segunda-feira, maio 20, 2019

A Yabin Wang



Teu corpo
Teus longos negros cabelos
Teu movimento
A me recordar
O movimento animal dos nossos corpos
Mesmo antes do pensamento do pensar
O movimento e a postura da Graça
Ou da Garça num movimento alado de mulher
E um desejo
Que vem de longe
No qual
Eu posso entender diversos fios
Da memoria de ti

Porque a tua presença
Em meus dias
Pergunta meu coração
De pássaro sobressalto
Porque tantas vezes te vejo
Sem te ver

Que nos une
Mulher
Se não, ramo nem ninho nem enlace
O movimento telúrico da terra
Me murmura o riacho tranquilo
Que conhece o passar dos dias e das noites
Ah quem me dera
Que mais do que isso o fosse
Em ti vejo quatro olhos
Em dois
E dois são como meus
Doirados por cima do azul