sábado, dezembro 05, 2009

Continuaçao



mas

estes

atentados

em

minha

juventude

não

foram

protagonizados

pelo

cds


me a em j n f p s p c

cp s p f n j m e a e m

ss em a e ô m s Ó os


ma serpente de este es, em min homem da primeria da juventude, governo, n cao de ondas sobre o circulo , o do forum, porta tag gato oni iza ad os serpenet acento na ema nu elle p do elo do cds

serpente pn teresa


como

tambem

pelos

mrpp

que

tambem

atentaram

contra

a

minha

vida

em

algumas

vezes

como

aqui

a

todos

narrei


c tp m q t a c a m ve av caa t n a

nt a ac v a e v m a c a t q m tc

circulo omo do mr , o do pp, que é eta tam am tambem, at t en t aram contra , priemria am min homem da primeria vaso id da primeria em al gum as caso e zorro espanhol, circulo omo , circulo da primeria do ki aqui, primerira de todos na ar rei


e

depois

como

se

sabe

as

bestas

migram

e

hoje

algumas

delas

tanto

de

um

lado

como

de

outro

dos

extremos

estão

em

outros

partidos


c s s a b m e h a d t d u l c d o d e e e o p

circulo omo da sé, o sabe, às das betas da bet sa mig ram am, é home do oje, al gum as delas, t ant circulo de um lado, circulo omo ode de outro do os, e x t remos emos es cruz primeria onda do circulo em outrso de outros partidos, p art da tid id os


e

se

a

santa

aliança

nada

santa

nesse

tempo

existia

mais

complexa

ela

se

tornou

nos

movimentos

das

bestas

ao

longo

das

suas

carreiras

de

terroristas

pelos

diversos

partidos


é se da sea da primeira serpent ant primeira al ian anca espanhola, n ad da primeira santa, j do aceto da primeria ness , + e te mp circulo , é x s it ia mais, fr, c omo mole ole ep ll é xa, dela ase se trono vaso nós, dos moviemntos, da sb be sat ts sao da onda do l ong circulo , da as ss ua s das carreiras, ondas, por che, de terresa rr titas , rita sd det p leos do quadrado di iv dos versos, p art tid id os


asa n s j n t e m c e s t n m d b a o ~ l d s c d t p d p


uma

santa

aliança

assim

estabelecida

nada

santa

para

melhor

sempre

o

cruxificar

e

do

sangue

retirar

as

falsas

glorias

com

que

se

ia

revestindo



usa a en s p m s o c e d s sangue, r a f g c q s i r


uma, s anta da aliança, al ina anca espanhola, es stab el le da cida, na ad da primeria santa, para ra me primrio hor, se mp rato é circulo do can tora ru uz x e fi car circulo ar , é do sangue rato e ti tir rato às f al alsas, p u dim das sas g lo ria sc om q ue se ia art ro ps eve es cruz indo


vampirismo

é

outro

nome

disto


vam am mp pro is sm circulo é outro no me di st circulo

vé , c irc do clo em quadrado di st circulo


processo

similar

que

socrates

e

o

ps

em

modo

igaul

me

tem

sempre

feito


ps quadrado socrates, é circulo do ps em mode, e gato ual me te ms se mp ref ei it circulo, feito

por rc esso si mila ar rata do qaudrado europeu do socrate, é do circulo do ps em mo da ode, ei hato da ual me te ms se mp ref e ei cruz circulo



diria

mesmo

uma

obstinada

vampirizaçao

um

continuo

roubo

de

ideias

e

nao



d mu o v u c r d i e n s

sn e id e c m v o u m d

a o aa omo oe es

di da ria de aveiro, me sm circulo de uma ob st ina ad da priemria do vam pi rato iza sao esapnhola um conti nu circulo de ro ub circulo de ideias, spa e en cao serpente acento na ema nu da dele


de

um

filho

e

de

sua

infancia


crime

imperdoavel

aos

olhos

de

Deus

e

do

Amor



de um da fil homem do oe de ss es serpenet da ua in fan c ia c circulo rime ei mp per do quadrado do circulo do ave el

a o s o l h s ode De us e do amor de um fil h o e de s ua

in fan cia

duf e d s in fan cia c rime ei a o d d e d a m



morra

seu

cabrao

de

ladrao

de

meu

filho


ms c d l d m f

fm d l dc sm

au oe o eu o

o ue oe o ua

mor ra serpente do eu cabrao, c ab br ra ode la ad ra ode me vaso fil natal , nata al natal


!!!!

?


continua....

a imagem da peça do piao que mostrara, em vermelho, e sendo que piao é tambem imagem de furacoes, apareceu no atentado ultio do paquistao, onde flavam de g3, e numa aka com cartucheira em s emi arco, uma delas trazia a peça equivalente virada para baixo, em negro, ou seja roma,

primeria ima ge made ria da p eca do piao, q ue emo mo st ra em vermelho, é serpente ed dó, doque piao, é eta tam am tambem ima ge made ria q ue furacoes, ap pr rece un vaso atenatdo, vaso priemrio t io do paquistao, onda fla ava vam am de g 3, en uma a ka ac cam com c ar rtvaso cje da ira em s can tora arco, madris, uma adel el as st rato az ia , primeira eca , é qui iva al lente vaso irada para do ba ix circulo em negro, circulo do vaso use seja de roma

...
o rapaz do governo ingles que eu em dia recente comentara sobre aas encenaçoes dos dossiers que trazia o do supremo aqui e o belga, apareceu ontem a fazer de cobra numa porta se calhar circular, a entrar para uma reunião da nato

circulo do ra az do governo ingles, q ue e vaso e dia rec cente, com en tara s ob br rea às das encençoes, en cena ac co cortes es, do sd oss di ie rato serpente q ue cruz ra zorro ia , o do supremo aqui é o circulo belga, ap par rece vaso on te ema f az ze rato dec cobra ob obra, numa da porta, sec la home ar cir cu ll ar primeria a entrar, para uma da reunião, tvi, da ana da nata da nato, n ato
Explicaçoes aos passaros sobre as jogatanas ultimas da putas politicas, em tres fios de imagens

E x p lic caçoes oe es circulo da priemira dos p as s aros s ob rea s j o gat ana s ul t ima sd a puta s poli ticas , em t r es fi os de ima ge ns

da corda no pescoço, primerio teixeira dos santos se sentava numa mesa do fisco, como indo pagar impostos, curiosa metafora, à volta desta imagem os fios, do outro menino que com ele trabalha, como se levantando, a parecer abandonar o cargo, tudo isto depois de eu ter interpelado de novo os bandidos, directamente o outro, o ex ss, sobre os actos de corrupçao que me tem feito na segurança social e tambem nas finanças e que continuo sem resposta, clara, a nao ser estas merdas de jogos e joguinhos

do quadrado do ac da aco rda no p es coço, prime rio do teixeira dos santos, se s en t ava numa da mesa, madrid, fi do isco, com circulo indo pa g ar rim post os, c ur rio do io da sa m me t a for a, à v o kapa do primeira da cruz primeira do quadrado de sta ima ge mos os dos fios, do outro menino, q ue com ele t r aba bal da alha all, com o se l eva van t anda, da primeria par recer ab ban dn aro c argo, tudo, is to d ep o is sd e eu teresa rim inter rp el ad o de en ovo os dos bandidos, die r cta em net do circulo do outro,o da ss é x ss, s ob reo os dos actos de corrupçao, dec cor rup ac sao es, q ue me te maderia sw feito na segur ança soci al e eta tam am tambem nas fina aças e qq ue conti nu os em mr es posta, clara, ana circulo, ser estas merdas de jogos e joguinhos, se rato destas , da sta serpente das merda de jo gose e jo sui em ho os se rato, ps

depois a interpelaçao na ar, aqui comentada em palavra orada

d ep o isa inter rp el la aç espanhola cor e t zorro do cao na ar, primeira do sd circulo do ki aqui com en t ad a em pal av ra o r ad da primeira

ontem, a puta do socrates, na bancada do governo com ar e modos de cao, au, au, primeiro um pormenor, fingia soprar uns papeis e fazer ar de uff, como se as minhas ultimas palavras publicadas tivessem tranquilizado so bandidos, pedofilos, como a puta o é, curiosamente, ao subir a rua, um dos paras com um carro leao de prata e negro recentemnete amachucado, fizera o semelhante gesto, ali memo na zona da tal rapariga loira, que se reflectia na imagem dos penetras da casa branca, ou seja, e´obvia a ligaçao, entre estes dois e o conhecimento de quem penetra em minha casa, na parte que ela é tambem branca, como sabeis

on t ema primeira puta do socrates, na ban c ad , a do dog do governo com da ar e emo mo do sd e cao, au, au, prime rio um por men o rato ps. , fi n gi ia s oprar un s pape ise se f az e rato ps da ar de vaso do ff, sociedade civil, com o se da sea às da min homem às sul t ima s pala av ra s pub lic ad as t iv esse em t ran q ui l iza ad o s o ban didos, pedo da filo , icam, com o d primeria puta d circulo o é, c ur rio do io sam am que mente, a o s ub ira da primeira da rua, um dos paras com de um do carro do leao de p rta e en negro recentemnete amachucado, fi ze ra os emel h ante g es to, al i me emo na zon, priemira da ad da at al ra pa ria g a l o i ra da rac q ue ser e fl e ct ina ima ge made ria sw dos p ene t ra sd priemria da casa branca, alentejo, branco o use seja é serpente ob v ia primeria liga da ac sao espanhola, en t re est es do ise do circulo do conheciemnto, de que em pene t ra em min h ac casa, na ap da p da arte q ue dela. É eta tam a tambem br anca, c omo ,o sabe, is cv

depois as brincadeiras de confusoes tipo pega lá agua do capote, e dá cá meio copo, depois de eu ter interpelado pela enesima vez as putas do cds sobre a perseguiçao que sempre me fizeram, e concretamente referenciando um importante facto, da armadilha do namoro com a catarina portas, e da prova que a corrupçao se estendeu na altura a tal falsa junta medica do hopsital, do campo santana, vós que sois putas e assassinios, pareceis esquecer que nesta historia agora, na volta do circulo, um homem do psd da junta de freguesia dali, morreu com um picareta na cabeça, bem à imagem da puta que se diz ser juiza do caso casa pia, e que usava essa mesma palavra em seu dizer há alguns meses atras, nem que chovam picaretas, disser a a puta há muitas luas tras sobre o termino do processo que ainda nao terminou, como de costume, nas coberturas e protecçoes que os pedofilos entre eles se acordam

d ep o si as das br inca de ira dec on fuso es t ipo pega l á agua do capo da teresa, e d á c á me io cop o, d ep o is de eu teresa rim inter rp el ad o p el a ene sima ave zorro às das putas do cds, s ob rea perse gui sao espanhola, q ue se mp reme fi ze ram, e c on creta tam am que mente, refer rec cna indo um em mp porta ante do f ac do acto, da ar rama da am mad di da ilha do namora, casa pia, com da primeria da catarina portas, e da ap por vaso da primeria do ac aco rr rup sao espanhola, q ue se est en de un a al tura at al f alsa da junta medica do ho ps it al, doc cca am mp do circulo do santana, vaso ó serpente do q ue sosi putas e assassinios, par rac e is es q ue ser q ue nest da primeria da historia do agora, na v o l t ad do circulo, um ho em do ps dd a ju na at de fr e g eu s ia dali, es, mor reu com um pica ar eta na cab beça, b ema ima ge made ria we da puta q ue se di zorro ser ju iza do caso, do maluco, da casa pia, e q ue usa ava ess am es ma pal av ra em s eu di ze rato do home da primeria do acento al gun s mes es at ra s, ne made ria do q ue cho ova vam am pica r eta s, di iss se ra da primeria puta, homme do acento á mu it as lu as t ra ss ob reo terresa rato mino do p por rc circulo do ess q ue a inda n cao te rato mino vaso, com ode cos t um me, na s c ob e rt turas e pro tec ç o es q vaso do os pedofilos en rato reel el es se sea ac aco rda dam am

a chave da encenaçao, era quando a puta socrates dizia para a puta paulo portas, juizinho, como entao dizendo sem dizer, que essa acusaçao fora feita pelo juizinho do paulo portas, sendo que entao deverei pressumir que se fala do ultimo aparecido e aqui comentado em palavra orada , o tal do papilon, o que vinha fugido da guiana francesa, como na altura com ironia , precisa, comentara, ou seja da zona do mundo, onde a repressao dos africanos que lutaram pela liberdade, foi mais violenta, noemadamente a protagonizada pelos franceses, como na republica dominicana, onde os massacres foram nessa altura os piores, ou seja do tempo da cc

ac home ave da en c en aç sao, e rac qua ando da primeira da p da ua do socrates, di zorro do ia para da prmeira puta do paulo portas, o juizinho, com o en tao do di zen do se em di ze rato, q ue ess a ac cu usa ac çao for a feita p elo juizinho do paulo portas, s en doque en tao d eve rei pre ss vaso mir, q ue se da fala do u l t imo ap ar e c id oe aqui com en t ad o em pal av ra o rato sp ps ad a , o t al dp pap pi l on, o q ue da vinha fo gido dag u ina francesa,com on a al tura com iron ia , pr e cisa, com en tara, o use vaso seja da zon ad do circulo do mundo dom do om s amr trie ie es, onda da priemria da repressao dos africanos, q ue lu t aram p el a liber dade, f oi ima mais, fr, viol lena t, noe ema mad dam am que mente, primeria porta g oni iza ad o p el s o franceses, com mona republica dominicana, onda do os do massacres, forma ness prmeria da al tura os pi o r es, o use seja do t e mp circulo da puta da cristina coutinho

como é suas putas assasinas todas, como ousais pensar que ficaram impunes aos crimes de sangue que trazeis em vossas maos, lá por se dizerem ser ministros ou primeiros, ou deputados ou o que forem, a lei é igual para todos, suas putas, e deixem-se de encenaçoes em casos de crimes!

Circulo omo é s ua serpente pn teresa putas assasinas todas, c omo o usa is pen serpente da ar q ue fi caram i mp un es asa os c rim es de sangue, q ue t ra ze is em v oss as mao s, l á por se di ze rem ser min s it rosso u prime rio s, o u d ep das putas deputados, do s o u o q ue for rem, a l ei é i g ual para todos, s au putas de ix em do traço inglesa se de en c ena ç o es em casos dec rim es crimes!!

se acusa aqui claramente pelo que se desvelou no corte das letras, que a puta do namora, tras relaçoes com a primeira da catarina portas, e que concluiadas, assim agiram, e sendo que ouvi eu pelo espirito recentemente, uma frase que aqui tambem, como em muitos outras situaçoes, se pode encaixar, dizia alguem confessando , que tinha arranjado um preservatico, ou seja assim conseguiram colocar o esperma em outro lugar, ou ainda com ele traficaram por venda para fazerem os tais clones, ambos crimes com moldura penal

se ac usa priemria do ki aqui, clara ram am que mente, p do elo q ue se sed esselo vaso no co rte, o das letras, q ue da priemria puta do namora, cruz ra serpente da relaçoes com da primeria da cta catrina portas, q ue c on c lui ad das ass si mag iram , e s en doque circulo uvi vi europeu p elo es pi rito rec en te mn te , uma fr ase q ue da primeira do ki aqui, tam am tambem, com circulo em muitos outros de outras situaçoes, se pode da ode enca iz ar aquadrado di zorro ia al g ue em mc on fess s ad dn do que da tinha, ar rana jad circulo primerio pr e ser vat tico, circulo use seja as sm co ns gui iram c olo car circulo do es per ma emo de outro lu gato da ar, circulo do vaso ua inda, com dele, cruz ra raf fi caram por venda , do para f az ze rem os tais, br, c l on as dos mabos crimes, c rim es, com mol dura penal, pena al

socrates desvela à pergunta clara e incisiva do louça, como é um torcionario, pois assim disse, mas isto é um inquerito policial, em sentido ironico, ou sea, assume ele que existem outros tipos de interrogatorios nesta chamada democracia de estado de direito

soc rate es d es cela prmeira do acento do per gun da cruz primeira clara, é inc isi iva da louca, com circulo é primeiro tor rc cio na ar rio do io, p o is as si em di iss se, ma sis to é priemrio do inquerito polcial, em s en t id circulo iron nico, circulo co vaso use sea, ass uum me dele el do leque , q ue é xis te mo de outros t ipo sd e inter ro gat tori os nest da primera ac ham mad da demo circulo ra ac cia de estado, o da fac de direito, die rito
pois, é , assim parece que a resposta veio do ceu e caiu em força a agua em s paulo, diziam os brincalhoes aqui que se nao lhe teria falhado a memoria ou mesmo a comprensao, que até houvera bichas de carros com duzentos kilometros, certamente terá contado a palmo as ruas de todo o labirinto e dividido o espaco por rodas quadradas, mas mesmo que fossem cinquenta metros, parece que o julgamento disse tambem, para aelem das restantes questoes em cima da mesa, tarzidas na fal de lula, ze da laya, e o tal assedio, que a utilizacao das perolas, o que Deus ofereceu outrora ao brasil, nao é a correcta, os predios que caem, nao sao predios, sao barracas no moro, como casinhas dos tres belos porquinhos que pelo ar vao quando o lobo mau sopra o vento ou a torneira de cima se abre, pois os carros, esses andam aí, como em muitos outros lugares, ainda a petroleo, e nao dao luz não, dao e fazem a treva, a terra desliza e as casas de cartao vem por ali abaixo como tobogan de papelao, assim ela se refresca e diz que os homens estao nela fazendo mau leito, e mal a amam


p o ise é as si em pa rece q ue primeira da ar rata da espanhola posta, do veio do dc doc eu e ka eu em forca da primeira agua em s paulo, di z iam os br rin inc c alho es aqui, q ue se n cao l he teresa ria f al a hd o am emo mor da ria do ia, o um es sm o a co mp ren sao, q ue a te h o uve r b bic vic h as dec car rato do os, do com dos duzentos, conta de madris, kapa do ki l do circulo do om dos metros, ce rta tam am que mente, teresa ra c on t ad o a pal mo ás das ruas de todo o circulo do labirinto e di v id dido do circulo do es paco por rodas qua d r ad as, mas me sm o q ue fosse em cin q ue en t a, p par rece q ue doc irc culo do julgamento di s sea am b em, para a el do lem das restantes questoes em cima da mesa, t ar z id as na f al de lula, ze da laya, e o ta al ass sed di do io , q ue a u tili iza ac cao das pero la soc ue De us o fere c eu o u t ro ra o a brasil, q ue a u tili iza ac do cao das pero do ero das rolas, n cao é primeira co rr cta, os dos predios, qq ue caem, n cao sao predios, sao bar r aca s no moro, com o ca sin h a sd os t r es b elos porquinhos q ue p elo ar vao, ps, qa un dó do circulo do lobo mau que s opra circulo do ov do vento, o ua t rn eira de dec ima se ab rep o is os carros, esses es anda dam am ai, como em mu it os o u t ro s lu g ares, a inda a pet rol le leo, e n cao dá cao l uz n cao, dao e f az ema primeira treva, primeira da terra d es liza e ás casa de ca do rato vaso em por al ia ba ix o com o tobo gan de pape la o, as si m el e se r e fr es ca e di z q ue os h om en ns est to nela do fazendo mau leito, e ema al a amamm

geralmente se ve sempre uma bela rapariga assim estilo bonequinha em cima do palco ajundando a tirar as fitinhas, quando o plano era aberto, a olhei no pequeno ecra e se familiar nem bem a reconhe ci, depois o plano fechou e era ela com aquele penteado que nas vezes usa, com rsica ao meio, e muito volume que lhe acentua a face de lua redonddinha, que ali ao preciso momento me pareceu assim como meio entre timidez e preocupaçao

ge r al que mente se eve se mp r e u ma bela rapariga as si em est tilo b one quin h a em c ima do pal co a j un dand o a t ira ra s fitinhas, qua ando o p lan pr me rio ano e ra do teatro aberto, a o l h ei do ino do pequeno, é circulo do ra e se f am mili ar ne made ria b ema ar rec on he ci, d ep o is iso do circulo do lop do plano, fe cho ue e ra dela, com a q u ele pen te ad o q ue n as v e z es usa, com r sic a a om e io, e mu it ovo lume q ue l he ac en tua a face de l ua red o dn dinha, q ue al ia o pr e ciso mo men tome par rece eu as si mc omo me do io en cruz re tim id dez e pr e o cup aç sao es ap pn homem da ola, revista da onda espanhola

depois as putas, primeiro o madail paizinho, que era bom sonhar, e coisa e tal, que já lá estariamos se tivessem ganho o mundial de dois mil e quatro, sua puta, para isso precisavam de ter jogado sem mao na bola, que um homem tem o direito a sonhar, certamente a glossar minhas ultimas palavras, e em vespera ao escrever as ultimas linhas do poema maior, o espirito de novo me disse, é o filho dele, o tal das bolas do pentagonos, depois que ele ali fora ao belo pais, de belos estadios como zebras, e outros belos animais, com a puta do figo, que acabara de novo de aqui entrar quando o espirito me falara dos punhais dele, dek, madeira dele, e depois no fim do sorteio, o treinador, com a canetinha figurava a pica, e mais um bla bla , qualquer

d ep o iss s ia isa às das putas, primeiro do circulo do madail paizinho, q ue e ra ab om s on h ar, e co isa e eta al, q ue j á l á eat ria amo mosse set iv ess em gan ho do circulo do mundial de dois mil e quatro, s ua da ap da puta, para iss circulo pre c isa ava vam am det e rato jo do gado se mm mao, ml, cna bola, q ue um home t emo do circulo de direito, a s on h ar, e em v es pera a o es c reve rato às serpente sul cruz ultima ima imo serpenet das linhas do poe ema maio do ior, puta ps costa, , o es pi rito de en ov me di iss se, é circulo do filho dele, o t al das bolas do pentagonos, d ep o isque dele al i for aa ob do elo do pais, tvi, de b elo serpentes dos estadios com oz ze bras, e outros b elo s anim a is, c oma puta do figo, q ue aca bar ad en ovo de a primeria do ki aqui, en t r ar qua anda dao do cio do circul do es pi rito me fala ra do s p un h ai sd dele, dek, madeira dele, e d ep o is no fi made ria do sor rt te do io, circulo do t reina ad da dor, com aca ane datinha figo ur ava primeira pica, e ema si um b la ab la , q ual q ue rata


Pequena analise da image, da capa do cd que recentemente de novo apareceu nesta histoira,



Pe q un o a ana l ise da ima ge, da cap do cd, q ue rec en te mente de en ovo ap a par rec eu nest sta priemria desta hi is st toi ira, can tor ira do io


hipocrisy is the greatest luxury, hipo ,el le fan te, ip poc cris delta, ra ise y he double, d o u ble stan dard


por detras do home virado a vermelho, com a serra electrica na mao, um tanque, ou seja um militar, por cima da casa branca, como entrando na lua, um zepplin, quem diria, que até parece um filme americano e tudo, dol ars delta circulo dentes se rp r n te das libras dm


por det ra sd o home vaso do irado priemira ave rato ,é ho, natal nata al, com da primeria da serra electrica na mao,ml, um tanque, o use vaso do seja de um militar, por rc ima da ac as br anca, com o en t ra ando na lua, um ze pp l inc q ue made ria da di iria, q ue primeria te pae ce um fil me am erica cano circulo do ano e tudo, dol ars delta circulo dentes se rp pr rn da teresa das libras, dm


life the seda days, delta serpente, can be soc om pl lex, le x, we d serpente ma ak e from the time, journal, to serpente top dos hexagonos, and rato e for mula one le circle of te cross, firest chevron usa inc, fr om fi r st hand e x pe rien cem ine can, cato circle delirious, ser rio us ly it can be l ike t hat, but beff o rei, i put m y fo ot in my mo u th serpente ca use t hat serpente w hat i serpente ab o u t st st art


primeira guerra do golfo anos noventa, a virgem rem fatiam inclinada na tv semi enterrada nas areias do deserto, uma bala do barao do zepplin nazi cruza o ar rente as areias, um f 16 por detras, montava eu nea madrugada em que a guerraa comecara, um espidodio do icaro, e me perguntava, meu des, para que os fazer neste mundo


prime ira da guerra do golfo nso anos noventa, a virgem rem fa ti am inc l ina ada na tv s emi en te rr ad ana s ar rei serpenet da areias, sd o deserto, uma bala do barao do ze pp l in nazi c ruza do circulo da ar da rente às areias, um f 16 por det ra serpente sm mont da ava eu ne priemira am madruga gada em q ue a g ue rr aa com eca ra, um es spi id o dio do ica aro, e me per gun t ava, me vaso do quadrad es, para q ue os f az e rato nest em un dó


uma gravacao feita na casa do dada da expo, quem diria da historia que as linhas contam os pormenores viram a seus tempo, tinham comprados todos,


uma mag da g r ava ac cc sao e ra ,feita, na cas do dada da expo, q ue em di iria da ria da historia q ue ás das linhas c on tam am os por men o rato es vaso iram a se us te mp o, tinha ham am c omo mora do s td os,


ou seja, pelo fio do zepplin, se porva assim que o grupo por detras desta nova tentativa da ordem mundial que deu origem a esta guerra, é o mesmo dos anos noventa , e que o que se passou a partir de dois mil e tres foi operado pelos mesmos


circulo vaso use do seja, p elo do fi do io do oz ze ep pp l im se por vaso primeria ss si made ria q ue circulo gato rup circulo pro pr por det ra serpente, do quadrado sta do ano da ova da t en tat iva da ordem mundial, cinema, q u do quadrado sd circulo europeu da oirgem, oi oir ge ema primeira desta guerra, é circulo do mesmo, o dos anos noventa, é q ue do circulo do que se passou, do que enloqueceu, primera ap p art do tir de do is mi da ie el da le tres, sic, f do io do circulo do pera ad circulo dop elos sm mes sm os




reprrduçoes do catalogo da exposiçao , a queda do icaro, do quintas, a faca com cabeça de passaro e as figuras geometricas em wire frame e sua projecçao,

rato do anel ep por di vaso circulo cortez oe es sd doca do cat alo gato circulo da exposiçao, e x p posi sic es sao, priemria da queda do icaro, doc ica, inst cinema, aro, ro do quintas, quinta serpente primeira faca, com da cabe beça, de ep pass serpente aroe às vi g ur as ge om met ratos ra ica semem em wire, revista, fr am me é s ua da pro je cc sao espanhol cao




relaçao com a galeira barata, a barata da galeria barata, da av de roma, o onze d primeira do triangulo de fogo dez duplo circulo lis boa da tel de oitenta e quatro quadrado abril, dez trinta e um da armada, f do ax c it ro en, de oitenta , duplo quadrado

relaçao, tribunal, com da primeira gal le ei ira da barata bar rata ps , priemira ab er ra cruz primeria dag al e ria , da barata, a da av de roma, circulo do onze dp prime ira rato ad circulo dot r rina gula de fogo de dez cabo, as, lis sb circulo da primeira da tele da visao, de oitenta e quatro, quadrado de ab br e ele dez t rin t primeira é um da armada, militares, f do ax de oitenat do ac duplo quadrado
quintas, ele mesmo, e uma referencia visivel no percurso ao lado das saus exposiçoes, que fala de um encontro em mesao frio, local da casa da pilar home de melo, com a presença de quarenta ou cinquenta artistas

quinta serpente dele me sm circulo, é um fata ps efe ren cia vaso isi vaso el no per rc urso, madrid, s m primeira aol ad circulo da ss sa us é x p posi sic co espanhol es, q ue de fala , de um en c em t ro em mesa sao fr rio do io, l ocal da ac asa da casa da pilar home do melo, cds, com a priemira ap pr es en cortez primeira, de qua renta , circulo do vaso das cin q u en t primeria art ista serpentes

as tres interrogaçoes, a histoira do corcunda e do soldado, a posiçao do pendulo entre a foice, a pergunta e a afirmaçao, exclamaçao, e a oscilaçao porvocada quando assim se vive, entre a duvida e a certeza

às das tres, ratas espanholas, inter rato circulo gato ac cortez oe es sa da primeira historia, do corcunda, sandro, e do sol dado, a o posi sic sao es, dop en quadrado vaso dez, n tc r u z e priemira do f ice da primeira do per rt un cruz priemira é a primeira da firma maçao, e x c lam am da lama maçao, é a primeira do os cila ac sao espanhola, por vaso circulo do caa, qua anda as si em ms se vaso ive , en cruz ra rea primeira ad vaso s can tora id a é a primeira ac se rt teza, teresa za, zara



o jogo da seduçao e da morte, assim diz o titulo aqui, ou imagem de um jogo de seduçao que levou alguem à morte

circulo do jogo do principe do circulo duplo do gato do falo da sed vaso sao espanhola , é dam am morte mor rte, ass si made ira di zrro zi tito dez primeira do ki aqui, circulo do vaso io ima ge made rui ia de j de oo ode de sed vaso sao es, q ue el ebo vaso al gume à mo rte

helena amaral sb circulo da primeira de dezembro de mil novecentos e noventa e dois, primerio de noventa e nove, o segundo

he kapa da lena, amaral, ammar aral al sb do circulo da ap prime ira dede s em br circulo de mil bo vaso en set os to zé, e en no ove da venta e do is, prime rio de no v en na te en ove, circulo do segundo


ot iva circulo do mito, de icaro, acento ica aro, é ana natureza, ass si me em Portugal, do seja, mai, io do circulo do mundo, portuguesa teresa rato can tora serpente io ob via am que mente, acento ptrimeira f al alha circulo rato iss circulo que desta est primeria e x p o da ode de icaro, ap pr en s en t primeiram circulo rato teresa circul usa sado amo mor am, acento primeria f al alha , primeira da minah prisaom, circulo can tora , primeria é x p p posi sic sao, de fernando ratoe s senta , um c on j un to de id e usa sado amo mor de tetis, ad do bico de fogo, da priemria prisoasic sao es de fernado, Q, um c on j un to

admastor, camoniano, camoes, largo, richard, e porvavelmente a casa ao lado com o circulo croma

da mas tor camoniano, cam mono moni ni ano cam moe esm, l argo do richard, ric h ard, é por vaso ave el primeiro qu mente, ac asa aol do c omo circulo cc roma


nortada, o meu dossier da planificaçao do video clip da nortada, musica do julio pereira, zo r picareta , ou martelo cabo da ba deita

no rta ad dao om eu do ss si ie rato ps da planificaçao, p l ani fi cacçao, do ov id é circulo do deo circulo l ip do ano da nortada, pitis, mu sic, ad do julio, do pereira, pe rei da ira az zo rato da pica car da tea , circulo do vas uma mar rt tel circulo cabo da ab ba da deita, da cama


trinagulo de agua de acento ica car as r az zo da onda sobre o circulo es sd da primeira do slide, serpente

cruz rina ina gula dez ode da agua, de ac en to ica car às rato ps az zo da onda s ob breo circulo espanhol sd da primeira do s lide, id é serpente, pn te

um outro catalogo de eventos na noite de lisboa, quando agora o abri, vi umas estranhas fotos de uma instalçao, com uma rapariga como que sentada num sofa embrulhada em plasticos, imagem de estrangulamento, e natal, pela imagem da capa e pendulo, ou seja o pendulo do natal do estrangulamento de uma rapariga, sufocada, de certa forma a imagem dam o rte de vasco

um outro do cat al logo de eve eventos eve vaso en t os, no ano da noite, em lsiboa, qua anda do agora, circulo ab br e vicente, uma s est r anha serpentes f oto sd e uma em ns t al sao, esp, com de uma rapariga com circulo q ue s en t ad da primeri no primerio so fa em b ru l homam ad da priemria em mp i as tico sima ge made ria doest ran gula lam am men to, e en nata al natal, p el a ima ge made ria da capa, revista, é pen do elo, circulo vaso use seja circulo do foucault, do ba, da dona da nata natala al, do est ran gula lam am men to, de uma rapariga sufocado, dec se rta forma, priemria ima gem maderia do dam do circulo re te de eva do vasco
agfa dia ra home men cat circulo serpente da dança de oeiras, educaçao fisica fac, e de novo a borboleta que aparecera, cravada em nova yorque na imagem da historia do milo manara,


primeira fata do fa do dia do ra do home do men cat do circulo serpenet da dança de oe ei ira sed duc caçao da fisica, fi sica, da f ac, e de en ovo, primeira borboleta b o rb o l eta, q ue ap par rec cera c r ava ad da em nova , delta vaso quadrado com boi do io ue en a ima ge made ria homem msi tori ad do milo, cam, man ara

a cunha azul da nortada, ventodo norte, pitis, a g fa color, das duas torres amarelas

priemria do ac cunha da unha un homem primeira azul do ano da nortada, vaso en to do norte, pit it is isa gata do fa ac color, das serpnets das duas torres am mar el às
a tal estranha semente que me deram no natal, para tirar stress ou algo assim e tres torres de slides, uma cunha em rampa

primeriacruz al, est r anha semem te q ue me der ram no natal, para tir da ar st rato espanhol, circulo ual gato circulo ass si me das tres torres, de s lide es , uma c unhaem ra ram mp primeira
uma foto do dia anteior, a chave do armario ingles caira ao chao, depois ao jantar , caira um pedaço de carne, daqueles bifes com nervo que creio virem da america latina ao lado do bico negro e prta, faca, que acabara de relacioanr em dia anteiror, com a justaposiçao da outra mesa que observara no jardim do admastor, com o tal muro pintado ema azul de croma

uma f oto do dia, ante do ior, da puta do costa, ps, ac hoem ave do ar do mario ingles, ca ira primeria do circulo do cha, circulo da ode ep o is isa sao circulo do j ant tar ar ca ira primerio peda do aco es de carne, da q u el es bifes, com nervo, q ue c ri do oi vaso ire rem da am erica la t ina aol ad circulo do bico negro e p rta, faca, q ue aca ab bar ad e der el la ac cio an rem dia ante iro rato ps , com da primeria ju sta tap posi sic sao da outra da mesa q ue ob s vaso ara no j ad rim do do admastor com do circulo d ota da cruz al mu ur circulo pin t ad em azul dec circulo de roma
a posiçao do ultimo punaise ,qaund caiu, comentada em texto anterior, se ve a cunha do movel de cerejeira,

priemria da ap posi sic cao es, do vas p t imo p un a ise , qa un dc ca e vaso, com en t ad da primeira em te x to ente riio iro, se eve primeira ac unha dom ove do el de cere , rej jeira, cers, igual a ceres, f oto tog g raf fia ia, al ban ano, c oi m br a
o excato desenho de x na delta que está representado nos sapatos de jonh lennon, na historia da sua morte, e que me levou a essa correspondencia

circulo é za ac cato actom john wayne, o do quadrado es s en do ho, natal, do x na delta, ca fe, q ue est , rato ep pr es s en t ad circul do ns circulo sa dos patos de jonh l en do non, na histoira da sua morte, q ue´da me l evo ua ess ac cor rato es ponde dec cia ia


ah amada estava lua cheia, ali a subir ao lado do predio, com as duas luzes da rua, faz um delta de um bico como o que se ve do acento por cima do ica aro numa das fotos acima, telhado malhado de zinco, quase gata quente em telhado de zinco, a puta loira,

primeria a homem do ham da am , est ava lua , che ia al ia s ub o ra aol ad circul , o do predio, com as das l uz zorro es, da rua, f az do primerio delta, de u bico, com oo q ue se eve do ac cento en por sir mad circulo ica aro , nu mad as f oto s ac iam, o do telhado, mal h ad circulo dez inc circulo qua ase da a g t a q uen te em tel homem da ema ad ode zinco, primeira puta loira