sábado, janeiro 30, 2010

Então sua puta terrorista que se diz ministro das finanças, desvairada puta desse bando de terroristas mundiais, com milhares de mortos em suas mãos nestes últimos anos, que belo plano é esse, que só recupera , um por cento do defecite durante um ano, o que é impossível , em termos de recuperação, se soubesse fazer contas de matemática, sua puta, e o faz á conta do não aumentos das gentes, seu caralho, taxe os bancos, e as imensas regalias, sua puta, e deixe-se de tretas porque a sua face, nestes dias, com esta treta toda, só quer dizer que o senhor sabe que pseudo acidente da avenida da liberdade, é da conta do seu menino das finanças, não é verdade, podia começar por taxar a vida do gama, esse cabrão mor fora das leis e bandidos ladroes de crianças, mais essa sua puta da vera saudade e silva, morram todos, mais duzentos mil mortos em vossa conta, que alguém aqui vos venha limpar o sebo, visto que na policia, temos um bandido, que aparecia em dia recente num jornal a dizer que a procuradoria precisa de maior defenicao das funçoes, está tudo maluco, seus provocadores de merda, morrei, sua puta, definiçao da procuradoria, é cumprir a lei, sua besta, pedófilo, morra, e desapareça da terra de vez!|!!!!

En tao serpente da ua da puta, p ua da cruz , te rr o rato do ista q ue se di zorro do ministro das finanças, fu ina ç sa, d eva ira ad a puta desse bando de terroristas mundiais, com mil homem ares demo rt os em s ua serpenet das maos nest es sul t imo s ano serpente, q ue b elo p lan ano primerio é esse, q ue s ó rec cup pera ad a, um , por c en to do d efe c it e duran te primerio ano, o q ue é i mp oss iv do el , em t remo sd é rec cup pera racao es, se s o u ibe esse f az we rato da cona t de matematica, serpente da ua puta, é circulo do f az primeira conta don cão au men t os da serpente sg das gentes, revista da putas, s eu cara alho, t axe os bancos, é a primeira dp si m w en sa reg galias, s ua puta, e de ix e do traço da inglesa se de te rta s por q ue a s ua face, nest es da puta do dias, com é sta da treta toda, s ó q ue rato di ze rato q ue o do cie rc culo do s en hor, sabe, bec quadrado do circulo dops eu do ac inde te da v eni dada lib e rda de, é da conta do s eu menino das fina s ç as, n cão é ver dade, pod ia com eça rp por t axa cruz ra vaso id da priemria da puta mor do gama, esse c abra o mn oi rf for, primeria das leis e bandidos ladroes de crianças, mais esse, fr cobra, s ua puta, a da vera saudade e silva, mor ram todos, mais, fr, d uz do neto, psd, mi l mortos em v os sa da conta, q ue al g ue maqui vaso p do os v en h da primeria al em mp aro do sebo, vi s t oq ue polica, t emo serpente primeiro bandido, q ue ap ar e cia em dia rec en te nu primeiro jo pr na al a di ze rato do q ue da primeria da pro roc ur dor ia pre cisa de maio rato d efe nic ºonda da sao es das f un ço es, e stá ti o do maluco, se us por v o d da onda cado dor es de me rda, mor rato do rei, s ua da puta, d efe em ni sao es da pro rt cura dor ia, é cu mp r ato da ira da primeira da lei, s ua do best, o pedofilo, mor ra, e d es ap ar rec cc ç a da terra de eve zorro!|!!!!
Então que fasquia devera a ajuda e a cooperação internacional dar ao taithi, e será ela capaz de fazer a demonstração que o conseguimos fazer, e conseguir melhor as condições pré existentes, e ainda provar que é capaz de ser transporta a outros locais do mundo onde pela miséria se vivem condições de certa forma semelhantes

En tao q ue f as quia d eve vera primeira jud, a é a co opera raçao inter na i c on a al d ar cao do taithi, e se rá dela, c ap az de f az era demo sn t raçao q ue o c on se gui mos f az e rato, e c on se g ue mel hor as condi ç o es pre e xis t en t es, se a inda por vaso da ar q ue é ca p az de ser t ra sn porta priemira de outros l o cia sd o mundo onda p el lam am ise ria se vaso iv em condi çio es de ce rta forma seme la homem net serpente

e como se faz isto, através de que instituições comuns, como se levam os governos a efectivamente disponibilizar os meios financeiros que o permitam, que pela enesima vez relembro, são de todos, e que até ao momento são alvo de constante retórica, como mais um vez se ouviu dizer por parte de hillary na milésima promessa da criação de um fundo em copenhagen

é circulo omo se f az is to, t ar vaso es deque ue instituiçoes comuns, circulo omo se l eva vam am os governos, a efe c t iva vam am que mente, di sp oni bil ar os me is fia e cie ero s rosques, ue o per m it am, q ue p el a ene sima vaso e zorro r el lem bro, sao de todos, e q ue a té ao mo men to s al alvo de cos n t ante r eti o ric a, c omo mais, fr, um vaso é zorro da se o uv iu di ze r por p arte de hi ll ary na mi le sima pro rome s sada c ria ac sao es cortez, de um fun do em cop en homem da primeira gata en

o ava io da carga

ou ainda a imagem de bill clinton, na rampa de um avião de carga, a ajudar a descarregar sacos de farinha ou algo assim, a mesma eterna imagem da propaganda, onde cada um sempre se pergunta, mas será que esses aviões não tem carrinhos eléctrico de paletes, ou o tempo abunda e é de conveniência que o descarregamento seja feito à mão, talvez para suprir o desemprego, ou porque razão um homem que uma vez já conduziu os destinos de um pais, mesmo que alguns possam dizer, que não na melhor forma, não trará outras competências mais importantes para por em campo numa situação desta natureza, para alem de como todos sabem, quatro válvulas certamente não o aconselham a fazer esses tipo de esforços, todos estes considerandos, para alem e aquém do que sabemos ser uma estranha sinalética destes povos, em mostrar um líder, como forma de levantar uma bandeira que diz ao cônjuges, nos estamos dispostos ajudar, neste caso, assim parece ou assim não será

o ua inda primeira ima ge made ria de bill clinton, na ra mp ad e um via circulo de carga, a a ju ad ra esca rr e g ar s aco sd é farinha do circulo da ual goa serpente do sima, a mesma e te rn priemira ima ge made ria da por rp do pp a gan dao onda dec c ad a um, sempre, se pr gn t am as se ra q ue ess es avio es n cão te m car rinos do eletrico, de pa le te es, o u o te mp o ab ban u da e, é de c on vine ie en cia q ue do circulo do d es car reg am en to seja, feito, mao, t alvez para s up pr do rato iro de s en prego, o u por q ue r aza circulo do primeiro home, q ue uma ave zorro j á on cd uz ze vaso do os d es t ino s de um pais, tvi, me sm o quadrado da ue ak primerio da gun sp os sam di zé rato da onda, é rato, quadrado da ue en cão na mel hor da for am, n cão ot cruz rato da ara de outras co mp pete en cia sm ais i mp orta ant es para por em ca mp o nu ma c is tua ac sao es de sta nat ru reza, para al lem dec omo td osso sabem, q au t rova al v u la s ce rta tam am que mente, n cão o ac on se l ham a f az e rato esses t ipo ps de es for çoa, tõdos de estes, co nsi id der andos, ap ra al lem doque eu s abe emos ser uma es t r anha sin al etica de ste es p ovo se m mos cruz ra um lider, circulo omo da forma del da primeira eva do van da tar, uma ban de iraque di za circulo circulo em gug espanhol, nós est mos di serpente do post, os as primeira jud rato rn do nest deste caso, as si mp par do ceo da ua do sis sm n do elevado cao da se do rá

todos os amantes amados do mundo sao da onu, ou melhor dizendo de uma onu, no sentido de seu conceito, de uniao e reuniao e entre ajuda para alem de todas as diferenças, pelo amor , no amor com o amor

todos os am man ant es do amado, mne, sd do circulo do mundo sao da onu, o vao, soares, vaso primeiro do ml , le home do ero do ro do ze da ize zen do quadrado da ode de uma da onu, no serpente do en ti io circulo dd, é es serpente eu circulo em ce tito, de uni sao es , é re uni sao es e en cruz rui zorro rea jud primeira da ajuda, para al lem das difer ren sao es às s p elo am mor , no am circulo do rc omo am amo mor

todo isto sao questoes de basica justiça da humanidade, e como não se vem os tribunais a funcionar, e as bestas que operam estas desgraças continuam à solta, e impunes, só resta mesmo concluir, que a desgraça em seu todo muito irá aumentar, se volta ainda houver nessa altura a dar

todo is to da sao q ue es toes es de ba sica priemeira da justiça, da h uma ni dade, eéc omo n cão da se we eve emo os dos tribunais, primeira da fun cio na ar, é ás das bestas, do quadrado da ue da opera ram da am espanhola da stas das desgraças, conti nu am à sol cruz primeira , ei mp une es, serpente do ó rato es t am em soc on circulo do lui rato ps fr, quadrado da ue, é a primeira da desgraça em seu todo, mu it circulo dao cento da irá au men da cruz da ar, se evo volta primeira inda hp circulo da uve rato ness da primeira da al tura, primeira do quadrado da ar, a da vera saudade e silva, a sa da primeira puta mor dos socialistas envolvida no roubo de meu filho, quero a sua cabeça, suas putas !!!!


continua
ah senhora amada, ontem já o sol se pusera,, subindo a rua, que bela, ali estavas no ceu a aparecer sobre os pinheirinhos, grande como gravida do nosso amor que teimas em manter a distancia, que bela és senhora

a h s en hora am ad a, on te mj á o sol se p use se ra,, s ub indo a rua, q ue bel a, al i est ava sno c eu a ap ar e ser s ob reo os pin he ei rinhos, g rande c omo g r av id ado no ss o am mor q ue te imas em mantera di serpente da tan cia, quadrado da ue bel ka és serpente da en hor primeira

ao passar em frente a um bela casinha aqui ao perto, que há muito tempo se encontra fechada, uma luz por detrás de um veu, ao momento da minha passagem, o velcro da gola de meu casaco se abriu, que estranho, amada, pois acabara de colar a fita de velcro nas sandalias, que um qualquer dos terroristas quwe por aqui entra teve o cuidado em dia mais ou menos recente, de descolar em parte

ao p ass ar em fr en te priemira da , a um da bela ca sin home da primeira do ki aqui cao per to, q ue h á mu it o te mp o se en c on t ra f e ch ad a, uma luz por det ra sd, é um vaso eu, ao mo men to da min h a p ass a g emo v el c roda g ola de meu ca serpente do saco, roseta, se ab rio vaso, q ue est rato do anho, am ad a, p o is aca bar ad e dec c ola ra das fita de eve l circulo ron as sand dalias, q ue um q ual q ue r dos terroristas q u we por a qui en t ra tve o cu id ad o em dia mais o um en os rec en ted e d es c ola rem p arte

em casa depois, de novo a li, rio c k porta, balance man, bal al lance ma te ria al serpente x circulo da estrela, ou bmw

em mc asa d ep o is, d en ovo a l iri rio c k porta, bal anc é man, bal al lance ma te ria al serpente x cir rc u lo da est real, o vaso da alema

de repente ganahava sentido todo um veu de cio no jornal dos bandidos do dn ontem, que começava por um erro grafado na primeira palavra da coluna da cancio, na edicçao on line, que ainda deve assim estar se nao começaram a cobrir os traços de um novo cio que preparam

de r ep ene net g ana homem ava s en t id o todo um v eu dec cio do io do no dojornal dos bandidos, o do dn, on te made rai, q ue com eca ava por um e rr o g ra fado na prime ira pala av ra da aco co luna da cancio, na e dic sao es o n l ine, q ue a inda d eve as si m es star s en elevado cao com eça ram a c ob r iro s traços de um n ovo cio quadrado da ue pre ep pp ram

não te contei, mas ontem de ontem depois de publicar, fui fazer chichi, e quando cheguei a dita cuja, uma gota de agua, escorreu de cima, em modo impossível e contudo possível pois não tinha havido nenhuma desgraça, a imagem era clara, um anel, ou uma canga de bois, uma gota que deslizava para o sifao da peça que trás o nome de roca

n cao te conte ei, maso em te made ria deo nt em d ep pi is de pub lic ar, fiu f az e rc hi do chi, e qua ando che ge ia da dita, cu j a, uma g ota de agua, es cor reu dec ima, em mod o im p oss iv el, é c on tudo p oss iv el p o is n cao da tinha h av id em one en home uma d es sg graça, a ima ge mer da onda da primeira da clara, um ane la, o vaso uma can gade bo is, uma g ota q ue d es liz ava para o sif cao da p eça q ue t ra s o no med,é roca cao