segunda-feira, janeiro 10, 2011

só para terminar a escrita de hoje, acrescento uma pequena nota sobre um dos conceitos basicos do dipole , o blog aqui linkado num dos posts anteriores, o da rotaçao, da materia e a diferença no espaço tempo nessa mesma rotaçao entre o nucleo e os electroes, posto assim em forma simplificada, ou seja entre o que se poderia considerar em modo lato, o nucleo , e as outras particulas, que nunca na realidade estao separadas, ou seja ainda de outra maneira, numa mesma particula, a rotaçao entre o que é mais externo e o que é mais central, nao se dá no mesmo espaço tempo, ou seja , em suma, é isto tambem descriçao do processo da queda das torres

serprnte do circulol da ó , a da par rea te rato maior do io n ar da primeira es c rita de hoje, ac r ec cent o uma pequena not a s ob re um dos c on ce it os ba sicos do di ip  p ole , o blog aqui , l i nk ado nu maior dos o posts ante rio r es, o da r ota taçao, dama  mate ria é primeira difer en ç a no es p aço te mp o ness a mesma da rotaçao en t reo nuc leo , éos ele lex t r o es, pi os to ass si maior em forma si mp li if fi c ada , o u seja en t reo q ue da se pode dqa ria co nsi ed der e em mod omo dol  l ato, o nuc leo , é as de outras ap por pr tic cu l as, q ue n un  c ana rea lida ed est cao s epa ar ad as, o u seja a inda deo u rt ra mane ira, numa mesma p art ti cu la, a r o taçao en t reo q ue é mna ie x é x t y e rn no , oe circulo  q ue é mais ce bt rato ps da al, n cao da se dá ano do mesmo,  es paço te mp omo u seja , em  s uma, é is to ta am tam tambem d es z xx sx c rato é çao do pro roi c esso da qa da queda das tor r é ratyo serpente

ataque terrorista , 3

ataque terrorista , 4
at q ue t e r r o r i st qa , 3



outros documentos poderao estar tambem na razao de mais este ataque, pois o seu conteudo e a presença dentro do meu sistema, que é sempre monitorizado por diversas fontes, como provado à exaustao pelos contantes feedbacks que criam inclusive nos mass media especificamente dirigidos à minha pessoa, incrivel realidade que prova tambem o grau imenso desta constante conspiraçao contra minha pessoa e meu filho

circulo do vaso cruz estrela rato ps do os dos documentos , pode ram es star tam am tambem bna rato da aza circulo de mais , fr, ed este ata q ue, p o iso serpente eu conte vaso do dó, é primeira serpente da ua pre serpente ença es, d en t rato circulo lol do meu sistema, quadrado sd da ue é se mp re moni tor iza ad o por dive e rato sas fio nt es, circulo do omo por vaso do ado acento da primeira, é x a us t cao, p elos c on t ant es fee db ac ck s q ue c ria am inc l us ive nós mass media , es pe c if icam , mente, en te di rig gidos à min homer da primeira pessoa, inc rato da ive, ele, rea al lida dade deque pro da ova tam am tambem do circulo do g rato ps do cao em men serpente c irc vaso dp lo , o desta, a da constante con spir pira raçao do contra min homem da primeira da pessoa em eu fil ho

pois antes de mais este crasch porvocado, calhara de novo aflorar as bombas de londres, pois alguns fios ingleses tinham aparecido tambem no cio da tromba de agua, como a imagem da faca celta aqui narrada na altura de seu acontecer no dia onde tambem um outro padrao, escoces igualemente aparecera na tal esplanada ao pe de sao vicente, e me recordei mais tarde de uma outra antiga memoria aqui narrada no Livro da Vida, quando do ultimo concerto do michael nyman que aqui vi no ccb, de um pormenor que se simbolizara atraves do forro do casaco dele que de repente fora como sinal na altura da faca, neste caso, pela cor verde, celta, esta linha tem outras componentes que poderao relembrar se encontrarem os textos neste livro da vida, pois mais uma vez, durante este tempo, pelo espirito se consciencializou que o tinham alterado, e calhou estar pela primeira vez com um ecra apple na mao e ao ver o blog, verifiquei que o texto aparece partido, e que tal foi feito tambem prepositadamente, assim se desvelou ao momento

p c irc cu lol do is ant da es de mais de este crasch , por v o cado, cala homem ra de n ovo a flo da ar as boi mba serpente de londres, p o is a l gun s fi os ingleses, tinha do ham am do estado , tam am tambem pre s en t es no do cio da t rato ps c irc uk lo do mba de agua, circulo do omo da primeira ima ge mda da faca celta aqui , na rr ad ana da dana da al tura de serpente eu do acontecer, no do dia da onda eta tam am tambem de um outro rop da padrao, es coc es tam am tambem , ap ar e cera na tal da es p lana ad a cao pede sao vicent 3 e, é me record ei mais cruz arde de uma outra antiga, me mor do ia aqui na rr ad ano do Livro da Vida, 2003, qa un dó dodo u l t imo c on se rt io do mic homem da primeira el ny man q ue a qui aqui do vaso do ino no do cc bde, um por men o rato ps q ue da se si mb o liza da zara at rato av es do forro, br, do ca do saco dele , leque de r e pen te for ac circulo do omo sin da al na al tura da facas, neste deste caso, p , ela cor verde, se l cruz primeira, esta l em n homem da primeira te maior de outras, com p one ene neste q ue pode rato ps cao ratoi, dele, mb rato da ar da se en c on t rato ps ar rem os tex t os neste l iv roda david ap o is mais uma vaso é zorro do duran te de este tempo, p elo es pei rt to ze c on c sci en cia liz xo do vaso q ue do circulo da tinha do ham am da al te rato ps do ado, é c alho vaso es sat rato rp p ela primeira vaso , é zorro oz com um do ecra ap pp lena mao , é cao vaso ero blog, v eri rif if fi q u ei q ue do circulo do tex t o ap a rece p art id o, eq ue eta da cruz da al fo if e it otam tam,am tambem, feito ,tol, be maior pre posi t ad dam en te, ass si maior da se d es velo lou cao mo men cruz circulo



tinha encontrado pela primeira vez algumas fotos no google da carruagem de metro que explodiu em londres, fotos de baixa resoluçao, bem, como outras do autocarro, mas que me permitiram pela primeira vez ver o metro, e no dia em que para o meu pc as copiei, ao ve-las de seguida no desktop, me apareceu de repente uma outra que mao me lembro se a tirei, a capa do jornal publico, aqui na altura da tromba de agua comentada onde o socrates aparecia a sorrir com os tais numeros cabalisticos numa pretensa avaliaçao do ensino em portugal, e esta associaçao, em linha com as fotos de londres e depois a dele nessa capa, mais me alertou para uma relaçao, ou uma nova, tentativa de ligaçao que terceiros assim pretendiam ou pretenderam insinuar, se bem que os socialistas estejam implicados nestes actos de terror que sao crimes de morte de acordo pelas leis, a prova está feita, pois se assim nao o fosse nao me perseguiam eles a mim e a meu filho ao longo destes anos todos como de igual modo estao envolvidos no acto de tortura de meu filho como tambem provado, ou seja essa puta mor dos socialistas, o socrates cobre no minimo estes cabroes

tinha en contra sd ado p ela primeira vaso e zorro za al gum as fi oto serpente do no google da cc carruagem , car caa rua ge maior, de metro, q ue é x p l o di do dio do vaso em londres, f oto sd é baixa, lisboa, r es sol u sao es, be maior , c omo de outras do autocarro, masque da me per mit iram p ela primeira vaso é zorro vaso do ero de rome do metro, é no dia em que para do c irc x cu lol do me eu pc ás cop pi ei, cao ove vaso é traço ingles delas de sg guida ano do no d es sk top, me ap receu de r ep en te uma outra, o u t rr rac ac q ue mna nao da me lem br rose da primeira tir rei ei, a cao pado do jornal publico, a qui qui ina na al tura da t rato ps circulo do mba de agua com en t ad a onda do deo do circulo do socrates, ap ar e cia primeira a sor rato ps irc om os tais , br, n um mer ero s ca bal is ticos numa pre ten sa ava lia sao es do en sino em portu gal, é esta da as soci aç sao da espanhola, em linha das fotos de l on dr es é d ep o is dele ness primeira capa, mais me , fr, al e rt o u o para uma do tribunal da relaçao, o vaso de uma da nova, fac, t en t y primeira da cruz rui iva de liga sao q ue te rato ps ce iro s ass si m pre ten dia am o u pre ten der am in sin ua rato ps se be maior do que os socialista este j am imp lio cados neste actos de terror, q ue da sao dos crimes demo da morte rte, de acor dó p delas, as das leis, a pro da ova e stá feita, p o is se ass si maior mna nao do circulol da f os sd e n cao da me perse gui am deles, primeira mim, é a primeira de meu filho, a do tribunal da relaçao, cao l on god de este serpente ano serpente 2005, todos, é est cao en vol v id os sn o qa c to de tor tura de mne eu fil ho c omo tam am tambem pro ova ado, o vaso do seja dessa puta mor dos socialistas, do circulol do socrates , o do cobre, da pt, no mini imo est es circulo do qa ab br circulo do es

do ataque terrorista antes do natal,3

num dos posts do link deste blog, que se encontra aqui no final do post anterior, dei com um enorme comentario de caracter religioso que me levou ao aparente autor dele, num outro programa tipo blogger, com um nome que referencia os unicornios, um aparente cantor religioso americano, rock catolico progressivo, e ao ali chegar me dei conta na memoria que me era familiar, ou seja, que provavelmente já o teria visitado há muitas luas atras, talvez mesmo dois mil e cinco,

num dos posts do link deste blog, que se encontra no final do post anteiror, dei com um enorme comentario de caracter religioso que me levou ao aparente autor dele, num outro programa tipo blogger, com o nome que referencia os unicornios, um aparente cantor religioso americano,

roc do ck homem do mne, o do mercedes, uma dd os dos constantes terroristas,   é cao do ali, algarve , chega rato da me dei conta na me mor do ia q ue dame, é raf am da ile da ar, circulo da ova do vaso do seja, quadrado da ue por vaso da ave do primrio do lem do nt, é ja ad , o do ado do circulo da teresa sa da sada da ria , ava do vaso da  isi serpente da it ad circulo home do acento da primeira há muitas luas atras,  mu it as das luas em rato as, cruz alvez do mesmo , em dois mil e cinco,  c inc cio do io

desse blog ao abrir outros links o sistema craschou , mas nao foi um normal crasch pois todo o sistema deixou mesmo de funcionar, contudo dificil é saber em exacto por onde entraram , pois outras paginass estavam tambem abertas, em simultaneo, e na realidade a primeira que aparente se encontrava encravada era a do tal que vendia os planos da energia livre e gratuita para todos a trinta e tal dolares

da cobra desse ds  blog , cao ab br iro de outros , primeiro em  nk serpente do circulo ,  o do sis t ema crashc ho vaso  , ma serpente  n cao fo do  oi , um da norma da al crasch , pi oi is todo do circulo do sis da cruz da ema dei xo vaso do mesmo , mode fun cio n ar, c on tudo di do if fi si primeiro  é s ab we rato  em ex aca ATO POR ON DE EN T R ARAM, P O IS de OUTRAS AP a ginas est ava vam am tam am tambem ab e rta s, em si mul t ane neo, é na rea al da lida dade ,  a primera q ue ap ar da rente da  se en c on t ray to da ava en c r ava ad , a e ra ado do tal , q ue vaso en dia os pp lan ano primeiro   sd ad da primeira da ene ratyo do gato do ia da fac da livre, é gato rato tui cruz primeir rta ,  para todos da primeira,  cruz rin , cruz primeira rta  é eta da al, a da cruz da al da dol do primeiro do ares

aqui ficam alguns desses links que consegui recuperar

a qui aqui,  fi icam cam am  da al gun serpente sd  desses cobras dos  l i nk s,  q ue c on se gui rec vaso do oe rato ps da ar






interessante em relaçao a uma outra manha que aqui descobri na montagem do heli





uma belissima visao do que podera ser a aplicaçao da foto sinetse a um carro

uma,  bel iss sima da ar da revista da visao doque pode ra sera da primeira ap lic caçao, a da foto sin é tse, a da,  a um , carro

no link primeiro aqui nesta serie de post sobre este ataque e no tal comentario do tal cantor de rock progressita catolico, ou algo assim, dois pormenores me chamaram a atençao, um underline que falava de isaac, ou seja como figura simbolica do primeiro pai, que me aparecera configurado na consciencia interna do meu espirito antes mesmo de dar com ele, no seguimento ainda da visao do dia do tornado aqui em portugal como irei ainda narrar, e um outro, um tom desse mesmo comentario, que parece indicar que ao tal fisico coreano, algo lhe teria acontecido


no l ing do prime rio aqui , nest primeira ase da se, a se rato do ie de post,  s ob re de este ata q ue é no t al comentario,  do t a can tor de ro ck pro g r ess da sita do catolico, o ual go ass si maior dos  dois por mne w en o rato  es me c ham aram primeira at en sao es,  um un der kapa da lina q ue f al ava de isa do ac, o vaso do seja circulo do omo figo ur a si mb o lic cado ad circulo do primeiro pai, q ue da me ap rec cera c on figo ur do ado do mna , co ns c ie en cia inter n ad om me eu eso pi do rito ant es do mesmo , de d ar com dele, no se gui men to a inda , a da visao, a  do dia do ti o rn ado do tornado aqui em portugal,  circulo do omo da ire rei a inda cop pn t ra, é um outro, um tom desse cobra, o mesmo do comentario, que pa rece indica car q ue cao t al fi sico cor rte rea ano, al gato circulo do primeiro dele,  cruz  we ria aco nt tec id tecido circulo

pois no dia vinte e quatro de dezembro, antes de dar com o tal comentario,  dera com este texto , escrito pelo padre antonio vieira , que me fizera particular sentido

 p  o is do no do dia vinte eq ua t rato do rio,  de de ze em br o der a co m de este tex t , on um do blog do catolico portugues, puta do elo do 1o1, quadrado da me do colegio particular, s en cruz id circulo

Naquela palavra mare temos todo o quid est, ou todo o porquê da admiração
do profeta, e isso mesmo tanto para admirar e estranhar, que apenas se pode dizer
sem indecência. Mas não é muito que se diga, pois se vê. Aquele mar, aonde foi
parar a parte do Jordão que não parou, é o que nós hoje chamamos Mar Morto, e
naquele tempo se chamava Vallis Salinarum, porque sendo estéril de pescado e de
toda a coisa vivente, só se tirava dele sal. Pois para correr ao Vale do Sal, se há de
deixar a presença e reverência da Arca? Para correr ao Vale do Sal se há de fugir de
Deus? Assim é. Para correr ao Vale do Sal, e do sal que algumas vezes é assaz
mordaz e picante. Tudo o que vai ver e ouvir a passatempo e gosto vão destes dias,
que outras coisas são senão aquelas que a antiga Roma chamava sales, e a moderna
sali. Graças, chistes, motes, facécias, bufonarias, metamorfoses de trajos, equívocos
de pessoas, transfigurações dos sexos e da espécie, máquinas jocosas, invenções
ridículas, enfim quanto sabe excogitar o engenho, a sutileza e a ociosidade para
mover a riso. Que diria a severidade do vosso Catão se tal visse? Para isto se vêem
cheias as praças, as ruas, os balcões, os teatros; todos a rir, e tudo para rir. E que
sendo em suma tão leve e tão ridícula a tentação, triunfe contudo o mundo de nós, e
pareça que triunfa do mesmo Deus! Senhor, Senhor, quase estava para vos representar
a minha dor, que seria maior decência de vossa divina autoridade retirar-vos ao
Sancta Sanctorum de vossos sacrários, que aparecer em público nestes dias. Seja
riso aquele riso, mas não seja irrisão vossa. Riam-se os homens do que vêem e do
que fazem, mas não pareça que se riem de vós, pois fazem tão pouca conta de vossa
presença. Saibam porém os que assim deixam a Deus e o trocam ou vendem por tão
vil preço, que Deus, como pregou S. Paulo, non irridetur23 e que lá está guardado
um Vae da divina justiça para este riso: Vae vobis qui ridetis, quia plorabitis!24
Esta é, senhores, a representação que vos prometi do vosso problema: Utrum
diligatis eum, an non, disputado na história do Jordão, e resoluto diversamente por
ambas as partes: uma que parou reverente à presença da Arca; outra que voltou as
costas e correu ao mar. Veja agora cada um qual destas partes ou partidos se resolve
a seguir. E porque toda a tentação de amar ou não amar a Deus nestes dias se vem a
resumir no que se resume a religião ou vaidades deles, que é sacrificar ou não
sacrificar o riso, disponhamo-nos animosamente para o sacrifício, e tomemos por
23 De Deus não se zomba (Gál. 6.7).
24 Ai de vós os que agora rides, porque gemereis e chorareis (Lc. 6, 25).

170

exemplar dele um vencedor famoso de semelhante tentação, e tentação também de
Deus, como a nossa.
Tentou Deus a Abraão para provar seu amor. São os termos com que fala a
Escritura: Tentavit Deus Abraham (Gên. 22, 1). A tentação foi que lhe sacrificasse
Isac, o seu amado. E diz S. Paulo que esta tentação de Abraão e sacrifício de Isac foi
parábola de Deus: Unde eum in parabolam accepit.25 Mas como foi parábola, se é
história verdadeira? Não quer dizer o apóstolo que não fosse verdadeira história.
Quer dizer que foi história e parábola juntamente: história pelo que era, parábola
pelo que significava. Saibamos agora. E que significa Isac e o seu sacrifício? Isac
significa riso. E ainda que pareça matéria de riso, este riso, na significação de Deus,
é a matéria de toda a tentação, e este riso é o que Deus nos manda sacrificar. S.
Bernardo: Dicitur tibi, ut immoles Isaac tuum, Isaac enim interpretatur risus: Sabeis,
diz Bernardo, o que Deus manda que lhe sacrifiquemos quando manda sacrificar
Isac? Manda que lhe sacrifiquemos o riso. Quando mandou a Abraão que sacrificasse
o seu Isac, mandou-lhe que sacrificasse o seu filho, e esta foi a história.
Quando nos manda que sacrifiquemos o nosso Isac, manda-nos que sacrifiquemos o
nosso riso, e esta foi a parábola: Eum in parabolam accepit.
Todos estamos tentados por Deus, como Abraão: Tentat vos Dominus Deus
vester. Todos estamos tentados, como ele, para fazer prova do nosso amor: Ut palam
fiat utrum diligatis eum, an non. Se há quem se atreva a sacrificar o seu Isac, suba
com Abraão ao monte para o imitar. E note bem a gentileza daquele grande coração
e daquele braço. O formidabile spetaculum! Amor in prolem, Deique dilectio judicio
contendunt, et judex ensifer instat Abrahamus; et gladio jus dicit: O formidável
espetáculo! -diz S. Basílio de Selêucia. Litigavam no coração de Abraão dois
amores, ambos grandes, ambos fortes, ambos dificultosos de vencer: o amor de
Deus, e o amor de Isac. Por parte de Deus advogava a fé; por parte de Isac
contradizia toda a natureza. E Abraão, posto no meio destes dois afetos, era o juiz
que com a espada havia de pronunciar a sentença. - Tal é a controvérsia, ó cristão,
que tu hás de decidir neste ponto: Utrum diligatis eum, an non. Se amas
verdadeiramente a Deus, há de morrer Isac; se Isac vive, não amas a Deus. O céu
por parte de Deus, a terra por parte da mundo, esperam suspensos a tua resolução.
Tu és o juiz: dá a sentença. Que dizes? Sim ou não? Oh! como me parece, fiéis
amadores de Cristo, estar vendo em cada um de vós outro Abraão com o braço e
com a espada levantada, para cortar a cabeça a este Isac, não inocente, mas réu, não
legítimo, mas adulterino, não digno de viver, mas de morrer de uma vez e acabar
para sempre. Morra, morra Isac; viva, viva Cristo, viva o Diviníssimo Sacramento.
Mas que é o que vejo? Não um anjo do céu, como o de Abraão, mas um anjo do
inferno, que da parte do mundo e do apetite vos brada, vos tem mão no braço e vos
faz cair a espada. Tal é a fraqueza de nossa fé, tal a covardia de nossos corações.
25 Por onde ele o recobrou também nesta representação (Hebr. 1,19).

171

Enfim este ano será como os demais, e se cumprirá a parábola inteiramente. Viverá
isaac, e o sacrificado será o Cordeiro. Vós, Senhor, sereis o deixado, e o mundo o
buscado e o seguido. Vós estareis aqui quase só, e Roma no corso e nos teatros.
Notou o mesmo S. Basílio, como já o tinha escrito Josefo, que Abraão teve
sempre o caso em segredo, e nem quando recebeu o mandamento de Deus, nem
quando aparelhou e partiu ao sacrifício, deu conta ou notícia dele a Sara. E a razão
foi, diz o santo, porque ainda que Abraão venerava e tinha grande conceito da fé, da
devoção e da piedade de Sara, considerou contudo o gênio feminil, e temeu que,
como mulher e mãe, não tivesse valor para consentir no sacrifício: Ego quidem ejus
animum suspicio, sed genium vereor. Conheceu o ânimo, mas temeu o gênio. Esta é
também a razão da minha desconfiança: reverencio, mas receio: Suspicio, sed
vereor. Abraão era o pai dos crentes, e Sara a mãe. O pai dos crentes teve valor para
fazer o sacrifício: a mãe dos crentes não. E quem é a mãe dos crentes, senão tu, ó
Roma?

§VI

do ataque terrorista antes do natal, 2

vinha de videos sobre energias alternativas, e outras ainda porventura mais alternativas como a de um , que diz vender os planos para a energia livre e gratuita para todos a trinta e tal dolares, passando por uma aula de um prof do mit, salvo erro, onde se via uma bela experiencia sobre a energia potencial, e a faisca, dois baldes que pingam agua, debaixo dos quais se cruza um circuito, e se ve em determinado momento que ele quase sempre consegue antecipar pela alteraçao do ritmo da queda dos pingos e da influencia eletrica magnetica , a faisca

vinha de ei i dd deo os s ob re da energias alternativas, é outra sa primeira  inda por vaso da en tura,  mais al te rna das cruzes  ivas circulo omo ad de um , quadrado sd  c irc uk lo  ue di zorro v en der os pal nós do para da primeira da ene r gato do ia da livre, fac,   é gata rat vaso it primeira para td os, p ass ando por uma au lade , um por rf do mit, serpente  alvo erro, onda da se sd da via , uma b ela,  e xp eri en cia, s ob rea primeira ene rata gatop ia pote en cia al, é primeira f qa da isca, do is b al do es q ue o pin gato da am da agua, de ba , é xo dos quais, policia fr,  se c ruza uza , um c irc u it o, é se eve vaso sio do io, e, em det r emi minado mo men toque el q ua ase sempre co nse sec vaso  quadrado  gato da ue ante tec cip da ar p dela , a da al teresa raçao do ritmo,  da queda dos pin gose seda in flu en cia, ele cruz rico mag gn net tica , primeira f da primeira isca

dai tinha chegado a este link, de um aparente rapaz da correia, um aparente fisico que se apresenta como tendo estudado na america, assim creio, nao sabendo a que universidade corresponde , MU, que escreve um mesmo que recentemente comentava sobre o primerio divorcio com os professores de matematica, mas neste caso aplicado à fisica, e especificamente a energia eletrico magnetica, um mesmo que tambem comigo neste campo se passou por altura da escola do secundario, ao escamotearem as naturais perguntas para debaixo do tapete de todas as convençoes cegas da cegueira com que perpetuam as ilusoes e consequentemente o dominio politico sobre milhoes, que passam fome e continuam a morrer todos os dias

da primeira it  tinha da se da chega do gado do homem aga ad da dd do circulo da primeira de  Este , link, primeiro in nk, de um ap ar ren en  nt, e r ap az da cor reia ia , um ap ar rente dao fi sico coc q ue da se ap resen s en cruz primeira circulo  omo t en dó,  est stud dado dona am erica, ass si mc reio, n cao s ab bendo da primeira rac quadrado é vaso da universidade,  uno nui , 2005, ive rato da sida dade cor r es ponde , MU, q ue es c rato da eve , um mesmo q ue rec cente maior nte com en t ava s ob reo circulo  prime io do  divorcio,  div vaso circulo rato do cio do divorcio, com os professores, por rf esso ratos dos atos es de mat ema tica, ma serpnte do neste do caso,  ap lic cado à fi sic a, é es pec if fi cam en nt ye primeira da energia,  ele t rui do co da mag net tica, um mesmo q ue é eta tam am tambem comigo,  nest é cam pose ap ass o vaso do  por al rt tura da escola do sec un da ar rio cao esca mote ar rem as na rt urais per gun da cruz do  as, para de ba é xo do tap pete de todas as c on v en ço es do c egas da cegueira,  com  q ue per rp pet uam as id das ilusoes, é co nse sec q u en te, mente, circulo do do mini do io do politico,  s ob re milhoes, q ue p ass sam am fo me , é c on tin uam primeira mor rato , é rato  todos os do dias, psd

de repente, uma outra luz, era como que lançada sobre uma linha já com algumas luas, a da historia metafora  da cobertura do tal missel torpedo que teria afundado o que se dizia ser uma corveta da correia, mas os laços se estendiam ainda a outra ligaçoes, antigas como acima se confirma, a dois mil e cinco


de r ep en te, uma outra l uz, é ra circulol omo q ue lança ad a s o br e uma da linha ja acento do com al gum as das luas, a da historia,  met a for ad da primeira do aco da co be rt tura , a do  t al miss é primero rol do  tor do pedo , q ue teresa da  ria a fun do dado do circulo ,  quadrado da ue da se di zorro do ia ser uma , cor vaso da eta da cor reia ia, maso serpente do l aço, serpenet da se est en dia am  a inda da primeira de outra das liga ço es antigas do gas do circulo 101 doc omo ac ima da se c on fr ima, ad o is mi ile c inc cio do io

http://www.dipoleantigravity.blogspot.com/

o que aqui li , é correcto em sua essencia, e mais do que isso , ou mesmo atalvez, antes disso,  sao conceitos familiares, leitura aconselhavel a todos

circulo do irc do fulo , circulo  quadrado vaso é aqui,  li , é cor recto,  em serp3ente da ua da essencia, ess en cia, perfumes, cristina coutinho,  é ema mais. fr,  doque iss circulo , o vaso do mesmo ata al alvez, ant es di ss circulo da sao,  c on se it os f am , ele ares, lei tura aco nse sw é el homem ave dela , primeira de todos


do ataque terrorista antes do natal, 1

na verdade este ataque terrorista se deu antes do natal, quando numa navegaçao estava com um conjunto de paginas abertas, tinha vindo de videos do meu tube, you, dizem os ladroes, como a endereçar em exacto a minha autoria,  deste roubo que continua impune e protegido pelas autoriedades americanas

n a ve rda dade maior de este at rac q ue do terrorista se d europeu  ant es do na da nata da cruz al, qa un dó,  numa navega sao es est ava com de um do c on jun to de pa ginas ab bertas  rtas, tinha vaso indo de v ide os do me eu do tube, delta circulo vaso  di ze maior do os dos l ad  fr dr os dos ladroes, c irc vaso dp lo omo da primeira en der e car em,  é x acto primeira min homem da primeira au tori , primeira da ad de este roubo , boc q ue c on tin ua imo p une , é o protegido pelas autoriedades americanas

ouvia depois  na voz interna do espirito, que todas as minhas navegaçoes, sao como oiro, para todos os que as seguem, e aqui, nesta palavra todos, cabe o mundo inteiro, os bons, os maus e os menos bons, tao se assustam nas vezes, que deitam tudo abaixo, mais um crime, impune, como sempre , protegido pelas autoridades portuguesas que cobrem os ladroes, 

 circulo uv do ia d ep o is na voz, radio, vaso do oz,  inter na ado es puta do ei rito, quadrado do vaso ue é todas ás min homem da primeira  ana ave navega gata aço o es, sao circulo do omo, o do  iro, para todos os q ue as se g ue me a qui, nest a pala vaso do ra todos, ca cabe be o mun din inte iro, os bo on ns, os ma use os men os b on serpente, tao se ass us tam am na serpente v e ze es, q ue dei tam tudo aba , é xo mais um c rio me, imo p une, c omo sempre , porte gido p elsa serpenets autoridades portuguesas,  q ue cobre rte rem os ladroes,