terça-feira, dezembro 22, 2009

vou tentar publicar dois textos ao mesmo tempo, isto é, alternando-se, o terceiro capitulo, e os textos dos intermedios, na acepçao que ontem aqui dizia, sobre outros eventos e imagens que no entretanto desta escrita, na realidade, mais correcto dizer, da transcriçao, se passaram


vaso circulo, vaso t en t ar, pun un lic car da ar do is dos textos, cao om me sm circulo te mp circulo, is to , é, al alterna, corrente, al te rna ando do traço da inglesa se do circulo da ot do treceiro , rec e iro, ca apit pit vaso dez, é os textos do sin int te em me di os na ac e p sao, es, q ue on te maqui, di zorro ia,s ob reo de outros , eve en t os, se im,a ge ns q ue no en t r eta anto de sta espanhola circullo do onze da rita, na rea al id ad e ema mais,fr, cor rec ct top, dat ra sn circulo ric espanhol sao, se pa ss sara ram am

mas isso será para continuar amanha,

massi iss i se ra para cinti tin n ua da ar da am manha

sabes doce, senhora amada, anunciei eu a meus pais o quebrar de uma tradiçao que me lembre nunca faltei, nao passarei o natal com eles, e só abrirei exepcçao, se tu ou meu filho aparecerem

serpenet ab abe es doc e, se n hora, am ad da priemira ani ano un c ie e eu primeria am us pais sm, tvi, circulo q ue br da ar de uma cruz rato ad di sao es a p n ho al, q ue me lem br e en unc ca f al t ei, n cao p ass s are reio em natal,com deles, é serpnet acento ema nu da elle, ellen, a br ire rei, e x e o sao espanhoa,, set vaso circulo vaso primerio me eu fil do natal, ap par rec ceres, espanhol

as putas da ar, continuam no silencio inquio, e assim se faz mais uma vez prova, de que nunca poderao, em circunstancia alguma, invocar, o desconhecimento, pois se nao soubessem o que se passa, logico seria terem respondido a averiguar, e não o tendo feito, demonstram assim bem o saber e continuam a dizer a todos como sao bandidos e terroristas de estado

ás das putas da ar, conti tin nu ua am do no do dilencio, co mes,fr, inc ki do io, é ass si made ria se f az mais, fr, uam ave zorr do pro da ova, deque ue en unc primeria pode der rato ps cao, em cir rc cu n s t a n cia, al gum da primeria em vaso circulo car do aro, circulo da ode es sc c on ge ciemnto, p o is se na nao, s o ub esse emo q ue se p ass primeiro al log gi co se ria teresa rem, psi, rata ps es pond dido priemria ave rig vaso ua ar e en cao, circulo t en dó, feito, demo sn t ram am ass si maderia segund emo , o saber, e conti nu uam am , priemria ad di ze rato ps primeria de todos, c omo da sao dos bandidos, e te rr circulo ista sd é o do estado, putas que vos pariu, sereis acusados todos no tpi !!!!

Terceiro capitulo
terceiro c apit pit it vaso primeiro do circulo dez
.
..
a
few
more
words
about
war
and
peace
..
.
a fm do words ab circulo vaso ce ero ru zorro, wa, anda per ac ce
a f m w a w a p
pa w a w m f a
a w e s t ra e
priemira fe do duplo vaso mor e , do words, ab bo vaso cruz da guerra, duplo vaso da ar anda do pe cu do duplo bar do ra do duplo chichi, ac e
..
.
war
beetween
brothers
is
always
a
strange
thing
..
.
w bb bia a s t
ts a a i bb w
rn ss sa e gato
duplo vaso da guerra, bee da bet cruz duplo vaso ee en br ot her sis al w a delta serpente sa s rast ange cross hi ingles
because
some
try
to
sustain
what
is
more
impossible
to
sustain
..
.
b s t t s w i i m t s
s t m i i w s t t s b
e e y o n t s e e o n
n o e e s t n o y e e
b e c a u s e s o me t r y t o s u s t a i n w h a t i s i m p o s s i b le, m o re t o s us t a in
bec au vaso use se es serpente circulo do om met, rat delta to os serpente us st priemira em w do home hat ti isi si em mp os da sible, si ble, fr, priemrio lem do emo mor , é t os us s t a i n
.
..
.
..
are
we
not
childs
of
the
infinite
universe
..
.
a w n s o t i u
u i t t o s n w a
e e r n f e e e
eee f n t e e
w e n o t s un o f t h e i n f i n i t e u n i v e r s e
w we en no not ts s un sun o ft delta , he ei em fi em ni it te eu uni iv univer se
.
...
are
we
not
brothers
of
all
in
the
so
call
animal
kingdon
..
.
a w n b o a i a, t s c k
k a i a o b n w a
e e t s f l nl don
nl nl f s t e e
a r e w e n o t b r o t her s o f a a l l i m a n i i m a l k i n g d o n
primeira ar rato e w en not ot br ot her sofa a al all li ila man ani im ma a l king kapa ingles don
are
we
not
brothers
childs
and
fathers
of
all
flowers
and
plants
..
.
a w n b s n f o a f a p
p a f a o f a s b n w a
e e t s n d s f l s d s
sd s l f d n s t e e
ar e w en not bro t her s s un sun, ne ws spa pape r, e fat her s o fa all fl o w e r sand p lan ts
.
..
i
speak
where
about
small
brotwoods
in
the
sense
of
family
branch
of
the
same
commun
tree
..
.
i s w a s b i t s o f b o f s c t
i is sw a as sb bit it ts o f bo f sc c t
t c s t o b f o s t i b s a w s i
tc s t ob bf os st ti b saw si
i k e t l s n e e f y h f e e n e
ike cruz primeiro sn ne ee forte delta home forte ee en ene
i s p e a k w h e r e a b o u t s m a l l b r i t w o o d s i n t h e s e n s e o f f a m i l y b r a n c h
o f t h e s a m e c i o c o m u n t r e e
is sp pea ak duplo vaso her rea ab circulo vaso ts serpenet mall, sm all, br rit duplo vaso em duo, ds sin em cruz , he es s en se circulo ff am ami primeio delta br ran anc circulo homem , circulo ft,he es sam am me cio io oco com om ub cruz rato ps, ee, eletrico
.
..
and
i
speak
like
this
because
of
a
question
and
the
nedd
of
an
anwswer
..
a i s l t b o a q a t n o a a
primeira ai is primeiro cruz bo da boa pata , cruz n bn circulo aa
a a o n t a q a o b t i s i a
aa em cruz primeira pata ob bt ti is isi serpente ia
d i k e s e f a n d e d f n r.
quadrado di ike, es se sef fan ande quadrado fn rato
a n d i s p e a k l i k e t h i s b e c a u s e o f a q u e s t i o n a n d t h e n e d d o f a n a w n sw e r
e andi di is isp peal, pea ak primeiro ike cruz x ho, os sb bec au use se circulo fac, quadrao ue es st ti io em onan, dt he en ned dd, circulo fan ana duplo vaso n sw é rato
.
..
how
large
is
the
ideia
the
concept
of
brother
wood
..
.
a h l i t i c o b w
w b o c t i i l h a
d w e i e a e t f r d
Ž homem circulo duplo vaso l ar ge is cruz he, he id de ia t he c on ce pt circulo fb br bro t her do wood, do bosque
ho w l a r g e i s t h e i d e i a t h e c o n c e p t o f b r o t h e r w o o d
natal, duplo vaso primeira ar ge ei is t, he ei id deia iat cruz , he circulo en concept, ce ep pt tof, f b, fabiano, f fa ab bi ian ano, br circulo cruz her do bosque,duplo vaso duplo circulo em quadrado
.
..
until
when
we
forget
that
we
all
are
brothers
..
.
u w m w r a s t w a a b
b a a w t s a r w m w u
l n t e r d y t e l es
un til, duplo vaso men en mu st, we, rem en br e sa delta cruz homem hat, we all ar e bro t her serpente delta e
un til, curz ti primeiro, duplo vaso he en quadrado we rat em men be rand ds sa do y , cruz home da primeia da primeira cruz , duplo vaso, we a l l, priemira da ar do r e b, br rato o t her serpente
uva vaso maior, duplo vaso ra as s st , duplo vaso da primeira do ab
ba priemira do duplo vaso da cruz ts sa serpente da ar do duplo vaso made ria em triplo vaso, me t r ip lo ova vaso
in t e r d y t e l es
inter quadrao delta tel da tele do el , espanhol.
..
we
are
brothers
by
spirit
..
.
a w b b s
sb b w a
ee s y t
t y s e e
ar e w e bro t her sb b y spi rit
w e a r e b r o t h e r s b y s p i r i t
duplo vaso , we é eare da ar r e b, br circulo ot her serpente aguia , spi rit, sp pi rit, rato it
.
..
because
all
things
that
exist
are
sacred
..
.
b a t t e a c
b at bat tt te é ac teac
s a e t t a b
sa é tt primeira ab
e l s t t e d
el, primeiro s tt ted
d e t t s l e
det t c u r z ts serpente primeiro le
b e c a u s e a l l t h i h g s t h a t e x i s t a r e s a c r e d
bec ca au use sea seal all, primeira cruz hi , home gato st home hat , é x is star, resa sagrada, es sa as red
.
..
continua...
Na verdade te conto, em dia entardecer recente, vinha caminhando daquei onde agora te escrevo, como sempre, ou quase sempre faço de volta a casa, nalgusn destes dias com chuva que chega depois de publicar algumas destas palavras e ali em santos, desciam as gentes da igreja, muitas, tantas que meu coraçao sentiu ao momento a hipocrisia daqueles que só se vem nas igrejas nos dias de festas, e de celebraçoes, ia subindo a rua quando vejo dois padres de batina negras descendo, o que vinha à esquerda, loiro, como um anjo querubim, ainda novo, quando cruzou seu doce olhar com o meu, ainda distante, baixou a cabeça, o que caminhava à sua direita, toda uma outra emoçao, senhor gordinho e bem tratado, mais crescido, como se soubesse um segredo de confissao do outro, sorria em sua boca larga em lua, mas o que lhe vira no sorriso, fora sobretudo o nojo, o que à sua presença sentira


N a v e r d a d e t e c o n t o , e m d i a e n t a r d e c e r r e c e n t e, v i n h a c a m i n h a n d o d a q u e i o n d e agora t e e s c r e v o , c o m o s e m p r e, o u q u a s e s e m p r e f a ç o d e v o l t a a c a s a , n a l g u s n d e s t e s d i a s c o m c h u v a q u e c h e g a d e p o i s d e p u b l i c a r a l g u m a s d e s t a s p a l a v r a s e a l i e m s a n t o s, d e sc i a m a s g e n t e s d a i g r e j a , m u i t a s, t a n t a s q u e m e u c o r a ç a o s e n t u a o m o m en t o a h i p o c r i s i a d a q u e l e s q u e s ó s e v e m n a s i g r e j a s n o s d i a s d e f e s t a s , e d e c e l e b r a ç o e s ,i a s u b i n d o a r u a q a u n d o v e j o d e s c e n d o, d o i s p a d r e s d e ba t i n a n e g ra s d e s c e nd o , o q u e v i n h a à e s q u e r d a , l o i r o, c o m o u m a n j o q u e r u b i m , a i n d a n o v o, q a u nd o c r u z o u s e u d o c e o l h a r c o m o m e u , a i n d a d i s t a n t e , b a i x o u a ca b e ç a , o q u e c a m i n h a v à s u a d i r e it a , t u d a u m a o u t r a e m o ç a o, s e n h o r g o r d i n h o e b e m t r a t ad o, m a is c r e s c id o , c o m o s e s ou b e s s e um s e g r e d o d e c o n f i s s a o d o o u t r o, s o r r i a e m s u a b o ca l a r g a e m lu a, m a s o q u e lhe v i r a n o s o r r i s o, f o r a s o b r e tu d o o n o j o , o q u e à s u a p r e s e n ç a s e n t i r a

na ave rda dade ad e, det tec conto, e em made dia di ia en cruz ard dec se, se rec cente c en te, vi n h ac aca cam am min homem e anda do da quadrado ue ei ion onda dea agora, ra te e espanhol sc circulo rato evo, circulo com do om os se mp reo, vaso pata ua ase es se em mp pre ref primeira aco ode devo vaso circulo do volt, primeia ac aca casa asa, san ana al gus sn, d este serpente dias, sc com do om mc home uva, quadrado ue e circulo ch da chega , ad e ep p o is sd e ep pub ub lic ca rato al, gum as sd do quadrado espanhol, sta spa pala av ra serpente se da sea do al lie ie em santos, os sd de sc ia am iam, as sg g en t es, sd da primeira da igreja de santos, do principesa da am, mu it as st anta , porto, serpente quadrado, eu em me eu cora rac sao da raçao, serpente os en cruz primeria omo mo om men to, da primeira do hipo, homem da energia, ip circulo do poc da criz serpenet ia da ad, primeria, do ue do el es quadrado europeu, serpente acento ema nu elle, serpente eve em mna sig re j as, sn nós do dias, psd, das fetas, st as, e dec dele br aço, es serpente ia s ub bin indo, primeira da ar da rua , da ua da pata, au un do ove do vejo, br, ode es sc en dó, do is spa dos padres, sd é bat tina ina inan ane, garo rato serpente, sd es sc en dó, circulo q ue vin home da primeia do acento esopanhol da esquerda, loiro, papa gai circulo, com om omo primerio anjo, joc ue rato, rubi, porto, delta circulo do rubim, priemira inda dan ano do ovo, qa un dó doc rato uz circulo use se eu doc se circulo primeiro homem da ar, re do om omo me eu , priemira inda, ad ista, n te, ba ix circulo ua da primeira do cab da beça, bessa, circulo quadrado ue eca circulo am cam min homem av, primeira serpente da ua da direita, di da ire ei cruz primeira, toda da a um, uma outra emo sao esapnhoal, s en for gor din home do oe segundo em cruz rat ad circulo do mais, fr, o ma si crescido, com om omo os se s circulo do ub do esse, que ali fiz em dia recente, priemrio se g red ode dec on fi iss sao , do circulo do outro, sor ria em seprente a ab boca, c al arga, em lua, l ua, maso, q ue, ele, he vaso iran, ano os sor rato norma ton, for primeira ra as serpente ob br e todo don em o jo, circulo do quadrado é priemria do acento da ua da ap do pr e es serpente en , circulo lobo cortez, en cruz tir da ira

ou seja, como agora se desvelou, é o maso, da igreja, que hipocritas sois, que o inferno vos seja quentinho, e que os pais de vos afastem as crianças~

o vaso use seja, cirulo com do omo do agora , ase da se d es velo vaso, é circulo do maso, da igreja do quadrado ue hipo hi ip o c rita ss, santos silva, o is, q ue do circulo do inferno, do vaso do ovos do os da puta do seja, q eu n tin ho, é q ue os pais, tvi, devo sa f as t ema serpente das crianças

e como se prova, o que o loiro entao sentira, fora vergonha pelo conhecimento das praticas do outro que lhe deverá ser, o superior

é circulo com do omo se do pro da ova, circulo q ue do circulo do loiro, papa gai circulo en tao s en tir da ira, for primeria ave rato gon homem primeira ap da p do leo do c on he cie en m to da s pr a ticas do outro, o da rop, roque, primeiro he de eve ra serpente , ser o superior, serpente do ero do super, pe eio rio rato ps

A
rachel
w
sabes
senhora
em
noite
recente
.
A rac hel w s ab es s en hora em noite, rec en te
.
pela
vela
alta
da
noite
.
p ela vela al t a d a n o i t e
.
a
rosa
do
mundo
ao
instante
abri
.
primeira rosa do mundo ao in ns t ante ab br e
.
me
saiu
um
antigo
poema
que
narra
feitos
na
grecia
.
me sa iu um ant ti g o p o e m a, q u e n a r ra f e it os na gre cia
.
por
outra
rosa
agora
dou
contigo
numa
histoira
do
egipto
.
por outra rosa, agora, do u c on ti g o n uma hi s toira, d o e gi pt o
.
onde
encarnas
uma
grande
mulher
.
onde en car na s u m a g r an d e m u l her
.
hipatia
seu
antigo
nome
.
h i p a t i a s eu ant ti g o n o m e
.
que
bela
estais
.
q ue b ela es r ai s
.
me
dizia
o
poema
que
me
apareceu
nessa
noite
numa
voz
tao
antiga
como
a
de
quem
outrora
o
escrevera
.
me di z ia o p o e m a, q ue me a p a r e c eu ness a noite n u ma v oz tao ani g s c omo
a d e q u e m o u t ro ra o es c r eve vera
.
uma
voz
cava
profunda
daquelas
que
raramente
nos
aparecem
e
contudo
habitava
naquele
momento
minha
voz
meu
corpo
.
uma v oz cava p r o f u n da, da q ue l as q ue r a r a m en t e n os ap ar e cem e contudo
h a b i t a v a na q u ele mo men to min h a v oz me u corp o
.
uma
voz
prenhe
de
profecia
que

pausou
a
leitura
numa
linha
do
longo
poema
que
narra
feitos
epicos
de
alguns
dos
herois
.
uma v oz pr en he de p r o f e c ia q ue s ó p a u s o u a l e i t u r a n u ma linha, do
longo, p o e m a q u e n a r ra feitos e pico s d e al g u n s d os h e r o i s
.
quando
o
poema
se
dirige
ao
leitor
como
conhecendo
seu
nome
.
q u a n d o o p o e m a s e d i rig e ao l e i t o r c omo c on he c en do s eu no me
t u h e i t o r
.
ali
parei
ao
momento
assim
o
dizer
da
voz
mo
disse
.
a l i p a r e i a o m o m e n t o as si mo di ze r da v oz mo di s se
.
antes
em
meu
coraçao
o
pensar
o
saber
.
ant es em m e u c o r a ç a o o p en s a r o s a b e r
.
minha
esposa
eterna
nao
é
solar
é
lunar
.
min h a e s p o s a e t e r n a n a o é s o l a r é l u n a r
.
fina
e
delicada
forte
e
sabia
e
quente
de
paixao
.
f i n a e d e l i c a d a f o r t e e s a b i a e q u e n t e d e p a i x a o
.
me
recordara
antes
ou
depois
que
importa
ao
eterno
no
eterno
da
bela
saffron
burrows
.
m e r e c o r d a r a a n t e s o u d e p o i s q u e i m p o r t a a o e t e r n o n o e t e r n o
d a b e l a s a f f r o n b u r r o w s
.
sentira
a
semelhança
com
a
bela
grega
das
estrelas
cristais
e
voz
de
cancçao
embargada
.
s e n t i r a a s e m e l h a n c a c o m a b e l a g r e g a d a s e s t e l a s c r i s t a i s e v o z d e c a n c ç a o e m b a r a g a d a
antes
me
viera
visitar
tetis
.
e a n t e s m e v i e r a v i s i t a r t e t i s
.
estranhos
ecos
como
ondas
do
constante
eterno
.
e s t r a n h o s e c o s c o m o o n d a s d o c o s n t a n t e e t e r n o e u q u e n a p r a i a s e m p r e
t e e s p e r o
depois senhora, nessa noite, mais estranhas coisas se passaram, na verdade, nem sem se foi bem nessa noite ou em seu redor, que sem ti a meu lado, como que delas me esqueço, pois sabes que as conto no ninho do leito, onde em ti me encaixo, depois do paixao, na verdade , à noite se segue o dia, e assim, sempre o é, acho que foi de seguida que o rapaz levou com uma replica do castelo do umo na cabeça, e nao sei mesmo, se nessa vela, ou em outra, uma seta atirei a roma, pois tambem roma, a igreja, esta envolvida no rapto de meu filho, e se mantem em iniquio silencio, no dia seguinte, se demitia um dos padres da mesma iraja, um abusador de crinaças, conhecido , nas terras que hoje se chaam de reino unido, como se a seta , tivesse acertado em roma, mas roma na terra dos bardos, obama, descia da neve, saia do air force one amarelo por dentro, azul po fora, na noite, vestia como morfeu, ou neo, voltava da cimeira, e ontem, referia a proposito do health care, a guerra dos cem anos, mc cainn, dizia que ainda nem tinham começado a batalhar, e saia do pulpito onde porferia a declaraçao, tirando a caneta de prata de seu bolso
.
d e p o i s s en hora, n e s s a n o i t e , m a i s e s t r a n h a s c o i s a s se p a s s a r a m, n a v e r d a d e, n e m s e m s e f o i b e m n e s s a n o i t e o u e m s e u r e d o r, q ue s e m t i a m e u l a d o , c o m o q ue d e l a s m e e s q u e ç o, p o i s s a b e s q u e a s c o n t o n o n i n h o d o l e i t o, o n d e e m t i m e e n c a i x o, d e p o i s d o p a i x a o, n a v e r d a d e , à n o i t e s e s e g u e o d i a , e a s s i m, s e m p r e o é, a c h o q u e f o i d e s e g u i d a q u e o r a p a z l e v o u c o m u m r e p l i c a d o c a s t e l o d o u m o n a c a b e ç a, e n a o s e i m e s m o, s e n e s s a v e l a , o u e m o u t r a, u m a s e t a a t i r e i a r o m a, p o i s t a m b e m r o m a, a i g r e j a , e s t a e n v o l v i d a n o rapto de meu filho, e s e m a n t e m em i n i q u i o s i l e n c i o , no d i a s e g u i n t e , se d e m i t i a u m d o s p a d r e s d a m e s m a i r a j a , um a b u s a d o r d e c r i n a ç a s, c o n h e c i d o n a s t e r r a s q u e h o j e se c h a a m d e r e i n o u n i d o, c o m o s e a s e t a , t i v e s s e a c e r t ad o e m r o m a , m a s r o m a n a terra dos bardos, o b a m a , d e s c i a d a n e v e , s a ia do a i r f o r c e o n e a m ar e lo p or d e n t r o, a z u l p o f o r a na n o i t e , v e s t i a c o m o mo r f e u, o u n e o , v o l t a r a d c i m e i r a , e o n t e m , r e f e r e i a a p o r p s o t i o d o h e a l t h c a r e , a g u e r r a d o s c e m a n o s m c a c a i n n, d i z i a q u e a i n d a n e m t i n h a m c o m e ç a d o a b a t a l h a r, e s a i a d o p u l p ito o p n d e p or f e r i a a d e c l a r a ç a o , t i r a n d o a c a n e t a d e p a r t a d e s e u b o l s o
.
doce
senhora
de
meu
coraçao
nao
me
importa
se
hoje
estás
solar
ou
lunar
.
d o c e s en h o r a d e m e u c o r a ç a o n a o m e i m p o r t a s e h o j e e s t a s s o l a r
o u l u n a r n a o t e r e s c o r d a s t u d o n o s s o e t e r n o a m o r
.
porventura
teras
esquecido
quem
és
.
p o r v e n t u r a t e r a s e s q u e c i d o q u e m é s
.
ah
uma
voz
dizia

pensas
naquelas
mulheres
inacessiveis
.
a h u m a v o z d i z i a s ó p e n s a s n a q u e l a s m u l h e r e s i n a c e s s i v e i s
.
certamenmte
nao
seria
a
tua
mesmo
que
picada
por
nuvem
passageira
de
negro
ciume
pois
inacessivel
te
mantens
tu
enquanto
nao
chegas
.
c e r t a m e n m t e n a o s e r i a a t u a m e s m o q u e p i c a d a p o r n u i v e m p a s s a g e i r a d e n e g r o c i u m e p o i s i n a c e s s i v e l t e m a n e t s t u e n q u a n t o n a o c h e g a s