segunda-feira, maio 28, 2018

DOIS EVENTUAIS CRIMES COM SEMELHANTE PROPÓSITO

Nesta digitalização da primeira página de um dos documentos recentemente publicados, que tem um carimbo verdadeiro ou falso do tribunal que decidiu ao tempo a devolução da minha queixa sem qualquer explicação, nem resposta, como recentemente relembrei, apareceu-me um homem à porta de minha casa, vestindo à paisana que me disse ser policia e que vinha devolver este documento, eu achei estranho, ele mostrou rapidamente uma qualquer identificação,pedindo-me uma assinatura no que seria um auto de recepção, e eu lhe disse, mas é preciso um com cópia, pois tenho que ficar com uma cópia, disse-me então que ia fazer uma fotocopia e que voltaria de seguida, na verdade voltou dois ou três minutos depois, o que me pareceu impossível para ter tido o tempo de fazer uma, e vinha já com uniforme, depois me pediu duas assinaturas, uma no campo do impresso que aparentemente serviria para esse fim, e uma outra no verso em cima, de uma folha que se encontrava em branco, ou seja desde sempre que em mim, ficou a impressão de que poderiam desta forma ter obtido uma assinatura para fins criminosos.


o segundo possível crime de semelhante natureza, pode ter sido feito na estranha mudança, se o tiver sido da apólice de seguro de saúde como explicado ao tempo, pois meu pais tiveram um comportamento que considerei como expliquei todos estes factos em detalhe, me pediram também uma assinatura num papel em branco. Creio que poderão ter sido obrigados a fazê-lo e que poderá ter servido propósitos criminosos. Quero com isto dizer, que não trago eu nenhum acordo, contracto ou qualquer espécie de autorização relativo a terceiros para qualquer fim que seja durante o tempo que dura este crime de roubo de meu filho.

Sem comentários: