quarta-feira, março 03, 2010

Chile

Chi ilhe le

agora mesmo vi um eco de uma imagem, que se constelou na minha consciencia durante esta tarde relativa ao tremor de terra no chile

agora me sm do circulo do vicente, um meco de uma ima mage ge maior do q ue se c one nete co ns tel o vaso na min homem da primeira rio porto, a c on sc ie en cia duran tee sa é sta da cruz arde relativa ao t rem do remo mor do tremor de terra no chile, ou seja do processo de divisao do ra da ilhe le, prime rio , e, que está por detras dele

pois o homem da casa que espelha uma outra no chile acabei agora mesmo de o ver em mocambique ao lado do terrorista socrates onde mostravam um bela criança com oito anos, dançando uma especie de ritual como o quqa acabara e aqui evocr, mostrando bananas, imagem que tambem usei no video de ontem a ilustrar novas forma de fazer engocias entre as partes, e uma referencia ao manuel alegre, certamente alegre de bebedeiras, relacionado com um escritor que por sua vez ressoa num outro nome do psd aqui, o borges coelho, ou seja o broges do coell coelho, que cuja paret do noem acabara de entrar na imagem que por sua vez espelhara em campo de ourique a desgraça e assinatura da madeira

p circulo do is iso do homem da primeira do ac casa, q ue es pel home da primeira a uma, de outra no chile , aca b ei do agora me sm ode deo ove rem mo cam do bique aol ado do terrorista socrates, onda demo mo s t rav am um de uma bel ac à criança com o it o ano serpente, dan çan es dó, uma es pe cie de rito do vaso da ual circulo do omo do circulo do quadrado vaso da pata aca bar da primeira prik, e a qui evo circulo do rato psr, mos t rato ando das bananas, ima mage ge maior do q ue e eta tam am tambem use ei ino bn ov id deo de on te ema mai lu st rato ps da ar de nova, serpente das formas, de f az e ren gay circulo , o cia s en t rea spa art es, é uma refer ren cia cao do manuel alegre, cera rate em n te al e g rede bebe de iras , rato, el , do ac cio em ado dc doc circulo omo um es circulo do rito do tor do torque por serpente da ua ave zorro rato esso da primeira do ano um, dois mil e tres, nu primeiro deo de outro, no me do psd primeira do qui aqui , do circulo do borges coelho, o vaso do seja do circulo br o gato art es do c oe ll do coelho ps, q ue cu j ap da p do aret do noe maior aca bar da primeira de en t rato top psa rna ima mage ge maior q ue por s ua ave z e sd dp el la homem ra em cam pode circulo do urique , a primeira da desgraça é as sin a tura da dama da madeira, a mad ad de ira

andava com um especifo edificio que vi deitado como um armonio, danças ocultas, ou seja relacionado com a face oculta, processo que aqui em portugal ecorre, no chile, que mal o vi, me disse, eu conheço este edificio, ou seja , mimetiza um aqui e andava assim pensando quando as outra infomaçoes que vi a proposito dele, pelas gentes desse mesmo predio, ao descrever o que se passara me fez entao luz

anda ava circulo do om primeiro, es pe cif circulo, c irc culo do ed da di do fi do coc quadrado da ue do vicente, deitado, circulo do omo um ar moni mo oni do circulo das danças ocultas, o vaso use seja rato el ac cio na ado com da primeira face oculta, pro roc esso do quadrado ue primria aqui do ki em portugal e cor reno chile, quadrado da ue ma al do circulo lop vi, me di iss serpente da se, eu c on he ço es de este ed di fi do cio, o use seja , mime da onda do met cruz da iza um aqui, e anda vaso as si maior pen sand circulo qua ando as de outra in fom oma l ço es quadrado do vaso do da via primeira por Rp rosi to dele, p el as sg gentes de esse me sm o pr e dio cao d es c reve ero q ue se p as sara me de fez en tao primerio uz, vaso do zorro primeiro

o edificio de que vos falo, trarao todos porventura a imagem dele em suas memorias, na verdade pelo que dele vi, se depreende que é um conjunto de edificios em forma de cubo paredes pintadas de cor de terra, e uns elementos tipo colunas como L invertidos, que sobressaem das fachadas e lhe desenham assim como que semi colcheias na cor branca, ao que parece com seis ou dezaseis andares, olhava as primeira imagens onde ele aparecera e me dizia, qual é o edifico aqui identico

o ed di fi do cio deque eu do vaso do os do falo, forte alo, gb, bt da cruz do rato do aro todos por vaso da en tura, primeira iam mge maior dele, em serpente da ua me mor ia serpente na ave ver d ad e p elo quadrado dd da ue dele, vicent se d ep ren deque eu, é um c on jun t ode e di fi cio serpente em forma de cubo, pa red es pin t ad as de cor de terra, br, é un sele mn cruz ruiz os t ip poc o luna sc omo L in v e rt id os q ue s ob br ss a e made ria das f ac h ad ase del he d es en ham am as si maior c omo q ue serpente da emi co l cheias na cor br anca, cao q ue pa rece com se is o vaso de dez ase is anda ares es, o l homem ava ás prime ira ima ge ns onda sd dele ap ar rec ra, é me di zorro do ia, quadrado da fac da ual, é o e di fi co a qui id en tico

e se bem como agora se desvelou ao cortar o paragrafo anteror, que é verdade que existe a mesma cor nos pavilhoes da ual, a assim dar uma outra pista da relaçao com o grupo por detras desta desgraça, nao foi esse o edificio daqui que no do chile vi, e vi, sobretudo no momento em que um senhor descreveu a onda de choque que ali acontecera, dizendo que o edificio dançara, durante um largo tempo, como se fosse uma bailarina, antes de cair como um armonio assim deixado,

é se e b mc omo do agora se da sed d es velo lou cao co rta aro do circulo do para rag gato rafo ante rato do iroque, é eve rda dade q ue é xis te am es ma cornos serpenets dos p av ilho es da ual, a as si maior do quadrado da ar de uma outra pi sta ed rato dela ºcao com o gato do rupo por ed dt ra serpente desta desgraça, n º cao fo oi esse do circulo do ed da di fi cio da ac 1 u ei q ue nodo chile, vi,cente , é vicento do sobretudo, no mo men to em q ue um s en hor d es c reve eu da primeira onda dec cho quadrado da ue , quadrado da ue al i ac on tec cera, di zen do que do circulo do edificio dan ç ara es, duran teresa, um l argo te mp o, c omo se da fosse de uma bailarina, ant es de c air c omo um ar moni oni cobre, comunicaçoes, as si maior de ix ad circulo

continua...
acabei de o enviar a todos os chefes de bancadas de todos os bandos de terroristas na ar, como também ao pr ,e a pgr, na ar , o sistema de validação dos email, continua manhoso, e continua o sistema a nao emitir recibo, que filhos da puta sois, seus terroristas de estado

aca ab b ei deo en via ra de todos os circulo do homem efe w es de ban c ad as de todos os bandos de terroristas na ar, circulo omo t am tambem bé mao do pr ,é a primeira da pgr, na ra , o sis t ema de eva l id aç sao es dos emi da al, c on tin da ua do manhoso, é c on tin ua do circulo do sis da cruz da ema anº cao emi mit tir re cibo,boc q ue dos filhos da puta serpente do circulo do lop do is, se eu do us teresa rr ori sta serpente sd de estado
01-03-2010, 03:19:16, data da hora em que escrevi este texto agora cortado na sua luz, e que será enviado como anteriores para todas as bancadas da assembleia da republica que continuam sem responder a nada, nem mesmo reenviando o que a lei nos garante num acto de comunicações de carácter oficial, um recibo que faça prova por exemplo face ao tribunal penal internacional que estes pedófilos e fora da lei, receberam estas comunicações

e também acabei agora mesmo de enviar a essa puta que se diz presidente da republica


é ata eta tam am tambem aca ab b ei do agora me sm mode en via ra dessa puta, que se diz pr es id dn nete, da rep pub lic primeira


ãve sica do circulo doprimeiro do traço ingles do circulo do terceiro, do traço ingles da odisseia, da ceia do no do es paço, o do satn da ley do k u bric kapa, do circulo do lodo do treceiro do primeiro de novente e um, junho, data da hor primeira em quadrado da ue es circulo rato e vi de este tex , to do agora co rta ad dona serpente da ua l uz, ze q ue se rá envi ado dcc omo ante rio rato ps es para todas , as banca ad as da ass em bel ia da r ep publica, q ue c on tin uam serpente em mr rato es ponde der ana ad, da primeira da ane maior do s mar tie espanhois, me sm o r e en via ando do circulo do q ue da primeira da lei, nós gara ante nu primeiro acto de c om muni caçoes de cara rac teresa ero do oficial, circulo do fi co ical, um re cibo q ue f aça pro da ova por, é x e mp lo da face cao tribunal penal inter ran caio ina l q ue é sta serpente dos pedofilos e fo pr ad da primeira lei, rec e be ram é stas com muni caçoes

Seus vermes de merda que se dizeis políticos e democratas, sem excepção de nenhuma cor

Sues a puta da art da serpente dop vaso espanhol, dos vermes da merda, qaudrado da ue se dd ize rip pol it ti o cs e demo cara st se maior mex , e x ce pa çao es professora ne hum ac ort

seus filhos da puta de nazis

se us fil c irc culo do lop pp do cortez es, home da soda da puta de nazis

a começar pelo filho da puta do cavaco silva, e todos os filhos da putas de todas as bancadas parlamentares deste putedo que se diz estado de direito, cheio de merda fascista, seus abusadores de crianças pedófilos de merda, torturadores, que morreis todos!!!!!

primeira ac aco om meca es ar da pe kapa dela do filho do quadrado da puta do cavaco silva, cc circulo ava circulo do vao, ps, circulo da silva, é td, turbo diesesl, cu anal, do os dos filhos da puta de todas a sd banca ad do as par primeiro pata am que mente do cabo rato ps espanho, de sd dt teresa putedo, quadrado da ue se di zorro do ze rato st ad circulo da fac de direito, circulo do hiome da ode da merda , que depois matou os quarenta e tres na madeira, se us ab do bus da sado dor espanhois, bum de atocha, de crianças abusadores, pedi di circulo da puta filo , mc, serpente de mne rda, tor ru rio tao rado do quadrado esapanhol do ws, mor reis todos,

seus filhos da puta nazis dos tribunais e dos policias seus cobridores e pedófilos de merda, seus abusadores,

serpente ue es dos filhos da puta nazis, dos tribunais e dao s pol ci ia serpente se us dos cobridores, dores espanholas, atocha, é pedofilos de 3 mne merda, se us ab bau cabo tv, usa sado das dor es pam homem da ola,

seus filhos da puta das ordens das putas advogadas ladras de crianças e traficantes de carne virgem, e filhos da puta da ordem dos pseudos médicos que cobrem actos de controlo psíquico dignos das piores policias fascistas dos piores regimes fascistas

se us fi do fio do io primeiro homem soda puta , p do vaso at ds circulo cao orden sm as das putas advogadas ladras, ed e c ric anal ç as ase t rta fi can t es de ca r b be ne virgem , e fu ilho ss da puta p ua td da primeira da ordem dos ps ue 3 dio serpentes medicos, q ue cobre rem , ac t os dec on t rolo psi quico oi dig gn soda s pi o rato es das pol i cas f as ce rit sas dos pi o ratos es reg gi mne es fascistas

que parta não haveis entendido ate ordenar vossa morte, que trago meu filho roubado desde dois mil e cinco, que todos vos, vos comportais como bandidos, fora da lei, que me negais meus direitos e as leis que os consagram,

quadrado da ue da puta do aret, n cão b ave is ene net n dido a teo primeira a ordenar a minha morte, vaso os sa m orte, q ue t rag om eu fil ho ro ub ad fo de sd e do is mi le c inc circulo, quadrado da ue todos vi do os vaso do os co mp art rta tais, br, c omo ban dido serpente for ad da primeira do primeiro do ei, q ue me ne g au ais me us di rei st os sd sea as leis q ue serpente pn te do os c on sage am,

que como pai não trago nem possibilidade de saber que mal andais infligindo a meu filho, nem sobre a sua saúde velar e assim o proteger, seus filhos da puta, respondei de vez ou morrei todos!!!!

quadrado da ue circulo do omo pai n cão t rago nema p da ave sica os sibil iade, de saber, q ue ema do mal da al, anda ia sin fl e gan nid id circulo da primeira, me ue fil ho, ne maior sobre as au da vera saude, sa us dd sd eve primeiro da ar e as simo pr tote ger, s u es fil ho sd primeira puta, rato ps es ponde dei de eve zo vaso mor rato rei to ds os!!!!

o do cobra da alavanca que caiu agora mesmo aqui ao chão

circulo , o do cobra da al avanca q ue ca eu aqui do gor am rem es moa primeira do qui cao cha circulo, ou seja da china
1976, b lo g

fina al do pub lic ado no do dia 3 de maço, pedreiro, de 200 10



algumas palavras chaves decorrentes do video de ontem, torre do olho do sauron , o da faculdade, reitoria, ou reitor, telescopio, microcospio, oscilaçao entre estes dois termos, macro, e micro, o mic ro do macro, del f ,e, delta , relaçao com outras universidades, uni sida de dades, em coimbra e porto, medicos suecia, ou sueca, que aqui tambem quer dizer jogos e apostas como a reflectida no passe do gago, entre o actuale e o antigo reitor de lisboa, angola, haithi, mocambique, as, imagens aqui contidas, raparigas e ginasios, laser, norte, electro magnetismo, frequencias, mapas tabela periodica, mendelev, cancro, o dos investimentos publicos , é o do cancro, assim declina o proprio titulo do video de ontem


al gum as pala vaso ra serpente ca homem do vaso espanhol, dec o r rene net ts sd ov id deo de on te maior da torre do olho do sauron , o da faculdade, reitoria, o do vaso do ur do reitor, tele s cop do io, mic roco spi circulo, os cila sao é onda da ilha em es, canarias, en t re de estes do si dos termos, gelo, gato do elo do gel, del f ,e, delta , rato ps el aça com o put ra s un univer sa id ad es, uni sida de dad es, em c oi mb ra é porto, me dic os suecia, o vaso da sueca, q ue a qui t am tambem q ue rato ps di ze rato dos j ogo se das apostas, c omo a r efe c l t ida ano do passe do dog do gago, en t reo ac tua ale é circulo do ant gi do antigo reitor de lisboa, ang da ola haithi, mo cam bique, as, ima ge ns a qui c on ti id as serpentes das raparigas, é gina sio serpente la ser, vela do norte, o electro do mag net is mo, fr e q u en cia s, mapas t ab a bela per rio da dica, men del le vaso, can circulo do ro, o dos investimento publicos , é o do cancro, as si maior dec l ina do circulo do pro rop p do rio, porto psd, tito vaso lodo v id deo deon teresa maior


a puta que me tras o filho roubado, foi assistente na faculdade de letras de lisboa, portanto uma antiga relaçao ali deverá trazer, como ela um dia me contou, abandonou o ensino, pois mesmo em topo de carreira se ganahava muito pouco para as suas ansias materialistas, a puta que sempre escolheu os homens entre os endinheiradas e os poetas, a bem ilustrar as suas dictomias e contradiçoes e impossibilidades de viver quem é


primeira puta quadrado da ue met ra da onda da serpente do circulo ds o fi l ho ro ub bad ad o, fo do oi assis, puta do ps, t en te na f ac cu l dade de letras de lisboa, porta anto uma antiga da relaçao al id eve vera rá, a puta cabra encomendda para o roubo de meu filho, da asa nobre do terorista mor soares, t ra ze r,c omo dela, um dia mec o n t o vaso, ab bando dono do duplo do circulo do en sino, maçosn de cascais, p o is me sm o em top ode dec carreira, se g ana home ava mu it top o u co para as s u as an si as mat e ria l istas, a puta q ue se mp re es co l he do vaso do os h om ens en t re os en din he irada se os poetas, a b em i l us t rato ps da ar as s u as dic tom mias se c on t ra di ço es é ei mp oss sd bibi li dad es de viver, canal onda es , quem é


o uv vip ip da puta do elo es pe it toy, can tor que primeira por vaso da primeira est ava , feita, rato ps el at ivo as dos as sun t os ab bordados nós sul t imo s tex t os, p o is da tinha e stab bal le c id o a rato laça cao es, o ra r el aç o es e stab e le cida s h á mu it as nel es, c on tudo , pa rec ob vi o q ue nin g ue, se q ue ria rec o rda rata do q ue da primeira puta, é circulo do pai dela, ps eu do comandante da marinha for cao r es peon savel p elo porto, o do porto h á t alvez uma dec ad dao vaso seja as si maior da se pro da ova as das relaçoes com os do porto, é s eu pape el no roubo de meu filho, é do si len cio fr da puta do rui rio, é da pre se ça adele dele, com es pan ho is em ave idas iras em jane iro rode do is mi ilha le se isque p elo do circulo 101 do silencio, o confirma!


ouvi pelo espeito que a porva estava feita relativo as assuntos abordados nos ultimos textos, pois tinha estabalecido a rlaçao, ora relaçoes estabelecidas há muitas neles, contudo , parec obvio que ningue, se queria recordar que a puta e o pai dela, pseudo comandante da marinha fora o respeonsavel pelo porto do porto há talvez uma decada, ou seja assim se prova as relaçoes com os do porto e seu papel no roubo de meu filho, e do silencio da puta do rui rio e da preseça dele com espanhois em aveiras em janeiro de dois mil e seis que pelo silencio o confirma!


fiquei a pensar na clareza da imagem que se manifestou outrora no kremlin nessa noite em que me montaram uma armadilha com a orientaçao do miguel esteves cardoso


fic ue ia pen s ar na clare da reza da ima mage mai iro do que se man ani if est o u outrora no do kremlin, ness primeira do ano da noite, 2005, beslan, no oi teresa em eu quadrado da me mon t ram vaso prime ero rop man da rama mad da di do quadrado da ilha, madeira, com da primeira do circulo da rie do en taçao do miguel esteves cardoso


o primeiro aspecto é o simbolo da camisa da rapariga usada com isco para a provocaçao, morangos, pois morangos com acucar é uma velha expressao que eu uso, e que corresponde a uma das sobremezas que eu muito gostava, e que nem como há já muitos anos e que todo a gente que me conheci nesse altura o sabia, inclusive obviamente na minha produtora e era alvo de comentarios diversos, quase tao bom como o amor dos corpos, parece imagem disso mesmo, assim um bocado como algumas imagens de um filme famoso na altura o nove semanas e meia, ou seja uma gravidez atrasada


o prime ro as pe c to é circulo do si m bolo da aca da misa da ra ap riga usa sada com do isco para da primeira por vaso do circulo lodo, marlon brando, do caçao, morang os, p o is morang os com ac vaso do car, é uma velha, é x press sao q ue eu us oe q ue cor r es ponde a uma das s ob ram e za s q ue eu mu it o g os t ova, é q ue ne mc omo home da á j á mu it os ano sec q ue todo da primeira dag da gente q ue mec on he cibe , banco cartoes electronicos, ness é al tura, o sabia, inc l us ive ob via am que mente na min home da primeira por du tora e é ra alvo, de c om en tar io s di vaso dos eros, q ua ase tao b om c omo o am mr ro dos corp os, pa rece ima mage ge maior di iss ss, ps santos silva, o me sm o, as si maior de um bo cado c omo al gum as ima ge ns de um fil me f amo osso na a ltura, o n ove se mena é meia, me ia, o vas do seja uma g rat av id dez at ra sada


depois a sobremeza apareceu como sendo o nome de uma serie tipo telenovela infantil, conceito de que sempre falei com muitos, pois nao existia nada nesse ramo, por assim dizer da programaçao televisiva nacional, que como se sabia, era na altura, antes do aparecimento, muito pouco vista por estas faixas etárias, na medida em que nao traziam conteudos para eles vocacionados,


d ep o isa primeira s ob bra me za madrid ap ar receu, circulo do omo serpente en dodo circulo do no na mede, uma da se rie t ipo tele en ove da vela infantil, cio n ce it ode deque se mp re fg al ei com mu it os, p o is n º cao e xis tia n ad ane do ness e rato amo, por ss em di ze rato da por g rama maçao da tele vaso is vaso da primeira, a nacional, a da porgramaçao nacional, q ue c omo se sa ab bia, e rana ana da al tura, ant es do ap ar rec ie mn to, mu it o pop vaso e co vicente sta por estas, fa aixa s etári a s, na me dida q em q ue n º cao da ot da curz do ra da onda do oto to da art z ia am dos conteudos, conte eva vaso do quadrado os, c on t eu do s para deles vo c ac cio na ad os,


como aqui outrora o disse a todos muitos quadros da minha empresa, latina europa, sempre foram aliciados por diversas televisoes e produtoras, pois eram considerados de valor pela formaçao que traziam, e curiosamente esta serie, foi feita por um dos que na latina passou, o manuel amaro da costa, sobrinho do adelino amaro da costa morto, com sá carneiro, que me apreceu na empresa vindo da empresa, da produtora de publicidade, do norberto e sua esposa, sendo que tambem como provado a exaustao, muitos sempre infiltraram gente na minha empresa para sobretudo roubar ideias e conceitos


c omo a qui outrora, o di iss se sea primeira de todos, mu it os dos quadros da minha empresa, la t ina da europa, se mp re foram, pt, al i cia ado spor por di vaso dos eros tele v iso oe, é pr do u toras, p oi ie, e ram c on s id der ad os de valor, pela for maçao q ue t ra zorro do iam, e cu rio sm manete é sta se rie, f oi feita, por um dos q ue na la t ina p ass o u, o m anu el do am moro da costa, s ob br rinho do ad el ino do am do aro da costa, o morto, com sá car se mr t io, quadrado da ue me primeira da ap do pr receu na e maior da presa, vaso indo do quadrado da primeira em presa, da pro do vaso da tora de publicade, do norberto, é serpente da zorro ua espanhola da posa, serpente do en doque eu am n b em circulo omo, circulo da da onda por rova ado, primeira é xa us tao, mu tito ss e mp pr in fil sd dt da tara rato mg maior gente na min homem da primeira em presa para do sobretudo, orubu bar do roubo das id e ias se c on c ei it os


e esta ideia de serie , era como geralemente as minhas ideias o sao, perspectiva em forma integrada, ou seja como na realidade os que a roubaram acabaram por fazer, gerando os produtos e rendimentos conexos, que os produtos televisivos sempre podem fazer, como os cd musicais, com base numa bando que foi criado para o efeito, assim se encheram de dinheiro, como sempre, impossibilitaram-me, a possibilidade de a produzir, para depois melhor a roubar, e tambem é certo que tal comercio foi feito via espanha, pela participaçao nos capitais da tvi, vide imagens antigas nos jornais, dn, do rapaz espanhol, um dia como me oferecendo nestes ultimos anos a sua cadeira na administraçao da tvi, a reconhecer implicitamente o que sempre souberam, imagem publicada no dn


é es sta da id dei ad é se rie , e ra c omo ge rale mn te às das minhas ideias do circulo da sao, ex pordutora ligada a programas infantis da rtp e que depois foi para a tvi , ip per spect iva em forma int te gato rato ad a, o vaso do seja, c omo na rata el aida ed os q ue a ro ub aram aca bar am por f az e rato ps, ge rato da ando os produtos e rendimentos c one xo os, q ue os por du o ts tele v isi vaso os se mp re pode em f az e rc omo os cds mu sic cais serpentes, com base , heroina, numa do bando q ue f oi c ria ado para do circulo do efe it o, as si maior da se enc he ram de dine hiro, c omo se mp re, i mp os sibil bil it aram do traço da inglesa me primeria p os sibil id ade dea por d uz i rato rp para d ep o is mel hor primeira do orubu ar, e eta tam am tambem, é ce r toque eu t ak l comercio fo oi ,feito, da via espanha, p el a p art tic p aç sao es nós capitais da tvi, vide, castelo, ima mage en ns ant ti o gás noss jornais, dn, do rapaz es pena homem da aol, u mn dia com no me o fere c en do e en net s ul t imos ano as, s ua cade ira na ad min s it da raçao da tvi, a r ec on he ser i mp li cia tamen am que mente, o q ue se mp res es circulo do uber ram pub li ad da primeira do no do dn


depois o tal rapaz que se encostou a mim no bar do kremlin, um mandado como o restante grupo do isco onde se encontrava essa rapariga com a primeira camisa dos morangos que alguma vez eu vira, um rapaz mais alto que eu, de cabelo aloirado, liso em franja, a provocar em palavras chegado ao meu ouvido, eu enchendo e percebendo que a puta nao ia descolar e que tudo aquilo visava pancada, eu enchendo, enchendo, até que lhe dei um empurao, com a mao, tendo o rapaz voado pelo espaço talvez uns cinco metro, quando o olhei estava ele livido e parado ao lado de um pilar da direita da discoteca, de face para o sitio dos dj, onde havia uma pilha de colunas de som, e depois logo aparece a puta do miguelito, quando se apercebeu que aquilo tinha dado para o torto, tentando compor a coisa,


d ep o is o t al ra p az quadrado do ,e, é se enco x cos to ua primeira mim do no do bar do kremlin, um man do dado, da aposta, c omo o r es t ante g rupo do isco da onda da se en c on t rayo ava dessa rapariga, com da primeira primeira cam misa isa dos morangos, q ue al gum ave ze eu vaso da ira, um ra p az ma si al toque eu, de cab elo al loi do irado, l iso em fr anja, a por vaso do circulo doca car em pal av ra sc he gado cao me vaso do o uv id o, eu enc h en do é per ce bed dn doque da primeira puta noa ia d es c ola rec q ue tudo a q u ilo v sis vaso da primeira p ab bna aca serpente do eu enc h en do, enc h en do a té q ue l he dei um e mp ur cao, com da primeira mao, t en do o rapaz vaso do circulo do ado p elo es paço t alvez un sc inc circul do metro, qua ando o ol h ei est ava dele liv id oe, é para do x cao l ado de um +pila lara do quadrado da direita da di sc o teca, madeira, de f ac e para o sis ti os dos dj, onda h avia uma p ilha de c o luna sd é s om, e d ep o is logo ap ar rece primeira puta do mig ue lito, qua ando se ap per cebe do beu q ue daquilo, tinha do dado para do circulo do torto, ten t ando co mp o ra rac co isa,


ou seja , é esta imagem que se passou talvez em noventa e cinco, ou seis, pois a rapariga era aprecida, assim a escolheram a deedo com a cristina pinto com quem tinha deixado de viver, espelha com precisao, um gesto de mao aberta num peito, uma mola , um braço dobrado pelo coto velo, e um sopro, ou seja , a imagem de beslan, nas traves do ginasio, e ainda, talvez, fio de uma imagem relacionado cm o uss cole que em anos mais recentes ali na kapa, discoteca, li, e ainda pela posiçao do movimento do rapaz, onde ele ficou, outras indicaçoes cc se, se desvelam com precisao, coluna direita do tempolo, isto é pela presença do miguelito, os compinchas do cds, e da manuela moura guedes, que ainda hoje pela tarde ao subir ao café estava na tal comissao de inquerito da ar, depois de ontem a ter qui convocado pela palavra, a ines , pegava na mala negra , na asa, como um semi circulo, e tons de prata e se levantava da sala com um ar de quase nojo, e colunas, som, sopro feito pelo som, frequencias, o metodo operativo ou parte dele na matança ed beslan


o vaso seja , é esta ima mage maior do q ue se do que passou , t alvez em noventa e cinco, o use is, p o isa primeria rapariga, e ra ap pre da cida, as sima primeira es col he ram a dee dedo com da primeira da cristina pinto, com q ue maior t ina da tinha do homem ed di xa do de do canal viver, es, tambem reflectida no tremor do chile, es p el home do ac om pre c isa sao, um g es to de mao ab berta rta ano um, p e it o, uma mol da ola, revista das putas, um br aço do brado p elo coto, couto, velo, é um do sopro, o vaso seja , a ima mage maior de bes lan, nas t rav es do gina do sio, é a inda, t alvez, fi da ode de uma ima mage e maior mr r el ac cio n ado cm do circulo do uss cole, leque, em ano serpente mais, fr, rec en t es al ina kapa, di co da teca, lie a inda p el a posi sic sao es do mo ov ie mn to do ra ap zorro da onde dele, fi co do vaso de outras indica caçoes oe es, da cc se, se d eve lam com pre c isa sao, co luna ad da direita do te mp polo, is to é p el a pre s en ça es do mig ue lito, os c om pin homem cas do cds, é a da manu lea da moura guedes, quadrado da ue da primeira inda homem do oje p el a t arde cao s ub ira cao ca fé est ava na t al co miss sao de inq ue rt io da ar, d ep o is deo on te maior az teresa do qui circulo on vaso circulo do cado p el primeria da ap da pala av ra da primeira ines , pega ava na maior da ala negra , na asa, circulo do omo, um serpente emi mic circulo do irc do culo, é ton sd ep da puta da rata, é se lea vaso nt ava da sal, cabo verde, serpente da al, com um da ar do ed da qa do use no joe das co lunas, s om, s o pro, feito, p elo s om, fr e q u en cia s, o met o dó opera rat cruz ivo o vaso da p arte dele na matança, ed db segundo da espanhola lan


o ultimo acto dessa noite, aparecera tambem a puta dona daquilo me pediu para o acompanhar ao atrio, ao pé da porta da entrada, onde fiquei imenso tempo à espera, curiosamente me lembrei agora que estava lá uma mesinha em formica tipo madeira, baixa, que ao recordar, me aponta e desvela uma outra relaçao, a do grupo da pub, onde essa puta do miguelito tambem esteve durante muitos anos ligado se ainda nao continua, que vejo agora é parecida com a que me apareceu numa visao de um sonho recente, aqui descrita que se relaciona com ny e dallas, e a serie mad pub, ou seja a puta maluca da pub, provavelemnte o miguelito por ele mesmo, depois lá apareceu o outro rapaz do kremlin com o que levara o empurrao, queria que nos pedissemos desculpas mutuamente, eu lhe disse que pela minha parte não o fazia pois não tinha nada a pedir desculpa, quem provocara fora a puta, e depois continuei a beber meus whisquies ao balcao, bourbon, certamente , kentucky se não houvesse a minha marca preferida

´

o da casa de co ur rb on, borbon, dag al linha da galinha, do bal da ns cao



circulo do vaso cruz kapa do limo acto de w ess primeiro ano da noite, a ape cera rat tata t am tambem da puta dona daquilo ,me ped di do vaso do para do circulo do aco om p anha ar cao do atrio, cao péda por rato ps da entrada, onda fic q ue e 11me en s o te mp o à es pera, cu rio sam am que mente, me lem br ei do agora q ue estav primeiro do acento uma me sa in home da primeira em for mica t ip circulo om da madeira, a da baixa, q ue cao recordar, me ap da ponta e d eve vela de uma outra do tribunal das putas da relaçao, ad o g rupo da pub, onda dessa puta do mig ue lito t am tambem es tev duran te mu it os ano serpente liga do gaddo sea primeira inda nº cao c on tin ua, q ue do vejo, agora é pa rec cida com da primeira quadrado da ue maior ap w ar e c eu nu ma da visao, pro do jornal, de um son gato do ho rec en te, a qui id qaudrado da espanhola do circulo da doc da crita, q ue da se da ase r el ac cion ac naco do om em ny e dallas, é a primeira da se rie do mad pub, o use seja primeira puta malu c ad da onda da primeira da ap da pub, por vaso da ave lem n teo do miguelito, por el e me sm o, d ep o is l á ap a cabo rc eu do circulo do outro rapaz do kapa rem emi l in c om o q ue l eva da puta do vara do circulo do empurrao, q ue ria q ue nós ped iss emo s d es c lupas mu tua am nete, vaso do primeiro he, di iss serpente da sec ue p el a min homem da primeira p arte n cão o fg az ia p o is n cão tinha n ad a a ped di rato d es culpa, q ue m p or v o rato ps da ara for a primeria da ap da puta, é d ep o is conti nu ei a bebe rato me us w h is qui es dao cao, o do bal cao, o da casa do bourbon, ce rta em n te , k en t u ck delta da se n cão h o uve esse da primeira mina homem hm ma rca pr efe rid ida da primeira ida


nas discotecas desse grupo, que tras o explicito nome, mr, de escadinhas do duque, muita violencia de monta sempre existiu, os seguranças e porteiros eram conhecidos por serem muito violentos, um rapaz africano uma vez ali foi morto espancado, uma vez , observei como eles se juntaram para enfardar num que saia, e em poucos segundo o deixaram estendido, mais tarde alguns foram baleados a porta, enfim, mortes nao tem faltado por aquelas bandas


na serpente sd das di co t es c as desse g rupo, q ue t ra s o e x p l ci it o noe maior de es ca din h as do duque, mu it a vil o en cia demo da monta, se mp r e e x is ti u, os seguranças e porte iro se ram c on he c id os por se rem mu it o viol en t os, um ra p az a fr i c ano uma ave za li f oi morto es ap do pancado, uma ave zorro , ob ser vaso ei c omo deles, se ju ny aram para en f ar da ar nu maior do q ue s aia, e em po u cos se gun do o de ix xaaram est en dido, mais, fr, t arde al gun s foram pt bal lea ad as primeira do porta, cds, en fi maior das mortes, n º cao te maior fala td o por aquelas ds bandas


curiosamente tambem foi naquela discoteca que pela primeira vez vi a amy de ny , cabelo curtinho,vestida de branco como uma vestal, eu acabado de chegar a um dos balcoes, ela a chegar a outro, mais abaixo, os nossos olhares se reconheceram e se atrairam no preciso momento em que nos cruzamos, no meio daquela enorme confusao e ruido, como se de repente ali estivessemos os dois sozinhos, assim pelo menos eu o senti


circulo cu uri iso am que mente, t am tambem fo oi naquela isco da teca q ue p el a prime ira vaso é zorro vi da primeira amy de ny , cab elo do c ur tinho, vaso est ida de br ab coc omo uam da vestal, vaso est al, eu aca bdo, pub, de c he gara a um , dos bal co es dela, a chaga gara de outro, mais, fr, ab aixo, os no ss os ol home ares es se rec on he ce ram e seat rai ira az maior do no pre do ciso moe mn to em q do vaso dos nés c ruza za am os, no me io daquela, en o rato da me cio n fusao, fu usa sao, é rui ido, c omo se de r ep en te al i est iv esse emos os dos dois, s oz in h os, as si mp elo men os eu do circulo da serpente en das ti




03 03 10
31
33.44.44
54,2 mb mul ti bando naco banco

emprego, obras publicas , agronomia, automatização e investimentos públicos, e cancro

e mp prego do rego, gravidez, g r av id dez, aborto, rato ego, psi, chi ile le, 95, ou 94, per c en til, ob br as pub lic as , a g ron om mia, au tom om oma mat iza ac sao es é in v es tim n t os pub lic os, é can c ro


prova de durao na morte em austin, nytimes

http://www.nytimes.com/2010/03/03/nyregion/03gowanus.html

c irc uk lo do t te rc eiro gato c irc culo duplo vaso, dp anus do canal, circulo la circulo anal, ny reg gi de muitos circulos, a spokes man do mayor do ps smith,ferreiro do st, quarta ave do nin

http://news.yahoo.com/s/huffpost/20100301/cm_huffpost/481455

desenvolvimento da noticia aqui referenciada, ligando o durao barroso e o seu assistente em Bruxelas a meter este homem morto no bolso, imagem publicada on line na altura imediatamente antes do pseudo acidente, no dn, a primeira imagem do yahoo, era o mesmo ângulo , mas mais aproximado, só a zona do impacto que reproduzia a estrutura que se ve por detrás do heli da policia de ny no vídeo do dia da queda das torres

d es en volv vi men to da not ti cia a qui refer ren cia ada, l ki gan do do circulo do durao bar roso, é o s eu assis t en te em br ux el as a meter de este homem morto no bo l s o, ima ge m pub lic ad a on l ine na al tura i me d a it ae mn te ant es do ps eu dó acide dente en te, no do dn, a prime ira ima ge maior do pe ru , y a hoo, e ra do circulo do mesmo angulo , ma s mais ap pro ox ima mad o, s ó a zon ad o im pact o q ue r ep pro d uz ia a est ru tura q ue se eve por det ra sd o hel id da a pol i ca de ny no v id deo do dia da queda das torres

http://news.yahoo.com/s/politico/20100302/pl_politico/33725

health care i pressume,

The ba ak e rato ap ps oto lo serpente do zen

http://news.yahoo.com/s/ap/lt_us_chile_earthquake

as antenas das frequências via satélites entre outras coisas, assim mostra hillary, contudo a minha visão sobre isto é muito extensa e ainda nao está passada

as das antenas das fr e q u en cia se da via sate lit es en t reo de outras co oi as, as si maior mos t ra hi ll ary, c on tudo a am min homem da primeira da visao s ob br e is to é mu it oe é x t en sa e a inda nº cao é stá da passada, p ass sada, a louca

no plano geral da imagem da noticia do pequeno aviao que em austin se espetou contra o edifício do irc, a estrutura não deixa de ecoar em outras duas, a imagem assim tipo caixão de um dos módulos que fora apresentado na tv, noticias não muito tempo atrás de um projecto do arquitecto luso americano para o ground zero e também ao agora o ver a tal estrutura mais ou menos cúbica por cima do prédio ali no largo do cemitério em campo de Ourique, a que tenho chamado de cubo

no p lan primeiro ano ge ra da al da ima mage made ria da not tica do pe q ue no avia circulo q ue em austin se es pet o ova da onda do vaso doc o nt onda do ro do circulo do ed di fi cio do irc, primeira est ru tui ira, av infante santo, n cão de ix ad ee coa ar rem outras duas, a ima mage ge made ria as si maior t ip o ca ix cao de um dos mod u l os q ue for a ap rese en t ado dana dona tv, not ticas n cáo mu it o tempo atras, antigo, de um por ject, o do arqu it tec to l us o am mer cia ano para do circulo do dog g ro un d zorro do ero e eta tam am tambem cao do agora ove vera primeria t al es t ru tura ma sio vaso men os cu bica por c ima do pre di dio do io al ino l argo do c emi te rio em cm mp ode deo de o urique, a q ue t en ho c homem do amado, mne, dec cu ub circulo

da mesma forma naquela que se ve obama na tal reunião do health care com um candeeiro por detrás tipo romano, se vê dossiers pb com faixas descentradas que remete obviamente para as linhas das torres em nova yorque

da mesma da forma naquela q ue se eve ob am ana t al da reuniao, tvi, do he al t home do care com um can di e iro por det ra serpente t ipo roma ano, se w eve d oss ie r a s pb com f aixa s d es c en t r ad as q u rem te ob via am que mente, para as da linha das torres em nova yorque
a capa do publico, aqui referenciada, é do dia e ontem, terça feira, pois este post foi já publicado na quarta

ss primeira da capa do pub lic o, a qui refer ren cia ada, é do dia e on te m, te rça es f ei ira, p o is est post fo do oi do onze j á pub lic cado na qua art rta

continuação...

para finalizar o dia de hoje e poder começar a ir para as chaves anteriores, chile, nixon, watergate e finance gate, e por aí,

para fina lizard iza aro do dia de homem oje, é pod der co meça ra i rp do para as das chaves anter ior ratos es do chile, ni xo n, w a t re gate é finance gate, é por rai aí,

as putas agora pretensamente muito amiguinhas na casa oficial do terrorista mor que se diz primeiro ministro sentados , socrates enquadrado em amorce três quartos com um cartão tipo de futebol de morte , cor branca, directo ao caixão, e a puta cacique rodeado de outros dois, apontando com o seu dedinho de jedi, o mesmo objecto certamente fálico, assim era a narrativa do jogo da capa do publico de hoje, a do dn bem mais engraçada não fossem outras reverbaçoes que por ai andam a tentar fazer

as das putas do agora, pre ten sam am que mente, mu it o am mig gui em homem ás na c asa o fi cia al do t tee teresa vaso rr ori sat mor q ue se d di zorro do primeiro min s it rose en t ad os , soc raste es enc au d rato do ado em am morce, t ratos es dos quartos, com um ca rta pn onda circulo do t ip ipo pode de futebol demo dam orte rte , cor br anca, di recto ao ca ix cao, é primeira puta do cacique, jardim, rode dea ad o deo de outros dois, ap pao em t ando com o s eu ded din ho ode de jedi, o m es mo ob ject o ce rt y ae mn te f al kapa lic o, as si maio rod do mer, é ra primeria ana da na r rat iva do jo god a cap do pub lic ode home do oje, a do dn b em mna is en g r aça ad dan cão fosse maior de outras r eve rba aç co es quadrado do eu por rai ai anda dam am a t en cruz raf az, é rato ps

na bicha do pao no pingo doce, a minha vizinha de cima em aproximação, a casada com o tal militar

na bicha do pao nõ da onda do pin god o ce, a min home da primeira vizi ina hd é c ima em ap pro rato top oz zorro xi maçao, a ca sada com do cio do circulo do t al militar

duas caixas abertas propositadamente, para criar stress necessário a manifestação do arranjinho, trago eu a certeza como de costume que lhes conheço, co meço, militar espanhol, es a pn ho l da otan,o do meco, macaquinho, as manhas

do às das caixas ab bertas rta serpente pre ep posi sita t ad dama am , a que mente, para rac circulo ria rato ps dp st rato ess ne c ess sario primeira man ani if f da onda esta taçao es do arranjinho, t rago eu da primeira ce rte te za c omo ode dec cos t um mec q ue l he es co meço , macaco espanhol, as das manhas, combinadas com o terrorista mor do ps , o Sócrates, tribunal penal internacional, com estas putas de vez, com das putas, é este vaso zorro

passa uma rapariga , depois de outras rezando de diversas formas com diversos elementos a preparar o clima, logo depois me caem duas moedas ao chão, a primeira um pequeno cêntimo português logo de seguida de uma moeda de um euro que pareceu cair da minha manga esquerda, ou lá terá sido colocado pela que passou, espanhola com face do rei, um euro, olho o chão quando as apanho, algum pusera lá um cartão em branco de ambos os lados um pouco maior do que o terrorista Sócrates apresentava na introdução do passe, para tentar safar a puta mor do cacique jardim

passa, pn c ad da pancada numa rapariga , d ep o is deo de outras rato pse zorro n dó de di vera serpentes das formas, com dive rato serpente do os dos elementos , primeira a preparar o circulo do lima, l ogo d ep o is me cae em maderia du as das moedas do cao do cha circulo, china, primeria prime da ira de um peqeuno c en tim imo do circulo do porto vaso g ue es do l ogo se guida , dade de uma moe, dade um eu ur roque par rece vaso c air da am min home da primeira manga, japao, es q ue rda, o vaso dela, l á teresa rá s id o c olo do cado, br, p el lac a q ue p ass o u, es pan home da ola com da face do rei, um eu ur ro do olho do circulo do ca ho, natal, qua ando as a pan ho, al gum p use ra l á um ca rta onda do circulo em br anco cod de ambos, os lados um p o u co maio rato ps doque ue do circulo do te rr o rit sa socrates, ap pre es net ava na int ro duc sao es do pase, para t en tar safa ra puta mor doca do cacique jardim, circulo ac da ond sic do quadrasdo da ue do jardim

leio entao a volta o que ali se diz, ou melhor o que as putas deixaram assim preparado para que eu o lesse, o sessenta e nove de noventa e nove, kit kat, kapa it do cat circulo do ano da expo, o sin do militar do foguetão, sin mix, exercito, primeiro pata do tor do zé, de um cêntimo pequenino, ou seja de um menino espanhol morto, do super do mer do cado, a comida das aguas do cabo br, vaso da serpente kapa it do cat, a da aranha, na estrela, bairro, o cabrão em cima da menina

lei o en tao primeira mr ia vaso o l tao q ue ali ise di zo vaso do mel j hor o q ue as das putas, ed di xaram as si maior mp pre epa oara ado para q eu e vaso do circulo l esse, o sessenta e nove de noventa e nove, kit kat, kapa it do cat circulo do ano da expo, o sin do militar do fog ue tao, sin mix, exercito, prime rio da pata do tor do zé, de um c en tim imo pequenino, o vaso do seja de um menino espanhol morto, do s ue rp dop mer do cd circulo , primeira da comida das aguas do cabo br, vaso da serpente kapa it do cat, a da aranha, na estrela, bairro, o cabrao em cima da menina


vao -se todos foder de vez, suas putas !!!

ps mario soares, vaso do traço da inglesa se set todos fode der de eve zorro, serpente do vaso do às das putas !!!




continua....