terça-feira, novembro 24, 2009


em
nome
da
justiça

en dj
j dn
me aa ca es
em no med da pr ie mr ia da justiça

em
nome
do
amor

en d am mor
em no med circulo do am mor

em
nome
sempre
da
paz

en sd p
p d s n e
me e a z
za ee m
em no me se mp red a p az

e
da
prevalencia
do
justo
e
da
justiça
na
conduta
dos
homens

edp dj e d j n c d h
h d c n j d e j d p d e

e d a pre valencia do justo, e da ju st tica na condo vaso cruz primeria do se rp nete homem do ome en ns

entre
os
homens
naquilo
que
se
chamam
de
todo

e o h q s c d t
t d c s q n h oe
es s o ee meo
oe me e os se
en t reo ops , ups,


o ps ho om men en ns na q u ilo q ue se cha am de todo


e
das
suas
relaçoes

e ds r
r sd e
es ss
ss se

e d as s ua serpente relaçoes, r el ac cortez oe es

pois
a
justiça
é
pilar
do
amor

pajépda
adpéjap
sa a é r o rat
p o isa da js u tica, é pilar, homem de melo, do amo am mor

e
não
se
funda
um
sem
o
outro

en s fu s oo
o os u f sn é
e o e am mo de outro
en cao se da funda , prmerio serpente emo do circulo do outro

meu
negócio
consigo
senhora
é
o
amor

mn cs é circulo am mor
a circulo é, s en hora, co nsi sig circulo ego ciso me eu, ne gato acento ema no elle cio
en cao se da funda de um s emo de outro

ah
senhora
muito
negociaria
eu
contigo
amada
ao
perto
pertinho
beijos
sem
fim

a sm ne ca a p p b s f
pp a ac en ms a
h a o a u o a ooo
priemria do home s en hora, europeu, c con ti gato circulo ao per to pertinho, per tinho , ps

a h senhora, mu it circulo ne g o cia ia ava dele, eu c on ti gato circulo am ad da priemira ao pert circulo do per do tinho, ab bor la bei j os se maior di em

( no momento da escrita oiço, o acidente é a chave, o acidente com o carro da minha mae, um remoto por consola de bubs, assim mostram as imagens dos filmes do cronenberg

no omo meo em cruz circulo da es circulo da ria do oiko, es, circulo do acide dente é a primeira ac home ave, circulo do ac, id dente, com do circulo do carro roda dam am min homem da priemira maem, um ren emo ot por rc on sol ad de b ub s ass si em mo s ram as sima maeg en ns sd os fil me sd do circulo do doc ron en berg nono)


abri os olhos gentes deste pais
exigi aquilo que por direito é vosso
exigi a justiça a que tendes direito

a o sg dp e a q p d é v , e a j a q td
ab rio os sol olhos circulo do primeio homem os, genet ene net ts sd de este , país, e x e gi a quadrado vaso ilo q ue por de direito, fac, é vaso osso, e xi g ia justiça, priemria do quadrado eu t en d es de direito

lembrai-vos que a vontade dos homens
gera e cria as cousas

l v q a v d h g e c a c
lem br rai do traço ingls vao vaso os q ue priemria von t ad dedo do s homens ge ra e c ria sas co usa serpentes

porventura pensais que a corrupçao
bem instalada, bem nutrida
ao longo de uma vida inteira
se traduz exclusivamente em
enriquecimento desbragado

pp q ac cn ni bn a l d uv i s t e ee quadrado

pro vaso da inglesa tura, pen sa isque do quadrado europeu do pr ie mr ia da corrupçao, b em min st alada, b em nut rid, id da priemria, aol ong circulo de uma vaso id da primeira int te da ira set rato ps ad zorro é x c lu us siva vam am que mente em enrique cie iemento mn antonio, do quadrado es sb do db da bb de braga gado

ou trazeis presente que o dinheiro
e seu trafico associa a expressao deste pecado
à arrogancia que funda
bem piores e negras desgraças

ot p q o d e s t a a e d p à a q f b p e n e
circulo do vaso cruz ra az aze ze is pr es en teque, madeira , circulo do dinheiro, e s eu cruz raf fi o as soci primeria , e x press sao do quadrado de este, pe c ad da primeira, à ar ro gan cia quadrado europeu da funda, b en pi o rato ps espanhol e en negras desgraças, es sg graças, rat ac es acas as


na ponti

vós que na casa da repersentaçao
dizem representar
a que eu chamo em
propriedade e razao
bandidos e ladroes de crianças

v q n cd r d ra q e c e p e r b e k dc
vaso ac en t o os q ue na ca sd da ar ep perse en t ac sao di ze mr rp pr es s en tar, primeira aqui do ki europeu circulo ham am amo em pro rop pr rie ie dade e r az primeiro da asa circulo dos bandidos, e kapa dos ladroes de crianças, ban diod se kapa dos s l ad ro es sd dec ria ancas espanholas

quando decidis assegurar
este caminho que todos
friso todas
as casas politicas
assim em acordo
sempre constituiram

qua anda dec id is ass segur ar este ca minho min ino, q ue todos, fr iso todas, as ca sas pol it ticas ass si me ema ac cor do sm mp rec on ns titu vaso iram

ou
porventura
algum
de
vós
ou
mesmo
todos
ireis
negar

o p a d v om t in
n it m ov d a p o
o u a m e s u os sa
r ss o u s e m a u
circulo do vaso por vaso en tura al gum de voas acento os, me sm circulo todos, ire reis ne gato da ar

podereis
negar
a
verdade
que
até
ao
momento

pode der reis ne gato ad ar ave rda inc com ova vaso angolo prmeiro ad e q ue a té , primeira circulo mo om neto, i

de
que
sois
vós
os
primeiros
responsaveis
por
esta
tenebrosa
realidade

d q s v o pr pe t r
rt ep rp ov s q d
deque, madeira, de q ue s o is vaso acento os primeiros r es ponsa ave is por e sta t ene br os a re al id ad e, q ue paula t ina que mente, dia ria am mente, se in st alo vaso nós dias, psd, reg gi mes e q ue

que
paulatinamente
diariamente
se
instalou
nos
dias
do
regime

q p d s i n d d r


e
como
pantano
ao
crescer
assim
se
torna
sempre
mais
nauseabundo
e
multiplos
cadavares
por
explicar
começam
a
aparecer

e cp a c s t mne mc pe caa
é circulo omo om me pn primeira curz ano, priemira do circulo rato espanhol cere, se ton ra, se mp rato ps ema mais, fr, nau use sea ab un dó, e mu primeiro cruz ip l os c ad ava rep por e x p lic ar com eca cam am es, a ap pre recer

que
no
clube
dos
usurpadores
do
povo
que
vos
nomeia
e
elege
começam
mesmo
vossos
filhos
a
cair




que
no
clube
dos
ursu r padores
do
povo
que
vos
nomeia
e
elege
começam
mesmo
vossos
filhos
a
cair


q ue do no do c lube ub e, dos is us s ur ro pado dor es do p ovo q ue vaso os no me ia e lege com eça cam am me sm circulo do vaso dos ossos fil homem os
n cd u d p q vasp ne é cm vaso do f ac air


deverei

considerar

entre

eles

snu

abecassis

carneiro

adelino

amaro

da

costa

vossos

filhos

nossos

filhos

de

portugal

mesmo

quando

não

o

sendo

dc ee sa sc caa dc v fn f dp pm q nó nós os serpente


quadrado eve rei ei c on s ide der ar en cruz re el es

sn u abe beca assis sá car aren ne iro do ad el ino

amaro , am mar aro da roda do costa, vaso dos ossos, pedro costa, fil home os no ss os da fil home os de portu gal me sm circulo qua anda n cao circulo serpente en dó , quadrado do circulo


deveria

achar

normal

a

ausencia

de

respeito

entre

pares


dana ad rep

qaudrado da eve da ria ac aca cc ac home da ar norma al , a au use en cia ad e rato es pe it circulo en cruz rep ares


sem

deixar

de

por

todos

os

pares

a

par


sd dp pt to top ap pap


se made ria e ix da ar de por todos, os par es ares, ap par ad da a da ar


quase

cem

almas

na

queda

da

ponte

entre

os

rios


q can q d p e o r

r o e p d q n ac q

e m s a a ae ess

e m sa aa ee ss

ss ee aa as me


qua ua ase c em alma sb sn pr rie ei emi mira, na queda da ponte, en cruz reo os rio os serpente


onde

as

deverei

pôr


o a d p

p dao

e s i r

r ise


onda as do quadrado eve rei ei


onde

as

porei

na

balança


o a p n b

b a p ao

e s ia a

aa o s e


onda às rato isco por rei ei na bal lan anca espanhola


tendes

porventura

algum

de

vós

pequena

duvida

em

que

prato


t p ad v p d e q p

pq e dp v d a p t

sa me sa am e o pr rato do ato


t en quadrado sd circulo es da por vaso en tura al gum de vas os acento pe quadrado un ad uv vaso si id da primeira em q ue pr rato do ato


ou

aos

milhares

que

se

vao

em

silencio

e

sem

rosto

ou

face


ou

aos

milhares

que

se

vao

em

silêncio

e

sem

rosto

ou

face


o am q s vaso em fr es rof

for se fr em vao se q ue mi l homem ares primeira do os circulo do vaso

circulo do vaso da primeira os mi l homem ares ar espanhola q ue se do vao, mario soares, em si len cio do io, fr, maçon, e es em ro st circulo , circulo do vaso da face, f ac e


que

quase

por

eles

se

em

numero


qq s poer sd en

ne ds ep s qq

ee ó r se á m o

q ue qua ua ase serpente acento no circulo poer , por oe rato deles, seda acento, em no primeio mer do ero,


nao

sao

todas

as

almas

iguais

do

mesmo

tamanho

merecedoras

do

mesmo

respeito



n s t a a i d m t m d mr

nao sao , todas as al lamas si gato ua is sd circulo do mesmo, t am anho mer rec e dor as sd do me sm circulo rato es pe it circulo


porventura

por

serem

de

outros

pares

seriam

menos

se

par

algum

fossem


pp sd o ps m s p a f

por vaso en tura por se rem de outros, par ares es se ria am men en os se par al gum fosse maior


achais

porventura

que

delas

me

esquecia


ap q d me

e m d q pa

e a e sea

a es sea as s


ac acha home primeira is por vaso en tui ira ra q ue delas, me es q ue cia


traremos

alguma

razao

para

nao

esquecer

nem

calar

as

tremendas

injusticas

que

muitos

suportam


t a ar pp pn ne en cati ti q ms,maior serpente

curz rat ar remos emo s al gum da primeira da ar az aza pr ie mr ia do circulo do para n cao es qaudrado da ue ser, ne do mc da cala ar , pr aia canarias, ca l ar, às das tremendas in js u tiças, q ue mu it os s up porta orta rta tam am


não

conheceis

a

imagem

do

pantano

e

daquele

que

vivo

se

enterra

a

si

mesmo

com

o

seu

próprio

peso


n ca id p e d q v s e as mc o s pp


n cao c on he se do is da p r ie mr ia da imagem, do pan t ano é d a q vaso dele, do quadrad da ue eva vaso do ivo da se da en cruz, re rato ps ra, a si me sm circulo com circulo duplo do os serpente europeu pro pr rio do io do peso, argentina, argent ina


manietado

em

seu

mais

pequeno

mover

que

se

traduz

na

acelaraçao

da

própria

perca


me sm pm q st na da pp


man ani ie eta ad circulo em serpente europeu mais, fr, pe q ue en no mo ove rato ps q ue set rato ps ad uz , bna na ac el lara raçao, da pro p ria da perca, pe rac rca, pe ix e


não

sabeis

que

uma

parte

do

copro

é

sempre

comum

como

o

uno

corpo

que

se

afoga

nas

aerias

movediças


n s q vaso da p de dc é, ss cc o u c q sa san ana am

n cao s abe is q ue uma p da arte do cop ro é, se mp rec om mum priemrio circulo omo , circulo un circulo corp circulo quadrado ue se a fog primeria na sa eri, ar rei asa às do mo do ove dica s es ap pn da hol


e

que

todas

as

partes

formam

o

todo

e

sempre

entre

si

ligadas

estão


e q tap ap f ot te q s se es l e le

e quadrado da ue todos, as p arte for man , circulo de todos, e q ue se mp re en cruz raro es si liga do gado est cao


continua....

bela menina , quando vejo seus olhos, fico sempre feliz, e a olha-la assim a tentar perceber o que me diz com seus belos dedinho espetados nas pr es silhas, mostrando sem mostrar belas partes do seu corpo, onde se fala de jogos aereos, em casas de cabelos e de cabeleireiros, com eles assim, como outros apendices que alguns nas vezes trazem e espetam nao em suave nos suaves vales,

b el lam am me nina, qua anda do vejo, se us olhos, fi co se mp ref e liz, e priemria do circulo do primerio do home da primeira do traco ingles de la, ass sima priemria ten cruz ra per re cebe segundo ero , o q ue me di zorro com s ue sd b elos dedinho, es peta ad dos na pr es si l h as mos t ar rn do se m mos st a ar de belas, p artes do s ei corp circulo, onda da se do fala, de jo g os aereos, barcelona, e madrid, em ca sasa dec cab elos e de cabe lei rato ps iro sc om deles, as si mc omo outros ap pen di ice es, q ue al gun ns na s vaso e z es cruz ra az ze me es peta tam am, em s u ave, nós sa ub v es vale s
me confirmou o espirito depois de escrever o texto onde falo da monica lapa, que finalmente tinha pela Palavra encontrado o responsavel pela maldiçao que sobre ela fora lançada e que a conduziu assim à morte

me c on fi rato mo circulo do vaso do es pi do rito, do quadrado ep o is sd é, es circulo rato ps eve ero circul do texto, onda do falo do dan am dam da mini ca, da monica, lapa, que fina al mente tinha p el a pal av ra, en cc, cristina coutinho, irc culo en cruz rato ad circulo, do responsavel , r es ponsa ave do el kapa da maldiçao que sobre ela fora lançada, e q ue ac c on d uz e vaso ass sima am morte orte

...
no dia em que voltava das danças de lisboa, em que fora a porcura da cassete do spot das danças de noventa e quatro, ali ao chegar a pampulha, em frente a casa apalaçada com garagem, onde em dia não muito ido como aqui narrado, uma rapariga se encontrav dentro de um carro, em estranha posiçao, com o motor a trabalhar, até à minha passagem, alguem dixara uma placa de comunicaçoes, e sendo que quando a apanhie, do passeio, uma senhora nesse palacio, noprimeiro andar ao telefone certamente a alguem outro daria conta de que eu a apanhara

no do dia, di do io, em q ue evo vaso circulo da primeiro da cruza ava , a das dn danças del lis is boa, em q ue for da primeira da ap por rc do cura, da ca serpernte do sete, a do spot, tvi, das danças de en ovo da venta ingles em noventa e quatro, al ia do ciculo do chaga da ar da priemria da ap da pam am pulha, em fr en te ac asa ap pala es ad da primeira co c om da g ara ge monde, em dia, n cao mu it circulo com do circulo da primeira aqui na rr ad circulo, uma rapariga, se en c on t rarto av, d en cruz rode de um carro, em est rato anha posisic sao, com do circulo do om oto tor, a cruzz raba bal do homem da ar, a té acenta primeria min do hoem da primeira ass sage mader ria al g ue made ria di x aram, zara, um p laca cade com muni, tuiv caçoes, e s en doque q ue qua anda a ap pan hi ie, do p ass se do io, uma s en hora ness ap pala cio do io no primerio, anda rato ps primeria do circulo do tele fo fon one e, ce rta tam am que mente, a al g ue ma de um outro da ria , aveiro, conta, deque eu da ap pan hara

ontem ao ver um pedaço do programa do paralamento europeu, a iluminaçao do decor para a placa de alguma forma me remeteu e assim a fui ler, buscando-a no sitio onde inicialemente a deixara quando a trouxe da rua

on te ema ove rato um peda es cod circulo do pro gato da raam do para lam en to europeu, primeria e lu mina ac sao es, do dec circulo do rato para priemria op laca, de al gum primeira forma me reme te ue ass sima f vaso ue da ler, b us sc can ando do traço ingles da primeria do ano do siti , circulo onda em ni cia al le lem n tea de ix zara, qua ando da primeira cruz ro vas x e da rua


aqui foi onde eu a deixara, ou seja ao pé da porta, por detras do bico do chapeu do icep, na esquina da porta no sitio onde nesse dia ou seguido a montanha figurada pela roupa de novo aparecera,

rime da oprimeira aqui do ki f do io onda eu priemira de ix xara , circulo do vaso use seja , priemria do circulo do pe da porta, cds, por det ra sd do circulo do bico, br o che, doc maconico cha ap eu do icep, na esu quadrado do ina, da porta, cds, no siti circulo onda nesse dia, circulo do vaso se guido, it, primeira am montnaha figo ur ra ap el aro vaso pa de en ovo ap par rec cera,

depois de uma irritaçao contextualizada, e de lhe ter dado um pontape na placa, como se repara , as duas torres simbolizadas na placa ficaram inclinadas , principlamente a do lado esquerdo, que com a da direita faz assim uma especie de vaso

d ep o is de um e rato ps tita sao, c on tex tua al iza ad da primeria , e del he teresa, quadrado do ad circulo de um ponta tap ape na p laca, com o se rato es p ar da primeira às das duas tor r es, si em bol iza ad a sn primeira da p laca fi caram inc lina ad as, pr rim cip lam am que mente, a do lado, esquerdo, q ue com a primeira da direita, f az ass si em uma es pe c ie de eva vaso


hoje de manha, a lendo , assim nela li, vaso cinquenta e oito angulo do circulo dez do quadrado do sete rato e vaso da dag do circulo do gp, traço ingles terceiro do circulo do oitava, duplo circulo do primerio sete do circulo lop, fioc, made in china, setenta e quatro, quadrado do sesto de setenta e quatro do traço do circulo do quadrado, do ponto de oitenta, sn foc terze circulo do traço sobre ft oitebra e tres angu guloa 3m, m ac oietnat e dois setenta e dois, vinte mi da iba, segunda do sessenta e seis, do bar do ra dos duzents, do 66 m h zorro, 6 m zorro oz circulo zo oitenta e quatro, sete, malaysia i k cinquenta m pre lo f al te ra max ponto amarelo e negro, w in band sessenta e oito, cento e onze, delta segundo quatro circulo do primeiro, js vinte e oito, f cento e vinte e seis, it, j 3 d setenat e cinco, a6, duzentos e sessenta e ste , duzentos e trinta e dois, circulo maria co pt delta rigth, circulo do quadrado dos pontos amarelos e vermelhos, do ml, da p 3, fox con ml do traço inggles do vaso de noevnta equatro, circulo E vinte ecinco , terceiro do ii do trinat e um, primeio sete do ru invertido, como a placa do g4 , leitura aqui no livro da vida em video, segundo, circulo sessenta e seis, cinco circulo 44 esterla delta maconico de fogo, como o do colar do bode, mo ne delta ba ru l ho , lan é pb link com


qua ando est ava a es c r eve r is to, este pp pap el com as ano taçoes, es, q ue f oi alvo o de pub lic caçao, o q ue t ra s os im b olo do delta t r ip lo, d es liz o u a o mo men to do cade r no , e p o iso u s ob reo cartaz oz ,sic, car tao da ar rata ps ema x prisma invertida, fr cores, e por cima da t am pa tm do traço ingles un o ba ll eye