quinta-feira, maio 06, 2010

acusaçao à igreja de roma, primeira parte








será o senhor bem vindo aqui a esta terra na mão dos pedófilos e dos bandidos e dos terroristas de estado que abusam das crianças como os seus representantes até ao momento calados perante as acusações que lhes fiz , de estar a igreja conjuntamente com o partido socialista, cobridores de abusos há mais de vinte anos, também envolvida no rapto e abuso de meu filho


se rá do circulo do s en hor, papa, b em vaso indo primeira do ki aqui, ia da p rie ei emi mira e sta da terra, br, na mao dos pedo filo se dos ban di d ps e dos t ero ratos ista serpente de eta q ue ab usa sam das c rina ç as c omo os se us r ep pr es sena tnt e as a té ao mo men to cala ad os pe ran te as a usa ço es q ue l he es fi zorro de es star primeira da igreja, c on junta em n toe com o per t u ido socialista, co br id dor es de ab us os h á ma s id e vinte ano s, tam am também en volv id ano do rapto e abuso de meu filho



como vai ser senhor, o seu silencio, ou irá o senhor condenar , afastar, pedir desculpa em nome da sua igreja e indemnizar!



c omo ova vaso as sis e ray delta circulo sen hor, o s ue do si len cio , cristina coutinho, co mes, o vaso da ira do s en hor conde na ar , a f as star pe di rato d es culpa em no meda s ua igreja e inde min iza ar rato ps !


sabe, vinha pensando em seus sapatos, que um dia aqui disseram que custavam quinhentos euros cada par, que diz a Deus quando ora, como explica a O Cristo tal pecado à imagem de tantos e constantes outros, do luxo de vossa igreja, num mundo de pobres, ou trará pezinhos delicados, como a carne das crianças abusadas


s ab abe ,é da vinha pen sand, ar reia ria aveiro circulo, circulo em se us da sa dos patos, quadrado da ue um dia, primeira do ki aqui id da di da ss, é ram quadrado da ue cu sta ava vam am quadrado do vaso dao, da ne do homem nt os se do ur do os circulo da ad da primeira do par da puta da ar, quadrado da ue di za De us qua ando do circulo do ra , rac ac circulo do omo, é x p primeiro da cia, a primeira circulo lobo, ema nu elle do circulo do c rato ps is to t al pe cado a ima ge maior de t ant os e co ns t ant es outros, dol do primeiro do ux do xo de vossa igreja, o do beijo invertido, nu maior do mundo de ep ob br ratos espanhóis o u t rato a rá pe z in ho s deli cado s, c omo primeira da carne das crianças ab bus usa sadas serpentes



quinhentos euros, ou quinhentos paus, a velha nota portuguesa que aparece ligada a uma serie de mortes, como a assinatura de um mesmo


quin h en t os euros,. ou quin h en t os pa usa primeira velha n ota portu guesa q ue ap ar rece liga gada da primeira de uma se rie demo das mortes, c omo da primeira as sin a tura de um mes mo



porventura náo sabe que O Cristo sempre com todos partilhou os chamados bens materiais, nao Lhe conhece o desprendimento das chamadas riquezas dos homens em detrimento da verdadeira, do Amor, da Verdade, e da Justiça

por vaso da en tura n cáo , sabe, quadrado da ue circulo da ema nu elle dec rato is to ze do mp do rec om todos, p art til home do circulo do vaso os c homem do amado serpente dos bens materiais, n cao L he c on he ceo d es pr en dim en to das c ha am madeira, a das riquezas dos homens em det rim en to da verde dade da ira, do Amo mor, d a Ve r dade, é a da Justiça


ia pensando em seus sapatos quando dou por mim na banca dos jornais e ali estava o senhor a bordo do seu pequeno avião que se move a espírito santo a ler com eles colocados, sapatos vermelhos, e eu em mim a pensar, sapatos vermelhos que voam, como um sopro do mau espírito que deita abaixo os explosivos de uma trave no meio de uma escola de crianças





ia pen sand ,ar eri, rp ip da primeira da ar, circulo em se us sa patos qua ando do vaso da por mim na banca, fia financeiros, do s jo rn a ise al i est ava do circulo do s en hor primeira do bordo do s eu pe q u en o avia circulo q ue se emo ove da primeira es p ei it o s anto da prime ria da ler com deles, c olo cado s, sa patos vermelhos, e eu em mim primeira p en sar, sa patos vermelhos quadrado dop da ue vi o am, c omo um sopro do mau es pr rito tito q ue de ei t a abaixo os e x p lo serpente do vaso os de uma t rave no me io de uma escola de crianças, entao certamente uma outra, uma mimica, que passa de um lugar a um outro, como o espírito, o espirita, as si maior do agora se d do quadrado ed da espanhola vela






abusos de crianças sao sempre abusos, independentemente da forma e do grau em que são feitos, e tal é inaceitável para aqueles que dizem professar o Amor

ab bus os de c rian cabo anças es sao se mp rea ds dos abusos, independente mn te da forma, é do g rato au em q ue sao, feitos, e t a l é ina ac we it ave el para daqueles, q ue di ze m pro f ess ar aro Am mor do circulo lodo do rato, ps




a imagem anterior termina com uma leitura, aponta a chave y ale, do quadrado negro e prata circulo do príncipe do mar do per cen til de espanha, ligado ao desenvolvimento, das aplicações, como sendo o da faca longa bifurcada, a da cobra


a ema mage maior do fo m an te iro ter mi on primeira do ac om uma lei tura, ap ponta a primeira c h ave y ale, do quadrado ne g rope prata c irc culo do p rin ciep do quadrado do mar do per cen til de espanha, liga gado cao d es en volv ie mn to, da s ap lic caçoe sa ima ge m an te iro te rato ps mi on ac om uma l~e it tura, ap ponta ac homem ave y ale, do quadrado negro pe prata circulo do pr rin inc ciep o principal do pr inc ip pado ad co circulo do principesco mar do per cen til de espanha, cao desenvolviemnto, das ap lic caçoes c omo s en do o da faca longa bi fur cv ad da primeira, a da cobra

perguntando as setas , desenvolvimento




peru gun run t ando às das s etas serpenets do desenvolvimento, da ap lic caçoes es, de es s en v o lo men to
tirei a imagem da senhora da parede, e nela os furos das ultimas setas mimetizaram a imagem da peça da puta cavaco, ou seja, o edifício em bruxelas e as três sementes,

ti ire do rei da primeira rai ema mage maior, a da parede, e ne la os dos furos das u l t imas ste às mime t iza zara RAma ima mage mairo da peça da puta cavaco, o vaso do seja, o e di fi cio em bruxelas, é às das tres sementes, semem en cruz espanhola

depois da sequência do que as setas me desvelaram, um prato de sobremesa inglês vou pelo ar como um frisbee, que me remete para republica dominicana , ou seja tremor do Haiti, e ao voar figurou a primeira semente que se vê do tal cordão entrançado da coroa de espinhos à volta do coração, feita pelos pedófilos da igreja católica, a que é visível na primeira imagem da sequência, publicada,no texto, perguntando às setas

d ep o is da seq un cia do q ue às das s eta s me d es vela lara ram, um pr ato de s ob reme sa do ingles, v o up elo da ar c omo um fr is bee, q ue me rene nete para r e publica do mini c ana , o u sj é primeira do tremor do haithi, é cao vaso do circulo o da ar, figu ro ua primeria semen teque, madeira, se eve vaso do t al cor dao en t r anc cado br, da cora de es p ei n h os à v o l t ad cora raçao, feit,a p elos pedo filo s da igreja catolica, a q ue é visivel na prime ria da imagem da seq uen cia, pub li c ad a, tex to, per gun t ando às s eta s

a forma da semente me lembra ainda, belem, um elemento do cartaz dos telefones nas fotos com a bela kidman na sequência da pedra cúbica do rio,e dos outros elementos aqui detalhados


primeira da forma da semente , me lem br a a inda de belem, um dele lem en to do , o do cartaz, sic, dos tele fon es nas ff oto s c om ab à bela kapa ki id man na sec un cia da pedra cu bica do rio porto, ,é do s o ur t os elementos q au i d eta l circulo cor te zorro homem da ad os
.
.
o prato inglês vuou como um frisbe, e foi bater na esquina do móvel dos tres carris onde estao as peças da republica dominicana, e onde um peixe ficou inclinado, marcou com dois traços o respectivo, movel da dimensao, no canto direito alta quem de frente para ele está virado, por cima o quadro das letras de imprensa inglesas de porto belo,

circulo do pr do ato inglês, vaso do circulo do vaso do puc omo um fr is be, ef oi bate rata ps na es q u ina do m ove el dos t ratos top ps dos espanhois carris, onda es tao às p el ç as da r e publica do min c ana, é onda um peixe fi co vaso inc lina ad o, mar co vaso com dos dois t ratos aços do circulo uk do respectivo, m ove el da dimensao, no canto di rei it o al t aqui da ue maior de fr en te ap ara dele, e sta v irado, por c ima do circulo do quadro das letras, de im pr en sa in g l esas de p oto b elo,


o maior pedaço ali ficou ao pé na esquina da parede que da para a kitchenete,

circulo do maior peda aço es al if cristina coutinho, fi co vaso do cao pena es q u ina da pa rede, madeira q ue da para a k i t c he ene nete,


em frente ao móvel, duas sementes se figuraram, e um prego, a tacha, que é o um do pés da mesinha de apoio que parece ser como uma palette de um pintor, cuja, ponta, aponta, o banco
alto do estirador com a quadricula da capulana de moçambique, o banco negro do anel negro, ja´aqui convocado em alturas distintas, que era tambem o banco do tal peugeot quando trabalhava na latina Europa

em fr en teao omo do mo do ove dele, du as se mne nte do ts se figo ur ura ram, é primeiro prego, a t acha, q ue é o um do p es do me sin h ad e ap oio q ue par ee ser c omo, uma pal tt e de um pintor, cu j a, ponta ap on t cao do banco, al to do est tir ad dor com a qua d ricula da cap u lan ana, a de mo cam bique,circulo do banco be g ro do anel negro, j a´a qui c on vo cado em al tura s di s tintas, q ue e ra tam be ov vaso do banco do t al peugeot qua ando t raba aba bal al homem ava ana la t ina da europa





dentro do móvel, dois novos saco plastico que meus pais me trouxeram da alemanha com uma t shirt, que ali guardei, museus alemaos ,com um bela rapariga, de um quadro, neles leio, per gamon muse um bode est rato primeiro quadrado dez 101 , o de setenta e oito berlin, vareta do fon da cruz f ax circulo 30 traço ingles , o de noventa , sessenta e tres de noventa, a g y pt s c h e s museus nim al ten am lust g art ten primeiro de setenta e oito , 101, berlin, louise miss pre us s en do dois mi ile le dez da web spdg sp ps gato do ponto da spsg , ponto,de, sendo que pergamon ressoa ainda em linhas recentes de um isco através da psi loirinha, certamente ao serviço da puta soares,

d en t rodo m ove del dele, do si n ovo serpente do saco plastico, roseta, p la s ti o coc q ue me us pais me, tvi, t ro ux e ram da al lem mna a homem do ac om uma t sh irt, q ue ali guarde ei, mu s u es al ema mao s ,com um bela rapariga, de um quadro, nel es le io,. per gamon muse um do bode est rato primeiro quadrado dez 101 , o de setenta e oito berlib, v ar eta do fon, o da cruz f c it ro en, circulo 30 traço ingles s ode noventa , sessenta e tres de noventa, a g y p t sc h es museu sn imal al ten am lust g art ten prime u iro rode dede setenta e oito , 101, berlin, lop u ise da louisa, miss pre us s en do dois mile dez da web spdg sp ps gato do ponto da spsg , ponto, de, s en doque ue do per do gamo n r esso da primeira, a inda em linhas rec en t es de um isco at rato ps av es da psi kapa loi rinha, a b dela, da joana am ara l dias, ce rate mn teao ser vic cod espanhola, a puta soares,


debaixo da camisola cinzenta da dolce e garbana, um outro pedaço com a parte do vaso das flores e a faca bifurcada em sua ponta, ao lado de bainhas de almofadas pretas e brancas e uma cobertura de almofada grande do tempo da cristina coutinho, aqui do tal de campo de ourique , dolce e garbana, um E vermelho, ft do E

de ba iso da cam is sola s ola cin z en t ad a dolce e g ar bana, um outro peda aço es com da primeira da p da arte do circulo da onda do vaso das flor es sea primeira da faca bifurcada, em s ua da ponta, aol ado de ba in h as de al mo fadas pr eta se br anca se de uma da c ob e r tura de almofada g rande do t e mp poda cristina coutinho,a qui id do t al de campo de ourique , dol cee g ab ana, um E eve vermelho, ft do E




um outro pedaço do prato depois de diversas carambolas ficou ao lado da retrete espanhola roca, se ve as flores negras e brancas e uma da almofadas do sofa dos dados,do que antes era uma estrela, que desvela quatro pontos,ou seja um delta, um de outro,

o u rt peda aço es do pr ato d ep o is de di vera s caram bola s fi co u cao lado , da r e t r e te es pan h ola da roca, cabo da roca, se eve cabo às for es negras e br ancas, é uma da al mo fadas do s o fado s dados, q ue d eve k dela q au t ro pn t os,do q ue eu ant es e ra uma da estrela, o u seja um delta




uma lua invertida, ficou em cima do delta do chão dos pés da mesa de comer, com uma terceira semente ao lado

um da al da lua invertida, fi co ue mc ima do delta do cha, o dos p es da mesa de co pm mer, com uma te da onda rec ira semen teao l ad circulo




uma unha ficou em cima do sofa italinao, como um corno de elefante, bem no meio do arco, como sendo a unha da chave da seta estrela que aponta a estante,ou matrix, e especificamente, o filme dos gangsteres,du tor es dos independentes m se p + ra ac on quadrado do ui td da tar das televisoes europeias, do sapato da femea cor de rosa,da bd pour adults, zo om, ps, enemy ed la fitz gerald ny e rato serpente media guide, jardim c oz ,, c ge gamnos a lua do pavilhao dos cancerosos, a da genese


uma unha fi co vaso em c ima mad ad circulo do sofa it al ina nao ,c omo um corno de dele , fan teresa b em no me io do arco c omo s en do da primeira una hd da primeira da chave da ase , seta est rato e rea al q ue ap da ponta da primeira est ante, é es pe cif ica cam am que mente, o do filme dos gangsteres, du tor es independentes maior da se p da cruz ra do ac on quadrado dao vaso do ui da tar das televisoes europeias, do sa pato da femea cor de rosa,da bd pour adults, zo om, ps, en emy ed la fitz ger al dn y, é rato serpente media guide, jardim circulo do oz ,c ge gam no sa l ua do pav, do antonio pedro vasconcelos, c ilha, o dos cancerosos, da g ene sea



a seta se mexeu e as penas e o laço que remete para a bela jason, aponta o quadro do paul gaugin, o ritual do falo, em cima do cesto do piquenique que figura a zona do castelo e lisboa, e tambem mais recentemente a cabeça da montanha, a ponta ficou em cima da rapariga que dnaça, onde outra semente ficou, ou seja a seta veio daí como sendo do grupo do diabo, figurado no jarao do armário ingles,


a s eta se mex eu, é as das penas, é circulo do laço q ue reme teresa para da primeira bela do grupo do jason, ap ponta do circulo q au dodo do paul g au gin, o do ritual do falo, em c ima doc est, o do pic ue nic q ue, q ue figo ur ra da primeira da zon, ad o castelo, é lis boa, e eta tam am tambem mais, fr, rec en te mn te primeira ca beça, a da montanha, coimbra, miguel torga, poeta ban id dd, a ponta fi co vaso em c ima da ra pa riga q ue dn aça , onda de outra semen teresa fi co vaso, o vaso do seja da primeira s eta veio daí, c omo s en dodo fg dog ar rupo do diabo, figo urrato do ado no jara , o do circulo do ar do mario soares, o ing kapa pal do primeiro espanhol,




um outro caco ficou por detras do radio philips, ao lado da antena partida, onde se le, avis, o blog, o cabo negro desenha um infinito deitado por detras dele, ou seja a morte de alguem, e o laço que o laçou, do cabeleireiro do sexo da rain over santiago, agora se desvela o complemento,

um outro roca cc caco fi o do cu por det ra serpente do ra dio ph hi do l ip do ps, cao primeiro, cao da antena partida, onda sele dele, o avis, o blog, o cabo negro d es senha a um in fi n it o deitado, por det ra serpente dele,o vaso do seja da primeira dam da morte de al g ue, meo laço que o laçou, do cab lei ro uni s e x o da rain ove rata do santiago, agora s si maio se d es vela fo circulo lop do co mp lem en to,

bleitamoc elbatiwer dc , ou seja cd re w rita ab ble com pa ti ble, az 20 quadrado da estrela, zorro dp o A invertido, o A invertido que se manifestou no ceu em fatima foto de cap do dn, quando da visita dos tais pais da maddie


ble it amoc el bat i we rato dc , o u seja cd re w rita ab ble com pa ti ble, az 20 quadrado da estrela, zorro dp o A im vertido, o, A , invertido q ue se man ni if est o un o c eu em fatima f oto de cap do dn,qua ando da v isi sita,a dos tais pais, br do tvi, da ma dd ie oo ra di oe maio

assim se le no radio, em formas invertida, a partir do ponto onde o bico da porcelana, aponta a antena quebrada em ângulo tendo ao lado a palavra da id, avis,

as si maior sele no do radio, em forma sin vertida, a p art tir do ponto onda deo circulo do bico da porce lam ana, la sn a, ap ponta da primeira antena quebrada, ema gul o t en do cao l ad, o da primeira pala vaso do ra da id, avis

acusaçao contra vieira silva e pedro franco

ac da acusação, contra mim na eua, ac cu usa são espanhola, do contra do vieira da silva, vaso ei da ira , é pedro franco, morram, suas bestas!!!


ac usação contra vaso ei da ira da silva ,vera saudade e silva, a puta ladra de meu filho a mando do soares e da igreja, é o pedro franco

http://tv1.rtp.pt/noticias/index.php?t=Cavaco-Silva-entende-que-a-Uniao-Europeia-esta-a-ser-posta-a-prova.rtp&headline=20&visual=9&article=341492&tm=6

aqui fica o link da conversa da treta da puta cavaco aos embaixadores referenciado no post anterior

a q vaso do yi f ica cao do l ink da c on ver sada da treta da puta cavaco primeira do circulo do os em ba ix cao dr es, refer en cia don o post ante rato do iro

a peça começa com uma proposta de id, das bicicletas da comissão europeu em bruxelas, assim se pressupõem, pelo edifício, numa imagem antiga aqui comentada pois no delta são figurados pelas luzes como na outra, as três sementes peça começa com uma proposta de id, das bicicletas da comissão europeia em bruxelas, assim se pressupõem, pelo edifício, numa imagem antiga aqui comentada pois o delta é figurados pelas luzes como na outra, as três sementes,


primeira do ape ca do espanhol com eça de meca, com uma do pro ps cruz ad é id das bi cic primeira eta serpente da aço misa serpente circulo do comissario europeu, eu rop ei em bruxelas, as si maior da se do pr ess vaso do poe maior do mp elo ed da di do fi do cio, nu, am ima ge maior man antiga a qui com en t ad a p o is no do delta sao figo ur ratos ad os p el as das l uz ze es c omo mona deo de outra, o u t y ra, as das três do sémen te sa ap da eça co meça es e xx com uma pro rop ps t ad e id, das bi cic l eta s da co misa s o do cm is sario do comissario europeu em bruxelas, as si maior se pr ess u~poe m,p elo e d i fi cio, nu am ima ge m antiga aqui comentada pois no delta sao figu rato ts ad os p el as l uz ze s c omo na o u t y ra, as t r es sémen cruz espanhola,

na imagem, três figuras são mais ou menos propostas para id, como se estivessem num alinhamento da policia, um senhora de branco e preto, provavelmente a que no corte acima se desvela, um senhor de gravata amarela, quando a puta mor fala da Grécia e da solidariedade e um terceiro mais novo que leva a mão ao nó da gravata, uma imagem que eu tinha usado em conversa recente aqui a propósito da Grécia, aplicada ao povo em seu todo

na ima ge maior das tres figuras da sao do mais, fr, o um en os pro ps t as para id, c omo da se est rui v ess em n um al in ham en to da pol ica, um sen hor ad e branco, e preto, pro ova ave l me net tp da primeira q ue no co rte ac ima se d es vela, um s en homem da rode da gravata am ar dela, qa un dó da primeira puta tam am do mor, cavaco , f al a dag rec ia e da sol id ari ed dd de, é um terceiro mais n ovo q ue l eva primeira mao cao nó da g r av t a, uma mai ima ge maior do q ue eu tina homem usa sado em c on ver sa rec en te a qui a por rp rosi to da grecia, ap lic ad a cao p ovo em s eu todo

curiosamente ao ver a peça, esse mais novo me lembrou um outro daqui, diogo franco, que aqui se acusa de pertencer a conspiração, e que nem de propósito como sempre ele é, me apareceu ao buscar um outro texto antigo nos meus arquivos do livro da vida on line, uma troca de email em setembro de dois mil e sete que ao contrario do que esse terrorista diz , ate agora não teve qualquer resposta da parte de ninguém, o que prova perante os tribunais da sistemática perseguição e afronta ao meus direitos garantias e liberdades, e sendo que essa besta é pau mandado do vieira da silva ps

cu do ur rio sam am que mente, cao vera primeira peça, esse mais, fr, n ovo me lem br o vaso um de outro daqui, o diogo franco, quadrado da ue a qui se ac usa de per ten cera primeira da conspiraçao, é quadrado da ue ne maior de pre posi to c omo sempre ele é, me ap ar e c eu cao b us car de um outro , y ro tet xo ant y i gato ho nós meus arquivos do livro da vida on line, muitos deles desaparecidos e outros alterados, uma t roc ad e ema mai l em sete m b r o dedo do dois mi le sete q ue cao c on t ra rio, p oto, do q ue desse terrorista, q ue pro ova ave lem n te se ra do circulo do t al da js q ue ap ar e cera em tex to ante rato ps do ior, do t e mp pod o orubu bi do com do boi do io europeu, a te agora n cao da teve q ual q ue rata rr da es posta, o q ue pro ova pe ran te os t rib ua n sida sis t ema tica perse gui sao es e a fr on t a cao vao, mario soares, me us direito s g gara nt o aia se lei ibe rda dade se s en do q ue ess t a besta, é pau mandado do vieira da silva ps,

http://ourosobreazul.blogspot.com/2007_09_01_archive.html#uds-search-results

relembra-se que a acusação refere ainda alterações e actos de falsificação e corrupção diversos no sistema da segurança social, na delegação onde se falou também de desvios avultados de milhões de euros, sem que ate agora se tenha esclarecido esta matéria, isto é, tenha sido produzida acusação contra quem o fez e quem o mandou nesses serviços

rato ps ele lem vi rato da gula do br a do traço da inglesa lea sec ue da primeira da acusação, r efe rea al primeira da teresa rate das rações espanholas, é ac ts da ode falsificação e corrupção, di versos no sis t ema da segur ança es soci da al, na dele, g aç sao es onda se falo vaso t am também de de vi os av u l t ad os de mil ho es de euros, se maior do q ue a te do agora da se ten h a es clare c id o e sta mate ria, is to é, ten h a s id o por d uz id a ax cu usa º cao contra q ue emo de fez, é q ue emo man do vaso ness es ser vi ço es

quanto à conversa da puta mor, como sempre ar e vento, desafio, qual, em que termos e mais importante como se responde, mas isso seria de esperar demasiado de um bandido fora da lei terrorista, ladrão de crianças e cobridor de pedófilos, que nem competência trás para tratar do jardim de sua casa em boliqueime

qa un to da primeira conversa da puta mor, circulo omo sempre da ar e vento en top, de safio, q ual, em q ue termos e ema mais, fr, importante, c omo se r es ponde, masi iss o se ria de es para rato ps de ma s iad, o de um bandido fora da lei t ero rato ps do ista serpente do ladrao de crianças e cobridor de pedófilos, quadrado da ue ne m c om pet en cia t ra s pa rata rta rato do jardim de s ua casa em bo lic q eu, é me


na imagem do edifício em Bruxelas com as bicicletas, se via uma palavra com letras em duas cores, beriaymont, pelas cores, se decompõem, em b r i a m n e l y o t, , ou seja estreito de beria delta do mont, , br ria do ia am ne el do ângulo , dela ot

na ema mage maior do ed di fi cio em br rui x delas, com as bi ~ sic l eta serpentes da se da via ad de uma pal av ra com das letras em duas cor es, be r i a m n, p el as cor es, se dec om poe maior, em b r i a m n e l y o t, , o us e ja est rato , é tito de be rato do ia, br ria do ia am ne el do ângulo , dela ot