quarta-feira, fevereiro 02, 2011

vigesima quinta parte das artes das bombas em londres, terceira parte

vigesima quinta parte das artes das bombas em londres, terceira parte


vi ge sima da quinta da p arte da sa rr t es das bombas em londres, te rc eira p arte

foi no sabado passado, o dia em que tirei esta foto lá em casa, pois no anterior fim de semana estava eu já embrenhado na escrita sobre as bombas em londres, e tambem nesse sabado, o anterior, ou seja há mais de quinze dias, quando fui comer à cozinha reparei nos pequenos objectos das viagens de meus pais pelo mundo, que ali se encontram na porta do frigorifico, e um em particular me chamou logo a atençao, mas nao o fotografei na altura e portanto o fiz neste fim de semana

fo do io da di ino s ab bad ad do circulol do p ass sado, o louco, o dia em quadrado da ue do tir do rei da ei, é sta da foto lá em casa, p do circulo do is no do ante do rato, ps, o doiro da espanhola da tva do europeu do acento da ja do emo br en home da ad dd da dona, é circulo da rita serpente do ob re às das bombas em londres, e eta do tam am tambem ness , é serpente do ab bad ad circulo , o da dp da ant rato do iro, o vaso do seja home acento mais, fr, de quin ze do dias, psd, qua n dó fu ico co do mer, da primeira cic circulo do irc do vaso, circulo do oz in home da ar da epa do rei dos nós pec qaudrado da uen serpente circulo do onze dos ob ject os das vige ns de me us pais, tvi, p elo mundo, quadrado da ue da ali da se en circulo em cruz ram na p do circulo do rat do fr igor if ico, é um em p art ti cu l ar da me circulo do ham , circulo do vaso primerio do ogo da de goa, primeria da ten çao, ma serpente n cao circulo do f oto tog raf ei na al tura, é porta nt dp fi zorro do neste do fim de semana, fi maior mde se mana ana







estas duas sao as fotos que tirei no ultimo sabado, 29 01 2011

é sta serpentes de duas, da sao às das fotos q ue tir ire do rei ei ino u l t imo sa aba do bad da ad do circulo do segundo em novenat, 901, , maconico do onze do circulo do segundodos olivais, 1011, que interpreto como vaso digital e onze de dezembro, o do circulo do ze

creio por memoria que no anterior fim de semana a este acima mencionado, nao era bem esta a ordem em que se encontravam, ou pelo menos, o que ficou na altura na memoria, nesse primeiro fim de semana em que me chamaram a atençao, em termos de leitura fora, primeiro o taxi, pois como repararao na foto, tras a prte dianteira do lado esquerdo da imagem, ou seja da direita real, um lanho, ou parte partida, pois já tinha antes visto as fotos de londres, e agora da ultima vez tirei duas, para poder mostrar a associaçao que decorreu na primeira leitura, pois a relaçao visual que na altura estabeleci, foi, o simbolo do olho de origem egipto, um simbolo da sorte, o guerreiro montado no cavalo, em mosaicos, e ainda a moldura com uma foto de um casal de meninos com um flor vermelha

circulo do rei do circulo por me mor ia que no ante rato do iro fi maior de se da mana primeira desta, ac ima men cio n ado, n cao e ra be maior desta, primeira da ordem em q ue da se en c on t r ava vam am, o u p elo men os, o q ue fi co un da primeira al tura na me io do ior rato ps do ia, ness é prime rio fi maior de se mana em q ue da me c ham aram primeira a t en sao es, em t remo sde lei it tura da for primeira, primeiro do circulo do taxi, porto banda tambem, p o is c omo r epa rato ps arao na foto, t r as a p rte dian te da ira do ka lado es q urdo da ima ge maior , o vaso do seja da di rei t primeira da real, um lan hi do io, o vaso da p arte da partida, p o is da tinha ant es vi s to às das fotos ed londres, é agora da u l t ima v e zorro tir ire do rei ei de duas, para poder maior ostra rata ps primeira do ass do xo da soci aç aca circulo do cao , q ue deco rr eu na prime ira lei tua, p o isa primeira da relaçao, vaso do is da ual q ue na al tura e stab e le cif if do oi, circulo do si mb olo do olho de o rige maior é gi ip do pt circulo , um si mb olo da serpente orte, circulo do guerreiro montado, no c ava alo, em mosa cio se da primeira inda da primeira am mol dura com uma da fo to de um ca do sal de me nin os com um da flor verme primeira homem da primeira vermelha

o xo , beijo invertido da sic, como no corte do paragrafo acima se desvela, diz ainda duas coisas, xo como beijo invertido, ou seja uma aprente beijo que na verdade tras intençoes contrarias, e por contraçao, oxo, ou seja relacionado com o br ou artes de origem brasileira, e este beijo invertido, dos contantes que fazem, e para que fique claro mais uma vez sao constantes crimes contras as leis e contra a minha pessoa e faz deles cumplices no crime de tortura , roubo e abuso de meu filho e de mim mesmo, este ultimo abordado em duas das ultima palavras oradas, foi atraves deles que criaram a gasolina do incendio actual no egipto, via a associaçao deles com espanha

oxo do xo , o do beijo invertido da sic, circulo do omo no da corte do para rag rafo ac ima ds se d es vela, di zorro da za a inda de duas co isa serpenet , xo circulo do omo bei jo in vertido, o vaso do seja, uma ap ren te bei jo q ue na verd ad e t r as int en ço es c on t r arias, é por c on t raçao, oxo, o vaso do seja rato, ela , a do ac cio n ado com do circulo do br , o vaso das ar rte s de o rig é maior da brasileira, é este beijo, in vertido, dos cona st ant es q ue f az é me do para q ue fic da ue c l aro mais, fr, um ave zorro da sao cos na tnt es dos crimes contras às das leis, é contra da primeira da min homem da primeira da pessoa, é f az deles, del es, cu mp lic ice es no c rim crime de tor tura do roubo , é ab bus usa sao de me eu fil ho oe, é de mim do mesmo, o de este u l t imo ab o rda dado em duas, das u l t ima ap l av r as o r ad as, f oi at r av es del es q u we c ria aram priemria aga o lina do inc en dio ac tua al no eq g ip pt circulo da via da primeira as soci aç sao da caca circulo do com de espanha

este crime, que foi narrado em duas partes, aqui em forma escrita o relato, para que nao restem duvidas da sequencia e ordem das imagens e restantes elementos do passe, que tem a ver com o maior do FT, o tal magazine, ligado portanto a gente das finanças, o que desvela um mesmo motivo de sempre por detras do que se passa no egipto, os interesses pelo petroleo e estas bestas sao os caes servidores destes interesses, e todo o sangue que lá ocorrer, se vier a ocorrer vos retornará em duplo!!!!!!!!!

es dt é crime, q ue rf do oi na rr do ado, em duas, p art es, aqui em forma é circulo da rita do circulo do rato ps , ela ato, para q ue n cao r es tem n d uv id as da sec u en cia , é ordem das imag en nsm , é rato es x t ant es ele, men t os do passe, q ue t ema av rato erc omo do circulol do maior do FT, o t al maga zorro do inem, liga do gado porta nt circulo da primeira da gente das fina aças, o q ue d es vela circulo de um do mesmo, maior ot ivo ed sempre por detras, do que se passa no e gi ip pt circulo, os inter esses p ela, o petroleo, é esta serpente das bestas da sao sos dos caes, ser v id dor es de ste es inter esse w es, é todo o circulo do sangue q ue l á o cor é rato ps, se vi ie , é rato da primeira, o cor rato, é rato do vaso do os re torn ara no duplo

o isco foi montado com uma sugestao de semelhança de duas belas espanholas, uma tamara que fizeram aparecer com a belisima tamara falco e que apareceu na capa da hola antes disto que aqui vos narro e acuso

circulo do isco foi montado, sentido literal, com uma s u get sao de seme l home da ança es de duas belas, es pea n holas, uma tam ara q ue fi ze ram opa rec é rr com da primeira da b eli is ma da tamara falco, eq ue ap receu na capm da capa, grupo editorial, da hola ant es disto, q ue a qui vaso do os na rr oe, é ac us circulo

na verdade nao ter a sido antes disto necessariamente, pois este fogo foi ateado com base numa outro crime de natureza indentica ao que continuamente vem perpetuando ao longo deste seis anos, com as entradas ilegais em minha casa e com diversa gravaçoes de som e imagem que aqui fazem, este é o sentido da frase escutrada à porta da escola da rua do patrocinio de que vos falei, onde escutei, ela passou a um que depois passou a quinhentos, literal ou nao, este sentido, ou seja, nao sabendo ao certo se a porgressao foi desta natureza na tal mensagem viral, e se a mesma progressao se aplica dos quinhentos para outros em diante, o certo, e que este processo foi detectado e portanto as autoriedades o conhecem, e é isto prova deste crime!

na verd ad dena cao teresa primeira s id o ant es di st o nec ess saria am, men da cruz do ye, p do circulo do is de este fogo , fo oi da primeira do tea ado com base, heroina, numa do outro crime, mede na cruz do ur, é zorro do xa inde tca cao quadrado ye circulo em tin ua am , mente, vaso é maior per rp pet do vaso do ando do cao primeiro em gode de este se is ano serpente há seis anos, , com ás das entradas ile gas si em mina home ca da se com do diver da primeira das gravaçoes de som e imagem, quadrado da ue caqui f az é maior de este ó, serpente en da cruz id o, o da fr ase es cu cruz rata da ad primeira da av ap da porta, cds, a da escola da rua do pat roci ni oi deque vaso os f al lei ei, onda es cu cruz ei dela, p do ass circulo da ua da a um , ns, quadrado da ue ed quadrado da ep do circulo do is p da ass do circulo do ua dos quinhentos, lite rato da al o un cao de este, serpente do en cruz id circulo da dp, da ova do vaso do seja, n cao saba en dó, cao ser, to ze primeira, a da universal, por gress primeira raf do fo do oi id desta, a da ana da natureza, na cruz al men sage maior vi rato da al, é seda da primeira, a mesma por gres sao da se apollo ica dos quinhentos, para de outros em di ante do teo do circulo ce rt do delta oe , q ue de este por e c esso f oi det e cta dó, é porta n to às au torie ed ad es o cn he cem, e é isto por vaso da primeira de este crime!


a prova do envolvimento da sic nestes crimes, foi dada por eles mesmos, e em especial numa clarissima intervençao, disfarçada tipo promoçao , um dos tais fragmentos que vi, ao chegar a casa dos meus pais, onde aparecia o terrorista pacheco pereira, com uma lenga lenga, com ar de quem estava a gozar o prato, mais ou menos, assim, em que ele dizia, o que eu nao vi, nao posso comentar e por aí fora, vejam as autoriedades a gravaçao desse promoçao da sic noticias, e está lá a prova deste envolvimento nessa gravaçao e consequentemente no passe

primeira por do vaso da ad circulo do ado do en volv imen to da sic nest espanhois crimes, fo do oi da dada, por deles mesmos, é em espanhol do pe da cila, mulher do pedro do ino e do dn, numa da clara, da iss ima inter av vaso da en sao, cruz ipo por mo sao espanhola , um dos tais, br, fr primeria do gm da en circulo ruiz, do os quadrado da ue do vicente, cao cv , he gara da casa dos meus pais, onda ap da primeira, é re da red do cio do circulo do terroristas do pacheco pereira, te rr é rato do ista do pacheco pereira, com de uma da al en gal en gato do ac om mda da ar do deque do maior da primeira, ée ts vaso da primeira, primeira gato do oz da ar do rato ps do pr do ato mais, fr, circulo da ova do vaso do men do os do ass si do mo do quadrado ue europeu do n cao do vi, n , cao da p do osso com da en tar, é por aí for primeira, veja am. br, às au torie espanholas da sd da ad espanhola da prime ie ra ad dag rata da ava do aço desse, por mo circulol da sao da sic noticias, é está, primeira do cent, o do circulo da prime ira , primeria por vaso da primeira de este en volv ie da ema do mai do iro da roda do nt do circulo da ane neda sd, ad da primeira da sa da sada da gravaçao , é circulo em sw , cavaco, é primerio quadradop do vaso da en te maior do nt circulo kapa do no do passe

pacheco e tambem nome de um que mora no predio lado de meus pais, de um grupo de um passe nestes anos feito no pingo doce

pacheco é eta do tam am tambem no da mede de um que mor ano pre ed io lado, de me us pais, tvi, de um gato do rupo de um passe nest espanhol ano serpente, feito, no do ping ingles circulol do doce, ou duce, duque

calhou como sempre ver eu antes , salvo erro no fim de semana anterior, na mesma escola da rua do patrocinio, onde uma outra rapariga muito parecida com a marta ex ps, me fez escutar ao passar esta linha sobre a transmissao viral, ao subir a rua já noite, ver uma rapariga alta, jovem, bem feita, que saiu de um carro em forma apressada e entrou na escola de rolpao metendo a chave na fechadura, e que me olhou com uma expressao de desdem, achei estranho tudo aquilo mais a mais sendo fim de semana, noite já, a rapidez, e porque nunca vi ninguem a entra na escola durante o fim de semana, será essa

circulo ca alho vaso circulo omo sempre vaso é rato eu da ant es , s alvo é rr on circulo do fim de se mna ante rato do iro, na mesma escola da rua do patrocinio, onda de uma outra rapariga mu it o pa rec cida com da primeira marta, é x ps, me de fez es cu tar cao p ass da ar desta, a da linha, s ob rea primeira trans si miss o primeira do v ira rato da al, cao s ub o ra primeira da rua, a ja ano do no do ie, ver uma r ap riga alta, j ove maior , be maior, feita, q ue sa eu de um carro em forma ap r ess sada , é en t r o un da primeira da escola , de rol do pao met en dó da primeira da chave, na fe cha ad da dura, eq da ue da meo l ho vaso com de uma express sao de de sd , é maior , ac he ei est rato do anho de tudo aquilo mais, fr, primeira mais s en dó do fim de semana, no it e já, ara pide se por quadrado da ue n unc primeia do vi da av de ninguens, ma da en cruz rana da es c ola dura nt ero do fim de semana, se rá, essa

ou seja como acima se develou na escrita, ela entra na escola durante o fim de semana

o do vaso do seja c omo ac ima da se de eve evel lou na es c rita, ela en t rana ana da escola duran teo circulo do fi mde da se mana, man ana

a semelhança da a quem eu ouvi ao passar a aparente conversa que ela tinha ao telefone, onde dava conta do virus, com a marta do ps, remete ainda para outra linha desta montagem, aqui em campo de ourique antes do natal com o medeiro ferreira, a marta , a verdadeira, o paulo pedroso e a aparente esposa dele, que nao cabe aqui agora comentar em pormenor, pois se inscreve no que já aflorei de uma linha muito vasta de passes aqui nesse tempo, e ainda tem a ver com o tornado em portugal

primeira se ml, mrpp, home ança da primeira quadrado ue maior da e circulo o uv vi cao p ass da ar da primeria ap a rente convers primeria q ue é kapa la da tinha cao tel we do fone, onda da ava conta do virus, com da primeria marta do ps, reme te tea primeira inda do para de outra da linha de sta desta , mont tage maqui em capo pode de campo de ourique, ant es dona da nata da al , a do natal, com do circulo do med ie o rato serpente ferre eira, p + rim mira da ira da marta , ave rda dada de ira, do circulo do paulo pedroso, é primeira ap a rente es posa dele, q ue n cao do c abe aqui do agora, co men da tar em por men o rato rp da p o vaso do is da se in sc rato ps vaso en circulo q ue ja a flor rei ei ide de uma da linha, mu itc irc culo do circulo da ova vaso as da cruz da primeira de passes aqui nesse tempo, é primeira inda t ema ave rc omo do tornado em portugal

vigesima quinta parte da arte das bombas em londres, segunda parte, e haverá ainda pelo menos uma terceira

vigesima quinta parte, segunda parte


como acima se develou, uma outra face que prova a natureza deste crime como uma conspiraçao organizada, é a existencia de um grupo que se dedica exclusivamente ao estudo dos meus antecedentes, como assim na escrita em parte anterior se desvelou, ou seja, que espiolham a pente fino o meu passado de forma, a alimentar as constantes insinuaçoes e tentativas constantes de incriminaçao de tudo e de nada,

cv do omo ac ima da se d eve lou, uma outra da face, revista, q ue por vaso da primeria, a da natureza, de este crime, circulo do omo , uma da conspiraçao, c on pira raçao o r g ani niza zada, é primeira , é x it en cia de um gato do rupo q ue da se de da dica, um outra jornal, é x c lu s ivam vam am que mente, cao est vaso circulo dos me us ante c en det es, c omo as si mna esc rato da rita it primeira em p arte ante rato do iro rose da se d es velo lou, o vaso do seja, q ue es p ei o l do ham da manha, primeira pen te f ino circulo do mue p ass sado da forma da primeira li men t ar as co nt as nt es in sin ua ço es, é ten tat iva s co ns t ant es de inc rimi ina ac sao es de tudo, é dena ad primeira,

dirao alguns que será normal, que os avos pelas avançadas idades padeçam de doenças e atravessem grandes sofrimentos em seu crescer, mas o que aqui se trata, e como provado pelo que acima se desvela é uma acçao criminosoa com vista a lhes criar prepositadamente estes padecimentos, e isto desvela simultaneamente , a tremenda perversidade deste criminosos que como tenho a todos relembrado por diversas vezes, nao trazem peias em abusar e fazer mal e matar os mais crescidos nem os mais jovens, e é isto uma agravante em vosso julgamento

di irao rato ps cao al gun serpente q ue se rá norma l, q ue os avos, p elas ava van ç ad as es sida dade es pad deç es cam de doenças, é a t r ave esse maior mg g rand es s o fr rim en t os em s eu c r es ser, maso quadrado da ue aqui da se t rata, é circulol do omo por vaso do ado p elo q ue ac ima da pata da se da es vela , é uma ac sao es c rimi ino s o ac om vaso do ista da primeria da al deles , c ria rato pr pe os ia td dam nt , é estes pad dec cimentos, é is to d es vela si mu l t ane man te , a t rata da emenda peer v e r s sida dade de este c rimi ino s os q ue c omo ten ho primeira de todos rato, ele lem br ado por divers as v be ze es, n ao t ar ze maior pe ia s em ab bus usa re f az e rato do mal , é mata ar aro os mais, fr, c r es c id os ne maior do os mais j ov en ns, e é is to uma a g r ava van te em vaso do osso , ju l gae maior nt circulo da primeira

como aqui acabou de se desvelar, uma mesma perversidade que se expressou na matança que tera originado cerca de tres mil mortos em frança em verao nao muito ido pela criaçao de uma anormal vaga de calor

circulo do omo aqui , aca bo vaso de se d es vela ar rato ps , uma mesma da perver sida dade da se expresso un da primeira matança, quadrado do vaso é cruz ra o rig gina ad circulo da cerca, sé , de t ratos es mi prik mer do ero dos mortos em frança, em vera on cao mu it o id circulo p ela, a da c ria ac sao de uma ano rato do mal vaso da primeira gade circulo do alo rato ps

estes crimes, sao operados de diversas maneiras, grosso modo sao cercos que sao feitos aos mais crescidos, em formas tremendamente subtis, atraves de distintos tipo de coaçao quase nas vezes fisica e na mais das vezes psicologica, que os moem e assim os enfraqueçem psicologicamente, sabendo da importancia deste aspecto na manutençao do equilibrio total do corpo, certamente em alguns dos casos quando decidem a morte de um, pois operam com tribunais de caracter privado, recorrerao a envenamentos, cometendo diversos crimes para esse efeito, entradas ilegais em casas, roubo de chaves e de haveres, instalaçoes de arte que lhes permitem pela distancia a criaçao e , ou, o facilitamento de diversas induçoes de natureza rem, uso de medicos que se prestem a estes serviçoes, ou outros profissionais , ou seja, estes crimes desvelam um elevado grau de organizaçao, que os carateriza como associaçoes de malfeitores

ester, p as coa, serpente de estes crimes, sao o pera ad os de diver s as mane das iras, g rosso da moda, sao cer cops q ue da sao , feitos, a os mais c r es sc id os, em forma t rem en dam en te , a que mente, s ub bt is, at r av es de di s tinto s ti pode de coa sao es q ua ase na s v e z es fi sica , é na mais, das v e z es psi sico olo gi ca, q ue os moe me ass si maior os en fr aqueçimento maior , psi sico olo gi cam nt e com da pri emi ra im porta nt cia de este as pet cona da manutençao, man t ur na aç es do eq u ili o br o tota l do corp o, cera rate man te em al gus n ca s os qua n dó dec id ema da primeria morte de um, p o is o pr aram com dos tribunais de ca rac ter pr iva ado, reco rr é rato cao primeira dos envenamentos, com en t en dó divers os c rim crimes es para esse efe it o, en t g rata da ad ile gal em ca sas, ro ub o d ed dec homem ave da espanhola se de, homem ave rato es, das ins t ala laço ço es de arte, quadrado da ue primeiro he, es do per do mit ap dela , di stan cia da primeria circulo da ria do ac da sao do io da ova do vaso f ac ili tamen to de divers primeira indu ço es dena cruz ur é za rem, us sode de medicos, quadrado da ue da se do pr espanhola da te da ema primeira de estes, ser vic circulo do es com de outros, circulo da ova do vaso do seja de estes crimes, quadrado da es vela do lam am, um dele, vaso do ad do circulo dog rato do au deo rato gata ani niza ac sao espanhola, quadrado da ue os ca rate r iza issac circulo do omo ass do oi do ac coa espanhol de mal da al, feitor espanhol

isto é em suma a descriçao de um conjunto vastos de processos, que ilustra uma expressao que tenho usado e que tambem usei na conversa em ingles, com todos e com a inglaterra, a expressao da garra, pois uma garra, é um terno animal, tem geralmente unhas afiadas, e penetrantes e serve para agarrar e inclusive rasgar , mas esta palavra nos dá ainda outras indicaçoes de parte deste saberes, que contibuem para complementar a identificaçao, destes grupos ou pelo menos parte da origens destes saberes, pois isto, é imagem de processos usados há muito seculos pelos jesuitas, que como se recordarao estiveram na origem da inquisiçao , e portanto estes processos a que chamam de investigaçao, julgamento e condenaçao nao variam muito, terao sido contudo actualizados e ganharam uma nova difusao mundial com o uso da net

is to é em serpente uma prime ia quadrado sd circulo da es circulo da riça do cao espanhol ed, um doc cu irc cu lo en jun t ova st os de por rc circulo do esso serpente , quadrado da ue , el us crzu ra, uma do expresso circulo , quadrado da ue da ten do ho usa sado , eq da ue eta do tam am tambem use ina convers primeira em ingles, com de todos, é com da primeira inglesa la te do rr am, primeira, é x press sao , a dag da garra, p do circuo do is , uma da garra, é um te rato maior do no do animal, te maior ger al lem nt, é unhas da primeira da fia ad às, ase da p do ene net cruz do rate es , é se rato vaso e para da primeria dag rr da ar, é inc primeiro do us ive rato da vera, às sg ar , ma serpente de este, pala vaso ra ano dos nós , do acento da primeira, a inda de outras indica caçoes de p arte d este saber es, quadrado da ue do circulo em ti do ob do ue maior do para com da p do lem nt ara , id en ti if façao, de ste sd g rup os o vaso da p do elo do men do os da p arte dao circulo do rig , é en ns de estes saber espanhol, p do circulo do is is to, cu rato zorro da cruz, é ima ge mde por circulo do esso serpentes usa sados homem do acento da primeira antigo, mu it circulo do da sec culos p do elos dos jesuitas, quadrado da ue circulo do omo moda da se record arao de est , ive rata maior da ana do circulo do rine da neda md a da primeria inq do vaso do is cao es , é porta , cds, nt circulo lode estes, por é circulo do esso serpente da primeira quadrado da ue circulo da home da primeira da am , de in vaso da es tiga ac sao espanhola,,a ju da lage maior do neto, é conde dena ac sao es n cao ov vaso da aria ria da am da mu it circulo for ma ac on tudo ft terao, ac tua liza zados e gan home aram uma ano da nova, fac, di fusa usa sao do mundial, campeonato, com do circulo us soda ane net

alerto vos todos que a natureza destes processos é subtil, tao subtil nas vezes, que conjugado com a menor atençao e por exemplo memorias menos activas, torna na vezes até dificil a percepçao dos visados, ou seja dos que eles elegem como vitimas, e acresço que neste processos concorrem tambem os crimes de chantagem, pois tambem a difusao e uso dos computadores, facilita como recordava nessa mesma conversa a obtençao de muita informaçao sobre a vida privada de cada um, e esta utilizaçao perversa, e contraria aos direitos da pessoa, e os direitos humanos

al ale rt ovos serpents todos q ue primeira anda da an da natureza der estes por c esso sé s ub bt do til, tao s ub til nas v e z es q ue c on ju gado com da primeria men o r at da tençao em sao es, é por , é x em p lo me mor ia s men s o activas, toe rn ana v e z es sat em serpenet da cruz, é di fic ila perce p sao es dos visa sados, o vaso do seja dos q ue deles, ele ge mc omo v it ima se ac r es çoc x q ue nest , é por reco ossos c on cor rem t am am tambem os c rim crimes es de c h anta tage maior , p o is tam ab ema primeira di fusa usa co espanhol, é usa sao , o dos com pt dao ratos es, f ac ili ota c omo record ava ness a me sam convers primeira, prime ik ra ob ten sao de mu it a in fom oma sao es s ob rea primeria vc da cida pri v ad a de c ad da a um, é esta, u it til z aç sao perversa , é contra aria ria a os di retos da pessoa, é os direitos, fac, homem primerio do ano da serpente, 2005


está como todos sabeis, este livro da vida cheio de analises que focam e ilustram estes aspectos noemadamente aqueles que sao feitos pela net, e vos recordo a acusaçao já antes proferida e em tempo recente de novo reafirmada, do que vi nessa clinica na rua nos olivais, no tal passe de sangue nos aparelhos dentarios, e o crime continuo da ordem dos medicos, que só prova pelo silencio criminoso nao só , o conhecimento destas situaçoes como as cobre e portanto faz deles tambem criminosos

e stá c omo todos sabe is, este liv roda david ac he do io de analises, que foc am est es as pec t os noe mad dam am, mente , aqueles q ue sao f e it os p ela net, é eva vaso os record circulo da primeira da acusaçao , já ant es por rf eri rid id dd da primeira , é em te mp o rec nt e de n ovo rea fi r mad a, doque vi ness pp rime ik ra da clinica na rua nos olivais, no t da al passe de sangue, nós dos aparelhos dentarios, é circulo do crime, continuo, da ordem dos medicos, q ue serpente do cie rc cc culo ó , por vasp primeria ap elo do silencio , cc, c rimi ino osso n cao s ó do circulo do conhecimento, de estas si tua ço es c omo as do cobre, é por y t ant o f az deles tam am tambem c rim ino ossos

outros objectivos estao nas vezes associados a estes crimes, vergar as pessoas, ou os avos, ou os filhos mais crescidos dos avos, e este aspecto de que vos falei, do acesso aos documentos pessoais da pessoas pelos computadores, serve outros propositos, a extorsao dos bens, e leva ainda a caracterizaçao deste agir criminoso a outro nivel de que vos falarei de seguida,

outros ob ject iv os est cao nas v e ze es as soci ad os da primeira estes crimes, ver gara serpente p esso às, o vaso do os avos, o vaso do os filhos mais, fr, c r es c id os dos avos, é este as pec to deque vaso os f al lei ei, o do ac esso a os doc um en t os p esso dos ais da pessoa sp elos com put ad dor es, ser v e de outros por rp posi t os,primeria da extrosao dos bens m, eé x t raro rosa circulo da sao , dos ben ns sm, e l eva a inda primeria da ca rac teri z aç sao deste, a gi r c rimi ino sa da primeira de outro nivel, deque vaso do os f ala rei de se guida,

estes actos criminoso sao tambem hoje em dia formas que os estados e os partidos usam para controlar as gentes, e os que lhes sao incomodos, e configuram um tremendo e constante crime contra o estado de direiro, contras a liberdades e garantias dos cidadaos e consequentemnte contra os direitos humanos


este serpente dos actos criminoso, sao tam am tambem homem do oje em dia forma serpente quadrado da ue os estado se os partidos, usa sam para rac ac circulo em cruz do rol da ara primeira sg en cruz es, é os qaudra sd, o da ue primerio do he espanhol da sd sao da inc omo modos, é circulo em figo ur am , um da cruz ratro do ee maior nn dó, é co ns da cruz ante da dop crime contra do circulo do estado , o de direito, de di re iro, contra sa liber dad es é gara n tia sd os cida dao sec on se quadrado do vaso do en te maior nt , é contra do os direitos humanos

e sao estes crimes tambem uma forma de gerar receitas ilicitas, nao só por roubos patrimoniais, mas porque pela sua propria natureza actual, podem ser operados a partir de qualquer parte do mundo, associados a veste mais classicas como o jogo e as apostas, que ganhou tambem pela rede, esse novo campo de actividade

cruz s ar g en to, é sao ed de estes crimes, o tam am tambem , uma da forma de ger ar rec ei it as ili cita sn cao serpente do c irc u y lodo ó por dos roubos patrimoniais, ma spor qaudrado da ue da p ela, serpente da ua por do rp da ria da nata do ur é za ac tua primerio , pode maior ser circulo do pera , ad os primeria ap da p da art tir dek da ual do ur da p arte dó do mundo, ás soci ad os prim ei rea ava vaso da ave da veste de este, massi sic lass ica sc circulo do omo modo do circulo do jogo , é às das apostas, quadrado da ue gan ho ova vaso do tam am tambem p ela, rede, ess en ovo cam pode ac ti teve vaso id ad e

pois no desvelar de mais um passe dops criminosos neste continuo crime, um outro sincronismo se deu, atraves da sic com imagens de um filme com a bela kate blanchet a fazer de rainha inglesa nas batalhas navais, assim, tentaram corporizar essa ideia induzida que escutara pelo espirito, que nao é mais de que uma nova tentativa de incriminaçao, nos crimes de londres, das tais minhas guerras com londres, ou inglaterra que tambem abordei na ultima conversa em ingles

p o is do no d es vela rato de mais , fr, um do passe do ps c rimi ino ossos nest é continuo c rim do crime, um outro sin c ron is mo se d eu, ata rato vaso es da sic com ima ge ns de um fil me com da primeira bela, kate blanchet que é tambem alias de uma outra rapariga portuguesa, vide refeencia neste livro, a f aza ser de rainha inglesa nas bat alhas n ava is, ass si m, ten t aram cop ori z ar ess da primeira da ideia indu z id a, q ue es cu da tara p elo es pi rito, q ue n cao é massi deque de uma da fac da nova, ten t aiva de inc rimi ina ac sao es, nós dos crimes de londres, das tais, br, min homem as g ue e rato às com de londres, o vaso de inglaterra q ue tam am tambem ab o rato dei na u l t ima convers primeira em ingles



notas : ref é tambem nome de uma banda portuguesa de um belo rapaz que foi outrora morto e que trabalhou comigo na latina europa, aqui narrado esta morte, e me lembrei agora do miguel pois tem ele um irmao que conheci quando veio buscar o material de som, uma mesa spirit, e outro equipamento que o miguel tinha comprado, e que usava na latina europa na rua diogo do couto, e está em londres, ou estava nesse tempo, o ano da invasao de timor leste, e ao isto recordar, pelo espeitro se conciencializou que foi nessa altura que eles decidiram a minha morte

not às : ref é eta do tam am tambem no mede de uma banda portuguesa , de um b elo ra ap zorro q ue f oi de outrora mor toe eq ue t ra ab baal ho vaso co mig on primeira da latina europa, a qui aqui na rr ad o desta morte, é me lem br rei ei do agora do miguel, p o is te maior dele, um irmao q ue c on he cic qaudrado ua ando do veio, jason, 94, bus cara circulo do mat ria al de s om, uma da mesa spi rito, é outro eq u ipa men to que do circulo do mig vaso le da tinha com do prado, eq ue usa ava vaso ana latina europa na rua di o godo do couto, é está , em londres, ou est ava ness é te mp da dp ano da in v asa sao de tim mor l este, e aco cao disto, record ar, p elo es p ei it rato circulo do sw , é c on cien cia al lizo vaso q ue f oi ness primeira al tura q ue ed deles, dec id iram primeira min homem da primeira am morte

o miguel era um menino com um coraçao de oiro, olhando agora atras, creio mesmo que dele terao feito um martir, que o mataram para me poderem acusar da morte dele e para me condenarem na altura à morte

circulo do miguel, e ra de um menino , com um cora aço es deo iro, o l h ando do agora atras, c rei do circulo do mesmo q ue dele terao , fe it o um mar tir, q ue o mat aram para da me pode rem ac usa red da primeira da morte dele, é para da me conde dena ar rem ema da mor rte morta

vigesima quinta parte da arte das bombas em londres, primeira parte talvez de duas

vigesima quinta parte, primeira parte


como tenho demonstrado, se passam quase quotidianamente, o que se pode chamar de acerto em carne entre paises com base no que se pensa ser a responsabilidade de alguns em determinadas matanças, e tal é propiciado pela ausencia regular e continua do cumprimento integral das autoriedades publicas que devem velar sobre estes assuntos em forma normal, ou seja, dentro do que se considera serem os quadros legais das chamdas democracias e estados de direito,

co kapa mo ten ho demon ms on t ard o se p ass am sam q use q u ot id dam am, mente, o que da se da pode c ham mr de ac reto se maior da carne en t re pa is es com base, noq ue da se pen sa ser primeira r es ponsa bil di iade de al gun serpente em det r emi minadas , as das matanças, e t al é pro rop pri cia ado p ela asu en cia re gular , é c on tin au do cu mp rime h nt o inte gral , é be maior, feito, das au tori ed ade pub l cias q ue d eve maior veal al rato s ob re de estes assuntos, em forma norma iso do vaso do seja d en t rio doque da se c on s ide é ra se rem os quadros, le gais das c ham md as demo c rac ac ia se s t ad os da fac de direito,

ainda em dia recente aqui denunciei a matança na festa da agua de mais cerca de trezentos jovens e como aqui o disse me pareceu com razoes apresentadas haver mao da pt nessa mesma matança, e pela resposta que o zeinal deu em publico, pub l cic o, numa televsiao, tambem aqui comentada, a ideia com que fiquei, é que a teriam operado, por mando ou anuencia de autoriedades estrangeiras, ou seja como executantes de alguma forma de terceiros, e isto é um bocado o que se passa hoje no mundo e mais se passará enqaunto a lei como digo à anos a todos, nao retormar aos seus normais e rectificados carris, vivemos tambem numa especie de comissionamento de matanças para regulaçao de dividas ou pior, pressupostas ou eventuais dividas em carne, que depois se traduzem em matança em distintos territorios,

primeira inda em dia re cente aqui den un cie da primeira da matança na festa da a g au de ema mais, ce rca de t r e zen to j ove sn é c omo aqui do circulo da di s se da me ap receu com r azo es ap r es sn we t ad as a h ver mao da pt nessa mesma, a da matança, é p ela, rata da es posta q ue do circulo do zeinal, d eu em pub l cia, atm tam am tambe ema maqui do qui , co mena td da primeira , a da ideia, com q ue fic u ei é eq ue ad da primeira te ria am o pera ado, por mando, o u ano vaso da en cia de au tori ed ad es est ar n geiras, o vaso do seja circulo do omo é x cu a tnt es de al gum da prim,eira forma de terceiros, é is to, é um bo cado do circulo doque da se da p ass da primeira do home oje no do mundo , é ema mais da se p as sara en a q un to primeira da lei circulo do omo di dig goa , ss, primeira anos sa de todos n cao r e tor mar ao do sw , festival ligado ao genro do cavaco, se us norma is e rec t if ica cados carris, v ive maior os tam am tambem nu ma es pe cie de co missi sio na am men t delta circulo , o de mat anças es das matanças, para re gula laço aco da çao de d iv id as o u pi o rato ps , pre ss u post as o u en tua is d iv id as em car nec, q ue de posi se t ard uz ze maior em matança em di s tin ts circulo do terri it tor da iso

ou ainda assim ele pretendeu escamotear as responsabilidades dizendo que fora obrigado por um pais terceiro, situaçao que a ser verdadeira, reforça entao a prova, do constante envolvimento em crime em forma activa da autoriedades portguesas nestsa matanças

o vaso da ua inda ass si maior dele, pre ten d eu esca mo do tear às r es p os an bil id ad es di zen doque for primeira ob br riga, por, um do pais, tvi, o terceiro, s it ua sao es q ue primeira ser verd ad eira, ref orça es pravda, en tao da primeira por vaso do ado do constante envolviemnto, en volv ie maior nt circulo em crime , em forma da activa, a da autoriedades port guesas nest sa das matanças, o ligado ao genro do cavaco

ou seja como se desvela acima no corte da palvras , esta ligaçao com o genro do cavaco, é razao mais que sufeciente para explicar que uma parte das autoriedade do estado que se encontram nas maos deles, assim ajam em continua cobertura destes actos que sao crimes de matança larga de terrorismo internacional, na qual os caes deles participam

o vaso do seja cv omo se d eve vaso sd o eel dela , ac ima no corte da pal vaso rato as , e sta desta, a liga sao es com do circulo do dog do genro do cavao, é r aza circulo mais, quadrado do vaso do y e sufi cie en te para e x p lic da ar , q ue uma p arte das au tori ed ad e sd es do estado , doque se en co ny ram nas mao serpenet sd del es, ass si maior a jam do j da am, em c on tin ua co be rato rt da tura de estes actos, q u we sao c rim crimes de mat ança es l arga de te rr ori serpente sm circulo inter na ac cio n al, na quadrado da ual os caes deles , del es, p art tico cop p da am

como aqui o descrevi, o processo operativo de mais esta grande matança, trezentos jovens, me pareceu ser equivalente a uma outra ainda maior, as dos novecentos numa festa religiosa no oriente, tambem aqui abordada na altura do seu acontecer, onde detectei o processo, o panico induzido vias os telemoveis e as redes de comuniçao deles, neste caso da matança , passando por timor,

circulo omo aqui circulo d es c rato ps e vi, o p por rec esso o pera rat ivo de mais, e sta g rande matança, cruz rato é ren en t os jovens, me ap receu ser eq u iva al lente da a uma de outra a inda maior, às dos ni ove dos cent os nu ma fe sta r eli gi o sa ano oriente, tam am tambem as do qui ab o rda dada ana al tura do s eu ac cio one net ser, onda dec te t ei circulo do processo, circulo do panico indu z id o vi às os tele m ov ie es , é as das redes de co muni caçao del es, nest é caso da matança , p ass ando por de timor

e o silencio das autoriedades mais uma vez foi o de sempre face a estas acusaçoes,

é circulo , o do s ile len en cio, o da cc, o das autoriedades mais, uma v e zorro do fo io de se mp re face primeria destas acusaçoes,

por outro lado esta tambem provado pela constantes omisoes que sao claros crimes faces as leis portuguesas que estes crimes de terrorismo internacional, sao igualmente cobertos pelo outros parttidos com representaçao parlamentar, visto que todos até ao momento se pautaram pelo absoluto silencio, e especificamente pela sua importancia, o ps, que como sabem, é o outro partido do mesmo bloco central, que detem e tras vergadas a outra parte das autoriedades policiais e judiciárias,

por outro do rol lado, é sta desta tambem , pro da av do p ela , co ns t ant es o miss do circulo do espanhol do quadrada da ue sao circulo do primeiro aro serpenets dos crimes f do ac es às leis portu guesa, quadrado da ue de estes crimes de terrorismo, inter primeira anc cio n al, sao é gula, mente, co br é t os p elo de outros partidos, uber cu lo set cruz id os com rato do ps da ep da rese en taçao da p da ar de la em nt da tar da ar, vi serpente do to do toque, todos, a té dc cao mo maior nt circulo da se pau t aram p elo ab sol u to do silencio, cc, é es pec if icam mne p ela s ua im porta n cia do circulo do ps, q ue c omo , sabem, é circulo do outro partido , o do mesmo ,o do bloco, circulo do en da cruz do rato da al, quadrado da ue da det, é met cruz ratos às, ver gadas da primeira de outra p do aret da serpenet do au do torie dad espanhol das policias, poli cia is ise se da judi ca ia das arias

ou seja, esta realidade incontestavel, provada em forma exaustiva pelos constantes factos e crimes que o demonstram, afirma ainda uma outra conclusao obvia, todos os partidos trazem uma acordo de protecçao e defesa mutuo, e todos eles partilham de alguma forma a mesma agenda destes actos de terrorismo internacional

o use ja, e sta desta, rea lida dade inc on t est ave l, por v ad a em forma , e xa us t iva p elos co ns t ane net ts f ac atos, é crimes q ue do circulo do demo sn t rato ps maior, a firma sa da primeira inda de uma outra c on c lusa usa sao o ib via do vaso do ia, todos os parti id ds os t r az ze maior, uma acord , ilha, circulo de por rt tec sao es , é d efe defesa mu tut os, é todos eles, p art til ila hm de al gum da primeira forma, a primeira da mesma agenda de estes actos, de te rato ps rt tori sm oi une net rana cio n al

como sincronismo demonstrativo, da realidade destes factos que envolvem a adminstraçao da pt, relembro por um lado , o motivo da participaçao deles em diversos roubos contra os meus bens, aqui provados, e em particular o trafico do canal zero, que se tornou uma realidade via america, hoje me dia avaliado acima dos dois biloes , ou seja motivos mais que suficientes, para alem do roubo do patrimonio audivisual, para participarem constantemente nesta constante conspiraçao e acto de tortura, e depois de tornar agora aqui a falar dos crimes de trafico de influencias no tagus park, me apercebi de uma noticia, onde um deles da pt, aparecia, e cujo titulo falava das quantias astronomicas que tem recebido, coisa estranha para quem diz viver num pais em constante crise, ou seja , existem certamente provas de recebimentos de avultadas quantias de dinheiro para pagamento destes actos de terror, e este é mais um indicío para a invertigaçao das policias serias se as houver

circulo do omo se inc rio ni sm k o demos sn tata t ivo, da rea lida dade de estes f ac atos q ue en volve ema primeira da adminstraçao da pt, rato ele , lem br o por um lado , o motivo, da p art rt tic pa sao es deles em diver s os ro ub s o contra os meus bens, aqui por v ad os, e em p art ti u c l ar do aro da rota do trafico do canal zero, q ue da se torno vaso de uma r el aida dade va ia am mer cia, homem do oje da me dia ava li ad o ac ima dos do is bil o es , o u delta do seja maior da ot do v iso mais, q ue sufi cien te, para a el med o roubo do patromonio audivisual, para p art tic pa rem cos nt ante , mente, nest a c on t ante coin pira raçao , é acto de tor ru rata da primeria , e de posi de ton da ar a gor a caqui , primeira f al rato dos crimes de trafico de in fluen cia serpenet do no tag us p ark, me ap re cebi de uma n it ti cia, onda de um deles da pt, ap ar e cia, é cu jo tit it vaso primerio circulo f al lava das qua n tias astro no micas q ue te maior rec e be id o, co isa e ts r anha para q ue maior di zorro do viver, canal es, n um do pais, tvi, em cos nt ante da crise, o vaso do seja , é xis dt é maior ce rta e maior nt, é pro ovas de rec e bi men to dd e av u la td as circulo qa un tia sd, é din he iro do para pa gam en to de estes actos de terror, é este , é massi, um indicio para da primeria in ver s tiga çao es das poli cas se ria serpenet sea serpente homem cie rc culo da uve rato ps

a todos e a inglaterra em particular neste momento, pois abordo a questao dos atentados em londres, ao escutar a conversa em ingles, a ultima aqui publicada, dois aspectos me foram depois claros no espirito, que me foi evidente no ponto da imagem em que falo das forças da roda da vida e da fluencia ou nao fluencia em seu rodar, pois é claro, como sempre o expliquei a todos, que esta agenda parte do saber preciso de todas estas bestas, que assim aproveitam e criam constantemente todos estes dinamos, e me mantem o filho roubado vai para seis anos sujeito a tortura, uma criança, exctamente para criar estas abc reaçoes pelo mundo fora

primeira dea de todos, é primeira da inglaterra, em p art tic cv vaso do primerio da ar nest é mo men top oi s ab o r dá da primeira q ue es ato dao serpenet dos atentados em londres, cao es cu tar da primeira convers primeira em ingles kapa l es, primeira aul t ima qui pub lic ad a do is dedo si as pec t os da me da forma d ep o is c l aro s no es pi rito, q ue da me f oi e vin dete no pn to da iam mg, é maior em q ue falo das f orças da roda da vida, india, é da fluen cia o unc cao fluen cia em s eu rod da ar, p o is é c l art o, c omo se mop reo é x p l qi ue ia primeira de todos q ue e sta desta agenda, p arte dó, saber, pre ciso de todas estas bestas, q ue ap rove it am e c ria am co ns tan ante, mente, todos estes dinamos, é me man t emo do circulo do filho ro u ib bad ad ova ip do para á seis anos, s eu je it o da primeira tortura, uma criança, é x cat am , que mente, para criar estas abc reaçoes p elo do mundo, jornal es, for primeira

sou eu um homem de paz e toda a minha vida tenho pautado pela paz, e sao muitos os meus actos conhecidos por muito nos quatro cantos do mundo, especialmente nestes ultimos anos quando a minha face mais se desvelou no mundo atraves nomeadamente da escrita deste livro da vida começado em dois mil e tres e trago o direito natural e o que me assiste pelas leis, de defender o meu filho, como qualquer pai tras, direito esse que me tem sido constantemente negado a todos os niveis em forma regular e trasnsistemica pelo inteiro estado portugues , portanto só posso deduzir como motivos desta conspiraçao internacional, que quem assim e forma criminosa tem constantemente agido, ou está louco, razao com certa razao de ser se atender-mos ao elevado grau de loucura colectiva constamtemente alimentada em tudo o uno mundo ao longo destes anos todos , que assim a milhoes obrigam a viver, mas que sera sempre é só face a lei eventualemente pesado como atenuante, outros motivos existirao, e sao eles, resultado da trasnsistemica corupçao que reina no mundo de hoje, onde parece que quase tudo se pode fazer, comprar e vender, à revelia das leis e dos direitos humanos e e defesa, do que determina o estado de direito

serpente do circulo do vaso europeu, um do home da paz, es, crruz é toda primeira mina homem vaso id a ten ho pau t ad a p ela paz, é sao mu it os os me us actos co he c id os por mu it on os da quatro, tvi, can t os dó do mundo, es pec ia lem nt e nest e sul t imo serpenet ano serpente, 2005, qua n dó da primeira min homem da primeira da face mna is ds sw e d eve evel, vinho, lou no do mundo at r av es noe mad dam nt e da e da cita de este liv circulo do rato david primeira, co meça es ad o em do is mi da ile t r es, é t rago do circulo do direito natural, um porf da fac que tras um livro sobre o direito natural onde eu poisei os olhos em dia recente na fnac, é circulo q ue da me assis , ps te p elas das leis, do defender do circulo do ero de meu filho, circulo do omo quadrado da ual q ue rato do pai t rato às de direito, esse q ue da me te maior serpente id circulo do constante que mente, serpente id circulo one ne gado da primeira de todos os niveis, maconicos, em forma re gular, é trans ns sis t emi mica, cantor rato, p elo inte iro do estado portugues , por anto serpenet do circulo do ó p osso ded uz ze rato circulo do omo m ot ivo sd de esta da co ns pi raçao int rena ac cio n al, q ue q ue massi me da forma criminosa do tam cos nt tate , mente, a do gido, o u e sta do louco, rato aza do circulo com ce rta r aza circulo de ser, se a ten der circulo do mosa circulo do levado , g rato da au de lou circulo da rua c ole c t iva cos nat maior nt te , mente , al iam bn a td primeira em tudo co circulo do un circulo do mundo, cao lm n gode destas serpentes teas, china serpente ano, anos todos , quadrado da ue do ass do si do sima mi primeiro do ho es do ob do br do rig da am, primeira do viver, es masque se ra sempre, é serpente da ó da rata, é eva do vaso do is sat da face, primeira da lei da eve en do tua , lem nt é pesa sado circulo do omo da primeira ten da ua ante de outros da moda da se do ru zorro do iv os é x it irao, é sao deles, reu primerio cruz da ad , o da t rato es n sis cruz da emi mica do cca , a da dp ru vaso da p sao quadrado da ue do reina, no do mundo de homem do oje, onda pa rece quadrado da ue q ua ase tudo da se da pode f az ze rato do rc om pr da ar , é vaso da en der, à r eve eli primeira das leis, é doque de te rato mi on primeira co rc culo do circulo do estado , o de direito, o es sat td circulo de direito

o segundo aspecto que se me desvelou na consciencia, depois da conversa em ingles acima mencionada, foi uma ideia que de alguma forma ali aflorou, e que nao estava concluida, melhor dizendo, que nao aflorou em completo nessa conversa mas que depois de sobre ela reflectir, obviamente adquiriu um outro grau de grande certeza em minha consciencia, prende-se com a meta ideia ali expresa da sofistiçao dos novos processos criminosos que correspondem, a modernidade actual do mundo e dos meios que estao a muitos disponiveis

circulo do segundo, ap do ps teo q ue da se da me so semen, d es velo lou na co ns cien cia, d ep do oio da convers primeira em ingles kapa do pri meo do prime eri ei roi espanhol, o do ac ima men cio do io n ad a, f oi uma da ideia, oid deia, q ue de al g vaso da am forma ali, super mer cado al gato rato ave, a flor o ue q ue n cao est ava c on c lui id a, mel hor di zen doque n cao a flor o vaso em c omo p e l cruz circulo , ness a convers am as q ue depois s obr, é ela, ref form mula one le circulod o tir, ob iva am, mente, ad quiri, voz es do bul das garas, o vaso de um outro gato do rato da au de g rande ce rte za em min home da primeira c on cis ne ica, pr es sn de circulo da se com da primeira da met , a primeria da ideia ali, algrave, é xx, alava lade, p re sada sofi s tiçao dos n ovo s por c esso s cir mino s os q ue cor r e ponde ema ma da mode rn id ad e ac tua al do dó mundo, é dos me iso q ue est cao da primeira de mu it os di sp oni vaso ei dop is

em sintese direi, que se trata de uma nova face do velho crime de extorsao, sendo que este crime que contra mim e minha familia tambem cometem, é parte de um crime maior, com outras facetas , igualmente graves e mesmo piores

é maior sin te da se da di do rei q ue da se t rata de uma da nova , fac, face do velho , o do crime de extorsao, s en doque deste crime, q ue do contra da mim , é min homem da primeira da familia, tam am tambem co mete maior , é p arte de um crime maior, com de outras f ac eta sig ual , fac, lem nt , é gato rato ave es o do vaso do mesmo , os piores, os pio ratos espanhois

pois a imagem que aflora na conversa, é obviamente, uma imagem que tras seus antecedentes, como todas as imagens da consciencia, o sao, isto é, formadas atraves da leitura de distintos pedaços ou fios de uma mesma realidade

p o isa primeria image maior doque da au da primeira flor ana convers primeira, é ov b cv iam nt e, uma ima mage maior q ue t rato as se us ante tec ed dentes en t es, c omo de todas às ima ge ns da co ns cien cia circulol da sao, is to, for m ad as at r ave es da lei it da tura de di s tintos peda ço es o vaso do fi do os de uma mesma , rea lida dade

os factos antecedentes a esta compreensao, sao um conjunto de mortes de avos que ocorrreram no bairro dos olivais em lisboa, em tempo recente, tambem aqui comentados no tempo de seu acontecer, que conjuntamente com a percepçao por conhecimento directo de um outro conjunto de avos que de repente começou a ter um conjunto de doenças graves num mesmo tempo, me levou a suspeitar que estava perante o que se chama um padrao de acçao e um acto de vingança organizado

os f ac ato ser cruz en te ante rt we tec c en det es da primeira , é sta dd desta , c oi mp resen sao, sao de um c on junt o demo das mortes de avos, q ue o cor rr, é ram no do bairro dos olivais, em kapa li boa, cobra grande, em te mp o re cente tam am tambe ema do maqui do qui com en td os no te mp da dp de s eu aco nt tecer, q ue c on juna te maior nt e com da primeira perce cap sao es do por c on he cie maior nt circulo da fac de direito, de um outro roco c on junt circulo dos avos, q ue de r ep en te co meço ua da espanhola da teresa , um com n jn, jornal, to de doenças g r ave es n um do mesmo tempo, me l evo ua primeira serpente do us da p do ei da tit da tar do quadrado da ue de est ava , a pera nt teo circulo doque da seda da chama do circulo do ham da manha, um do pad do rato ps cao do ac da sao espanhola, é uma ci rf circulo do to de vin gato da ança espanhola sor do rato gato da ani niza, ps, o zorro da ad circulo



esta parte será dividida em pelo menos duas

é sta desta, p art do aret rese rá di quadrdo do iv , id dida ida em p elo men os de duas

notas explicativas a aspectos que se develam neste texto:

ref é uma loja na rua de alcantara, este bairro, ou seja se desvela aqui ser uma das faces das constantes manobras de envolvimento, isto é, de todos os constantes cios encenados que fazem diariamente  a meus passos,
 
ref é uma loja na rua de al can t a ram, este ba,  é rr circulo, o vaso do seja da se d es vela qq do qui ser uma das vaso f ac es das co ns t ant es man o bras de en volv ie maior nt o, is to é de todos os c on tn a t es dos cios en cn e ad os q ue f az e maior  di aria am en te a me us p ass os dos loucos