domingo, julho 05, 2009



depois fiz uma sesta


d ep o is fi zorro uma s este


acordei com o espirito me dizendo, grupo do figo


a imagem que me veio à cabeça fora a descrita nos textos últimos que acima publicarei, do passe no supermercado, que na realidade começou antes ao pé do talho, de novo com uma menina daquelas histéricas betinhas quando por ela e o rapaz que a acompanhava passei, fez todo um teatro despropositado, a que na altura nem liguei, mas percebi que me conhecia muito bem o o fizera de propósito

a ima mage made rua q ue me vaso si do io à cabe eça for primeira ad es circulo dos cem da rita no s te x t os sul t imos q ue ac ima pul ca rei do p asse no do s ip e r mer cado, q ue na rea l li dade com e cic ur c lo cortez circulo do vaso ant es prime ria do circulo p , é do t alho den vaso circulo com de uma menina da q ue l as hi s teri cas bet tinhas qua anda por el a e circulo do ra p az q ue a, ac om p anha ava p ss ei fez todo, uma teta do aro d es s op rato do rp ps si r ad circulo , a q que na altura ne ml ligue ema se pee rv vebi q ue mec on he vaso da cia mn ou to b em oo fi ze ra de pro p os do tito

meu pe numa das varetas verticais da grade da cama de infância, onde a madonna abana as perinhas

me europeu do pe nu ma da s vaso ar etas v eri ti cais dag ra de da ac cama da in gan da fan cia da onda primeira da am mad donna ab ana as das perinhas


ontem pela tarde , dois pequenos aviões em asa delta como caças mas parecendo civis e um tipo falcon depois ao aterrar


on te mp el la t arde do is pe q ue en os dos avio es em asa do delta, sw, com circulo c aças par rec en do c iv ise prime rio t ip circulo f al c on, do f al la ac cao da sao, d ep oi sao at te rato da ar

me perguntei, que estranha escolta trás a bela kellie,

me per g un te e q ue est ra ana homem do es c o t ra , cruz ra asa abel ak e ll da lie

sabe, bela menina, ou nao o saberá, uma parte do cio que referencio sem ser em pormenor no jornal dos bandidos, de este fim de semana, passava como nao podia deixar de ser pela bela menina

s abe be la me mina circulo un cao o saberá, uma p arte do coc do cio do io q ue refer ren en cio s em ser em por men circulo do rato , ps, no do jornal, dos bandidos, de este fi maior da se mana p ass ava com on cao pod ia de ix ar de ser pe la be la me mina

pois a traziam em foto assim pequenina, escolhendo como titulo, a canção em que a menina diz, que nao me consegue tirar de dentr5p de si, do seu pensamento, pressuponho, se fosse eu o endereço de tal dizer, pois quem o ouve , assim poderá pensar, e se terá então que concluir que a menina terá um coraçao do tamanho do mundo

p o isa r ra zorro iam em f tot ass se mp pe q ue en nina , es col h en doc omo tito lo, primeiro do circulo de dez, primeira can sao em q ue da primeira am me nina di zorro, q ue n cao me co nse q ue tir ar de d en cruz rato 5p, de s id o do s eu pen sam en y to, pr ess up on h o, se fosse eu do circulo en der reco cortez de eta al di ze rato, pp o is q ue emo o uve , ass si mp pode serpente rá pen sar , e sete rá en tao q ue c on c lui r art toc da ue a am me nina te rá um cora sao dt am man homem doc irc u l o do mundo


andava eu pensando na menina, veja lá, coisa que nem é difícil de se imaginar visto a menina estar a aparecer com alguma frequência na caixinha pequenina, assim deitada de costas com suas belas ancas à mostra como se deslizando às arrecuas por um balcão de discoteca, depois dança assim com uns calcoezinhos vermelhos com cauda de tecido esvoaçante e delta com traços na axila e por fim, parece que vai dar um murro em alguém , nao muito convencida, com uns efeitos de ondas que nao permitem ver bem o que parece trazer em seus anéis


anda ava eu p es sand o dona me nina, vela br la acento, cio isaque ne mé di fi c il de se ima gi rato vi st o am me nina est tara a ap par ser com al gum da primeira fer q ue en cia na ca ix in h a p q ue nina ass si ma de ria de it ad da primeira , dec os t as com s u as be las anc as am mos t ra com circulo sed es l iza ando à s ar rec u as por prim mr rio do io do bal cao de discoteca, d ep o is dana aça ass se em com un s c ac cc co z in h os verme ml h os com c auda de tec t ido es v o ac can te e delta com, t ra aços na az ila e por fi maior pa rec e q ue v a id ar primeiro m ur ro em al h g ue em, n cao mui to c on v en cida com un s efe it os de ondas q ue n cao per mit em v e rat r e b, segundo emo do circulo q ue pa rece t ra az ze rato em se us ane si


ah tambem se entreve os seus belos seios, melhor dizendo o seio esquerdo, num vestido assim tipo musselina branca, muito belo que lhe vai a matar, e foi pelo dito seio, que comecei em si de novo a pensar, pois me recordei do cancro que teve em dois mil e cinco , que se curou e que depois pareceu num determinado momento ter voltado, e ao que sei, parece que a menina está bem de saúde, pois sendo tao bela, seria mesmo pecado nao estar


primeira do home tam b em se en t rato eve tambem., os se us b elos se is circulo mel hor di z en do do circulo do se do io esquerdo, nu primeiro vaso est id circulo ass se em t ip o mu us se l ina bra anca mui to barreto, bar e cruz circulo italiano, bar eta, q ue el he eva ia am mat ar e f oi p elo di y to ze do io, q ue com e circulo cortes ce i em s id en ovo a pen sar, p o is me recorde id do circulo do can circulo roque teve, em do is mi da ile e c on coq ue se curo vaso e q ue d ep o is par e eu nu prime rio det r emi minado mo men to teresa caso o l t ad circulo , e primeira do circulo do q ue se ip pa arc e q ue a menina e stá acento b em s au de , p o is s en do tao be la se ria me sm circulo pe cado n cao es sat rato espanhola star




Sabe bela kellie, esta historia da cura dum seio , foi uma coisa que eu vivi pelo espirito em relaçao a minha amada, ou a quem penso que me trás amor em casamento pelo espirito, e foi assim uma coisa eu senti muito forte mais ou menos nessa altura e que depois pelo espírito curei, e então fiquei a pensar se tal não teria alguma a coisa a ver com a bela menina

S ab e be la ke l lie, e sta hi s tor ia d a cura du primeiro ms se io , f oi uma co isa que eu v iv ip elo es pie i rt o em relaçao a min home da primeira am ad a, o ua q eu em pen soc ue me t ra s am o rem ca sam en to p elo es pi rito, e f oi as si m uma co isa eu s en ti mui to f orte mais o um en os ness a al tura e q ue d ep o is p elo es pei r to c ur rei, e en tao fi q eu ia pen sara set al n cão te ria al gum a ac o isa ave do rc om a be la menina

O anzol que estas bestas arranjaram sobre a menina era tambem muito bem pensado, a fazer prova de como são para alem de bestas de uma inteligência perigosa, pois a frase, remete para a noção de um casamento forte entre dois seres

O e z ol q ue e sta s bestas ar ranja ram s ob re a menina e ra t am b em mui to b em pen sada, a f az e r p r ova de c omo são para al lem de bestas de uma intel i g en cia pe rig os a, p o is a fr ase, reme teresa para a no sao de prime rio ca sam en to f orte en t red o is seres es

De repente comecei a pensar em si, e me lembrei, recentemente de ter em vídeo falado de brisas de verão, e da pop em geral, e recordei de uma canção de um belo rapaz em que a menina aparece em belo dueto num ambiente de imagem, que remete para o filme the priest, de uma rara e estranha beleza, estou a falar de nick cave, and the bad seeds

De r ep en te com e ceia cortez pen sar em si, e me l em br rei, rec en te mente de teresa em v id é circulo do f al ad o de br ia sd eve verao, e da pop em ger al, e recorde id e uma can sao de um b elo ra p az em q ue a em nina ap ar rece em b elo do ue to nu prime rio am bi en te de i mage maior , q ue reme teresa para do circulo do filme t he priest, de uma rara e est ra anha bel le z, est o ua f al ar de ni ck c ave, and dt he b ad se e ds

Me lembro de uma determinada noite no bairro alto, aqui narrada, onde num bar que tinha um farol em miniatura no balcão, com um pianista que tocava nick cave e dessas precisas imagens que passaram no vídeo, e me recordei ainda de um pormenor, que se afigurava estranho, pois remetia para um outro musico recentemente aqui convocado o seal

Me l em br e rode da ode uma det r emi minada no it en o ba i rr o al to, a qui na rr ad a, onda nu primeiro bar q eu da tinha do primeiro f ar rol em mini a t ira no bal cao, com um pi ani sta q ue toc ava ni ck c ave e de s sas pr e c isa s ima ge ns q ue p ass sara am no v id é o, e me recorde ia inda de um por m en o r, q ue sea figu rav a es star rn h o, p o is rt em tia pa rta um outro mu sic a rec en te mn te qui c on vaso do o cado ab bora ad o, do circulo do sea , o primeiro

Pois tanto um como o outro me foram apresentados musicalmente falando em profundidade pela mesma pessoa, a puta que me trás o filho roubado e torturado, e de repente ao vê-la assim como que dando um muro , me comecei então a perguntar, mas será que a menina me trás amor, ou pelo contrario fará de alguma parte do gang daqueles que me trazem o filho roubado

P o is t ant o um com oo do outro me for am ap r es sena td os mu sic al lem n te f al anda em pro f un di da de pe la me sm a pessoa, a puta q ue me t ra s o fil h o ro ub ad o e tor tura ado, e de re pen te a ove do traço ingles de la, as si mc omo q ue do dando do primeiro muro , me com e ce cortez e en tao a per g un t ra, mas se rá c ue a em nina me t ra s amo ro u p elo c on t ra rio f ar ad e al gum a p arte dog ang daqueles q ue me t ra z emo fil h o ro ub ad circulo do onze

Sabe bela kellie, o tempo aqui nest preciso momento se enfarruscou, está cinzento e agora mesmo quando foi à cozinha, ouvi os primeiros trovões a rolar bem lá ao fundo, e estava mesmo pensando ainda numa outra estranha linha que aflorara na sua visita, a da tempestade e dos belos rapazes com que me cruzara no festival de alkantara, que vem alguns de sua terra, e outra veja lá de uma outra terra recem acabada de mencionar neste vídeo que acompanha este texto, da indonésia

S abe be l a k e ll da li do inter net e x p l o re rato, o te mp o a qui nest pr e c is o moe mn to se en f ar rosco u, e sta c in z en to e agora rac me sm o qua anda f oi à c oz in h a, o u vi os prime iro s t r ovo es a rola r b em l á ao fun do, e e stav me sm o pen sand o a inda nu ma outra est ra anha linha q ue a flor ar ana s ua v isi sita, a da te mp est ad a e dos b elo s ra p az es com q eu do mec da ruza da zara ao no do festival de alkantara, quadrado da ue eve maior da al gun sd e serpente da ua da terra, inglesa cabala vaso cruz do ra da ave do veja primeiro, á de uma outra terra rec em ac ab ad ad e men cio n ar nest e v id é circulo q ue ac om mp anha este pet x to, da indo ne serpente do ia

Enfarruscou, declinou ao momento da escrita em enfrascou, e me fez recordar de mais um dos recentes sincronismos que se manifestaram, depois de ter consigo tambem falado no vídeo anterior sobre as historia do falcão do sete, o segundo do grupo do falcão, do grupo de bandidos diversos e invejosos e bestas deste pais de merda,

En vaso f ar rosco u, dec l ino ua o mo men td a es c rita em en fr asco ue me f e z s record ar de maís um dos rec en t es sin c ron is mos que se m ani festa aram, d ep o is de teresa rc on sig o t am tambem f al ad on o v id é circulo ante rato do iro s ob rea serpente da hi s tori ad o f al cao do sete, o se gun do dog do rup o do falcão, do g rup o de bandidos di versos e in vejo ossos e bestas de ste do país, grupo da tvi, da am merda

Se recordará concerteza, que a tempest, é uma peça que aborda o texto original e o remete para o contexto da queda das torres, onde um dos rapazes que a fazia, me disse conhecer, seis de uma família da sua terra que se foram , naquele funesto dia, pois calhava trabalharem lá em limpezas, e masi tarde como narrado neste livro da vida, outros fios se juntaram a este, nomeadamente pela leitura de alguns quadrados de gaugin, que apontavam rituais, e das relações que nessas visões emergiram relacionadas com o porto, e laços e mentiras que lá terão sido criados , ou e destilados

Se recorda rá c on ce r te az, aqui qui da ue da primeira da te mp peste do este, é uma p eça q ue ab o rda o te x to o rig gina ina al e o reme teresa para do circulo do c on texto da queda das torres, onda de um dos rapazes q ue a f az ia, me di se c on he ser, se is de uma f am i l ia da s ua terra q ue se do foram, pr, na q eu le f une s to dia, p o is c alha ava t ra ba la h rem l á em li mp e z as, e ma si t arde com on ar ra do nest e l iv roda da vida, outros fi os se j un t aram a este, no ema da em t ne pe la lei tura de u l gun s qua dr do s d e g au gin, q ue pao n t ava vam am dos rituais, e das re la ç o es q ue ness a v

is o es e mer g iram re la cio n ada s com do circulo do porto, e l aço da se das mentiras q ue l á te ram s id o c ria ad os , o ue d est ila ad os

ao ler em voz alta o falcão, explicava eu onde pelo espirito se desvelara que ima tres cair, que um ritual de oferenda tinha sido feito e que os deuses pagam quando a form não está errada, e parecia pelo resultado que a equação fora bem apresentada, na medida em que pagaram e caro, pois fora grande a diversa mortandade, e falo da segunda linha que o espirito, o espectro me tinha desvelado ap, ao lê-lo, do acerto dos cupões, e da bebedeira, de alguém que no fim de semana teria apanhado uma grande bebedeira e assima acertado, ou falhado, se virmos a questão pelos lado da vida, dos que se foram e dos que ficaram a sofrer

a o l e rem da voz al tao do f al cao, e x p li c ava eu onda p elo es pei r t io se d es vela rac ue ima t r es c air, q ue um rit ual de o feren da tinha s id o feito e q ue os de use es p a g am qua anda a form n cão e stá e rr ad a, e pa rec cia p elo r es sul t ad o q ue a e r q u sao for a b em ap r es sena td ana med id a em q ue pa a g aram e cara o, p o is for pata g rande ad da a di versa da mortandade, e falo da se gun da linha q ue o es pi r t delta do circulo, o espectro me da tinha d es vela ad do circulo da ap, ao l e do traço ingles do p rim rio do circulo de dez, do ac e r to dos cup o es, e da bebe de ira, de al gume q ue no fi made ria de se mana te ria ap anha ado uma g rande bebe de ira e as sima ac e rt ad o, o u f alha ado, se vi r mosa q u es to a p el os l ado da v id a, do s q ue se do foram e d os q fi caram a s o fr e rato

e no dia seguinte nos escaparates, o miguelinho, sousa tavares, com uma face de grande e alegre ressaca, tao grande que se eu fosse a rapariga que com ele estivera em véspera, ao vê-lo assim acordar, lhe diria, menino, se sua mae poeta e seu pai, fossem ainda vivos, lhe diriam que o menino andara bebendo , no mínimo demais, e se fosse sua mae lhe daria um sumo de laranja, e não deixaria de lhe sorrir pois o menino para alem de bêbedo, estava com um belo ar amoroso, que até me fez sorrir, não fosse, a natureza do sincronismo, que certamente me saberá explicar depois de curar a ressaca e se for homenzinho, que o menino, finge tambem na aparência nada dizer, a este roubo e acto de tortura em que trazem o meu filho, tendo-se já comigo cruzado, mais a menina roseta, numa manha tipo meças, numa manha na extra da infante santo, veja lá a outra coincidência, visto quando falei da capa da menina que sai das torres a arder, a chave inglesa que lá aparece, diz exactamente extra, do ze das polegadas,

e no do dia seguinte, programa da tv da bola ou da puta que a todos v os pari u, nos esca pa rat es, o mig eu do linho do sousa tavares, com uma f e ce de g rande e do alegre r ess aca, tao g rande q ue se eu f os sea da primeira rapariga q ue com ele est iv vera em c es pera, primeira do ove do traço ingles do primeiro do circulo de dez, as si em ac o rato do quadrado da ar, l he di ria, menino, se s ua mae poe eta e s eu p ai, f os se m a inda vivo s, l he di ria am q ue o me nino anda ra be ben don o mini mo de ema mais, ise se f os se s ua mae l he da ria do primeiro sumo, de l ar anja, e n cão de ix ar ia de l he sor r i rp o is o me nino para al lem de be bed o, e stav com um b elo ar amo roso, q ue a té me fez sor r i rn cão fosse, a na ture z ad do circulo do sincronismo, q ue ce rta em n te me s abe rá e x p li car d ep o is de c ur ar a r ess aca e se for h om en z in h o, q ue o me nino, fing e ta m b em na ap per rc na in ada di ze ra este ro ub o e ac to de tor tura em q ue t ra ze mo me u fil h o, t en do traço da inglesa sej á co mig o c ruza ad dom da asa ime nina ros te, numa manha t ip o m eça s, nu ma m anha na extra da infante santo, deve ser a grande, veja l á a outra coin c id en cia, vi s to qua anda f al lei da capa, revista, da menina q ue sa id às das torres a arder, a c h ave inglesa q ue l á ap ar ce, di zorro do ze e x ac tamen te e x t ra, do ze das p ole gadas do sd às,

sabe menina kellie, esta puta , que pretensamente tem assim ar de dandy e ao que parece escreve uns livrinhos, que se vendem como milho, pois dizem que o rapazinho agrada com seus ares assim meio machos às meninas deste podre reino, é tambem do grupo das outras putas, da garganta funda, com quem vezes até fazia pelo menos, parcerias muito criticas aos governos deste desgoverno crónico deste reino, e tambem do mec, que gritava muito na semana passada, sobre julgamentos e afins e dos bandidos do independente, do paulo portas e companhia, passado pelo falcão, como ve todos meritíssimas putas, onde pauta tambem , que dele me ia esquecendo, o pulido valente

s ab e me nina ke ll lie do inter net , e x p l o re rato e sta puta , q ue pr e t en sam am que mente da te maior as si m ar de dan d y e ao q ue p q arc e es c r eve un s l iv rinho serpentes do quadrado da ue se eve vaso en dec mc omo do milho, p do circulo da is di ze maior do q ue do circulo do ra ap z in h o, prime ria gata do ra da ac om se us ares as si mm e io maior do ac homem do os às das meninas de este pod re rei do ino, é ta am tambem do dog do rup do circulo das outras putas, dag ar gan cruz da primeira da f un doc do om, quadrado do eu em vaso e zorro espanhola primeira da té do forte da az ia da ap do elo mk en os, p da ar ce rias mui toc riti circulo do ás sao sg ove rn os do governo, do quadrado do este, quadrado do espanhol sg ove rato do n o circulo do ron nico do quadrado do este rei ino, e ta am tambem do mec, quadrado da ue da gata rita ava mui ton ase mna passada, serpente do ob re ju l g am en to ze, primeira fi da nse dos bandidos do independente, do paulo portas e co mp anhi a, p ass sado p elo f al cao, com ove todos e mer rit it iss das simas putas da onda da p au tat am eta tambem e segundo em , quadrado da ue del, sin os e nme ia espanhol do quadrado do vaso do circulo en do, circulo da p u do lido v al da en teresa lente

depois veja lá bela menina kellie, o cio em si , ou melhor através de si montado, dizia, assim coisas do genero, faz-me o jantar, como dizendo de um encontro, mostravam malas de viagem que costumam estar ali num hotel de charme de lisboa, cio a sugerir que eu lá fosse, se calhar a sua procura, se não podemos assim ser amigos, entoa mais nada nos liga, e coisas assim do género

d ep o is do veja l á bela menina kellie, o cu do io em si , ou mel hor at rav es de si montado, di zorro do ia, as si m c o isa sd o ge enro, f az do traço da inglesa me o j ana t ra, c omo di z en do de um en c on t ro, mos t rav am m al la s d e via ge m q ue cos t uma am est ra al i nu m h ot tel dec h ar me d e lis boa, cio om a s u ger i rato q ue eu l á fosse, se calha ra s ua por rc ur ase n cão pod demos as s im ser am mig os, en to am mais n ad ano serpente da liga, e co isa s as si made ria do g ene rato do to

é evidente que a montagem que fizeram com as imagens do seu clip, para o spot de promoção, remete para uma armadilha que me fizeram um dia, um filho da puta que tinhas umas meninas por conta no alcantara mar, que curiosamente usava sapatos e tacao a principe, como recentemente aqui narrados em diversos outros contextos, desde a frança, sarkozy, queda do aviao, e a linha recente sobre detroit, a cena fora mais ou menos igual a que contavam com suas imagens, so que noa havia nenhum muro de nenhuma menina, uma bestinha, das piores que por aí andava nesse tempo, sob encomenda alheia, de certeza

é e vi id do dente q ue da primeira montagem, q ue fi ze ram com as sima ge en ms sd o s eu c l ip, para do circulo da spot, agencia ligada ao grupo tvi, se não me falha a memória, de pr romo sao, reme teresa rea para uma ar mad da ilha, q ue me fi ze ram um dia, um fil home do circulo da puta, q eu das tinhas, um às das meninas por conta no al can tar mar, q ue c ur isa sam am que mente, usa ava sapa pato ze tacao a p rin c ipe, com o rec en te mn te a qui na rr ado s em di versos outros contextos, de sd e a fr ança, s ar k oz i, queda do aviao, e a linha rec en te s ob re det roi t, ac en a for primeira am maís o um en os si gato da ual la q da ue conta ava vam com s u as ima ge ns, s o q ue noa homem do avia n en h um m ur o de n en h um a me nina, uma bes tinha, das pi o r es q ue por raí acento da anda ava ness e te mp o, s ob en comenda al he ia, dec e r te zorro da primeira

como verá pelos seus próprios olhos e pensar, muito a usaram para este cio, sendo que nas entrelinhas já se desvelou o bastante e necessário para todos irem presos de vez, o mais curioso é que eu continuo com uma estranha sensação de já me ter cruzado consigo há muitas , muitas luas, sempre a vontade se cá quiser vir cear

com do circulo da ove da verá p elo ss eu s por rp io s ol h os e pen sar, mui to a usa sara ram am do para de este cio, s en do q ue nas en cruz da re kin homem as j á se d es velo lou o bas t ante e ne c es sário para todos ire em pr es o s d e eve z, o maís c ur io s o é q ue eu conti nu o c om uma est ra anha s en s ac sao de j á me teresa c ruza ad o c on sig o h á mui t as , mui t as lu as, se mp rea vontade sec á q u ise rato do vi rato do cea ear da ar

hoje ao acordar da sesta, algo no rem me falava ainda do maçon da pedra cubica, antiga entrada aqui no Livro da Vida, de uma sincronicidades que se manifestara com o rapaz que está a frente do governo pelas bandas dos antípodas daqui, onde no parlamento, o microfone está sobre um pedra cubica, mas creio que entretanto já se desvelou pela outra que existe ali em belem, e agora mais recentemente pela aranha que do rio monta, do barbiere, ou do barbeiro, talvez melhor seja dizer

homem do oje primeira do circulo do ac do circulo da rda rato da se da sta, al g on o rem me f al ava primeira inda do pm aç on da pedra do cu da bica, ant tiga en t ra ada a qui no L iv roda V id ad e uma sin c ron ni da cidade, ra di o, q ue se am ni f es tara com do rapaz q ue e stá a fr e n te do dog do governo pe l as bandas dos ant ip podas daqui, onda do no p ar la em n to, o mic rif ine e stá s ob re um pedra cu bica, mas c rei do io q ue en te rta ant o j á se d es velo lou pe la outra q ue e x us te al i em belem, e agora maís rec en te mn te pe la aranha q ue do rio mon t ad o bar bi e reo u do barbeiro, t alvez mel hor seja da di do ze do rato

de resto morram todos, que não fazem cá falta nenhuma, nem deixarão saudades

der es to omo mor ram todos, q eu n cao a az ze em c acento da primeira f al t primeira ne en home uma ne made ria iz xara aram ram am da onda da saudade, vera saudade e silva, serpente espanhola, puta envolvida como todos sabem, a mando da puta mor do ps, no roubo e acto de tortura de meu filho

Hoje
Não
Trago
Amor
A
Vós

H oje n cao t rago am mor amora vaso acento emanuelle serpente
Home do primeiro da tit tir primeira av v a ar rn homem da english cabala o ra serpente ser pete da ar do circulo do oe

O
Que
Vos
Vale
É
Que
É
Uma
impossibilidade
Em
Vida
Eterna

Circulo do que do vaso do os do vale é, q eu uma Om mp os sibil lida de em vaso id da prim ria e cruz teresa rna
O quadrado da vaso da vingança é quadrado é vaso da eve
Eve io é quadrado do eu eva do vale vaso os quadrado do eu do circulo dao, p da ema nu l el e,
Oe se cruz ee é a ema primeira
A am
E a é sé es da inglesa cabala

Não
Olheis
Para
Mim
Que
Hoje
Meu
Coraçao
Está
Seco

N cao O primeiro he is para da mim, q eu home oje me vaso europeu co da raçao E stá acento sec sic cic do culo
No pm quadrado de hm circulo espanhol
Sec mp pon, bar c elo na primeira
Circulo á o ue ema maso
Os sam am e eu o á circulo do ac

Ou
Quase

O qq eu vaso
Circulo do vaso quadrado ua ase

Porque
Me
Mostras
Os seios
Assim
Se
Curvando
Sobre
Mim
Em
Negro
Vestido

Pm mo as circulo da serpente sm en vaso
Vaso da ne maior do sc da são do om mp
O om meo em ss ee
Tinha que ser da puta
Ee ss meo rato mm, s mar tie espanhol do infinito deitado


Vossa
Manha
Expressa
Em
Todo
O
Vosso
Acto


Vaso me e cruz da ova, ov, italia, maior acto
A v circulo da te e ema air vaso
Aa am oo oo
Oo O om s ada primeira

Vergonha
Haverias
De
Ter
Mae
De
Dois
Filhos
Pequeninos
Vaso do homem da dt maior da dd fp, da feder raçao portu gi es, a de futebol

Sereis
Bela
Porventura
Assim
Vos
Achais

Sb bpa ava, a águia de benfica, a pa ava
Ava pb da se do reis
Sa am ms ss
Ss ma as
Se reis bel , sin os, el la por vaso da ingles atura ass si em vaso do os ac homem prim ria do is

O
Que
Verteis
De
Vossos
Seios
Assim
Para
Mim
Sem
Verter

O quadrado e ur p ip eu do vaso do quadrado do vaso do sapo do primeiro ministro, serpente da ova do vaso
Vaso serpente sm pas vaso quadrado di gi t al, vaso do quadrado do circulo dao da ,O

Se
Fosses
Verdadeira
Mae
Não
Usaveis
Vossos
Filhos
Em
Tais
Passos

Serpente do forte da vera mn usa vaso dos ossos da fil em tais dos loucos
Pt e forte do vaso dos ossos usa ave is n cao mae , vera ad de ira da fosse da espanhola se
Es primeira da inglesa cabala do vaso do ab da bala da al ala da ss de sm, ss
Ss mo ss oe as e
Se f os s es vaso do ra da vera ss, da ad da ira mae do muito cao usa ave is vaso dos ossos fil home do os em tais, br, p ass os

Dizia
O
Mais
Crescido
Voltado
Para
O
Da
Cadeirinha
Que
Tiveste
O
Particular
Cuidado
De
Por
De
Costas
Voltadas
A
Mim

D om cv da puta do circulo de dc quadrado top cd da dp da pp do circulo do vam do vaso da am
Ma vaso da cp de dc do pot do quadrado do circulo da dop vaso da mod, dam mod am quadrado
A os oo a o aa ee O ro e ed dam
Ma s see o rato dao do O ee aa O primeira do circulo do oo os, O da primeira
Di zorro do ia maís c rato es cida vaso circulo do primeiro da cruz ad circulo para do O da cade rinha q eu ti vaso de este O p art ti cu l da ar cu id do dado, do poker, de pode do costa serpente vaso do circulo do primeiro da cruz ad as da primeira mim



Explicando
Os
Numeros
Ao
Mais
Novo

Ep na mn
Nm on oe
O ss os o
Os o ss o
E x p li can ana dao s nu mer dos eros , primeira do circulo maís de n ovos, ovo ns iam o as o rem un s oo dn ac i l p x e



Concluiu
O
Quarto
É
Isto
Aqui
Mostrava
Ao
Bebe
Os
Queijos

Coc e acento ia ma do ab circulo do quadrado boc
Q ob am a i é coc, os dos queijos, qui j do os
Ss e o ai o é o O vaso
U oo é circulo do ia do circulo do es serpente
C on c lui vaso O é is to primeira aqui do qui mos t rava ava primeira do circulo ao bebe do os do serpente do quadrado do eu e do j do os


Duplo
Sentido
Luminoso
Das
Crianças
O
Leito
Dos
Queijos
Feito
No
Quarto

Ds s en lu moni osso das c rina aças do circulo da emanuelle do leito dos queijos feitos na pata do ur to
Ds l dc o l d q fn quadrado
Q n f q d l o c d lsd
Oo os s o os serpente do t rip ip do primeiro do circulo triplo de dezembro


Vos
Nada
Disto
Ouvistes

Vaso ad primeira di O
O dn quadrado
sa do os
ser ep pn da teresa do circulo do rem
v os na ad a di s to O vaso vi st espanhol
set ts si v u oo ts id ad an serpente do ov, italia

Vos
Digo
Cuidado
Com
Vossa
Manhas
Trazias

Uma
Mancha
Vermelha
Subindo
Pela
Vossa
Perna
Adentro

Vaso de dc cc vaso maior da cruz do principe primeiro do vaso sp vaso da pa
Ap vaso do ps mu do p rin ciep da cruz do maior air vaso, cc do go t al vaso
S oo ass aaaa o aaa o
O ass o aaaa s sam o os
Vaso do os dog circulo cu id do dado com vaso do os da sa das manhas, cruz ra zorro do io da principe do acento uma da mancha vermelha serpente ub indo p el a vaso os as pe rna ad en cruz do ro
O rt neda anr epal ep o dn i bus a h lem r eva home do cn am da primeira mu à js primeira iza art sa homem na masso vaso do mo co gi ds ov

Se
Pensais
Que
Me
Quebrais
O
Coraçao
Dando
Leite
Sem
O
Dar

Se pen as is q eu me q eu b rai s o co ar rato aço dando da leite s em O do quadrado da ar
Quadrado do circulo, do os da serpente do prime rio de dc coc maior quadrado do ps
Sp quadrado maior mc coc dl sd serpente do doc do irc cabo do lo quadrado
Es e es O oo emo rato
Rome oo O se es e
R ad om me set tie ie lo dn ad o acaro cortez co sai rb eu quadrado em eu do quadrado da eu do quadrado da isa sn ep espanhola


Enganai
Vos
Redondamente

E vaso rr vaso e ise e si
En g ana e v os red circulo dn dame do dam da am que mente
E t nema dn circulo da one ne rato serpente do circulo do viana gn e


Que
A
Peçonha
Vos
Cresça
E
Envenene
E
Em
Quem
Vos
Encomendou
O
Mal
Feito

Q eu a ep cortez em homa da primeira vaso os c rato esca cortez, e em q eu maior vaso os en com men do vaso Oma al do mal feit
Q a e vc ee ee q vaso e om f
Fm O e vaso quadrado do ee, ee cv é ep da primeira do quadrado da eu
E a asa ee e em s u olo
Olo us mm, s mar tie es, e e e asa ae
Q eu da primeira pe circulo corte em home da primeira do vaso do os circulo rato esca e en vaso ene da na ee maior quadrado europeu em e cv do vaso om mendo vaso do mam al feit circulo
O tie fla am mo u o dn emo cn es ov me eu vaso do quadrado da me e ene ne vaso de muitas eel ç ser circulo da serpente da ova do eu do quadrado


De
Resto
Sois
Ainda
Bela
Ireis
Morrer
Cedo
Vossos
Filhos
Nem
felizes
São
Menos
Serao


Dr sa bi mc vaso da fn forte de sm serpente
Cm iba serpente do rato quadrado
O rata da são do circulo da primeira
A oo as ro
ed rato es to são, serpente do circulo do is da primeira inda be la ire reis mor re rato ce do vaso dos ossos fil home do os ne em feliz espanhola men os se ra circulo

no
balcão
do
pao
e
dos
queijos
e
fiambres
diversos

no do bal do cao do pau e do serpente do qui j os e fia am br es di dos versos
n b dp e d q e f d
d fe q d ep d b n
oooo es se ss
ss es se oooo

depois
da
espera
estalou
a
confusão

d ep do circulo do is da es pera est al lou primeira da can fusão, f usa são
dd ee ac
ca ee dd
sa au a o
o au a as
dc s o da aa a uu ad aa cd os

agradeceu
me
a
senhora
avo
pois
para
mim
se
calhou
virar

a g ra ad dec eu , primeira s en hora av circulo p do circulo do is do para da mim da se caa alho vaso use vaso ira ar rato
am asa ppm s cv
v c s mp pa sam am
ue aa os am eu rato
ru em as o aa eu

lhe
respondi
tem
razão
em
pedir
o
que
quer
como
quer
e
ser
bem
atendida

l rt rep o qq c q es ba
ab ser e q c qq o ped di rem r aza te r es sp pon di primeiro he
e imo mr o ero re rato ma
am re ro reo rm om ie, inter net e x p ang ilo circulo do rato e
prim rio he ra tp es pon di te mr aza circulo em ped di rato ro que q eu tc omo o quadrado do eu rese da r b em a tem dida

o
que
não
fora
o
caso

circulo q eu n cao for a circulo do caso,
o q n foc co fn q o
oe o a oo
oo a oe o
cc caso circulo da for primeira muito cao quadrado do eu circulo

me
disse
ainda

m ds ad me
ee primeira
a primeira ee
me di s sea primeira inda


a
conheço
da
loja
da
lapa

j ac dl, di gi t al, da lapa
l dl dc a j
á a o aa aa
aa aa circulo da primeira do acento

ainda
me
vou
queixar
a
senhora
teresa

am vaso quadrado da primeira senhora teresa
am vaso do quadrado do as da cruz
a eu ur ra aa
aa ar eu prime ria
a inda me vaso do circulo do vaso qui c ar da primeira s en hora da teresa

me
fiquei
a
pensar
que
teresa
da
lapa
que
tipo
de

loja

ne fic eu ip pena, p en, pen sar inglesa da primeira do rato da quadra e ur pe ia da teresa da lapa q eu c ru x zorro do ip o circulo de loja
n f ap q td l q t dl
l dt q l quadrado da cruz, quadrado do pa fn


a putazinha da primeira linha do cio, ao pe do canas, é salvo erro um tal sonia qualquer coisa, coias, ou alguém assim com ela parecida


Estou
Farto
Deste
Pseudo
País
De
Merda



E f dp pp dm, dia maior , quadrado maior
PPD ff
A es oe circulo do vaso
Vaso do oe os e primeira
Serpente do oe circulo do vaso
Est rt to circulo do vaso f art circulo de deste ps eu do país, da tvi, da merda do mar
País ps sé bva serpente doc irculo o dó de este forte da art do circulo est circulo do vaso da merda



Ontem
Na
Tv
O
Bandido
Mor
Que
Se
Diz
Levar
Cargos
De
Presidência



On cruz do ob maior do quadrado sd primeiro circulo da dp
P dc l ds q m bot no
Pr es s id en cia de c argo sl eva ar di zorro da se q ue que o mar bam dido, o mor bandido, circulo na tv na e em te maior
On te mna tv , circulo do bandido mor q eu se di zorro angulo ava ar c argo se rie di gi t al argo de pr es s id en cia
A i cn ê di se rp e d s o g rac ravel z ise eu q romo d id na b ov tan met no



Com
Ar
Meio
Choroso



Com da ar do luis maio , me do io, do cho roso
Ca cam mc
Cm ac
Mr oo
Oo rato maior
O soro homem co ia mr ramo do ram do amoc, ou seja do ritual




Pedia
Maior
Qualidade
Na
Democracia



Pm quadrado do don do
Dn quadrado do mp
Ar e a cia primeira
Aa era, aa e ra
Pm do dn , ar da aa era, a era
P made ria do dn, ar da aa da era
Ped ia maio rato quadrado da ual al li dade na demo circulo da rata az cia



Um
Verme
Que
Nega
As
Leis
E
A
Justiça
A
Um
Pai
E
Um
Filho



Uv, ultra vi ol eta quadrado n al lea j u pe vaso do forte
F eu ep ua j a el n quadra sd o da ultra da violeta, vi circulo prime rio da eta, primeira do telo, te primeiro circulo dezembro, elo do iv da ar da cruz primeiro vaso
Me e ass sea a am mi emo
Om e ima aa espanhola as ee maior
P rim rio vaso maior do verme, q eu ne g aa as le is é a primeira da justiça, a um, pai e prime rio filho, au vaso maior, pai, e vaso maior fi home do primeiro circulo




Ousa
Pedir
Qualidade
A
Democracia



PP quadrado da ad
Primeiro quadrado da primeira rac do PP
P circulo usa ped di rato q ual al li id dade , primeira demo circulo da rici cia ia
A i cir c om meda e da d ila u q rid epa s u o p
Demo c rac ia, a q ua li dade pe di rp c irc culo da usa



Um
Bandido
Que
Nem
A
Lei
Cumpre



Prime rio bandido q eu ne ema primeira da lei cu mp pr é
Ub quadrados sd muitos, na al circulo
C lan quadrado do se do segundo dog do indo vaso
E rp um cie l lame, la am me, ne eu vaso quadra o dd o circulo, di id do dn ab mu



Um
Bandido
Que
Nem
Homem
É



Um ban dido q eu ne maior homem om da me da me da ove da linha
Ub quadrado da ne homem é
É homem fom, fp om, em quadrado do b, ban dido, o primeiro do segundo



Pois
É
Um
Vergado
Que
Se
Mantém
Vergado



P o is é primeiro, ver gado q eu se man da te maior vaso e rato do gado
Pé uv, vaso do prime rio delta cruz do ra do viol eta quadrado da serpente sm man do vaso
Sé mo ee mo
Om é inglesa ss cabala mé serpente



Nem
Cargo
Nem
Homem
Nem
Função



Ne ma iro circulo argo ne maior homem do om me mn em f un são
Muitos circulo ne home ne f un são
Fn homem ne c art argo ne
Mo mm, s mar tie do es mo


Um
Verme
Ufano
Cheio
De
Merda
Tanta
Merda
Dela
Saberão
Os
Poderes
Estrangeiros
Que
O
Trazem
Vergado

Serpente do aqui do cd en to do O prim rio verme , vaso fan do ano circulo do ingles do io de merda, cruz anta da merda dele, del la, s ab e ra circulo q eu pode der espanhol est range iro s r rp en teresa O cruz ra az ze, em ver gato do ad circulo do ado

Vide
Gentes
De
Portugal
Como
Nem
Lei
Nem
Liberdade
Nem
Independência
Quando
O
Mais
Alto
Dignatário
É
Um
Verme
Vergado

Vaso ide e castelo de vide gene net ts serpente de porto gal com one em lei ne ml liber ad ene min do inde da p do cruz do x em n dec cia qua anda do circulo do O da maís al to du gn a tar do rio do io , é primeiro verme eve rato g toga ad circulo
Vaso do g dp cn primeiro nl ni q oma quadrado do é vaso da vv
Vv u é dam o q in ln l cp dg vaso
Es el om me m ema o os oo é med do circulo do gado
Oe mé o os oo am emi mol es e

Exemplo
Chapéu
De
Como
Este
Regime
Está
Podre
E
Sem
Remédio
Com
Morte
Para
Muitos
À
Vista

E cd dc e rep es rc
C r se pe rec cd dc ce
Mo me e á ee oe u o
E x mp p rim rio do circulo de dezembro do cha, ca do hp europeu maçónico dec omo este reg gi me e stá acento pod re es em remédio com mo rte para mui t os à vaso ista



Pois
Sempre
Assim
É
Quando
Não

Justiça
Quando
O
Poder
É
Pedofilo
E
Deixa
Abusar
Dos
Filhos
Dos
Seus
Quando
Não

Liberdade



Ps a é quadrado de muitos do homem do principe da justiça quadrado do circulo da p, é pe quadrado do ac forte ds quadrados muitos do home primeiro
Angulo homem de muitos quadrado sd forte do quadrado da ad e p é pi quadrado do principe do home de muitos quadrados, é primeira de sp
S r mé o o á a oo ré o ear ss ss oo á e
E á oo ss ss ra e o éro o a á oo é mês
P o is ass si em e acento, qua anda muito cao homa da p rim ira acento da justiça qua anda do c irc uk primeiro do pod e rato , é pedofilo E de iz da primeira av usa rato d os fil home do os se is qua anda n cao homem da acento da primeira da liber dade

E
Vos
Cordeirinhos
Sem
Destrinça
Vos
Continuais
A
Deixar
Vos
Levar
Para
O
Matadouro
Das
continuas
Misérias
Das
desgraças
da
morte
dos
que
amais


e va vaso circulo da serpente se rie di gi t al , v c ad primeiro da p do om dc m dc dd maior duplo quadrado da primeira
a q d m d dc d mc d mo p l d ac v ds cv e
es sm ss a ra oo ss douro, ss ss ns a es se serpente
se sea sn ss ss oo ar ra s sam serpente da se

E V os Co r de i rinho s S em Di s t rin ç a V os Conti nu a isa ad de ix ar angulo eva rp do Para do O da Mata douro da serpente conti nu as m ise ria sd as cio em t un quadrado da es sg ra aças da m orte do serpente do quadrado da eu am maís isa primeira is