sábado, julho 24, 2010

a asae e à america e a todos

belas as encenações de tudo e de nada dos dois pólos aparentes do conflito, nestas metáforas de tudo e de nada, como se uma guerra iminente, fosse alguma vez declarada por um presidente ao lado de um jogador de futebol , que chorava como uma Madalena no final da campanha da africa de sul

belas, lugar, às das ad dn das encenaçoes , en cena, naco ac co es, de tudo e de n ad o dos dois polos , ap ar rene net ts do conflito, nest ás das met a for as de tudo e de nada, c omo da se, uma guerra fosse al g uam v e zorro dec lara d ap por um pre si en te aco lado, de um jo gado da dor de fu t b o l , q ue ch r ova ava c omo uma mad al lena no fina al da cam p anha da af ric ad e sul

e no fundo falamos sempre de tremores,haithi e asia, 2005

é no fun dó fala lam lm amos se mp rede tremores,haithi e asia, 2005

vos direi a todos que antes de aparecer a senhora hillary na fronteira da correia do sul, com binóculos, a olhar a correia do norte, no paralelo imaginário, perguntando, quem aqui depois de ter entrado em minha casa, lhe o terá dito da disposição de alguns objectos que ela de alguma forma nessa imagem reflectiu

vaso do os di do rei primeira de todos, q u e ant es de ap a recer primeira sen hor a hi ll ary na fr on te da ira da co reia do sul, com bino culo sa priemria circulo do primeiro homem da ar,gama, primeira co reia do norte, no para da lelo, livraria, imaginario, loja, ima gian do rio, porto, psd, per gun t ando, q ue maqui d ep o is de teresa ren t rato ps do ado em minha casa, l he do circulo da teresa ra da d do dito, maso, o da di sp o siç sao es de al gun s ob ject os q ue dela , de a l gum a forma ness a ima ge maior mr ref for mula one le c ti vaso

respondido no paragrafo acima

rato es pond id o no para rag rafo fafo ac ima

pois calhara eu em véspera ter colocado três objectos no tubo da cadeira, da cobra negra como a do psi das necessidades, em versão psd, no tubo onde sempre o bico negro da cobra cai, o bec, um bico que por dentro trás dois círculos excentricos de distintos raios, como uma correia de transmissão, de um motor, um motor de um bico de uma cobra negra

p oi s cala a homem ra europeu em v es pera teresa c olo cado, br, t ratos es ob ject os no do tubo, metro, da cade ira, da cobra negra c omo da primeira do psi das sidas das necessidades, em ver sao psd, no do tubo onda sempre do circulo do bico negro da cobra ca io do bec, um bico que por den t ro t ratos ps ás do is c irc culos excentricos, de di s tinto s rai os, c omo uma cor reia de t rami miss sao, de um mo tor, um m oto r de um bico de uma co bar da ane negra


uma caneta de prata com a tampa em vidro como um olho, ou binouclo, como espelhava hillary, que é na realidade uma lanterna, a lanterna da caneta de prata, que nao tem energia, e com duas fendas que serviam para presilha da caneta que já nao tem,

um can eta de prata, pr ata, com da primeira tam p a em v id roco omo um olho, o vaso bino u clo, c omo es p el h ava hi ll ary, q ue é na rea li dade uma lan terna, a lan te r na da can eta de prata, q ue n ao te maior ene rato gi a, é com de duas fendas q ue ser vi am para pr es ilha da can eta q ue j á n cao te maior,

uma chave negra e prata, de fendas, com cabeça hexagonal e corpo em veios, como imagem de peças da cremalheira

uma c h ave n ger a é prata, de fen d as, com ca beca he xa g on al e cop pro em v ei os, c omo ima ge maior de pe ondas ç es as da c r ema mal he iras

maradona, s ub s ti u tt ode he roi na, mar ad on a, mar ad dona, louca

um outro pormenor em hillary, me ecoou ao momento, o colar em v de tipo laminas azulejos, vermelhos, pois acabara de falar da tanga vermelha, referencia sonho no oriente paria mar, tsunami

um outro por men o rato do rem hi ll ar y, me e cu o u cao mo men to, o c l ar em vaso de t ipo lam da am minas az u le j os, verme l h os, p o is aca bar ad e f ala ar da tan g ave vermelha, refer ren cia s on ho no o re inte pari a mar, ts un ami

plaquinhas vermelhas , placas tectónicas no mar do oriente, p laca quim home às

pala ala lac quin h as ver e ml h as ,cavaquinhas, da puta do que se diz pr, pal c as tec t oni c as no mar do oriente, p laca quim homem do om me às

depois trago ainda uma induçao, rem, tipo uma mensagem ao acordar como se alguém não id estivesse falando comigo, onde ouvi coisas extraordinárias, como tendo safado a china de um , ou do tsunami nessa ou em outra altura e por aí fora, tem o valor que tem, mas ecoava num numero , vinte bilhoes , que é o preço da bp pelo derrame a pagar,no sonho quem isto me dizia, dizia que era o valor que eu tinha a receber, calculo pelo conteúdo, ser então por ter salvo a china, isto é para rir se nao fosse de chorar, pois eu sou o roubado a quem todos até ao momento negaram a justiça!!!

d ep o is t rago a inda uma indu sao es rem, t ipo uma men sage ema mao acor da ar c omo se al g ue maio nao id est iv esse f al lan ando co mig o, onda o uv i co isa s e x t rato a o r dina ria s, c omo t en do sa fado primeira c h ina de um , o u do ts un ami nessa, o u em outra al tura, é por raí aí for a, t emo circulo da ova do valor, q ue te maio, ma s e co ava nu maior nu mer ero , vinte bil ho es , q ue é o pre cod a bp p elo der ram é primeira pa gato da ar,no do sonho q ue maio is to me di zorro do ia, di zorro ia q ue e ra do circulo da ova do jornal do valor , q ue europeu tinha primeira rec e be rato ps, c al culo p elo conte vaso do dó, ser en tao portugues teresa s alvo primeira china, is to é para rato irs en cao da fosse de cho rato do aro da ar, p o is europeu s o u o ro ub bad ad o da primeira q ue maior de todos, primeira té cao moe mn t o ne gara ram rama da primeira da justiça!!! hipócritas pedófilos e terroristas morrei !!!!

o lee fan teresa do elefante dos pedos da filo , ex mc, se dos terroristas, ista, mor do rei

se a cadeira aqui oscila, um dos azimutes me aponta uma imagem que é espelho da ilha que emergiu no mar do Japão, e que uma vez vi também espelhado no oceanário na expo do oriente, aqui na rua ao lado do muro, grafado no alcatrão entre as pedras negras da calçada no eixo da tal fabrica donde creio virem as tais vibrações tipo tremores, vide notas

sea primeira cade ria aqui os cila, um dos azimutes, me ap on t a uma ima ge maior q ue é es p el ho da ilha, q ue e mer gi vaso no mar do japao, eq ue uma v e zorro vi t am tambem es p el h ado no oceanario na e x podo oriente, aqui na rua ao l ad o do m ur o, g ra fado no al cat rato do cao en t re as pedras negras da cala ç ad ano e x io da t al da fabrica, don de c rei ov ire rem as tais, br, v ib br raçoes es t ip o t remo mor rato espanhol, vide, castelo de vide, not ás

hoje no telejornal,na reunia da asae, se via um senhor que espelhava o homem da instalação técnica aqui , da latina europa, vide linhas recentes, sobre amplificadores e transmissões, e códigos de redes
por aqui fico neste momento

home ho do oje no do telejornal,na reu ni a da asa e, se da via um s en homem roque es p el homem ava o do circulo do homem da in s t ala sao es tec nica aqui , da la t ina eu ropa, vide linhas, rec ene ts, s o b re am p li fi cado r es é trans miss oes, ren ran s miss o es, e co dig os de redes
por aqui fico neste momento

p o pr aqui fi co nest e mo men t o

24 de junho, discotecas e tubaroes,e derrames

Ah belas paupieres, falei em nelas, depois se exprimiram no ceu, e a menina com o seu belo sorrisso, a quarenta e cinco graus aqui me apareceu de repente como um clin d oeil, a me olhar, que belo sorriso, em seus belos olhos cor dos meus, vive-se a menina em meus braços, e eu sempre muito lhe beijaria esses belos papinhos que traz em seus olhos, e que me fazem assim como recordar uns outros carnudos das rosas mais ao sul, assim a andei a ver nestes dias, em belos trajos, uma posse muito bela sentada como escorregando numa cadeira, num vestido que lembra negliges de seda, ah escorregando com as belas pernas como se derrete a manteiga, até chegar à terra mistica, do leito do amor, curiso bela menina de meu coraçao se pensar mos que de alguma forma as paupieres se tornam assim como imagem de marca de seu belo rosto, não deixa de condensar em dois, uma outra imagem recente dada por madalena, talvez um outro nome seu à imagem de outra bela de meu coraçao da sua terra, como um paradoxo, os montes , ou os papos de anjo, como aqui se chama a um doce de ovos, muito bom, a quem aprecia, e no outro lado o mundo a ausencia deles, nos olhos rapidos como olhos dentro de rosas misticas, ah, hoje a vi, e a li numa entrevista com a outra bela, a kidman que a entrevistava, falava a menina do profundo misterio da existencia, e das estrelas e do ceu e de uma curiosa lina que ecoa aqui na rua do patrocinio, de um homem que fora outrora mordido por um tubarao, que depois se dedicara a mata los, e por fim, tomando consciencia, assim narram suas palavras, que tantos matara que estavam em vias de se tornar extintos, passou a seu defensor


primeira do homem de belas, o local mais ou mneos onde escondi a chave de outrora, o local onde o pedro marque lopes creio viver, ou ter casa, p au pie ratos es, f al ei em nelas, d ep o is da se e x prime iram no c eu, é primeira menina com do circulo do s eu b elo dd do sor rato ps do iss circulo do cayatte ou do luis represas, primeira qua da ara da renta, é c inc o g r a usa primeira do qui aqui da me ap ar receu teceu, de r ep en te c omo um c l indo oe ei ela, primeira meo homem da ar, q ue b elo sor rato sp ps do iso, norma ton, em se us b elos o l ho s cor es dos me us, v ive do traço ingles da sea da primeira menina em me us br aços es, é eu l h es mp re mu it tol primerio he bei j ar da ria de aveiro, esse es b elos p ap pinho serpente, o ex ministro duzentos e e dois a hora, e caixoes que de pinho se fazem, am africa, q ue t rato ps az em se us o l h os, é q ue da me f az em massi maior c omo reco rato do quadrado da ar un s o ur t os ca rn u d os das rosas, as sima primeira ande ei primeira v e r nest dias, psd, em b elos t ara j os, uma p oss e mu it b dela , a fela, s en t ad a c omo es cor reg gan ando, nu ma cade ira, nu maior vaso est id o q ue le br ane g lige sd é seda, primeira do homem es cor reg ando com às das belas pernas, c omo se der rato, é tea da manteiga, a té c he gara à rt terra mistica, do l ei it o do am mr o rato ps, cu rato do iso da bela menina de me vaso co raçao se pen s ar mosque, de al gum primeira forma ás p au pires, q ue se torn a ass si maior c omo ima ge maior de mar cade s eu b elo rosto, n cão de ix a de conde en s ar em dois, uma outra rai mage maior rec en te dada por mad al lena, t ak l vaso é zorro de um outro, no me se ua à ima ge maior de outra bela de me do vaso co raçao da sua terra, c omo um para d oxo, os montes , o vaso do os pa ps de anj, c omo a qui se ca hama a um , doc ed é ovos, mu it o b om, a q ue m ap rec ia, é no outro do rol lado do circulo do mundo , primeira au sen cia deles, nós dos olhos ra pidos c omo olhos d en t rode rosas misticas, a homem , do homem do circulo do pje, primeira do vi, é primeira do lino, ps, jm a en t r e vita com da primeira da outra bela kidman q ue a en t r e v ista ava, fal ava am e bn ina do pr da fun do mis te rio da e xis dt en cia, é das est ratos delas, é do c eu , é de uma cu r iso as lina homem q ue e coa aqui na rua do patrocionio, de um home q ue for da primeira de outrora mor dido por um t u barao, q ue d ep o is se de dica ra a mata l os, e por fi maior, tom ando co ns cien cia, ass si m na rr am s u as pala vaso rato as, q ue t antos mata r a c a v q ue est ava vam em via s de se torn ar e x tinto dao s, p ass o ua s eu d efe f en sor, serpente do c irc culo do rato, ps


continua...

continuaçao da acusaçao, o dente do financeiro, ainda do ultimo video e de outros elementos

c on tinu ua c sao es , a da acusaçao, ac aco cu usa sao es, circulo do dente do fina ac se do eiro, primeria inda do poker, o do vaso primeiro da cruz imo , é deo de outr elementos neto, serpente, dn e psd

ainda sobre o dente que aparece no video, nas torres, sao visiveis na da direita, esquerda da imagem dois vincos, e em cima como é visivel num video anterior, o que fala da maça podre, se ve uma seta que continua lá cravada, está cravada no lado direito real, esquerda da imagem, no semi arco do friso, que a meio tem um desenho, ou seja simboliza tambem uma fiada de dentes, e estando em cima, a soma diz, dos passes nos desvios dos avioes que levaram ao embate nas torres

a inda s ob reo cic circulo do dente, q ue ap a rece no v id deo nas torres, sao v isi vaso es sin ad da primeira da direita, es q ue rda da i mage maior do is vin c os, se em c ima c omo é v isi v el nu maior v id e o ante iro, o q ue fala da dama da maça pod rese ve uma s eta q ue c on tin ua l á c r av ad a, e stá c r ava da do ano aldo di rei to rea l, s q ue rda da i mage m no s emi arco do fr iso, q ue da primeira me do io te maior primeiro d es en ho, o u seja si mb o liza t am tambem uma fia da de d en t es, e est ando em c ima, a s oma di zorro dos p ass es nós d es vi os dos av oi es q ue l eva ram cao em bate nas to rr espanholas

sobre o falo financeiro, questao abordada no ultimo video, na linha que passou pela divida da estradas de portugal, com eco preciso no nove do onze, a imagem do almerindo e a imagem do assassino cavaco silva psd, e do assassinio do jorge coelho, ps, sobre na tal metafora do musculo do financeiro e do tijolo que se relaciona com a imagem da radiaçoes, e gravaçoes, actos e espionagem, atraves do militar do predio que serve algum ou alguns destes grupos, visto ate o steve job da pp apple saber ao que parece o que trazem minhas malas dentro de minha casa
s ob reo circulo do falo do financeiro, q ue s tao ab o r dada no u t l imo v id deo, na lina homem do q ue p ass o vaso p dela, divida da estradas de portugal , com , é co pre do ciso no do oove do onze, a ima mag e do al lem rato indo , é primeira iam mg , é maior do ass as sin o cavaco silva psd, é do ass sin in io do jorge c oe primeiro homem hp do ps, serpente do ob do br rena da cruz da al met primeira da for ad circulo do musculo do financeiro, é do ti j o l o q ue se rato dela , a da ac cio naco oma primeira ima ge maior da radi aço es, é g r ava ço es, actos e es pi on a ge maior, at r ave es do mi lit ra do pre di do io q ue ser ve al gum o ual gum ns de w estes g rupo s, vist a teo circulo do s teve do job da pp da apple, saber, cao q ue a pre do circulo q~ue t r aze em min h as m ala s d en t ro de min homem do ac asa à casa
não ouviram todos porventura obama em dia recente na noticias aquando da aprovaçao da chamada reforma financeira, a dizer especificamente que tambem assim se punha termino as relaçoes que ele disse, e para o dizer, terao certamente as autoriedades, americanas, as provas, de que tinha havido cambalachos desde os cantos da wall strett até aos corredores da casa branca, ou seja declina isto aqui, tambem pela semelhança da minha casa, tambem branca, em dp da all, do st rato é cruz tuberculose, circulo ru zorro da dupla, matança em beslan, tuberculos, pep ino serpente,

n cão o uv iram todo por v en tura obama em dia rec en te na not ti cia sa qua anda da ap por v aça o da c ham ad a ref fr roma financeira, a di ze rato es sec cif icam que mente, q ue e eta tam am tambem as si maior da se p un primeira do homem teresa mino ás das relaçoes , q ue dele di zorro do ze, é para do circulo da di ze rato ps de terao, ce rta em nt e ás au tori ed ad es, am mer cia ana serpente , ás por vaso do as, deque tinha h av id o cam bala cho s de sd e os can ts o da w all st rato ps e tt a té, primeira os cor red o ratos es da casa bar nca, o vaso do seja dec l ina is to a qui, tam am tambem p dela , seme l h ança es dam am da min homem oe ema primeira da casa, t am tambem br anca, em dp da all, do st rato é c ru z t ub e rc cu l o se do circulo ru zorro da dupla, matança em beslan, tuberculose, pep ino serpente

e não esquecemas que por detras deste cambalhacho patrocinonado e participado entao por alguns da wall strett, está entre outro crimes, crimes contra a propria america, ou seja a queda das torres e todos os outros que se seguiram nesta tentativa e nova ordem mundial
e n cão es q ue c emas qu e por det rato do as de este cam bal h ac homem doc irc culo do circulo da pat roci non ado e p art tic vip pado ad circulo, en tao por al gun s da w all s t rato ps e tt, e stá en t re de outro crimes es, c rim es contra da primeira por p da ria am mer da cia, o vaso do seja da primeira da queda das torres, é top dos os de outros q ue se se gui ram nest primeira da t en tat iva, é nova da ordem mu un dial, dia al, telefones, tele fon one es
na verdade acresce ainda uma linha a esta manha constante das putas do jornais servis aos terroristas de distintos grupos, pois na linha da ultima aqui comentada neste ultimo video, dois outros pormenores, se encaixavam nesta encenaçao com que as bestas tentam fugir com o rabo a seringa, parte de um , encaixava na imagem de obama , esta, a preposito da reforma financeira

n ave rato ps dade do ac do rat es ce a inda uma da linha da primeira desta manha, a co ns t ant e das putas do jornais, ser vaso do is, maconicos, primeira do os terroristas de di s tintos sg do rupo sp co circulo do is na lina hd da primeira dao vaso do primeiro da cruz ima , primeira do qui aqui, com en cruz da ad da priemira ane do neste do vaso do primeiro dol cuz imo vaso si id deo, dois outros por men do circulo dos ratos espanhois, da se en da caixa da ava vam nest primeira da encenaçao com quadrado da ue ás das bestas, t en tam fu gi do irc omo da onda rabo da primeira seringa, p aret de um , en caixa ava na ima ge maior de obama , é sta da primeira pre posi to, primeira da ad ar e forma da financeira

pois no mesmo dia das declaraçoes, aqui em no predio andaram a encenar os cabos dentro das canalizaçoes, como se os tivessem a passar, com som e tudo, como se os tivessem a por , ou passar novos, provavelmente na cobertura de uma qualquer operadora de comunicaçoes, a exacta imagem da metafora de obama, desde os cantos de wall strett, até, aos corredores da casa branca, neste caso a minha, curiosa toda esta encenaçao se como aqui provei, falam todos para mim, fazendo de conta que não, até obama, a quem perguntas directas continuam sem resposta

p o is no do mesmo dia, das dec lara raçoes, a qui aqui em no do pre di do io , ana da ram primeira en cena rato os cabos dentro das canalizaçoes, c omo se os t iv ess s ema primeira p ass da ar, com s om e tudo, c omo se os t iv esse ema primeira portuguesa , o u p ass ar n ovo s, pro ova ave lem nt e na c ob e r tura de uma q u q l ue rato da opera dor ade co munica caçoes es, primeira e x acta i mage maior da met a for a d e ob da ma, d es sde deo s can t os de w all st rato ps e tt, a té, a os cor red o ratos es da c asa s br anca, nest e caso da primeira min do homem da primeira, cu riso, china, serpente do circulo toda e sta da en cena º cao da se c omo a qui pop pr vaso do ei, f al lam am todos do da parada mim, campo de ourique, fazendo, luis, dec conta q ue n cão, a té ob am a, ea q ue maior per gun t as di re cta s c on rt tin in uam se maior rato da es posta
luis fazendo, puta da ar, ex psr, quarta internacional
luis fazendo, puta da ar dele, é x ps rato da qua rta intre rn ac cio na al, a madam mim do luis fazendo

contra o senhor é deduzida acusaçao de conspiracia, no roubo e acto de tortura de meu filho

contra do circulo do s en hor é dedo uz id primeira da acusaçao de c o ns pira da cia, no do roubo e quadrado do acto de tor tur primeira, de meu filho

esta linha da canalizaçoes ecoava ainda numa das vertentes comentadas sobre a parte que passou na tv, relativo ao terrorista barroso, o cirurgiao dos transplantes de figado, pelicano e de pancreas, pan circulo das rea serpente, pois tiveram o cuidado antes de aqui virem fazer os barulhos, de mostrar os novos metodos que a medicina usa já à alguns anos, para desentupir as veias, pelo uso de cateteres que sao monitorizados em imagem video, e que ecoa ainda as antigas linhas das outras canalizaçoes, e de semelhante objecto uma vez comprado nas amoreiras para desentupir outras veias, as das aguas das canalizaçoes como aqui dei conta

é sta da lina hd da primeira das c ana el iza ço es e coa ava a inda , nu mad ad as verte en t es co men t ad as s ob rea primeira p da arte, q ue p ass o un da primeira da tv, rato dela ti v circuo da primeira doc cao do terrorista barroso, o si ru rato giao dos t ra ns p lan t y es de fi gado, o do banco do pelicano de campo de ourique, é de pancreas, pan circulo das rea serpente, p o is ti vera ram do circulo do cu id dado ad circulo da ant es dea aqui , vaso ire rem f az ero serpentes dos barulhos, ba ru primrio homem os, demo st rato ps da ar do os de n ovo s metodos q ue da primeira medicina da usa , j á à al gun serpente ano 2005, para de s en t vaso pi rato às das veias, p do elo us sode cate teresa ratos es q ue da sao moni tori z ad os em i mage maior v id deo, é q ue e coa a inda ás das antigas das linhas, li m n h as das outra c ana liza ço es, e de seme l h anet ob ject o , uma v e zorro com prada nas amo rei da iras do para d es en t u pi rato do ato de outras veias, ás das aguas das c ana liza ço es c omo da primeria do pro do qui aqui, dei conta, nest caso, ato, remete para net e para apple, é para apple, o do pp da maça pod red circulo do cds

canalizaçoes que ainda ontem e hoje na rua pela disposiçao de objectos e pelas coreografias ds bandidos, teve um outro desenvolvimento, pois ali ao pe das tais varanda para lapa, assim dispuseram, sacos com pedaços de estuque, ou seja, buracos nos tectos e nas canalizaçoes, neste caso, aporveitando as canalizaçoes do ar condicionado, depois uma antiga tv philips, canabalizada em suaves prestaçoes, primeiro inteira, depois sem os tubos catodicos, e por fim com o revestimento da tampa do altifalante solta, a mimitizar, a tampa do ar condiconado aqui, onde está a tal placa tambem traficada, imagem da dentadura da besta, e ainda ao lado, rolos de persianas, e por fim um papel de xtreme, ou seja a suma desta gente que vende outros a dinheiro, diz-me que os vizinhos que foram pagos via um concurso publico na rtp, o que desde logo abre as ligaçoes desta rede de terroristas, tambem rtp, ao grupo malato, sonia, e outros acimna, o que agora anda de mercedes xtreme, é do tal sistema operativo das persianas, e esta relacionado com o falo do financeiro, ou seja é o falo do financeiro, apontando estas besta entao, que este financeiro ser o que o espirito me desvelou relacionado com o grupo da cistian coutinho, o tal de noventa e um e tambem de noventa e oito, da tentativa da minha morte, e que é do banco do pelicano em campo de ourique, e assim podera mesmo ser, contudo, parece isto pelo sincronismo em que o fizeram aparecer, tambem a tentativa e safar o cu a um outro financeiro

c ana liza ço es q ue a inda on te me homem oje na rua p dela , d ip ps oi s çao de ob ject os e p delas, das coreografias ds bandidos, teve primeiro de outro do desenvolvimento,ie, d es en volvi em nt o, p o is a li cao peda serpente tais da varanda para lapa, as si maior di ip ps os ur rem, sacos, roseta, ps, com peda ço es de est u q ue, o u seja, b ur acos nós dos tectos , tec cruz os, é na serpente cna liza ço es, nest e caso, ap por v ei t ando as c ana l iza ço es do ar condi cio n ad o, d ep o is de uma antiga da tv ph hi l ip do ps, c ana bal iza zada em s ua ave es pre es tao ço es, prime iro inte ira, d ep o is se maior os tubos ca cat td oicos, é por fi maior c omo r e v is tie mn to da tam da ap do al ti f al lan te sol t a, a mimi t iza zara ar da tam am do pado da ar condi cona ad o a qui, onda desta, primeira t al p laca t am tambem t ra fi c ad a, é a inda cao lado, rol os de persi ana se por fi maior, um pap el dex x cruz do reme, o vaso do seja primeira s uma desta gente, q ue vende outros, primeiro rop da primeira din he do rio, psd porto, di zorro do traço ingles da me q ue do os dos vizinhos, q u e foram pt, pa g os via um do c on c urso pub lic cona da primeira da rtp, o q ue de sd e l ogo goa ab rea serpente das ligaçoes desta rede ed te rr o ratos do istas, tam b ema r tp, cao g rupo malato, sonia, e outros ac si mna, o q ue do agora da anda de mercedes x t reme, é do t da al sis t ema o pera rati ivo das persi ana se desta, rato dela , o do ac cio n ad o com do circulo do falo do financeiro, o vaso do seja, é circulo do falo do fina ac e iro, ap pont ando e stas das besta en tao, q ue de este, fina n ce iro s ero q ue do circulo do es pi rito da me d eve lou rato dela, a do ac cio na ad o com do circulo do dog do rupo da cis tia n do coutinho, o t al de n ove en a te um e eta tam am tambem de n ove en a te o it o, a da ten tat iva da mina hm orte, é q ue, é do banco dp pelicano em cam pode do ourique, é as si maior pode ra me sm o ser, c on tudo, pa rece is to ep lo sin c ron is mo em q ue o fi ze ram ap ar recer, t am tambem primeira ten t aiva e sa f aro roc do cu da a um de outro fina n ce do io de outro financeiro

horror,
horror,
horror,
triplo horror

o que mais uma vez se desvela e confirma, nestes paragrafos e em seu corte de luz, pois estes processos, face do gravissimo crime de conspiracia, sao identicos a todos os tempos da grandes trevas dos homens e dos seres, assim se viu a venda e compra em todoas a epocas dos homens pelos seus irmaos, assim sempre os abusadores qualquer que seja a roupagem com que se apresentaram, tentaram os pequenos, à venda pela denuncia, assim se identificaram os judeus em quarenta e assim como tantos outros se fizeram as fogueiras onde os torcionarios sempre queimaram os que perseguiram , vós que recebeis dinheiro ou generos e promessas de emprego, proteçao, ou disto e daquilo em troca daqueles que entregueis, sabei bem que vós sao a acha da fogueira da inquisiçao, e sabei ainda, que depois assim sempre reza a historia, que quando não mais precisarem de vós, depois do cavalo ser abatido, o vosso valor, é nenhum, não valem mais nada, nem as promessas e promissorias sao na mais da vezes respeitadas, sois usados, tendes interesse enquanto tiveres interesse para os torcionarios, amanha sereis vós, na escada de outra mesma fogueira


homem do circulo da rr, grupo igreja catolica, circulo do rato, ho rr o rato do horror,t r ip dez horror, o q ue ema mais, fr, uma do vasp e za se d es vela e c on firma, nest es para g raf os e em s eu co rte de l uz, p o is est es pro roc esso s, face do g r av issimo c rime de co ns pira cia, sao id en tico sa da primeira de todos os te mp os da g rand es t r eva s dos h om en ns e dos e rats o es, ass si maior se viu a primeira venda, e co mp ra em todo asa ep poc ás dos h ome ns p elos se us iram os, as si maior se m pe os ab usa dor es q ual q ue ratos ps q ue seja da primeira ro u page maior com q ue da se ap rese sena t ram, t en t aram os pequenos, primeira venda p dela, pela denuncia, ass si maior da se id en tif fi caram os judeus, em qua rente e ass si maior c omo tnt os de outros se do fi do ze ram ás das fogueiras, onda os tor cio na rio s se mp re qui mara m os q ue perse gui iram , vaso do os q ue deles, re eb ei serpenet do dinheirocirculo do vaso g ene eros rose por mes sas de em pr ego, pro te sao es, o vaso di s to é da qui da ilo em t roca daqueles q ue en t reg ue is, s abe ei b em q ue vaso do os da sao da primeira acha da fog ue ira da inq u isi sao es, e s ab ei a inda, qp o is as si maior se mp re reza da primeira hi s tori a, q ue qua ando n cão mais, fr, pre cisa rem devos vaso os, d ep oi s do c ava alo ser aba t i d circulo dp do ov vaso osso do valor, é n en homem primeiro, n cão v al lem mais, fr, n ad a, ne ema ás pr one ss as e po rmiss sorias da sao na mais, fr, da ave e es r es p ei t ad as, s o is usa sados, t en d es inter resse en qa un to teve reis inter esse para os tor cio na rios, am manha se reis vaso do os, na es c ad , primeira de outra da mesma fog ue ira,londres, ne evo eiro


e é tambem isto prova cabal de duas coisas, que a justiça como esta acordada entre os homens não mais funciona e que portanto sao cumplices e alguns deles agentes deste fazer, que tem um nome na hitoria dos homens, nazismo, nova ordem, abuso sistematico de poder, por poucos contra e sobre muitos, assim se caracteriza este vosso crime e a respectiva acusaçao


e é eta tam am tambem is top por vaso da prik mei da ira ca aba do bal da al, dedo do vaso si do ás co isa s, q ue primeira da justiça, c omo e sta acor dada en t re os h ome ns n cão mais, fr, fun cio na e q ue porta nt o sao cu mp l ice es e al gun s del es agentes de ,este, fazer, q ue te maior primeiro nome na hi tori ad os h ome ns, nazismo, nova da ordem, ab bus us o sis t ema tico de pod der , por po u cos contra e s ob re mu it os, ass si maior da se ca rac teresa da ria de este vasp osso do crime, é a da acusaçao, primeira rata es spect iva da ac cu usa sao espanhola


como sempre vos disse quem acusou é quem cometeu o crime!


Voltemos ao que aqui espelha esta linha da america, no velho principio do mundo e dos seres de que tudo esta em tudo e que as conspiraçoes quando se tornam mundiais implicam necesariamente como cancros a existencia de celulas em diversos paises,


Vaso do circulo do pro do primeiro do rol da cruz emo sao quadrado da ue aqui , es puta el , homem da primeira, é sta lina hd da primeira am mer da cia, no vaso el home doc irc xulo do circulo do pr , inc da cip do io do dó do mundo, é do os da se dos ratos espanhol deque tudo, e sta em tudo, é quadrado da ue ás das conspiraçoes da qua do ando da se set tor n am mundiais si mp primeiro do icam nec es da primeira aria da am da dp inglesa, e tec omo do can circulo da rosa primeira, ée xis, r e v isa sat da laurinda, ten cia de ce lulas em di vaso, é rato serpente do os pais, tvi espanhol,


a imagem de obama, a assinar a tal reforma financeira, deu-se exacatamente apos a imagem da parte do texto da conversa com steve job, o telegrama à gwen, ou seja o x da faca chineza do falo do pau, e depois ainda se deu um outro derrame na china a imagem do que acontecera na america, ou seja, a suma neste ponto dos financeiros, diz tambem serem o responsaveis destes actos


primeira da i mage maior de ob am a, a ass sin da ar da primeira tal reforma fina ce ira, d eu do traço inglesa se e x aca cata em nt e ap os primeira rai mage maior da p arte dot tex ,t o , o da conversa com do serpente da teve do j ob, o tele gato da rama à g dp en, o vaso do seja do ox do x da primeira da fca chineza, e d ep o isa inda se d eu um outro der ram mena china, primeira rai mage maior doque a c on tec e ra na america, o vaso do seja s uma nest ponto dos fina ce iros, di zorro t am tambem se rem o r ep os nave is de estes actos, matanças no este


e se pelas proprias palavras de obama, aqui reproduzidas e comentadas, estes financeiros em wall street, se espelahma aqui, e especificamente naqueles que trazem acessos de distinta natureza ilegais a minah casa, e se a imagem que aqui partilhei da ligaçao dos vizinhos com algum do banco de campo de ourique é real, isto é , é uma leitura real, se bem que eventualmente feita em forma especifica por terceiros para que assim o seja, como acima expliquei, outros financeiros qqui neste tempo acabaram condenados


eé se ep putas delas, gi gita al , pro rop p ria s pala av rato as deo bam a, aqui, r ep pro d uz id ase co men t ada s, este s financeiros em wall street, se es p dela hm da primeira do qui aqui, é es pe cif icam que mente, naqueles q ue t r az em ac esso s de di s tinta na ture da za ile gais primeira da mina homem casa, é sw we primeira i mage maior q ue a qui qui, p art til he ei id a liga sao es dos vizinhos, com al gum do banco de c am pode de campo de ourique, é re al, is to é , é uma le it da tura real, se b em q ue eve en tua lem nt e, feita, em forma es pe cif ica por terceiros para q ue ass si imo do seja, c omo ac ima é x p lic ue ei de outros financeiros do duplo quadado do qui aqui, nest e tempo, aca ba ram conde n ad os

ou seja, como acabou de se desvelar no corte do paragrafo acima, existe tambem uma rede de financeiros, e os condenados, com provas, pela autoriedades, se bem que dizendo das razoes em forma encapotada, como aqui na altura a todos desvelei, sao os do bcp millenium, e sendo que a estrela do grupo do jardim gonçalves, é o paulo teixeira pinto, isto é do conhecimento publico, como tambem é do conhecimento publico as ligaçoes deste bandido com o psd que o cobre, e portanto estamos aqui perante uma estrela, mas negra tipo estrela da morte, a ressoar nos passes do bang e do olusfen, ou seja da espionagens em minah casa tambem, e assim contra eles se deduz a mesma acusaçao


o use j a, c omo aca b circulo do vaso de se d es vela ar no co rte do par rag rf o ac ima, é xis te tam am tambem , uma da rede de financeiros, é os conde n ad os, com por vaso do as, puta da fela, dela, au torie dad es, se b em q ue di zen do das r azo serpente em forma enca capo t ado s, c omo a qui na al tura primeira de todos, d es vaso dele led do ei, sao os do bcp millenium, é s en doque da primeira est rato dela, a do g rupo do jardim gonçalves, é circulo do paulo teixeira pinto, is to é do c on he cie mn to publico, c omo tam eb mé do c on he cie mn to publico ás das ligaçoes de este bandido, com do circulo do psd q ue do circulo do cobre, ou seja das comunicaçoes, a puta do aicep de campo de ourique, e porta nt o est amos saqui per en a te, uma estrela, mas negra t ip o est real damo da morte, primeira rato ps esso da ar nos p ass es do b ang e do o l us f en, o vaso do seja da es pi on a ge ns em mina homem natal em casa tambem, é ass si maior do contra deles, se dedo uza primeira da mesma acusaçao


não esqueçeis que só senhor jardim goncalves tras um exercito pessoal, disfarçado em quarenta guardas costas, ou os quarenta ladroes, da caverna do ali baba, ou seja, caverna, minha casa, os quarenta que aqui entram, para roubar e armadilhar, o do circulo do baba do ali, super mer cado, do algarve, onde uma menina foi morta, se bem vos recordais


n cão es quadrado do vaso , é o do cais, q ue s ó s en hor jardim g on calve sm t rato as um do exercito, p esso da al, di s fr aça ad o em qua rente do guardas costas, ou os qua renta dos ladroes, da c ave rn a do ali baba, o vaso do seja, c ave rn a, min homem da primeira da casa, os qua rena cruz q eu aqui qui en t ram, para ro ub ar e arma mad ad di l home da ar, aro doc irc culo do baba do ali, super mer cado, do dó no algarve,
contra todos vos, deduzo acusaçao nos termos aqui constantes
c on tra todo ps vaso os, o da acusaçao, ac cu usa sao es, nós teresa ms circulo qaui, policia fr, co ns da cruz ant espanhola


volto a analise do contexto das palavras no tulimo video sobre o dente do pesseguinho, imagem e crianças doce, pequena, e do que obtemnho de clarificaçao sobre este assunto que se relaciona com abusos e processo da queda das torres

vaso do circulo do primeiro da cruz , circulo da primeira ana lise sed o c on tex, cruz do circulo . o das pala av rato ps as no tu, zodiaco, espanhois, link, prime do rio, psd porto, do imo v id deo s ob reo circulo do dente do pesseguinho, ima ge me c rian anças es doc, e,maconico, pe q eu na, é do q ue ob te mn homem da ode clare fg, for ground dogi caçao serpernte ob da rede de este assunto, qaudrado da ue se rato dela , a do ac cio na com abusos, é pro roc esso da queda das torres

miguel horta e costa, o da pt, o do triangulo rachado, ou seja da menina violada, cunha, do is em pa actos aqui, primeira da tentadora, b elo dele, no me da onda nessa raapriga, ra par riga, a do c anal do is,maconico, it circulo da be da linha, as unhas vermelhas,a das unhas vermelhas, do saco, rose eta,mar rosca pr epa rata ad da primeira, é o primeiro sin da al, q ue uma da pessoa, at en cruz primeira d es co d i fi ica logo , é as pa ginas da cruzes antas, fcp, a mao do homem primeiro,est prmeira mao, e d ep o is do no do programa da tv , dia seguinte,do mer da rapriga mu it circulo da be lin a primeira hd do home do az vaso do primeiro do telefones de prata azul, paulo teixeira pinto, oculos escuros, ou seja espioes dele, e tambem dos espanhois dos curos, bois espanhois, ou seja do jambon, da matança de atocha, tambem, o pata da ane negra