sexta-feira, julho 30, 2010

façam o favor de prender a põlicia

façam o favor de prender a polica, visto que entram cá em cas sem autorizaçao, sem a minha presença e sem mandato, o que faz deles bandidos s terroristas pela natureza doa actos em questao

ah, que ingenuo, esquecer que o socrates é o bandido mor e mandante de todos eles

forte do aca espanhol,. am circulo do forte do av o rato ps, de pr ren der priemeir mr ia pol ica , vaso is to do toque quadrado é vaso e en cruz ram cá em circulo às se maior do cao tor iza da sao esapnhola, serpente ema primeira am min homem da primeira p dela, na ture ur e za do primeiro dos actos em quadrado est cruz cao, primeira d homem, quadrdo vaso é in g en vaso circulo, espanhol, quadrado ue ser quadrado do circulo do socrates, é o bn , banco, o dido mor e man dante de td todos eles

mais um roubo, tal é o desespero das bestas

mai, ministerio da admistraçao intrena, vulgo policias, um do roubo, crzu al é circulo do quadrado es pero das bestas

E já me roubaram daqui do pc, ou seja entraram cá em cas outra vez, um pedaço do texto, que apagaram, sobre um do reflexos da ual que aparece na segunda parte desta acusaçao, ainda não publicada, ual, fac, que aparecia, no corte do texo, e que introduzia, um outro assunto por relaçao, pois em dia recente, entrei na lx, e dei com uma exposiçao da ual, que falava de crimes diveros, de culinarias, daqueles que muitas vezes passam impunes, e sei pelo espirito que estao a usar esta informaçao em mais trocas de almas, seus terroristas de estado portugues, morrei no inferno, que ele vos seja quentinho, a este assunto voltarei, se queimais inocentes, tereis retorno ao cubo


E, maconico, pric principe acento da primeira me ro ub aram daqui id do circulo do pc, o vaso do seja, en t rato ps a ram cá em c as outra vez, um ped sao es do tex t o, q ue ap a gara ram, s ob re um do ref for mula one le xo s da ual, q ue ap a rece na se gun da p arte de sta ac usa ºs dao, a inda n cão pub lic ad a, ual, fac, q ue ap ar e cia, no co rte do tex oe, q ue int rid uz ia, um outro ass un to, p o is em dia rec en te, en t rei na primeira do x, e dei com uma da e x posi sic sao, a espanhola da ual, q ue fal av dec rim crimes espanhois di vaso dos eros, de cu lina ria s, da q u els qu e mu it as v e zoor do es p as sam im p un es, e s ei p elo es pr rito q ue eta circulo da primeira usa rata da eta in for maçao em mais, fr, t roca s de almas, se us te rr o rato ista serpente do estado portugues, mor rino do ino do inferno, q ue dele, vaso do circulo do seja q u en tinho, primeira de, este, as s un to v o l tar ei, sec quadrado vaso do ima is ino centes en cruz espanhol, t reis r e torn o cao do cubo

ual remete para a puta que me tras o filho roubado, que na aparencia antes do roubo começou a dar lá aulas e ia tambem ao que parece a faculdade no algarve, certamente liçoes horizontais,e outro assuntos bem mais extensos

ual, reme teresa para da primeira puta, que me tras o filho roubado, quadrado vaso é na ap pr pre cn cia, c ana l lis boa, lis cobra, ante espanhola do roubo, co meco espanhol, ua do quadrado da ar, e ia tambem, cao que pa rece cea primeira da f ac cu l dade no al gato rato ps ave, ce rta em nt é lic es oe espanhol , homem ori zon da tais, da br, é outro ass serpente un cruz os segundo em mai , mne, serpente é x ten ser
cruz en te os

e ainda um jason que tambem me apercebi de ver na lx, quem diria, e uma ines alva, ao que parece, entre muitos outros assuntos

é primeira inda , um do jason, quadrado vaso e eta tam am tambem, me ape do pee rato cebi, multibanco, mu primrio do ti do banco, do quadrado da eve rata rn da primeira do onze do x, quadrado vaso em di da ria de aveiro, é uma in espanhol alva, cao que pa rece en cruz rem vaso it os de outros ass serpente un cruz os

e mais uma prova do envolvimento do governo portugues em actos de terrorismo, cujo nome especifico é assassinio

é ema ms se massi , uma por do vaso da primeira do en volv ie nt circulo do dog do governo, o do circulo do porto, o gues, o da casa de goa, em actos de terrorismo, cu jo no me es pe dif ico , é o asa do assassino, sino maconicos de cascais, sin circulo

acusaçao aos ladroes impunes até ao momento da pt, primeira parte

ac cu usa sao, a espanhola da onda, primeira os ladroes, e mp un es a té cao mo men t, o da pt, prime ira da puta da arte

primeira foto de quatro



Prova do roubo do canal zero, acusaçao a pt, como a outra aqui provada do roubo regular nas facturas dos telefones, sem nehuma resposta, o que faz prova de que estao a par do crime e o cobrem, como o cobre o governo, vide aqui as linhas recente a desmontar, essa encenaçao da treta da compra telefonica, pt e vivo
´

Pro da ova do roubo do c anal z ero, ac cu usa sao es primeira da pt, c omo da primeira de outra aqui, por v ad da primeira do roubo , re gula ar na serpentes das f ac turas dos tele fon one es, se maior ne home uma rata da es posta, circulo q ue f az pro da ova deque, madeira, es tao da primeira par ar do c rime do crime, é circulo do cobre rem, c omo circulo do cobre do dog do governo, vide, blog, a qui às das linhas, rec en te a e ds mont da ar, dessa da en c en a º cao da t r eta do aco mp rato da tele fon ica, pt é vaso do ivo


Recentemente me veio parar de novo ao olhar, este artigo do jornal, melhor dizendo esta folha, da capital com uma entrevista a anunciar o lançamento do canal zero, no dia em que foi lançado, 14 de setembro de 2002, sendo a noticia de sabado quatorze de dezembro do mesmo ano, dois mil e dois, ainda não existia o you tube, para que não se lembrar


Rec en tee maior nt é me e io par da ar, de n ovo cao o l homem da ar, este art ti god o jo rn ak l, mel hor di zen do é sta fo l homem da primeira, a da capital, com uma da en t rata e vaso ista primeira ano un cia aro do circulo do l ança em nt o doc anl ze rato, no dia em q ue fo i lan ç ad es o, 14 de sete mb br rode ed e 2002, s en do primeira ano not ti ca id e sá bdo qua t roze de dez em br , o do mesmo ano, do is mi le do is, a inda n cão é xis t ia circulo do y o u tube, para q ue n cão da se lem br da ar


nessa tarde ao sair de casa li pelo espirito nos carros a passar ali em alcantara na av ningunes, que era um ovo do independente, o da lusa, agencia de noticias, ou seja , de um ex jornalista do independente que porvavelmente trabalhara agora na lusa, e que a chave estava na imagem, o que corresponde a uma ideia do texto do outro lado da pagina, o escrito na imagem, com uma noticia de uma banda desenhada, sobre um agente da cia , da al do simmons,


ness primeira da t arde cao sa ie rato de c asa li p elo es pi rito nós carros a p ass ar al i em al can tara na av nin g un es, q ue e ra de um ovo do independente, o d al usa, a g en cia de not ti cia serpente, o vaso do seja , de um é x jornalista do independente, q ue por v ave lem nt e t r aba bal hara do agora na l usa, é q ue primeira chave est ava na ima gato do emo q ue cor r es ponde da a uma, id e ia do tex t, o do outro rol lado da pa dag da gina, o es c rito na ima ge maior, com de uma not ti cia de uma ban da de e n homem ad da primeira, s ob re um agente da cia , da al do simmons, o rapaz do cinema da associaçao dos guinistas, grupo da puta do nuno, que recentemente aqui foi evocado, circulo ra p az do cinema, o da associaçao dos guionistas, gui ni sta serpente do g rupo da poda da puta do nuno, q ue rec en te , mente, a qui cc fo e evo do cado, br


na verdade , este entendido que a chave estava na imagem, tinha me logo feito sentido, pois, acabara de entender as extensoes , ecos e ressonancias, da forma da skin, ou seja da pele, do canal zero, a que se ve no monitor, como laminas, como o piao da serra verde do capitao solo, aqui corresponde ao capitao cos, outra puta, que perdeu uma filha, num aparente acidente de aviao, tambem aqui recentemnte comentado numa visao ali na casa ao lado da casa de goa, a dos reflexos e do trajecto de uma pomba que picou ao momrnto sobre um arvore, como simulando a queda de uma aviao, e a imagem que de imediato me veio a memoria, fora a dessa queda, quando um grupo de jovens ia a america do sul investigar um assunto, e ainda, porque este artigo de novo o vira a seguir às imagens e linhas aqui comentadas, sobre a casa piao na america, depois desenvolvida com as linhas da gwen, ou seja, de uma noticia do yahoo, onde se confrontava simbolicamente os dotes culinarios dela, com os das rapariga de vestido amarelo que grelhava hamburgers e que me mostrara a casa do piao que roda, e tendo como meta ideia por debaixo disto tudo a averiguaçao dos furaçoes e do katrina, linha complexa como agora se ve por este pequeno sumario, que corresponde a temas aqui abordados, alguns deles como o katrina e antes o andrew, em bastante extensao


na verd ad ee, é sta en t en dido q ue primeira da chave, est ava na ima ge maior da tinha da me do logo, feito, s en ti id do quadrado do fo, p o is, aca bar da primeira de en t en der ás das extensoes , é cos e rato esso n anc cia serpente, da forma da serpente kin, cristina coutinho, o vaso do seja da pele, br, doc circulo anal zorro do ero, primeira q ue se ve no do moni , tvi, tor, com das laminas, la lam minas, c omo do circulo do piao da serra verde do c apit cao do solo, a qui aqui, cor r ep n sd é cao do capitao cos, outra puta, q ue per de vaso uma fil home da primeira, nu maior ap a rente do acidente de aviao,acide id dente de av via cao, t am tambem a qui rec en te maior nt e co men da cruz do ado numa da revista, visao, al ina c asa cao l ado da casa de goa, primeira dos ref for mula one, é xo se do t ra ject o de uma p circulo do mba q ue pico ,a zores, cao moe m nt o s ob re um ar vaso circulo do ra, c omo si mula ando da primeira queda, de uma da via circulo, networks, , é primeira rai mage maior do q ue de imediato, me do vaso do io da primeira me mor do ia, for a a dessa queda, qua ando um g rupo de j ov en s ia a am erica do sul in v es tig ar um ass un to, é primeira inda por q ue de este art e gode n ovo do circulo do vira, a se gui rato ás sima ge ns, é linhas a qui aqui, com en td as, s ob rea primeira c as pia circulo 101 bna am mer cia, d ep o is de s en volv id a com as das linhas da dag dp en, o vasõ do seja, de uma not ti cia do y a home da dp, onda da se c on fr anta ava si mb o lic cam que mente os dot espanhol cu lia n rato iso dela, com às das ra pa riga am ar dela, q ue grelhava han burge ue rato se q ue da me mos t rata ara primeira do ac asa sado do piao q ue da roda, e t en do c omo met a id e ia por de ba e xo di s to tudo da primeira av we riga ua sao es dos f ur raçoes es, é do katrina, lina homem co mp le xa c omo agora se ve portugues de este pe q u en os serpente vaso do mario, q ue cor r es ponde primeira t ema saqui ab o ratos dos dados, al gus n deles c omo do circulo da kat rina, é ant es circulo do andrew, em ba s t ante extensao


continua...