quinta-feira, maio 09, 2019

filhos da puta de caes ladroes , escumalha e assasinos

o video abaixo que me deu trabalho e consumiu tempo a fazer, para melhorar a possibilidade de entendimento, visto que estes filhos da puta dos sistemas operativos diabólicos fodem sempre o som, depois de fazer o upload e enquanto tive este pc ligado à rede, foi a copia trocada aqui no meu proprio pc por uma de pior definição, quero estes filhos da puta presos de uma vez!

todos os dias isto há mais de doze anos e cada vez pior, sem saber de um filho e coberto pelos filhos da puta nazis e governantes deste país na mão de filhos da puta ladrões de crianças e assassinos!



canalhas, ladrões de crianças,.(cca) e assassinos "!

just with more volume, both anterior parts together


Ah coisas que tenho dificuldade em compreender no meio de isto tudo se um tudo e um meio, melhor uma mista, tosta bem tostadinha, uma delas é, porque razão Deus criou as mulheres tão, mas tão feias, na verdade neste jornalismo auto intitulado excelso pelos próprios em pecado se calhar quase mesmo mortal, com geleia querida, para melhor deslizar no doce deve ser, duas feiosas me apareceram uma a seguir à outra, em plano aproximado na entrada de minhas pupilas com a mesma equivalente expressão de meio estalo ou em inglês arruçado, de tcham, ou meio tcham para ser mais exacto na medição da temperatura emocional da emoção, achas querida que as raparigas tenderão porventura nos países quentes a  fingir os orgasmos, mas mais fácil do que faze-lo nesta realidade nazi, é falá-lo, será então melhor começar pelos parabéns, que como são feiosos assim só se estraga um família e depois é sempre belo de se verem, e se ao rapaz não beijaria porque tem pelos em cima, a rapariga mesmo saindo de dar a luz com aquela face alegre e sempre meia traquina dá lhe logo vontade de morder, assim tipo dentadinhas amorosas com molho de beijinhos como se faz aos bebezinhos.


É um rapaz, anunciava um barbudo arauto vestido a arauto de outros tempos com um pergaminho edito aberto em suas mãos e eventualmente com voz de trovão, e te juro que aquilo não era um ícone criminoso dos scripts da Microsoft e quejandos com umas extensões marcianas que um rapaz ou mesmo uma rapariga fica a olhar para aquilo sem saber o que é e tem mais variantes do que vírus imaginários na cabeça dos bandidos, cujas cabeças são antes de mais, vírus e se queres que te diga acrescentando, não sei de que lado teria os botões mas estava de saia.


A primeira me chegou como vindo do nada, que é antes de mais uma glossa em género invertido sem eles, de uma bela canção brasileira onde um rapaz como eu muito se queixa, e diz, que a primeira vinha do bar, e me pedia uma garrafa de beber, que a segunda, vinha da rua  e metia a mão na carteira sem mesmo me dizer, e que por fim de não sei quantas, que chegara uma que me deitava na cama e me tratava como um homem, e eu como a acho muito feiosa desde que a vi a comer moranguinhos numa qualquer fantasia de sofá cliquei e fui parar a uma entrevista de TV, onde ela meia elétrica com uns belos dentinhos assim meio afiados, dizia que tinha problemas em dormir desde que a rebenta, aparecera na vida dela, e que ao que parece aos três anos, vê lá tu, a rebenta lhe batia com a porta e lhe dizia para ela, a mãe, para a deixar em paz, e que tinha um truque, mais ou menos aos sete minutos qualquer coisa, não sei se meio, por tema concomitante de politica internacional profunda daquela que é mais fácil de perceber do que as raparigas, a rebenta, ficava assim meio hipnotizada pelo ecrã da televisão, e que se via assim a cabeça a começar tipo a descair, respondia-lhe a rapariga loira do TV show qualquer coisa, que no segundo seria mais fácil, que o mesmo lhe tinha acontecido no primeiro, e na verdade o meu conhecimento estatístico o teórico sobre a matéria me leva a concordar também sobre o ponto de vista impossível das estatísticas sobre os humanos e sobretudo sobre as feiosas raparigas, e eu meio hipnotizado pelos dentinhos da belinha a me perguntar, mas porque me apareceu na página de abertura assim meia face de tcham, e aqui para nós que ninguém nos vê, só consegui descortinar uma certa semelhança entre a apresentadora e uma outra passarinha da casa do X hámster, que vira em véspera ou logo depois, na diferença que a segunda tinha o corpo cheio de tatuagens, e como se calhar saberás e se não eu te tento explicar, tatuagens é também tema de política profunda constelado anteriormente, como a bela borboleta tatuada numa bela anca de uma rapariga sem cabeça com caicai branco de renda de bilros onde se pode observar uma fiada de Xs e outros símbolos por cima da cadeira de design e ao lado da pedra cubica de massa transparente cheia de significados dentro, por cima de um bela foto da Ordem do Bath de sua majestade the Queen, uma ordem de natureza rejuvenescedora, pois se por detrás se pode observar os doentes a  erem transportados em padiola para receberem as aguas da fonte de Juventus, quando a tua fonte teima em estar ausente da minha, pois como sabem todos os pássaros quando ao amantes se apartam ou apartados são, a secar, tende a fonte do amor que tem entre muitas irmãs, uma que se chama de saúde e bem estar…..

TEVEA ?


Last week in the middle of a war, missiles kind of non-love scuds at the size of small human beings
For a moment I had a vision from the down stairs looking the at time elevated ground, a kind of cat lady with long legs passing by in the two meters square if so much the time space of the movement, she look to me, knowing that I was expecting her to see her, perhaps because some of the scuds where lunch by her, love scuds if the case, must we always presume and attend
I m asking myself and you, the image was an almost perfect mirror of the lady with coat and not pans on Tevea recent cover, and the line of the rotation’s triangles.
Were you my lady, or just another prepared illusion in a bigger one?
One of this days my ring bell rings three times, in a not very stressful way, I was on my bed, a stand up, put my shoes and go to the door, there was none there, perhaps a young shine lady in a young worry  or an obligation that is fulfil with being.

09 05 2019 2ª part of two


09 05 2019 1ª part of two