segunda-feira, setembro 18, 2017

third part of my criminal accusation against Cavaco Silva , continuation

30 000 Contos de reis, como se dizia em moeda portuguesa é de memória a quantia que trago dessa noticia entretanto falsificada ou desaparecida, dinheiro esse se o foi, quero com isto eu dizer, que poderá ter sido muito mais e terem dado conta de uma quantia menor para disfarçar, aplicado na remodelação da casa de família de Boliqueime, assim apareceram imagens ao tempo dessas obras, uma vivenda com jardim no Algarve.

Em dia recente vos somei, também Durão Barroso ao tempo em que era presidente da comissão europeia, recebeu como vimos na televisão, um Porsche topo de gama, recebendo-o das mãos da Chanceler Ângela Merkel, mas não me recordo de o ter visto receber ao mesmo tempo por exemplo, um Fiat, ou um Citroen ou um Lada e vos disse se calhar o preço desse Porsche não muito distará do tal incógnito e misterioso prémio que a mesma Alemanha a Cavaco concedeu, ou seja, dois homens, que são cabeças dos sociais-democratas em Portugal com funções de estado, tanto em Portugal como na Europa, receberam de firmas alemãs com a chancela política social-democrata alemã.

Ou seja se assim for, o valor semelhante, pode ainda apontar uma espécie de comissão fixa, não actualizada à inflação e se fixa for, tal pode ainda indiciar, uma natureza semelhante e repetida de negócios escuros e criminosos.

Levantam estes factos a imediata suspeita, se outros prémios ou presentes com estes elevados valores, não terão sido igualmente feitos pela Alemanha a outros políticos portugueses.

Vos recordo neste contexto, o caso dos submarinos alemães vendidos a Portugal que segundo se sabe passaram por comissões consideradas e punidos pela justiça alemã como crimes e em Portugal, espantosamente, pelo que também se sabe ou não se sabe, não, e vos recordo que em torno deste caso dos submarinos se escondem muitas outras linhas, ou seja, dá corpo à suspeita de que estamos perante a ponta de um icebergue, ou seja, que eventualmente os crimes escondidos muitos maiores serão dos que aparentemente se sabem.

Também vos recordo as declarações proferidas pela eurodeputada Ana Gomes há anos atrás na rádio portuguesa dizendo que toda a classe política alemã o sabia e que o cobria, sem especificar o quê em concreto, ou seja, a serem verdade estas declarações da eurodeputada, dão corpo à suspeita de que estes crimes de corrupção são transistémicos a todos os partidos do espectro alemão e por extensão passiveis de terem e serem praticados entre outras forças políticas até com gentes de outros países.

Também vos recordei de novo em dia recente, que países existem onde pessoas com funções políticas de topo, como presidentes, estão proibidos pela lei de receberem presentes superiores a montantes na ordem dos 50 euros, precavida medida, e da mesma forma também já vos recordei no passado já no tempo deste crime do roubo de meu filho, mas não dei conta de medidas politicas e judiciais europeias que pusessem fim à possibilidade destes crimes.

Aparentemente um dos crimes foi mais púdico do que outro, se bem me recordo e a fazer crer no que se sabe sem saber, pois não consigo descortinar, que ajudas e contribuições Cavaco terá dado à europa, terá acontecido depois da função, numa espécie de período de nojo antes de voltar a assumir funções públicas de estado e de topo de estado, e Durão, ainda em função da presidência da comissão europeia, ou seja indicia esta tendência evolutiva uma igual possível progressão nestes crimes, como depois de se ter tirado o soutien e não ter caído a casa ou o partido ou os dirigentes, pela frescura da impunidade, se começa a tirar também a minissaia e o problema é que nenhum deles me parece ter a beleza da Cláudia Schiffer, mesmo podendo entender submarinos como um espécie de objectos fálicos.

Ainda na semana passada, depois de eu de novo falar dos constantes crimes da e através da Microsoft em total impunidade, apareceu como vos publiquei uma capa do jornal, I, onde desenhavam o Polvo, figura do 911 entre muitos outros assuntos negros, e aparecia o seguinte primeiro-ministro dos elefantes, Pedro Passos Coelho, ou seja do grupo do Cavaco Silva com mais dois rezando o titulo das viagens pagas pela Microsoft a Seattle, aparentemente a membros deste partido. Curioso contexto se como sabeis pelos extractos do tsunami do Japão de 2011, aparece a Secretaria de Estado Mariana, a falar de viagens e de crimes em viagens e mãos ausentes ou decepadas, ou seja, a ser verdade, para além do miolo especifico dos crimes, nomeadamente quando, a fazer o quê, se calhar a vender roubos tecnológicos da minha pessoa à Microsoft a troco de incriminações varias, ou quem sabe a preparar a queda das torres gémeas.


Vos recordo aqui através deste extracto, a descrição do crime aquando da minha primeira tentativa de contar o presidente da república, e os crimes, que provam o envolvimento dele no crime de roubo de meu filho e neste crime de conspiração internacional.











 AS YOU ALL CAN CONFIRM THERE IS ALREADY AN ADULTERATION CRIME CONCERNING THESE SCANS JUST NOW PUBLISHED, THEY CHANGE THE ORDER OF PAGES AND PERHAPS MORE THINGS, THAT I CAN NOT CHECK NOW, I WONT THESE FUCKERS ON FRONT OF A COURT. THIS DOCUMENT WAS SENT TO THE EUROPEAN CRIMINAL COURT, 

Sobre o artigo de 7 de Setembro publicado no meu blogue ouro sobre azul, com o título, “sobre estes filhos da puta terroristas e sobre estes últimos grandes roubos de imagens….”

Sobre o artigo de 7 de Setembro publicado no meu blogue ouro sobre azul, com o título, “sobre estes filhos da puta terroristas e sobre estes últimos grandes roubos de imagens….”

E especificamente sobre a alínea, C, factos preparados…., e para que a todos fique claro, visto que muitos destes passes tem como objectivo e consequência criar problemas na vizinhança nomeadamente em relação ao que vos conto, pois ao narrar, estes fragmentos encenados, por vezes, a fragmentação com que os fazem visa exactamente a possibilidade de depois construírem com base na minha interpretação, inversões de uma história ou de factos, e prova ainda isto, o facto, de que são sempre processos indirectos e incompletos, pois geralmente quem os faz tem e trás boca, e quase nunca falam e dizem algo concreto, para além das frases de “cena”.


C1

Casa dos losangos azuis azulejos sobre fundo branco, é uma fachada ao lado do banco aqui na Av. Prior do Crato, onde existe pelo meu lado alguns relatos há alguns anos atrás, e recentemente como dei conta no documento acima referido, uma manhã ao aqui chegar, sai de lá um japonês que estacou por um instante, me olhou com uma estranha face de emoção, como se tivesse descoberto algo ou tivesse sido descoberto e depois arrancou, ou seja, fiquei com a sensação de que me conhecia, ou assim o fizeram aparecer a meus olhos, nestas espécies de acareações publicas que muitos me forma anónima promovem no âmbito destes displays ou de jogos ou do caralho que for!

C2

Depois de ter publicado recentemente dois pequenos papéis manuscritos, com dois nomes de dois agentes da PSP, e de ter comentado em vídeo, o estranho dizer de meu pai há largos anos sobre o agente Martins, e salvo erro no fim de semana em que comentei também em outro vídeo, a noticia no Expresso com a imagem de Catarina Vaz Pinto, quando estou no café nepalês ao pé do pingo doce do calvário, vi chegar um agente da PSP, com um papelinho pequeno na mão equivalente que me olhou , como se me estivesse a chamar a atenção, depois apareceram dois africanos do outro lado desse mesmo passeio e quando de novo olhei o quadro, estava o agente pedindo-lhes ids e verificando um largo saco que um deles no entretanto tinha pousado no chão, ao mesmo tempo que fazia uma expressão de quem tinha sido apanhado ou entalado, mas com um certo desagrado.

Considero este facto, de alguma forma incluído no seguinte que também vos narrei em vídeo, a seguir na paragem da rua de alcântara, um outro africano, que pousou por um instante com um saco grande aberto equivalente, ou seja e também valores de bolsas de cangurus mas como não vi a bela Nicole Kidman, deve referir-se a outro tipo deles, ou mesmo quem sabe se dos bandidos das comunicações do Belmiro de Azevedo, depois de se sentar com o saco equivalente em dimensão ao primeiro, aberto, se levantou e se foi sentar no outro banco do outro lado da rua, ou seja, simbolizando uma outra direcção, como quem transporta em relação ao restelo ou por exemplo ao palácio do bandido mor em Belém.

C3

O resto desta recita ficara para depois…



Carla Bruni, Queen of Perles and the open or not jeans


others photo at my blog to the french beloved one

Amber, Deep, Mermaids and Rui Moreira

 concerning the post published at my blog to the french beloved one

this is the corrected and better explained text




Convirá provavelmente esclarecer que relativo ao poema à sereia pavloviana como lhe chamei, a imagem referida de um homem com o perfil de narinas similar ao dela, corresponde ao actual PR da câmara do Porto, que me apareceu numa capa de um pasquim português em forma síncrona com o aparecimento do clip no you tube, o que aponta como usual um crime de conspiração em forma planificada entre diversos médias, pois como sabeis, este clip à imagem de alguns outros, explicado, foi também remontado, isto é, processos de indução de leituras e de transferência e contra transferências que são integrados em sequências de desgraças como recentemente mais uma vez o expliquei

Nessa capa o homem estava olhando o chão com expressão aflita de que tinha sido apanhado ou acusado de alguma coisa como se podia deduzir do enigmático dele dizer, “ que pelo menos não tinha feito ele, mal a nenhum membro da sua família, presume-se a dele, mas sendo o titulo que era aproximadamente estes, omisso, então, quem é que fez algum mal a um membro de uma família e qual?

A posição de rosto de Rui Moreira, em soma com a expressão emocional, era efectivamente muito semelhante à bela curvinha do narizinho da bela sereia pavloviana








12 09 2017 the more recent viewing of captain sky, after the first reflex on the screen, this second one, the blade


EDP crimes on line and not only that after all these years still without answers