sexta-feira, junho 19, 2009

boby, buby trap, assim dizia uma linha de leitura, de um caroaçao com uma chave, em seu centro, a cgave do coraçao no meio de rebajas dde perentis em diversos paises, como se as buby, tivessem dado o leite de tamanha alavancagem, um palavra nova do dicionario portugues, inventado pelos genios dos marketers portugueses, alavaca mais o acto de alanvancar, certamenete tambem incluido pelas cores, em arco iris, que estavam presentes associadas aos preços, em sangue e quem sabe tambem em roubo de filhos alheios, a duvida era só de que dona de que par estamos a falar, se da lorinha dentista com o plano da mosca, de forma a retirar as armas do espirito da mesa, ou se a bela gisele, ou ainda, da do do wolsvagem beije e ngreo, que depois me disse o espirito ser de um outro carocha, o principe negro de santa apolonia,

b ob do delta da poli ci cruz ra ap, ass se em di zorro do ia, uma da linha de lei tura , de um caro aço do cao com da primeira chave, em s eu c en cruz ro, primeira do ac gato ave do cora sao no me di io de rebajas, dd e per en ti em di dos versos pais ises espanholas, com sea serpente das b ub do delta t ive ess em dado do circulo do leite de tam am anha, a ava vam cage em um pal vaso ra da nova do cic cio na rio portu gi es iv v eb t ad di ip da p dos elos geni serpente do circulo do mark e da teresa do rato, serpente do porto gueses, al ava aca maís do circulo do acto de al lan vaca ar ce rta em net tambem, inc lui id do circulo p el as das cores, em arco iris, quadrado do vaso est vam pr s en t es as soci cia ad as primeira do os dos preços, em san g ue e q ue em abe tambem, em ro ub do circulo de fil home s do al he is circulo da primeira do v id a , e ra serpente do ó, de que dona deque par est amo sa f al ar , seda loi rinha den t usta com circulo p l ana da dam da mosca, de fr roma oma a re tir ar as armas do s aregento do es pe rito da mesa, madrid, circulo da use primeira sea da bela gisele, circulo do vaso da primeira inda, dado do w ol s vage em bei je e en g reo , q ue d ep is me di ss e circulo es pei to, ser de um outro car da rocha, do circulo do principe negra da sata da s da anta de ap polo da polonia, pol oni a,
Ao tribunal penal criminal internacional

A do circulo da t rib un al p en al c rimi ina l int rena cio na al


Suas putas vergadas deste pais de merda, que deixam abusar cronicamente dos filhos que estão pretensamente à guarda de todos, e nada se passa, como podeis viver neste espaço e trata-lo como país, como podeis considerar-vos homens se deixais assim não irem as coias, e preferem viver na injustiça e no desgoverno crónico a todos os níveis em todos os dias, não terá futuro este pais enquanto assim for ou melhor não for, que assim não sei vai a lado nenhum, a não ser maiores desgraças e misérias, cada vez masi pesadas, pelo que são os sinais dos tempos em que hoje todos em qualquer parte do mundo vivem

S u às das sd das putas vergadas de serpente da teresa do pais, tvi, da merda, q ue de ix am ab usa r c ron icam que mente d os fil home do os q ue es tao primeira da ap do pr e t en sam am que mente, primeira do g vaso da ard de todos, e en ad a se da p ass ac omo pode is do viver nest e es spa aço e t rata do traço ingles do loco com do om do país, com o pd e is cn s id er a do traço do ingles vaso do os h om me ns se de ix a is as si m n cão ire ema as co ia se pr efe rem do viver na in ju s tiça e nod es g iv e r no co rn ni c, milho, o da primeira de todos os ni v aso e is em todos os dias, de quem o espirito me disse estarem todos já parados, mas o pai deles todos, a besta que sempre o apadrinhou, cavaco, continua ab br inca inc car ao pr e s id den te, n cão te rá futuro e ts e pais, tvi, en qua anto as si m for o u mel hor n cão for, q ue as si mn cão se iva ia l ado ne en hum, a n cão ser am ior es d es g ra ç sa e mi es ria s, c ad ave z ma si pesa sada serpente do ep lo qi e são os sin asi dos te mp os em q ue h oje todos em q ual q eu r p arte do mundo v iv em

Ou terá duvidas algum, aqui em portugal, ou mesmo em qualquer outro local do mundo, que as crianças mortas, mais tres, foram violentadas

O u te rá du v id as al gum, a qui em portu gal, ou me sm o em q u l q eu ero do ro do outro l ocal do mundo, q ue as cir na sç a mo rta s, maís s t r es, for ram da am viol en t ad as

Dava conta a notícia que antes da sua morte, já uma vez a polícia fora chamada à casa por um episódio que meteu violência e tiros de armas inclusive, e ao que parece, quem diz tratar pelo estado destas situações, nada fez, ou seja as crianças continuaram a viver na mesma cas nas mesmas condições

Da ava conta primeira do ano do not da tica do q ue ant es da s ua m orte, j á uma ave z a poli ca for ac ham ad a à c asa por io, e pido di do io q ue met eu viol en cia e tir os de armas inc lu s iv e, e a o q ue pa rece, q eu em di z t rat ar p elo es sat td o de st sas si tua ç o es, n ada fez, o use vaso si do seja ás das crianças conti nu aram da primeira do pro kapa do circulo do viver, canal es, na me sm ac as nas me sm as condi ç o es

Relaçao pais, tvi, com espanha, e canais espanhóis, e certamente moniz na manha, porque não poderá deixar de o saber

Relaçao do pais, t vi, com de espanha, e c ana is es pan h ó ise ce rta em net moniz na manha, por q ue n cão pode ra de ix ar, deo do circulo o saber

Falai caralhos, ou preferis ficar com sangue inocente em vossas maos, cúmplices de assassinos

F al la e cara alhos, o u pr efe rato do is fi car com san g ue ino c en te em v os sas mao serpenet do cu mp l ice es de as sa do sin do os

Como é possível, que as autoridade face a uma violência em flagrante com armas de fogo nada tenha feito, como pro exemplo, proteger as crianças, será a incompetência assim tao grande, o nível de cuidado dos técnicos assim tao mau, todos vesgos, talvez sem coraçao, não

Com o é p os s iv el, q ue as au tori e dad e face a uma viol en cia em fla g ran te com armas de fogo na ada t en h a f e it o, com o pro e x e mp lo, pro te ger as c rina sç sa, se rá a inc cm pet en cia as si m tao g rande, o n iv el de cu id dado dos tec nico s as si m tao m au, todos do ova do vaso es g os, t alvez se em cora sao, n cao

Não, só se poderá explicar a não intervenção neste caso, se os que se pretendem poderosos, e os que a eles se vergam e assim os tronam poderosos, tiverem dados indicações precisas no sentido da não intervenção

Não, s ó se pode rá e x p l cia ra n cão inter v en sao neste dp caso, se os q ue se pr e t en de m pode roso se os quadrado da ue a el es se v e r g am e as si m os t ron am pode roso s, t iv e rem dado s in dica ç o es pr e cisas no s en t id o da n cão inter vaso da en sao

E assim a ter sido, duas outras lógicas de conclusões dedutivas teremos tambem que extrair

E as sima primeira da teresa s id circulo, do às das outras da lógicas de c on c lu s oe es dedo vaso da cruz iva serpente teresa remos tambem , q ue e x t rai air

Que quem mandou cobrir , é porque as abusou em constância

Q ue q e vaso em man do u co br i r , é por q ue as ab us o ue em co ns tan cia

Que quem a mandado cobriu saberá certamente que delas abusou

Q ue q u ema man do dado co br i u s abe ra ce rta tam da am que mente, q ue del la as ab us circulo da ova do vaso

Que outra razão haveria , para justificar o que a reportagem disse que as crianças dormiram com a porta fechada por dentro, quais seriam os terrores que assim as fizeram ganhar o habito, e que medo nelas morava

Q ue o u t ra r a za homem da ave da ria , para ju st tif car o quadrado da ue ar da ep da porra da rage maior di ss se p r en te da sec da ue as das crianças dor mir am com da primeira da porta, fechada por d en t ro, quai serpente se r iam os terrores, q ue as sima s fi ze ram g ana home ero do ro do habito, e q ue med o nel as mora ava

Porque então, terá aquilo pegado fogo, a aparente notícia dava uma das normais desculpas, do facto de o pai estar bêbedo, mas terá sido na realidade isso que se passou, alguém o investigou, onde e com quem andaria bebendo, ou assim, o embebedaram para melhor pegar o fogo e dele fazer o bode expiatório

Por q ue en tao, te rá primeira do qui aqui do primeiro do circulo dez pe gado do fogo, a ap ar e c en te not tica d ava uma das norma is d es cu l pas, do fat tc code do circulo do pai est ra be bed o, mas te rá s id dona rea l id ad e iss o q ue se p ass o u, al g eu emo in v es ti g o u, onda e com q u em anda da ria be b en do, o u a ss imo em bebe da aram para mel hor pega aro do circulo do fogo e del le f az ero bode e x pi a tor rio do io

Ou o fizeram para o calar e para calar as crianças, talvez porque o pai tenha dado sinais de não querer ser masi complacente dos abusos que terceiros faziam a seus próprios filhos,

O u o fi ze ram para do circulo da cala ar e para cala ra s c r ian ç as, t alvez por q ue do circulo do pai t en h ad do dado do ado do sin a is de n cão q ue re rato ser ma si co mp la cente dos ab us os q ue te rc e iro s f az iam a se us por rp rio s fil homem do os,

Pois a sincronicidades entre as imagens aqui criadas em vídeo, que nele se exprimiram, e as semelhanças que o fogo desvelou, apontam claramente estar-mos perante um os, de grandes desgraças, e não terá sido por acaso, coisa que nem existe, que a minha intuição me lembrou de imediato das tres jovens violadas e mortas em santa comba dao, ou seja o cheiro, o mesmo cheiro de um mesmo ou semelhante processo operativo, e uma ligação, mais um homem que tivera relaçao com os paramilitares,

P o isa sin c r n i cidade en t rea s ima ge ns a qui c ria ada s em v id é o, q ue nel el le se e x prim iram, e as s emel home das anças q ue o fogo d es velo lou, ap pao on tam clara ra que mente, es star do traço do ingles mos pe ra ante um do os, dega rn d es de es sg ra aça se n cão te rá s id o por ac as o, co isaque ne em e xis te, q ue a min home da primeira in tui sao me lem br o u de imediato d as t ratos das es j ove sn viol ad as e mo rtas em s anta co mba dao o use seja do circulo do cheiro, o me sm o che iro de um me sm o o u s emel h ante pro roc ess o opera t iv o, e uma liga sao, maís um homem q ue t iv vera da relaçao com os para mi lit rato espanhóis,

Vera da relaçao, vera saudade e silva uma puta que foi da comissão de honra da puta mor do bandido e abusador mor, o soares, e que esteve envolvida como advogada operativa no processo da manha do roubo montado no tribunal dos menores, a fazer clara prova de como estes caralhos do ps são corruptos , estão envolvidos no roubo de meu filho e como mandam nos tribunais

Vera da relaçao, vera saudade e silva uma pt u t ac ue f oi id da prime ria co miss sao de home on ra da p o u t am mor do bandido e ab s ua ad da dor mor, o são rata espanhola, e q ue es tve en v o l v id ac omo ad vaso do circulo da gada opera rat da cruz do iva no ano do pro roc esso da manha do ro ub o montado no do tribunal dos men os rato espanhola, primeira a f ze rato rc da clara pro da ova de c omo est es cara de all alhos do ps são co rr u pt os , es tao en v o l v id os no ro ub ode meu filho, e como man dam no s t rib un a is






E recordai, que esta fulcral questão da semelhança dos processos operativos, do não cumprimento dos tempos em que o tribunal ordena a entrega das crianças tem sido comum em diversos casos, e como as crianças não entregues a quem manda o tribunal, não vao propriamente para um limbo, certamente vao para maos alheias, ou seja, em forma mais clara, aqui se passa e se exprime o processo de roubo,

E record a e, q ue es t a f u l c ra al q u es tao da se ml homem da ança dos por c esso s opera rat da cruz, uv, italia, os, o do don cão cu mp rim en to do s te mp os em q ue o t rib un al o r dena a en t r g ad as c r ian anças te mai iro serpente id do circulo do com um em diversos casos, e com o as c rina s ç as n cão en t reg u es da primeira aqui da eu em man dao do circulo tribunal, do t rib un al, n cão do caralho do vao, ps, por rp ria am que mente para do primeiro li mai iro bo, ce rta em net do vao do para ma os al he ia serpentes , o vaso do use seja, em forma maís da clara, p rime ie a o qui aqui id da se p ass a e se e x p rime o pro roc esso de ro ub circulo, s ub do marino, tvi

E recordai a espantosa confissão publica em outro dia, da puta mor da senhora barroso, esposa da puta mor e pai dos bandidos e dos corruptos todos, que dá pelo nome de mario soares, fez num programa de televisão, que discutiu, o caso da menina que fora assim entregue ao tal sargento

E record a ia es pan tosa c on fi s sao publica em o u t ro dia, da p ua mor da s en hora barroso, e sp ps os ad da primeira puta mor e pai dos bandidos e dos co rr u pt os todos, q ue d á p elo no me de mario soares, fez nu primeiro pro g rama de tele le da vaso da isa sao, quadrado da ue di s c u ti vaso , do caso, do louco, da menina q ue for a as si men t reg ue da prime ria da ot al do s ar g en t o

Recordai como se sentia em sua perfeita arrogância, para decidir do que acha melhor para uma determinada criança a revelia das decisões dos próprios tribunais de menores, e de como era masi que claro perante todos os olhos, que usara suas influencias no trafico do processo, para que a criança fosse mentida, na posse do tal sargento

Record a i com o se s en t ia em s ua per fr e it a ar ro g f anica, para dec id di rato do q ue da acha mel hor ap ra uma det r emi minada c rina aça ar eve primeiro ia das dec is o es dos pro p rio serpentes dos tribunais de menores, e de com o e ra ma sic q ue circulo do primeiro aro pera quadrado mu ti as cruzes es todos os dos olhos, q ue usa serpente do ra s u as in f kapa l u en cia s n o t raf fi code da ep do pro roc ess o, para q ue a c r ian ança fosse men t id ana ps s oe do p al s ar g en to

Recordai, de como o juiz que lá estava , confirmava que assim se passara naquele caso, e a duvida de que em muitos outros, tambem, nasceu naquele momento na consciência de todos os que os ouviram

Record primeira id e com do oo do juiz quadrado da ue el primeiro do acento a primeira e stav ac on fi rm ava quadrado da ue as si mse da p as sara na quadrado da eu le caso, e ad do circulo da ova do vaso sida, id ad e quadrado da ue em mui it os circulo do vaso da cruz ro st am b em, na sc eu na quadrado da eu le moe mn to naco aco ns cie en cia de todos os quadrado da ue do os do circulo do duplo vaso do iram

Depois quando a justiça é respeitada, ou seja quando as garras dos corruptos e das traficâncias e doas corrupções mais nao conseguem operar, nas vezes pouca em que felizmente ainda assim é, já passaram anos, e depois se quebra mais uma vez os corações dos meninos, pois o tempo cria os laços, e depois assim se alimenta o circo nos medias, e os dramas, e mais, se mexem os diversos cordelinhos para a manipulação dos resultados, e assim se prova em termos práticos que este sistema e esta forma de resolver, nada resolve, sobretudo nada protege quem deve proteger, as crianças, e depois vem falar do interesse supremo da criança

D e p o is qua anda da primeira da justiça é r es pei t ad a, o vaso use seja qua anda às das garras dos co rr u pt os ze das t ra fi can c as e do as co rato rup ç o es mai sn a o c on se g u em o pera rn as v e ze es p o u ca em q ue f e liz mente a inda as si mé, j á p ass sara ram am ano se dp o is se q eu br primeira am maís uma ave zorro do os cora ç o es dos meninos, p o is o te mp o c ira os l aço se d ep o is as si em se al lie mn tao c irc o no serpente dos medias, e os dr am ase maís, se me x em o os di versos co r deli linho s pa e ra a m ani ip u la sao dos resultados, e as si m se pro da ova em te r mo s para rat ticos q ue este sis t ema e e sta forma de r es sol vaso e rn ad a r es o l vaso e, s ob r e tudo nada por te ge q u em d eve pro te ger, as c r ian av ç as, e d ep o is vaso em f al ar do inter ess e s up pr do remo do emo da c r ian ç primeira

Ou seriam puras bestas, ou não o sendo nalguns poucos casos, a conclusão que se tem de tirar e que são sádicos que assim actuam para partir na realidade os corações aos filhos e aos pais

O use ser iam p ur as bes t as, o u n cão o s e n do na al gun ns p o u cos dos casos, a c on c lu usa sao q ue set e made ira de tir ar e q ue são sa ad dico serpente do quadrado da ue as si mp do poe ram para da p art tir na re la id ad e os cora circulo cortez do circulo do espanhol da primeira do os fil h os e primeira do os do pais, tvi,

Depois recordai comigo, em vossas curtas memórias, doença verdadeira dos que não trazem espinha e a que depois lhe dao, o fancy nome de parkison, a um episódio mais recente, nestas eleições, numa breve imagem do bandido e corrupto e ladroa e cúmplice dos pedofilos e abusadores de meu filho, no comercio da campanha das bestas do ps, a apoiar o socrates, só aqueles tres segundos fizerem perder tres pontos ao ps, pois mesmo sem espinha, durante alguns anos, os que ainda são homens, sempre se vao lembrando e não perdoando os traidores da nação, como essa besta montada em sua arrogância fez em relaçao aos assuntos do pais e da europa, sem nunca ter consultado as gentes, belíssima prova da falsa democracia que apregoam e de como são falsos e sem coraçao

Dn ep do dido home às do ps rem per mp rato primeira best do pais, pro espanhola

D ep o is da i co mig o, em v os sas cu rta s me mor ia s, do ença verde ad e ira do s q ue n cão t ra ze em es pinha e a q ue d ep o is l he dao, o f anc y no me de p ar ki son, a um ep is dodi io maís rec en te, nest as el lei ç o es, nu ma br eve i mage made ria do ban dido e co rr u pt o e l ad ro a e cu mp l ice dos pedo filo se ab usa dor es de me u fil home do circulo, no com me e cio da ca mp do cif fr c cabo do circulo da anha das bes t as do ps, a ap o ia aro do socrates, serpente do circulo de aqueles t ratos es e gun do f ice rem per de r t r es pontos são do circulo do ps, p o is me sm o s em es pe in home da prime ria do duran teresa al gun s an anos, os q ue a inda são do home do om en ns, se mp rese vao lem br ab bdo en cão per do anda do os t rai dor es da na aç sao, com o ess a bes t primeira do am da montada em s ua art ti gan cia fez em relaçao a os as sun t os do pais e da e ur opa, s em n unc a teresa co on sul t ad o as g en te s, be l iss sima ima pro da ova da f al sa demo c rac cia do ia q ue ap r e r goa am med e com o são f al s os e es em cora são

Como se prova estes caralhos do ps, trazem profissionais de controlo rem, para fazer estas merdas todas e sujeitam as crianças como devem fazer com meu filho, a estas merdas todas, inferno com vós, sues filhos da tremenda puta ardei no inferno!!!!

Com o se pro da ova de estes , cara do alhos do ps, t ra ze em pro fi s sio na is de co ny t rolo rem, para f az e rato e sta s merdas todas e s u je it tam da am às das crianças com o de eve em f az e rc om meu filho, a e st as merdas todas, inferno com do vasp da dp do circulo do acento do O , os, s u es fil home do os da t r emenda puta arde ino do inferno!!!!

Não acharam estranho a energia com o que o cabrão mor do ps, o mario soares, estava no congresso, tao distinta da tremedeira que geralmente todos os lhe vêem nos últimos tempos nas curtas imagens dele

N cão ac haram es t ra do anho da primeira energia com o q ue o ca br do circulo do mor do ps, o ma rio do soares, est ava no c on grés serpenet do circulo, tao di s tinta da t rem de iraque ger al lem n te to ds os l he vaso e em nós sul u l t imos te mp os nas cu rta s ima ge ns del le

Terá snifado coca, não o creio, então onde foi ele buscar aquela emergia que mostrava na tribuna, se não a um ritual, e porque é que o aviao caiu, e depois o fogo matou as tres crianças como a apagar as provas, desses mesmos rituais, e porque é que se expressa nas imagens o panda invertido, que remete para os tremores de terra na china, ou seja , dizendo que aquelas crianças foram usadas em outras vezes,

Te rá sn i fado coca, n cão o c rei o, en tao onda f oi el le b us car aquela e mer g ia q ue mos t rav ana t rib un a, se n cão a um ritu al, e por q ue é q ue o ava io ca i ue d ep o is do circulo do fogo mato ua s t ratos es c rina aças com o a ap a g ar as pro ovas, de ss es me sm os ritu a ise, por q ue é q ue se e x press ana s ima ge ns do circulo do panda invertido, q ue reme da teresa para do os dos tremores de terra na china, o vaso do use seja , di z en d foc ue de aquelas c rina açs forma usa sada se emo do mo de outras vaso e ze espanhol,

Ou seja , se desvela aqui o usa são do canal panda, ou seja de processos de indução rem feitos nas crianças, com os canais infantis, ou seja a cumplicidade da pt a ser assim demostrada

O use seja , se d es vela a qui do io do, do maremoto, circulo da usa são do c ana l panda, o vaso do seja de por c esso s de indu sao rem feitos nas crianças, com os c ana is in fan ti s, o vaso do seja a c um mp li cidade da pt a ser as si m demo st ra ad da primeira

E um processo semelhante terá sido usado certamente nas quedas das torres, as tais componentes de indução, que a todos recordava em dia recente

E um por rc esso s emel homem ante te rá s id o usa sado ce rta tam am que mente nas quedas das torres, as das tais dos co mp one en t es de indu sao, q ue a todos record ava em dia rec en teresa

Cá está a linha não tanto ficionada de todo o acumulado das experiência de controlo e indução de estados psicóticos e de transferencia que sempre fizeram com as crianças e não só, adultos tambem, e de como usam as crianças como quinta coluna de maquinas de guerra e de como as grandes matanças que temos assistidos no mundo, assim estão sendo operadas,

C á es t á a linha nau t ant o fic cio na ad a de todo o ac um mula ad o das e x pei ren cia de c on t rolo e indu sao de estados psi co tico se d e t ra sn feren cia q ue se mp re fi ze ram com as crianças e n cão serpente do ó, adultos tam b em, e de c omo usa am sam as c rin ç as com do circulo do da quinta , co l un ad e ma quina s d e guerra e de c omo as g ra sn d es mata anças q ue te mn os assis t id os no m un do, as si m es tao s en do opera dd as,

E assim tambem se explica o silencio do papa, pois sabe a igreja para e a quem cede as crianças para serem abusadas, deve trocar estes favores por concordatas

E as si em t am b em se e x p lica do circulo do silencio do papa fr, p o is s abe a igreja para e a q eu em cede as c rin ç as para se rem ab usa sada sd eve da cruz da roca car es ta es f avo rato es por c on co rata da data serpente

Bem fez o brasil em pedir inquérito aos caralhos, o problema, é que a policia aqui está por os bandidos vergados, ou disso trazeis duvida à luz do que a todos no livro da vida desvelei

B em fez do circulo do brasil em pe di r in q eu rito aos cara alhos , o pro ob l ema, é q ue primeira da ap do pp primeiro do circulo dez da cia aqui e stá por os dos bandidos vergados o vaso di ss o t ra ze is do vaso id a à l uz do q ue da primeira de todos no l iv roda da vida, das matanças na india, quadrado do espanhol do ove da vela da lei

Porque razão , cobriu o colégio moderno, da família soares as idas a psiquiatras de meu filho sem meu conhecimento e acordo

Por q ue ra az ad do circulo , co br io do circulo do cole g io do moderno, da f am i l ia soares as id as a psi qui tt ra sd em meu filho, se ma iro do me u c on he cie mn to e do acordo

Porque razão tinha tantos pesadelos meu filho, antes de me ser definitivamente tirado em meio de dois mil e cinco

Pr roi oi q ue r az a do circulo da tinha de tantos pesa del os me vaso do filho, ant es de me ser de efe ni t ava am vam maior net tir ad o em me io de do is sm do mi da ile c inc circulo

Porque razão, me arquivaram esta queixa contras as psicólogas envolvidas na polícia e porque razão a ordem dos médicos tambem um mesmo o fez

Por q ue r az a om me arc qui iva aram es t a que ix a c on t ra sas psi c olo do gás en vaso do circulo do prime rato do iro rio vaso id as na poli ca e por q ue r az a circulo da primeira da ordem dos médicos tambem, um me sm mo do circulo de fez

Porque razão, não sei eu até hoje se lhe administram, ou administram medicamentos

Por q ue r az a on cão se e eu a té home do j on ra al oje se l he ad min sio vaso da cruz do ram dao do comboio, das quedas no tua, o u ad mini st ram dos medicamentos

Porque razão, a puta da tersa, mae do filho, fez um acordo antes das eleições, as anteriores mudando do chapéu de protecção do psd para o ps, e porque é que o pedofilo mor do socrates, mandou e conseguiu obriga toda as policias e tribunais e ordens a se vergarem e me retiraram assim o direito dos exercícios e o exercício da protecção de meu filho

Por q ue r aza primeira do circulo da puta da teresa rata da sa, mae do filho, fez prime rio acordo ant es das el lei ç o es, as ante rio re mu dand o do c h ap eu de pro teç são dao do psd para do circulo do ps, e por q ue é q ue do circulo do pedofilo mor do socrates, man do ue c on se gui vaso ob br rig ra toda às das policias e t rib un
p rim a ira dos tribunais sis e das ordens, primeira da ase da se eve v er gare rem e me re tir aram as si imo no da fac de direito dos e x rec sic cio se do circulo e x e rc i cio da pro tec sao de me vaso do fil home do circulo do cio

só há uma razão que é uma resposta múltipla que encaixa e responde a todas estas perguntas, são os caralhos que o fazem , que fizeram diversas desgraças, mais aquelas que aqui neste texto se desvelaram, e tentaram de mim fazer o bode expiatório, e me tentam impedir que eu o descobrisse, pois se meus normais direitos de cidadãos não me tivessem sido todos negados, já há masi tempo a todos os teria posto na cadeia

serpente do acento no circulo da ó, home da pr do roi da primeira do acento, a uma r aza do circulo do q eu, é uma rata da espanhola posta mul t ip la q ue en caixa e rata da espanhola ponde, primeira de todas es t as das per gun circulo do q au dr primeira do circulo da cruz as, são os car prim rio do homem do oe em dó do os, q ue do circulo que o fazem , q ue fi ze ram di vera serpente das desgraças, maís aquelas q ue au i ne neste te x to ze d es vela aram, e t en tar am de mim f az ero do bode, e x pi a tori o, e me t en tam i mp ped di rato, ps, q ue eu o d es cobra, p o is se me es vaso da puta da norma ton, is dos direitos de cida dao ser ep pn da teresa n cão me t iv ess em s id o td os ne gado sj á homem á ma si te mp o da primeira de todos do os teresa ria post on primeira cade ia

quero justiça, exijo meu filho de volta, seus caralhos pedofilos do ps, ou tenho que vos começar a matar, um por um !

q eu do ero js u ti ç a, e x i g om eu fil home do circulo da ode evo l t as e us cara dos alhos pedofilos do ps, o vaso do t en home do circulo do q ue vaso do os com eça ra matar, um por um s eta c rav ad na terra
.....

Do ultimo vídeo, e ainda um linha com kruchner, e outra com obama e mais uns pormenores dos abusos infantis como dínamos das desgraças,

Quadrado do circulo do u l t imo, v id e circulo da oe a inda um da linha com da kapa ru circulo do onze do homem da ne rede e de outra com do ob am a e ema maís un ns por m en o rato espanhol dos ab us os in fan ti sc omo dina amo sd às das desgraças,

Kruchner, fez o senhor como aqui no Livro da Vida relatei, depois da sua primeira intervenção, aquela que comentei em vídeo, na de seguida, a sua, quando então dizia em posição lateral face a câmara que o governo francês irá indemnizar as vitimas, mostrando com sua mao , o bico da esquerda

K ru ch ne r, fez do circulo do senhor, com circulo a qui ino L iv roda Vaso id da primeira re la te id ep is da s ua prime ira inter vaso da en sao, aquela q ue co men te i e m v id é circulo, na ad e sé da guida, primeira serpente ua, qua anda en tao di zorro do ia em ps o siç sao la te ra al da face, revista, a cama ra q ue do circulo do g ove r no francês, ira acento inde mini iza ar as das vi tim ima sm os t ra anda com serpente da ua mao , circulo do bico da espanhola do quadrado da ue da alema do rato do quadrado da primeira

Zero, virgula, dezassete, o frame,

Se rp dez ase da seta da serpente eta, zorro do ero do sete, vi rato da gula , primerio sete, dez ase do ass sete do circulo do frame, da armadilha, arma mad da di da ilha

Se reparar neste ultimo meu vídeo, ou melhor com a minha imagem nela se desvela a imagem em espelho, que a todos ofereço, da Luz da Verdade do Amor, sobre este assunto, se vê no tal vídeo dos tais grabb, nas condições, que já qui em dia recente comentei, sobre a impossibilidade fina de saber ao certo qual é a regra , ou habilidade humana que os gera, logo ali, está a primeira pista, pois a mao, figura o falo, e um angulo que é mostrado, simbolizado na posição do corpo

Se ser ep par da ar nest e u l t mo me u v id é circulo, o u mel hor com da primeira min maior do home da primeira rai ema mage mne la se d es vaso lea primeira rai mage me maior do es p el home do circulo, q ue da prime ria de todos o fere circulo de cortez do circulo , o da L uz da ave rato do quadra da ad e dó am mor sobre este assunto, as s un cruz circulo, se eve en no t al v id é circulo do quadrado da os tais, br, g ra ab bb, nas condi circulo cortez dez , primeiro do circulo espanhol, q ue j á qui em dia rec en te co em n te is ob re a i mp os sib dl bil id ad e fina de s abe ra do circulo da ce r t o q ual, é primeira re g ra , o vaso do home ab bil id ad e humana q ue os ger a, logo al i, e stá a prime ira pi s tap o isa primeira mao, figo ur ra do circulo do f alo do falo, e primeiro angulo q ue é mos t ra ad o , si em bo l iza ado na ps o is sao doc rp circulo

Quando me sento, a aba do meu manto, do lado em espelho relativa a posição da sua mao, mostra o bico de novo, ms, e sé ve na imagem, pelos elementos e sua disposição, a seguinte história, sendo que o primeiro nome , e logo proferido no início , é o do paulo portas,

Qua anda dome da me s en to, primeira aba do ab bad do me vaso uma man to, do l ad circulo em es p el home do cic culo, re la t iva a posi sic sao da se pr en te da ua mao, mos t ra do circulo do, g rito do bico de novo, ms, e se eve na i mage madeira, p elo s el em en to ze s ua di sp posi sic sao, a se gui ny e hi s toi ra, s en do q ue do circulo do g rup do onze do primeiro nome , e logo pro f e rid don o in n cio , é circulo do paulo portas,

A imagem diz, o dedo aponta, a segunda linha , traço horizontal dos blinds, recentemente aqui entrado numa linha de comprimidos , bebida e guilhotina, e está a mao sobre a curva da chaise longa, que figura a cruz anka,

A iam mg em di zorro , circulo do dedo, ou falo, ap pao n t a, a se gun da linha , t r aço hor z io n t al do s b l in ds, rec en te mn te a qui en t ra ad o nu ma linha de co mp rimi id os , be bid a e gui l h ot ina, ee stá a amo mao s ob rea ac ur vaso da prim ria a da ch a ise long a, q ue figu ur ra da prime ria da cruz anka,

No joelho, se ve um ramo de uma arvore com folhas, como aquelas que recentemente foram aqui descritas, imagem do lago e imagem do futebol, da conferencia do jesus, e ainda do disco e por debaixo do raminho, um boca que figura as grades, da loja da arte do espanhol, que tambem ecoara nas grades ao lado de um dos bancos alvos de buscas e ainda tambem ontem numa navegação no irao,

No do joe el home do circulo, se eve primeiro ram o de uma ar vaso do circulo da rec om f o l homem às, com o aquelas q ue rec en te mn te foram, pt, for ram am aqui d es circulo das rita serpentes, si ima mage made ria dol prime ria la goe i mage mad e rato do f u te bo l, da c on feren cia do j e s esus, e a inda do disco e por de ba ix o do ra minho, um b oca q ue figu ur ra as das sg das grades, d a l o j a d da primeira arte do es pan da hola, q ue t a m b em e co ar ana s g ra d es são aol ad o de um ds o bancos al vaso do os de b us c ase sea inda tambem, on te maior nu ma n ave g a sao no do irao,

Masi abaixo na mesma perna, é visível , uma lua para cia virada, como as recentes descritas , com uma outra semelhante boca de grades, como tambem o álbum do rolling stones, e que eu meu desenho ao transcreve-la , adquiriu cumulativamente um outro sentido, a da bolota, ou seja , uma palavra que significa tambem em português, munição, ou bala, e ao lado se vê o onze, e um anzol com dois arpoes para o ceu virado, ou seja esta linha diz assim de baixo para cima,

Masi ab a ix on a me sm a perna, é v isi vaso do el , uma lua para cia vaso da irada, com circulo do às das rec en te es d es c rita s , com uma outra semem le homem nat te boca de g ra d es, com o t am b em o al bum do ro ll ingles dos stones, e q ue eu me vaso do d es en home do circulo da prime ria do circulo, t ra ns c r eve do traço ingles de la , ad qui rio cu mul t iva vam am que mente, de um outro s en t id o, a da b olo tao vaso use seja , uma pal av ra q ue s eu gn i fi ca t am b em e m p orto gi es, moni cc cortez sao, o vaso do s ub do marino, bal ala, e aol ado se eve do circulo do onze, e um anzol com do is dos arpoes do para do circulo do c eu virado, , o use j a e sta linha di zorro as si made ria de ba ix o para rac circulo ima,

O onze do arpão, da bolota do bala do bal da primeira por debaixo da lua para cima virada, a lua crescente, debaixo da boca do raminho do joe le home do circulo anka, cujo dedo aponta o segundo traço do blind,

Do outro lado da imagem , mais ou menos no plano do blind e da vela e dos traço de cima de dois que tambem remete para a imagem de carris e do fio que o cao por remoto agora me mostrou, temos a seguinte narrativa,

Do outro rol ad o da i mage made ria , maís o um en os no do p l ano do b l inde da ave da vela e d os t r aço de c ima de do is que t a m b em reme teresa para da primeira rai ima mage made ria de carris e do fi do io q ue dc circulo do cao por remoto do agora me mo st ro vaso , t emo sa ase da se di gui n te na rr ra tica,

No assento, se vê um cd, que é da patti smith, por debaixo da menina bailarina que dançando parece subir ao ceu, ao lado o relógio das colunas pb, do cavaleiro templário em cima que anda sobre o mar, o bico está virado para o circulo do relógio pb, ou seja do circulo da estrela pb , o segundo traço em meu desenho aponta o pb, ou seja maçónico, da musica de play back,

No as s en to, ze da se da eve primeiro cd, q ue é da pt cruz da smith, por de ba ix o da me nina ba ila da rina q ue dan ç anda pa rece s ub bora a o c eu, aol ado o r elo gi circulo da serpente das colunas pb, do c ava lei ro te mp la rio em c ima q ue anda s ob reo do circulo do mar, circulo do bico, do broche, br roche roc do ingles, e stá vaso do irado do para do circulo do r elo gato do io pb, o use seja do c irc vaso do prim rio do circulo dez da estrela pb , o se gun do t r aço em me vaso do d es en home do circulo da ap da primeira da ponta do circulo do pb, o use seja m ac oni cod da dam ma m u s cade p la t ba ck, p la delta ba ac ck kapa circulo

Na imagem do vídeo que agora escolhi pra analisar o seu conteúdo, o dedo e o traço esta ao nível da testa, que mostra a lua para baixo virada, e continuando a linha imaginaria temos as aguas por debaixo do cavalo templário, ou seja parece dizer, do traço dos cascos do templário, que é de um filme francês, nas aguas, a bailarina parece aquecer as aguas , na medida em que de premeio entre ela e o cavaleiro está um aquecedor cujo nome remete para o eixo franco alemão,

Na i mage made ria do v id é circulo do q ue do agora e x co primeiro da hi pr a ana l iza aro serpente do eu conte vaso doc circulo, circulo do dedo , falo, f alo, e o t r aço es t a a oni vaso si el da te sta, q ue mos t ra a lua para ba ix circulo do ov, italia, o vaso irada, e conti nu anda da primeira da linha imagina ria t emo s as aguas pp circulo do rato de ba ix o do c ava alo te mp la rio, o vaso do seja pa rece di ze r, do t ra aço dos cascos do te mp la rio, q ue é de um de fil me fr anc es, na serpente das aguas, ab ba ila rina pa rece a q eu ser as serpente das aguas , na me dida em q ue de per me i en t re e l a e circulo do c ava lei ro es t á um a q eu ce dor cu j o n om me rem te para do circulo do e x do io do franco, al le lem mao, franco, o nuno franco

O conteúdo da comunicação e da palavras esta mais abaixo todo detalhado, mas é evidente que todo ele aponta os processos operativos de abusos e de mortes infantis, que terao provocado estas desgraças que aqui se desvelam, pois se a seqeuncia se prende com o tal mistério do aviao, tambem na imagem estão elementos das carris, ou seja das velas dos buns, e de uma menina bailarina que parece entra por um buraco azul no ceu, ou seja que ascendeu para alem do firmamento ou que dança a lua decrescente em quatro, em tom azul,

O conte u do da com única x aac caçao e da pal av ra s e st a maís ab a ix o todo d eta alha ad o, ma s é e vi dente q ue todo el e ap ponta os por rc esso s opera t ivo s d e ab us os sed e mo mor rte s in fan t is, q ue terao pro ovo do cado es t as d es sg ra aças q ue a qui se d es cela la lam am, p o is sea primeira sec e un cia se pr en de com o rta l mis te rio do avia circulo , t am b em na i mage made rai es tao el lem n t os da s c arris, o vaso do seja da serpente das velas dos b un sed e uma menina bali ar rinha q ue par rc ce en t ra por um b ira ra aco az u l no c eu, o vaso do use seja q ue as c en de u para al lem do fi r ma men to o u q ue dana aça a l ua d es c r es cente em q ua t ro, em tom az vaso do primeiro,


Patti smith, group, ra di do circulo do io do Etiópia, e cruz home vaso ip da pia , p ia do pi, é o que diz a capa do cd,

Ask the angles, pumping my herat, ain´t ot sara range, distant fingers, poppies , radio etiopica, pissing on a river, abussinia e chiklets,

A serpente kapa da t he angles, los angles, ang prim rio espanhol p um mp ping maior delta he rat, he ar, terceiro do vinte e um, a em a ps os t olo serpente no tit it, ts st ra range seis do t r iade do s e x tp di s t ant dos f in ger se rp rn te q au dr ado do prim ro nono, pop pp pi espanhol do sete do circulo do sex to, ra di do io do et homem da hi op p ia do chichi, duplo chi, p iss sin homem do gin ina river, ra art o ive rat, quadrado da estrela segunda, ab delta ss sin i ia se h u dn o vinte do circulo do primeiro, chi kapa le ts, que rem teresa p art rta um g rup o mu sical do porto, qu rec en te maior net aqui entrou, os taxi

Ainda se le vinte bit , di gi t al maçónico, master do ring fr rom do om da c ru x inglesa o rig gina al master e tap es em mil novecentos e noventa e seis

Smith, tras imensas referencia no livro sendo que a ultima era dada pela jolie que faz de mrs smith, que com sua família acabava de doar uma pequena pipa de dinheiro para uma fundação contra o cancro no Missouri, que a mim me ressoou em Mississipi, depois de ter relembrado as semelhança entre a casa da cher e um outro orage, meg aparecia no yahoo, tambem assim com ar muito furiosa, dizendo , parem de me comparar com a jolie, o cavalo do luke luck, o home mais rápido que a própria sombra, ou seja , o cavaleiro francês representado na imagem

Sm it h, t ra s im ne as refer en cia no l iv ro s en do q ue a u l t ima e ra dada pe la jo da lie q ue f az de mr serpente do smith, ferreiro, q ue com s ua f am i l ia ac ab ava de do ar uma pe q eu na pipa rato de di ne home do rio para uma fun da ac sao contra do circulo do can dr circulo em no miss suri, q ue primeira mim me r esso a o ue em miss iss ip do pide da p o is de teresa, re lem br ad o as semem l h na sç a en t rea c asa da cher e um outro o rage, mega ap ar rec cc cia ano y a h oo tambem, as si m c om ar mui to f ur rio sa, di z en do , pa rem de me co mp ar primeira do arc om da primeira do jo da lie, o c ava alo do l uk e lu ck, o home maís ra pido q ue a por rp ria s om b r a, o use seja , o c ava e l iro fr anc es r ep r es en t ad dona i mage made ria



O onze do ar rp pao, da b olo ota do bal ala do bal da prime ira por de b a ix o da al ua para c ima vaso irada, a l ua c r es c en te, de ba ix o da boca do ra minho do joe le home do circulo anka, cujo dedo ap o anta o se gun do t r aço do ob l in d,

Ainda na imagem em forma ocultada e não visível em ciam dao tampo, os dois traços vermelhos reflectores com riscos paralelos vermelhos, em capacete prata e negro do tempo da cristina coutinho, comprado na encarnação, aeroporto, a cesto do pic nic, que figura lisboa com a gravura da família dos anões,

A inda na i mage me em maior forma o cu l t ad a en cão v is vaso do el em cia am dao tam p o, os do is t ra ç s ove verme l home do s o refe l c tor es com coa rr i s n u m ca pa sete p rata e negro do te mp o da cristina coutinho, a cesto do pi cn i c, q ue figu ra l is boa com a a g rav ur a da f am i l ia do s ano es,

O florão da armário ingles da erótica do jean do loup do sie ff, o pavio do vela do pêndulo do cristo, leonardo da vinci, a virgem e o menino e santa ana, as margens do narne, a menina do volante,

O fl o ra o da ar ma iro da erótica, madonna, do j en ad o loup do sie ff, o p avio do ove da vela do p en do dolo do cristo, leo na ard o da v in cia virgem e e om en ino e s anta ana, as mar ge ns do na r ne, a m en ina do ovo lan teresa,

Fausto do fernado pessoa, da teresa sobral da cunha, relógio de agua, assis, magda, porto dao bico el lo do elo de italia, com massi isi si tel, de oitenta um ,doc, segundo do sexto, da war do harold pinter, q ua asi si isbn, noventa e oito, setembro , dupla estrela do segundo do circulo do vinte oito, o x, nono do sete de agosto em noventa e oito, e nono da estrela, cinquenta e dois circulo , do vinte oito segundo, o maestro, o condo do tor, o preservativo, perse ser vat ivo circulo

O Fausto do fernado pessoa, da t r es primeira da sobral da cunha, c un unha, r elo gi do io de agua, ass sis ss, maga gado, porto dao bico el lo, u t al italia, com massi isi si tel, de o it en a te um ,doc, segundo do sexto, da w ar do harold pinter, q ua asi si isbn, noventa e oito, s en te m br o , dupla estrela do segundo do circulo do vinte oito, o x, nono do sete de agosto em n ove en na t e oito, e nono da este rça, cinquenta e dois circulo , do vinte oito segundo, o maestro, o condo do tor, o per ser vat ivo, perse ser vat ivo circulo


Sabe obama, estive aqui ainda a pensar, no que a sua assinatura, ou pretensa assinatura desvela, em relaçao ao tal bilhete do ginásio, antes de masi quero contar-lhe que vi mais uma mosca, desta vez morta, sem que ninguém lhe tivesse dado uma palmada, se tivesse sido esse o caso, em seu caso televisivo,

S ab e ob am a , es t iv e primeira do qui aqui da primeira inda a pen sar, no q ue primeira serpente da ua da assinatura, o vaso da pr e t en s a as sin a tura do dia da espanhola vela, em relaçao, primeira do circulo da ota da cruz al bil he te d o gina sio, ant es de ema sic quadrado da ue ero contra do traço alo ingles do prim rio dele, do ingles, q ue vi maís uma mosca, de st primeira ave zorro mo rta, se mai, maior roda do quadrado da ue nin gato do europeu em prime rio ingles , cruz iv esse dado uma pal mad primeira ase t iv esse s id o esse do circulo do italiano caso, em s eu caso tele vi is serpente iv circulo,

Apareceu um fracção de segundo na espaldua da senhora manuela eanes, presidente do instituto de apoio à criança, numa brevíssima promoção que a mostrava antes da entrevista que passou hoje no canal um depois do telejornal, era um grande mosca, como se tivesse sobre a clavícula, a figurar outra mosca, ou mesmo moscardo maior sobre Salomão, como um alfinete

Ap par rece vaso do um fr a aç sao de se gun dona es pal du a da s en hor a manuela eanes, pr es id dente en te do in s t rito to de ap oio à c ria ana aca cortez, nu ma br e v iss ima pr pro tom romo o sao q ue a mos t rav a ant es da en t r e vi s t aqui da ue p ass o u h oje no c ana l um d ep o is do tele jo n al, ae ra um g rande mos vc a, com o se t iv ess e s ob rea c la vi c u la, a figu r ar outra mos cao u m es mo mos cardo maior s ob re s alo mao com o um al fi nete

Depois ao vir para casa ao passar na vinte e quatro de junho, calhou parar ali em frente ao k e ao grande mupi com clonney, e de repente quando olho aquilo, um efeito de onda breve se deu no cartaz, como o recente no lago

D ep o isa sao vi r para c asa ao p ass ar na vinte e quatro de junho, c al h o u pa ar a al i em fr en te ao k e a o g rande mu up pi com c lo n ne y, e de re pen te qua anda olho aquilo, ou Aquiles, um efe it o de onda be r v es e de u n o cartaz, como o rec en te no do lago

Pois estava eu aqui a pensar, que dificilmente, poderiam estar dois terroristas seguidos na presidência da casa branca e que portanto o seu desenho da sua assinatura deveria ser visto em espelho, pois o senhor pelas funções que desempenha tras na linha do tempo relaçao com estes eventos, como muitos outros, ou mesmo todos, se quisermos ser mais justos,

P o is e stav a eu a qui a pen sar, q ue di fi c ile lem n te, pode r iam es t ra do is terroristas se guido s n a pr es s id en cia da cas br anca e q ue porta anto o s eu de s e n home do circulo hd da s ua a sin a tura d eve rato do is ser vi s to em es p el home do circulo , p o is o s en hor p el as fun ç o es q ue de s em penha t ra s na linha do te mp do circulo da relaçao, tribunal, com estes eve en t os, com o mui t os outros, ou me sm o todos, se qui ise ser mo s ser maís ju st os,

E por relaçao com o nome kennedy, e pelo escutado tambem em espirito de que não era o que estava a pensar, pois o pensado falava de um grande anzol que apanha a maça por baixo e lhe faz com uma gaivota uma grande racha, se não me estaria dizer que se fizera luz sobre o que acontecera ao irmão de jaqueline, o que fora morto no pequeno aviao, ou mesmo ainda do outro pequeno cesna que fora às paginas tantas espetado contra um prédio ao lado da onu, assim me quer parecer que o senhor fala do primeiro situação, me dizendo então, que já o tem consigo, ou melhor que já sabe quem é e dele cuidou

E por da relaçao , com on om me k en ned delta, e p elo es cu t ado tambem em es pi rito de q ue n cão e ra do circulo do q ue e stva a pen sar, p o is o pen sado f al ava de um g rande an zorro do el q ue a p ana home da primeira am aça maça por ba ix o e le home do f az com uma da g a i v ota uma g rande rac home da primeira, se n cão me est aria a di ze rato do q ue se fi ze ra l uz s ob reo q ue ac on tec e ra a oi rato da mao de j a q eu l ine, o q ue for am orto no pequeno avia o, o um es mo a inda do outro pe q e un o c es na q ue for a às pa gina s t antas es peta ado c on t ra um pr e di o aol ado dao nu, as si m me q eu r pa recer q ue o s en hor f al ad o primeiro si tua sao, me di z en do en tao, q ue j á o te m c o n sig o, o u mel hor q ue j á s abe q eu mé e del le cu id o vaso

Tambem tornei a ouvir pelo espirito que ninguém desse lado do rio sabe quem na verdade e como caíram as torres, e eu por mim continuo a insistir, tornem publica as investigações todas que necessariamente foram realizadas, pois certamente que se saberá quem o fez, e se remotamente não, se poderá então prosseguir na necessária investigação, depois ouvi ainda que já sabiam quem fora que causara o cio das torres, e sei que muitos boatos correm sobre este assunto, cuidado a todas as partes, pois mais uma vez estarmos em cios múltiplos entre diversas casas, e depois é o costume, sangue para todos, por isto tambem se torna mais importante, que o caminho seja o que já vos indiquei

T am b em tor ne ia o u vi r p elo es pi rito q ue ni n g u em de s se la dodo rio sabe q eu mna vera de e c omo ca iram as torre es sw, e eu por mi conti nu o a in sis tir, tor ne m pub lica as iv es tiga ç o es todas q ue ne c es sari am que mente, foram , pt, rea l iza ad as, p o is ce rta tam am que mente, q ue se s abe rá q u emo circulo de fez, e se remo ota tam am que mente n cão, se pode rá en tao pro rosse gui r n a ne c es s aria in v es tiga sao, d ep o is o u vi a inda q ue j á s abe ima q u em for primeira aqui da ue c au usa sara do circulo do cio das torres, e see q ue mui t os b ota tao os co r rem s ob re este as sun to, cu id ad do circulo do jogo, a todas as p art es, p o is maís uma ave z est ar rm os em cio s mul tp ip l os em n t re di versas ca sas, e d ep o is é o cos t um me, san g ue para todos, por is to t am b em se tor na maís i mp porta orta ante, q ue o ca minho seja o q ue j á vaso io do os inde e quadrado do eu, e


Do texto do vídeo
Dot e x to do vaso id é circulo

Seus vermes, que merda é esta, faço e fazem os eventos acusações gravíssimas sobre o paulo portas, abusos infantis, e morte de estrangeiros , e vocês nada respondem

S eu es ver mes, q ue mer da é e sta, f aço e f az emo os eve en t os ac usa ç o es g rav iss simas s ob re o p au lo p orta s, ab us os in fan ti se emo mor da morte da orte de est range i r s o , evo c es n ada r es ponde maior

Pois a imagens da casa onde morreram masi tres meninos, a serem verdade, isto não feitas e retocadas em painting box, relacionam como todos no mundo que o viram o saberão, como a imagem dada por obama, na recente nota no ginásio, e consequentemente com o conteúdo que elas expressam, em parte aqui já abordado, pois no entretanto outras leituras se desvelaram

P o isa sima ima mage ns da c asa onda mor re ram ma si t r e zorro dos meninos, a se rem ver dad e ,is ton cão feitas e re toca cada s em pa in t inglesa da box, re la cio on am com o todos do no do mundo q eu do circulo italiano do ov vaso do irao o s abe ra o, com a ima mage mai ro d ad e ria dada por ob am ana rec en te not ano gina sio, e co nse u q en te mente com o co te u do q ue el as e x press sam, em p arte a q ui j á ab o r dado, p o is no en t r eta ant do circulo de outras lei t r ur as se d es vela aram ram da am

E continuam com as vossas encenações, ainda no outro dia tornei a falar nas evidencias na rtp, dos cios que me são expressamente dirigidos, e vocês não respondem, , mas que é isto, o que é a televisão publica, o que são as televisões, os jornais e os media hoje em dia em portugal, meras correias de transmissão de quem, nem isso tem coragem para dizer,

E conti nu am com as vaso os das sas das en cena ç o espanholas, a inda no o u t ro do dia tor ne ia f al ar nas e v id en cia ser pene net ts na rata do tp, bombas em londres, dos cio serpentes q ue da me são e xp r ess am que mente, di rig id os, e vo c es n cão r es ponde em masque, é is to, o q ue é a tele do el da le da visao, da pub lica, o q ue são as tele v is o es, o s j o rn asi e os dos media home do oje em dia em porto vaso do gal, mer as co r rei as de t ra sn sm miss sao de q eu em, ne m iss o te em cora rage maior do para di ze rato, dos caralhos do ps,

Quem sois vos, e vos todos, oh vermes da classe política, que tetra é esta, que ilusão é esta, uma capa de jornal, com o socrates, depois da derrota, socares tende, ou tenta o seu estilo humilde, de humildade, estais porventura a confundir as minhas declarações em tom intimista com o socrates, vos pensais que eu sou o socrates, andam a tentar vender a alguém a ideia que eu sou o socrates, ou é masi uma chulice desse filho da puta, desse verme, desse bandido, desse fora da eli, como todos vocês, relativamente à minha pessoa

Q eu ms, a puta maria sobral mendonça, o is vaso do os, e vaso do os de todos, circulo do homem dos vermes da classe pol i tca, q ue teresa ds a rta é e sta, q ue i lu s o es é e sta, uma da capa, revista, do jornal, periódico, com do circulo do socrates, d ep o is da der r ota da soc da art espanhola, t en de, emo vaso da t en tao serpente do eu est ti da ilo dez primeiro do circulo, h um da ilde, de h um ilda dad e, es tais por vasp da en tura a c on fun di ira s min homem às dec lara rações espanholas, em tom in tim, o guitarrista do ista , com do circulo do socrates, vaso os pen são serpente do q ue do europeu , serpente do cc irc culo duplo do vaso ou soc ray es, anda da dam da manha da primeira at en tar vaso da en der primeira da al gume a id e ia q ue eu s o u o soc dao rate espanhol, o u é ma si uma chu l ice de ss e fil h o da puta, d es se do verme, de serpente bt teresa da sé do bandido, de s se for ad da primeira eli, can tora br, com o todos vaso do circulo c es, re la t iva vam da am que mente, à min home da primeira, da p do esso primeira

E que historia de cio é esse que vocês estão a montar sobre a casa pia, com a presença da senhora manuela eanes responsável pelo instituto de apoio à criança há não sei quantos anos, acho imensa piada a vocês, seus vermes, filhos das puta, seus ladroes, seus terroristas, seus violadores de crianças, vocês todos à não sei quantas décadas responsáveis por organismos do estado que devem velar, velar, cuidar das crianças e fazem de conta que nada sabem

EQ da ue da hi s tori, primeira de dec cio do io é esse, o do quadrado da ue vaso circulo dc se pr en teresa can tora, circulo do espanhol e serpente do tao da primeira a montar s ob rea c asa sap da p ia, com da primeira da pr es ença da s en hor , primeira da manuela e ane es r es peon s ave l p elo do, do instituto de apoio à criança, homem do primeiro acento de muitos cão see qua ant os anos, ac home do circulo loi oi, men sa pi ad a av o c es, se us vermes, fil home do os das puta, se us dos ladroes, se us dos terroristas, se us viol la dor espanholas de c r ian anças cortez, a morte das trinta e tres , v o c es todos à n cão se e qua das antas, do fcp, dec ada s r es ponsa ave is por o r g ani sm os do estado q ue d eve em v e l ar, vaso do el da ar, cu id da ar das c rina sç as e f az e made ria dec conta, q ue n ad a s abe maior

Meus senhores, à quantas décadas se fala de abusos da cas pia e nada se sabe, porque que é que até hoje não houve nenhuma resposta, porque é que não houve nenhuma resposta de vocês que lidam com estas matérias relativas às gravíssimas acusações que eu acabei agora aqui de fazer dos abusos das crianças cobertos pelos eventuais apoios médicos dos estados unidos da américa, não sabeis de nada, não trazem funções de responsabilidade nestas instituições, seus filhos da puta, seus vermes do caralho,

Me us s en hor es, à qua da antas, porto, dec ad as se da fala de ab us os da cas p ia e n ad ase o sabe, por q eu, q ue é q ue a té home do oje, n cão home do circulo da uve n en homem de uma das rata da espanhola posta, por q ue é q ue n cão home do circulo dao uve ne homem de uma r es sp ps ota de v o circulo dos es pan ho is q ue l id do dam com e sta s mate ria s re la t iva sas g rav iss ima s ac usa ç o es q ue eu ac ab bei do agora, aqui, de f az e r do s ab us os da s c r ian anças co be rt os p elo s eve en tua is ap oio serpente dos médicos, dos estados unidos da am erica, n cão s abe is de n ad da primeira, n cão t ar ze em fun c o es de r es ponsa sa ab bil id ad e nest as in s titu i ç o es, se di io serpente da fil do homem do os da puta, se us vermes do ca cara do ra do alho, porro, porto, ou do porto de lisboa, apl

Não sabeis que desde dois mil e cinco me trazem o meu filho roubado, à má fila, no incumprimento total das leis, e veio salvo erro antes de ontem no canal dois, uma historia de uma rapariga de dezasseis ou de dezanove anos, qualquer coisa assim, que esta aparentemente acampada à frente por causa de um rapto de um filho, frente a um tribunal, que historia é esta

N cão sabe is, q ue de sd e do is mi da ile do c inc o me t ra ze zorro mo me vaso do meu filho roubado, à m á f ila, no u in cu mp rim en to da total das leis, e veio da serpente alvo e rato do ro ant espanhola de ontem no c ana l do is, uma hi s tori ad e uma ra pa riga de dez ase is o u de dez ano da ove do ano ss , q ual q eu r c o isa as si m, q ue e sta pa rente mn te ac am maior pada à fr en te por ca usa de um ra pt o de um fi kapa do l home do circulo, , fr en te a um t rib un al, q ue hi s tori a é e st a

Á uma coisa que emerge dessa vossa historia que nem sei se é real ou não, se for real acho bem que lhe dem a criança, seus filhos da puta, mas quem são vocês para andarem a roubar os filhos às maes e aos pais, filhos da grandessisima puta., ladroes de crianças, abusadores, pedofilos, e vermes, vocês vergam-se a tudo, não há autoridade neste pais, vocês não são homens são vermes, pois que morram e morram vossos filhos, é o que eu vos desejo em Deus

Á uma , co isa do isaque e mg meg ue de s sa vaso os sa hi s tori primeira aqui do q ue ne ms e ise é real, o un cão, se for re a l ac home do circulo b em q ue l he d ema c r ian ç a, se us fil homem do os da puta, masque em são vaso do circulo c es para anda arem ema primeira a ro ub bar os dos filhos às das mae sea os pais, revista, fil home do os da g rande ss isi ima puta., l ad ro es de c rina aças, ab usa dor es, ped o fil os, e eve vermes, v o c es, ver g am do delta do traço da inglesa se primeira de tudo, n cão home do acento á au tori e dad e en nest e do pais, tvi, v o circulo do espanhol, n cão da são h om en ns são dos vermes, p o is q ue mor ram e emo mor do ram vaso dos ossos fil homem do os, é o q ue e vaso ultra do viol da eta, os do desejo em De us

Que filhos da puta do caralho, que é esta merda, que há uma coisa que é emergente desta historia que vocês tornaram a contar com essa menina, é um processo operativo dos tribunais de menores que pelo visto continua a ser o mesmo, como foi, tambem relativamente aos últimos casos que vieram a publico nestes últimos tempos, e que é, uma ordem do tribunal não é cumprida, o tempo, é determinado pelo tribunal o tempo de entrega e os tempos de entrega nunca são cumpridos, porquê

Q eu dos fi l home do os da puta do cara de alho, carretos, tras dos montes, q ue é e sta mer rda, q ue home do acento da primeira, uma co isa isaque é e mer da gente, revista,. de st primeira da hi s tori da primeira aqui do q ue vaso circulo s can tora espanhola, tor na aram a c on tar com ess da primeira menina, é um pro roc do esso opera t ultra do vil da primeira eta, circulo dos tribunais de mne en o rato espanhol do q ue da p do elo vi st circulo do conti n ua primeira ase ser t o m es mo, com do circulo do fi rte do oi, tambem re la t iva em n te aos u lt imo s casos q eu da vie, fr, ram primeira do pub lico, nest espanhóis sul, vaso da cruz do imo s t e mp os, e quadrado da ue é, uma da ordem do t rib un al n cão é cu mp rid da primeira , do circulo do te mp o, é de teresa mina ina ad do circulo da p do elo do tribunal, circulo da te mp circulo da ode da entrega e os te mp ps circulo de entrega n unc ca são cu mp rid os, por quadrado do vaso do maçónico da eu, grau ê

Qual é a rede que de meio e de permeio desvia as crianças, que merda é esta, e expliquei porque é que se remeteram todos para o silencio, face às acusações que fiz ao paulo portas, meus grandessisimos filhos da puta

Quadrado da ual é primeira rede, q ue de me do io e de per me do io d es via às das crianças, c ria ina ancas cortez, q ue mer rda é e sta, e e x p li do quai, fr poli cia, por q ue é q ue se reme te ram todos para do circulo do si len cia italiana, da face, às das acusações, ac usa primeira do circulo de cortez, circulo do es espanhol, q ue fi z a circulo do paulo portas, me us g rande ss isi imo s fil home do os da puta

Que merda de retracto dele, é esse, a tentar fazer dele um anjinho e um rapazinho, que agora até queria ter um filho, veja lá, como se alguém alguma vez lhe tivesse conhecido alguma namorada neste pais, não sabeis que é preciso ter uma mulher e uma esposa para ter um filho, oh meus filhos da puta, porque é que andam a pintar esse quadro, que acusações, outras, que provas, que masi indícios, pendem sobre o menino , para de repente terem que lhe andar a pintar ao retracto, um quadro tao falso, que nenhum português alguma vez, comerá, nem que seja uma linha dessa encenação, andam a tentar fugir com o rabo à seringa, andam a tentar proteger o menino, ou esses meninos que vocês roubam , como esse caso agora dessa menina, são a carne que vocês dao aos políticos perversos, pedofilos e abusadores, é por isso que vocês roubam as crianças, para as dar aos políticos do regime que delas abusam, e que não velam por elas como tem que velar

Q europeu da merda de r e t rato del le, é esse, a t en tar f az e rato dele, um e jin homem do oe de um rapazinho, ou seja da morte de um, q ue dao agora primeira té q eu ria teresa, um filho, veja, br, primeiro acento da primeira, com circulo da se al g eu em al gum primeira ave zorro do l he t iv ess e c on he cid o al gum ana mora ada nest pais, tvi, ou revista , naso sabe , is q ue é pr e c is o teresa uma mul her e uma es pao da sa do para teresa um filho, o homem me us fil homem do os da puta, por q ue é q ue anda do dam da manha, primeira a pin tar ess e qua dr do circulo, q ue ac usa ç o es, outras, q ue por vaso do as, q ue ma si in di cio serpentes , pen de m s ob reo do circulo dd , o do circulo do dó em nino , para de repente te rem q ue primeiro do he anda ar da primeira a pin tar ao r e t rato, um qua dr a circulo do tao falso, q ue n en home do primeiro roi portu gi espanhol al gum primeira ave zorro, co mer á, ne m q ue seja uma linha de s sa en cena ac sao, anda dam da manha, primeira t en tar fu gi rc om do circulo do rabo à seringa, anda dam da manha da primeira a t en tar pro te ger do ero do menino, o ue ss espanhóis, meninos q ue v o c es ro ub bam da am , com circulo do esse do caso agora, louco italiano, de s sa menina, são primeira do ac da carne, q ue vaso do circulo serpente can tora espanhola do dao, primeira do os pol it tico serpentes dos perversos, pedo filo se ab usa dor espanholas, é por sis soc do quadrado da ue v o serpente can tora es ro ub bam da am ás das crianças, para primeira da sd ar da primeira do os poli tico sd do circulo do reg gi me q ue del as ab usa dam sam am, e q ue n cão v el lam da am por el as com o te mai ro do q ue e eve primeiro da ar

À duas décadas que se sabe dos abusos da casa pia e silencio, meus filhos da puta, e masi silencio relativamente as novas lebres que eu agora levantei sobre este assunto, e me vem um cabrão de um pseudo advogado de merda, no canal dois a dizer que a lei é boa, oh meus filhos da puta, não vos escrevi no outro dia, com todas as letras e linhas, a explicar que a vossa lei é uma lei de bárbaros, de ladroes e de pedofilos e de assassinos, e cúmplices de assassinos, que essa lei, faz mais sangue do que vela qualquer coisa, meus filhos da puta, o direito supremo da criança, é o direito de poder estar com o pai e com a mae, a não ser nas excepções raras, em que um deles, não esta preparado para isso, e mesmo que assim seja, terá sempre que ser abordado em forma cíclica como eu vos disse, meus caralhos, tirem as maos de cima das crianças,

À do às se pr rn teresa dec ad as q ue se, sabe dos abusos da casa pia e do silencio, fr, me us fi l homem do os da puta, e am asi do silencio, re la t iva vam da manha que mente as das novas le br es , q ue eu do agora l eva van te is ob r e este as sun to, e me vaso em prime rio c ab r a o de um ps e dé do circulo ad vaso do circulo do gado da merda, no do c ana primeiro do canal do is da isa dizer, quadrado da ue primeira da lei é a boa, a cobra grande, o home do me us fi primeiro mr ro do homem do os da puta, n cão vaso do os espanhol circulo dor e vi no outro dia, com todas da primeira serpente das sd letras e linhas, a e x p li car q ue a v os sa lei é uma lei de bar aba dos aros, de la dr o es e de pedo filo sed e as sas ino se cu mp l ice espanhol de as sas ino s, q ue es sa da lei, f az maís sangue, do q ue da vela q ual q eu rato do rc, ra di circulo do comando da co isa, me su fil homem do os da puta, circulo de direito, do supremo, da c rina aça, é o de ire rei it circulo da ode pode r es cruz ra com do circulo do onze pai e com da primeira mae, a n cão ser nas e x ce p ç o es r ar as, em q ue um del es, n cão eta pr e para ado para iss o, e me sm o q ue as si m seja, br, te rá se mp rec q ue ser ab o r dado em forma cic lica com o eu vaso do os di s se, me us cv ar dos alhos, ti tir da ire em as maos dec ima da s c r ian ç as,


Filhos da puta, quando as coias acontecem dessa maneira, não são tribunais que é preciso ter, não é tribunais que é preciso ter , já vos expliquei isto, é preciso ter hospitais, é o conceito do hospital, mas que hospital é que vocês são, vocês não sao hospital de coisa nenhuma, e agora vem o aboim a terreiro na televisão, a dizer que manda um beijinho à menina, como se estivesse a ganhar, ou a dar-lhe o apoio ,oficial numa causa, depois de ter tambem aparecido a terreiro a dizer que a mae não sei quê, mas que merda é esta, que merda de negócios são estes, quem sois vós, filhos da puta a falar no direito supremo das crianças, vocês que sois ladroes de crianças e que não sabem velar por elas, filhos da puta,

Fi l homem do os da puta, qua anda do às da serpente co ia, serpente a c on tec cem de s sa maneira, n cão são t rib un asi q ue é pr e c is o teresa, n cão é t rib un a is q ue é pr e c is o teresa , j á a ps soto oto prim rio do circulo de dez, ser pen te da eva do vaso do os e x p lic q eu i is to, é pr e c is o ter h os spi tais, é o c one ce it o do hospital, masque hospital, é q ue vaso do circulo da se pr en te can tora espanhola são, v ove es na do circulo da sao do hospital, de c o isa n en homem da uma, e agora vaso do em circulo do aboim, a terri ero na tele visão, a di ze rato do q ue man anda do primeiro bei jin home do circulo do acento á menina, com circulo da se es t iv ess e a gan homem da ar, circulo da ua d ar do traço da inglesa l he o ap a oio, p f c ia l nu ma ca usa, d ep o is de teresa t am b em ap ar e cid o a terri e circulo da primeira , dizer, q ue a primeira mae n cão se e quadrado do vaso do maçónico europeu, ê, masque da merda é es t a, q ue merda de negócios são, de este s, q eu em serpente do oi serpente do vaso do ó s, fil homem do os da puta a f al ar no de direito, do supremo das crianças, vaso do circulo do serpente can tora es q europeu, es oi serpente l ad ro es de c rina aças e q ue n cão sabem, vela ar rp do por el às da fil homem do os da puta,

Ou seja, o que se desvela aqui neste parágrafo pelo corte, e que a menina foi de alguma forma violada, ou abusada,

não sei porque é que estou aqui a dizer isto, estou a dizer isto porque tenho revolta, tenho revolta de viver num pais de vermes, que nem consegue proteger os filhos dos pais, caralhos, pais que não são pais, vocês são bestas, políticos de merda, deviam ser pais, não é, filhos da puta, bandidos terroristas fora da lei, que conversa mais com vocês não tenho,

n cão se ip por q ue é q ue es to ua da primeira do qui, a di ze rato is to, es to ua di ze rato is to por q ue t en home do circulo da r e v o l t a, t en h o r e v o l t ad e viver nu primeiro pais, tvi, de eve dos vermes, q ue ne m c on nse g ue pro te ger ero do os fi l home do os do serpente dos pais, cara alhos, pais q ue n cão são pais, vaso circulo da can tora es são das bestas, poli tico sd e merda, de vaso do iam ser pais, n cão é, fil home do os da puta, bandidos te rr circulo das ritas for ad primeira da lei, q ue convers, tenis, t en izis, maís com vaso do circulo can tora espanhola n cão t en home do circulo,

uma lei boa, uma lei boa, com os tribunais, todos comprados por todos os interesses, onde a justiça não é feita na forma justa, onde todos os recursos de acordo com as leis são negados, seus filhos da puta, o que é que vocês querem, serem chamados todos a Haia, parece que esta merda só vai acabar, quando vocês estiverem em Haia, é essa a imagem real e clara e liquida do vosso sado masoquismo que vocês são, só quando levarem nos cornos por um tribunal, entre aspas, que os tribunais não dao nos cornos, é que vocês pararem esta merda, esta encenação, filhos da puta de um caralho, nao sabeis que eu trago um filho roubado, desde, a dois mil e cinco, não me conheceis neste pais, filhos da puta, vermes, todos, de todos os espectros políticos, filhos da puta, todos iguais, nenhum de vocês responde a nada, e vem falar no direito supremo das crianças, seus filhos da puta do caralho

uma da lei, da boa, j ibo primeira de uma lei boa, com os dos tribunais, todos comprados, portugueses todos do os do is dos interesses, sin inet inter, rato ess espanhóis, onda da primeira j u st ila n cão é fei t ana forma just a, onda todos os rec dos ursos de ac o r do c om oma ás das leis são ne gados, se us fi primeiro home do os da puta, o q ue é q ue v o circulo do espanhol, q eu rem, se rem c ham ad os todos da primeira do homem da aia, pa rece q ue e st primeira da merda, serpente do acento no ó vaso da asi ac ab ar, qua anda vaso do circulo da can tora es est iv e rem em haia, é essa a i mage mr rea al e da clara e li q u id ad ovo do osso sado masoquismo q ue v o circulo pod da es são, serpente do acento no circulo do ó, quadrado do vaso da para anda l eva rem no serpente dos cornos portu g u es do prim mr rio do io do tribunal, entre a spa s, q ue os ds do circulo do tribunais n aco dao no serpente pn teresa cornos, é q ue vaso do circulo can tora es pa ar rem e st a merda, e st a en c en primeira da ac sao, fil home do os da puta de primeiro caralho, naso sabe is q ue eu e t rago primeiro fil home doc irc vaso do p rim mr iodo, onda, circulo dez do roubado a dois mil e cinco, n cão me c one homem da c e is nest e pais, tvi, fil homem do os da puta, vermes, todos, de todos do os dos espectros poli tico s, fil home do os da puta, todos iguais , ne h eu em de v o circulo da can tor es r es ponde a na ad a, e eve em f al ar do no de direito, do supremo das crianças, se us fil homem do os da puta doca cara ra do alho

.....