segunda-feira, janeiro 18, 2010

Salto a sequencia das minhas notas pois, o aparecimento da imagem da figura do quadro de sir richomond blake, espelhada pelas putas, na encenação da maddie, na persona da Sandra Felgueiras, ao me remeter para a charlize thieron, me leva a um fio recente, do casamento de jumba

S al antónio cruz primeira do circulo dão, a sec eu en cia das min homem às ni ota serpente p o is , o ap par rec ie mn to da i mage made ria da figo ur ra do circulo do quadro de sir ric homem do mundo , b la ak e do corvo, es p el la hd ap el às das putas, na en c en cena ac cao da ma ad dd di ie die na o pêro sn a da sandra fe kapa ge uria s, cao me reme teresa pa rta primeira do cha rato ps i l ize t hi eron, me l eva a um fi do io rec en te, do ca sa em n t ode j um do ba

Nas noticias da televisão, rtp, se dava conta do quarto casamento de juma, segundo a tradição e costumes zulus, acompanhado de um comentário em off, de que as feministas protestavam, por esse facto, que ao que se viu não incomoda nenhuma das casadas

Nas not tic cia sd da ob bn da onda primeira televisão, rata do tp, se d ava conta do quarto , do ca sam en t ode j uma, se gun do a t ra ad di cao e cós t um es z u l us, ac on p anha ad ode um com en t á rio emo ff, deque às das fe men ista s protest avam, por ess e f ac ato, q ue cao q ue se vi un cão inc omo moda nen h uma das ca sada serpentes

Ora como zulu, decretando, a igualdade de géneros em forma de lei, bla, e bla menos bla, certamente as raparigas zulus se poderão casar com igual numero de homens, grrrr

O ra ac circulo omo zu lu, dec r eta ando, a i g ual dade de g éne eros em for ema de lei, b la, e b l am en os b la, ce rate mn te às raparigas zu lu es se p ode der rato cão ca serpente da ar com i g ual nu mer do ero de h om en sg rr rr, o duplo da renascença, ou quatro das renas ascensas

Na imagem juma, as paginas tantas, vestido com pele de animal selvagem que b , para ter quatro esposas, de ténis brancos imaculados, como que caía em cima de um outro senhor, sentado numa espécie de roda, provavelmente o arquétipo do leão, que tinha acabado de novo de aparecer, relacionada com uma antiga profecia de blake, dos dois animais que deveriam se sentar e deixar de comer os outros, e aquilo parecia uma brincadeira

Na i mage m j uma, as pa gina s t antas, v est id o com pele, br, de ani imã al sel da vagem q ue b , para Teresa da quatro, tvi, es posas, de ténis br ancos imã ac u l ad os, c omo q ue c aía em mc ima de um outro senhor, s en t ad don uma es pé cie der ero roda, por v ave lem n teo arquéte ipo do leão, q ue da tinha aca ag gb bad ad o de en ovo de ap arc e rato, r el ac cio na d a c om uma ant tiga por rf e cia de b la ak e, do sd oi s ani imã mais q ue d eve riam se s en tar e de ix ar, ps de com a eros de outros, é primeira aqui doc ova do vaso da ilo par e cia de uma br rin inca cade, br ira

O curioso e que na asa da minha mesa, o feiticeiro gandalf, logo depois começou a cair da mesma forma, ou seja, amparado no colo do anão do machado, e cada vez que o levantava de novo ele caía, sem cair, pois o anão de pé o segurava, e assim aconteceu umas três vezes seguidas

O c ur io s oe q ue na en da asa da min h primeira am mesa, do circulo do feiticeiro g anda al f, logo d ep o is com e ço ua c air da mesma forma, o use vaso do seja , am par ad don o colo do anão do machado, é c ad ave z q ue o l Eva van t ava de en ovo dele c aía, s em mc circulo do air, rp o is circulo do anão de pe, o segur ava, e as si em ac on tec eu uma s t rato ps maconico ê serpente eve vaso do oz zorro do cabo espanhol se Guida serpente

Na noticia era referido ainda um assunto sério, a morte de uma das esposas de juam há uns anos atrás, creio que em dois mil

Na do ano not tica é ra r efe r id o a inda um as sun to sé rio, a m morte da orte de uma das es posas de juam, h á un s ano s at ra serpente sapo , c rei o q ue em do is mi primeiro

Este foi o primeiro fio estranho que se deu nas das ancas de madeira da secretaria, um doutro se deu depois, mais recentes que remete, ainda para a linha do arpão, que vem desde Marrocos pela hillary, numa das coxas de uma rapariga da mesa, um circulo de rosas de prata com um cálice doirado dos pinheiros, onde esteve a sine que veio da republica dominicana e a estranha história do atentado da delta, com as ancas, um figurada na rapariga do fringe e a minha, atingidas, nesse momento

Este f oi do circulo do primeiro fi do feio, est rato do anho q ue se d eu na sãs das ancas da madeira da secreta ria, um do outro se d eu d ep o is, ma si rec en t es q ue reme te, a inda para da primeira da ire da linha do arpão, q ue eve made ria de sd e Mar rocos p el a hi ll ary, nu mad às das c ox as de uma rapariga da mesa, Madrid, um circulo de rosas de pa rat com um do cáli ice do irado, onda es tev a sin ine cine, q ue do veio do io da republica dominicana, é primeira est rata anha hi s toi ra do atentado da delta, com às ancas, um figu ur r ada dana ra pa riga do fr in gee , primeira am min home da primeira a, a tin gida sn ness e emo men to

Acabei de ver as imagens de ontem, do telejornal do canal dois, e uma simetria se deu, pois em véspera atirei duas setas, e elas marcaram, terceira hor às do terceiro do bar do ra do quin ze, num aparente directo da rtp, com um estranho som no separador que remetia para o eléctrico vinte oito, na pista em aparente directo a hora de jantar aqui, o repórter, estava na pista dão aeroporto, ao seu lado direito um aviao de carreira americano que levaria gente desse pais que la estava, e do lado esquerdo, um jet, azul e branco, na pista em frente, um circulo com linhas vermelhas onde estava marcado o mesmo equivalente ângulo das referencias das setas

Aca ab bei ei id eve vera rato ps ás das imagens de ontem, do tele j on al do c Ana l do dois, ise se de uma si met ria se d eu, p o is em v és pera a tir rei du as dd as s eta se delas mar caram, te rc e ira hor às do terceiro do bar do ra do quin ze, num ap ar ren te di recto da ar tp, com um est r anho s om no se para ad da dor q ue reme tia para do circulo do el e c onda t rico vinte oito, na pi sta em ap ar rec en te di recto a hor ad e j antar a qui, circulo do repórter, est ava ana pi sta dão ae o rp di porto, ao s eu l ado di rei it o um ava io de carreira am mer cia ano q ue l Eva ria da gente de esse do pais, tvi, q ue la est ava, é dol ado esquerdo, um jet, az u le do branco, na pi sta em fr en te, um circulo com linhas ver ml h as onda es tva mar cado, o me sd mo e qui Iva al lente dp ângulo das refer rec cna sd às das s etas



O som do separador era estranho, misto do eléctrico vinte e oito como o oiço a partir de minha casa, sendo mais audível neste últimos tempos, vindo da zona do largo da escola e do cemitério e do prédio com o caixão, que se reflectiu numa imagem de um projecto para o local das torres, com laminas ninjas

O s om da se para da ad dor , e ra est rato psd do circulo do anho, misto do eléctrico vinte e oito com circulo do duplo do o oiko es , a p art tir de minha casa, s en do mais au di vaso nono do el, kapa do neste sul ti imo s te da onda do mp os, vaso indo da zon, primeira ado dol argo da es c ola e do c emi té rio, é do pr rei id do circulo com do caixão, cena em Alcântara, q ue se ref fro mula one le c ti vaso numa mai mage made ria de um pró ject o para do circulo l ocal das torres, com das la am minas nin j às

Mais vi uma outra ligação, P, com três pontos ao lado da haste , lado direita, que me aparecera também numa comunicação da bia tie de wolfe, que creio ser capa do tim do times jornal gb, e que me apareceu associada, a um passe via minha pagina do gmail, onde apareceu um e-mail fantasma, que me mostrava três imagens antigas aqui publicada em ligação, dois desenhos da cafeteira de café, quando se queimou, onde se ve a historia do abc, jornal espanhol também, e a mascara do diabo ou de frodo derretida, em símbolo, como depois me pareceu ser, e como terceira imagem , o tal artigo do jornalista do grupo do sete, sing sing, invertido, ou seja, parecendo ser o responsável, da reacção, onde fala do soares, também, e que agora me aparece como sendo eventualmente P, ou seja o blog a pedra e a espada

Mais, fr, Vicente, uma outra da liga ac cao, P, com dos t ratos ps ê es p on to sao aol ad o da h a ste , l ad o da direita tsa, q ue me ap ar e cera t am também numa da com unic cc são es da bia tie de wolfe, q ue c rei do io circulo vaso es sica ser capa do tim do times jo rn al gb, e q ue me ap ar rec eu as soci ad a, a um passe, via min h a pa gina do gm ai l, onda ap ar e ceu um ema i l fan st ama, q ue me mo st r av t r ê sima mage en ns anti ti gás do qui pub lic ad a em liga ac cao, do is dos desenhos da ca da fete ira de ca fé, qua ando se q eu imo u, onda se eve primeira da historia do abc, jornal espanhol tam am também, é primeira da mascara do diabo, jornal pt, o vaso de frodo der r eti id a, em si m b lo, c omo d ep o is me par e c eu ser, e c omo terceira, azo o res sima mage emo do circulo do t al artigo do jornalista do g rupo do sete, sin g s ing, ive rt id o, o use seja, par e ce dn no s ero r es p on ave l, da re cabo cão, onda f ala do soares, tambe ,e do mec ue do agora da me ap arce c omo s en do eve en tua al mente cabo do P, o us de seja o blog, ori prmeira pedra, é primeira es pada

Outros elementos lidos na imagem do noticiário, P matrix galp general, símbolo galp, é o da forca, circulo de cinquenta e dois, cne, dez primeiro nono de n ovos, ou cento e um nono, sele, crioulo do sul, p vaso homem serpente oito, ele delta terceira serp+ente árabe, e eléctrico, vinte e oito, ject azul e braço, grupo monárquico, ca apit pita triangulo de fogo, ice serpente oitava, d iv ire es c ava Dora dike, m do punk violeta preto, de popa elevada para a frente figurado numa cauda de um outro avião, e aika , a ika, sene ani da anilha da ilha, preta, Canárias, ou seja anel quântico, as setas marcam o jet d Eva a luz uk sea arch fire, terceiro homem rato as terceiro bar do ra do quim ze, vince prim, e alguém viu cio do terceiro de noventa e nove, dragão, a inda bn ap rne efe el bin la den paqi s tão bar do ra c on vi dos dados se mc on vite, vaso it te

Outros da sele el lem en t os kapa ka onda lidos na i mage made ria do not ti ci á rio, P matrix gal p g ene r al, sí m b olo galp, é o da forca, circulo de cinquenta e dois, cne, dez primeiro nono de n ovos, o vaso cento en, e um nono da sele do crioulo do sul, p vaso home serpente oito, ele delta terceira se rp cruz do ente árabe, e eléctrico, vinte e oito, ject ax z u le br aço, g rup o monárquico, ca apit pita triangulo de fogo, ice ser põe en te oitava, d iv ire es c ava Dora dike, maderia do punk viol eta pr e to, de pop a elevada para a fr en te figu ur ad o numa c auda de um outro avião, é a ika , a ika, sene ani da anilha da ilha, preta, canárias, o use seja ane l quâ maconico ant tico, as s eta s mar cam o jet d Eva a luz uk sea arch fire, terceiro h om me rato as te rec e iro bar do ra do quim ze, vince prim, e al g u é made ria vi vaso do cio do t rec e iro de noventa e nove, dragão, a inda bn ap rne efe el bin la den paqi s tão bar do ra c on vi dos dados se mc on vite, vaso it te

Sem comentários: