domingo, agosto 08, 2010

interlúdio entre a décima primeira e a décima segunda parte

continuação

decima segunda parte

interlúdio entre a décima primeira e a décima segunda parte

int r el u di o en t re a dec ima prime ir qa é a dec ima se gun d ap da arte

coisa magica, publiquei e peguei no monte de cds que para aqui tenho, alguns dos quais não identificados à procura da aplicaçao do canal zero, que a quero mostrar nesta peça processual, sobre este roubo pois pensava que já tinha identificado numa pasta que recentemente copiara com outros elementos do projecto do canal zero, como apresentações diversas, elementos gráficos e outros, num dos elementos gráficos que agora vi, um circulo que nasce da mascara central, com duas perninhas, tipo cabos eléctricos, e que quando o mouse por ele passa, roda, e se ve um homem a sair porta fora e a palavra exit, um brincadeira assim tipo surpresa no design, assim foi pensado, e quando isto vejo, que me diz, é x da it, reparo que a peça, a forma, é idêntica a mais um condensador que hoje pela tarde encontrei ao abrir o vhs que me resta, creio que me levaram um outro, e que deixara de funcionar com uma cassete la dentro, e quando o abri, de novo encontrei um semelhante passe ao feito num dos amplificadores da colunas bang and olusfen, fiquei a alucinar, a me dizer outra vez, contudo depois de ver este frame gráfico do canal zero, me disse , existe aqui uma relaçao, pois o condensador é verde, tem as perninhas assim como as do desenho e esta como deitado numa almofada amarela, que o isola da placa, e é verde e tem como referencia peugeot, cento e quatro, ou seja como dizendo que a id do x da it é francesa

co i s a m a g i ca, pub lic ue ie peg ue ino monte de cds, q ue para a qui t en ho, al gun serpenet s dos quais, fr policia, n cão id en ti fi cado s à por cura da ap lic caçao do c ana l z ero, q ue priemria do q u ero mo st rato da ar ne sta fp eça por c ess da ual, s ob re de este roubo, p o is p en s ava q u e j á tinha, id en ti fi cado nu ma da pasta, it, q ue rec en te mne maior net co pi ara c omo de outros dele, maior nt o dd o pro ject o d c ana l z ero, c omo pr es en taço es di vera s ele m nt os graficos e outros, nu maior dos dele lem nt os graficos, um circulo q ue na sc ce da n ma cara da central, com do is t ipo cabos el t rico sec u e qua ando circulo do mo use por dele p ass aro roda, é vaso da eve um ho ema primeira s air do porta, for a é primeira pal av ra e x it, um bric cna ed ira as si maior t ipo s u presa no do design, as si maior fo ip en sado, é qua ando n dó, is to ove do vejo,br, q vaso da me di zé, é x da it, r ep aro q ue a p eça, primeira da forma, é id en tica primeira masi, um conde en sa do sado da dor q u e h oje p ela t arde en c on t ria circulo ab r iro v homem serpente q ue da mer desta, c rei o q ue me lea v ram de um outro, e q ue de ixara de fun cina rc om um aca s sete l ad en t rato do oe, qua n do quadrado do fo do circulo ab br id en ov en~cn t r w ei um seme l h ante p ass e cao do feio, nu maior dos amo p li fi cado dor ratos es da co lunas b ang a b n do l us f en, fic ue ia lu cina ra da me di ze rato de outra vez, c on tudo d e p o si de eve rato de este fr am é grafico do cn al z e o, me id dd ds se , e x ise a qui, uma do tribunal da relaçao, p o iso don de s ad r o sado da dor, é verde, te maior n ás das per ninha s as si maior c omo às do de sn ho e e sta c omo de it ad o nu ma lam o fada am ar dela, quadrado do vaso circulo is ola da pl aca, e é vaso e ret em c omo re e ren cia peugeot, c en t oe q u t ro, o u seja c omo di zen doque da primeira da id do x, a da it, é francesa

depois abri a gaveta de baixo aqui , e peguei no monte de cds, e comecei a procurar o canal zero, e dei agora mesmo com um, que não trazia id, que me diz, vaso branco sobre quadrado prata ratado no canto superior esquerdo, ou seja direita real, ver, vaso rba bat tim, de uma onda de um fio de prata sobre circulo br anca, cd traço do rtto do com pact di sc reco rda ab ble le, sete dp do multibanco, mo, cinquenta e dosi do x da spedd vitesse, o ultimo aqui mencionado é o pedro marques lopes, e antes o ex ministro do ps, da oitenta min, e quando o abri com muita dificuldade, a reconhecer os ficheiros , pois prece ter uma marca, assim li,

de p o is ab ria primeira g ave eta, a de baixo aqui , e peg u ei no monte de cds, e co mece ceia ia por cura aro rato canal zero, é dei do agora me s m o com de um, q u e n cão t ra z ia id, q ue me di zorro do vaso branco s ob re q au d r ad o prata rata don ocan to superior esquerdo, o vaso serpente do seja da direita re al, vaso é rato, vaso rba bat tim, de uma onda de um fi circulo de p rta s ob re c irc culo br anca, cd traço do rtto do com pact, as soci a çao pordutores inglesa, di sc reco rda ab ble le, sete dp do mu l ti banco, mo, cin q u en a te do s id ox do x da sped dd vite esse, o u l t imo aqui men cio não quadrado , é circulo do pedro marques lopes, e ant es do circulo do e x ministro do ps, da oitenta min,ous eja da min de oitenta, o it en cruz primeira, é qua n do circulo do ab r i c om mu it a di fi cu l dade, a reco on he c ero s fic he iro sp o is pr e ce teresa uma mar caa s si m li

o maconico do tralo do circulo do nono, en te rata par ren te sis quadrado de dois circulos, so sete submarino do cd, corpo diplomatico, circul do cd do forte da serpente do traço do cento e tres, do traço quinhentos e um , levik, americano, o maestro da estrela, do 666 do multi banco, da uni dade de bar do ra ca, ou deca, ou dec primeira, e depois ao lado deste dois videos assim numerados que me deram esta chave, um texto cujo titulo é continua, como tinha acabado de escrever na ultima parte publicada, onde faço uma acusaçao a ana gomes e luis amado sobre o ferro frances, entre outros assuntos, texto que foi aqui publicado na alrtura , pois tras ainda outras refrencias a uma imagem de sies com os punhos enfiados na cloacas que me remete assim de memoria para o kuski

circulo do oma maconico do alo do circulo do nono, en te rata par ren te sis quadrado dedo do sis circulos, serpente circulo do sete s ub do marino, o do cd, corp o d ip loma tico, c irc u l do cd do f orte da serpente, do t rato do aço do c en t oe t ratos es, do t rato do aço es quin h en to ze um , levi ka spa americano, o ma est roda da estrela, do 666 do multi banco, da uni dade de bar do r aca, o vaso deca, o vaso dec primeira, é d ep o is aco cao lado d este, do is v id e os as si maior nu med da onda r ados q ue me der am e sta da chave, um tex t o c u jo titu lo é c on tin ua, c omo da tinha ac cb bad ad o de es c r e vaso rena u l t ima p arte pub lic ad a, onda f aço es, uma da acusaçao a ana gomes e luis am adao s ob reo do ferro, ps, o frances, en t re de outros as sun to s, tex t oc ue fo ia do qui aqui, pub lic cado ad dona al rata da tura , p o is t r as a inda outras re f ren cias da a uma ima ge maior de si es com os punhos en fia do sn a clo aca s q ue mer e mete as si maior de me mor ia para do circulo do k u s k i

dad da uni, ligado com multibanco, o que me veio logo a cabeça, é o rodrigues, o carvalho rodrigues, pois trabalhou ele nos chips, dos cartoes, e portanto é plausivel que saiba que se aproveitou da ideia que na altura a muitos, como de costume falei, e sendo que do carvalho rodrigues, o mencionei recentemente sobre a termo dinamica aplicada aos computadores, no ambito da queda das torres, que é ainda um dos assuntos com novos desenvolvimentos

da ad dad da uni, liga gado com do mu l ti do banco, o q u e me eve do veio, jason, l ogo a ca beça, é circulo do rodrigues, circulo do car vaso do alho do rodrigues, p o is t r aba bal ho vaso elenos chi o ps, dos car toe es, é porta nt o é pal us ive el q ue sa iba bac q ue se ap rove it o vaso da ideia q u e na al tura primeira de muitos, c omo mode cos t um e f al ei, e s en doque do carvalho rodrigues, o men cio n ei rec en te m nt e s ob rea primeira do termo, a dina mica ap lic ad primeira , a os com put ad dor es, no am bito da queda das torres, q ue é a inda um dos as sun t os com n ovo s de s en volv ie m nt os


ah amada , está imenso calor, se aqui estivesses lambia-te toda tudinha, e faziamos assim tipo quente e frio, agora vou gravar um video com dois outros assuntos , um pequeno detur, se tal pudesse dizer, pois o primeiro dele, se ligou temporalmente de seguida a ultima carta sobre o signo da bela marion, e um outro sobre uma assinatura do sudoeste asiatico, que ontem, ou antes de ontem aqui me apareceu num estranho meio sincronismo, e falarei deles antes de voltar ao processo do canal zero

a ham ad a , e stá i men s o c alo r,ato da se a qui aqui, est ive esse s lam bia do traço inglesa te todo t u dinha, e f az iam os as si maior t ipo q u en te e fr io, agora v o u g r ava rum v id e o com de dois deo de outra as sun t os , um pe q w un o det o u it, se t al pud esse di ze rp o iso prime ri d dele, se liga o u temporal em nt e de se guida, a u l t ima da carat, pub, s ob reo sig no d a b dela , a marion, é um outro s ob re uma a sin tura do sudoeste asis toco, q ue on te m, o ua nt es de on te maqui da me ap receu nu maior est rato do anho me io sin c ron is moe f~ala rei del es ant es d e vo l tar cao por c esso do c ana l z ero

continua...

li agora, peta do grafico, ao corrigir com o corrector, o texto,

lido do agora da peta dog raf ico, cao c r rig irc omo corrector, o tex cruz delta circulo,

acusaçao à pt, acs e a muitos outros que se desvelam nesta analise, parte XI

continuação, décima primeira parte,

c on tin ua sao es, dec ima prime ria da p arte,

lado, que tamben aqui dizer, primeiro da ad circulo, o do psd,
l ad o, q ue t da primeira do mne en maqui di ze rato rp do prime io roda da ad circulo, o do psd,

e sendo que sobre o psd, mais uma linha se acrescentou ao tal passe da rp da sede na lapa, a tal com o nome de vanessa cruz, pois em noite recente, duas coisas aqui vi, de novo a seta negra como a do papel das mensagens,do psd, na esquina de um prédio novo da rua da cova da moura para o largo do palácio das necessidades que se figurou pelo vento ao momento, como a mesma seta, na varanda da esquina, e por cima ainda estavam dois balões tipo, festas de lisboa, portanto parece esta cruz remeter para as festas de lisboa, talvez noventa e quatro, visto existir aquele spor do ze pinheiro que uma vez aqui a~mostrei com outro trabalho e o interpretei, de igual mo de me apareceu apollo,em frente aos trans antulhos, ao lado do muro do palácio do mne, apollo, nome de uma personagem da banda desenhada ligada com a cobra do lock nesse do mar,vide referencia da bíblia, cobra essa que esta figurada aqui na porta do andar de baixo, apolo, setenta, apolo vaivém, são as outras referencias neste livro da vida,

é s en doque s ob reo do circulo do psd, mais, fr, uma lina homem da se, ac rec en to ua cao dat al p as seda da rp da sede na lapa, a t al com do circulo no med eva da van, essa da cruz, p o is em no it e rec en te, du as co ia saqui vide de novo , primeira s eta negra c omo da primeira do pap el das mensagen sm,do psd, na es qui ande, um pr di on ovo da rua da c ova damo da moura para do circulo do l argo do pal cio das ne c es sis da es q ue se figu ro vaso p elo ove en vento, cao meo nt circulo, c omo da primeira da mesma, s eta, na varanda, da es q u ina, e por c ima a inda e ts ava vam am do is bal o es t ip o, f es t as de lis boa, porta nt o pa rece e sta da cruz, rato, é rato meter para ás das f es t as de li s boa, t alvez noventa e quatro, vi s toe xis tir daquele, o do spor, roma, do ze pinheiro, q ue uma v e za do qui aqui, primeira da onda mo s t rei com de outro t r ab la home serpente oe circulo inter pre t ei, de i g a uk l mode me ap r ee vaso do apollo,em fr en tea os trans antulhos, ao l ad o do mu rt o do pal cio do mne maior do ap ll o, no mede uma perso ange maior da banda d es senha ad a liga gada com da primeira cobra do l o do ck ness e do do mar vide refer en cia da bib l ia, cobra essa q ue e sta figu r ad a, primeira do qui, aqui, na porta, cds, do ana d rata de baixo, apolo, sete nt a, apolo v a ive maior da sao às de outras re f ren cia s nes t el iv r o d a v i d a ,

a patrícia que aparece no ultima parte é a patrícia reis, grupo paulo portas, jorge colombo, revistas , ligação à america, já convocada em outras partes deste livro da vida, em passes feitos por estas putas há muitos anos atrás

primeira da patricia q u é ap a rece no ul t ima p arte, é a patricia reis, g rupo do paulo portas, do jorge colombo, rato e vita serpente , liga sao espanhola, à am erica, j á c on vo c ad a em outras p art es de este l iv ro da v i d a, em p ass es, feitos, por e sta serpente das putas há muitos anos atrás

sobre o roubo do multibanco, outro nome também apareceu na ultima parte publicada, o cunha, o rodrigo cunha, que me disse um dia quando da rodagem dos factos de banho ter sido convidado para ser administrador de um banco que trazia um familiar na administração de um, e que tinha recusado, e bla e bla de bazofia sobre os motivos, mas na verdade se assim fro, então será ele o cabro do roubo do conceito do que hoje se chama de cartão de credito

s ob reo roubo do multibanco, outro no me t am tambem, ap a receu na u l t ima p rate pub lic ad a, do circulo do cunha, o rodrigo cunha, q ue me di ss e um dia qua ando da roda dage ge maior dos f actos de banho, teresa s id o c on v id ad o para ser adminstrador de um banco, q ue t ra zorro do ia um f a mila ia rata rn a ad mi sn traço de um, é quadrado vaso, e , tinha rec usa sado, e eb la e b primeira de ba s o if ia s ob re os m ot ivo s, ma s na verd ad e se as si maior fr o, en tao se ra ele circulo cabro do roubo do c on ce it o doque h oje se da chama, de c art cao, dec red dito it circulo

se bem me recordo da conversa dessa puta, o rodrigo cunha, o tal banqueiro da família era do brasil, onde ele tinha estado , depois do vinte e cinco de abril, ou seja parece apontar que o roubo do conceito do cartão de credito, terá eventualmente passado pelo brasil de forma a melhor disfarçar

se be maior da me record circulo, o da com vera d we essa cobr da puta, do circulo do rodrigo cunha, o t al do banqueiro, do paulo, da f am el ia e ra do brasil, onda dele tina home do estado , d ep o is do v in te e c inc code ab r elo da ova do vaso do seja pa rece ap on t ar do quadrado do vaso , é o circulo do onze, o ultimo onze, é do passe no dia do futebol, com a hasch, o do roubo do c on ce it o do c art cao dec ed io, tereresa rá eve nt tua lem nt e ap as sodo p elo vaso do brasil de forma da primeira mel hor di s f ar core da cruz do zorro da ar

que vermes sois, seus merdas, sem coragem para dar a cara face às vossas pseudos pretensoes de merda, sejam homens ou morrei!!!!!!!!

q u e eve dos vermes s o is, se us da ad das merdas, se maior cora rage, maior do para da ara da cara , é face ás v os s as ps eu d os pre ten s o es de merda, sej am h om en s o u mor moe dos reis, patricia reis

se afigurou ainda uma relaçao pelo espeiito que a mkt esta relacionada com aveiro

se a figu rato o ua da primeira inda , uma do tribunal da relaçao, p elo es p ei it o que primeira am maior kapa, grupo capa, cu zorro e sta rato dela , a do ac cio n ada com dea de aveiro


o derrame de que vos falei na parte anterior, que aqui aconteceu com a entrada de alguem no predio, sima, se deu em cima da mesa onde escrevo e se espalhou nas velas que aqui estavam, e na caneta que representa chip, depois tirei as velas para limpar a mesa, e no verso se desenhou claramente, tres engrenagens, ou seja o falo branco dasocasioes romanticas, da engrenagem do bum em atocha, e tambem a asa de um anjo, ou seja um criança que tera sido abusada ou morta para esse efeito

o der ram ,e , deque, madeira, vaso do os fal ei na p arte ante rato ps do iroque aqui, cao cn do teceu com da primeira da entrada, de al gue maior do no predio, sima, se d eu em cia am maior da mesa onda es c rato eve oe se es p el a ho un as ver l as que a qui est ava vam, e na c ane eta q ue r ep r es n eta c h ip, d ep oi s t r ire ia s velas para li mp ar primeira da mesa, é en o vaso eros rose se, ps, d es en ho u, clara mente, t r es en g rena g es sm no u seja do circulo do falo do branco da soc a sio es roman ticas, da en g regan ge maior do bum em ato cha, e eta tam am, tambem primeira asa de um anjo, o vaso do seja um criança, quadrado e vaso e teresa ra s id o ab bus usa sada o u mn orta para esse efe it circulo, o laço do rato vol do agrafador do ra pide do ss, santos silva, negro e prata ior


ainda sobre o artigo, que esta assinado por edite esteves, agora quando de novo nele peguei, li edite estrela, estrela, ou seja a puta do ps, que assim se desvela ter estado por detras desta inversao, ou seja da ordem que deram para que alguns que se dizem jornalistas, inventassem a manha a partir deste conteudo, edite esteves, tras ainda o nome de um da rtp, o esteves, rui , e esteves , o personagem bebado aparentemente treinador de futebol, do norte, ou seja relacionado com os do programa do dia seguinte, que o herman fazia, edite esteves, declina ainda em ed di it é esteves, é dite do esteves, dite, dos passes sado masoquistas, provavelmente entao alguem qui aqui, id do circulo do bairro da estrela

a inda s ob reo circulo do art ti go, q ue e sta as sin ad o por edite esteves, agora qua n do de n ov nele pe g u ei do li edite ester la, estrela, o vaso do seja da primeira puta do ps, q ue as si maior da se d es vela teresa do estado, por de t rato as de sta da inversao, o vaso do seja da ordem , q ue de ram para q ue al gun serpenets q ue se di em jo rna al ista sin v en tass e me primeria da manha, primeira p art tir d este conte vas do do da edite do esteves, cat steve, t rato as a inda o no mede de um da rtp, o esteves, rui , e esteves , o perso n g a em bebado ap ar en te maior nt e t reina ad dor de futebol, do norte, o vaso do seja rato del ac cio n ad o com os do porgram, do dia seguinte, q ue o her man f az ia, ed it é esteves, dec liam a inda em ed di it é esteves, é dite do esteves, dite, do s p ass es sado maso q u istas, pro ova ave lem nt e en tao al g u em qui do ba ie rr roda da estrela, dec liana

sobre o nuno marcolino, ele me apareceu na latina atraves de um clip que a mkt, primeira vez e unica, o que aponta, outras intençoes, com a minha empresa trabalhou, e ainda por cima um estranho clip, sobre um grupo musical ligado a religiao, cujo nome era kuriacos, uma igreja
que trazia grande presença salvo erro em angola, nesse tempo, pois me falaram da construçao de um grande templo nessa altura e de grandes cedencias de terra por parte do governo angolano

s ob reo nuno marco do lino,ps, jamais, o filho da puta, dele, me ap a receu na latina t r av es de um c l ip q u e primeira dam kapa da cruz , primeira vez é unica, revista, o q u é ap da ponta, outras int en ço es, com da primeira min homem da primeria da em presa t raba bal l ho ue a inda por c ima um es t rato do anho c l ip, ds ob re um g rupo mu sic al liga gado primeira da religiao, cu jo no me e ra k ur iac os, uma igreja q ue t ra z ia g rande pr es ença s alvo e rr o em angola, ness e te mp o, posi me f al aram da c on s t ru sao es de um g rande te mp lo ness primeria da al tura e de g rand es ce den cia s de terra ap por p arte do g i ver ni o ang ola ani

me recordo do pe para mao, dessa rodagem alugando um autocarro da carris, e andar mos com ele de um lado para o outro na zonda de chelas, bairro j, ou seja chelas da jota, juventude do psd, de filmar nos na praça de toiros de cascais um concerto, e de um passeio no final de barco no tejo, e de uma bela rapariga loira que era casada com o pastor dessa igreja

me reco rato do dodo pe para da mao, d essa da roda dag ge maior al u gan do um au toca rr roda carris, é anda rato mo sc om dele, de um lado para circulo do ur to na zon, d ad e chelas, bairro j, o vaso do seja c h el as da jota, juventude do psd, de fil e mar nós na p çade es toiros de cascais, c as ca si um c on ce rt oe de um p ass ei seio o n fina l de barco, por jec tor no tejo, é de uma bela ra p riga loi rac q ue e ra ca sada com o p as t rato de essa cobra da igreja

pouco depois do clip o nuno disse que andava chateado com a mkt ou vive versa, que nunca bem o entendi, e eu lhe propus na altura uma colaboraçao com o canal zero, que ele deu durante algum tempo

p o u co de p o is do c l ip o nuno di s sec q ue and ava cha t e ad o com da primeira da mkt, o u v ive ver saque, n un ca b emo en t en di, e e vaso eu l he por rp dos pros, uma c ola bor sao es com do circulo do c ana l zorro ero, q ue dele d eu duran te al gum te mp circulo

durante a escrita das partes anteriores, me apareceu, referenciado no pedaço onde apareceu, uma outra chave das agulhas, que está escrita no verso da entrevista, cu l tura da lazer, primeira da capital, disco, a do trinta e um, sá ab bad ad circulo primerio do quadrado de dezembro, 2005, do maconico circulo do segundo, creio que isto tera de alguma forma a ver com o grupo da rosa leonor, pois de novo me apareceu aquela estranha foto aqui uma vez comentada, de uma belissima rapariga deitada numa leito, onde os lençois se estendem como sugerindo uma mancha de sangue, pelo chao, ou seja como uma rapariga que tera sido abusada ou morta, e ouvi pelo espirito, que era cruz do grupo mulheres e deusas, sendo que um outro blog do mesmo grupo, o de cascais, aqui tambem apareceu, o artemis, a sacordetiza da artemis

duran te a es c rita das p art es ante rio r es, me ap receu, re fen ciado no ped aço onda ap a receu, uma outra c h ave das agulhas, q ue e stá es c rita no verso da en t r e v ista, cu l tura da al ze rato, primeira da capital, disco, a do trinta e um, sá ab bad ad circulo prime rio do quadrado de dezembro, 2005, do maconico circulo do segundo,c rei o q ue is to teresa ra de al guam da forma da primeira ver com do circulo dog rupo da rosa leonor, posi d en ovo me ap a receu aquela es t rata anha da foto a qui aqui, uma v e zorro com en t ad a, de uma belissima ra pa riga deia td a nu ma lei to, onda deo os l en co is se es t en de m c omo s u ge rato indo uma mna cha de sangue, p elo cha circulo lobo, o vaso do seja c omo uma rapariga q ue tee ra s id o ab bus dao cao morta, e o u vip elo es p ei rt o, q ue e ra c ru zorro do g rupo mul her es ed es u as, s en doque de um outro do rob b lo gato do mesmo grupo, o de cascais a, a qui t am tambem ap ar rte cv eu, o arte misa primeira da sacor d e t iza da artemis

curioso pois como aqui dei conta duas caixas e costura me roubaram mas nunca levaram dois pequenos estojos de hotel que um dia deixaram num entulho no final da rua e neles assim li agora, pois creio que existem outras leituras anteriores, aqui no livro da vida sobre estas agulhas,

cu r iso serpente circulo p o is c omo a qui dei conta, du as c aixa se cos onda da tura me ro ub aram ma serpente nu n ca l eva vara ram do is pe q u en os es to j os de hote, q ue um dia de ix aram nu maior en t u l h on do circulo do final da rua, e nel es as si maior li agora, p o is c rei o q ue e x it em outras das le it turas ante iro ratos es, a qui no l iv ro da v i d a s ob re e sta seprente da sa das agulhas,

a bruxa lp, agencia de publicade, do rato argentina qaudrado do nono, as agulhas de cleopatra , circulo leo pat ra, do templo egipicio, paris hilton, a petra, antiga imagem dela feita nefertiti, ou algo assim numa discoteca com pinturas no peito, a petra do casamento que deveria ter acontecido em noventa e quatro, que não faço ideia de qual seja, mas que foi furado pelo independente, pela do independente, donde uma acçao de veneno, lp igual a hotel palace, laya é spa, a deusa dos misteris hebraicos, midrash, hugin, do maconico ab if ff, a puta do ff do dn da cristina coutinho, joaquim da boa zorro da astarte, blog, ligado as mulheres e deusas, da conspiraçao ocultista em novenata e quatro, o salomao, do maconico frances, a lilith do franco, o nuno, da maquinaçao kabalistica de noventa e quatro,(? ) kapa b , segundo do circulo do ad circuklo be cam da dp, serpente ar do circulo do ps, 8371 c ps id 83 708 home da cruz ml, do acrobata, valerie dromensko, do noventa e tres, março, id os março, o da major, de noventa, da pp , da apple, do agente da cia, jason

a bruxa lp, agencia de publ ica dedo do rato argent ina q au d rato ad o do nono, as das agulhas de c leo pat ra , c irc culo leo pat ra, do t e mp lo e g i pico l do paris, hi l ton, primeira petra, antiga ima ge mao pr dela , feita, n efe rt titi, o ual goa ss em nu ma di s co teca com pin turas no pe it o, a petra do ca sam en toque d eve ria teresa ac on tecido em noventa e quatro, q ue n cão f aço es id ei a , da ideia, deque ual do seja, masque fo if ur ad o p elo do independente, p dela, a do independente, don de uma ac sao es de v ene no, lp i g ual primeira do hotel palace, laya é spa, a de usa do serpentes dos mister is dos hebraicos, mi d ra s h, hugin, do maconico ab if ff, a puta do ff do dn da cristina coutinho, joaquim da boa zorro da astarte, blog, liga gaoo ás das mulheres e deusas, da conspiraçao, o co u l t ista em n ove en a te da quatro, o salo mao, do maconico frances, a lilith do franco, o nuno, da ma qui ina sao ka bal is tica de noventa e quatro, kapa b , segundo do circulo do ad c irc uk lo be cam da dp, ser e p net ar do circulo do ps, 8371 c ps id 83 708 home da cruz ml, do ac ro bat ava le rie d rome en sk , mõ do mercedes, da rua aqui em baixo, o do noe , oe tambem o de noventa e tres, março, id os março, o da dama do major, de noventa, da pp , da apple, do agente da cia, jason, zacarias chip é seringa

e ainda que tinham ido ao computador, copiar o original e que depois fizeram a marca, , secreta italiana da di moura, do the edge team da manha, ora isto de terem ido ao computador buscar um original, se pode aplicar a imensos passes destes terroristas, como a frase a escutei assim pelo espirito, marca, remete, para esta que acabei de ver na imagem do teclado na foto da entrevista da capital, antes disso, foi a outra na testa que me fizeram num dos videos que aqui comentei, e por fim, faz esta frase sentido tambem em relaçao ao roubo do canal zero, terem entao entrado no server da netcabo pt onde a aplicaçao estava alojada e a terem assim roubado, contudo para isto ter sido assim, e eu o ter escutado, quer dizer que alguem da pt o sabe, e para saber tera todos os registo de login, nesse computador, talvez ate mesmo uma aranha que saiba a que ip foi na altura parar, e se o sabe e não o diz, é porque esta tambem implicado no roubo do canal zero

é a inda q u e tinha ham am id o cao co puta dor, cop ia aro o rig gina al e q u e d ep o is fi ze ram primeira da marca, da secreta italiana da di moura, do t he ed ge te da am da manha, o ra is to de te rem id o cao co mp put ad da dor b us car um oi ri gn al, se da pode ap lic ar a e men s os p ass es d estes terroristas, c omo da primeira da fr ase a es cu te as si m p elo es pi rito, marca, reme te, para e sta q ue aca b ei de eve rata na ima ge maior do tec lado na f oto da em nt rato e vaso ista da capital, ant es di ss o, fo ia da primeira da outra na testa, q ue me fi ze ram nu maior dos v id e os q ue a qui com en t ei, e por fi maior, f az e sta da farse, s en t id o t am b em em relaçao, cao do roubo do canal zero, teresa rem en tao en t rato do ado no do server da netcabo, da pt onda dea da aplicaçao, p lic caçao est ava alo jad a é a teresa rem as si maior ro ub bad ad ad o, c on tudo para is to teresa s id o as si me eu circulo , o ter escutado, q ue rato di ze rato q ue al g ue maior da pt, o sabe, e para saber teresa ra todos os regis to de elo o gin, ness e co mp put ad da dor, t alvez a te me sm o uma rata anha q ue sa da iba ad da primeira quadrdo do vaso do ip fo ina al tura pa ara rato pse seo, o sabe, e não o diz, é pro q ue e sta t am tambem i mp lic cado da primeira da sic do culo no do roubo do canal zero

secreta italina ecoa numa antiga visao aqui descrita em frente ao edificio da pt das empresas ao lado da linha de comboio de ferro e dos ovos de salazar

secreta italina é coa, nu ma ante tiga da visao, revista, a qui d es c rita em fr en teao ed if fi do cio da pt das empresas cao lado da lina hd, é com boi, o de ferro, ou seja, o do ps, é dos ovos de s ala, rr, az da ar,

curiosamente a marca na testa que fizeram num dos videos mais ou menos recente, que foi alvo de comentario meu, me avivou a memoria de um episodio na puberdade nos olivais onde dois apareceram no tunel debaixo de casa de meus pais e me deram com uma flecha que era um vareta das que se usa para as cofragens e estruturas do cimento mesmo no meio da testa , e me lembrei isto ao de novo olhar a capa de saramago, onde O Cristo tras um buraco na testa, e me disse, provavelmente a chave estara entao nestas linhas do saramago

cu rio sam am que mente, a da marca na testa, quadrado vaso e fi x e ram nu maior dos v id e os massi sio um en os re en te, q u e foi ia do alvo de co men tar ia om e vaso , me av ivo ua da primeira da me mor ia de um e psi id o dio na p uber dade nós oliva si onda do is ap ar ee ram no t une l de ba ix, o dec a sade me us pa ise da me der am com uam fl e cha q ue e ra um v aret da primeira da s q ue se usa para as co fr a g es se est ru t r as do cimento, é me sm o no me io da testa , e me da onda lem br rei is ti õ cao de n ovo o l home da ar da primeira ca pa de de sara mago, onda deo circulo ema nu da elle do cris to t r as um b ur aco na testa, e me di s se, por v ave lem nt e primeira chave es tara en tao nest as das linhas do sara mago

continua...