quinta-feira, agosto 15, 2019

ALGUMAS PALAVRAS


Porque em mim neste verão sem ti, a sensação real de que me queres assim neste crime com estas fantasias me entreter?!

Que plano todo trarás já desenhado neste crime de escravatura sem ponto nem nó, todo desenhado para a tua perdição, na esperança de escapares aos teus próprios crimes!

De armadilha em armadilha, de emboscada em emboscada, de palmo a palmo na terra que te irá bem depressa ter, cheia de poderio de meios alheios e próprios garantidos pelos proveitos dos roubos da escravatura, torta de maldade como possuindo um completo manual prático, conhecido pelo exercício quotidiano, tanto mal fazer, só a uma grande culpa e a uma eventual terrível loucura pode corresponder, um desejo de sangue e de vingança em tamanha dor, ou mais verdade e verdadeiro será dizer, a uma falsa dor!

Com quem trazes um acordo feito há mais de dez anos em relação aqueles que trazem o teu filho roubado?

Que coração tendes dentro de ti, para nem sentires a dor que provocas?

Ou mais neo-realista, que obrigação, que trocas e câmbios terás feito para deixares de sentir todo o sofrimento humano?

Terás sido emprenhado pelas orelhas e o teu pseudo racionalismo nem o permite entender?

Meteram-te a faca ao peito, ou assim ou o matamos, ou matamos o filho de teu filho?

E se assim terá sido, que mentira te contaram e tu tiveste que a aceitar não sabendo que era uma mentira?


Se nem isso ao certo sei como também não estou de o ser teu.

Te abriram um buraco na cabeça sem que por ele tenhas dado?

És manipulado sem o saber?

Te trazem enredado em constantes propostas impostas de regressão para obter mais uma sombra que depois servirá até para te prender, ou será a boa vontade de um qualquer acto terapêutico que os moverá, de Nazis?!


Certamente que muito se lembram do objetivo e sobretudo da prática terapêutica que sempre expressam na vida dos homens e do mundo, não é este o país a imagem de tantos outros onde os médicos nem respondem pelos crimes e se cobrem e os cobrem!


De terapêutico nada há no nazismo, e a prova é feita todos os santos dias, pois nenhuma acusação foi alguma vez proferida, tudo e todos estes crime são sempre sugeridos pelas sombras, é nas sombras que os constroem e os alimentam e isto são estratégias de torturadores da quinta coluna que sempre mantiveram neste regime e nele estão mesmo depois da chamada revolução de merda, acrescente-se que nem os varreu de vez.

Não é o lapidar exemplo dos crimes Socratianos, provavelmente em Paris a comer ostras a ver quadros de belas passarinhas avermelhadas com chapéus de czarinas a distribuir fatiados pelas casa politicas e a receber heranças que caem do céu sem qualquer explicação e certamente com poucos impostos, sem ninguém saber de alguma tia, ou tio, ou marciano que fosse, um juiz oculto, ou um super juiz que certamente voa tao rápido que ninguém o vê mas mesmo que não visto, existe, dizem e dirão,  as gravações apagadas e não apagadas, sempre estes pozinhos de sombras contraditórias de tudo e de nada com que alimentam as ilusões e perpetuam as impunidades, sempre nada inteiro, como um bom beijo quando nua te enlaço ao perto, porque os homens e as mulher são sempre e antes de mais inteiros, antes destas tecnologias que os roubam aos pedaços, célula a célula da alma e do corpo e do suor do trabalho!

DOIS NOVOS POST NO MEU BLOG TTGBBO

https://tothegreatbritainbelovedone.blogspot.com/2019/08/602-second-version-devil-bath-due.html

https://tothegreatbritainbelovedone.blogspot.com/2019/08/603-malice-at-wonder-land-26-blades.html