segunda-feira, fevereiro 22, 2010

Promonitorias, as palavras de aguiar branco, o branquinho, ao dizer à frente do sorriso de as carneiro, que a politica sem ética , são sucessivas guerras civis, no qual o povo é , o chamado dano colateral, imagem de morte e de guerra

Pro romo moni tor ia s , as pal av ra s de aguiar branco, o br an quin ho, cao di ze rà fr en ted o sor r isso, norma ton, de as caren iro, q ue a pol it tca s em e te ica , sao suc ess iva s pt das guerras civis, no q ual o p ovo é , o c h amado dan ano do dano, o c ola te ra al, ima mage made ria demi orte morte, e de g ue rato ra

nas calhas das aguas que pelas dez horas vi no telejornal depois de fazer a publicaçao do video de sabado, onde de novo a morte de sá carneiro emergira, me subiu subita da memoria, uma imagem recente publicada no correio da manha, quase uma inteira pagina, jardim de charuto sentado a uma mesa estendendo o braço ao deputado da madeira aqui, ambos com um sorriso que era claro como a merda destas aguas que mataram pelos menos trinta e dois, as tais baixas colaterais do povo, perversidade maxima de quem na ilha o suporta, por cima em pequeno, passos coelho em fotografia tipo passe, com ar de quem tinha acabado de ser entalado pelos dois que gozavam com caras claras de facinoras o passe

na alha das aguas, g au as quadrado da ue pels dez hor as vi no telejornal, d ep o is de f az e ra pub lic caçao do video de sabado, onda de en ovo primeria am da morte de sá carneiro, caren eiro e mer g ira, me e mer gi vaso de s ub bit o, uma imagem ref en te pub lic ad ano do dano, do correio da manha, q ua ase uma inte ira pa gina do jardim , dec h ar ru to ze en tado a uma da mesa, espanha, est en den traço ingles do cio rc culo, o br aço cao dio do deputado da madeira aqui, am b os com um sor rato da iso q ue e ra cal roc omo primeira merda destas aguas, q ue mat aram p elo s men os t rin t a e do is, as tais baixas, mortes no br, c ola te rai sd o p ovo, per ver sida dade ma onda xina de q ue mna da ilha do circulo do spor rta, italia espanha, igreja catolica, ap por rc ima o em pequeno, abuso infantil, passos, loucos do coelho em f oto g ra ad fia t ip o passe, com ar de que em tina homem aca ab b ad o de ser en t al ad o p elo s do is q ue g oz ava vam am com da caras, revista, clara serpente dd sd e f ac cio na ra s o p + ass e

a fome com que estava nesse dia em que os vira no jornal, me fizera abrir os cordoes a bolsa, vinha a pe desde o internet do pong, era tarde, ao chegar a pampulha, olho uma casa de pasto, bitoques a tres euros e meio, decidi entrar e comer um


a fom meco om q ue est ava ness é dia em q ue os vaso da ira ano do no do jornal, me fi ze ra ab br i iro serpente dos cor do es ab o l sa da vinha primeira do ape, de sd deo circulo da internet ca do ff em, e ra t arde, ao che g ar a pap pm pulha, olho uma c asa de ps tao, bit o q ue sa tres eu ur da onda rose me io, dec id di ie en t rato da ar e co mer um

a senhora olhou para mim com ar assim meio chateada, pois já so estava a familia a comer, mas lá se decidiu a me servir um, nesse entretanto vi o correio da manha, onde estava a foto que acabei de falar, vejam-na, que é espantosamente clara de que os dois tinham acabado de fazer uma qualquer grande patifaria, pelo sentido, ao passos, que estava em cima tipo passe com ar de entalado, acabara eu em dia anterior de comentar um qualquer assunto do psd

a s en hor a ol ho vaso do para da mim com da ar, as si em me io cha te ad a, p o i s j á s o est ava a f am a i lia a co mer, ma s l á se dec id di ua me ser vi rum, ness e en t r eta anto vi do circulo do correio da manha, onda dea es sd dt y vaso da primeira, a f ot q ue aca ab bei de f al ar, veja am traço ingles mna q ue é es pan to sam am que mente, a da clara deque os dos dois da tinha hama ca bad ad onda do circulo da ode f az e rato de uma q ual q ue rato g rande da pati faria, p elo s en t id o, cao dos passos, lou cio sd, q ue es tva em ci am t ip o p ass e c om ar de en t al ad o, aca bar a eu em dia na te rato do iro rode c oe mn tar, um q ual q ue r a ss un to do psd

calhou passado alguns pouco dias, tornar a lá entrar para comer, um frango de peito feito no forno, anava eu com desejos de frango assado e estav mesmo bo, sensivelemnte ao mesmo preço, nesse dia vi a joana delicada pela primeira vez nesse dia na tv a falar dos tais malucos publicos de qualidades assim ou assado ou mais ou menos, e no final, do almoço, entrou o rapaz que salvo erro era o mesmo que depois passou na rua de alcantara com o fato de uma equipe de basebol americana e um saco de plastico preto na perna, aqui comentada

ca circulo alho vaso do passado, a ss sado, al gun s p o u co do dias, psd, torn ar a l á en t ra rato do rp do para co ome do mer, um fr ang o de pe it o feito no for no, ana ava eu com dos de sej os de fr ang o as sado e estav me sm o bo, s en s iv el lem n teao me sm o pr e ç o, ness e dia via da joana delicada, p el a prime ira ave zorro do ness, e diana tv a f al ar dos tais, br, malu cos publico s de quali id ad es as si mo vaso do assado, ass sado, o u ma si ou men os, e no fina al, do al moço , en t ro u o ra p az q ue s alvo e rr o e ra o me sm o q ue d ep o is p ass o un a rua de al can tar com do circulo do fato, de uma e q u ipe de base se bo,l am mer cia ana é um do saco, roseta, de pa s l tico preto na per na, a qui com en t ad a

ou seja a soma, me diz de um maluco, que se desvela nesta tragedia da madeira, um maluco com antecedentes diversos como todos já perceberam

o vaso use seja a s oma, me di zorro de um malu coque ue da se d es sd vela nest a tragedia da madeira, um malu co com ante ced dentes di versos c omo todos j á per ce be rato ps da ram

hoje domingo à tarde fui ver a casa para ler o que me dizia, estava obviamente fechada, assim nela e nos arredores li,

h oje dom ing o à t rade f u e vera casa para l ero roque me di zorro do ia, estav ob via am que mente fechada, as si mne, ela é nós ar red dor es l i,

cinquenta e cinco, ou seja dupla estrela do vinte e quatro horas, pam am pulha, dos hamburgeres do delta, imagem do atentado já aqui comentada, lido, cienema, rid circulo da cc, da cristina coutinho, e um escudo desenhado que me lembrou um dos ultimos desenhos que mostrei em pormenores de meus apontamentos, como um escudo de sherrif, sa do quarenta a eoito percentil, quadrado do infinito do per c en til

cin q ue en t a e c inc o, o u seja da dupla, est r dela dl, di gita al, do vi on te e qua t ro hor as, pam am pulha, dos ham bur ger es do delta, ima ge made ria do a t en t ad o j á a qui com en t ad a, l id o , cie en ma, rid circulo da cc, da criz t ina coutinho, é um es cu do de s en h ad o doque ue me lem br o u um do s ul t imo s d es en ho s q ue mos t rei em por mne en or es de me us ap on tamen t os, c omo um esc cu do de sherrif, sado qua rente a é o it o per c en til, quadrado do infinito do per c en til

o ingles da cabala da ilha da madeira, que fora nomeado reentemente aqui, a relaçao do lobo que aparecia no haithi, como sendo, o lobo xavier, grupo do quiroz, do cds, com relacao ao passe da republica dominicana em noventas e portanto agora com este tremor tambem, o meo, que aparecia com o infante por cima, com ar alucionado , o meo, a morte de as carneiro e a morte de kennedy, tambem agora de novo evocada,

o ing l es da ca ab do vbal da bala da ilha da madeira, q ue for a no me ad o re en te mn te a qui, a da relaçao, tribunal, do lobo q ue ap ar e cia no h a it hi, c omo s en do, olo bo xavier, g rup, o do quiroz, do cds, com da relacao cao p ass ser da republica dom ib bn nic ana em no ove en t as se porta anto do agora com de este t reme o rato rta tam am tambem, o meo q ue ap rec ia com do circulo do infante por rc ima, com ar al u cio n ado , o meo, a moret de as caren rato do rio, é a morte de kennedy, t am tambem agora de n ovo evo c ad a,

disse o terrorista cubano do jardimq que as obras e que mesmo assim tinham safo o mercado, ou algo assim, de nov evocado tambem, o ao lado do patriarcado na ferta da ladra, campo santana, e alguem da oposiçao, disse que as obras foram mal feitas, isto tem que ser investigado num estado de direito , pois estamos com pelo menos trinta eduas mortes até ao momento, e se tal aconteceu por mas obras, o governo e quem as fez tem ser resposabilizado pelas mortes, que pelas moldura penais, sao consideradas, pelo menos assassino colectivo, por incuria, o ciclo das guas como em noventa e tres, oto, 93, a id que se acabado mnais uma vez de desvelar, aqui, tinha desvelado, o eco sobre os comentarios dos caneiros em relacao ao haithi e a imagem deles na madeira, ou seja prova tambem da relaçao do passe no republica dominicana e consequentemente na morte de mais duzentos mil agora no haithi

di iss se o te rr o r ista cu ban ano do jardim quadrado, q ue as ob bras ase seq ue me sm o as si m tinha ham am da safo, o do mercado, o ual goa ss si em made ria, de n ov evo cado t am tambem, o aol do ado do pat ria rca cado na fei rta da ladra, cam p o do santana psd,, e al gume da o po siç sao es om, di iss sec ue as o bras forma mal feitas, is to te m q ue ser a in v est oo bda, onda i gado nu m es td o de di we it o , top o is est amo sc om p elo men os t rin t a edu as mortes a té ao mo men to, e se at l ac on tec we u por mas ob bra s , circulo do governo, é q ue ma s fez te maior ser r~es po san bil iza ad o p el as mortes, q ue pel as mol dura pena is, sao c on s id der ad as, p elo men os as sas sin o cole c t ivo, por inc curia, o cic lo das g ua sc omo em noventa e tres, oto, 93, a id q ue se aca ab bad ad o mna ais uma ave z de d es vela ar, a qui, tina hd es vela lado, o e co s ob re os com en tar iso dos c ane iro s e m relacao ao há it hi e a ima ge m deles na madeira, o use seja por vaso da primeira t am tambem da relaçao, do passe no republica dominicana, é co nse q ue en te mn te na morte de mais , fr, d uz en t os mi l agora no ha it hi


a imagem de uma casa nas linhas do russel, e da historia da tentativa de morte dos dirigentes mundiais e do professor que aparecera num jornal portugues e que foi comentada aqui no livro da vida, tam,bem umas estrangeiras , salvo erro francesas violadas e nortas na ilha, com um perfume dop local onde se dera a duplo penetracao, edp, é dp, de uma borboleta, ou seja, de uma jovem, como a imagem falava recentemente a proposito destas encenaçoes do encornado e companhia , vicente, o que era de uma das familias da ilha, o que acabara de referenciar no ultimo video , na relaçao , como o do museus no tal passe do cuspir em cristo, ou seja tambem, prova do envolvimento desta gente nas mortes na india, bhutto, pelo menos, imagem lida na altura aqui na lapa, e aqui no livro narrada,

a ima ge made ria de uma ca sn as lina hd o russel, e da hi s tor ia da t en t aiva demo da morte orte dos di rig en t es mu un dia ise do pro f ess sor q ue ap ar cee ra num jornal portu gui es e q ue f oi co men t ad a, a qui no l iv roda david a, c om um per rf fu de um me dop l ocal onda da se der a, a duplo penetracao, edp, é dp, de uma bo rb o l eta, o u s e j a, de uma jo ove em, c omo a ima ge m faf v a rec en te mn te a po rp posi o s it o de sta s das encenaçoes do encornado e companhia , vi id do dente, o q ue e ra de uma das familias da ilha, o q ue aca ab bar a de ref fr ren cia r n o ul t imo v id deo na relaçao, c omo o do museus no t al ps se do cu spi rem cristo, o use seja t am tambem, por v ad o en v o l vi em n to de sta gente nas mortes na india, bhutto, p elo men os, ima ge m l id ida dana al u tura a qui na lapa, e a q u ei no l iv ro na rr ad a,

e este nome citado no yahoo, que quando o li, me lembrou de imediato, o joao carlos silva, um dos bandidos das corrupçoes, que aparecera recentemente na tal linha de id do dn, o tal que representa o diabo, que espetou o enorme falo na menina

The Lusa agency quoted the vice president of the Madeira regional government, Joao Cunha e Silva, as saying another 68 people have been hospitalized in the island's main city,

é este nome, c it cao no y a h oo, q ue qua ando o li, me l em br o u de imediato, o joao carlos silva, um dos bandidos das cor rup ç o es sd, q ue ap ar e cera rec en tem n te na t al l ina hd é id do dn, o tal que r ep r e sw en tao circulo do diabo, o q ue es pet o u o e no r me f ak lo na menina

T he L usa a g en c y q u o ted dt he v ice pr es id dent en t o ft he Madeira regional government, Joao Cunha e Silva, as sa y ing ano t her 68 pe o p le h ave be en h o spi spit itali zed in t he is l an d's mai n city,

rectificaçao , as espetadas de que falei recentemente, nao so de porco mas de peru, na mesma apresentação

r e rti fi caçao , as das es pet ad as deque eu f al lie ie rec en te mn te mna o s o de porco ma sd é pe ru, na me sm a ap rese 3 n taçao