terça-feira, outubro 20, 2009

quinze de outubro, terceira parte

joaquim jose, de outubro vermelho, o u t br o do ove vermelho , teresa, acores, do rc e ira da ap da p da arte,


a imagem neste telejornal, mostrava o rui teixeira a descer umas escadas , aparentemente do tribunal, sede dos bandidos, com azulejos nas cores maconicos ate a rua, onde em frente tinham posto estacionada uma carrinha com um logo que remetia para as cores francesas, numa grande agitacao rodeada de uma multidao de camaras que o rodeavam e acompanhavam na descida e na saida para a rua, tudo muito apressado, dizendo a voz em off, o mesmo de sempre, da suspensao da nota, de muito bom, com que fora previamente avaliado pelo conselho superior de magistratura, e do tal erro que dizem grosseiro em ter ordenado a prisao preventiva do paulo pedroso, cujas iniciais dao pp, outra vez,

primeira rai ima mage mne nest do telejornal, mo sc da cruz do rato ps da ava do circulo do rui teixeira, ad es circulo e rato, uma serpente es c ad as, ap par parente, nbp, bancos, a da ap par da ren da te que mente, do tribunal, sede dos ban di id so os com dos azulejos, nas cor es maco nico sat te primeira da rua, onda em fr ente tinha do hma da manha do ps oto, est ac cio na primeira da ad, uma car rinha com do primero do logo, q ue rem t ia para as cor es gr anc es as , numa g rande a gi rta ac cao tacao, rode da ode do deo do ado, de uma mul ti fa ode dec cam amaras, q ue o reo ode de am me ac com mp anha ava vam am, na ad es sc id e en a do ano da not da primeia de mu it circulo do segundo om, com q ue for da primeira pr e via am que menye ava lia ad circulo p elo do conselho superior da magistratura, rata da tura, e do t al ero, q ue di zorro maderia mg gato rosse iro em teresa rato circulo rato dena ad circulo da primera do pr isa sao pr eve ev tc cruz, ru zorro, do paulo pedroso, cu j as in ni cia primeira do is do dao pp, outra vez, outra ra ave do zorro

paulo pedroso, cujo nome declina em paulo ped rato do osso rosds, ro sd ds osso, rosso, ou seja franco italiano, ou italiana, o paulo pedo do rato do osso do rato do os se rie ir di gita al oso rosso, ou ejs ainda a posibilidade de beslan ,pose posi si sibil do bil do quadrado da ad do maconico, E,

paulo , p au circulo do primeiro em dezembro, cu do jo no me dec lina em p au lo ped rato do osso ros ds osso, rosso, circulo do vaso use seja do nuno franco, it al ian ano , o vaso italiana, ital ana, circulo da p vaso ua alo, pedo do rato do osso do rato do os da se da rei ei e rato da di gota da al, do os circulo rosso, o ue js primeira inda, a p os sol bil id ad e de bes lan, b es lan, pose do posi do si da sibil do bili da pata do ad do maconico e

olho de novo a imagem da figura geometrica do tal armazem das motas que ardeu em camarate, onde claramente emergiu um perfume de relacao com a morte de sa carneiro, que pelo que aqui , nas partes anteriores deste texto, fala de uma ira entre dois grupos, o do ps, do , mario soares, e o do psd, da qual resultou a morte, ou seja vendo as noticias da epoca, se descobrira nao so o miolo desse confronto como tambem se deduzira a confimacao de quem esteve nele implicado

olho , vi isa sao ode do quadrado do en ovo , a iam , aia do ia mg em made ria da figi ra, fi gata da ira do geometra, ge geo om met ric ad do circulo dot al arma az ze made ria das motas, q ue ard eu em cm aa cama do rate do ra da teresa, onda clara ram n teresa e mer fi vaso , um de perfume, s us kim, pe rf primeiro me, der rato el do laco do aco com da primeira am morte de sa carneiro, q ue p elo q ue da primeira do ki aqui, na spa art rte esapnhola ante rio do io rato espanhol de este e cruz duplo do to do fala, f ala, de uma mai da ira as not tic cias da ep poc a, en t reo dos dois g rup, do os do mario s o ar se do o do psd, ou seja uma g eu rr ra entre os dois principes desse tempo, do qual re sol to ua morte de sa carneiro, ase sed es c obbr ira nao ser pn teresa do circulo do milo, de esse , da cobra desse confronto, com do circulo da cruz do tam da manha, sed edu zorro da ira , primeira do ac c on fi macao, deque em ee es teve ne le e mp li co cado, br


milo, milu, o cao do tintim, ou seja, da rua do seculo, milo, cam gulbenkian, cam mg vaso do primerio b en capa do ki do ian, ligado a gulbenkian, ref ilha do tesouro, da te do souro, imagem do es pe cila dor, especulador, o coutinho, ou seja londres e tambem madrid, pelo bacon, presunto, car rene , rato ene do sangue , ou de muito sangue

como aparece mario soares, e como um dos seus filhos, depois uns anos se estampou num avaio semelhante em angola, com um perfume da altura que falava de trafico de diamantes, sendo diamante, tambem meninas, ou seja porcesso operativo, sera entao um deles, e o outro do lado do psd, pro da ova ave lem n teo santana

c omo ap par rece do mario soares, e c omo ode de um dos se us de seus filhos, fil h os, d ep o is se esr ram am mp circulo do vaso num da havau, homa ava do vao vaso, semem l emel homme ante, em angola, e gol a, com um do perfume, per rf vaso me serpente us kin quadrado, da al tura, q ue f al ava de rta raf fi co de dia am man t es , s en do di am ante, tam am tambem me ninas, circulo do vaso use seja por rc esso opera cruz iv circulo, o nono da opera, se ra en tao um del do ponto da dag es deles, e circulo do outrorol ad circulo do psd, por da ova le, n teo do santana

f sete dois cinco, dinheiro do ft, din he do rio do iro do financeiro, um nome apareceu neste texto, o tal amigo de infancia do durao, o coutinho, cento e quatorze, onze do qaudrado do bc , ba ck ground gravides, g ar rato ps av id espanhola, do ponto da dag da gu;a da cobra do angulo de tres marcas do mage made ria das mota serpente, mota m oto psd, do segundo quadrado do cruz do gato da faca direita do portico, o do te mp primeiro do circulo, do triangulo da direita do qaudrado da faca da luz, pria da luz, maddie, ma ad dd do ie, da faca da direita do segundo quadrado aberto, da esquerda, de duas bobines ligadas entre si, ou seja numeracao romana, dois bobis da ines liga gadas entre si, circulo vaso use seja do ano do me do mer racao romana

e ainda a cobra da estrema direita de dois quadrados do templo, portico, alcantara, imagem ao pe dos banhos publicos, da cruz da faca maior na coluna da direita, e do esuerda, o do triangulo, geometra, da cruz da luz, o escultor, do angulo da luz, e a extrema esquerda, um outro triangulo em faca de , dois masi dois, o quadrado da alimentacao do ritual da queda e da morte

e primeira inda, primeira cobra da est rato tp ps ema, di rei t primeira dedo do is de dois do quadrado det e mp dez, primeiro do circulo, potr ti tico alcantara, ima ge mao do pedo serpente dos ban ho os publico, sd serpente da ac ru zorro da faca maior na co luna da di rei cruz primeria, e do esu e rda do circulo dot riam gula dez primeiro do circulo do geo met ra da ac ru zorro da luz, circulo do es cu primeiro tor, do angulo da luz, e primeira e x da cruz rato ema da esquerda, um outro do rato ps ina gula em faca de do is ma si, id os do circulo do quadrado da al e men do tacao dao rito al da queda e da morte,

este pedaco de leitura se fez com base no meu desenho da estrutura interior do armazem que era mostrada nas imagens da peca, e que correspondia a uma etsruruta elevada que deveriam ter sido escritorios, uma especie de mezanini, mesa , madrid, zorro da ani da nini, da ninicha, ad mas tor, casa treze richard, que e tambem imagem semelhante, ss ml, ao do passeio da viuva, the widow walk, cruz he da viuva, vi da uva, mulher do durao, duplo vaso id co do coc dc circulo da dupla penetracao, duplo vasl da al, norte sul ak, metralhadora, met ra alha dor da primeira dora

este peda acp aco de lei ei it tura se fez com base, he roi ina, no me eu do desenho, da est ru tura ine rtao inter rio do ior, do costa, do ar ma az ze made rua do q ue era mm mos t rato ad da primeira na sima en ns da ap eca e q ue co rr es pond ia uma, e ts da tu ruta, tora, rota, el eva ad da primeira q ue d eve ria am teresa s id do circulos dos escrito do rio serpente, es c rito do rio , serpente uma es pe cie circulo ie, de me zanini, mesa, mad rida, zorro da ani da nini , da ninicha, ad mas tor, c asa do ruc homem ard do treze, q ue e eta tam am tambem, e ima mage ms emel semem do primrio home ante, ss ml, do p ass seio do io da viuva, vi da uva, t he do w id circulo do duplo vaso al ak, c ru zorro he da viuva, vi id da uva mul her do durao, d up lo vaso id do do coc de dc c irc culo da dupla p ene t racao, duplo vaso serpente primeira do vaso ar eta da al, b orte sul ak, met ra alha dora

ninicha remte tambem para nome de um corredor de autmoveis, que matou uns numa corrida em africa, para os factos de bannho, e para rodrigo cunha, e para os cruzes canhotos, a serie que foi feita em noventa e cinco sobre as praias portuguesas, para a rtp

bni nin e cha, rem te tam am tambem, para on om mede de um corredor de au t m ove ei serpente , q ue mat circulo vaso un serpente nu made ria do cor rid primeira em africa, para os f ac atos de ban n homem do no do circulo natal, e para rodrigo cunha, c un unha, e para os c ru zorro espanhol can home oto serpente sa da se rie q ue f oi , f ei t primeira em no ov v en t a e c inc , circulo s ob br rea p rai spor, tug guesas, s espanholas p ra priemira da rata do fo do tp

uma viuva do interiror se atender mos que a estrutura que reflecte o mezanini e por tabela o tal passeio da viuva, esta no interior do tal armazem que ardeu em camarate, interior, que declina em italia e interior, ou seja de uma zona interior do pais,

uma av vi uva do ine inter iro seat da cruz da en der, mos q ue primeira est ru ruta, q ue rato efe citculo teo circulo do me zanini, e por tabela lea, a abe e la circulo dot al pa ss seiso do io da av vaso uva , est c h ave eta no ene, cruz rato iro rao do t al ar rama az ze made rua q ue ard eu em cama do rate, do ra da teresa, ine rato iro rat do quadraado dec dc lina em it al ia e interr ior, puta costa, circulo do vaso use do seja de uma da zon, primeira inter rato ps iro do pais, tvi

tambem em meu caderno, desenhei eu a fachada exterior do tal armazem de camarate, onde se ve um trinagulo de fogo como um portico, onde do lado direito, real, no vertice montante cruzando na angulo da base, temos como que uma seta, cuja ponta aponta o ceu, ou seja aponta a seta, que foi enviada contra o cessna onde ia sa carneiro e seus acompanhantes, seta que com o vertide desse lado do triangulo em portico, da ainda uma outra precisa indicacao, pois desenha um x, ou seja duas setas cruzadas como se ve, em figuras de zeus, deus dos trovoes, e tambem associado como simbolo a america

t am tambem em me vaso cade rn ro, quadrado es s en homem do ei, eu primeira faca homem ad da primeira de este rato do ior, costa ps, do t al arma ze mad ria de cama ra teresa, onda da se do vaso , e, primeiro t rina ina gula dez de fogo, com circulo do primeiro do portico, onda del ad circulo da di rei ta do real, sergio, no vertice, mon t ante c ru zorro anda na ab ba ck ground gula da base, t emo sc omo q ue uma serpente eta, cu j primeira da ap da ponta, circulo do ceu, circulo o vase use seja, ap ponta primeira set , primeira do quadrado do vaso f oi envi ad da primeira, c on t ra circulo cessna, onda ia sade sa car ne do iro, e e us ac om mo anha ante es serpente, s eta q ue com do circulo do ove do vertice, do quadrado dao esse, cobra, sela l ad c irc culo do dot rin da gula em porto tico, da primeira inda ua da outra, pre e cisa indica cacao, p o is de es s en homem da primeira do primeiro x, circulo do vaso use seja do as das s etas, c ri zorro zad ad as com circulo se eve, em figo ra sed zeus, e eta tam am tambem, ass soci, sic, ad circulo doc omo s im b olo da pr ie can tora de mira am erica

e associa, pela imagem do quarto a tal deusa africana, que por detras das zeus esta, e me recordei a porposito da zulu que agora nestas letras apareceu, de uma que vinha com o rapaz dos ban quando cantavam, e que passou pela latina, para alem da outra rapariga do catalogo de moda, recentemente abordada, e aparecendo sade, agora, me lembro ainda de uma bela rapariga cantora que tambem apareceu associada a uma leitura na altura do avioes no porto, da primeira vez, da faca na casa das estacas no essse da estrada a caminho da foz

e as soci soc cia pe do primeiro ka ima mege made ria do quarto, da primeira da cruz al, da tal deusa, usa africana, q ue por dd det ra serpente das serpentes do s trovoes, ze use e sta , e me rrcorde ei do ia por ro posi to da zulu, q ue do agora nest as das letras ap pare rece eu, de uma do q ue da vinha com do circulo do rapaz, dos ban qua anda can t ava vam am, e q ue p ass circulo do vaso da latina, para al lem da outra rapariga, doca cat al logo demo da moda, rec en te mente ab bor dad, e ap pare rec en do sade, agora da me lem br circulo da primeira inda de uma be la ra par riga can tora, q ue e eta tam am atambem ap per refe eu, ass soci ad da primeira da auma, na al tura do avio espanhol no do porto, da prim, me da ira vaso e zorro, da faca na c asa das est cac aca serpentes no do esse, da cobra, primira do ca da am do minho da foz, do forte do oz


por debaixo do portico em seu cento, uma janela em rectangulo que esta no desenho divida na vertical, mas descentrada, sendo o pedaco mais pequeno o que corresponde a esquerda, e aind por baixo destes dois elementos, um afiada de outras janelas que sao como quatro dentes, ligados entre si pela linha de cima, como quatro dentes, sendo que o ultima, da esquerda esta aberto, ou seja, o que tera vertido, com dois da direita, menos abertos, estes quatro dentes, sugerem ainda pela ligacao entre eles, os antigos fulimantes de pistolas de brincar, que os traziam como pentes de balas de metralhadoras, o que acabou de acontecer ontem, assim se via nas noticias, um heli em sao paulo abatido por uma rajada de metralhadora,

por de ba ix circulo do portico, dos maconicos, em serpente europeu do cento, circulo da inglesa cruz do circulo, uma jane la em rec tan da gula q ue e sta no do do quadrado espanhol serpente inglesa kapa do natal divida, ana ver tica al, ma sd es c en cruz ad da primeira, , seprnte do ingles do circulo do peda, do ponto da dag do circulo mais pequeno eni, circulo q ueropeu cor rato ps es po onda da primeira da esquerda, do gancho, e primeira ind liga dos gados, en cruz re sio el da linha dec ima, com circulo dos quatro dentes, s en do que circulo vaso primerio da cruz ima , da es do quadrado do eu ra, e sta do teatro aberto, circulo do vaso use seja, circulo ue da teresa ra lo homem fato ac cao, en cruz le es entre eles, os antigos fuli man t espanhois, de pi st ola serpente de br inca ra do aro, q ue os cruz ra az ze em com circulo dos pentes, de bal as de met ra alha doras , circulo quadrado da ue aca b circulo do vaso de ac on tec ron te ma ass si me se da via na sn not tic cias serpente do priemiro heli, sem sade p vaso alo abatido, por primeira rahjada, ra jad circulo da primeira, met ra alha dora

ao lado deste desenho, no caderno, estao os elementos ja transcritos em parte anterior deste mesmo texto, tap, cruz ap, p vermelha falo voador, quinta da serpente do ero, ma do angulo c ino tecnica, do is dos procuradores, mu it o da foice, do ponto do ss do caralho ensagentado da desfloracao, com quatro quadrados disposto em linha vertical a sua frente ou seja circulo vermelho, j fi as do fu do alfa, bo fia s ma sk angulo do bico, olimpico brasil, hi homem hd as frequencias, fr q ue en cias serpentes, do dias das eleicoes, deverao ser as da chapelada com ritul, que elegeu a puta do cavaco,

aol ad circulo do quadrado de este deste desenho, no cade rn do no, eta circulo os elementos, principe, da ac ave eta cruz ra ns circulo dos rito serpente, em par e ante rato ps ior, det espanhola me sm circulo deo te x to da tap, c ru zorro da ap, p vermelha do falo voador, do ponto do ss da doca do cara de alho en sa g en t ad di do om, do quadrado da es flor racao com quatri, it, qaudrados, di s post os em linha vaso erica al , a serpente ua da fr en te circulo do vaso use seja, circulo vermelho, pticnipe do fi as do gato ass da sanha ad circulo bo fia serpente ma sk, kapa do angulo bico do li mp do pico, acores, hi do duplo homem, hd, das fr e q ue en cias , do dias, psd, no dia das eleicoes, da chapelada que elegeu o cavaco, do quadrado de eve ra circulo ser as da chapelada, com rito vaso do primeiro, quadrado do dulo, duplo vaso, el lego gato rato da ua da primeira puta de cavaco silva


muito estranho, e a semelhanca entre estes quadrados que aparecem nessas imagens e os quadrados dentes que vem desde o fio da imagem da cimeira da onu, e a similaridade refelcte se, assim sinto este perfume, nums outros quadrados tambem aqui ja referidos em parte anterior, na sala onde medvlev recebera agora, na sua ultima visita hillary em moscovo, onde se via num conjunto de seis, visiveis no enquadramento, uma estatua fininha tipo aquela africana que aqui trago, na cabeceira da cama, com duas setas cruzadas em sua frente, entre o primeiro e o segundo quadrado, na imagem da russia, e entre o quinto e o sexto, um busto, ou seja a figuracao de uma relacao entre um busto, homem, sentado, ou tipo tito, e a tal deusa africana, ou envolvida num ritual, como o da bd que a cauda do elefante me indicara, historia de personagens portugues, mae e filha do tempo do esclavagismo, que depois de dois crimes, de morte, acabam por voltar a portugal.

mu it circulo est ra do anho, da marca, e a primeira semem da emel home da anka, en cruz re est es pp anho l pena da hola, quadrados q ue ap pr rec cem ne sas ima ge en se os quadrados dos dentes, q ue eve em do quadrado es sd deo do fi do circulo da imagem na cimeira da onu, e primeira si mila ari dade, ps, filho do soares, ref efe primeiro do circulo da teresa do var da ra da se, ass si em sin da cruz est ep per rf primeiro me, nu , o primeiro de outros quadrados, tam am tambem da primeira do ki aqui, princiep da priemira refer rid id os em p arte ante raro ps ior, o do costa, na serpente ala onda me dv le vaso rec e be ra do agora na s ua vaso primeir da cruz ima , vas isis da sita, ho ll ary em moscovo, mo sc do ovo, onda da se da cia num c on j un to de se is, vaso isis vasi ei is no en quadra ra amen to, uam est tar ru primeira fi nin home da primeira, cruz ip, t uber cu lo se, priemria q ue da a ffr e can, q ue da primeira do qui aqui, cruz rago, na cab bc c ira da aca da cama com do as das s etas s circuo ru z ad os, em s ua fr en te , en vtuz reo circulo primeiro e o sdo segundo quadrado, na ima ge made ria na russia, e wn cruz reo joaquim antonio, e o serpente da se do x do antonio, primeir o b us to, circulo do vaso use seja primria figi racao, de uma da relacao, tribunal, en cruz re primeiro b us to, homem sena ad dor circulo do vasio da cruz ipo, tito, e priemira cruz al de usa , a fr ric ana, circulo do vaso en vaso circulo do primeiro id da primeira num rito , serpente do primeiro , com do circulo da bd, q ue ac auda do elefante, me indica ra, hi s tori primeira de persona ge en ns poto do gi esapnhol , mae e filha, dot em mp circulo doc circulo ava gato serpenye sm mo, q ue de posi do dois crimes, damo da morte da orte, aca segundo amior do por , vaso do circulo do primeiro da tar, primeira de por da guga al, o do dog do gal do porto

e inda uma outra semelhanca por estensao desta chave dos quadrados, que pode tambem se transposta para os tais quadros do conselho superior de magistratura, que sao salvo erro quatro os tais nas cores primarias, com primeiro ss tais rabos de porcos e depois, um x, imagem abordada em textos anteriores e que correpondem numericamente aos quatro do armazem de camarate, ou seja, relacionado com a morte de sa carneiro, e com os seis do fio da imagem de medvlev, dois, do conselho, ou a ele, lee, ligado, ou seja, a africana entre o primeiro e o do segundo quadrado, do quinto elemnto entre o quinto e sexto primeiro quadrado

e a inda , uma outra do serpente da emel homem da anka, por est ns sao, de sta c homem ave, da chave destes quadrados, q ue do pode curz ema ab be maior se cruz ra sn p os rta, ap do para os tais, br, quadros, do s onm sel natal la super, comida, do ior, de ema da magi st rata da tura, q ue sao ser p ene t delta alvo ero pata vaso cruz ro os st aix, nas cor espnahilas prime ie ra serpente com do primeiro ss tais , br, rabos, de porcos e d ep o is , primeiro x ima ge madeira ab bor dada em te x t os ante rio espanhola se, sec ue cor rato ep ponde em nume ric cm n teresa primeira do os dos quatro do aramazem de cam mr rate , ra teresa, circulo do vaso suse do seja rato ps el la ac cio na ado com da primeira morte dam circulo do mo rte, de sa da caren cruz rio, porto, e com circulo da se do is da ia ge madeira, de me dv le vaso, do is do conselho, p r ie mr ia do circulo do ua le liga do gado do circulo da se home da primeira princesa, aa fr e ric can en cruz reo p rie ie can tora miro e do circulo do segundo qaudrado, do quin to elemento, el lem n to en cruz reo joaquim antonio e o da se do x no antonio, zesx ro primeira da ua ad ra ad circulo

depois de isto escrever, me deu o espeiito mais uma id, o do mx de oitenta, o do minsiterio do exercito no ano de oitenta

d ep o is de is to es circulo rato ps eve rato med eu do circulo do es pei it circulo mais, fr, prim ira ida o do maior x de oitenta, circulo do min si te rio , p oto, o do exercito, nod o ab, o do quadrado de oitenta, circulo it en cruz primeira

zulu e uma histoira de uma escrava levada para o brasil e ai vendida, a uma senhora mae de uma filha q ie dela se tor na dona, ambas loiras, que depois fica viuva, sao personagens da historia, bocaiuva, o cavaleiro amante da senhora, vamirela esposa do duqe de viana, e amanda a filha dela

zulu espanhola, zorro do vaso da lu da ue espanhola serpente da historia, hi st tor ia, de um espanhola circulo rato vaso da primeira, primeiro eva ad da primeira do para do circulo do bra, isi primeiro le da primeira e eve en dida, a uma, s en hora, mae de uma filha, am ba seprnete, loi , fr, iras, q ue d ep o is fi ca vi da uva, sao pero na he en ns da historia, voca e uva, circulo do cavaleiro amante da sn hora, bam mir el primeira da es posa do quadrado do duque de viana, a amanda, a primeira filha dela, amanda, ressoa, em armanda, uma mae do colegio moderno, ligacao ps, filha de um juiz, lia primeiro do ia do da liga do gado do pc, aqui entrada no Livro da Vida

bandom sa em fulu, hammar abdon pasauu fulu, amanda baer daer banzeer, aanda daer, grobb aku fulu hm foice, ou seja traduzindo, o que lhe diz a ama da te ia da aranha, a fulu, depois de ela ter sido, teresa dido, chico tea ad aa, chicoteada, ban dom da se em fu lu, ham am mar, ab bd do don p asa do com boi do io do fu da lu, amanda ba e rata rda e rato r e b, ban ze e rato, da primeira anda dada e rato, gato da ar rp ro ob bb do ba ak vao fu li, da hm da f do circulo do io do ice

na capa, uma algema aberta, desenha um tres, uma algema empunhada por um captor, ou seja por uma marinheiro portugues de espada da terceira caravela, do capitao do paco, o fontes, o terceiro da gema dp fer rp, da corrente dao do oficial da marinha da caravela do pirata que prende a fulu, um homem que tras por sua vez uma divida com outro, xurxo,

na do circulo da ap da primeira, uma al gema ab berta rta, do quadrado do espanhol da serpente inglesa do home da primeira, primeiro de tres, uma la gema em p un unhada, por um ca pt tor circulo do ps, circulo do vaso use seja por, uma am rim do he do rio, psd, porto, gato do com do boi do io de es pda, dat rec e ca da caravela, doca do c apit , primeira do circulo do paco, do circulo do fontes, circulo do terceiro da al gema da dp do ferro rp. da cor ren teresa do dao, do oficila da marinha, da aca da cara ravel la , ad co circulo do pirta, q ue pr en dea primeira fulu, gato ass sanha ad circulo da lu, um home q ue cruz ra serpente por s ua ave zorro primeira di vas o id da primeira cm do outro, circulo maximo do outro do cm, o do x no urso, madrid, o do rai o x circulo

e ainda mais um eco sincrono no tempo do aparecimento desta linha dos dentes e da ferradura da besta, ou dos dentes da besta, que era dada atraves de um anuncio de qualquer coisa para cabelos ou algo assim, onde se viam a bela naomi, e a bela cluadia schiffer, e mais uns belos rapazes que avancavam de costa com roupoes, e depois como que em parte os despiam a dizer que tinham ficados mais ou menos nus, o elemento de ligacao, eram excatamente os quadrados, que estavam na parede, em forma grafica e que correspondem tambem a uma rotacao de cor sobre o logo da tal coisa, ontem no telejornal, de novo um estranho fio a este se juntou, o facto de um dos tais modelos, ser brasileiro e ter ficado paralitico, num acidente de carro, com uma vertebra da coluna partida, e ao momento de isto ver, nao deixei de pensar na agressao que aqui fui uma vez alvo, e que me deu tambem cabo de uma

e primeira inda da dama do mai serpente primeiro e co sin circulo ron di circulo no te mp circulo do ap pare rec cimento, do quadrado sta da lina hd do os dentes e da ferr ad da ra dura da ad , da besta, circulo da vaso dos dentes da bes cruz d p rie can tora de mira, q ue ra dada at rav espanholas de uma no un cia, ano da un da cia, deque ual quadraod do vaso ue rato ti ps do rc co isa do para cab elos circulo do vaso ual goa as si em onda se via am ma ab e la nao do mie e primeira bela circulo lu sc hi do ff, o do ferro, da ad do ia dec ual quadrado do vaso europeu do rato ps, e ema si un ab elos dos rapazes da c auda ava ana aca av vam da manha do costa, ps, com ro up poe espanho ie sed ep o is com circulo do qaudrado da e ep o is lga da ac sao era e x cat tamen te que mente, os quadrados , q ue est ava vam am na parede, em forma gato ra fi ca e q ue cor rato ps espanhol ponde em tam am tambem, a uma , rota taco tacao, de cor da serpente ob br reo do circulo do logo, da l al do isa, on te no brasileiro, e teresa fi cado, br, de en ovo, um est ra do anho fi do io da primeira de este sej un to vaso , circulo do f ac to do ato, ode de um dos tais modelos, ser brasileiro e teresa fi cado para rali tico, nu primeiro ac in dete ted de car ro, com uma vaso e rte bra, da co luna pa art ida, e primeira do circulo mo men to de is to ove rato, ps, nao de ix e id e pen sar na primeira gress sao, q ue da primeira do ki aqui forte do vaso e uma ave zorro alvo, e q ue mede eu vaso tam am tambem, cao do cabo de uma

numa da imagens de mais esta guerra na aparencia entre traficantes e policias, um autocarro a arder, figura o fogo saindo da memoria do mcaintosh que acabara de mostrar no ultimo video aqui publicada, quando no dissipador tocara o que depois digo parecer som de berimbau ou de marimbas de caixa pequena, e sendo que um dos tunes que quase ali no momento musical se forma, me remeteu para a queda de um dos apolos, mas nao serao os de agora, porvavelmente quando a missaa apolo foi interrompida, isto o sei por intuicao, tambem curioso, nao deixa de ser que depois de tocar, quando depois falo da frquencias agudas e mostro uma bobine, quando de novo a mostro, o som se faz, ou seja se confima assim, a relacao da queda com as bobines, e sendo que na imagem se ve antes um bico feito pela producao profissional, revista de video, abordada em dia recente, e um cartao da gda da gisele, telles riberio da rua de entrecampos da lapis lazuli da maia da sobral mendonca, s can tora da dol da ars, com um desnho por cima de um home de chapeu deitado num dossel, que tapa em parte o logo da maca cinza azulada do apple e lhe faz, como que um desenho de um homem, ou seja a imagem do home das torres, o som que digo remeter para o indicativo da missao apolo, e que eu em pequnino tocava numas marimbas de caixa, e feito nas quatro pequenas torres da selva das torres, ou seja quatro, quatro as que cairam, depois falo da memoria e mostro o cabo que liga a matrox, ou seja bonifacio e paulo cardoso, pantalha, e a imagem, dos cartoes vermelhos que com outros nesse numero onde o bonifacio aparecia, eram como que mostrados, ou seja o cabo serial da mat rato ox, da dama da cruz do rato ox, segundo do io, dos dicos duros, ou seja das gravacoes, e dos numeros, digitos, aplicacoes

numa da mad da primeira ima ge ns de ema mais e da cruz da guerra na ap pr e cna e en cruz re , cruz raffi can t espanhola e pol e cas, primeiro au toca do carro da primeira ard der, figo ra circulo do fogo, sa inda da dame emo ria do mc primeira in to serpente homem, q ue aca ab bar ra demo st rato ps ada r, no vaso primeiro da cruz imo ov id e circulo da aqui da pub lic cao do quadrado qua anda no di is sip pado da dor, toca da cara , circulo do quadrado da ue, ep o is dig circulo par recr s om de br rimbau, circulo do vaso de mar rim ba serpente ted sed, e dc aiza, pequena, e s en doque de um dos tunes q ue a ua ase sea ali ino neo em to, mus sical se da forma, me reme teresa vaso par patricia cavaco ra, da primeia quda de um dos paolos, ma serpente da nao se rao circulo os do agora, por vaso ave lem bte, carmona, qua anda dao primeira missia, applo f do io ine rom do rato do om da ar, is to circulo da seprente do ie, por in tui sao, cao, tam am tambem, cu ur rio porto serpente, nao de ia ad e ser q ue ep o is sd e toca ar rato ps, primeira au ub bn dode ep o is, f alo das fr q uen cias da priemeira gata vaso da mo cruz ro primeira bob ine, e qua anda primeira am mos cruz ro de en ovo do circulo s om da sef az, circulo do vaso use sea sec om fi ima, as sima primeira do t rib un ak da relacao, tribunal, da queda com oas bobi e ns se s en doque na ima ge made ria da se ante e ps n hola, primeiro bico, bic natal, nata al, f ei it circulo pela ad da pro duc sao pro fi sio na al, rato e vaso ista, de vaso id e circulo, ab bor rda dad em dia e en te , e um car rta tao dag da gisele tel do onze do espanho, rib e berio, da rua de entrecampos, da ala do lapis la zuli da maia, do ponto da sobral mendonca, seprente can tora da dol da ars com um do d es sn hi do ip por c ima de priemro home dec homa ap da ue deitado, num primeir dossel, q ue tap da primeira em p aret, al logo, dama aca x in za az vaso lada, do da primeira da pp le e primeiro he do f az com circulo dc, circulo do vaso use seja primera ima ge maderia das torres, circulo vaso use seja quatro, au di, quatro as ca iram d ep o ia serpente do falo de meo ria, e mos roc do circulo do cabo, q ue li homa da primeira a matrox, mat rato ps ox, circulo do x, circulo do vaso use seja do b ni f ac cio do io ap apre rec ia e ram co circulo do q ue mos ra ad os , circulo do vaso use seja, circulo do cabo se ria al, dama do mat rato ox, da dama da circculo da ru zorro, do rato do circulo do z, segundo do io , do sernete dos discos duros rossos, circulo do vaso use seja da sg rava ac co espanhol e dos nu mer do eiso di git os ap li cacoes,

continua...