aco sn primeira da parede, linha, para che g ra às c rina s, com on o fi o da se rie da demo li sao da torre


Parece estar aqui relacionado, abc, de novo, comum, a lingua, o espanhol, a unir acontecimentos de espanha, sendo o ultimo mencionado, o da queda da spainar, a propósito da eventual queda do da air france, e um outro aparente abc recente, de contra reacção do brasil, que se prendera exactamente cm a historia deste segundo aviao, e inda passado pelos que se desvelam no período acima, como termos da equação do abc reacção, calderon, remete tambem para futebol, espanhol, filipe, como presidente, é tambem nome de ex governante psoe , ou seja abre a possibilidade deste fio ser tambem de alguma forma diagrama dos rebentamentos em atocha, a do tao do cha, remete tambem para china, sendo qua a ultima imagem dos arroz a boiar, se clarificou na memória, ou seja, o tremor perto de um lago, que na china se deu, ou melhor um dos que se deu na china

Par rece es t ra aqui re la cio n ad, abc, de n ovo, com o uma l ing gui a, do espanhol, a un i r ac on tec cie mn to s d e espanha, s en do o u l t imo men cio n ado, o da queda da spa ina ra por rp posi to da eve en tua l queda do da air france, e um o u t ro a ap ar rec cn te do abc recente, de c on t ra rea sao do brasil, q ue se pr en der a e x ac tam que mente cm a hi s tor ia de ste segundo aviao, e inda p as sado p elo s q ue se d es vela lam am no per id o ac ima, com o te rm os da e qua sao do abc rea sao, c al der on, reme te tambem para do futebol espanhol, filipe, com o pre di id dente en te, é ta m b em no me de e x g ove rn ante ps oe , o use seja abe rea p os si bi l iade d este fi o ser tambem de al gum a forma dia g rama dos r e b en tam neto s em at ao cha, a do tao do cha, reme te tambem para china, s en do qua a u l t ima i mage made ria dos arroz a boi ar, se clare fi co un a me mor ia, o use seja, o t r emo r per to de um lago, q ue na ch ina se d eu, o u mel hor um do s q ue se d eu na ch ina

Igualmente parece que a tal historia do antrax entrando pelo mexico, abordada e comentado no ultimo vídeo, pelo menos ressoa no local deste atentado

Igual le lee lem n te pa rece q ue a t la hi s tori do ant r a x en t ra ndo p elo me xico, ab o r dada e co men t ad on o u l t imo v id e o, p elo m en os r es o s a no la ocal d este at en t ado

Segurança sempre primeiro, ontem no pingo doce dos olivais, ao fazer as compras da semana, olhando o escaparate das noticias, um fio se encaixou numa imagem que se formou um pouco atras, no seguimento do que olhei sobre a morte de carradine, que apontou depois a possibilidade de sangue, de um acto de vampiragem,

Segur ança se mp re prime iro, on te m no pingo doce dos ol iva is, sao f az e ra s co mp ra sd a se mena, ol h ando o esca pa rate das not tic via s, um fi o se enca ix o u nu ma i mage m q ue se for mo u um p o u co at ra sn o se gui men to do q ue o l he i s ob rea mor te de car ra di ne, q ue ap on to u d ep o isa p os si bi l id ad e de san g ue, de um ac to de vam pira rage ge em,

Quando ao lua se ocultar no crescente,

Qua anda aol, alo, ua se o cu l tar no crescente,

O fio desta imagem que me preocupa, é que se ve em parte uma onda como um tsunami, de sangue muito elevada, e me veio a cabeça, primeiro, que depois do de 2005 como eu sugeriria, se instalara bóias de detecção, e assim mostraram ter sido feito, mas se bem me recordo, numa outra ocasião, de um outro, o da lama, salvo erro, aquilo não funcionara, ou seja, não sei eu se estão na realidade funcionando ou não, e entoa é previdente verificar das ua funcionalidade rapidamente, visto que uma das declinações da imagem aponta tambem para os próximos dias, e se não funcionar que os satélites, estejam atentos,

O fi o de sta i mage made ira q ue me pr e o cup a, é q ue se eve em p arte uma onda com o do primeiro tsunami, de sangue mui to el eva ad a, e me do veio a cab e la, cabala, c ab bi k la, c a b u la , ca bei a, c ab eça, prime iro, q ue d ep o is do de 2005 com o eu s u ger iria, se in s t al ar a boi as de det tec sao, e as si m mos t r aram ter s id o feit o, masse b em me record o, numa o ur rta oca siao a, de um outro, o da lama, s alvo e r ro, aqui do u ilo n cão fun cio n ara, o u seja, n cão sei eu se es tao na re la id ad e fun cio n anda o un cão, e en to a é pr e vi dente v eri fi car das ua fun cio na li dade ra pida dam da am que mente, vi s to que uma das dec lina ç o es da i mage m ap o anta tambem para os por x imo s dias, e se n cão fun cina r q ue os sate lit es, es t j am at en t os,

Recomendação da lei, e da prevenção de todos

Esta questão, tambem me saltou à consciência por mais uma incongruência da tal história do avio da air france e de na aparência o desaparecimento dele se ter dado numa zona sem cobertura de radar, sem terem na notícia especificado que radar em que sistema, ou seja , se é passível que se admitia que um determinado sistema de radar de controlo de voo, não cobra determinada zona, não é muito lógico que com a rede de satélites que hoje temos que não se saiba por gps, a localização exacta de cada aviao em cada momento do voo, sendo que certamente as caixas negras trarão já sistema de gravação continuo de coordenadas de voo, relacionadas com gps, como vos sois loucos, na maior parte dos casos, melhor será verificar esta situação a nível mundial, e garantir que os satélites façam esta função, bem como a detecção dos tusnamis, pois um sistema de varrimento de eco, sonar, poderá por software avisar em reeel, time, trazia o pai do satélite português há muitas décadas a ideia de uma rede de micro satélites geo estacionários, que cobrissem a terra, se não a temos ainda, um sistema de interligação entre os que existem actualmente poderá resolver preventivamente muitos destas questões, e avisar as gentes com as antecedência necessárias,

Rec comenda são da lei, e da pre eve en são de todos

E sta q eu s to a, t am b em me s al to u à co ns i en cia por mais uma inc on g rue en cabo da vc cia da t al hi s toi ra do avio da air france e de na ap rec ni a o de spa rec cie mn to del e se te r dado nu ma da zona s em c ob e r tura de radar, se m te rem na not tica es pe ci fi cado q ue da radar em q ue sis t ema, o use seja , se é p ass iv el q ue se ad di mit aqui da ue um det r emi minado sis t ema de radar de c on t rolo devo on cão cobre det r emi mina da zona, n cão é mui t lógico q ue com da primeira rede de sate lit es q ue h oje t emo s q ue n cão se sa iba por g ps, a l o cali iza sao es e x t aca dec ada avia o em c ada mo men to do v oo, s en do que ce rta tam am mn te as ca six as negras t r arao j á sis t ema de g rava são es conti nu ode co r dena da s devo o, re la cio n ada s com g ps, com ovo os s o is loucos, n a maio r p arte dos casos, mel hor se rá v e ri fi car e sta sis tua sao es a n i v el do mundial, e gara ante tor q ue os sate lit es f aç am e sta fun sao, b em com o a det tec sao dos ts un am is, p o is um sis te made v arri men t ode we co, pode rá por s o f w ar e avi sar em re e el, time, t ra z ia o pai do sate lite portu gi es h á mui t as dec ada s a id e ia de uma rede de mic ro sate lit es geo est ac x cio na ria sic soc ue c ob r iss ema primeira terra, se n cão a t emo s a inda, um sis t ema de inter liga ç la o en t re os q ue e x us te m ac tua lem n te pode r + a red ds solver pre eve en t iva que mente mui t os de sta s q eu s t oe s,e a via sar a as g en t es com a s ante tec e den cia s ne c ess arias,

Como aqui neste texto já o disse, este fio apareceu no seguimento de outro com a leitura da morte de carradine, que é complexo e portanto é provável que nem esteja transcrito em seu todo, e como parace existir uma indicação temporal, melhor será sem pânico, ficar atento, e sobretudo fazer o que sempre a todos digo, actuar infra estruturalmente na prevenção, nomeadamente em meios de detecção e aviso com tempo útil que permita respostas eficazes,

Com o a qui nest e texto j á o di s se, este fi o ap ar rec eu no se gui m net de outro com a lei tura da m orte de car ra d ine, q ue é co mp lex o e porta ato é pro ova ave l q ue ne m est j a t ra ns c rito em s eu todo, e com o par ac e existir uma indica sao temporal, mel hor se rá sem pa nico, fi car at en to, e s ob re t u y do f az ero q ue se mp rea todos di g o, ac tura in fr a es t rut u ra l mente na pre eve en sao, no me ad dam am que mente em meios de det teç sao e avio com te mp o u til q ue per mite r es postas e fi c az es,

Em cima da chaise longue a indicação mais visível de provável local que se desvela, é japao, pois esta lá a revista que recentemente foi abordada com as imagens das bombas nucleares

Em c ima da ch a ise longue a indica dc caçao mais v isi v el de por v ave l l ocal q ue se d es vela, é japao, p o is e sta l á a r e vi sta q ue rec en te mn te f oi ab o r dada com as i mage en ns das b om b as nuc lea ares es

Pego portanto neste momento, a imagem a partir do sinal que se manifestou no escaparate no pingo doce ontem e que depois segui aqui em casa

Pego, sines, porta anta nest e mo men to, a i mage ema p art tir do sin al q ue se m ani f es to un o esca pa rate no pingo doce on te me q ue d ep o is se h u ia qui em c asa

Ou melhor um pouco masi atras, ao oráculo que referenciei no vídeo, e que correu na madrugada de quinta para sexta feira, em sonho rem, com a saída do andar de cima de uma rapariga, mais ou menos pelas sete da amanha , que estaria no rem, da casa do norte, pois assim me pareceu

O u mel h ro um p o u co ma si at ra sao o rac u lo q ue ref r en cie ino v id e o, e q ue co rr eu na madruga gada de quin t a para do j on ra l sexta feira, em son h o rem, com a sa id ad o andar de c ima de uma rapariga, mais o um en os pe la s sete da am n h aqui da ue est aria no do rem, da casa do n orte, p o is as si m me ap ar rece u

Seriam talvez pelas tres ou quatro que me deitara, e ao adormecer, pensara na disposição dos objectos que aqueles que aqui com constância entram, e os dispõem, e de uma outra possibilidade comutativa que de repente emergira à consciência, que tambem poderia nas vezes, tal acontecer, por controlo rem feit em acto de sonambulismo, mas mesmo que assim fosse ou seja, tal não desdita que aqui entram em constância, pois muito os vejo acordado, ou seja quando saio e entro de nov durante os dias, antes de adormecer, pelo imaginar, como que laçara o meu pé ao pe da chaise longue e lhe dera um nó, de forma a quase tal fosse tentado, ao me levantar, ao ter o pé preso, certamente acordaria, e mergulhei num sono leve talvez de primeiro grau, que fora a sensação com que atravessara toda a noite, como se estivesse quase nem dormindo, e sendo que depois sentira que o laço, simbólico simbolizava ainda outra coisa, como se estivesse de maos dada à minha amada, como se assim, tivéssemos partilhado o sonho pelas maos dadas ao adormecer, e pelas sete da manha, com a consciência activa do que vira no sonho, senti a rapariga que saia da casa dao rés do chao, rápida , como sempre, em suas saídas, como muitas vezes a pressinto, sem saber quem é

Se r iam t alvez pe l as t r es o u qua t roc y e me de itara, e ao ad o r mec e r, pen sara na di sp o siç sao dos ob ject os q ue a q ue l es q ue a au i com c on tan cia en t ram, e os di sp oe med e uma outra p os sibil bil iade com u la t iva q ue de r ep es sn te e mer gira à co nsi sic c en cia, q ue t a m b em pode ria nas v e ze s, t al ac on te cabo ser, por c on t rolo rem feit em ac to de son um bul is mo, mas me sm o q ue as si m fosse o u seja, t al n cão d es dita q ue aqui en t ram em co sn tan cia, p o is mui to os do vejo ac o r dado, o use seja qua anda sa io e en t rode nov duran te os do dias, ante es de ad o r mec e r, p elo imagina rc omo q ue la ç ara om eu p é a o pe da ch a ise lo n b ue e l he de ra um nó, de forma a q eu se t al fosse t en t ado, ao me lava antar, t en di o p, é pr es o, ce rta tam da am net do ac o rato da ria e do mer da gula do home do rin primeiro son o l eve t alvez z de prime iro g ra u, q ue for a a s en as ac sao com q ue at rave sara toda a noite, com o se est iv ess e q ua ase ne m dor min do, e s en do que d ep o is s en t ira q ue o l aço, s im bo lico s im bo l iza ava a inda de outra co isa, c omo se es t iv ess e de mao s dada à min h a am ad a, com o se as si m, t iv ess emo s p art ila hd o os on h o pe la s mao s dadas a o ad o r mec e r, e pe l às do sete da manha, com ac on sci en cia da activa, revista, do q ue vaso da ira do no do sonho, s en ti a ra pa riga q ue s aia da casa dao r es do cha o, ra pida , com o sempre, em s ua sa id as aida, com o mui t as v e z es a p r es sin to se maior, saber quem é

Como ontem pela noite, entrando e saindo, pela noite fora, batendo com as postas e fazendo barulhos propositados com os trincos,

Com o on te m p e la no ite, en t rand oe es primeira indo, pe la no ite for a, bat en do c om as postas e fazendo bar u l h os pr ip rosi t ado sc om os dos trincos,

Vou sair, continuo depois, e tentarei pelo menos concluir este pedaço e publica-lo ainda hoje