segunda-feira, agosto 03, 2009

Meu
Coração
Um
Breve
Instante
Parou
De
Bater

Me u C ira raçao Um Br eve On s t ante Par aro u De Bate rato


N C U B I P D B

B D P I B U C M

U A M E E UE R

R E UE EMO U


O
Espirito
Me
Mostrara
Ao
Chegar
Do
Olhar
A
Luva
Amarela
Que
Caíra

O Es pi rito Me Mos t r ar a A o Che g ar Do O l h ar, A L uva Am mar real al
Q eu Ca ira


O E M M A C D O A L A Q C

C Q A L A O D C AM MEO

O O E S O R O RA AA E A

AE AA A R O RO AE OO


Ficou
Preocupado
Nesse
Momento
Pois
A
Imagem
Era
Clara
Em
Seu
Símbolo

Fi c o u Pro e cup pado Ness e Mo mn to P o isA I mage m E r a Clara Em Se u S im b olo

F P N M PAI E C ESS

S SEC E IA PM N P F

U OE O S A M A A M U O

O UMA AM A S O E O

Uma
Mao
Que
Caía
Uma
Mao
Solar

Uma Mao Q eu C aía Uma Mao Solar

E
Mais
No
Momento
Nada
Me
Disse
Para
Alem
Da
Preocupação
Que
Em
Meu
Coraçao
Ficara
Nesse
Instante
A
Morar

E ema Mais No Moe mn to N ad daMe Di ss e Para Al lem Da Pr e o cup aç são Q eu Em Me u Coraçao Fi cara Ness e Int ante A Mor ar

EM N MN M D P AD P Q E M C F N I A M

MAIN FC ME Q P D A P D M N M NME

ESS O A M A O E M U O A EE AR
RA EE AO U M E O A M A O S SE

Depois
Ao
Ver
As
Noticias
De
Novo
Vi
Esse
Mesmo
Símbolo

D ep o isA oVe vara ra As Not ti cia sD e N ovo Vi Ess e Me sm o S im b olo

D A V A N DN V E MS

SM E V N DN A V A D

EO R S SE O I E OO

OO E IO E SS R OS

Uma
Luva
Amarela
Que
As
Gentes
Usam
Para
Aumentar
Suas
Maos
Em
Seu
Dizer
Em
Seu
Mostrar

Uma L uva Am mar el a Q eu As Gentes Usa sam am Para Au men tar S u as Maos Em S eu Di ze rem S um mo st r ar

U LA A G U P A S M E S D E S M

M S E D S E M S A P U G A Q A L U

Dizia
Um
Senhor
Que
A
Mae
Deles
Todos
Se
Tinha
Ido

D U S Q A M D T S T I

I R S T D M A Q S U D

A M R E A ES S E A O

O A ESS ES E R M A

Di izi z Um S en hor Que A Mae Del es Todos Se da Tinha Id o

Que
Sua
Passagem
Fora
Tranquila

Q S P F T

T F P S Q

E A M A A T

A A M A E


Q eu s ua p s s sage maior for primeira t ra em quadrado do vaso da ilha

Uma
Mae
É
Sempre
Mae
E
Mae

U M É S M E M

M E M S É M U

AE É E EE

EE EE É E A

Um Mae É Se mp re Mae E Mae


Bela
Senhora
Que
Lhe
Conhecia
A
Face
Radiante
Confiante
Plena
De
Amor

B S Q L C A F R C P D A

A D P C R F A C L Q S B

AA EE AA EE E A E R

REA EE E A EE E AA

B el a S en hor a Q eu L he C on he cia A Face Ra di ante C on fia ante P el na De Am mor

Passara
Sua
Vida
Sua
Existência
Em
Seu
Pais
Libertando
Seu
Povo
Das
Tiranias

P S V S E E S P L S P D T

T D P S L P S E E S V S P

AAAA A M U S O U OS S

SS O U OS U M A AAAA

P as sara S ua V id a S ua E xis t e nica Em S eu Pais
Liber t ando S eu P ovo D as Ti ra ni as

Vira
Seu
Esposo
Ser
Morto
Um
Dia
Ao
Pais
De
Novo
Voltar


V S E S M U D A P D N V

V N D P A D U M S ES V

A U OR O M A O S E O R

R O E S O A M O R O U A


V ira S eu Es poso Ser Morto Um Dia A o Pais De N ovo V o l tar

E
Da
Mágoa
Fizera
A
Coragem
E
A
Luz


E D M F A C E A L

L A E C A F M D A

E AAA AM E AZ

Z A EMA AAA E


E Da Mag ia Fi ze ra A Co rage m E A L uz

Sempre
Me
Espantara
Ao
Longo
Dos
Dias


S M E A L DD

D D L A E M S

EE A O OS S

SS OO A EE


Se mp re Me Es pan tara A o L ong o D os Dias


Alegre
Espanto
Ve
La
Tanto
Sempre
Amada
Pelos
Seus
Filhos


A E V L T S A P S F

F S P A S T L V E A

EO E A O E AS SS

SS SA E O A E OE


Al le gre Es pan to Ve La T ant o Se mp re A m a d a P el s Si es Fil h os


Seu
Nome
O
Nome
do
Coraçao
O
Coraçao

S N O N D C O C

C O C D N O N S

UE O E OOOO

OOOO E O EU

S eu No me O No me d o Cora são O cir rac aç sao

Que
Bela
Sempre
Sois

Q B SS

S S B Q

E A ES

S E A E
Q eu be la se mp re s oi is

Percebi
Então
Quem
Me
Dissera
Pelo
Espírito
Nesse
Tempo


PE Q M D P E N T

T N E P D M Q E P

I O M E A OO E O

OE OO A E M O I


Per rc cebi En tao Q u em Me Di ss e ra P elo Es pi i rt o Ness e T a e mp o

Que
Minha
Tarefa
Meu
Principal
Fazer

Q M T M P F

F P M R M Q

E A A U l R

R l U A A E


Q eu Min h a Tar ref a Me u Por rc cip al F az e


Seria
De
Novo
Devolver
O
Poder
A
De
Quem
Ele
Sempre
É

S D N D O P A D Q E S É

É S E Q D E P O D N D S

A E O R O R A EM E EÉ

É E E M E A R O R O E A

Se ria De N ovo D evo l ver O P ode pode ra De Q u em El e Se mp re É

Ao
Povo

AP

PA

OO

OO
Ap pa oo, primeira do circulo do p do ovo


Quando
O
Ouvi
Senhora
Pelo
Coraçao

Lhe
Fiz
A
Promessa
Que
Sim

Q O O S P C L F A P Q S

S Q P A F L C P S OO Q

O O I A O OE Z A A E M

M E SS ZE OO A IO O


Qua anda O O uv i S en hora P elo Cora são L he Fi z A Por me s as Q eu Si m

E
A
Mantenho
No
Meu
Horizonte
Em
Meu
Alcance
No
Poder
Do
Que
Pelo
Poder
Do
Amor
Se
Alcança


E A M N M H E M A N P D Q PP D A S E A

A E S A D P P Q D P N A M E H M N MAE

E A OO U E M U C O R O E O R O R E A

AERO R O E O ROC UM EU OO A E


A Man t en h o Ni Me u H ori zon te Em Me u Al m ce No Pode r Do Q eu P elo Pode r Do Am mor Se Al can ç a

Certo
Estou
No
Coração
Que
Todos
Os
Filhos
A
Honrarão
E
Frutificarão
Seus
Frutos
E
Suas
Sementes


C E N C Q T O F A H E F S F ESS

S S E F S F E H A F O T Q C N E C

O U OO E S S S A O E O S S E S S

S S E S S O E O A S S S E OO U O


Ce r t o Est o u No Cao raçao Q eu Todos Os Fil h os A H on r arao E Fr tuti fi cara o se us Fr u t os E S u as das Sementes

Que
O
Amor
Sempre
A
Guarde

Q O A S A G

G A S A O Q

E O R E A E

E A E R O E


Q eu O Am or Se mp re A G ua rede

Que
O
Amor
Sempre
Guarde
Seus
Filhos

Q O A S G S F

F S G S A O Q

E O R E E S S

S S E E R O E


Q eu o am mor se mr re g vaso arde se us fil homem os

Sua
Herança
De
Amor

S H D A

A D H S

A A E R

REA A


Serpente ua ger ança de amo mor moro

Á
Imagem
Das
Velas
Brancas
Que
Cada
Mao
Segura
E
Da
Luz
Do
Fogo
Do
Coraçao
Que
Uma
A
Outra
Sempre


À I D V B Q C M S E D L D F D C Q U A O S D

D S O AU Q D F D L D E S M C Q B V D I

A M S S S E A O A E A Z O OOO E AAA E Á

Á E AAA E OOO O Z A E A O A ES S S S M A


Á I mage m D as Velas Br ancas Q eu C ad am Mao Segur a E Da Lu a z D o Fogo Do Cora sao Q eu Uma A Outra Se mp red á


A
Luz
Do
Fogo
Do
Amor


A L D F D A

A D F D L A

A Z O O O R

R O O O Z A


A al la au do F ofo Do Amor

Serão às quatro da manha, ao acabar este texto, onde ouvira tambem pelo espirito uma estranha indicação, com a junção de duas palavras nele, almoça, a alice, que me remeteu para alice do outro lado do espelho, lewis carrrol, , desço ao café para beber um café e comprar cigarretes, ao sair, o espirito me desvelou, carro da ana caetano, o onze do az medico, o cateto, cross polo, ou seja relativa à historia, h si tp ria, da sondas, ou falos, depois o zagalo maior, e no trinta e um da armada reparo que trás luz acesa, estranhamente naquela hora, vem descendo um estranho rapa que às vezes parece cantarolando e subido e descendo a rua pelas madrugadas, aponta como seu braço ao passar, a marinha, como então dizendo, a luz sobre os assuntos da marinha, do trinat e um da aramada e ou se calhar sobre os mais recentes contadas do terreiro do paço


S era o às quatro da manha, ao aca bar este texto, onda o u v ira rata tam am tambem p elo es pi rito uma est ra anha indica caçao, com a j un sao de du as pala vaso do ra s nel e, al moca, a alice, q ue me reme te u para alice do o u t rol ado do es p el h o, lee w is car r rol, dec, d es ç o a o ca fé pa e a bebe rum ca fé e co mp r ar ci g ar re te sao s air, o es pei tome d es velo lou, carro da ana cat en o, o onze do az me di code p o is o z a galo maio reno do trinta e um da armada r ep aro q ue t ra s l uz ac ess a, est ra anha am que mente na q u lea hor ave em d es c en do um est ra anho ar a ap q ue às v e z es ap ar rece anta rolando e s u bid oe d es c en do a rua p el as mad ru gadas, ap ponta com o s ue br aço ao p ass ar, a mr rinha, com o en tao di zen do, a l uz s ob re os as sun t os da mar rinha, do t rina te um da ar am ad a e o use cala h ra s ob re os maís rec en t es c on a td, vesica do no do terreiro do paço