sexta-feira, janeiro 21, 2011

decima sexta parte das bombas em londres, autocarros

decima sexta parte das bombas em londres, autocarros


a estrutura metalica que deveria corresponder aos apoios dos bancos dos metros, teve ainda um outro eco, na tal manha à volta da minha ida a global data, pois às paginas tantas ali se deu um estoiro que deitou abaixo a electrecidade da oficina cuja bancada é muito curiosa, uma especie de cubo em perfis de metal, talvez mesmo na proproçao de um carraguagem de metro, uam car rag ua ge m de metro,quem diria, mas tambem esse estoiro me pareceu ter sido provocado, de qualquer forma esta manha é complexa como já o disse em pedaço relativo a imagem de obama e de hi jun rtao, e portanto nao cabe agora aborda-la

primeira de est ru tura met al ica q ue da eve eri aco rr es ponder a os apoios dos bancos, a da teve, a inda de um outro é cona da tal manha à volta da minha ida a global data, p o is às pa gui on as t ant as ali da se d eu um es toiro q ue de it o u aba do xo da primeria da oficina, o fi cna cu ja ban c ad a é mu tio c ur rio io da sa, uma es pe cie de c u bo em per rf fi sd e met al, q ue maior da di da ria, masse má ser pn te e eta do tam am tambem, be maior desse est can tor o i t o me pa receu teresa s id o por v o cado, de q ual q ue rato rf da forma é sta desta, a da manha, é com p le xa c omo ja circulo di s se em ped aço es rato ela , t ivo primeira rai ima mag é mde ob am a é de hi da jun rta cao, e porta nt o n cao do c abe do agora ab o rda traço es si do ingles de la


estas fotos do autocarro que aparentemente arrebentou em londres foram como aqui disse copiadas do google, e sao como tambem referenciei de muito baixo resoluçao na maior parte delas, o que nao é inocente, pois nao permite grandes ampliaçoes que deem nomeadamene para ler o que está escrito nas letras e numeros dos carros

é sta serpente destas f oto sd circulo do autocarro, q ue ap ar ren te mne net ar r e b en to em londres for am circulo do omo aqui, di serpente da se co pi ad as dog gato circulo, dog le e sao circulo omo tam am tambem , refer en ci ei ide mu it o ba do xo r es sio lu sao es na maior p circulo do aret delas, o q ue n cao é in ni cente, p o is n cao pe rn mik te g rand es am p l ia ço es q ue de é mairo no me ad dam ene para da ler, circulo q ue e sta es c rito nas letras e n um ero sd os dos carros

comparando estas duas, logo aqui se confirma que estamos perante uma ilusao, a questao é saber o grau, se uma manha que fizeram nas fotos, se nos atentado mesmos, pois como aqui disse em tempo nao muito ido, a proprosito das conclusoes sobre a queda das torres, já nada me espanta, e questoes muito pertinentes como todos se recordarao, continuam sem a minima resposta a fazer prova de que o que disse sobre aspectos dessa ilusao serem verdadeiros , isto é , falsos

com p o aran do destas duas, l ogo a qui da se c on firma q ue est amos pera nt , é uma mai lusa usa sao, primeira q u es tao é , saber, o grau, se uma da manha q ue fi zorro do x é ram nas f oto serpente da se nós a ten t ad o dos mesmos, p o is c omo a qui aqui di s se em te mp on cao mu it o id o, a pro rop pro rosi si to das c on c luso es s ob rea primeira da queda das torres, ja n ad da primeira me es panta, eq u es toes oe es, mu it o per tin en t es c omo todos da se reco rda arao, arao ar, c on tin uam s ema primeira da mini má rato da mar da es posta , primeira f az e rato da rp do por vaso da primeria ade deque do circulo q ue di serpente da se s ob re as pec t os dessa el us º cao, é verd ad e


pois reparai, o autocarro é o mesmo, nas duas fotos, se pode ver pelo dano geral e pela posiçao e semelhança de algumas peças danificadas, como a vesica simbolizada que se ve na indicaçao da carreira na parte da frente, melhor visivel ainda em outra foto, que depois analizaremos

p o is r epa ar rai ai, circulo do autocarro , é o mesmo, nas duas f oto serpente da se da pode ver p elo dan ano ger da al ale, é p ela, a da po sic sao , é se ml homem ança es de al gum as p eças dani if fi c ad as, c omo da primeria vaso é sic sica primeira , si mb circulo da liza zada quadrado da ue da se da eva do vaso en da ad da primeira indica do caçao da car rei, da rana ana ap da arte da fr en te, mel hor vaso da isi, vaso, ela, a primeira inda em outra raf f oto, quadrado da ue de posi anal iza remos








observando a primeira , a de cima, podemos ver que atras dele na zona do passeio, dá idea que ele ali iria quando a explosao se deu, e portanto seria normal que ali se encontrassem maior numero de vestigios da explosao , como parece ser visivel no todo da imagem, um maior numero de fragmentos, o passeio mais sujo, por assim dizer, e que ele continuasse a andar um pouco mais antes de parar


ob ser vando, vaso ando da primeira , ade dec c ima, pode emos ver quadrado da ue at rato ato ás dele, elena da zon da ad do circulo do pa serpente di do seio do io, do qaudrado da primeira id dea quadrado ue dele, a da ali iria, qua n dó da primeira da explosao sed eu, é porta bn to ze ria norma al, quadrado da ue ali da se, é circulo do non cruz rato do ass da se em maior, nu mer do ero rode vaso de est rt dos tido gi do os da e x p l os a º coa, maio rn um ero rode fr a gm en to ze qaudrado da ue da ed da di da gita da al dele, circulo em tin ua ass se sea primeira da anda da ar , um p circulo do vaso do co mais da anta espanhola, de par da ar

reparai ainda na seta do tracejado da rua que ao lado do autocarro se ve, e que serve de ponto de referencia relativamente à sua localizaçao depois de ter parado, e reparai nos postes , os dois, que sao visiveis no passeio do lado direito da imagem, o de tras com o que se pressupoem ser um cartaz

rato do epa da rai da primeira inda, dana serpente eta dot cruz x delta rato do ac é j ad , o da rua, quadrado da ue do cao lado, do au toc cv caso ar rose vaso eve, eq da ue ser vaso, é de p on to de ref da fr da en cia, rata ata ela da cruz ivam n eta à serpente ua alo circulol da cali iza sao espanhola, do qaudrado da ep do circulo da is de teresa, rp par ad oe rato da ep é ara da rai maior dos nós post es , os dois qaudrado da ue da sao vaso da isi do vaso do ei serpente do no da p do ass seio do iodo dol do ado di rei cruz , circulo, o da iam mg emo mode t rato às com do circulo qaudrado da ue da se pr ess do vaso do poe ma iro, ser um cara rat do cartaz, sic, zorro





esta manipulaçao por si só é crime, como aqui disse, estas fotos as encontrei no google antes do ataque terrorista que me fizeram, que me as fez perder na altura, e depois de ter o sistema informatico de novo a funcionar as foi de novo buscar, esta é tambem certamente uma das razoes para o terem deitado abaixo,

é sta da manipulaçao , am ani ip puta vaso laca aça es sao, por si serpente do ó é crime, circulo do omo aqui di s se, é sta serpentes das fotos,  as en c on t rei no gg o gato  le da ant es, o  do ataque terrorista que me fizeram, q ue da me às de fez per der na al tura, é do quadrado da ep circulo do is det cruz  ero sis da cruz da ema in fom oma primeria do tico de en ovo da pri é mr ia da fun cio na ar,  ás fo ide n ovo bus car, esta,  é eta do tam am tambem rta,. ce rta tamen te , uma das ratas az o es para do circulo da  te rem de it ad o aba do xo,

e para alem da duvida sobre o que verdade ou nao, se tem que perguntar, porque é que estes cabroes se deram ao trabalho de manipular uma foto e de a pôr a aparecer  no sistema de busca do google


e para al lem mda d uv id a s ob reo q ue verd ad e o un cao, sete maior do q ue per gun da ds primeira da tar, por q ue é q ue este serpenet  cabro w es se de ram cao t ra aba bal l ho de man ip u l ar , uma fo to é dea primeira por, primeria ap ar da rece rato do no sis t ema de bus cado gato da dp gato da le


e a resposta só pode ser um, porque cobrem os terroristas ou sao eles !!!!!!!!


 
é a primeira rata da es posta,  serpente da ó pode,  ser uma do por quadrado da ue do cobre rem os terroristas,  o vaso usa  sao deles, del espanhol!!!!!!

na verdade me apreceu um sosia da uma truman, aqui num passe por volta do natal, no cafe canas


na verd ade me ap receu um s o s ia da uma t ru man, a qui n um p as se por volt ado dona da nata do natal, no do cafe canas

decima quinta parte das bombas em londres

ontem depois de acabar de publicar, o ultimo texto, no seguimento do que se desvelou num dos paragrafos, da relaçao com a america, se consciencializou no espirito, dc, dc , quer tambem dizer corrente alterna, e alterna é uma palavra curiosa, pois quer dizer puta e casa de alterne, bordel, ou seja a puta de dc, a se confirmar esta origem dos atentados em londres, entao este caso podera apresentar ainda contornos de uma vingança relativamente à queda das torres em nova yorque, sobre as quais trago eu em mim, um pequeno acrescento por um passe que aqui foi feito em campo de ourique que acompanhou umas declaraçoes num jornal , por volta do natal mas que nao sera agora abordado

on te maior de posi de aca cado dd do br do pub lic ar, do aro do u l t imo tex ton, ato um , o se gui men to doque da se d eve lou n vasos da mdo s para rag rafos, da relaçao com da primeira da america, se co ns cien cia lizo un circulo do es pei to, dc, dc , q ue r ta tam am tambem di ze r c o rr en te al te rn primeira , é al te rn a, é uma pal av ra cu rio sa, p o is q ue rato ps di ze r puta , é c às de alterne, bor del, o vaso do seja da primeria da puta de dc, a se c on fi rato do mar é sta o rig ge, é md os dos atentados em londres, ent cao de este caso , pode ra ap ren s etar a ind ds circulo c on tornos de uma vin gan ança espanhol, rato ela , a da cruz comboio do delta sete, ivam am, mente à q ue dada s torres em nova yorque, s ob re as q u is t rago europeu em mim, um pec un o ac rato é circulo do espanhola da sn do nt circulo do por rui maior rp nda puta às da sec quadrado der ue aqui if do oi , feito, em cam pode ourique quadrado da ue do aco do mp do circulo do anho da ova do vaso uma s ed de dc das laras raçoes, russia, n do primerio do jornal , por volt da cruz da ad do ado do circulo do natal, masque n cao da se do ra do agora do abc , o do irc uk primerio do circulo da di gita da al do rda dado

corrente, tras tambem obviamente um sentido de energia entendido em forma lata, como por exemplo a energia motora da acçao, por exemplo de um ritual, e tambem ecoa de alguma forma eventualmente nos processos tecnicos usados no rebentamento, pois vos recordo nao só as linhas recentes das explicaçoes do blog dipole, como tambem, uma experiencia que aqui fiz e de que vos falei, exactamente tambem com um gravador betacam analogico cinco qualquer coisa, que é alimentado a corrente alterna e do efeito nas partes mecanicas quando o alimentei em breve por corrente como aqui usamos, aqui europa, a continua

cc irc culo, o do do da dp rente, t rato as tam am tambem ov bia iam am, mente, um serpente da en cruz id circulo da ode do ene rato do gato do ia ad da en ten do dido em for ma da al lata, can, circulo do omo por é x e mp lo primeria da ene riga maior oto tora da ac sao espanhola, por é x e mp lo de um rit da ual, e eta tam am tambem, é coa de al g ua primeria da am forma, even tua lem nt e nós pro roi c esse os tecnos usa sados no r e b en tamen te , mente, p o is vaso do os recordo circulo, jornal , n cao serpente do circulo da ó ás das das linhas,. re c ene net do ts , da se x p lic caçoes do blog d i p cruz ole, circulo omo tam am tambem, uma é x per ien cia q ue a qui aqui, fi ze deque vaso do os f al lei ei, é xa ac cta em nt e eta tam do am tambem , com de um g r av dor bet aca cam am anal o gi do io c inc o q ual q ue rato da aco co da isa, q ue é a lei men bt ad circulo da primeria cor re cv da cruz primeira da de alter na, e , do efe , feito, nas p art es meca nicas qua n dó circulol do al lio oe maior nt ei em br eve por co rr da rn da te c omo aqui usa amos, a qui aqui da europa, a contínua,

contínua, e tambem palavra em portugues femenino de continuo, ou seja escolas, gente que trabalha nas escolas e ainda continuo, neste caso contínua, de um templo qualquer, isto é nao identificado, e esta declinaçao e relaçao atraves desta palavra no contexto da energia, se me afigurou à consciencia ao ler como aqui narrei em parte recente, os tais textos gnosticos que encontrei na net antes do natal e antes de me deitarem o sistema por completo abaixo , outra vez

contínua, é eta tam am tambem pala , escola, vaso do ra em portu gues fe me ino de c on tin vaso circulo , o vaso do seja das escolas, gato da en teque da cruz do rato da aba do bal do prim ero do home às na sec da ola , do esc es cape ape do espanhol, se a da inda do continuo, nest é caso circulol em acento do tin em ua, de um da te do mp loc da ual quadrado da ue rato top do ps , is to é n cao id en cruz if do cado, é esta, a dec lina ac sao espanhola, é da relaçao ata rato vaso es de sta desta , a da pala vaso do rato ano c on tex to da ene rata g ia, se da me a figo ur o vaso da à co nsc ien cia cao da ler circulo do omo aqui , na rata rei em p arte re cente, os tais tex t os gn os ticos q ue en c on t reina net ant es do nata ak primeiro do rol da le ant da es de me deitarem , o sis da cruz da ema por co mp le to aba do xo , circulo do vaso da cruz do rato ps da ave zorro

pois num dos dois ou tres, nao é claro este ponto , dos evangelhos atribuidos a sophia ou sobre a historia da sophia, uma das quedas dela, se dá depois do nascimento de um bebe, ao se aperceber ela, pela deformaçao dele, que afinal a relaçao dela com o conjuge, nao se encontrava em forma harmoniosa, assim é narrado, e ao ler este pedaço, me veio de imediato à consciencia, as imagens do feto monstruoso que está figurado nas imagens reais da queda das torres em nova yorque que aqui a todos mostrei e que se encontram neste Livro da Vida, ou seja, parece aqui se desvelar por semelhança, e extensao, um pedaço de id, relativo a um grupo gnostico ou falsos gnosticos, tambem relacionados com a queda das torres em nova yorque e a ser verdade a relaçao de dc com os atentados em londres, serao elo constante

p o is n um dos dois, o u t r es, n cao é c l aro de este ponto , do a eva van gel h os at rib u id os a s o ph ia o u s ob rea primeira da historia da sofia, uma das quedas dela, se d á d ep o is do nasciemento, nome, na s cie maior do nt circulo de um bebe, cao da se ape rc cebe rato dela, p ela, a de for maçao dele, q ue a fina al primeira da relaçao dela com do circulo do conjuge, com n juge, es pi e rut la, n cao da se en contra ava vaso da primeira, em forma h ar moni os a, ass si mé na rr do ado, e cao da ler, revisat de este peda aço espanhol, me do veio, jason, de imediato, marinha, a co ns cien cia, ás sima ima mage en ns do feto, maior em st ru osso q ue e stá figo ur ad ado das dona s ima ge ns rea is da queda das torres em nova yorque , quadrado da ue da primeira do qui aqui, primeira dea de todos maior ostre rei ie , quadrado da ue da se en circulo em cruz da rama da am nest eL iv roda daVid a , circulo da ova do vaso do seja, pa rece aqui id da primeira da se d da espanhola vela do rato ps rp por do seme primeiro do home da ança espanhola, e é x ten sao, a da tensao, um ped aço de id, rato do ato dela, cruz x ivo da a um, gato do rup circulol do gn serpente da ot do tico circulo do vaso do f da al serpente do os gn, serpentye circulo dos ticos, tam am tambem rato ela , a do ac cio ando serpente do com da primeira da queda das torres em nova yorque, é primeira, ser verde ad dea da primeira relaçao de dc com os atentados em londres, se rato cao do elo constante

se bem se recordam a analise simbolica dos simblos que se expressam na queda das torres, na nuvem do debris, algo que se pode de certa maneira considerar o que se chama de misterios gasosos, esta associado a uma figura femenina ou androgina, e a um trono, ou seja encaixa nesta linha de uma mulher contínua de um templo gnostico, a do ovo da pedra do monstro que se levanta na queda delas, que sao figuras tambem expressas nas imagens reais

se be mai iro ms se reco rda dam primeira ana lise si mb o lic ad os si mb olos q ue se express sam am na queda das torres, na n uve md circulol do de br is, al go q ue da se da pode de ce rta mane da ira co ns id der art do aro q ue da se c ham ade mister io s gas ossos, é sta ass cia dó da a um figo ur a fe menina o ua n dr o gina, e a um trono, o vaso do seja en da caixa nest a lina hd é uma mul her contínua de um te mp lo gn os tico da ad c irc uk lodo do ado do ovo da pedra domo ns cruz roque da se primeiro da eva van dt da cruz x da ana da queda delas, quadrado da ue da sd da sao do figo , ur serpente do tam am tambem express ás nas iam ge en ns rea do is

como sempre a todos recordo, nao existe nenhuma visao teologica qualquer que seja, que nao emerja do universo humano, e nesse sentido as correspondencia sao sempre reais, no sentido em que a relidade é multipla e as metaforas reais, ou menos reais, isto, é com maior ou menor substancia sao sempre passiveis de se extrapolar em planos distintos da una realidade

circulo do omo se rp pn rea pt tim mr da ria da primeira der todos record circulo, n cao é xis te n en h um eva sio teo logic q ua q kapa primerio ue rato q ue do seja, q ue n cao e mer ja do univers circulo do h um ano, é ness e se en nt id o ás cor r es pin dec ia s o a se mp re rei as, no s en t id o em q ue a r eli dade e mut l t ip la, é as met a fr as rea is o u men os rei às, is to, é com maio rato o vaso men o rato ps s ub stan cia sao se mp re p ass ive is de se é x t ra polar me p lan serpente circulo dis tinto dd a un a rea lida dade

outras visoes me apareceram nessas leituras meditativas, mas tambem nao é agora o momento de as desvelar

outras viso iso es da me ap rece ram ness a l ei tura me dita a t iva s, ma s t am am tambem n cao é agora do circulo do meo, pt, mo men to de as d es vela ar rato ps

neste comento do que se vem desvelando nas partes anteriores , relembro que as rodas do aviao , da demoiselle, sao como os simbolos da roda da vida na visao indiana, e que eles apareceram aqui relacionados tambem com um colar da elza , onde a roda, uma só se encontrava tambem descentrada, como as dias visiveis no catalogo mostram, portanto parte desta linha que aqui aflora, em termos simbolicos, isto, é para corresponder o patim do aviao com a posiçao da garra visivel no chao da carruagem, diz tambem isto, que uma rapariga, provavelmente uma outra, foi invertida, abusada ou mesmo morta , se relaciona com as linhas inventadas por essa puta na tv, aqui comentadas na altura de seu acontecer, que certamente terá servido ao grupo dos filhos da puta dos terroristas para na altura me acusarem como sempre o pretendem fazer, vá levar no cu, vao, grupo mario soares, assim agora se desvela

nest é com en to, doque espanhol da eve maior do quadrado da espanhola vela da anda das donas p do aret san da teri, circulo do rato espanhol , rato el, o do quadrado da am br broque ás das rodas do avai o , da d emo is se elle, sao circulo do omo serpente do circulo lobo, o do si mb olos da roda da vida na vaso oi da isa sao in diana, eq da ue dele , se da elza, ap ar rec e ram aqui rato ela , primeira do ado do ac do cio em ad do os do tam am tambem com um doc circulol da ola rato, nec, da elza , onda dea primeria roda, uma serpente do circulo do ó , se en circulo em cruz rata ava do tam am tambem do quadrado da espanhola circulo do ape circulo en cruz rata da ad da primeira, ac circulo omo as do dias , psd, vaso da isi vaso do ei sn circulo lodo do cat do alo, gato do om da ms ot ram, porta nt circulo too da puta do aret desta da linha, quadrado da ue da primeira do qui aqui id da primeira flora, em termos im bo lic os, is to, é para cor rato espanhol da ponde do der do ero pa tim , o do avia o com a posi sic sao es dag rr primeira vaso da isi vaso do el kapa do cao ano do cha o, china, da carruagem, di zorro tam am tambem s it o, qaudrado da ue uma rapariga, por vaso da ave lm nt, é uma outra, fo do oi invertida, ab usa sada o vaso do mesmo morta , se rea li cona com ás linhas in vaso da en cruz da ad ás sd dp spor, essa puta na tv, primeira do qui aqui com da en da cruz da ad às na al tura de serpente do eu acontecer, quadrado da ue da ce da rta em nt é tea acento, ser vaso id do circulo do cao do dog rupo dos filhos da puta dos terrorista da dp do para na al tura dame do ac do aco usa rem circulo do omo sempre, circulo do pre da ten de maior do f az, we rato , vaso do acento da primeria al eva do rato no cu, o do vao, gato do rupo mario soares, ass si maior mago ra se d do quadrado da espanhola vela

e ainda acresço como links a esta linha da lente olho de peixe grande angular da century, que ele encaixa em duas imagens que vem de tras, um quadro do van dyke, uma vez aqui comentado, e ainda numa outra imagem aqui narrada, na altura de um cio com canapes brancos com umas falsas paginas do face book com a bela keira, que depois foram reflectidas pelas putas numa loja onde antes eram as instalaçoes dos bombeiros ao camoes, lisboa, pois esse tipo de lente, se ve nas vezes como espelhos, e lá havia um, como as custodias, tambem, ou seja relacionado ainda com as bestas da igreja catolica, ou dos grupo dos catolicos,

é a inda ac rato do ato, é co cortez x c omo li nk sa desta, a da lina hd da a lente, o olho de peixe, g rande ang do gular, a da c en t ury, q ue dele enca caixa em duas ima mage en ns , um au quadrado dao dr circulo do van do dyke, uma vez aqui c oe mna td circulo oe, é primeira inda nu ma outra iam ge maqui na rr ad ana al t ur , a de um cio com c ana ape es br anc serpente circulo com umas f al s as pa gui ina sd o f c e b ook com da primeira da bela keira, q ue d ep o is do foram pt, for am , re for mula one le c t id as p delas, as putas nu ma loja onda ant es e ram ás das in s t al caçoes es , os dos bombeiros, cao cam moe es, lisboa, p o is esse t ipo pode len teresa, s eve na serpente, vaso é ze c omo espelhos, e l á h avia um, circulo do omo ás cu s to do dias tam am tambem, o vaso do seja ar rato dela , a do ac cio n ado a ind dc qa com ás bd destas, da primeira da igreja catolica, o vaso do sg rup , o dos catolicos,

hoje li no espirito por alguem ao passar que o de noventa e nove, ano referenciado no catalogo e na parte ultima deste texto já publicada, era o do grupo sete, da cristina coutinho, portanto assim se define o grupo de quem nessa altura tentou a minha morte

home do oje do li no es pi e rt o por al g ue mao p ass rac ac ue o de noventa e nove, ano ref fr en cia ad no cat alo goe en a p arte ultima de este tex to, já p o ub l ciada, e ra do circulo dog rupo do sete, da cristina coutinho, porta nt o as si maior da se d e f ine do circulo do g rupo da pode deque maior ness da primera al tura t en to ua da primeira min homem da primeira mor da rte

decima quarta parte das bombas em londres

decima quarta parte das bombas em londres




volto à demoiselle e ao trem de aterragem e ao patim que deveria ter e nao tem, que me remete ainda para uma imagem simbolicamente figurada aqui em casa, ao lado do movel dos skull and bones, onde ao alto estao os forros das colunas da bang and olusfen, que como sabem os que me leem, esta relacionado com a tal historia da linha da estrela da morte em inglaterra, ou seja tambem com os bums em londres, ali estao ao alto, como dois skis, ou seja inda ski, serpente, canal ingles

volt circulo do lio dao primeria do demo is da elle, é cao t rem de a terra rage meao pa tim q ue d eve ria teresa e n cao te maior, q ue da me reme te a inda para uma mai ima mage maior si mb ol cia am nt e figo ur ad a do ki aqui em casa, aol ado do m ove el dos sk u ll an d b one es, onda deao al to est cao os forros, br, das co luna sd dd a b ang anda o l us f en, quadr ado da ue circulo omo, sabem , os quadr ado da ue mel e em e sta star rato dela, o do cio n ad com da primeria da tal historia da linha da estrela , o damo da morte em inglaterra, o vaso do seja do tam am tambem com os bu ms em londres, ali est cao, o cao al toc omo do is ski serpente, circulol do vaso do seja da inda do ski, ser pen da tec do circulo da ana do primeiro lin ingles

pois a montagem do aviao no tempo em que a fiz ,como expliquei em parte anterior, me confirma perante minha consciencia essa relaçao do bum do metro em londres com esta id e mais agora, depois de tirar a ultima foto publicada no post anterior onde ao lado do folheto das instruçoes, se ve a cana, reparei que ela está no eixo do windows sete, ou seja tambem relaciona com o sete da dp indo ws, ou seja do tsunami e o reflexo na mesa, correposnde a um pequeno video que fiz e aqui publiquei com um beijo a minha amada na pessoa da bela menina tori amos,

p o isa sam am primeria monta tage mdo avia on circulo do te mp o em q ue a fi zorro do x, c omo é x p lic u ei em p arte ante r iro, me c on firma peran ran te min h a c on cie cna é essa da relaçao , tribunal, a do ado do bum do metro em londres, com desta ide, é ema massi agora, d ep o is de t irar primeria a ul t ima f oto pub l çc ia ad ano ps ot ante iro onda deao lado do fo l cortez he to das in s t ru ço es, s e ve ac ana, r epa rei q ue dela est no ei xo do w indo , dp serpente ws sete, o vaso do seja tam am tambem rato ela , a do ac cio naco omo circulo do sete da dp indo ws, o vaso do seja do ts sun am mi é circulo do ref for mula one le ele do xo na mesa, madrid, cor r ep o inde da a um , um pequeno, v id deo q ue fi ze a qui aqui, ip pub lic ue ei com um bei jo da primeria min homem da primeira am mad ad ana dana da pessoa, d a b ela me nina da tori amos

ds 61, seda da senta, s en t ad, a do prim ero
 
 



nesta foto do folheto se ve o piloto paraquedistas de pernas para o ar, como invertido pelos furos nas ancas, provavelmente alguem que trará placas metalicas devido a um acidente, e ao lado direito na imagem, o tal pauzinho de madeira que os construtores propoem como sendo o trem de aterragem, e que se bem reparais reflete a cana que apareceu na ultima imagem publicada no post anterior, ou seja se ve aqui uma cama, um trapezio invertido, e um falo em angulo, de madeira, ou seja imagem de ilha,


nest a f oto do fio primerio rol he to ze vaso é circulo loi , i, loto para da rac do ac quadrado da ue da di do sta do sd , é pena serpente do para do circulo da ar, circulo do omo invertido p elo f u r on as das ancas, por vale lem , mente , al gato da ue da ema do maior doque da cruz da rata ara puta das lacas do met da al icas devi id do circulol da a um , o do ac id dente, é cao lado da di do rei to na ima ge emo ota da al p au ze zorro no natal, o da ema da madeira, quadrado da ue os co ns cruz ru do tor espanhol do por rp do poe mc omo serpente do en dó circulo dot cruz rem dea primeira da terra rage mec quadrado da ue da se be do mr do epa da rai serpente, ref for mula one primerio sete primeira cana, quadrado da ue da ap da ar receu na do vaso aul , a da cruz do ima mage ge maior da pub lic circulo da ad do ano do post, a do ante ior, circulo da ova do vaso do seja se eve aqui, uma cama, um da cruz rato do ape zorro do io do invertido, é um falo da ema da ang gula, de ema da madeira, o vaso do seja ima ge md é ilha,




 
 
aqui em contra luz, mostro parte da minha soluçao, um arame que provisoriamente faz de trem e de patim


primeira do ki aqui em contra da luz, maior ostro rop da p arte da m in home da primeira sol uvaso sao espanhola, um ara mec q ue por v iso ria am, mente, f az de t rem é de pa tim

pois penso por-lhe ainda este patim que originalmente pertencia ao tal helicoptero, um vario onde tambem recentemente descobri mais uma manha, o fotografei contra o tapete da dimensao, que tanto gosto, e o curioso é que como podem ver, a cor real dele, é vermelho, como se ve no contour e parte dele ficou laranja, como a dizer-me que a tal unha que é visivel no metro de londres que se assemelha ao arame, é dos laranjas, ou seja psd ou equivalente em gb

p do circulo do is pen serpente circulo do por traço primero ingles , he a inda de este patim, q ue o rig gina ina l, mente, per ten cia cao t al hel i cop pt ero, circulo de um vaso da ar rio do io italiano, onda é eta do tam am tambem re cen te maior nt ed es co br ima si uma da manha, circulo do f oto tog g raf ei contra do circulo do tap pete, o da dim en sao, q ue t ant o g os toe do oe, circulo c ur io serpente rio circulo, é q ue c omo pode maior vera acor real dele, é verme primerio do natal , circulo do omo moda da se v en circulo c on tour e p arte dele, fi co vaso laranja, circulo omo primeira di ze rato traço inglesa me q ue a ta al unha q ue é v isi v el no do metro de londres, q ue da se ass emel homem mda da primeira cao ara me, é dos laranjas, o vaso do seja do psd o vaso eq u iva ak lente em gb



 
 
como a cor nao ficou proxima do real com acima escrevi, tirei outra , que desvela o cabo eletrico e mais define ainda a imagem de unha como uma foice, a mesa que se ve ali a aparecer é a tal da imagem do prumo do 911 alvo de diversas leitura qui no livro da vida narradas, ou seja parece de facto existir tambem uma relaçao entre esta matança e o 911 em ny


circulo lodo omo primeria circulo ron cao fi co vaso por x ima do real, nome, com ac ima esc rato toe é vi, tir ire rei do ei de outra , q ue d es vela do circulo lodo do cabo , ele, circulo ret tico ema massi de f ine a inda da prim eri qa da imagem de un do homem do ac omo, uma do fo ice, primeira da mesa, madrid, quadrado da ue se eve do ali, super mer cado al g ra ave , primeria da ap , a da recer, é ata da al da ima mage ge da md do circulo do pr rato do umo, o do 0 911 alvo de diver serpente às lei it das tura do rac do qui aqui, ino primeiro, pedro, iv roda david ana rr ad as, circulo da ova do vaso do seja da pada da rece de f ac toe é xis tir, tam am tambem , uma do tribunal da relaçao , en cruz rede desta , ad da matança é circulo do 911 em ny
 
 
 
 
 
 
 
e o pormenor da fixaçao com um cordel colado na estrutura do aviao, onde se pode ver um perfil, como os do tal apoio do sony betacam digital quinhentos qualquer coisa de que vos falei em parte anterior na relaçao com o que é visivel da estrura dos bancos nas carruagens


é circulo do por men o rda fi xa ac sao es com um cor del c ola lado na est ru tura do avia o, onda da se da pode eve rum per rf fil, c omo os do t al ap oio do s o ny bet ac cam am di gita ak l dos quinhentos, q ual q ue rato da co isa sade deque vaso do os f al lei ei em par do aret, arte é ante rato do iro na relaçao, com do circulo lock qaudra ad ds sd circulo, ue é eva do vaso da isi vaso do el, a da es pam n hola cruz ru rato da ad os bancos, nas car rua ge en ns
 
 
 

decima terceira parte das bombas em londres

decima terceira parte das bombas em londres


dec ima t rec eira p arte das bombas em londres

acresço porque assim a minha intuiçao o diz, que relativamente a id do grupo que se desvelou na parte anterior responsavel pelos atentados em londres, que devera estar relacionado com um advogado da marinha, pois a imagem dos porta avioes por ressonancia na serie amerciana, jag, ou algo assim, para este intuir me remete, ou seja, algum dos advogados que está por detras do roubo de meu filho, um até ao momento escondido, relacionado com a marinha, pois o pai da puta foi almirante da marinha portuguesa, e certamente por essa, a relaçao com londres e a explicaçao da tremenda gargalhada, que ouvi eu e meu filho nesse fatidico dia sete de julho, o dia de aniversario dela, no restaurante do funil, um objecto que uma vez aqui relembrei relacionado com a arte russa do principio do seculo, grupo maiakosky, e tambem retomada por walt disney, um funil na cabeça de uma pessoa, pelo qual se faz uma induçao, imagem metaforica e real no sentido das induçoes dos rituais tipo , run do amock

ac rato do es ço do por q ue as sima primeira min homem da primeira in tui sao es circulo di zorro, q ue rato ela , a da cruz iva do ivam da am , a que mente, primeira id do g rupo q ue da se d es velo lou , na p arte ante rato do ior rato es ponsa vaso do el p elos atentados em londres, q ue d eve vera ra es star rato , ela, cio n ad do circulo com de um ad vaso do sio do circulo do dog do gado da marinha, p do ciurculo da isa primeira rai do iam do mg ge da md circulo serpente do porta, cds, o do avio do espanho spor por rato do esso na cia, na se da rie do am do mer da cia ana da ja gato, a da dop da dp do circulo do ual goa ass si do maio do, para de este in tui rato ps da me reme te, teo do circulo da ova do vaso do seja, al gum dos advogados, quadrado da ue é sta desta, a por det rato ás do roubo de meu filho, um da primeira té cao mo men to es conde dido do fido, rato ela , a do ac cio n ado com da primeira da mar rinha, p o iso circulo do pai da puta , fo oi do ia da al de mira nt, pr aia norte, é dama rinha portu guesa, é ce rta em nt , é por dessa, a do tribunal da relaçao com de londres, é a primeira, é x p li do caçao dat da cruz, x da rata da rua da emenda dag gata da arga do gal homem da ad da primeria, quadrado da ue do circulo do uv do ie da ue da me eva do vaso do filho ness, é fat id dic circulo do dia sete de julho, circulo do dia de ani ive rato sario dela, no do r es tua ran cruz x red circulo do funil, um ob ject circulo lock quadrado sd circulo da ue, uma vaso é za do au da ue rato, ele , o do lem br rei do ei rato ela, a do ac cio n ado com da primeira da arte russa, da matança de beslan, do pr inc cip do io do, o do seculo, gato do rupo maia ak kapa os sky, é eta do tam am tambem rato e tom mad ad da primeira por dp al da cruz da disney, um fu nil na cab dela, de uma da pessoa, p elo quadrado da ual da se do f az, uma indu sao es, ima mage maior met primeria da for cca, é rato do eal , no serpente da en cruz id do circulo das indu, ço es dos ritu a is t ipo , rato da un do amo am, o do grupo ck

ou alguem ingenuamente ainda pode pensar que o silencio criminoso ao longo destes anos todos da ordem dos advogados nao se deve só e unicamentre a percepçao exacta que trarao destes crimes, ou nao é isto um crime de conspiraçao internacional, que conta tambem à imagem da ordem dos medicos com a cumplicidade criminosa, face as leis dos que se dizem advogados e que protegem os que contra meu filho e contra mim actuaram e actuam, e que portanto como provado, a teia de interesse para os vergar desta forma iniquia terá que ser muito grande

o vaso da ak primeiro lg ue maior in g en ua am, mente, a inda da pode p esnar q ue o si kapa len do cio criminoso cao do prime ero em gode ste tea ano serpente , o do rt iodo serpente da ordem dos advogados, n cao da sed da eve da serpente da ó , é uni cam en cruz rui rea primeira perce , a p aç sao espanhola, é x aca cata qaudrado da ue cruz do rato ps arao de estes crimes, circulo da un cao é is to, uma da co ns pira raçao inter na cio n al, quadrado da ue da conta atta tata tam am tambem, à ima ge md da primeira da ordem dos medicos, com da primeira do cu do mp li da cida dade, circulo do rim ino sa, face ás leis, do os da serpenets quadrado da ue da se di ze maior dos advogados, eq da ue do porte tege maior ds circulo os qaudrado da ue do contra da me europeu do fil da bna atl do natal oe , é contra da mim do ac do aco cu da tua aram pri om meda da ira, é ac tua am, eq da ue do porta, nt circulo , circulo do omo pro ova ado da primeria da teia de inter esse para os ver gato da ar desta, fo rato ps da ma in eq vaso ia teresa rá da raca do ac quadrado da ue, ser mu it tog gato rande

disney remete para patrocinio, nome de um rapariga uma vez aqui comentada e ainda rua do patrocinio aqui subindo para campo do ourique, alvo de diversas leituras

di sn é delta reme te do para da patrocinio, noe md de um rapariga, uma vaso é zorro qa do qui com en t ad a, é a inda da rua do patrocinio , a qui s ub indo para do campo deo de ourique, alvo de diver serpente às da le da lei do it das turas

outro aspecto que decorre da escrita da parte anteiror, se prende com o aparecimento na escrita da cristina pinto, ou seja, a cristina pinto, foi como aqui narrei antes, para inglaterra depois da nossa separaçao, ou seja , é me evidente que uma relaçao com inglaterra existe pelo menos desde esse tempo, e me diz tambem a intuiçao que esse grupo ingles será o da relaçao com a america e talvez tambem implicados nos roubos, nomeadamente no canal zero, que depois deu o you tube

outro do rop as pec to do toque deco rr rato da rede es c rita da p arte ante iro rato da se pr en dec om do circulo do par rec do cie men to do imen , cruz circulo ,o da cristina pinto, ova vaso do vaso do seja, primeira da cristina pinto, fo do oi do circulo omo quadrado do vaso do qi na rata rei da ant espanhola, para de inglaterra do qaudrado da ep depois, circulo do is no ano da n os sa da serpente do epa da raçao, o vaso do seja , é me da eva do vaso do vicente, id dente da tek , madeira, quadrado da ue de uma da relaçao com de inglaterra, é xis te , laurinda, puta do elo men os de sd é esse desse tempo, é me di zorro tam am tambem da primeria in tui sao es quadrado da ue desse gato do rup do circulo do ingles, se rá do circulo, o da relaçao, com da p da cruz do rim, é ira am mer cia e eta alvez tam am tambem , imo , empresa, liagada à ines mendes, p lic cado serpente nós ratos ps circuolo do ub os do noe da ema da mad do dam am , a que mente, noc circulol da ana pri mr io zorro do ero, qaudrado da ue do qaudrado da ep do circulo do is de europeu vaso do circulol do oyo da ova do vaso do tube

e ainda um comento sobre a foto de londres da mascara, pois esse tipo de mascara indica ainda um outro tipo de mascaras que todos conhecem de muito ver, as que se usam nos tratamentos de beleza, que agora se chamam de spa, que é tambem nome da sociedade de autores ladroes que continuam até ao momento impunes nos constantes roubos e manhas, e que como aqui provado é canal preferencial dos ladroes e pedofilos do ps, spa como lugar de tratamentos remete ainda para hoteis e manhas feitas com grupos em hoteis

é a inda de um com en to s ob rea primeira da f oto de l on dr es , a da mascara, p o ise es se t ipo pode ma sc ra indica a inda de um outro t ipo pode das mascaras, q ue de todos c one home cem , de mu it ove rato ps , às q ue da se usa sam am nós dos t rata tamen ts circulo sode de beleza, discoteca africana, rua de s bento, q ue dp circulo do agora da se c ham am amam de spa, q ue é eta tam am tambem no ad da meda soci ed ad we de au o t ratos es ladroes q ue conti nu am a té cao moe maior nt circulo imp une es nós , co ns t ant es sd dos roubos e das manhas, eq ue da circulo omo aqui, por vaso do ado, é canal pr efe ren cia al dos ladroes, é pedo filo serpente do ps, serpente da ap circulo do omo lu gato da ar de t rata tamen t es reme te primera inda pa rta homem  ote ise se das sedas manhas , feitas, com gato rupos serpentes em hoteis




acima a foto do que parece ser a primeria pagina das instruçoes de montagem deste pequeno aviao, a primeria leitura , que se encaixa em outras linhas como mais tarde irao perceber , nomeadamente a relacionada com estradas e bicicletas, reforça a ideia que a origem destes atentados se dá em 99, ou seja o ano a seguir à exposiçao mundial em lisboa, ou que pelo menos envolve gente e acontecimentos, desse tempo, que provavelmente se encontrava em lisboa,


ac ima da sima, primeira do qui aqui, primeira do rafo do fo da it circulo da serpentes dos sin em st ru primeiro ço do espanhol demo da mona do tg, do montado, em quadrado sd circulo de este do pequeno avia circulo, primeira do prik do mer do ia, a da lei it da tura , quadrado da ue da da se enca caixa, banco, em outras das linha, lugar, sc circulo do omo mais cruz x arde , irao per ce be rato , no me ad dam am , a que mente, primeira do rato, ela, a do ac cio n ada com es sd dt estradas, rato da ad ase bi cic , sic, primerio das etas serpentes, rato e for ça , a da primeira ideia , ide deia , q ue primeira da ori rige md de estes atentados, se dá em 99, o vaso do seja do circulo do ano, pri do prik kapa me ira se gui ra pr me ira da exposiçao mundial em lisboa, o vaso da p do elo men do os en volve g en te de esse te mp o, circulo do poc, quadrado da ue por vaso da ave do lem prim ero do roque, mente, nt é se en cir cc culo em cruz da qa da rata ava em lisboa,

foi aqui ontem que os dedos escreveram , oui, ou seja a confirmaçao, se estende tambem a este aspecto especifico dos cios das mortes nas estradas, salvo erro de memoria , a maior parte deles se nao todos, se deram no norte do pais, e portanto para aí indicam a respectiva assinatura desses rituais que assim se expresssaram, numa serie

fo do oi aqui ontem , q ue os dos dedos es c reve vera ram am , oui, o use ja primeira c on fi rato maçao da se est en de tam eb ma desta, as pe circulo pec to, es pe cif fi do co dos cios das mortes nas estradas, s alvo é rr circulol , primeira do maior, a p arte deles, se n cao todos da se der am no norte do pais, tvi, é porta nt circulo, para rai aí indica cam primeira r es pec da cruz do iva as sin a tura de esses es ritu da primeira do is da isque ass si maior da se, é x press serpente sara ram am , nu masse se da rie, rato ie, fr

e se bem se recordam, os que andam vivos nesta terra, cios na estradas com consequencias mortais nao faltaram nesses anos, ou seja, parece existir aqui uma negra confirmaçao desta linha e relaçao, que se ira clarificar ao longo da escrita

é se be maior se reco rato da rda dam, os q ue anda do dam am vasp ivo ser pn te nest primeira da terra, portal br, cio serpente na est ratas ad as com co nse q ue en cia s mor tais n cao fla t aram ness es ano serpente , o vaso do seja, pa rece é xis tir aqui, uma negra c on fi ima maçao de sta desta da linha é relaçao, a do tribunal da relaçao, , lugar, quadrado da ue da seda ira c primeiro do ari fi car cao do primeiro em goda espanhola do circulo da rita

para alem da primeira leitura, que consta de texto anterior desta sequencia, onde decompus alguns dos significados do nome deste aviao, ika car ar rus rato us demo emo ise seda da selle do slow traço un do quadrado p ark do f l do delta é rato do onze de noventa e nove, o ano onde mais uma vez me tentaram matar, ou seja provavelmente do onze desse passe tambem

para al lem , a da prime ira lei tura, q ue c on sta de tex t o ante rato sd do circulol do ior desta, sec ue cv n ia da onda deco mp os al gun sd os si gn if d fi cado serpente do no me d de este avia circulo , ika car ar rus rato us demo emo ise seda da selle do slow traço un do quadrado p ar kapa do for mula do grupo one do delta, é rato do onze de noventa e nove, circulo do ano onda mais, fr, uma ave do vaso , é zorro da me ten t aram mat da qa da ar, o vaso do seja por vaso da ave do lem do mne , a da net do onze de esse, cobra do p do ass, o desse passe, é eta do tam am tambem



lendo esta folha, na parte de cima à esquerda da imagem no que será a direcçao da firma que os faz ou comercializa, ou ambos, leio ikarus, model del da flu gato serpente porta in hi omem do norberto, nova imagem, produtora de pub, gato run cruz je en da nsm em dp weber en b da berta da al, 22, de setenta e oito, sete, do treze, alfama, sc homem ram do berg do traço ingles dp al do quadrado maior do ponto ger man any ny da tele lkem, circulo en te rata par ren te sis circulo de quarenta e nove, setenta e quatro, ano de nascença, circulo do segundo, de noventa e dois, de noventa e um e de noventa, faz f az circulo do da te rata par ren te sis circulo quadrado do nono, de setenta e qutrto segundo , o do circulo da estrela de noventa e noventa e um, portanto uma estrela do programa icaro, que a latina fez em alguns desses anos, uma rapariga que andava a aprender, ass se mb angulo delta, cardinal, cardeal, dez ase do is so circulo de setenta e dois, sete segundo, que relembra a golden age circulo for mula one ligth , fr om , cruz he é ar primero da dp do delta , p art o ft , homem do is da century , c en t ury, delta,

len do en dó, e sd dt da primeira fo primerio dp home da a na p aret dec circulo do ima da primeira da esquerda, a da nova imagem , noc quadrado da ue da se do ra da ad da di da ire sao espanhola da al, a da firma , quadrado da ue os f az circulo do zo da ova do vaso, co do mer cia liza, oi iva vaso de ambos, le io ika ru sm model del da flu gato serpente porta in hi io omem do norberto, nova imagem, pro do qaudrado vaso da tora de pub, gato run cruz je en dan n sm em dp do weber, austriaco, en b berta da al, 22, de setenta e oito, sete , md circulo do treze, pa t io de alfama, sc homem ram do berg, do traço ingles dp al do quadrado maior do ponto ger man any ny da tele lke mai rodo do doc do circulo da en te rata par ren te sis circulo de quarenta e nove em sete en nt da primeira, é quatro, tvi, ano de nascença, circulo do segubndo, de noventa e dois, de noventa e um e de noventa do f az , o do f az do circulo do lodo da te rata par ren da te sis circulo qa vaso do dr ad, o do circulo do nono, de setenta eq vaso da cruz do rt circulo do segundo , o do circulo da estrela de n ove maior nt da primeira, é noventa e um, porta nt circulo, cds, uma estrela do pro gato da rama ica aro, roque , paula, primeira da latina , o fez, em al gun serpente de esses es ano serpente , uma ra par riga q ue anda ava primeira ap ren der maior, ass se mb angulo delta, car dina al, circulo rato do deal da al, dez ase do iss dp circulo de setenta e dois, sete segundo, quadrado da ue rato ele , lem mb ra primeira rag gol do quadrado en age do circulo for mula one ligth maior mf fr om , cruz he é ar primero delta , p art o ft , homem do is da century , circulo en da cruz do ury, delta,

logo aqui existe uma outra manha que teve um desenvolvimento recente, pois os filhos da puta que aqui entram me tinham levado uma grande angular da century, que eu comprei no tempo da latina europa e em dia recente a cá vieram pôr de novo em forma discreta, no armario da arrecadaçao, ouvindo eu pelo espirito ou mesmo tendo lido uma linha num qualquer pasquim, nao me recordo ao certo, de alguem que dizia, nao me serviu, pois distorce muito a imagem, que filhos da puta sois, que lata tendes, esta objectiva já eu tinha dado conta da sua falta como muitos outros objectos e maquinas que daqui tem desaparecido há longa data, outras traficadas, com a cobertura das autoriedades portuguesas, provando assim que sao criminosos!!!!

l ogo aqui, é xis te, uma outra da manha q ue da teve , um do desenvolvimento, de s en vol v ie mairo nt circulo do re cente, p o iso os filhos da puta, q ue aqui en cruz ram da me tinha do ham da am lea vaso do dó, uma mag gata rande ang do gular da c en t ury, q ue e vaso com pr rei no te mp pop da latina europa, é em dia re cente primeria circulo da primeira do acento, vaso ie ram por de n ov em forma di serpente sc de creta, no do armario, ar do mario, da ar re c ad da primeira do ac da sao, circulo do vaso uv indo europeu p elo es pei rt circulo dp do vaso do mesmo , ten dó do lido, zona de campo de ourique ,antigo cinema, um da linha, ano um quadrado da ual q ue rato p as q ue ei mna circulo da me record circulo cao ce rt circulo, de al g ue maior do que di zorro do ia, n cao da me ser vi vaso, p o is di s tor ce mu it o da primeria da aima mage maior, q ue dos filhos da puta da sosi, q ue l ata ten d es, é sta ob j kapa e c da cruz iva da ja do europeu ur do rato ps do ipe , da eva vaso da tinha do dado, poker, conta, da serpente da ua f al cruz da primeira do ac circulo do omo mu it os de outros ob ject o se ma quinas q ue da q u ei te maior de sapa par rec id o homem do assento da primeira á l on gata primeria da data, com da primeira co be rt tura das au tori ed ad es portu ge ue sas, por vaso do ando ass si maior q ue da sao dos criminosos!!!!

isto para nao falar no que terao feito com o patrimonio audiovisual da latina europa de grande valor, das cassetes que terao copiado e comercializado, o que é tambem crime , e serao acusados deles

is to para n cao f al da ar no q ue terao, feito, com do circulo do pat romo moni n io do au di vaso is sd da ual da la t ina da europa , de g rande do valor, das circulo do às sete serpente q ue terao co pi ad circulo do oe co mer cia liza do, o q ue é eta do tam am tambem crime , é se rato do cao acu usa sados deles

olhando as figuras que compoem esta primeira pagina, de novo a figura do piloto, que indica um paraquedista, na linha anterior da id, a forma de um paraquedista, na figura abaixo lateral se ve um furo, por onde passa um eixo que o sustem no aviao, um dos dois pontos de apoio, que neste contexto do icaro, programa da latina euroopa e de uma estrela, me aponta um banco de baloiço, usado tambem antes no lusitanea expresso, outra seriede tv da latina europa, com a paula guedes, e depois no icaro salvo erro em mais do que uma narrativa

circulo do primeiro rol home do primerio do bn do ás figo ur as q ue com pe maior do sio desta, a prime ira ad pa gina, de n ovo da primeira figo ur , a primeira do pi do loto, cascais, banda do grupo do antonio, grupo reuniao, q ue da indica, um par rac do ac q ue di sta, na linha ante do iro da id, primeira da forma de um par rac q ue di sta, na figo ur primeira aba do xo la teresa rato da al se eve , um do md circulo do fur, circulo por da onda p ass da a um ei do xo q ue do circulo s us te maior no avia circulo, um dos dois, p on to sd da ap do oio, quadrado da ue do ene nest, é circulo em tex to do ica rato circulo , por gato do ram da ala da tina, a do euro opa, é de uma estrela, me do pao do nt da primeira, um do banco, bn, do bal loi oiço espanhol , usa sado otam tam am tambem, ant espanhola no da lu us serpente da sita da it primeira da ane nea do jornal expresso, com da primeira da ap puta vaso da lada do guedes, cds, é do quadrado da ep circulo do is no do ica aro rosa serpente alvo, é rr circulo em mais , fr, doque europeu , circulo do rp do europeu , uma n da art da cruz do rato do iva

care ref do fu do onze do delta do cut, cor rte, circulo vaso da cruz, o pi loto, figu ur real al em gato gt , her dot tt, t uber cu lo da se line es sin di ca ted, cruz he dia gato ram, gravidez, gata rato ps av id dezembro, maior ak, e, é maior da primeira sm da all hole, a do homem da ole, em cruz , he pi lot do figo ur e ap ps oto lo da se do pr da rn da te do le ft, é dr do rig do home da cruz serpente ide, as ell us st rate ted, cruz he axle, ax le, cit rato x circulo ingles, da shaft, serpente homem a do ft, dos passes, no buraco, ou seja no cu,

assim declinam as duas legendas associadas à figura do piloto paraquedista

ass si maior mde dec lina am às das do dias, psd, le gato en do quadrado do às da soci, ad da primeira da asa do figo ur da primeira, ado do pido do loto do para do ra do ac do quadrado da ue da dido do ista sta do ts

olhando as figuras das peças da coluna esquerda, se bem que a foto acima nao as mostre em sua totalidae, se desvela que o demo emo ise selle da kapa it, o dos conteudos, c on ten nt ts serpente, sao duas asas , um trinagulo de um trapezio d duas do bandeira, que esse trapezxio, o da elavaçao, como na quadro do voo do anjo do michael parker, é a bandeira, fla gato, de uma peça que parece uma chave com s emi circulo dentado, de canalizador, o joe the plumber, do bico de duas das rodas da vida indianas, descentradas no meio de dois cumes altos, neve, montanhas, e de uma imagem mundi, de alguma forma alterada que se deu, o ni circulo da ad da pa do ck, p da art rt do no dez ase do is seiscentos e seis, circulo do sete do speed, coca, sp pe ed controller, c on cruz do onze da ler, mic ro rec ive rato mic ro dos servos, maior oto tor do bar do ra do gear ar da box, do bar do ra da pr rop ass se mb angulo do delta p art no dez ase do is seiscentos e seis , o do onze circulo delta das colas, ano ac rato delta late da cola, ap circulo do x do delta tam , house , a modelo, ligada aos futebois, e euro, passe da moda na estufa fria, vide ref, ou seja do predio azul de esquina na rua capitao pala, te souras, sc iss sor serpente do tubarao, serpente homem arp kapa ni fe p lie li ie rato serpente ad dd di it ti em al it te m da ms ne ed duplo not inc lu ded em kapa it rectangulo do primeiro

circulo do primeiro, homem primeira do bn do aàs figo ur as das p eças da do aco da co luna esquerda, se be maior do que da primeria f oto ac ima n cao às maior da ostre em serpente da ua tota al li da e, se d es vela q ue do circulo lobo do demo do emo ise selle da kapa it, o dos conte vaso do os, circulo em ten nt ts serpente, sao duas asas , um t rina gula lode de um t r ape zorro do io dd de duas do bandeira, q ue esse t r ape zorrp rp do x io, o da ela ava sao es, circulo do omo mona do quadro do av vaso da dp do anjo do michael p ar kapa é rato , é primeria do bandeira, fla gato, de uma p eça q ue pa rece uma c home ave com serpente emi circulo d en t ad o, can tora, de c ana liza ad da dor, do circulo do dj do joe t he p l um be rato , do bico de duas , as das rodas david primeira indiana diana ana sm, d es c en t ratas da ad ás do no me io dedo dois do is cu mes al t os da neve, montanhas, é de uma mai ima mage maior do m un di, de al gum da primeira da forma al teresa rata da ad da primeira q ue se d eu, circulo do ni ci rc cu ik loda da ad da pa do ck, p da art rt do no dez ase do is se is cent os se se is, circulo do sete do speed, coca, sp pe ed c on t rol da ler, c irc uk lo em cruz do onze da ler, mic ro rec ive rato mic ro dos servos, maior oto tor do bar do ra do gear ar da box, do bar do ra da pr rop ass se mb angulo do delta p art no dez ase do is seiscentos e seis , o do onze circulo delta das colas, ano ac rato delta late da cola, ap circulo do x do delta tam , house , a mode elo, dl ia gata da a do os dos fute bio iso vaso do seja do pre di do io azul, a da es quina na rua ca pita cao da pala, te souras, sc iss sor ser pn te do t ub vaso do barao, ser pente do homem ar rp da kapa do n i fe puta da lie do li, ie rato serpente da ad , dd da di das it ti em al it te mda primeira da ms ne ed duplo not da inc do lu ded em kapa it re cv tan gula lodo do primeiro

e uma relaçao ainda com o churrasqueiro dos frangos do livramento, pois ontem ao subir a calçada com o senhor do assador a entrar o vento e as penas das pombas correram pelo chao, vide referencias anteriores, pois as rodas da vida indianas estao figuradas nas grades dessa loja

é um ar da relaçao, a inda com da primeira do chu rr às do quadrado da ue do iro dos fg rand os da dol do primerio do iv rato do am dó en top do circulo, is son em te mao serpente da ub da ira da teresa calçada com do circulo do serpente da en hor, o do as da dp , o sado do dr da primeira en da cruz do rato do arao do ove do vento, é às das penas das pombas cor rato e ram p elo cha circulo de vide, castelo, refer en cia s ante r ior do es, p o is às rodas da vid a in dianas est cao fig ur ad as na sg r ad es dessa loja

mais curioso isto se torna se observar -mos a mesma pagina neste livrinho de instruçoes bilingue, pois a seta, que aqui na versao inglesa nao existe, ali esta na versao alema apontando o tal furo do quadrado do assento do paraquedistas, o que parece indicar ainda a possiblidade de o bum em londres se ter dado por um ajuste de contas, em virtude de um abuso de uma filha de um militar, um acto de vingança e uma ira

massi c ur da iso is to ze torn primeira ase ob ser vaso da ar traço ingles -mosa, a me sm prime ria da pa da gina do nest do el da liv rinho, de int ru ço es bil ing ue, p o isa primeria serpente eta, q ue a qui aqui, na ave rata da sao inglesa n cao é xis te, ali e sta na ave rata sao alema ap on t ando do circulo da t al fur, o do quadrado do ass en to do para rac quadrado do vaso di sta serpente , o q ue pa rece indica rata a inda , primeira p os sib lida dade deo do circulo do bum em londres, é teresa do dado por , um a js vaso da te de c contas, em vi rt u dede um do abuso de uma filha de um militar, um ac to de vin gan ança es , é uma do ira

em alemao, assembly, ass se maior da mu ti do banco, se escreve, esc , es cape do ape, + é rato vaso , é  cao quadrad ds circulo da ue ap rece do zusammenbau, ou seja, zorro usa sam am , o homem do bau, o da tv cabo, grupo pt, um home salvo erro de o rige m in diana tambem, tam am tambem






ds , t rip ipo , uber cu lo da se do circulo do sete do quadrado sd circulo, assim me diz o nome desta foto agora mesmo tirada para mostrar a diferença que existe no mesmo documento nas duas versoes, onde entao a seta que fez o buraco no baloiço, ou seja atraves de uma foda, declinando o alemao, me diz ainda, do quadrado do as kapa lei eine, ei ine, e, quadra ad rato ps, é der siit zorro sc do chale, di en cruz zorro do ur do sul, al g ar vaso e, au , fna hm me der, ac homem da se, di ie se circulo ff fn un gato sol onze da te sauber, sa uber , au sg ge ar r e b be it é cruz dp we rato den, e aqui o cabo do teclado me acrecenta ainda , o do onze de 99, o do mit sa, i e inda o tracejado nas costas, onde se poem a bate da ria ni circulo ad, é serpente do sc home ne id do quadrado den ingles, serpente maior do ie dan n am do pi lot da tem ruc, coimbra, radio, ck en di e au fna homem da me do fur den ak do ku, cu, do best , banco, de n traços ingleses, em dez ase is se is cent os circulo do ste fr rei do ei


ds , t rip ipo , uber cu lo da se do circulo do sete do quadrado sd circulo, ass si maior da me di do iso do zo no me d desta f oto do agora mes mo ot da cruz da irada para maior ostra ar ara primeria da difer en ça q ue é xis te no do mesmo, o doc um en to na sd de duas ver s o es, onda en tao da primeira s eta q ue de fez circulo do b ur aco no bal loi oiço espanhol, o vaso do seja at rato av es de uma foda, dec lina ando do circulo do alemao, me di za primeria inda, a do quadrado do as kapa lei eine, ei ine, é quadra da do ac da ad rato ps, é der si da it do zorro do sc do chale, di en cruz zorro do ur do sul, al g ar vaso e, au , fna hm me der, ac homem da se, di ie se circulo ff fn un gato sol onze da te sauber, sa uber , au sg ge ar r e b be it é cruz dp we rato den, é primeria do qui aqui, a do cabo, o do tec lado da me ac re centa a inda , o do onze de 99, o do mit sa, i e inda o t ra ace da race jado na serpente das costas, onda da se poe ema primeria bate da ria ni circulo ad, é, ser pen te do sc home ne id do quadrado den ingles, serpente maior do ie dan n am do pi lot da tem ruc, coimbra, radio, ck en di ie é au fna homem da me do fur den akku, best , banco, n traço ingles dez ase is se is cent os circulo do ste fr rei do ei

a da circulo da ana , da cana, as si m s e ve agora na di sp o siç sao espanhol dos contes sx st da c ru z da ual

sublinhei dois paragrafos acima chale, pois calhou hoje ver a capa do dn, que trazia uma foto de obama aparentemente numa visita a china, e nessa foto li,

serpente da ub lin he ei id o is para rag rafos ac ima do chale, p o is c alho vaso do home do oje vera primeria capa, o pado do dn, q ue t ra zorro do ia um da primeria da foto de ob am a ap ar en te mne net nu ma v isi da sita primeira da china, e ne serpente sa f oto do li, majo ong

em primeiro lugar, já me vieram às fotos que aqui trago no desktop outra vez, pois de alguma forma nao deixa de ecar numa foto do natal, ainda nao publicada onde se ve um olho aboboda com raios, fugurados pela iluminaçao publica ao fundo tirado do atrio do chiado, ainda no seguimento da linhas do chiado ultimas e do furaçao,

em prime rio lu gato do ar, j da cruz am é vie ram às das fotos q ue a qui it cruz rago no d es sk serpente top outra ave zorro do posi, de al gum da primeria forma n cao dei xa de aco da ar numa f oto dona nata da al all, a inda n cao pub li c ada onda da se, vaso é um olho ab circulo da boda com rai os, fu g ur ad os p ela ik lu mina ac sao espanhola do jornal, a publica, cao fun do t irado do atrio, o do chiado, a inda nós nose é gui men to da linha, sd do circulol do chiado au l cruz ima da se do duff do ff , o do dn, ur raçao

em segundo a imagem nao deixa de parecer encaixar nesta linha da century que aqui acabei de relatar, pois, é uma tomada de visat em grande angular, sem ser um olho de peixe como esta que aqui trago, e que curiosamente ecoa tambem num dos ultimos videos publicados, com a lente 360 , ou seja do banco bes, com a camra do bloggie, ou seja o do broche duplo gato gi do ie do blogger, o do blo do gato do ger, ou seja do filho do ger, que tambem aqui apareceu nestas linhas em parte anterior

em terceiro, é um contra picado, ou seja um contra da carne picada, espanhola, pois comprei hamburtgers de tenrena, antes de ontem, salvo erro e os piquei com spa do getti, o do banco das imagens, ou seja os que roubam e espiam os arquivos, certamente um que conheci por volta do tempo da expo e a quem falei do patromonio da latina europa, e do seu valor

em t rec iro, é um contra do picado, tambem transmissao de sida, t ra ns sm miss sao, a da sida, o vaso do seja, um contra da aca da car ne picada, espanhola, p o is com pr rei ei ham burt ger sd é ten rena, ant es de o nt e maior, serpente alvo e rr oe os piqe , br, ue com sa da spa do pado do pp dog get ti, o do banco, da sima ge en ns, o vaso do seja os q ue r o ub bam am, é es pi am os arquivos, ce rta em maior nt, é um q ue c on he cip o rato volt priemria do ado do tempo da expo, é cruz rio, primeira q ue maior f al lei do ei, o do pat romo ni circulo da la t ina da europa, e do serpente eu da uva ub da primeria do jornal valor, vaso alo rato

em primerio plano se ve obama e hu jin tao dando um bacalhau, como em portugues se diz, e se ve o tecto da bela sala, com lustres que desenham em baixo, um pouco a imagem , essa ainda nao publicada, umas estrelas, como as estrelas purpuras, condecoraçao militar, ou ainda de casas reais, que por sua vez ecoa tambem nao so em texto anterior, como num passe do helicoptero, tambem foto ainda nao publicada , nem serao agora, pois nao me desviarao deste assunto!!!!!!!! o u sej este capuz, este c ap puz do uz zorro

em prime rio da p lan do plano do primerio ano da se vaso e ob am primeira , cru é home do vaso do jin do tao , o dando um baca da cala homem natal vaso, com oe maior portu gues da se di ze da se, vaso é circulo do tec to, o da bela sala, rr, com dos lustres, es, q ue de sen ham em ba do xo, um po u coa primeria ima mage maior dessa, a inda n cao p ub l ciada, uma serpenet est rato elas, circulo do omo ás das estrelas p ur rp do ur ás, conde dec cora raçao do militar, o ua primeria inda de casas reais, q ue por serpente da ua ave zorro é coa tam am tambem n cao serpente do circulo em tex t o ante rato do ior, circulo do omo n um do passe do hel i cop pt cruz do ero, tam am tambem f ot rato circulo a inda n cao pub l ci ad a , ne maior sera circulo do agora, p o is n cao da me devi arao de este assunto!!!!!!!! o u sej este capuz, este c ap puz do uz zorro

as maos dos dois marcam o sete circulo de nove de um dos candelabros, entre eles se ve a assistencia da sala, um chines meio levantado olha po que parecer ser um sebe que figura uma floresta pois ao lado se ve um mancha que parece ser um chale, tipo castelo com um torre do lado esquerdo da imagem que me lembrou de imediato, um de sintra que esta no tal video das imagens aereas do tal cambalhacho do produtor luso amerciano, a historia do icep aqui narrada, esse palacio, esta no eixo do joelho esquerdo de um outro americano que esta sentado no eixo dessa figura que representa o palacio, o titulo da notica falava de gaffe sobre os direitos humanos, tal me remeteu para as explosoes nas minas e ainda para a linha da balsamo primordial, que aqui narrei em dia recente e para o trabalho infantil, ou seja para os trabalhos do colegio moderno

às das maos dos dois, mar cam do circulo do sete circulo de n ove de um dos can del ab br bros, en t re deles s eve pri é mr ia assis , ps , ten cia da sala, rr, um c h ine es me do io l eva van t do ado , circulo do primerio home la poc da ue pa recer ser um da se beque figo ur a da uma flor est primeria , p o is sao lado s e ve um da mancha, q ue pa rece ser um c h ale, t ipo do castelo com um da torre do l ad o esc es cap ape, ue rato dó da ima mage mairo q ue da me lem br o vaso de imediato, um de sintra, q ue e sta ano t al v id deo das ima ge en ns ae rea sd ota al cama bal h ac cho do pro du tor luso am mer cia ano, primeira da historia do icep, a qui aqui na rr ad a, desse do pala ac do cio, é sta no ei do xo do joel , dn, natal esc ue r ato do de um outro am mer erc ian ano q ue e sta s en t ado no e x io dessa figi ur rac ac qaudrado do vaso rato ps ep pr resen sd da senta do circulo do pala do ac do cio, o tit it vaso loda ano not tica ica fal lava ava dega ff é s ob re os direito, fac, serpente homem uma ns o, t al da me reme t eu para ás e x p l ço s o es nas minas, é a inda para da primeria da linha da balsa sam amo prim mr mor rato dial, quadrado da ue da primeria do qui ina rata do rei em dia re cente , é para do circulo do t da cruz rata da aba do bal prime ero da dd da pro do circulo do bn, o do natal in fan til, circulo da ova do vaso do seja para os t rato da aba bal homem do os doc cole gic circulo do irc uk lodo io do mode rato no

esta imagem deste castelo tras para mim ainda outro perfume, pois o primerio eco depois da morte do malangatana que me chegou ao olhar foi, do cu do dando de sintra

é sta desta ima mage md deste c as do telo, t rato as para da mim a inda de outro per rf vaso, um me, da cc, p o iso prime rio circulo da dp eco depois, damo da morte do malangatana quadrado da ue da me circulo do homem do ego, psi, vaso do cao aol home da ar f oi, do cu do dando de sintra

ainda sobre a iamgem da china, a tal sebe, que figurava uma floresta tambem figura uma onda gigante, ou seja tambem é imagem do t s un am mi ike, e este fio tem a ver com o tal cio da global data, que ja aqui em parte anterior desta sequencia referenciei

primeria inda s ob rea iam mge mda da china, a t a l se d o beque figu rato da av , uma flor est a tam am tambem fu ue g ur a uma onda giga gan teo vaso use sej t am am tambem, é ima ge mdo ts un am mi ike, e este fio, t ema vaso er c omo t al do cio da g loba do bal da al, a da data, quadrado da ue j + aqui em p arte ante rato sp do iro desta seq u en cia refer en ci ei, vos direi que a onda se figurou perante meus olhos na torre do terreiro do paço, vi de ref antigas, na parte da marinha, mas isto é complexo e em parte creio encenado!!! ou seja pretendem queimar algum ou trocar